*Destaque Matérias NA Sedãs Toyota

Toyota Corolla – defeitos e problemas

Toyota Corolla - defeitos e problemas

Não dá para negar que o Toyota Corolla é um verdadeiro fenômeno em vendas há bastante tempo no mercado brasileiro e tal popularidade se mantém até hoje.


Somente no ano de 2017, o sedã médio foi capaz de emplacar nada mais, nada menos que 66,2 mil unidades emplacadas, enquanto o segundo colocado do segmento registrou 25,9 mil exemplares – ou seja, uma vantagem de pouco mais de 40 mil modelos. E parte deste sucesso pode ser explicado pela robustez do veículo e também pela boa assistência no pós-venda que a Toyota costuma oferecer.

Entretanto, isso não significa que o Corolla é um modelo isento de problemas. O modelo pode sim apresentar alguns supostos defeitos, conforme mostram as reclamações registradas pelos proprietários do sedã médio da Toyota no Reclame Aqui e também em alguns fóruns e clubes exclusivos.

Há relatos relacionados a alguns equipamentos, ao acabamento interno e também em parte da mecânica. Selecionamos abaixo parte dos principais itens que aparecem nas reclamações dos usuários. Confira:


Ruídos de acabamento

Embora o acabamento interno do Toyota Corolla seja bem mais primoroso que o de um carro popular de porte compacto, com peças mais resistentes e bem encaixadas e também materiais macios ao toque em diversos pontos do interior, o sedã também pode sofrer com ruídos de acabamento. Pelo menos é o que mostra a lista de reclamações feita por parte dos proprietários do modelo no Reclame Aqui. São diversos os pontos da cabine do carro que supostamente apresentaram barulhos com o decorrer do tempo em alguns exemplares.

Em uma das reclamações, um Corolla XEi adquirido em agosto de 2016 começou a apresentar um barulho no painel. O proprietário diz que entrou em contato com a concessionária e agendou um reparo para tentar solucionar o problema.

Todavia, ao invés de resolver, os ruídos ficaram ainda maiores e foram aumentando com o decorrer do tempo e visitas à oficina da revenda. O exemplar começou a exibir ainda vibrações no painel, barulho na parte traseira interna e diversos outros ruídos. E pelo menos até o momento desta publicação, o dono do carro diz que os problemas não foram solucionados.

Num caso mais recente registrado por outro proprietário também no Reclame Aqui, um Corolla XEi retirado da concessionária no início de março de 2018 supostamente começou a apresentar ruídos no painel e na parte traseira após alguns quilômetros rodados.

Depois de uma visita à concessionária, os ruídos se proliferaram em outros pontos da cabine depois de apenas dois dias de uso. Porém, o dono também diz que os defeitos ainda não foram solucionados até a publicação desta matéria, visto que se trata de uma reclamação relativamente recente.

Toyota Corolla - defeitos e problemas

Rachaduras/trincas nos faróis

Uma das reclamações que também é recorrente entre todas as reclamações feitas pelos proprietários do Corolla está relacionado aos faróis do modelo. Segundo os proprietários, o modelo pode apresentar rachaduras/trincas na parte interna dos faróis dianteiros. As reclamações são mais frequentes entre os donos do Toyota Corolla de ano 2015, o que, segundo eles, indicaria uma possível falha num lote de peças que equiparam esses carros.

Entretanto, na maioria dos casos, os proprietários relatam que as concessionárias não costumam substituir os faróis em garantia. Em uma das reclamações, o mecânico alegou que não iria promover a troca dos faróis porque apresentavam indícios de que já havia sido usadas lâmpadas paralelas.

O dono afirmou que as lâmpadas são de fábrica e nunca foram substituídas, além de que o material é de baixa qualidade. Porém, ainda assim, a concessionária não trocou os itens sem custo ao proprietário.

Já em outro relato, os faróis não foram substituídos pelo fato de o carro estar fora da garantia. Além disso, a empresa respondeu a reclamação dizendo que “a qualidade da Toyota é referência mundial para a Indústria Automobilística e constantemente buscamos aperfeiçoar nossos produtos e serviços para manter a satisfação de nossos clientes e todos os nossos veículos passam por rigorosos testes de controle da qualidade para serem produzidos e comercializados”.

Folga na caixa de direção

Este suposto problema pode aparecer somente em exemplares da geração mais antiga do Corolla, comercializada por aqui entre os anos de 2008 e 2014. Porém, resolvemos destaca-lo por aqui pelo fato de ser algo com uma quantidade maior de reclamações. De acordo com relatos de proprietários, o sedã médio de antiga geração pode apresentar uma folga na caixa de direção.

Tal defeito pode ser notado por meio de ruídos na parte frontal do veículo, sobretudo ao passar por asfaltos irregulares ou calçamentos, conforme relatou um dos proprietários do Toyota Corolla. E eles reconhecem também que tal problema pode provocar o mau funcionamento da direção e causar um acidente grave, tanto é que um deles tem “evitado viajar por longas distâncias com o carro”.

Em outro relato, um Corolla XEi de ano/modelo 2008/2009 com 68 mil quilômetros rodados também começou a apresentar uma folga na caixa de direção. No entanto, a Toyota alega que não conseguiria reparar em garantia, visto que o carro se encontra fora do período de garantia desde dezembro de 2012, e “o fenômeno apresentado em seu veículo não se trata de uma falha do produto, mas sim causado pelo desgaste natural e à condição de utilização, provavelmente antes de sua recente aquisição”.

Toyota Corolla - defeitos e problemas

Ar-condicionado ineficiente

Outro ponto relatado por proprietários do Toyota Corolla da atual geração é o sistema de ar-condicionado que segundo eles seria ineficiente para refrigerar toda a cabine do carro. De acordo com uma série de relatos registrados por proprietários no Reclame Aqui (confira um deles clicando aqui e outro clicando aqui), exemplares do Corolla, normalmente de ano 2015, podem apresentar um defeito no compressor do ar-condicionado após poucos quilômetros rodados.

Parte dessas unidades já não contam mais com a cobertura da garantia de fábrica e as concessionárias costumam recomendar a troca de toda a peça do compressor do ar-condicionado, que inclusive não conta com preço nada convidativo. Em um dos relatos, o valor pedido pela revenda foi de pouco mais de R$ 5,3 mil, enquanto outros mostram um preço de R$ 6 mil e de R$ 7 mil.

Retrovisor interno frouxo

O retrovisor interno também é alvo de reclamações por parte dos donos do Corolla no Reclame Aqui.

De acordo com eles, a geração antiga do sedã pode apresentar uma esfera frouxa do retrovisor central. Em uma das reclamações, um Corolla GLI de ano 2011 começou a apresentar um ruído no retrovisor interno e, quando exposto à luz do sol, o retrovisor “fica mole e caindo”, sendo necessário “ficar arrumando para poder dirigir corretamente”.

Já em outro relato, num Corolla de ano/modelo 2011/2012 o retrovisor interno não parava mais na posição desejada. Todavia, a Toyota entrou em contato e resolveu o problema em uma concessionária.

Toyota Corolla – defeitos e problemas
Nota média 3.7 de 7 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email