Top 10: Picapes a diesel mais caras do Brasil (2022)

picapes-mais-caras-brasil

A categoria de picapes é uma das que estão em ascensão no mercado brasileiro. Nos últimos tempos, ela recebeu uma série de novidades, como a nova geração da Toyota Hilux e da Mitsubishi L200 Triton, a versão reestilizada da Chevrolet S10, da Ford Ranger e da Volkswagen Amarok e também modelos inéditos, como é o caso da Fiat Toro – atual modelo líder do segmento.


E por conta dessa renovação, as picapes médias estão mais caras. Para citar um exemplo, 8 dos 10 modelos já passam dos R$ 200 mil, enquanto a nova Toro em sua configuração mais cara equipada com motorização turbodiesel ultrapassa os R$ 181 mil.

Você sabe quais são as picapes a diesel mais caras à venda no mercado brasileiro? Juntamos todas elas no top 10 que você pode conferir logo a seguir:

1) RAM 2500 Laramie Rodeo Edition – R$ 437.990

ram2500rodeo 7

Junto com a Agrale Marruá, a RAM 2500 Laramie está num patamar superior de preço, mesmo num segmento onde cada vez mais modelos passam dos R$ 200 mil. Nesse caso, porém, o valor já passou (e muito) dos R$ 400 mil e logo deve bater na inacreditável casa dos R$ 440 mil.

O que chama a atenção no caso da primeira colocada é seu tamanho: ela é tão grande, mas tão grande, que carece de carteira de habilitação tipo C para ser conduzida. O modelo mede nada mais, nada menos que 6 metros de comprimento, ou 70 centímetros a mais que uma Toyota Hilux. E por conta dessas e outras características, ela é a segunda picape mais cara à venda no Brasil.

O motor que equipa a picape grande da RAM é um 6.7 litros Cummins de seis cilindros em linha, que consegue entregar 365 cavalos de potência, a 2.800 rpm, e 110,7 kgfm de torque, a 1.600 rpm, associado a um câmbio automático de seis velocidades e tração nas quatro rodas. A 2500 tem capacidade de carga de 1.071 kg e capacidade de reboque de 7.750 kg.

Confira as mais de 150 listas Top 10 que temos no nosso site!

Entre os equipamentos de série, há seis airbags, controle de estabilidade, sistema multimídia Uconnect com tela sensível ao toque de 8,4 polegadas e navegador GPS, bancos revestidos em couro, câmera de ré, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, vidro traseiro deslizante com acionamento elétrico, sistema de som Alpine com nove alto-falantes, bancos dianteiros elétricos, ar-condicionado automático e digital de duas zonas, volante com aquecimento, destravamento das portas e partida do motor sem chave, entre outros.

2) Agrale Marruá AM 200 CD – R$ 379.900

agrale-marrua-am-200-cd

Você provavelmente se deparou poucas vezes com uma picape dessa nas ruas. Com produção nacional, a Agrale Marruá AM 200 cabine dupla é a segunda picape a diesel mais cara disponível em nosso mercado.

O modelo se destaca pela sua robustez e o desempenho off-road, além de oferecer “o melhor conjunto em relação a curso de suspensão, vão livre do solo e ângulos de entrada e saída”, segundo a marca. A carroceria da picape usa chapa de aço galvanizado e pintura especial.

Na motorização, há uma unidade Cummins de 2.8 litros e quatro cilindros, que desenvolve 150 cv, a 3.200 rpm, e 36,7 kgfm, entre 1.800 e 2.700 rpm, acoplado a uma transmissão manual de cinco velocidades e tração nas quatro rodas.

A lista de equipamentos de série é básica, com direito a direção hidráulica, ar quente, painel de instrumentos com computador de bordo, controle de cruzeiro, lanternas traseiras em LED, protetor de lanternas, estribos laterais, entre outros. Como opcional, há sistema multimídia com navegador GPS, snorkel, guincho elétrico, quebra-mato, engate para reboque, ar-condicionado, trio elétrico, alarme, sensor de estacionamento traseiro, entre outros.

3) Volkswagen Amarok V6 Extreme Black Style – R$ 291.470

amarok v6 258 3

A Amarok foi renovada recentemente, com retoques no visual e no acabamento interno, mas continua a mesma picape de sempre. Só que a versão mais cara da picape da Volkswagen usa um motor 3.0 V6 de incríveis 258 cavalos e 59,1 kgfm de torque!

Não tem nem comparação com as outras pickups, fora a RAM 2500. O motor, que é o mesmo do utilitário Audi Q7, trabalha em conjunto com um câmbio automático de oito velocidades e tração nas quatro rodas.

Como item de série, há airbags frontais, laterais e de cortina, controles de estabilidade e tração, freios ABS com função off-road, bloqueio eletrônico do diferencial, assistente de partida em rampas, controle automático de descida, sistema de frenagem automática pós-colisão, ar-condicionado digital de duas zonas, bancos dianteiros elétricos, faróis bi xênon com luzes diurnas em LED e monitoramento da pressão dos pneus.

Há também sistema multimídia com App-Connect e navegador GPS, sensores de luz e chuva, retrovisor interno eletrocrômico, retrovisores externos com rebatimento elétrico, câmera de ré, bancos em couro, volante em couro com paddle shifts, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, faróis de neblina com luz de conversão estática, painel de instrumentos com display colorido de 3,5 polegadas, entre outros.

Como diferenciais da versão V6 Highline, a Extreme acrescenta rodas de 20 polegadas com pneus 255/50, bancos de couro de qualidade superior, carpetes exclusivos da versão, santantônio na cor da carroceria e pintura especial na caçamba, além do acabamento em preto que define essa versão especial. E o pacote Black Style ainda acrescenta o acabamento preto nos retrovisores, rodas, grade e em algumas partes do interior.

A versão citada aqui ainda tem a capota marítima, item opcional que custa R$ 1.320.

4) Ford Ranger Limited 3.2 – R$ 279.990

Ford anuncia recall da Ranger por risco de vazamento de combustível

A Ford Ranger em sua versão topo de linha é uma das picapes mais completas do segmento e a quinta mais cara entre os modelos a diesel, já beirando os R$ 280 mil.

O modelo oferece sete airbags, freios ABS com EBD, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, controle de descida, controle anti-capotamento, assistente de permanência em faixas, controle de cruzeiro adaptativo com alerta de colisão, rodas aro 18 e bancos em couro.

A lista inclui ainda ar-condicionado digital de duas zonas, sistema SYNC com tela de oito polegadas, navegador GPS e comandos de voz, banco do motorista com ajuste elétrico, painel de instrumentos com duas telas configuráveis, direção elétrica, sensores de luz e chuva, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, retrovisor interno eletrocrômico, câmera de ré, retrovisores externos com piscas integrados e rebatimento elétrico, entre outros.

O motor que equipa a Ranger topo de linha é um 3.2 litros de cinco cilindros em linha, que rende 200 cv, a 3.000 rpm, e 47,9 kgfm, a 1.750 rpm, com transmissão automática de seis marchas e tração integral.

5) Toyota Hilux SRX – R$ 276.490

Toyota Hilux SRX 2021

Além de ser a picape média mais vendida, a Hilux é também um dos modelos mais caros do segmento. A Toyota pede mais de R$ 276 mil pela versão mais cara da picape, a SRX, que é equipada com um motor 2.8 litros turbodiesel de quatro cilindros em linha, capaz de render 177 cavalos de potência, a 3.400 rpm, e 45,9 kgfm de torque, a 1.600 rpm.

Esse propulsor trabalha em conjunto com uma transmissão automática de seis velocidades e tração 4×4.

Como item de série, há sete airbags, freios ABS com EBD e BAS, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, de descida e de reboque, ar-condicionado automático e digital com saída traseira, direção hidráulica, banco do motorista com ajustes elétricos, painel de instrumentos com tela TFT de 4,2 polegadas, sistema multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, navegador GPS, TV digital e DVD player, rodas de liga-leve aro 18, farol baixo em LED, faróis de neblina, acabamento interno em couro, faróis com acendimento automático, destravamento das portas e partida do motor sem chave, entre outros.

6) Mitsubishi L200 Triton Sport HPE-S – R$ 273.990

mitsubishi l200 triton 2021 3

Apresentada mais recentemente, a Mitsubishi L200 Triton é uma opção renovada em seu segmento. O modelo em sua versão topo de linha Sport HPE-S figura como a quarta mais cara do ranking, e usa um motor 2.4 litros de até 190 cv, a 3.500 rpm, e 43,9 kgfm, a 2.500 rpm, com um câmbio automático de cinco marchas e tração integral.

Entre os itens de série, há sete airbags (frontais, laterais, de cortina e para o joelho do motorista), controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas, controle de descida, freios ABS com EBD, controle de estabilidade do trailer, sinalização de frenagem de emergência, faróis bi xênon com luzes diurnas de LED (DRL), maçanetas cromadas, retrovisores com rebatimento elétrico, cintos dianteiros pré-tensionados, banco do motorista com ajuste elétrico, sistema Isofix, volante multifuncional com ajuste de altura e profundidade, destravamento das portas e partida do motor sem chave, controle de cruzeiro, entre outros.

7) Nissan Frontier LE – R$ 261.690

Nissan Frontier SE 2018 1

A Nissan Frontier ganhou uma nova geração, e por ser um modelo menos procurado no mercado do que suas concorrentes mais famosas, ela tinha um preço um pouquinho mais camarada na versão topo de linha LE. Mas isso mudou com os constantes aumentos, que agora a colocam como mais cara do que várias rivais.

Seu motor é um 2.3 litros que desenvolve 190 cavalos de potência e 45,9 kgfm de torque. Em termos de equipamentos, o modelo conta com vários itens, dentre eles luzes diurnas em LED nos faróis, repetidores de seta nos retrovisores, bancos dianteiros com aquecimento, bancos com revestimento em couro, assento do motorista com ajustes elétricos, sistema multimídia Nissan Multi-App e câmera de ré.

8) Chevrolet S10 High Country – R$ 248.760

chevrolet s10 2022

Segunda picape mais vendida do Brasil, a Chevrolet S10 se posiciona neste top 10 com sua versão topo de linha High Country. O utilitário é dotado de um motor 2.8 litros de quatro cilindros, que entrega 200 cv, a 3.600 rpm, e 51 kgfm, a 2.000 rpm, atrelado a uma transmissão automática de seis velocidades e tração integral.

Entre os equipamentos de série, há airbag duplo, freios ABS com EBD, alerta de colisão frontal, alerta de saída de faixa, controles de estabilidade e tração, luz de posição em LED, alerta de pressão dos pneus, rodas aro 18, sensor de chuva e luminosidade, ar-condicionado automático, assistente de partida em rampas, controle de velocidade em declive, direção elétrica progressiva, retrovisor interno eletrocrômico, retrovisores externos com rebatimento elétrico, sensores de estacionamento dianteiros e traseiro, partida remota, sistema de som com cinco alto-falantes e dois tweeters, sistema multimídia com tela sensível ao toque de oito polegadas, Android Auto e Apple CarPlay, banos em couro, sistema OnStar, controle de cruzeiro, entre outros.

9) Fiat Toro Ultra – R$ 189.990

fiat toro ultra 10 1

Se por um lado a picape a diesel mais cara é a grandalhona RAM 2500, noutro a Toro Ultra se posiciona como uma das mais baratas deste ranking. Trata-se da menor picape da lista, com 4,9 metros de comprimento. A picape, que é a mais vendida do país, usa um motor 2.0 litros de 170 cv, a 3.750 rpm, e 35,7 kgfm, a 1.750 rpm, com um câmbio automático de nove velocidades e tração integral.

A Fiat Toro na versão Ultra oferece basicamente itens estéticos para justificar seu preço, superior em R$ 9 mil em relação à Volcano. O visual é acrescentado por capota rígida, novas rodas, retrovisores, estribos e santantônio cromados, plaquetas referentes à versão e gancho de reboque removível. No interior, os bancos recebem o logo da versão.

Entre os itens de série que realmente fazem a diferença, nada diferente da versão Volcano: airbags frontais, freios ABS com EBD, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, controle de descidas, ar-condicionado digital de duas zonas, banco do motorista com ajuste de altura, sistema multimídia com navegador GPS e comandos de voz, câmera de ré, direção elétrica, faróis com luzes diurnas, faróis de neblina com função cornering, painel de instrumentos com tela colorida de sete polegadas, retrovisores com tilt down e rebatimento elétrico, sensor de estacionamento traseiro, rodas aro 17, volante em couro com comandos do áudio e telefone e ajuste de altura e profundidade, trio elétrico, entre outros.

10) Ssangyong Actyon Sports DLX – R$ 161.990

ssangyong new actyon sports 2018 3

A última posição dessa lista fica com a menos conhecida Ssangyong Actyon Sports, na versão topo de linha DLX. A picape é pouco vista nas ruas e parece ter sumido da maioria das concessionárias, mas tem um preço atrativo que pode compensar isso. O motor usado é o 2.2 turbodiesel de 178 cv e 41 kgfm de torque, com câmbio automático de 6 velocidades.

A lista de itens de série conta com direção hidráulica, ar-condicionado automático digital, banco do motorista com ajustes elétricos, piloto automático, start/stop, rodas aro 18 com pneus 225/60, airbags frontais, câmera de ré, faróis com regulagem de altura, computador de bordo, central multimídia, entre outros.

Autor: Leonardo Andrade

Leonardo atua no segmento automotivo há quase nove anos. Tem experiência/formação em administração de empresas, marketing digital e inbound marketing. Já foi colaborador em mais de sete portais do Brasil. Fissurado por carros, em especial pelo mercado e por essa transformação que o mundo automotivo está vivendo.