Stellantis pode usar motores a combustão em carros elétricos

jeep wagoneer s 3
jeep wagoneer s 3

Os carros elétricos estão em ritmo de desaceleração no mundo e isso inclui a China, por mais marcas, modelos e novidades que possam aparecer por lá em eventos midiáticos como o Salão de Pequim 2024.

Já observando que a poeira está baixando, alguns fabricantes buscam formas de atenuar o impacto negativo de bilhões de dólares ou euros, ou mesmo yuans, em suas linhas de produção de carros elétricos, que começam a ter custos maiores.

Para conter custos, se faz de tudo um pouco, mas quando a coisa é a demanda, não se pode fazer muito além de planejar bem uma mudança rápida de atuação. No mercado automotivo mundial, se os carros elétricos desaceleram, alguém mete o pé no pedal.

novo dodge charger 2025 4
novo dodge charger 2025 4

Nesse caso, são os carros híbridos, em especial os plug-ins, porém, como mudar as linhas e os produtos após bilhões investidos? Uma plataforma mista é a resposta. A Stellantis, por exemplo, está pronta para meter motores a combustão em seus carros elétricos.

Não se trata imediatamente de abrir o cofre e jogar um Hurricane dentro, mas a plataforma STLA já vem pronta para assumir a combustão mesmo sendo feita para um carro elétrico.

Natalie Knight, CFO da Stellantis, comentou ao site Ward’s Auto, que se um modelo elétrico apresentar um desempenho ruim de vendas, numa mudança no panorama do mercado, o mesmo pode assumir uma variante PHEV rapidamente.

ram 1500 rev 2025 1
ram 1500 rev 2025 1

Knight disse: “Portanto, a maioria dos nossos produtos são veículos a combustão ou destinados a utilizar as plataformas multienergéticas que temos. Esta é uma grande oportunidade para nós, em comparação com nossos pares, termos as plataformas multienergéticas para todos os nossos produtos em desenvolvimento e termos a agilidade para transitar entre elas.”

Em termos práticos, os próximos 25 lançamentos da Stellantis nos EUA poderão migrar de uma propulsão para outra conforme a demanda de mercado, fazendo o grupo atuar nos dois segmentos e flexibilizar a produção rapidamente, evitando gargalo e custos adicionais.

Fabricantes de luxo também entraram nessa filosofia, como a BMW, cuja próxima plataforma do Neue Klasse permite não só carros comuns, mas híbridos plug-in e elétricos na mesma base. Com o horizonte ainda incerto, bases como STLA e Neue Klasse parecem um caminho mais seguro a trilhar.

google news2Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



unnamed
Autor: Ricardo de Oliveira

Com experiência de 27 anos, há 16 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz testes e avaliações. Suas redes sociais: Instagram, Facebook, X