Cupês Esportivos História Volkswagen

Novo Fusca: a geração esportiva do ícone que é um Golf disfarçado

O Volkswagen Fusca sempre foi um dos ícones do mercado automotivo brasileiro e querido por muitos consumidores. Você muito provavelmente se depara com pelo menos um exemplar do “besouro” alemão toda vez que coloca os pés nas ruas, o que certamente inclui alguns modelos do chamado “Novo Fusca”.

Novo Fusca: a geração esportiva do ícone que é um Golf disfarçado
Novo Fusca

Tivemos a primeira geração do modelo vendida no Brasil entre 1950 e 1986, e também por um breve período entre 1993 e 1996, com o modelo atualizado sendo chamado popularmente de Fusca Itamar.


Passada essa época, a Volkswagen ainda enxergava uma lacuna deixada pelo Fusca e também uma certa demanda pelo modelo.

Novo Fusca: a geração esportiva do ícone que é um Golf disfarçado

Então, em meados de 2007 a empresa anunciou a chegada do New Beetle, que nada mais era que um novo modelo com visual e características inspirados no Fusca original.


O New Beetle tinha como base o Golf IV. A versão nacional do carro foi importada do México e, por aproximadamente R$ 60 mil, oferecia um motor 2.0 litros de até 116 cavalos de potência e 17,3 kgfm de torque (o mesmo do Golf), atrelado a um câmbio manual de cinco marchas ou automático de seis velocidades.

Este modelo era um carro de imagem e de nicho na gama da Volkswagen, tanto pelo visual retrô como pelo preço bem mais elevado. Para se ter uma noção, um dos concorrentes do New Beetle era o Chrysler PT Cruiser.

Novo Fusca: a geração esportiva do ícone que é um Golf disfarçado

Um Fusca esportivo em 2012

Para dar continuidade à linha, a Volkswagen apresentou em novembro de 2012 a mais recente geração do carro. Agora conhecido somente como Novo Fusca, o carro ficou maior, mais moderno e bem mais potente, assumindo uma vocação esportiva.

O Novo Fusca também foi importado do México e era construído a partir da plataforma do Golf, mas neste caso a da sexta geração do hatch.

Sob o capô, o carro escondia o mesmo conjunto mecânico do sedã Jetta TSI e do crossover médio Tiguan, um 2.0 TSI dotado de turbocompressor e injeção direta de combustível que conseguia entregar nada mais, nada menos que 200 cavalos de potência.

Ou seja, ao invés de ser somente um carro de imagem, o Volkswagen Novo Fusca passou a atender também àqueles que buscavam por um automóvel com tocada mais agressiva e experiência diferenciada ao volante.

Em seu lançamento, o Novo Fusca foi anunciado tendo como mira outros carros premium com apelo esportivo, como o francês Citroën DS3 e o britânico MINI Cooper John Cooper Works.

Esta nova geração, inclusive, teve a “liberdade” de usar nomes diferentes dependendo do mercado, seguindo o nome ou apelido que o carro recebeu ao longo da sua história. Na França, o novo Fusca foi vendido como “Coccinelle”. Já na Itália, o veículo resgatou o nome “Maggiolino”.

O Fusca ainda se posiciona como um dos carros mais bem-sucedidos de todos os tempos na gama da Volkswagen.

Foram mais de 20 milhões de unidades vendidas no mundo durante toda a sua história, sendo que mais de três milhões de automóveis foram emplacados somente no Brasil.

Novo Fusca: a geração esportiva do ícone que é um Golf disfarçado

Novo Fusca – detalhes

Se por um lado o Volkswagen New Beetle tinha visual apenas inspirado na antiga geração do Fusca, o Novo Fusca é praticamente uma releitura do primeiro modelo. De acordo com a marca, criar a nova geração do carro foi um desafio “como reinventar um design tão forte e independente, comparável a produtos como a garrafa da Coca-Cola, o iPhone ou os primeiros óculos Ray-ban”.

“O Fusca se caracteriza por uma clara e dominadora esportividade. Não tem apenas um perfil mais baixo: é mais largo, o capô dianteiro é mais longo, o para-brisa foi mais para trás, criando um novo dinamismo”, explica o então chefe de design da Volkswagen, Klaus Bischoff.

Por conta disso, o Novo Fusca tem o visual marcado pelos faróis redondos que podem receber iluminação bi xênon e luzes diurnas, cada uma com 15 LEDs posicionados na borda externa da peça.

Ele era o único Volkswagen a contar com faróis arredondados, fugindo um pouco da tal polêmica filosofia visual da empresa.

Já o capô do Novo Fusca tem formas mais limpas e destacava o amplo logotipo da Volkswagen na parte inferior central. Curiosamente, o carro não possui qualquer grade entre os faróis. Toda a refrigeração do motor é feita por meio da tomada de ar inferior, cortada por um friso cromado e ladeada pelas luzes indicadoras de direção e os faróis de neblina.

As laterais, por sua vez, mostram que o Novo Fusca é mesmo um legítimo Fusca, tomada as devidas proporções e também as mudanças para os tempos atuais. A silhueta é marcada pelo teto mais arredondado, cuja a linha se prolonga até a parte inferior da traseira.

As duas janelas laterais acompanham o formato da carroceria. Outro detalhe é que as portas do Novo Fusca são amplas e não contam com arcos de ferro normalmente utilizados na estrutura para limitar o formato das janelas. Havia ainda um grosso friso inferior em preto brilhante emoldurando as saias.

Merece destaque também os para-lamas musculosos do Novo Fusca que são praticamente um prolongamento dos para-choques, também conforme o Fusca original.

Já na traseira, as lanternas são quadradas com extremidades arredondadas e formam junção com tampa do porta-malas, esta com o nome “Fusca” gravado logo abaixo do logotipo da marca. Havia ainda um aerofólio em preto e na cor da carroceria no centro da traseira e duas ponteiras de escape cromadas, uma em cada extremidade.

O Novo Fusca podia ser adquirido com rodas de liga-leve “Spin” de 17 polegadas com cinco raios ou, como opcional, os aros “Twister” de 18 polegadas também com cinco raios, mas com a parte interna em alumínio claro e a externa em preto fosco.

Novo Fusca: a geração esportiva do ícone que é um Golf disfarçado

O interior do Volkswagen também foi inspirado no modelo original, mas também com uma boa modernização e elementos dos carros mais atuais da empresa.

Um dos elementos que remetem ao primeiro Fusca é a ampla faixa horizontal no centro do painel, que abriga os difusores de ar retangulares e arredondados, o painel de instrumentos com velocímetro maior ao centro e o conta-giros e o marcador do nível de combustível menores nas laterais, a central multimídia e um segundo porta-luvas, este último também herdado do Fusca.

Há até alças de borracha posicionadas nas colunas centrais, que servem de apoio para os passageiros do banco de trás. Ele é equipado também com um sistema de iluminação ambiente com as opções de cores azul, branco e vermelho.

A lista de destaques do Novo Fusca segue com os bancos dianteiros com apoios laterais pronunciados e ajustes manuais (inclusive do apoio lombar), volante multifuncional revestido em couro com base chata e centro arredondado, seção central do painel que imita fibra de carbono e uma instrumentação no console central com termômetro de óleo, cronômetro e manômetro do turbocompressor.

Nas dimensões, o Novo Fusca exibe 4,27 metros de comprimento, o que representa um aumento significativo de 15,2 centímetros em relação à geração anterior. Já a altura passou para 1,48 m, com redução de 1,2 cm, ao passo que a largura foi ampliada para 1,8 m (uma diferença de 8,4 cm para mais).

Por conta dessas alterações nas medidas, o teto foi estendido, o para-brisa foi deslocado para trás e a seção dianteira seguiu o mesmo contorno do Fusca original.

O porta-malas do Novo Fusca consegue levar 310 litros de bagagens, podendo ser ampliado para 905 litros com o banco traseiro rebatido. O acesso ao compartimento é feito pela tampa que se ergue juntamente com o vidro traseiro.

O Novo Fusca podia ser encomendado em 11 cores diferentes: as sólidas Amarelo Cristal, Azul Denim, Branco Cristal, Vermelho Tornado e Preto Ninja, as metálicas Azul Reef, Cinza Platinum, Marrom Toffee, Prata Moon Rock e Prata Sargas e ainda a perolizada Preto Mystic.

Novo Fusca: a geração esportiva do ícone que é um Golf disfarçado

Novo Fusca – novidades

Lançamento do novo Fusca no Brasil

A nova geração do Volkswagen Fusca começou a ser vendida no mercado nacional no fim de 2012. Ele fez a sua estreia na rede de concessionárias com preço inicial de R$ 76,6 mil para a versão com transmissão manual de seis velocidades.

No caso do Novo Fusca com câmbio automatizado DSG de seis marchas e dupla embreagem, o preço inicial era de R$ 80.990. Porém, esta cifra poderia aumentar e ultrapassar a casa dos R$ 100 mil quando equipado com todos os opcionais disponíveis.

A marca oferecia um pacote com paddle shifts, ar-condicionado de duas zonas, retrovisor interno eletrocrômico e sensor de chuva por R$ 2.850, teto solar elétrico por R$ 2,9 mil, sistema multimídia com navegador GPS por R$ 2.325, chave presencial e partida por botão por R$ 1.656, faróis bi xênon com luzes diurnas em LED por R$ 3.680, rodas aro 18 por R$ 2.050, som Fender por R$ 1.630 e bancos revestidos em couro Vienna por R$ 4.190.

Com todos os recursos disponíveis, inclusive com o câmbio DSG, o Novo Fusca pulava para R$ 102.271.

Novo Fusca: a geração esportiva do ícone que é um Golf disfarçado

Opção de pacote esportivo no Novo Fusca R-Line

A partir de setembro de 2014, a Volkswagen passou a oferecer a opção do pacote esportivo R-Line para o Fusca e também para o CC, Passat, Passat Variant, Tiguan e Touareg. Esse kit incluía apenas recursos visuais externos e também novos detalhes de acabamento no interior.

O Novo Fusca R-Line era equipado com rodas de liga-leve de 18 polegadas com acabamento diamantado, detalhes cromados, friso de proteção lateral na cor da carroceria, soleiras de porta, para-choques com desenho exclusivo, capa dos retrovisores em preto brilhante, adesivos identificando a versão diferenciada, entre outros.

Havia ainda bancos com revestimento em couro Vienna com o logotipo “R-Line” nos encostos de cabeça dianteiros, assentos dianteiros com ajuste lombar, painel com decoração diferenciada, volante multifuncional esportivo, alavanca de câmbio e de freio de estacionamento revestidas em couro e sensor de pressão dos pneus.

O pacote R-Line somente com os equipamentos externos era ofertado como um opcional de R$ 6.522. Já o pacote R-Line com os itens externos e internos no Novo Fusca custava a bagatela de R$ 15.241.

Novo Fusca 2015 com motor 2.0 TSI de 211 cv

A linha 2015 do Novo Fusca foi anunciada com mudanças, bem como a do Passat, Passat Variant, CC e Tiguan. Todos esses modelos passaram a dispor do motor 2.0 TS capaz de desenvolver até 211 cavalos de potência e 28,6 kgfm de torque.

No caso do Fusca, este propulsor podia ser combinado a uma transmissão manual de seis velocidades ou uma automatizada DSG de seis marchas e dupla embreagem.

Com este aparato, o Novo Fusca conseguia acelerar de 0 a 100 km/h em somente 6,9 segundos e alcançar velocidade máxima de 224 km/h.

Além disso, o Novo Fusca 2015 passou a dispor de uma nova opção de acabamento em couro perfurado para os bancos. Segundo a VW, este acabamento “auxilia na transpiração do corpo em longas viagens, aumentando ainda mais o conforto dos ocupantes”.

Fim de linha no mercado nacional para o Novo Fusca

Assim como o Fusca e o New Beetle, o Novo Fusca também teve um fim no mercado nacional. Mas no caso deste, o fim veio mais rápido. O cupê esportivo de duas portas deixou de ser comercializado no segundo semestre de 2017, sendo que as últimas unidades eram ano/modelo 2015/2016.

Naquele período, o Novo Fusca era ofertado com preços ainda mais elevados.

Ele partia de salgados R$ 124,7 mil em configuração única com motor 2.0 TSI de 211 e câmbio DSG de dupla embreagem e oferecia uma lista de equipamentos com ar-condicionado digital de duas zonas, bancos em couro, central multimídia com GPS, entre outros.

Novo Fusca: a geração esportiva do ícone que é um Golf disfarçado

Novo Fusca – versões e equipamentos

Volkswagen Fusca 2.0 TSI: equipado de série com airbags frontais e laterais, controles eletrônicos de estabilidade e tração, bloqueio eletrônico do diferencial, faróis e lanterna de neblina, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, assistente de partida em rampas, alarme antifurto, rodas de liga-leve de 17 polegadas com pneus 215/55 R17, spoiler traseiro na cor da carroceria com a parte superior em preto, dupla ponteira de escape cromada, retrovisores com repetidores de seta, ar-condicionado, banco do motorista e do passageiro com ajuste de altura e volante multifuncional em couro com regulagem de altura e profundidade.

Havia ainda computador de bordo, descansa-braço central dianteiro, instrumentos adicionais sobre o painel (temperatura do óleo, relógio com cronômetro e pressão do turbo), sistema multimídia com tela sensível ao toque e oito alto-falantes), bancos revestidos em Native, vidros, travas e retrovisores elétricos, pedaleiras em alumínio, controle de cruzeiro, luz ambiente programável com três opções de cores, entre outros.

Opcionais: câmbio automatizado DSG de seis marchas e dupla embreagem com paddle shifts, ar-condicionado digital Climatronic de duas zonas, retrovisor interno eletrocrômico, sensores de luz e chuva, teto solar panorâmico, rodas de liga-leve de 18 polegadas com pneus 235/45 R18, sistema de som Fender com 10 canais e 400 watts, sistema multimídia com navegador GPS, faróis bi xênon com luzes diurnas em LED, bancos dianteiros esportivos, bancos em couro Vienna e destravamento das portas e partida do motor sem chave.

Novo Fusca – preços

  • Novo Fusca 2.0 TSI MT: de R$ 69.225 (2012) a R$ 80.590 (2013)
  • Novo Fusca 2.0 TSI DSG: de R$ 75.400 (2012) a R$ 108.119 (2016)
  • Novo Fusca R-Line 2.0 TSI DSG: de R$ 81.914 (2014) a R$ 121.110 (2016)

Preços com base na Tabela Fipe em agosto de 2018

Novo Fusca: a geração esportiva do ícone que é um Golf disfarçado

Novo Fusca – motor, câmbio e desempenho

O motor 2.0 litros TSI do Novo Fusca é dotado de quatro cilindros, turbocompressor e injeção direta de combustível. A primeira leva do carro conseguia entregar potência máxima de 200 cavalos, a 5.100 rpm, e 28,5 kgfm de torque máximo, a 1.700 rpm.

Trata-se do mesmo propulsor usado no Jetta TSI. Porém, para o Novo Fusca, ele recebeu um sistema de escape redimensionado para proporcionar um ronco mais encorpado. Por conta disso, as trocas de marcha efetuadas numa rotação superior a 4.000 rpm são seguidas de um “pipoco”, algo digno de carros esportivos.

Com a transmissão manual de seis velocidades, o Novo Fusca 2.0 TSI era capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 7,5 segundos e atingir velocidade máxima de 225 km/h. O mesmo tempo e a mesma velocidade máxima do modelo com o câmbio DSG de seis marchas e dupla embreagem.

Porém, logo depois este propulsor recebeu reajustes e passou a gerar 211 cavalos de potência, a 5.500 rpm, e 28,6 kgfm de torque, a 2.000 rpm. Esta leva foi disponibilizada somente com a transmissão automatizada DSG de seis velocidades e dupla embreagem.

Essas alterações deixaram o Novo Fusca mais esperto. Ele passou a alcançar os 100 km/h em 6,9 segundos. Já a velocidade máxima passou para 224 km/h.

Novo Fusca – consumo

Novo Fusca 2.0 TSI (200 cv) MT

  • 8,2 km/l na cidade e 10,7 km/l na estrada

Novo Fusca 2.0 TSI (200 cv) DSG

  • 8,8 km/l na cidade e 10,1 km/l na estrada

Novo Fusca 2.0 TSI (211 cv) DSG

  • 9,2 km/l na cidade e 10,7 km/l na estrada

Novo Fusca: a geração esportiva do ícone que é um Golf disfarçado

Novo Fusca – manutenção e revisões

No caso do Novo Fusca, a revisão de 10 mil km ou seis meses custa R$ 329,08, a de 20 mil km ou um ano custa R$ 329,08, a de 30 mil km ou um ano e meio custa R$ 799,12, a de 40 mil km ou dois anos custa R$ 467,08, a de 50 mil km ou dois anos e meio anos custa R$ 467,08 e a de 60 mil km ou três anos custa R$ 799,12.

Essas seis revisões totalizam R$ 3.190,56.

Novo Fusca – ficha técnica

Motor

2.0 TSI

Tipo

Dianteiro, transversal e monocombustível (gasolina)

Número de cilindros

4 em linha

Cilindrada em cm³

1.984

Válvulas

16

Taxa de compressão

9,8:1

Injeção eletrônica de combustível

Direta

Potência Máxima

211 cv a 5.500 rpm ou 200 cv a 5.100 rpm

Torque Máximo

28,6 kgfm a 2.000 rpm ou 28,5 kgfm a 1.700 rpm

Transmissão

Tipo

Manual de seis marchas ou automatizada DSG de seis marchas com embreagem dupla banhada a óleo

Tração

Tipo

Dianteira

Freios

Tipo

Disco ventilado (dianteira) e disco sólido (traseira)

Direção

Tipo

Elétrica

Suspensão

Dianteira

Independente, McPherson

Traseira

Independente, multibraço

Rodas e Pneus

Rodas

Rodas de liga-leve de 17 ou 18 polegadas

Pneus

215/55 R17 ou 235/45 R18

Dimensões

Comprimento total (mm)

4.278

Largura (mm)

1.808

Altura (mm)

1.486

Distância entre os eixos (mm)

2.537

Capacidades

Capacidade de carga (kg)

482 ou 488

Tanque (litros)

55

Peso vazio em ordem de marcha (kg)

1.368 ou 1.342

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

0,37

Novo Fusca – galeria de fotos

Novo Fusca: a geração esportiva do ícone que é um Golf disfarçado
Nota média 4.8 de 4 votos

  • catucadão

    esse carro é muito daora… ele lembra um Porsche

  • thi

    Tem um Fusca id que a VW estuda em produzir ,seria toop

  • Luis Burro

    Q anda acontecendo com o site,é a terceira matéria q vejo enaltecendo uma montadora.Se tbm fizessem das outras ñ ficaria estranho.

  • Murilo Ramos

    Pense num carro show de bola!!! Fiquei com um durante 4 meses e era pura diversão.

    • catucadão

      imagino que era bom mesmo kkk

    • Bruno

      Puts, meu sonho um carrinho desse, mas pra mim teria que ser combinado pq ele não atenderia todas as minhas necessidades.

  • th!nk.t4nk

    Apertadinho, mas bom carro mesmo. Aqui na Europa é só gente muito jovem que anda de Beetle. Uma versao que faz muito sucesso é o conversível. Como ele compartilha o conjunto com o Golf, é um carrinho com muitas qualidades.

  • Jeancarlo Ribas

    A única coisa que esse carro não é… é um golf disfarçado… kkk

    • ESouza

      Pois é.. nao entendi pq dessa comparação tosca… uma matéria tao grande e detalhada dessas com um título desses!!

    • Dirceu M

      Porque não seria? Ambos possuem a mesma motorização, o mesmo câmbio, a mesma tecnologia e a mesma segurança. O que muda são os preços, opcionais, estrutura e “cara”. Os últimos são literalmente disfarces se for analisar, logo é exata e literalmente um golf disfarçado.

  • Dante Moore

    Só precisa corrigir uma coisa. Tenho um R Line Fusca 2014 com todos os opcionais, inclusive câmera de re e a potência é de 211 CV. Ficarei mais uns 3 anos com o carro. Gosto muito dele.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email