Crossovers Linha 2020 Mitsubishi

Eclipse Cross 2019: equipamentos, preços, motor, consumo, revisões

Eclipse Cross 2019: equipamentos, preços, motor, consumo, revisões
Mitsubishi Eclipse Cross

O Mitsubishi Eclipse Cross é um dos crossovers e SUVs que estão dominando não só o mercado brasileiro, como também os demais mercados do mundo.

Altinhos, versáteis e muitas vezes com o mesmo refinamento e nível de equipamentos de outros modelos, esses carros agradam os consumidores e também as montadoras (que lucram mais com isso).


Na Mitsubishi, a estrela da vez é o novo Mitsubishi Eclipse Cross.

Lançado no mercado brasileiro no fim de 2018, mais precisamente no mês de setembro, o Eclipse Cross chegou para atender novos consumidores.

Eles buscavam por um crossover médio da Mitsubishi, mas achavam o ASX pequeno e simplório demais e o Outlander trambolhudo demais para um carro para o dia a dia.


O Eclipse Cross se posiciona entre esses dois.

Todavia, o que deixou os entusiastas enfurecidos foi o fato de o Mitsubishi Eclipse Cross ter ressuscitado o nome de um clássico da marca.

O nome “Eclipse” estampava a identidade de um esportivo produzido entre 1990 e 2011, com direito a três gerações.

Não podemos negar que a Mitsubishi está andando conforme a música e sua linha representa o que os consumidores estão pedindo cada vez mais: crossovers, SUVs e picapes.

Fora todo esse burburinho, o Eclipse Cross foi alvo de opiniões adversas por conta do seu visual para lá de exótico.

Não dá para chamar de feio, e nem de belo. É tudo uma questão de gosto. Tudo muito subjetivo.

Abaixo, os principais detalhes do Mitsubishi Eclipse Cross vendido no mercado brasileiro:

Eclipse Cross 2019: equipamentos, preços, motor, consumo, revisões

Mitsubishi Eclipse Cross – detalhes

Esse carro que você vê nas fotos tem muito em comum com outros carros da Mitsubishi.

A exemplo do Outlander, o novíssimo Eclipse Cross é construído a partir da mesma plataforma ASX. Tanto é que os três têm a mesma distância entre-eixos: 2,67 metros.

Porém, em questões estéticas, o Mitsubishi Eclipse Cross é meio que um ponto fora da curva.

A dianteira do carro agrada aos olhares, com faróis afilados com iluminação em LED, dentro de um conjunto formado por uma grade com barras horizontais cromadas e uma tomada de ar logo abaixo, emoldurados por filetes cromadas em “X”.

Há ainda os faróis de neblina e indicadores de direção nas extremidades, uma outra tomada de ar na parte inferior central e um “peito” na cor cinza.

Basta olhar para o Eclipse Cross em seu ângulo lateral para notar suas diferenças. Há vincos marcantes na lataria e linha de cintura elevada.

Contudo, o teto tem um forte caimento na parte traseira e o vidro traseiro é bastante inclinado. Quase que uma mistura de SUV com cupê, mas sem os três-volumes bem definidos como nos BMW X4 e X6.

A traseira é bastante exótica. As lanternas estão em posição vertical nas extremidades do vidro e contam com um prolongamento central que percorre o vidro da tampa do porta-malas.

Solução parecida com a do já falecido Citroën C4 VTR.

Já o para-choque tem uma enorme porção em plástico preto, com refletores e uma luz de ré nas extremidades e dois detalhes inferiores na cor cinza.

A respeito das medidas, são 4,40 metros de comprimento, 1,80 m de largura e 1,68 m de altura, com entre-eixos de 2,67 m.

Eclipse Cross 2019: equipamentos, preços, motor, consumo, revisões

Pulando para o interior, o que mais agrada é o painel. Não é muito extravagante, mas é um belo salto frente aos Mitsubishis vendidos até então.

As formas são modernas e agradáveis, sobretudo pelo console central elevado e a tela “flutuante” do sistema multimídia no topo.

Há detalhes cromados, em preto brilhante e imitando fibra de carbono e plásticos emborrachados na parte superior do painel, além de recursos como head-up display colorido e sistema multimídia com tela de sete polegadas e pareamento com smartphones.

Ele oferece ainda teto solar duplo.

O Eclipse Cross dispõe também de diversos outros recursos, como aquecimento para os dois bancos dianteiros, alerta de colisão frontal, sistema de farol alto automático, frenagem autônoma de emergência, piloto automático adaptativo, alerta de trafego traseiro, aviso de saída de faixa, entre outros.

Ainda no interior, o banco traseiro conta com três apoios de cabeça embutidos no encosto (para melhorar a visibilidade traseira) e ainda ajuste de inclinação do encosto e ajuste de distância do assento.

O porta-malas tem capacidade para 473 litros – variável por conta das regulagens do banco traseiro.

Eclipse Cross 2019: equipamentos, preços, motor, consumo, revisões

Mitsubishi Eclipse Cross – versões

A atual linha do Mitsubishi Eclipse Cross está disponível em duas versões diferentes.

A de entrada é a HPE-S, que já vem bastante completa de série em termos de segurança, conforto e tecnologia.

Já a topo de linha é a HPE-S S-AWC, que se diferencia do modelo inicial apenas por contar com sistema de tração 4×4.

Todas as configurações do Eclipse Cross são equipadas com o motor 1.5 turbo de quatro cilindros a gasolina, atrelado ao câmbio automático INVCES-III CVT que simula até oito marchas no modo Sport.

Eclipse Cross 2019: equipamentos, preços, motor, consumo, revisões

Mitsubishi Eclipse Cross – equipamentos

Mitsubishi Eclipse Cross HPE-S

Segurança: airbags frontais, laterais, de cortina e para os joelhos do motorista, controle eletrônico de estabilidade, controle de tração, monitoramento de ponto cego, freio de estacionamento eletrônico com função Auto Hold, piloto automático inteligente (ACC), freios ABS com EBD, aviso de saída de faixa, sistema de aviso de tráfego traseiro, sistema de prevenção de aceleração involuntária, assistente de frenagem de emergência, encosto de cabeça e cinto de três pontos para os cinco ocupantes, Isofix, assistente de partida em rampas, sistema de frenagem autônoma de emergência, sistema de farol alto automático, faróis e lanterna de neblina, entre outros.

Conforto: ajuste automático do facho dos faróis, ar-condicionado automático digital de duas zonas, bancos dianteiros com aquecimento, banco do motorista com ajustes elétricos, bancos traseiros reclináveis e deslizantes, saída de ar para os bancos traseiros, direção elétrica, descansa braço central dianteiro e traseiro, sensor de luminosidade, sensor de chuva, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, monitoramento da pressão dos pneus, paddle shifts atrás do volante, volante multifuncional em couro com ajuste de altura e profundidade, entre outros.

Tecnologia: chave presencial, partida do motor por botão, sistema multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, Android Auto, Apple CarPlay, apps Waze e Spotify, conexão WiFi, navegador GPS, comandos de voz, conexão Bluetooth, DVD player, entre outros, sistema de som com seis alto-falantes e tweeters, head-up display colorido, comandos de áudio, piloto automático, telefone e limitador de velocidade no volante, retrovisor interno eletrocrômico, entre outros.

Visual: rodas de liga-leve de 18 polegadas com pneus 225/55 R18, antena de teto tipo barbatana de tubarão, retrovisores externos na cor da carroceria com repetidores de seta, desembaçador e rebatimento elétrico, lanternas traseiras em LED, luzes diurnas em LED, faróis em LED com lavador, grade frontal cromada, moldura cromada nas janelas laterais, teto solar panorâmico duplo, rack de teto, moldura inferior das portas na cor Chrome Like Silver, entre outros.

Acabamento: acabamento interno predominante na cor preta, acabamento lateral das portas com porta-garrafas e detalhes em couro, volante e alavanca de câmbio em couro, bancos revestidos em couro, detalhes em preto brilhante, interior com detalhes e molduras na cor prata, local para armazenamento do celular iluminado, porta-luvas com duplo compartimento, porta-revista atrás dos bancos dianteiros, tampa de cobertura do porta-malas tipo rolo, entre outros.

Mitsubishi Eclipse Cross HPE-S S-AWC

Segurança: agrega sistema de tração eletrônica 4×4 S-AWC.

Eclipse Cross 2019: equipamentos, preços, motor, consumo, revisões

Mitsubishi Eclipse Cross – preços

Confira abaixo os preços do Eclipse Cross 0 km no Brasil:

  • Mitsubishi Eclipse Cross HPE-S 2020: R$ 151.990
  • Mitsubishi Eclipse Cross HPE-S S-AWC 2020: R$ 159.990

Veja abaixo os preços do Eclipse Cross seminovo conforme a Tabela Fipe:

  • Mitsubishi Eclipse Cross HPE-S 2020: R$ 138.890
  • Mitsubishi Eclipse Cross HPE-S S-AWC 2020: R$ 145.820
  • Mitsubishi Eclipse Cross HPE-S 2019: R$ 134.520
  • Mitsubishi Eclipse Cross HPE-S S-AWC 2019: R$ 140.845
  • Mitsubishi Eclipse Cross HPE-S S-AWC 2018: R$ 130.475

Eclipse Cross 2019: equipamentos, preços, motor, consumo, revisões

Mitsubishi Eclipse Cross – motor

Debaixo do capô, o novo Eclipse Cross esconde um motor até então nunca visto num carro da Mitsubishi em solo brasileiro.

Ele estreia o novo motor 1.5 litro turbo de quatro cilindros a gasolina, que atende pela sigla 4B40. Tal propulsor usa dupla injeção (direta e indireta), turbocompressor e variador de fase na admissão e escape.

Segundo dados divulgados pela marca, o crossover médio desenvolve 165 cavalos de potência, a 5.500 rpm, e 25,5 kgfm de torque, de 2.000 a 3.500 giros.

Isso resulta numa relação peso/potência de 9,33 kg/cv na versão de entrada ou 9,73 kg/cv na configuração com tração 4×4, tendo em vista que o modelo tem peso em ordem de marcha de 1.540 kg e 1.605 kg, respectivamente.

Junto ao motor turbo de quatro cilindros está a transmissão automática INVECS-III do tipo CVT (continuamente variável) com sistema sequencial Sport Mode com oito marchas.

Ou seja, mesmo sendo uma transmissão CVT (conhecida por suas “marchas infinitas”), a caixa do Mitsubishi consegue simular oito marchas, dando uma maior proximidade com um câmbio automático convencional.

A configuração mais em conta do Mitsubishi Eclipse Cross usa sistema de tração dianteira.

Já o modelo mais caro é equipado com o sistema de tração 4×4 Super All Wheel Control (S-AWC), o mesmo usado no esportivo Lancer Evolution X.

Eclipse Cross 2019: equipamentos, preços, motor, consumo, revisões

Este sistema de tração consegue controlar automaticamente a distribuição de torque entre os dois eixos.

Ele conta também com acoplamento eletromagnético e sistema de gerenciamento, que permite que o diferencial central fique bloqueado e, dependendo das condições, como numa curva, o sistema eletrônico equilibra automaticamente a distribuição de torque entre os eixos para não comprometer a condução.

Há também um seletor de modos de condução, para adaptar o rodar do utilitário-esportivo japonês em situações com pisos de baixa aderência e também na terra.

Trata-se de um salto frente ao Mitsubishi ASX, crossover de menor porte que ainda é vendido pela marca japonesa em nosso mercado.

Ele usa um 2.0 litros flex aspirado de quatro cilindros, de até 170 cv (a 6.000 rpm) e 23 kgfm (a 4.250 rpm), com câmbio CVT de seis marchas simuladas.

Assim como o ASX, que chegou inicialmente somente com motor flex e depois virou flex, pode ser que o Eclipse Cross ganhe futuramente uma versão bicombustível em nosso mercado.

Eclipse Cross 2019: equipamentos, preços, motor, consumo, revisões

Mitsubishi Eclipse Cross – desempenho

Confira abaixo os números de desempenho divulgados pela Mitsubishi:

Eclipse Cross HPE-S 1.5 Turbo 4×2

  • Aceleração de 0 a 100 km/h em 9,3 segundos;
  • Velocidade máxima de 200 km/h.

Eclipse Cross HPE-S 1.5 Turbo 4×4 S-AWC

  • Aceleração de 0 a 100 km/h em 9,8 segundos;
  • Velocidade máxima de 200 km/h.

Mitsubishi Eclipse Cross – consumo

Veja os números de consumo do Eclipse Cross:

Eclipse Cross HPE-S 1.5 Turbo 4×2

  • Consumo de 10,3 km/l na cidade e 11,9 km/l na estrada com gasolina.

Eclipse Cross HPE-S 1.5 Turbo 4×4 S-AWC

  • Consumo de 10,2 km/l na cidade e 11,6 km/l na estrada com gasolina.

Eclipse Cross 2019: equipamentos, preços, motor, consumo, revisões

Mitsubishi Eclipse Cross – garantia

O Eclipse Cross, bem como os demais utilitários-esportivos vendidos pela Mitsubishi, conta com uma garantia de fábrica de três anos, sem limite de quilometragem.

A Mitsubishi oferece ainda o MIT Assistance, um programa que garante serviço de apoio para assistência ao veículo 24 horas por dia, sete dias por semana. Ele atende todo o Brasil, além de outros países como Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile.

Há serviços como reparo no local, reboque, veículo cortesia, chaveiro, hospedagem, falta de combustível, troca de pneus, transmissão de mensagens, meio de transporte alternativo e transporte de usuário para recuperação do veículo.

A cobertura MIT Assistance é gratuita por um ano. Após isso, o proprietário do carro pode pagar pelo serviço à parte.

Mitsubishi Eclipse Cross – manutenção e revisões

Assim como várias outras marcas, a Mitsubishi trabalha com revisões com preços tabelados, estes disponíveis no site da própria montadora.

Veja abaixo os custos das revisões do Eclipse Cross:

  • Revisão de 10.000 km: R$ 867
  • Revisão de 20.000 km: R$ 842
  • Revisão de 30.000 km: R$ 867
  • Revisão de 40.000 km: R$ 1.057
  • Revisão de 50.000 km: R$ 867
  • Revisão de 60.000 km: R$ 867
  • Revisão de 70.000 km: R$ 1.462
  • Revisão de 80.000 km: R$ 1.057
  • Revisão de 90.000 km: R$ 867
  • Revisão de 100.000 km: R$ 1.661

Mitsubishi Eclipse Cross – concorrentes

Chevrolet Equinox LT 2.0 Turbo 4×2 – R$ 149.890

Eclipse Cross 2019: equipamentos, preços, motor, consumo, revisões

Por pouco menos de R$ 150 mil, a Chevrolet oferece o Equinox LT como rival do Mitsubishi. Este modelo oferece um bom motor 2.0 litros turbo de 192 cavalos (o mesmo do Camaro de entrada lá fora), com câmbio automático de nove marchas.

O Equinox LT é equipado de fábrica com ar-condicionado de duas zonas com saída traseira, sistema multimídia com tela sensível ao toque de oito polegadas e navegador GPS, sistema de redução de ruído externo, partida remota pela chave, seis airbags, faróis xênon, chave presencial, partida por botão, entre outros.

Volkswagen Tiguan Allspace Comfortline 250 TSI – R$ 153.990

Eclipse Cross 2019: equipamentos, preços, motor, consumo, revisões

Este é o único crossover da lista com sete lugares. O Tiguan Allspace Comfortline é ideal para a família e oferece um motor 1.4 TSI (ou 250 TSI) de 150 cavalos e câmbio automatizado DSG de seis marchas e dupla embreagem. Custa R$ 153.990.

De série, tem seis airbags, bancos dianteiros com aquecimento, ar-condicionado de três zonas, banco do motorista com ajuste elétrico, memória e ajuste lombar elétrico, câmera de ré, detector de fadiga, retrovisores externos com aquecimento, rebatimento elétrico e memória, faróis em LED, rodas de 18 polegadas, controle da perda da pressão dos pneus, central multimídia com tela de oito polegadas e App-Connect, entre outros.

Hyundai New Tucson Limited 1.6 Turbo – R$ 156.900

Eclipse Cross 2019: equipamentos, preços, motor, consumo, revisões
Hyundai Tucson 2019

Na mesma faixa de preço do Mitsubishi Eclipse Cross 4×4 há o Hyundai New Tucson em sua versão topo de linha Limited.

Ele também usa um motor turbo, no caso um 1.6 turbo de 177 cv, acoplado a um câmbio automatizado de sete marchas e dupla embreagem a seco e tração dianteira.

Esta configuração tem recursos como tampa do porta-malas com abertura elétrica e sensor de presença, banco do motorista e passageiro com ajustes elétricos, detector de ponto cego, faróis em LED direcionais, rodas de 18 polegadas, painel de instrumentos com tela TFT de 4,2 polegadas, teto solar panorâmico, bancos em couro, seis airbags, ar-condicionado de duas zonas, entre outros.

Jeep Compass Longitude 2.0 Turbodiesel 4×4 – R$ 156.990

Eclipse Cross 2019: equipamentos, preços, motor, consumo, revisões

Líder do segmento, o Jeep Compass que briga diretamente com o Eclipse Cross é o Longitude com motor 2.0 litros turbodiesel de 170 cv, câmbio automático de nove marchas e tração 4×4. É o único do segmento que dispõe de motorização a diesel.

De série, o Compass Longitude Diesel dispõe de ar-condicionado automático de duas zonas, bancos em couro, chave presencial, partida por botão, câmera de ré, controle eletrônico anti capotamento, faróis e lanternas em LED, assistente de descidas, painel de instrumentos com tela colorida de sete polegadas, rodas de 18 polegadas, sistema multimídia com tela de 8,4 polegadas, entre outros.

Peugeot 3008 Griffe Pack 1.6 THP – R$ 156.990

Eclipse Cross 2019: equipamentos, preços, motor, consumo, revisões

Conhecido pelas suas belas linhas e o interior futurista, o Peugeot 3008 custa R$ 157 mil em sua versão topo de linha Griffe Pack. Usa o motor 1.6 THP (turbo) de 165 cv, com câmbio automático de seis marchas e tração dianteira.

Ele também é bem equipado, com câmeras com visão 180º, teto solar panorâmico, rodas aro 19, seis airbags, alerta de ponto cego, frenagem autônoma de emergência, detector de fadiga, assistente de farol alto, alerta e correção de permanência em faixa, leitores de sinais de transito, piloto automático adaptativo, faróis em LED, carregador wireless para smartphones, ar-condicionado de duas zonas, bancos com ajustes elétricos e massageador, central multimídia com tela de oito polegadas, entre outros.

Kia Sportage P.265 2.0 Flex – R$ 157.990

Eclipse Cross 2019: equipamentos, preços, motor, consumo, revisões

Outro coreano da lista é o Kia Sportage, também em sua versão topo de linha.

O crossover médio asiático na configuração P.265 é bem servido de itens de série, mas é o único da lista com motor aspirado: um 2.0 flex de 167 cv, com câmbio automático de seis marchas.

Esta configuração do Sportage dispõe de retrovisores externos com aquecimento e rebatimento elétrico, rodas de 19 polegadas, teto solar duplo panorâmico, detector de ponto cego, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, sistema multimidia com tela de oito polegadas e espelhamento de celular, seis airbags, assistente de tráfego, encostos de cabeça dianteiros ativos, entre outros.

Mitsubishi Eclipse Cross – ficha técnica

Motor

1.5 Turbo

Tipo

Dianteiro, transversal e a gasolina

Número de cilindros

4 em linha

Cilindrada em cm3

1.499

Válvulas

16 (4 por cilindro)

Taxa de compressão

10:1

Injeção eletrônica de combustível

Direta e indireta multiponto

Potência Máxima

165 cv a 5.500 rpm

Torque Máximo

25,5 kgfm a 2.000 rpm

Transmissão

Tipo

Automático do tipo CVT com oito marchas simuladas

Tração

Tipo

Dianteira ou integral sob demanda

Freios

Tipo

Discos ventilados (dianteira) e discos sólidos (traseira)

Direção

Tipo

Elétrica

Suspensão

Dianteira

Independente, McPherson, com molas helicoidais

Traseira

Independente, multibraço, com molas helicoidais

Rodas e Pneus

Rodas

Liga-leve de 18 polegadas

Pneus

225/55 R18

Dimensões

Comprimento total (mm)

4.405

Largura (mm)

1.805

Altura (mm)

1.685

Distância entre os eixos (mm)

2.670

Capacidades

Capacidade de carga (kg)

495

Tanque (litros)

60

Porta-malas (litros)

473

Peso vazio em ordem de marcha (kg)

1.540 (4×2) e 1.605 (4×4)

Mitsubishi Eclipse Cross – fotos

Eclipse Cross 2019: equipamentos, preços, motor, consumo, revisões
Nota média 5 de 1 votos

Leonardo Andrade

Leonardo Andrade

Leonardo atua no segmento automotivo há quase nove anos. Tem experiência/formação em administração de empresas, marketing digital e inbound marketing. Já foi colaborador em mais de sete portais do Brasil. Fissurado por carros, em especial pelo mercado e por essa transformação que o mundo automotivo está vivendo.

  • Flavio Cunha

    Equinox 192 cavalos?

    • Raul Mafra

      Erroooouuuu, tb li isso hehehe, estagiário corrige la 262cv please hehehe, sei que gosto é gosto, mas a traseira lembra o pontia aztek

  • Rodolfo Deo

    Já é uma época de carros estranhos, aí vem a Mitsubishi e capricha na esquisitisse.

  • Henrique12

    Até o 3008 fica sóbrio perto desse.

  • Victor Costa

    Pensei que fosse concorrente dos compactos… tem um na garagem aqui do prédio e eu acho ele muito pequeno !! porte de Creta e Renegade visualmente falando… os compass são maiores

    • Ernesto

      Dimensões de Compass e Eclipse Cross:
      – Eclipse Cross: Comprimento 4.405 mm Largura 1.805 mm Altura 1.685 mm Entre-eixos 2.670
      – Compass: Comprimento 4.416 mm Largura 1.819 mm Altura 1.635 mm Entre-eixos 2.636
      Dados que puxei no icarros. Vendo por estes números, o Eclipse Cross perde em comprimento por 1,1 centímetros, perde na largura por 1,4 cm, ganha na altura por 5 centímetros e ganha no entre-eixos por 3,4 centímetros.
      Pode se dizer que sua percepção está equivocada.

      • Guilherme Gomes Gandolfi

        Verdade, são números impressionantes(inserir sarcasmo), 13,3975m3 vloume ASX = 13,1335m3 volume Cross, uma diferença deveras importante que justifica a classificação dele em outra categoria, de 2% em volume. O cross deveria ter extinto o ASX. Estão no mesmo patamar, mas quem vai deixar de vender um produto novo mais caro só pq ele está em uma ” categoria acima”, mesmo. Mas enfim, o que eu quis dizer é, vá em uma CSS e veja um ao lado do outro, o ASX é maior que o Cross.

        • Ernesto

          Bom, não precisa vir com sarcasmo, é só perceber que você está um tanto equivocado ao falar que ele deveria concorrer com compactos, afinal, suas dimensões são muito próximas ao do Compass, perdendo em algumas e ganhando em outras.

      • Victor Costa

        Pois é… engraçado né ? mas é um carro bem bonito

  • El Gato!

    Muito prático aquele balcão de boteco na traseira.

    • Fernando Gabriel

      kkk, fato! A Mitsubishi é a melhor em criar traseiras horrendas.

  • Annita Fingenberg

    Se por alguma ironia do destino um desses viesse parar na minha mão, a primeira coisa que faria era pintar de preto brilhante aquela parte que liga as lanternas. Quem sabe não disfarce a bizarrice.

  • Gran RS 78

    Na minha opinião, o que prejudica e muito esse carro é essa traseira muito estranha, e pelos baixos números de vendas, não sou só eu que achou isso.

  • Guilherme Ranzoni

    1) aposenta o Evo
    2) usa o nome Eclipse para esse troço horroroso
    3) usa sua Pajero Full 2019 para competir contra a Pontiac Aztec pelo título de SUV mais horrorendo do planeta
    4) tira de linha a Triton mk1 e traz uma versão chinesa absolutamente genérica e sem personalidade
    5) afim de transformar a ASX na nova Tucson qual o carro novo mais velho à venda

    • Miguel

      Um desastre! rs

  • Fanjos

    Macumba maldita!

  • tvglobonãotemjapaa

    Moda SUV e picape

  • Guilherme Gomes Gandolfi

    Quem fala que isso é maior que uma ASX nunca deve ter visto os 2 juntos…

    • Ernesto

      Dimensões de Eclipse Cross e ASX:
      – Eclipse Cross: Comprimento 4.405 mm Largura 1.805 mm Altura 1.685 mm Entre-eixos 2.670
      – ASX: Comprimento 4.360 mm Largura 1.770 mm Altura 1.635 mm Entre-eixos 2.670
      Dados que puxei no icarros. As diferenças são pequenas, mas ele é maior sim.
      E para uma comparação com um concorrente, veja as dimensões do Compass:
      – Compass: Comprimento 4.416 mm Largura 1.819 mm Altura 1.635 mm Entre-eixos 2.636
      O Eclipse Cross perde em comprimento por 1,1 centímetros, perde na largura por 1,4 cm, ganha na altura por 5 centímetros e ganha no entre-eixos por 3,4 centímetros.

  • Pelo valor cobrado e pelo design ousado (digamos assim), eu considero esse Eclipse Cross mais um carro de imagem do que de fato um concorrente aos mini-SUVs das outras marcas.

  • To na área!

    Gente, será que só eu acho esse carro feio? kkkk

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email