New Beetle – Defeitos e problemas

O New Beetle foi a segunda releitura do clássico Fusca. O modelo da Volkswagen, assim como seu sucessor, foi fabricado somente em Puebla, México.

Importado no fim dos anos 90, o cupê foi vendido aqui até meados de 2010, quando se encerrou a produção mexicana. Com linhas bem elegantes e configuração praticamente 2+2, o produto da VW ganhou boa reputação no mercado.


Feito sobre a plataforma PQ34 do Golf IV, o New Beetle compartilhou a mecânica padrão do hatch médio alemão, que também era feito na fábrica mexicana.

Nesse caso, ele incorporou o motor 2.0 8V de 116 cavalos a 5.200 rpm e 17,3 kgfm a 2.600 rpm, que vinha equipado com transmissão manual de cinco marchas ou automática de quatro marchas.

Em 2008, a Volkswagen introduziu o câmbio automático Tiptronic de seis marchas com mudanças manuais em sequência, mas preservando o propulsor 2.0 8V “clássico”.

O New Beetle é elogiado por seus donos não só pelo estilo, mas também pelo acabamento em couro, robustez mecânica, confiabilidade e conforto ao dirigir.

Eles reclamam geralmente do espaço do porta-malas, consumo e da suspensão traseira, considerada dura. Mas, e os defeitos e problemas?

New Beetle – Defeitos e problemas

new beetle 1

O New Beetle é um dos raros carros que possuem poucos relatos de defeitos e problemas crônicos registrados na internet.

O principal deles é o relato de ruídos no teto solar elétrico do modelo, que faz um “chiado metálico” quando é acionado. Nenhum dos proprietários disse ter encontrado a solução para o problema.

Alguns comentam que esse equipamento é o mesmo usado no Passat da época. Ele possui um seletor com opções para ser aberto total ou parcialmente.

Outro item que alguns donos de New Beetle se queixam é o limpador do para-brisa, que devido a curvatura do vidro frontal, tende a trepidar durante a varredura e chega mesmo a riscar a superfície se não for trocado.

Um dos relatos diz que a concessionária disse que é um problema comum e que a solução é utilizar um modelo flat blade, que se adapta à curvatura do vidro, varrendo-o de forma mais eficiente e segura.

Barulhos e elétrica

new beetle 2

Alguns proprietários do New Beetle reclamam de barulhos internos, especialmente no painel e revestimentos. Existem muitos casos envolvendo a forração do habitáculo.

Diversos donos falam de folga ou desprendimento de revestimento de tecido internos, buscando novos no mercado ou meios de reparação do acabamento, especialmente das portas e parte traseira.

Ainda no interior do New Beetle, relatos indicam problemas nos vidros elétricos, tanto na porta do motorista quando do passageiro, exigindo até mesmo a troca de motor elétrico.

Outros dizem que o problema estava associado ao chicote elétrico, exigindo mão de obra especializada para reconectar os componentes eletrônicos do dispositivo.

O pequeno porta-malas do New Beetle é outro que foi mencionado por alguns, que relatam que ele trava na abertura e não permite ser aberto nem mesmo por dentro do compartimento, onde existe um botão anti-sequestro.

Um deles disse que a trava elétrica do bagageiro não podia ser acionada nem pela chave ou pelo botão de abertura na porta do condutor.

Câmbio automático

new beetle 3

Alguns donos de New Beetle falam de certa lentidão nas trocas de marchas do câmbio automático de quatro velocidades, relatando certa demora na saída após engate.

Outros falam de falhas ao engatar as machas e até travamento, mas são casos bem esporádicos. No Tiptronic, o não funcionamento da função de mudança manual também foi relatada.

Entretanto, mais frequente mesmo é a quebra da “esteira” do câmbio automático, que segundo os donos impede que a posição de marcha seja indicada no painel do New Beetle.

Ela fica posicionada abaixo da alavanca de câmbio e cobre a área do seletor de marchas, dando também um acabamento externo na peça em questão.

Recall

new beetle 4

Apesar de não ter muitos relatos de defeitos e problemas, o New Beetle foi chamado para recall junto com seus irmãos Audi A3, Bora e Golf, em reparação do freio ABS em carros feitos entre março e setembro de 2001.

O problema estaria num chip do dispositivo que poderia superaquecer e até provocar um incêndio. Foram chamados mais de 9,3 mil carros dos modelos acima.

Como se vê, o New Beetle é um carro bastante confiável e, apesar de boa parte dos donos relatar que a manutenção é cara, ele utiliza muitos dos componentes do Golf, que foi produzido aqui no mesmo período, o que pode compensar em parte.

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.