Fiat Manutenção Minivans

Fiat Idea – Defeitos e problemas

Fiat Idea - Defeitos e problemas

A Fiat Idea é uma minivan que foi fabricada aqui entre 2005 e 2016, utilizando a plataforma comum do Punto.


O monovolume italiano teve boas vendas e compartilhava diversos componentes com seus irmãos.

Entretanto, mesmo assim, herdou deles alguns defeitos e problemas.

Com 3,93 m de comprimento e 2,51 m de entre eixos, a Fiat Idea tinha até 1,69 m de altura.


Alta e espaçosa, ela tinha como destaque porta-malas de 380 litros e porta-objetos no teto.

A Fiat deu uma boa atualizada de meia vida no produto, que ganhou até lanternas em LED de boa aparência.

Por aqui, a Fiat Idea teve várias versões e motores, usando o Fire 1.4 com 80 cavalos, depois o atualizado com até 88 cavalos.

Além disso, chegou a tempo de usar o GM 1.8 8V de até 114 cavalos, passando posteriormente para um propulsor da Fiat.

Este era o E.torQ 1.8 com até 132 cavalos, mas também teve o mesmo na versão 1.6 com até 117 cavalos.

Nunca teve câmbio automático no Brasil, sendo que a única opção sem embreagem era o automatizado Dualogic.

Mas, mesmo com vários atributos, o que os proprietários da Fiat Idea reclamam sobre o carro?

Os donos de Idea reclamam muito de defeitos na abertura do porta-malas, especialmente da versão Adventure.

Também se queixam da queima de lâmpadas com frequência e defeitos nos vidros elétricos, assim como no alarme.

O painel barulhento e o banco do motorista são outras das reclamações recorrentes.

Fiat Idea – Defeitos e problemas

Fiat Idea - Defeitos e problemas

A Fiat Idea é um carro elogiado por sua robustez mecânica, espaço interno e praticidade, porém, os donos reclamam de algumas coisas.

A coisa que mais pega na minivan da Fiat, segundo seus proprietários, é um barulho no painel.

Muitos reclamam que o conjunto faz barulho em pisos irregulares e até mesmo com pouca quilometragem.

Há quem teve que retornar até 8 vezes para tentar sanar o problema na rede autorizada.

Num caso, o dono teve o barulho no painel já aos 8.500 km, sendo o mesmo resolvido na revenda.

Outra reclamação constante é em relação ao comando dos vidros elétricos.

O monovolume tem comandos nas quatro portas, dependendo da versão, porém, alguns donos reclamam de defeitos.

Existem casos de vidros elétricos traseiros subindo e descendo sozinhos, assim como dianteiros que param do nada.

Outros alegam que os botões saem com frequência e que com umidade, os contatos dos vidros dão defeito.

Além disso, alguns associam o problema ao alarme, que nem sempre ativa corretamente, deixando o carro aberto.

Mais reclamações

Fiat Idea - Defeitos e problemas

Alertas falsos de erro ou tentativa de arrombamento também não são raros, sendo algo que já vimos em alguns carros da Fiat avaliados pelo NA.

Outros donos reclamam apenas do alarme, que também não aciona os vidros, sendo um recurso de segurança importante.

Ainda na parte elétrica, a Fiat Idea gera reclamação de alguns proprietários em relação ao conjunto ótico.

Muitos reclamam que as lâmpadas não duram o esperado, queimando com frequência em alguns casos.

O fato ocorre tanto nos faróis quanto nas lanternas traseiras.

Outro item que gera algumas reclamações é o sistema de abertura da tampa do porta-malas.

A tampa do porta-malas simplesmente não trava com o acionamento do alarme, deixando carro aberto.

Mesmo fisicamente, em alguns casos ela não tranca.

Na versão Adventure, a reclamação recorrente e sobre o cabo do estepe, que fica bloqueado e impede o acesso ao bagageiro.

Dessa forma, o cabo que libera do estepe trava e não deixa abrir a tampa, já que o dispositivo que o libera é integrado ao travamento da porta traseira.

Na parte interna, além de barulhos de acabamento, alguns donos de Fiat Idea acusam defeito no banco do motorista.

O problema ali é o sistema de regulagem de altura, que impede o ajuste na posição correta de condução.

Num carro como a Fiat Idea, esse é um item imprescindível, visto que é um veículo alto e com ângulo da coluna de direção elevado.

Alguns apontam barulhos e rangidos, sendo que existem casos em que o banco do motorista simplesmente estava solto.

Outros relatam que o sistema de áudio tem qualidade baixa no acabamento das teclas.

Com pouca quilometragem, alguns mencionaram que as teclas descascaram com facilidade, prejudicando o aspecto do conjunto.

Existem casos de defeito no próprio rádio, que simplesmente deixa de funcionar sem motivo aparente.

Defeitos mais graves

Fiat Idea - Defeitos e problemas

Existem vários casos de defeitos e problemas mais graves da Fiat Idea.

O eixo traseiro é um dos que tem casos relatados na internet e preocupam que considera comprar o carro, agora apenas usado.

Os casos falam do eixo de torção que enverga, fazendo com que as rodas encostem nas caixas internas.

Isso acontece porque a posição da roda fica muito para dentro com camber bem negativo, devido a alteração do braço da suspensão.

Em alguns existe a ruptura do conjunto e noutros, a presença de trinca que evolui para alteração do ângulo do curso.

Apesar das reclamações que existem na internet, não há um recall para a Fiat Idea.

O problema já foi visto em modelos como Palio, mas apenas Punto e Linea tiveram chamadas relacionadas com o eixo traseiro.

Esta convocou nada menos que 113 mil unidades, que poderiam eventualmente apesar tão trinca, implicando de desgaste prematuro de pneus, desalinhamento do volante e ruído excessivo.

Os donos alegam que jamais colocaram excesso de peso no carro para que o eixo traseiro pudesse eventualmente quebrar.

O custo de substituição de tal eixo é enorme e alguns acabaram indo para o jurídico na esperança de troca do conjunto.

Além do eixo traseiro, alguns donos acusam o chamado calço hidráulico.

Eles alegam que a Fiat Idea não enfrentou áreas alagadas ou enchentes, mas simplesmente ficou sob chuva forte.

Em um dos casos, o proprietário descobriu que há entrada de água no compartimento do motor.

O mesmo ocorre pela grade superior, que é chamada popularmente de “churrasqueira”.

O motivo é que a entrada de água em grande volume ultrapassaria a capacidade do conjunto de drenagem, transbordando.

Ao ligar o motor, o mesmo acaba falhando e travando, causando surpresa no proprietário.

Um dos clientes da Fiat, levou o carro avariado até uma revenda, onde foi constatado o calço hidráulico, mas com o captador de ar seco.

Também não havia sinais de que o carro tivesse ficado submerso total ou parcial.

O problema gera um custo enorme para o proprietário, já que o motor precisará de reparos importantes por causa das avarias internas, demandando retífica.

Também existem aqueles que reclamam de defeitos e problemas no câmbio automatizado Dualogic da Fiat Idea.

Em alguns casos, ele simplesmente não engata marcha ou quando o faz, volta para o neutro.

Existem relatos de alertas de avarias e mau funcionamento nas trocas de marchas.

Houve um recall do atuador de acionamento da embreagem do Dualogic em veículos feitos entre julho e novembro de 2014.

A Fiat Idea teve quatro chamadas de recall em sua vida comercial no Brasil.

Substituição do óleo lubrificante e de engrenagens da primeira marcha em câmbio manual de modelos de 2012 a 2014.

Também foram feitos dois recalls para o mesmo problema, sendo este no alternador, com o primeiro em maio de 2017.

Nesse caso, eram para modelos 2016 e 2017, sendo os mesmos repetidos em nova chamada em março de 2018.

Nos dois casos, são feitas análise, verificação e, se necessária, substituição do alternador com defeito no carregamento da bateria.

Fiat Idea – Defeitos e problemas
Nota média 4.3 de 4 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Gabriel Molina Pinheiro

    Cara, não é possível!
    Os redatores dessas matérias não leem os comentários. O texto está um lixo pra ler com essa métrica, coisa irritante!
    Consertem isso com urgência.

    • Mr. Pennybags

      Falaram pro estagiário escrever os textos em prosa e ele confundiu com poesia!kkkkk

    • Yuri Lima

      Cada parágrafo tem apenas uma linha.
      Fica uma leitura super truncada. Parece que o esboço do texto virou a versão definitiva.

    • Robson

      Fica
      parecendo
      que
      alguém
      precisa
      preencher
      o
      espaço
      destinado
      a
      matéria
      e
      ai
      resolve
      fazer
      isso

    • Alberto Rigattoni

      Os caras devem ter feito estágio com o Cosme Rímoli que também escreve(ia) assim.

    • klaus

      é uma lista de frases

    • MarcosGojira

      Pensei que era um poema.

    • Zé Mundico

      É mais fácil lidar com frases soltas do que com textos articulados. Do jeito que está, fica parecendo uma montagem de frases avulsas e desconexas, como se estivesse digitando no zap-zap.
      Nem perco meu tempo lendo isso.

    • th!nk.t4nk

      É, o redator que me desculpe, mas deveria se matricular num curso de língua portuguesa imediatamente.

  • Henrique Guedes da Silva

    Fiquei 9 anos com a minha ELX 1.4 meu unico problema é consumo e motor fraco mas tirando isso dá de 10 a 0 em muito carro similar por ai amado pela galera, a manutenção é baixa os valores então praticamente no valor de palio e unos, eu pegaria outra novinha usada com certeza.

  • Miguel

    Achava muito legal esse carrinho, uma pena a Fiat não ter evoluído ele.

    • Henrique Guedes da Silva

      Não tinha muito o que evoluir, o que? a unica coisa que faltava era um cambio automático, porém a fiat sabia que ela não iria poder se sustentar com a concorrencia de SUVs, pois seu preço ja era alto demais, porém ainda preferia mil vezes um Idea Adventure do que muitos carros por ai.

      • Miguel

        Por evoluir eu quis dizer ter uma nova geração. A Idea adventure era um bom produto, apesar de mais caro, e nessa era de SUV poderia ter seu mercado, ou já que ela era altinha já poderia ter virado um SUV de vez!

  • René G Barreto

    buenas, estou no meu terceiro, e último, Idea… um Sublime (põe aí uma música ao violino bem triste!), se eu pudesse teria o quarto, ele é um pouco beberrão sim, mas minha bronca com o modelo é somente o ar-condicionado, a cada troca olhávamos vários modelos, fazíamos vários test-drive e sempre optávamos pelo “cabeção”, agora fomos “abandonados” pela Fiat que não oferece nada semelhante ou melhor atendendo o custo/ benefício que encontrávamos no Idea, uma pena…

  • Rafael

    Lembrei de quando a professora pedia pra fazer um texto com no mínimo 30 linhas, faltando pouco tempo para acabar a aula.

  • Leonardo Teixeira

    A formatação do texto está muito ruim

  • Piston head

    Fulano diz:
    Em alguns casos, ele simplesmente não engata marcha ou quando o faz, volta para o neutro.

    Beltrano diz:
    Existem relatos de alertas de avarias e mau funcionamento nas trocas de marchas.

    Fulano diz:
    Houve um recall do atuador de acionamento da embreagem do Dualogic em veículos feitos entre julho e novembro de 2014.

    • Henrique Guedes da Silva

      Esses problemas dava até no cambio automatizado da VW kkkk é mimimi

      • Piston head

        Sim, a questão é que o texto parece um chat.

  • Silas

    Corrijam aí: O Idea nunca teve motor 1.4 com 88cv.

    • Henrique Guedes da Silva

      kkkk erraram é 88 cv no etanol

      • Silas

        Fiat Idea (e Dobló), nunca foram equipados com Fire EVO. Usavam Fire 1.4 Flex.
        Fire EVO 1.4 – 88cv Etanol/85cv Gasolina (tem variador de fase e outras alterações);
        Fire Flex 1.4 – 81cv Etanol/80cv Gasolina (setup do Idea);
        Fire Flex 1.4 – 86cv Etanol/85cv Gasolina (setup do Dobló e também Palio-Uno-Punto.. antes do EVO).

  • seichonoie

    O motor e o cambio da Strada pelo amor Deus

  • marcelomartins

    O IDEA é muito bom. Tenho um a 7 anos. Não vou achar outro carro tão pequeno com tanto espaço.

    Único defeito são os 8 km/ litro na cidade.

    • Henrique Guedes da Silva

      O consumo era o menor dos problemas para o que o carro oferecia é um carro pesado e espaçoso, ja vi muito carro menor com motor mais moderno que fazia 9 km na cidade então não acho tão absurdo assim pior se fosse 5km o que muitos fazem, meu cunhado tinha o golf 1.6 fazia 6km/l na cidade e ninguém nunca falou mau do Golf, o meu relato mesmo lá embaixo fiquei com uma Duster alugada por pouco mais de uma semana um tanque não rodava 500km o meu Ideia com um tanque ja rodei 690 km na castelo

    • MarcosGojira

      Um compacto com essa autonomia é de doer.

  • PPRoach

    É possível que o carro tenha muitas qualidades, apesar do péssimo motor 1.4 Fire (já tive um Punto com este motor pra nunca mais querer ouvir o nome dele), mas o que mais desagrada no Idea pra mim, a ponto de fazer desconsiderá-lo como opção, é a gambiarra que a Fiat fez usando o interior do Palio nele. Ficou péssimo, na minha opinião.

    Acho a Meriva uma opção mais interessante na categoria.

  • th!nk.t4nk

    Os 315 litros reais do porta-malas eram tensos pra um carro familiar. A FIAT divulgava mais (380 litros), mas esse valor era considerando todas as reentrâncias (das caixas de rodas). Na prática o espaço usável era no mesmo nível do Fox (ou seja, um “porta-luvas traseiro”). A FIAT pecou em não ter feito o Idea ligeiramente mais longo, pra competir decentemente com o Meriva.

  • Dod

    Tive um Idea Adventure E-torq manual 2012 e era uma relação de amor e ódio que eu tinha com ele. O acabamento era péssimo, virou uma escola de samba ainda com baixa quilometragem. Já fora da garantia surgiu um barulho terrível no painel e eu descobri que ele tinha cedido (pasmem!) e isso era a causa do barulho, “resolvi” o problema colocando um calço de borracha entre o vão que separava o painel do console central, perto do porta-copos. A tampa do porta-luvas com o tempo ficou desalinhada e fechada tinha um vão que cabia 1 dedo entre ela e o painel. O mecanismo de travamento do banco traseiro quebrou do nada e foi um parto para a Fiat trocar a peça em garantia. O pomo do câmbio perdeu a tinta toda com menos de mil kms rodados, a Fiat trocou a peça e novamente com pouco tempo voltou a descascar, aí desencanei. O motor, MEU DEUS, era terrível, letárgico e beberrão ao extremo, eu brinco que era um motor 1.8 com desempenho de 0.8 e consumo de V8. As portas exigiam muita força na hora de fechar. Apareceram algumas moscas miudinhas mortas dentro das lanternas traseiras que eu não sei como foram parar lá.

    Mas apesar de tudo tinha suas qualidades. 5 adultos iam com folga e o porta-malas era muito bom para o tamanho compacto do carro. O rodar era confortável e tranquilo no péssimo asfalto da minha cidade e nas inúmeras lombadas, valetas e bocas de lobo, outros carros sofriam ao passar por essas maldições mas o Idea nem sentia. Em estradas de terra ele também ia muito bem. Não ficou saudades mas depois dele nunca mais consegui pegar um carro baixo novamente.

  • Thiago K. Galiza

    Dei uma adventure 1.8 8V pra minha mãe de presente. Não tem nada pra falar do carro, o único problema é o consumo elevado. Fora isso é até gostoso de dirigir. Vira e mexe perguntam se está a venda, o carro esta bem conservado.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email