Manutenção Matérias NA Segurança Trânsito

Qual insulfilm é permitido?

Qual insulfilm é permitido?

Um acessório se tornou moda no Brasil e, no dia a dia, é raro ver um carro particular sem que os vidros portem uma película escurecedora, que acabou ganhando popularmente o nome de um fabricante deste tipo de produto.


Mas, a lei não passou desapercebida diante desse filme presente nas janelas de tantos carros. Então, qual insulfilm é permitido?

O chamado insulfilm é um produto bem popular nos carros brasileiros e até mesmo antes do carro sair da concessionária, ele já é instalado pelo novo dono. O filme na área envidraçada é desejada pela grande maioria por vários motivos.

Um deles é a privacidade, a fim de coibir roubos e furtos. Outro objetivo dos consumidores que é a retenção dos raios ultravioletas, assim como ajudar a baixar a temperatura dentro do carro.


A grande maioria, porém, prefere aplicar o insulfilm meramente pela estética, especialmente em carros de cores claras, dando um bom contraste com a tonalidade da carroceria. Há também películas resistentes a impactos, segurando os estilhaços do vidro.

Mas, não é todo tipo de filme que se pode colocar nos vidros dos carros. Muitos desejam a escuridão quase que total nas janelas e geralmente usam o chamado G20 ou o G5, que é proibido. Neste artigo, saiba qual insulfilm é permitido.

Qual insulfilm é permitido?

Qual insulfilm é permitido?

 

O insulfilm é uma película que, podemos dizer, está na grande maioria da frota brasileira. Por privacidade e para coibir assaltos, assim como pela estética e redução da temperatura em dias quentes, os consumidores muitas vezes não sabem exatamente o nível de transparência que estes filmes devem ter nos carros.

Para a polícia, vidros escurecidos demais podem ocultar crimes e suspeitos, encobrindo ainda sequestros relâmpagos e outras contravenções. Por conta disso, a lei determina um limite de transparência mínima para o insulfilm, o que inclui também as películas reflexivas, aquelas espelhadas.

De acordo com a lei, o insulfilm deve ter transparência mínima dos vidros (e das películas) de 75% para o para-brisa, 70% para os vidros laterais e 28% para os demais vidros, o que acaba se referindo principalmente ao traseiro, nos veículos de passeio.

O que determina isso é o artigo 254 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), ele diz o seguinte, abaixo:

Art. 3º A transmissão luminosa não poderá ser inferior a 75% para os vidros incolores dos
pára-brisas e 70% para os pára-brisas coloridos e demais vidros indispensáveis à dirigibilidade do
veículo.
§ 1º Ficam excluídos dos limites fixados no caput deste artigo os vidros que não interferem
nas áreas envidraçadas indispensáveis à dirigibilidade do veículo. Para estes vidros, a transparência
não poderá ser inferior a 28%.
§ 2º Consideram-se áreas envidraçadas indispensáveis à dirigibilidade do veículo, conforme
ilustrado no anexo desta resolução:
I – a área do pára-brisa, excluindo a faixa periférica de serigrafia destinada a dar acabamento
ao vidro e à área ocupada pela banda degrade, caso existente, conforme estabelece a NBR 9491;
II – as áreas envidraçadas situadas nas laterais dianteiras do veículo, respeitando o campo de
visão do condutor.
§ 3º Aplica-se ao vidro de segurança traseiro (vigia) o disposto no parágrafo primeiro, desde
que o veículo esteja dotado de espelho retrovisor externo direito, conforme a legislação vigente.

E se o insulfilm estiver irregular?

Qual insulfilm é permitido?

Então, todos os tipos de insulfilm com transparência menor que os especificados pelo Contran, são ilegais infringem o artigo 230 XVI do CTB, que diz que os carros não podem transitar “com vidros total ou parcialmente cobertos por películas refletivas ou não, painéis decorativos ou pinturas”. 

Nesse caso, o referido artigo considera a infração como grave, onde se aplica multa de R$ 195,23 (veja aqui os novos valores de multas), 5 pontos na CNH do condutor e retenção do veículo para regularização, embora o artigo 270 diga que o veículo não deve ser detido se puder ser regularizado no local.

Ou seja, o condutor terá de remove-lo para que os vidros fiquem liberados do acessório. Veja como tirar o insulfilm do carro.

Quais são os tipos de insulfilm?

Insulfilm básico

Qual insulfilm é permitido?

O insulfilm básico é aquele usado por muita gente apenas para melhorar a estética do veículo ou mesmo tentar reduzir a temperatura interna. É o mais barato, mas alguns são de qualidade duvidosa, especialmente as chinesas.

Avançado e Para-brisa

Já o Insulfilm avançado custa mais caro, porém, tem qualidade melhor. Geralmente possuem proteção simples contra raios ultravioletas e dessa forma ajudam mesmo a reduzir a temperatura interna. Há também um específico para para-brisa com 75% e melhor qualidade.

Antifurto ou de segurança

Qual insulfilm é permitido?

Esse insulfilm é feito para evitar que o estilhaçamento dos vidros em caso de impacto num roubo ou furto. Mais grosso, ele aumenta a dificuldade de acesso ao veículo, ajudando na segurança. Além disso, em caso de acidente, evitar que os estilhaços atinjam os ocupantes.

Anti-UV

Como o nome diz, este insulfilm é feito exatamente com a função de reduzir a incidência de raios ultravioletas (UV) no interior do carro, protegendo os ocupantes com este perigo solar, bastante nocivo à saúde humana. No mercado, são oferecidas películas anti-UV com fatores de proteção variadas.

Mas a regra é clara: quanto maior o nível de proteção contra UV, maior será o preço.

No entanto, o acessório é benefício para quem se expõe por muito tempo no carro. A proteção máxima não altera a transparência do insulfilm, podendo mesmo chegar a 100%, o que é muito superior do que protetores de uso pessoal.

Qual insulfilm é permitido?
Nota média 4.7 de 6 votos

  • Joãozinho

    Não abro mão. Ajuda muito contra o sol e na questão da privacidade também.

  • El Gato!

    Acho feio. Detesto os vidros escuros. Uso no meu carro e no carro de minha esposa em função de segurança, infelizmente.

    • cepereira2006

      Para mim é a cara da pobreza. Me recuso a colocar isso e não me arrependo. A visibilidade à noite é perfeita sem eles.

      • Pior que virou cara de ostentação, essa sim uma pobreza de alma.

  • sigma7777777

    Atenção para o anti-furto: em caso de acidente pode complicar a tentativa de quebrar o vidro para sair ou ter acesso ao veículo. Já pensou em ficar preso dentro do veículo, sem ter força suficiente para quebrá-lo?

    • Miguel

      Pensei no anti-furto, mas agora que vc lembrou dessa questão..rs

    • É como um carro blindado, tem seus benefícios, mas num acidente pode ter suas complicações.

  • Joel Oliveira

    Interessante. Reportagem muito esclarecedora.
    Agora em janeiro estava viajando pela BR110/BAHIA e a PRE me parou e disse que minha película estava fora dos padrões no parabrisa dianteiro, que não podia ter película ali e era infração gravíssima. Por desconhecer a regra, não contestei e disse que tiraria, então a policial (muito educada) aceitou e não autuou. Não fui multado, mas perdi minha película recém colocada. Agora vou imprimir essa reportagem e os artigos e andar fundamentado para eventual nova blitz, pois não fico sem película na frente. Sol é demais por aqui.

    E o pior é que em todo lugar todos divergem se pode ou se nao pode e quanto é o permitido.

    Parabéns, NA!!!! Esclareceu tudooo!!!

    • Gabriel

      Como que eles avaliam o grau de transparência? no olho mesmo?

      • rodrigo

        no selo do insufilm que as empresas sao obrigadas a colocar. Se o insufilm nao tiver selo é multa e retirada do insufilm tambem.

        • Gabriel

          O Selo que deve ter na minha (que foi instalada em 2011) não corresponde a realidade, não sei se é normal ou se foi uma película vag4bunda, mas a minha parece que “desbotou” e tem hoje um grau de transparecia muito superior ao que tinha quando nova.
          (pra mim tanto faz, não coloquei nada acima do permitido mesmo e nada na frente tbm)

      • Geraldo Xavier

        O certo é ter o aparelho para medir a transparência. Olho humano não mede transparência e nem o selo indica a transparência correta. Na realidade nenhum insulfilm é permito. Todos eles excedem a transparência limite. O único que passa é o anti vandalismo que é incolor

        • Gabriel

          O selo na minha película tenho certeza que indica a mais, tenho desde 2011, parece que ela desbotou muito, tem hj muito mais transparecia do que quando era nova kkkkk

    • Raimundo A.

      Topar com agentes desinformados não é raridade, mas condutores sim. O que mais implicam em termos de película é a presença no para-brisa dianteira. Então, você precisa conhecer a lei ou tê-la em mãos para atestar que não está errado. Se questionarem o nível de transparência, utilizem o equipamento para medi-la e provar está ilegal, mas a maioria não tem.

      Boa parte de problemas o condutor comete por ignorar a lei e exceder na suposta precaução. Após obrigarem ligar o farol baixo em rodovias, noto muitos veículos com faróis de neblina ligados sem necessidade e isso pode gerar autuação, bem como há luzes diurnas de fábrica, mas ligam o farol baixo e o de neblina quando tem. São várias lâmpadas ligadas sem necessidade.

      O mais engraçado de veículos, digamos, menos caros, é ver Renegade, Toro e Compass, por exemplo, que possuem luzes de neblina com função direcional, além das luzes diurnas e estas com o farol baixo estão ligadas. O cara não precisa do farol baixo e liga. Não era para ligar o de neblina e também liga mesmo esta só sendo útil sob neblina ou quando faz curva e liga sozinha poupando a vida útil da lâmpada.

      Quando os agentes começarem a parar pra dizer que está sendo autuado por excesso de luzes ligadas não vão achar ruim.

      • Caulazaro

        No meu C4 Lounge, acho muito ruim como colocaram as luzes diurnas. Aí fico com medo de tomar multa e ligo o farol baixo também.

    • Rodolfo

      O problema é que os carros que já vêm com vidros verdes o parabrisa já tem a transparência próxima dos 75%, então qualquer película escura colocada sobre ele vai diminuir ainda mais a transparência, ficando irregular. Geralmente só se instala película incolor no parabrisa para proteger dos raios UV.

    • Elizangela Oliveira

      E no que ele se baseou pra afirmar que estava fora de padrão? Tinha aparelho para medir ou simplesmente por ter a película na frente? Entendo que deveria comprovar que não tem a transparência mínima estabelecida em lei e isso só seria possível com aferição da transmitância luminosa. Ou aceitam aqueles carimbos colocados pelo aplicador?

    • Alexandro Vieira Lopes

      Olá Joel, na reportagem está escrito:

      “embora o artigo 270 diga que o veículo não deve ser detido se puder ser regularizado no local.”

      a policial fez o certo e deixou vc tirar na hora, assim vc nao tomou multa !!!

      indo de sao bernardo para sao paulo na anchieta, um japones bateu de leve no meu carro, ai fomos fazer BO.
      o policial (era de outra cidade) disse, só por causa dessa batidinha vai fazer BO! ele ficou escrevendo durante 30 minutos o BO,
      deve ter ficado com raiva, e disse: seu carro está com insulfilm, pode tirar,
      ai eu disse q nao, e q poderia deixar o documento do carro e tirar o insulfilm e voltar 1 semana depois, rs.

      quando voltei o outro policial a 200m de distancia nem olhou direito o meu carro e liberou o documento !!!
      zuado né

      vi em outros comentários que poderia falar: tem luxímetro ?
      ai vai depender da boa fé do policial, vai que ele inventa outros defeitos: luz, pneu, …

  • Louis

    Os carros mais caros poderiam ter opção de vidros fumê, como em outros países. Não risca, não descolore…Sobre instalar insulfilm, vale a pena pagar um pouco mais e colocar de qualidade, o duro é saber se o instalador usa realmente um de qualidade.

  • MARCELO THAFFARI

    Aqui no RJ os meliantes adoram carros sem peliculas, viram um verdadeiro “self service” dos itens que desejam furtar!!!!!!

    • Lucas Oliveira

      Não apenas no RJ, infelizmente…

    • Geraldo Xavier

      Moro no rj e os carros preferidos para roubo são justamente os com insulfilm bem escuro. Dificilmente eles roubam carro sem insulfilm. Eles não querem ser vistos. Quanto a furto a falta do insulfilm só facilita o trabalho já que qualquer batida o vidro por ser temperado se espatifa todo. O insulfilm segura os cacos

      • Joãozinho

        Depende muito da vítima. Se for uma mulher sozinha ou um idoso, melhor se esconder atrás da película.
        Mas se o sujeito parece um ermitão, está com uma camisa do Bene Barbosa e um palito de dente (ou um Derby) no canto da boca, abra o vidro que o marginal foge
        (a menos que ele realmente queira roubar seu carro e já chegue na bala)

    • Andre Pestana

      Depende, um carro sem Insulfilm pode não ser o carro ideal para o bandido que queira fazer algum assalto, bonde de traficante por ex. , já o carro com insulfiim bem escuro pode fazer o bandido não avistar uma pessoa dentro do carro e o bandido armado não perceber que tem alguém dentro desse carro e ir embora e escolher uma outra vitima e também se carro em movimento o bandido ficar na duvida se o carro está cheio ou o condutor seja um homem que pode ser um policial, militar e etc. De um lado o insulfilm pode ajudar ou atrapalhar na questão de segurança(assalto e roubo) tudo depende.

  • Zé Mundico

    Usando dentro da regra não vejo problema nenhum, pois ajuda muito para proteger do sol e preservar o ar condicionado.
    Mas o que me deixa apavorado é essa mania de colocarem películas praticamente PRÊTAS no carro, prejudicando inclusive a visibilidade interna a noite. Sinceramente, aquilo deveria ser probido até com apreensão do carro.
    Nos últimos 4 carros que comprei,(Ranger, CRV, 408 e Outlander) simplesmente era IMPOSSÍVEL dirigir a noite e por duas vezes estive perto de me envolver em acidentes com pedestre e motociclista, pois as películas tapam totalmente a visão durante a noite, mesmo com faróis acesos. Um verdadeiro exagêro!
    Resultado: após comprar os carros, sempre tive que retirar as películas prêtas e colocar as “normais” e legalizadas.

    • Raimundo A.

      Às vezes, as películas até estão legalizadas quanto ao nível de transparência, mas o dono pede ou o instalador desconhece os limites e aplica o mesmo valor em todos os vidros, só que pelo valor menor. Assim, não tem como ter à noite uma boa visualização porque onde você deveria enxergar mais mediante transparência maior passa a ter um bloqueio bastante perigoso que piora em locais com iluminação precária.

    • Gabriel

      Nunca vi, mas dizem que as películas 3M vc tem uma visão muito mais clara de dentro para fora se comparado a peliculas normais (com o mesmo grau de transparecia externa)
      Acho que 75% de transparência na frente ta excelente já.

      • Geraldo Xavier

        Filme de poliéster. É o dobro do preço do tintado

      • Augustus do Aveiro

        as da 3M são ótimas, super recomendo, o problema é o preço, chega a ser 2 vezes mais caras que o insufilm comum

        • Gabriel

          Ainda assim acho que vale a pena se cumpre o que dizem.
          No meu próximo carro vou procurar botar 3M.

  • Raimundo A.

    O eu já li em outras fontes sobre isso e a matéria deixou passar coisas, que eu diria, muito importantes.

    A primeiro destaque é sobre a transparência que dizem a película ter, mas tal valor não será aquele aferido na aplicação no vidro do veículo porque este também um nível de transparência. Em outras fontes, se o vidro lateral dianteiro com a película não poderá ser transparência mínima de 70%, o dono ou instalador vai errar se aplicar uma película cuja transparência tenha esse valor uma vez que original de fábrica o vidro teria, digamos, 95% por exemplo. se não é 100%, uma película a 70% não vai resultar em 70% em aferição, mas menos que isso. No caso, 95%(original) x 0,70(película) = 66,5%. Para não ter problema, o valor da película teria que ser acima da regra Película = Transparência Legal em percentual/Transparência de fábrica*100.

    Outro ponto que notei, falha na instalação, o cliente pede para por películas diferentes conforme os limites legais. O instalador troca alguma película colocando mais escura onde deveria ser mais clara e no final aplica o carimbo sobre o valor da transparência. Vai registrar um valor que não corresponde a realidade. Digo isso, pois já vi o vidro da porta dianteira de um veículo mais escuro que o da porta de trás, mas o carimbo mostrava transparência superior. Provavelmente instalou película do vidro traseiro em local errado, mas não errou ao por o carimbo. Se for fiscalizado será um complicador porque além de não ter a transparência adequada, o valor indicado esta errado.

  • Gabriel

    Na minha região a PM cag4 completamente pra quem usa, pode andar tranquilo com G5 em todos os vidros, até na frente, tão nem ai, eles tem coisas mais importantes para fazer.

    • Raimundo A.

      Se tem viatura descaracterizada com vidros totalmente pretos, inclusive para-brisa dianteiro, cadê o exemplo para cobrar dos outros? Mas estamos no Brasil onde os outros devem cumprir as regras, mas quem deveria ser exemplo pode errar.

      • Gabriel

        Viaturas descaracterizada com vidros totalmente pretos não vejo nada de errado ali, é extremamente necessário para não serem identificados.

        • Louis

          Não sei se há algo na lei, mas se não há exceção para veículos oficiais, está errado. Inclusive já vi viaturas rodando na estrada com farol apagado.

          • Gabriel

            pse, tbm não sei, pode ser que seja legalmente errado, mas acho moralmente certo.
            Aqui na minha cidade eles nunca cobram isso da gente, então não vejo motivo para reclamar deles usando kkkkk.
            (talvez eles vão complicar daquele pessoal que anda com aqueles carro rebaixado, faróis de xenom/led, som alto pra car4lho e todos os vidros no g5, sem nada de regularização de nada, pode imaginar o tipo né?)

      • Joãozinho

        Mas eles estão trabalhando descaracterizados, ou seja, escondidos. É óbvio que os vidros têm que ser pretos

        • Raimundo A.

          Policial civil até onde sei não tem farda, então se passa como qualquer outro cidadão bem vestido. Se o veículo é igual ao qualquer outro veículo, ou seja, não tem placa de cor diferenciada, identificações quanto a entidade, adesivos padronizados, sistema de iluminação e sirene externos típicos de viaturas da PM, Bomboeiros, etc, visualmente se confunde com outros veículos na via. Pra que o película toda escura?
          Alegar proteger a identidade dos que estão no veículo se os civis não costumam usar toca ninja típica de forças especiais que tem fardamento????
          Policiais e veículos descaracterizados são para se passar por pessoas e veículos normais, mas se o veículo tem elemento que foge a média, vidros todos pretos, chama a atenção quando não deveria ocorrer isso.
          Esse questão quanto aos policias que merecem mais proteção e dizer o que de veículos que transportam autoridades e devem transparência a população? Garantir a segurança de quem já usa veículo governamental e pode ter escolta, mas usando meios cuja legislação de trânsito não mostra exceção???

          Usando o nível de entendimento do novo presidente, se o cidadão de bem tem direito a ter armas em casa ou comércio para a sua proteção, o mesmo cidadão poderá questionar liberação de películas mais escuras nos veículos para a sua proteção como alguns defendiam e ainda usam o argumento na época da regulamentação.

  • Bandit

    Para min não é questão de ”moda” mas sim de necessidade, uma vez fiz uma viagem em carro sem a pelicula e cheguei todo vermelho no fim dela, e também não gosto do carro parecendo um aquario com tudo a mostra, não abro mão, se o guarda mandar tirar eu ponho de volta.

  • Ediomar

    Se algum policial quiser que você tire a película,solicite na hora o luxímetro,sem ele não tem como ser gerada infração,o olho do policial não é base pra medir luminosidade,se ele quiser engrossar deixa engrossar ,não deixe de usar da educação,essa autuação fica fácil de ser cancelada depois.

  • Alvarenga

    É muito mais que uma questão de “moda ” como fala na materia. É questão de segurança publica neste pais dominado por bandidos. Entendo que pode ser uma “faca de 2 gumes” ao esconder o que se passa dentro do veiculo, mas por outro lado tambem dificulta o bandido ver o que acontece dentro, ou quem esta no carro.
    Eu tenho absoluta certeza que ja escapei de um assalto porque o motoqueiro e o garupa olhavam, se esforçavam e não conseguiam ver direito dentro do meu carro.
    Pra resumir, Autoridades: primeiro façam sua parte nos dando segurança de primeiro mundo e só depois, bem depois, venham encher a paciência de quem tem que se virar nos 30 para chegar vivo ao fim do dia !!!! Repito: Autoridades façam sua parte primeiro !! Não encham !

    • Louis

      Além da segurança, gosto porque diminui a intensidade do sol. Mas só esteticamente eu não faria questão.

      • SDS SP

        Dois, carro da empresa não tem e me sinto em um aquário.
        Apesar disso, acho mais bonito sem a película.

  • Fanjos

    Uso G20 em tudo, menos na frente que não uso nada, acho que atrapalha demais em locais mal iluminados a noite, principalmente na chuva, eu tb só coloco película escurecedora da marca Insulfilm, porque essas peliculas que tem por ai, quando não é aquele “roxo defunto”, com o tempo deixa um monte de bolha e deixa o carro parecendo que esta envolto em saco de lixo.
    Alias NA, “Insulfilm” é marca não é produto, o nome correto é “Película escurecedora”, mas ok, é que nem chamar palha de aço de Bombril né xD

    • FPC

      também uso G20 em tudo no meu up! menos na frente, o proximo carro que comprar vou colocar do mesmo jeito porém na frente vou colocar um que me parece que tem material de porcelana na composição, parece que ameniza bastante quem anda muito contra o sol na rodovia.

      • Fanjos

        Tem uma película transparente que retem cerca de 95% da radiação solar ou coisa assim da insulfilm, mas custa quase B$ 1.000,00 só para colocar na frente, desisti

      • Fanjos

        Sim Sim, o nome da marca virou sinônimo, bom para a marca talvez?

    • Miguel

      Eu já acho que colocar película dos lados e não colocar na frente parece o mesmo que nada!
      Claro que sem elas a visibilidade melhora, mas o calor que fica quando não tem elas no para-brisas é demais!

  • Leonardo M. G.

    Não tem um da 3M que reflete os raios infravermelhos, sendo totalmente transparente? Eu queria esse pra quando eu precisar estacionar no sol…

    • Vitor

      Tem sim mas são os raios ultravioletas que vem do sol aqui na minha cidade é por volta de 800 reais na frente e 800 para colocar em volta.

  • JFaria

    Todos os carros que tive, sempre usei o G5 nas laterais e traseira, G20 no para-brisa.
    Em questão de privacidade é ótimo, não é possível ver nada dentro do carro, porém eu me arrependia nos dias de chuva ou neblina, onde a visão era mínima. Ano passado fui parado em uma blitz onde o policial me obrigou a retirar a película do para-brisa, desde então nunca mais coloquei…

    • Alexandro Vieira Lopes

      vc retirou na hora, ou o policial pediu para vc entregar o documento do carro, tirar em outro local e pegar o documento em 1 semana?

      • JFaria

        Sim, fui obrigado a tirar na hora. Deu um baita trabalho e o vidro ficou cheio de marcas da cola do insulfilm. Após a retirada, o policial rodoviário ainda me deixou esperando por uns 40 minutos até devolver minha CNH e o documento do carro. Ele abordando outros carros e eu esperando…

  • Alexandro Vieira Lopes

    e o q acham da marca INTERCONTROL ?

  • André Andrews

    “Para a polícia, vidros escurecidos demais podem ocultar crimes e suspeitos, encobrindo ainda sequestros relâmpagos e outras contravenções. Por conta disso, a lei determina um limite de transparência mínima para o insulfilm, o que inclui também as película reflexivas, aquelas espelhadas”

    A questão é de visibilidade ao guiar, por isso a Resolução fala em Vidros Indispensáveis à Dirigibilidade do Veículo.

  • Ricardo Blume

    Muitos acreditam que quanto mais escura for a película, mais segurança ela oferece. Durante a noite, parado em um sinal ou estacionado em um local escuro, facilmente alguém pode se esconder ao lado do motorista/passageiro sem ser visto pelos ocupante do carro. Vítima fácil.

  • Mauro Banqueiro

    Da para meter as novinhas no carro e já está….

    • Augustus do Aveiro

      olha ai que belo exemplo, um senhor de idade avançada querendo “meter” as novinha no carro, cuidado ein pedobear

  • ATOM

    Nunca usei e jamais usarei.

  • Pedir para que motoristas sigam leis no brasil é como tentar ensinar cavalo cozinhar. Para muitos quanto mais escura a película melhor que se as regras.

  • Notívago

    Não vivo sem, melhora o conforto térmico e visual, sem falar que se filtra raios UVA e UVB isso protege mais os plásticos e bancos do sol forte.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email