Home Crossovers Renault Duster Dynamique 2.0 4×4: confira a avaliação

renault duster 4x4 fotos avaliacao 4 Renault Duster Dynamique 2.0 4x4: confira a avaliação




Em outubro, finalmente apareceu um rival à altura do Ford EcoSport no mercado nacional. Era o Renault Duster, aposta da marca francesa para manter o crescimento acentuado dos últimos tempos e, de quebra, aproveitar a boa lucratividade que um utilitário compacto oferece.

E ele já chegou fazendo barulho. Apenas dois meses de vendas foram suficientes para destronar o modelo da Ford da liderança do segmento. E um dos motivos para o sucesso instantâneo do Renault Duster foi exatamente a presença de uma configuração mais robusta do modelo.

Por isso, no topo da linha está uma versão com tração integral – é o único utilitário compacto a oferecer a opção atualmente –, que ajuda a dar mais um charme off-road a todos os Renault Duster. Entretanto, mesmo com um carro mais moderno e equipado, o Renault Duster não conseguiu abrir grande vantagem em relação ao modelo da Ford.

renault duster 4x4 fotos avaliacao 1 Renault Duster Dynamique 2.0 4x4: confira a avaliação

Em janeiro, os dois praticamente empataram, enquanto o EcoSport ficou à frente no mês seguinte. A explicação é simples: a marca norte-americana reagiu. E foi agressiva. Fez promoção atrás de promoção com preços mais baixos, novos equipamentos e melhores condições de pagamento.

Ou seja, aconteceu o esperado em uma situação dessas. Só que a reação da Ford não parou por aí. Ao ver as vendas caírem, em janeiro foi feito um evento para a apresentação de um protótipo – ainda em argila – da nova geração do SUV da Ford. Evidentemente, muita gente interessada em um utilitário resolveu esperar para a novidade ser lançada. O problema é que a Ford não confirma a data.

Mesmo com a ação incomum da Ford, o Renault Duster superou as previsões da própria Renault, de 2.500 unidades mensais. A média depois de 4 meses fechados já supera os 2.800 carros emplacados, com um pico de 3.875 em novembro. Nesse cenário, a versão testada, a topo de linha Dynamique 2.0 4X4 manual representa 8% do share, maior apenas que a de entrada – chamada apenas de Renault Duster.

renault duster 4x4 fotos avaliacao 2 Renault Duster Dynamique 2.0 4x4: confira a avaliação

A principal razão para isso é o próprio preço. Afinal, R$ 66,1 mil não é exatamente o que pode se chamar de uma pechincha para um carro compacto. Ao menos, a lista de itens de série é recheada com ar-condicionado, direção hidráulica, airbag duplo, ABS, rádio/CD/MP3/USB/iPod/Aux com comandos na coluna de direção e trio elétrico. Na linha 2013, que acaba de ser lançada, a Renault também incorporou o sensor de estacionamento traseiro. Os opcionais são escassos: apenas a pintura metálica e os bancos de couro.

Além dos equipamentos, a ficha técnica também tenta justificar o preço desta configuração do Renault Duster. O motor, por exemplo, é um 2.0 flex de 142 cv e 20,9 kgfm com etanol. Essa unidade é a mesma que equipava o médio Megane, mas atualizado – a perua Megane GT ainda é vendida, mas com motor 1.6.

A tração tem três opções de utilização: dianteira, automático – que distribui a força entre os eixos dependendo da necessidade – e lock – que dá 50% de força para cada eixo. Para o Renault Duster 4×4, a Renault trouxe um exclusivo câmbio manual de seis velocidades.

renault duster 4x4 fotos avaliacao 3 Renault Duster Dynamique 2.0 4x4: confira a avaliação

Esta versão também recebe melhorias significativas na suspensão traseira. Sai de cena a semi-independente com barra estabilizadora para a entrada de uma independente do tipo multilink, bem mais refinada. Mudanças que, definitivamente, dão uma força extra ao Renault Duster – em todos os sentidos.

Ponto a ponto

Desempenho – Não falta força para o motor 2.0 do Duster. O torque de 20,9 kgfm com etanol é suficiente para mover com alguma destreza os mais de 1.300 kg do utilitário paranaense. E não há sensação de falta de energia. Principalmente quando o conta-giros ronda as 3.500 rpm. O desempenho é bom, mesmo que não leve a qualquer proposta mais esportiva. A potência de 142 cv também é adequada e mantém o jipinho em velocidades altas sem maiores dificuldades. Em rotações médias e elevadas, porém, o carro balança e o motor parece “pedir” uma marcha acima. Nota 8.

Estabilidade – Em retas, o modelo da Renault tem comportamento correto. O peso alto ajuda a manter o veículo bem apoiado no chão e não há sensação de flutuação em altas velocidades. Um grande porém são as saídas de frente. É comum o condutor ter de “refazer os cálculos” ao entrar em uma curva retirando o pé do acelerador e esterçando ainda mais o volante. Ao menos, a carroceria faz pouca menção de rolar, o que diminui o incômodo interno. Nota 6.

renault duster 4x4 fotos avaliacao 5 Renault Duster Dynamique 2.0 4x4: confira a avaliação

Interatividade – Como chegou no Brasil depois da última reestilização do companheiro de plataforma Sandero, o Duster herda algumas das alterações que vieram no hatch. Do lado positivo ficam os comandos dos vidros elétricos, que se situam nas portas – no antigo Sandero e no Duster europeu ainda ficam no painel. Do lago negativo estão os ajustes dos retrovisores elétricos, escondidos sob a alavanca do freio de mão. O rádio tem funcionamento confuso, com o botão central sendo responsável pela escolha das estações e não pelo volume – bem mais tradicional e intuitivo. O painel de instrumentos tem visualização clara e simples. Nota 6.

Consumo – O InMetro deu nota “A” para a versão 4X4 manual do Duster. Com o motor 2.0, o utilitário da Renault faz 8,9 km/l na cidade e 10,2 km;l na estrada com gasolina. Com etanol a média cai para 6,1 e 7,2 km/l, respectivamente. Não chega a ser excelente, mas é melhor que os seus concorrentes. Nota 8.

Conforto – A suspensão independente multilink na traseira – exclusiva nesta versão 4X4 – faz a diferença na absorção dos impactos. O Duster tem um rodar macio e as buraqueiras são pouco sentidas na cabine. Lá, por sinal, há um espaço amplo, principalmente para cabeça e ombros. Nem os mais altos vão precisar se preocupar em raspar a cabeça no teto. Os bancos são confortáveis, mas faltam apoios laterais. O isolamento acústico é decente, embora a som áspero do motor invada o habitáculo em rotações altas. Nota 8.

renault duster 4x4 fotos avaliacao 6 Renault Duster Dynamique 2.0 4x4: confira a avaliação

Tecnologia – A plataforma do Duster já é conhecida dos brasileiros. É a versátil B-zero, já usada em Renault Sandero, Logan, Nissan March e Versa. Nesta versão topo de linha, como não poderia deixar de ser, traz uma lista de equipamentos menos sovina, com direito a ar-condicionado, airbag duplo e ABS, por exemplo. Mas, mesmo assim, itens como controle de estabilidade, ar-condicionado automático e mais airbags fazem falta em um carro que beira os R$ 70 mil. Nota 7.

Habitalidade – A maior parte dos porta-objetos ficam na parte superior do painel, posição pouco prática e segura para colocar badulaques de uso rápido. E o resto da cabine não reserva tantos espaços assim. Apesar de ser um veículo alto, os acessos do Duster são até fáceis. As portas abrem bastante e revelam um interior espaçoso, com área de sobra para cinco passageiros. Na versão com tração integral, o porta-malas perde 75 litros – por causa do posicionamento do estepe dentro do bagageiro – e fica com 400 litros. Ainda assim, é um número considerável, ainda mais se levado em conta o seu fácil acesso. Nota 8.

Acabamento – O interior do Duster é rústico e até passa a impressão de que o resto do carro aguenta algumas trilhas pesadas. Mas há um uso excessivo de plástico rígido. Mesmo os bancos de couro – opcionais – não têm grande qualidade. Uma configuração que parte de R$ 66 mil deveria oferecer mais. Nota 5.

renault duster 4x4 fotos avaliacao 7 Renault Duster Dynamique 2.0 4x4: confira a avaliação

Design – As linhas brutas do Duster combinam muito bem com a sua proposta. Ainda mais quando a tração é integral, o que deixa mais insinuado um eventual apelo off-road. Não é que o SUV da Renault vá ganhar prêmios de design, mas seus traços o transformam em algo agressivo e imponente. Nota 8.

Custo/benefício – Com pintura metálica e bancos de couro, o Duster testado chega aos R$ 68.790. Levando-se em conta que é um utilitário compacto, é um preço bem elevado. A tração integral vale R$ 4.300 – já embutidos no preço total – e traz o benefício de deixar o carro mais apto a enfrentar pirambeiras mais complicadas – além da suspensão traseira independente. Mesmo assim, não tem reduzida, por exemplo. Como um SUV urbano, o Duster 2.0 faz bem o seu papel, com bom desempenho e conforto. Os concorrentes ficam na mesma faixa de preço. Equipado de maneira semelhante, o veterano Ford EcoSport 2.0 XLT é tabelado em R$ 64.441, o Mitsubishi Pajero TR4 custa altos R$ 76.990 e o Hyundai Tucson GLS 2.0 automático vai a R$ 74.900. Nota 6.

Total – O Renault Duster Dynamique 2.0 4X4 manual somou 70 pontos em 100 possíveis.

renault duster 4x4 fotos avaliacao 8 Renault Duster Dynamique 2.0 4x4: confira a avaliação

Primeiras impressões - Personalidade bipolar

Na parte visual, a Renault – e sua subsidiária romena, a Dacia – resolveram ir contra a maré. Em vez de fazer um carro com design moderno, até com um estilo crossover, a ideia foi dar ao Duster um apelo quase de jipe. Sem dúvidas, é um carro imponente e com aspecto robusto.

De uma certa maneira isso até dá uma capacidade off-road um pouco maior ao veículo. Afinal seus ângulos de entrada e saída são generosos. A tração integral evidentemente ajuda, inclusive com opção de bloqueio do diferencial central. Mas o real habitat do Duster é a cidade.

O motor 2.0, por exemplo, dá boa agilidade para o utilitário. Para lidar com o alto peso, a Renault optou por utilizar uma caixa de câmbio com relações bem curtas. Assim, os giros sobem rápido e logo atingem a faixa de torque máximo.

renault duster 4x4 fotos avaliacao 9 Renault Duster Dynamique 2.0 4x4: confira a avaliação

O lado irritante disso são as constantes necessidades de troca de marcha. Basta sair do sinal que já é preciso passar a segunda. Pelo menos, as trocas são suaves e relativamente precisas. Na prática, isso ao menos dá uma maior capacidade off-road. Quase como se a primeira marcha funcionasse como uma reduzida.

Nas curvas, no entanto, a Renault não conseguiu eliminar a tendência da grande massa do veículo ir em frente. O subesterço é facilmente percebido a bordo do Duster, o que implica em reduções de velocidade dentro da própria curva.

Ao menos, a correção é simples. Basta tirar o pé e contornar com mais cuidado. Em retas, a estabilidade é elogiável. Não há sensação de insegurança e o carro fica sempre na mão do motorista. A suspensão independente multilink exclusiva da versão com tração integral auxilia na melhor absorção dos buracos. O utilitário passa com desenvoltura mesmo em pisos mais irregulares sem aquele balanço excessivo no interior.

Lá dentro, por sinal, a impressão que dá é que a fabricante quis dar a impressão de que o Duster poderia ser lavado com uma simples esguichada de mangueira – algo comum em jipes exclusivamente dedicados ao off-road. Os materiais escolhidos são muito rígidos e aparentam baixa qualidade. Os plásticos duros são desagradáveis aos olhos e às mãos. As peças até são bem encaixadas, mas é tudo bruto até demais. Nesse caso, uma delicadeza a mais seria bem-vinda.

Ficha técnica - Renault Duster Dynamique 2.0 16V 4X4

Motor: A gasolina e etanol, dianteiro, transversal, 1.998 cm³, com quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro, comando duplo no cabeçote. Acelerador eletrônico e injeção eletrônica multiponto sequencial.

Transmissão: Câmbio manual de seis marchas à frente e uma a ré. Tração integral. Não oferece controle eletrônico de tração.

Potência máxima: 138 cv e 142 cv com gasolina e etanol a 5.500 rpm.

Aceleração: 0-100 km/h: 11,1 e 10,4 segundos com gasolina e etanol.

Velocidade máxima: 178 km/h e 181 km/h com gasolina e etanol.

Torque máximo: 19,7 kgfm e 20,9 kgfm com gasolina e etanol a 3.750 rpm.

Diâmetro e curso: 82,7 mm X 93,0 mm. Taxa de compressão: 11,2:1.

Suspensão: Dianteira do tipo McPherson com amortecedores hidráulicos telescópicos, triângulos inferiores e molas helicoidais. Traseira independente multilink com molas helicoidais e amortecedores hidráulicos verticais na versão 4X4. Não possui controle eletrônico de estabilidade.

Pneus: 215/65 R16.

Freios: Discos ventilados na frente e tambores atrás. Oferece ABS.

Carroceria: SUV em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 4,31 metros de comprimento, 1,82 m de largura, 1,69 m de altura e 2,67 m de entre-eixos. Oferece airbag duplo frontal.

Peso: 1.353 kg.

Capacidade do porta-malas:400 litros.

Tanque de combustível: 50 litros.

Produção: São José dos Pinhais, Paraná.

Itens de série: Computador de bordo, ar-condicionado, banco do motorista com regulagem de altura, trio elétrico, direção hidráulica, sensor de estacionamento traseiro, airbag duplo, ABS, faróis de neblina, rodas de 16 polegadas, rádio/CD/MP3/USB/iPod/Aux com comandos na coluna de direção, volante com revestimento em couro, barras longitudinais no teto, retrovisores externos cromados e faróis com máscara negra

Preço: R$ 66.100

Opcionais: Pintura metálica e bancos de couro.

Preço completo: R$ 68.790.

Prós:

# Desempenho.

# Espaço interno.

# Conforto ao rodar.

Contras:

# Acabamento.

# Estabilidade em curvas.

Por Auto Press


  • rajkoothra

    Gosto desse carro, mas o custo beneficio das versoes 4×2 e bem melhor !!

    • Sergin162

      Na verdade NENHUM tem um bom CxB. Po, a 1.6 com "kit de sobrevivência" (a/c e dh) custa 50 e vários, dá pra comprar vários outros lançamentos muuito mais equipados.
      Sem contar na versão top automática a 70 mil SEM BANCO DE COURO.

      • mjprio

        aqui no Rj e no CE eu achei a 65 AT com banco de couro e estribo

        • Sergin162

          Aqui em Porto Alegre me pediram R$ 72.000 numa branca, AT com couro e avaliaram meu C4 Hatch 09/10 em 32mil reais, sendo que meu carro é 2.0 AT com xenon e tudo mais de fábrica. Achei um absurdo.

          • AventadorMan

            Nossa sacanagem essa avaliação hein

          • selmoar

            que isso 72.000 em uma branca ?? ta seguindo o caminho da huinday….daqui a pouco todas irão querer fazer isso….

          • DougSampaNA

            Infelizmente é isso mesmo, os franceses sofremuma rejeição maior na hora da revenda, pois as ccs cobram caro demais pela manutenção e peças, sem contar que a fabrica "ajuda" usando tecnologia embarcada que somente com equipamentos nas ccs é que podem ser reparados, a preço de ouro.
            Dos franceses o mais em conta de manter ainda é a Renault, as outras duas…aiii
            PSA pode fazer carro mais bonito que a Renault, mas pra manter são muito mais caro e perdem mais valor porisso.

            • AutoIng

              Mais ou menos Doug. Hoje em dia a manutenção dos franceses tá bem próxima das 4 grandes, caiu muito. E você acha peça pra Renault em qualquer loja, tem muita coisa paralela faz tempo. As coisas mudaram bastante nos últimos anos, manutenção de francês já não é bicho de sete cabeças não.

              • andreHHX

                A manutenção da Renault tá com preços bem competitivos.

                Posso falar isso, pois já tive 3 Renaults, e além disso qualquer um que tem atualmente poderá confirmar.

                Agora, vai ver a manutenção da Toyota…

            • Sergin162

              Eh verdade, isso de manutençao cara eh conversa pra boi dormir. Sempre paguei preços fixos, os gerentes nunca me empurraram o pacote extra nem nada. Sem contar que a falta de scanners por parte dos mecanicos eh pq eles nao querem, pois ete pessoa fisica consegue comprar por uns U$D 100,00 o Lexia (acho q eh esse o nome). Nao eh um equipamento muito caro e faz TUDO no carro sem nem desmontar, da pra plugar ate na entrada USB.
              Ah, e como proprietario de ambos, QLQ carro da Mitsubishi tem manutençao BEM mais cara.

    • afonso200

      compram carro 4×4 e nunca vão colocar ele nem no saibro, auhsuahsuas

      • D7V5

        afonso200, endendi a ironia e é verdade. A grande maioria de donos de carros 4×4 vão evitar ao máximo por suas joinhas no barro, areia, saibro etc.
        Os 4×4 também tem o problema de consumir mais, se a tração for permanente. Ruim pro bolso.

        Mas tem vantagens.
        Delas uma das maiores é a estabilidade. Em especial para SUVs altos. Desgarra menos e é mais segura.

        No nosso país rural essa tração tem tudo para mandar.
        Masss sempre tem o problemão do preço e aí volta o seu comentário eheheheheh.

        • Rafael_CTBA

          A vantagem da versão 4×4 é a suspensão traseira multilink…

          aí eu vi vantagem em ter a 4×4.

        • Antonio_Brust

          Isso só vale pra carros AWD. Se você acionar a tração sem necessidade em terreno plano com carros que tem esse tipo de sistema 4×4, acaba com o cardã e todo o conjunto.

          Aliás, 4×4 de shopping center, pois não tem nem reduzida.

    • Satanare

      Eu também gosto muito deste carro! Gosto do desenho e curti o interior, esta de acordo com a proposta externa! da quase para dizer que é "carro para macho", daqueles que comem a abelha ao invés do mel no café da manhã! É só impressão, é claro, mas que dá um ar de Defender, ah, isso dá!
      Gostei!

  • Guri_do_RS

    É a Dácia, digo Renault mexendo os pauzinhos pra não ficar atrás da Ford, mas acredito que com o Novo Ecosport, vai ser bem difícil…

  • Jorge_Armado

    Quando colocarem + 4 airbags, ESP, ar digital, GPS e melhorarem no acabamento ai vai ficar legal.

    • Baralho

      E for no máximo 60 KR$

      • Sergin162

        EXATAMENTE. Colocarem tudo isso e não encostarem no preço, a não ser pra baixar. Só que dai já é querer demais pro mercado brasileiro…

        • vonask

          apesar do texto falar que ela é unica no segmento a velha ecosport tem versao 4×4 por 61mil (com traçao e suspencao independente como an duster) e dependendo da concecionaria voce ainda consegue uns 3mil de desconto.

    • DougSampaNA

      então…aí o cara vai pra trilha, não sabe dirigir, mete o carro de leve numa inclinação maior, bate o peito de aço no barranco e o air bag entende que foi colisão, PUFF…dispara os air bags..lá vão uns 7k pro saco só em reposição de "saco de ar"…ahahhahahhaa

  • Antonio_Brust

    Obrigado Duster, graças a você eu pude comprar meu Ecosport.

    • AutoIng

      O velho? Mas a essa altura, quase saindo de linha?

  • marciors01

    O básico custa 50.000 aproximadamente, e ficará bem interessante em 2014 quando virá com abs e airbag, a partir deste momento ficará bem interessante porque outros equipamentos precisarão ser adicionados aos outros modelos como diferenciação.
    A versão automática não custa setenta mil reais, se está com ágio procure outra css.
    O modelo 2.0 com cãmbio manual é o mais interessante por 59.000.
    A pessoa que fez o teste deveria ter atentado para o fato de que esta primeira é quase uma reduzida no modelo 4×4, o correto é arrancar em segunda marcha.
    Outro ponto, a reação do eco foi motivada por dois pontos, os descontos que a ford passou a oferecer no eco e o ágio cobrado pelo duster pelas css da renault, com isso o bom custo benefício do duster foi para o espaço.

  • Wikle

    É uma opção válida, afinall concorrência sempre faz bem, e tirou a Ford da sonolência.

    A Renault soube escolher as cores para este carro, por exemplo a deste teste combinou bem com o carro. Chega de carro só na cor preta ou prata!

  • jcrpardal

    Quando vier o novo Ecosport, será o único SUV compacto abaixo de 65mil.

    • Tripa-Seca

      Não será o único, não será compacto e não será SUV!! heheh

  • Riverraid2600

    Mas Pajero TR4 tb oferece 4×4!!

    • Jorge_Armado

      Na minha opinião, o visual do TR4 é até legal, mas o espaço interno, principalmente para quem vai no banco de trás, é ridículo.

    • Fla3D

      É outra cateoria por vir com diferencial central tradicional, o unico verdadeiro 4×4 ja que o duster e o ecosport 4wd usam acoplamento viscoso para acionar as rodas traseiras, bem menos robusto para enfrentar um off road de verdade.

      • vonask

        a pajero tem reduzida, coisa que nem a ECO nem a Duster tem (apesar de ter gente que acha que ela é um marruá) e chama a 1 marcha de "reduzida". Ela no maximo pode ser chamada de curta.
        4×4 de verdade só a pajero.

        • Fla3D

          Exatamente, complementou o que eu comentei, é o unico 4×4 de verdade.

          • Tripa-Seca

            Um carro que traciona as 4 rodas não é um 4×4?

            • Fla3D

              É modo de falar… :p

  • VININITEROI

    Quase 70 mil e um acabamento nota 6… fala sério!

    • sheldonmendes

      Acredito que o acabamento seja tão ruim quanto ao Ecofiesta.

      • mjprio

        Entrei nos dois e posso dizer que , apesar de ter o painel do Sandero o Duster é mais bem acabado.

        • AutoIng

          Foi essa impressão que tive também. O Eco pra mim ainda é mais simplório, por incrível que pareça.

      • Salazar1966

        Na verdade o Eco é um popular "altinho" (Fiesta) de 60K. Carrinho para dar de presente para a amante.

        • DaniloSouza

          E o Duster para a sogra.

          • Salazar1966

            Boa, Danilo!

  • fse

    O Duster pode até ser um carro bom, e achei otimo que fez a Ford abrir o olho e baixar o preço do Eco. Mas acho esse carro feio de mais. Não me acostumo com ele de jeito nenhum.

    • mjprio

      De pert ele é mais imponente e bonito que o Eco!

      • DaniloSouza

        Pode até ser mais imponente, mas não muda o fato de ser feioso.

  • AlexMa

    Não gostei.

  • cleissispav

    Sério… R$68.790!!!! francamente 45K ja esta muito bom Dona Renault.

  • D7V5

    Acho que, sempre dependendo da política de preços que a Ford irá praticar no novo novo Ecosport, a Renault possa rever seus preços para se manter competitiva nas vendas.

    A conferir.

  • mjprio

    Ess avaliação ta absurda. Elogiam a suspensão multilink , mas criticam a estabilidade. Lembrem-se que o carro é um SUV. Além do mais qula o outro SUV de sua faixa tem multilink na versão 4wd? Além do mais entrei em um Duster e num Eco que estavam lado a lado em um feirão. Não tem nem comparação! O duster, mesmo nas versões mais simples parece um carro de combate. ele tem o porte de um Tucson. Aqui no RJ com um pouco de paciência dá pra levar o 1.6 Dinamique por 58, o 2.0 MT por 61, 2.0 AT por 63 e o 4wd por 66.

    • O_Corsario

      POis é, as notas sempre são aleatórios para que TODOS os carros somem 70 pontos… rs
      Quanto à estabilidade, prefiro a avaliação positiva que o Bob Sharp fez deste carro, no AE.

    • Fla3D

      Concordo com vc, mas o ecosport 4wd tambem tem multilink atras, a nao ser que ele tenha sido parado de ser fabricado.

  • rafaellz

    esse carro não me agrada em nada

  • CharlesAle

    O problema é o jeitão de sandero,não ficou bem maquiado pela renault,e também acho um pouco feinho também…..

  • thales_sr

    "Como um SUV urbano, o Duster 2.0 faz bem o seu papel(…)"
    Pra mim, nenhum SUV urbano faz bem o seu papel, simplesmente porque SUV NÃO É PRA CIDADE!
    É como falar "A Ferrari, na lama, atola muito. Mas não faz feio, pra um esportivo que vai na lama ele está muito bem…", cada carro no seu mundo.

    • Tripa-Seca

      Outra avaliação sem sentido: "Na estrada, sentimos um pouco a falta de fôlego do QQ, bem como certa instabilidade em ventos laterais"…O que um QQ está fazendo na estrada?!?

      • thales_sr

        É bem por aí… Cada máquina tem sua aplicação, mas tem gente que não entende isso.

  • Edson Roberto

    Alguém pode me explicar o motivo pelo qual não existe uma versão 2.0 4×4 e com cambio automatico? Qual o motivo para isso? Somenteo Ecosport e Duster tem essa "diferença" perante os demais.

  • Fla3D

    A ford parou de fabricar o ecosport 4wd?

    • Rafael_rec

      Não, ele está disponível nos seguintes preços:

      64.430,00 pintura sólida
      65.481,00 pintura metálica
      65.654,00 pintura perolizada

      • DaniloSouza

        Para mim sai a 55k a mais completa. :D

      • Fla3D

        Valeu pela info, pra variar foi erro da materia.

  • O_Corsario

    Avaliação rasa e meio sem critério, como todas da AutoPress.

  • marciors01

    Na verdade suv é para cidade/campo, não é um offroad puro, é um carro capaz de fazer as duas coisas, tr4 não é suv, é um jipe.
    Por sinal o tr4 é desconfortável, apertado e tem porta malas pequeno, não e´um carro que pode ser utilizado pela família (assim como o eco) porque não tem espaço para bagagem.
    O duster encara uma trilha leve, é confortável, espaçoso e tem ótimo porta malas, o novo eco inclusive também será pequeno e terá porta malas de hatch popular.
    Outra, as semelhanças com sandero ficam no painel, que não é igual mas parecido.
    Se comparado ao sandero o duster possui uma suspensão muito melhor, tem mais espaço, a estrutura é muito mais rígida e é um carro silencioso, o sandero é um carro popular ruidoso.
    Este maior rigidez estrutural proporciona um rodar sólido como de um carro médio, não tem nada a ver com o rodar do logan ou sandero.

    • Tripa-Seca

      heheh..Pergunta para o MM aqui do blog que carro médio lembra o Sandero e o Logan…

    • Corvo

      Sem dúvida que o Duster é mais confortável respeito ao Sandero, mas a qualidade do painel é igual, o que deixa muito a desejar pois estamos falando de um carro que custa exatamente o dobro ou mais, dependendo das versões. Respeito ao isolamento acústico, tenho que te dizer que o Duster é barulhento em altas rotações, coisa pra mim, inaceitável num carro desse valor. Do resto concordo

      • marciors01

        Fiz um test drive em um automático 2.0, fiz quickdown e a rotação elevou bastante, mesmo assim ele continuou com um ótimo nivel de rúido, ao menos melhor do que eu esperava, não fez mais ruído do que um new civic ou cruze.

  • pauloreis

    Acho que esta reportagem se enganou que este é o único modelo 4wd no mercado nacional… A Eco 4wd funciona da mesma maneira – conjunto de embreagens deslizante com opção de tração dianteira ou 50% em cada eixo eletronicamente – e ainda a suspensão traseira é totalmente independente, não semi, como a Duster… A não ser que a FORD a tenha tirado de linha e não vende mais… Enfim, não entendi o que a reportagem quis dizer ao afirmar que esta é a unica no mercado…

    • DaniloSouza

      Isso tem cara de reportagem tendenciosa, simples assim.

    • Fla3D

      Tambem fiquei na duvida se a eco 4wd ainda é fabricado ou se foi erro da reportagem.

      • DaniloSouza

        Foi erro de reportagem, a ECO 4WD ainda é fabricada.

  • edkite

    Esse carro hoje já tem um bom custo benefício. Só que vou esperar o lançamento da nova ecosport. Não é porque vou comprar uma, mas tenho certeza que com a nova eco o preço do Duster vai cair muito saindo de bom custo benefício para ótimo.

    Nova ecosport: amantes de design (sem preconceito, pois também acho ela linda)
    Renault Duster: amantes de aventura, espaço interno e principalmente custo-benefício

    Abs

    • thales_sr

      Amantes de AVENTURA de verdade: Troller, Pajero…
      Amantes de "aventura" (pra mostrar pro vizinho): Duster, Ecosport, Crossfox… Esses dois últimos, de preferência, com a capinha do estepe remetendo a trilhas, aventuras, viagens, etc…

      • edkite

        Não tenho dinheiro pra comprar um Troller ou uma Pajero. Já o Duster vai me propocionar mais aventura do que meu punto que se eu tiver que entrar em uma estrada de chão estarei ferrado.

        • thales_sr

          Primeira trilha que você fizer com esse carro, ele volta uma batedeira, e se julgue com sorte se não trincar nenhuma solda ou estourar um amortecedor… Aí sim vai ser aventura, juntar grana pra consertar o carro.
          Ah, e se for o 4×2, aí é que atola na primeira poça de lama que chegar. Daí, outra aventura: Procurar ajuda pra rebocar o seu "aventureiro"… rsrs

          • marciors01

            Estás enganado, toda estrutura do duster foi reforçada, ao contrário do eco que é basicamente um fiesta.
            Se quiseres comprovar isso procure no youtube videos do duster, o carro é colocado todo atravessado com uma das rodas no ar e mesmo assim portas e porta malas funcionam perfeitamente.
            Em um carro normal, ou no eco, a estrutura torce e nada abre ou fecha direito, este carro está longe de ser um sanderão.

            • thales_sr

              Tenha paciência, problema não aparece na primeira esquina não… Lá em casa temos um Ecosport, e no primeiro ano ele era ótimo dentro da proposta (mas MAAANCO e beberrão, além dos outros poréns que todo mundo já conhece). Mas as meninas achavam lindo e pediam pra dar uma volta, mulher acha o máximo esse tipo de carro… o.0

              • Oba_

                O cara quer comparar Ecosport com Duster mas o mesmo nao sabe que a unica diferença entre eles é que o Duster foi desenvolvido para o consumidor europeu e o Ecosport especificamente para o brasileiro, que diferença insignificante, sinceramente não faz o menor sentido achar que só porque um problema acontece no Ford acontecerá com produto de outra marca mas fazer o que sabe aquela historia? Tem gente que gosta de generalizar tudo.

                • thales_sr

                  ô rapaz, o senhor por aqui..! Virou meu fã mesmo hein?

                  O Duster é da Dacia, subdivisão de luxo da Renault né… rsrs
                  E claro que você tem um e já até rebocou Troller em trilhas, pra comprovar a qualidade… :p

                  • Oba_

                    Pode ser subdivisao mas procure saber em quais mercados o Duster esta a venda, so isso ja responde se é possivel comparar Eco com Duster. Seja sincero voce acha que o Eco poderia ser vendido na europa como é o Duster? Nao é porque o Eco nao aguenta trilha que obrigatoriamente será o mesmo caso do Duster o senhor esta generalizando os fatos.

                    • thales_sr

                      Veja bem, o nosso "antigo" Fox é vendido lá na Europa, mas isso não quer dizer que ele seja um primor de carro. A Fiat Strada idem. Os mercados onde o carro é vendido simplesmente demonstram onde o fabricante quer vender o carro, não significa que o carro seja excelente ou não.
                      O Ecosport aguenta uns buracos melhor do que o meu carro, por causa dos pneus grandes, assim como o Crossfox, mas não, não aguenta nem trilha leve sem virar uma batedeira.
                      Se o cara quer um carro pra botar na terra, continuo afirmando que é melhor ter um carro com chassi.

                    • marciors01

                      O fox foi vendido na Europa, foi, não é mais porque o consumidor não aceitou o carro, era ruim demais.
                      Eu li um teste com o fox da revista portuguesa auto hoje e só o que fizeram foi malhar o carro, para eles era lixo puro.

                    • DaniloSouza

                      Duster é tão bom que foi reprovado no Euro NCAP com uma nota ridícula. Se o modelo europeu tirou uma nota ruim, não quero nem imaginar o modelo vendido aqui.

              • marciors01

                Não é questão de problema, estou te dizendo que toda estrutura do carro foi reforçada, então ele aguenta um trilha leve muito melhor do que o eco, simples assim.
                Por conta da estrutura deverá ter poucos ruídos internos, os ruídos de acabamento vem da torção da carroceria que foi desencaixando e desgastando as peças plásticas internas, se o carro não torce a montagem interna se mantém mais integra.
                Outra, o duster não é manco, o 2.0 anda tanto quanto nossos melhores sedãs médios, um carro que faz 0 a 100 em 10.5s não pode ser considerado manco.
                Não podes comparar eco com duster, se não é ótimo o duster é muito melhor carro do que o eco, conheço muito bem o ford, um parente possui um 2.0 auto que já dirigi algumas vezes, fiz o test drive do duster 2.0 auto e não tem comparação, o renault é bem melhor.

      • radiobrasilcombr

        Pior que conheço um dono de Eco que tem capa do estepe da ERA DO GELO!

        • thales_sr

          donO? huuuummm …! kkk
          Mas vai ver botou pra agradar a filha… Conheci um cara que só não comprou um Ecosport porque não tinha dinheiro, porque a filha queria porque queria um carro com pneu pendurado atrás…

  • Vitão

    Continuo não entendendo essas notas que a Autopress dá nos carros…. Uma vez tem 100 pontos possíveis, outras 90 pontos possíveis?

    A notas sempre beiram entre 60 a 80….

    Dá pra entender?

    • thales_sr

      Dá… Só é ver que eles analisam o carro dentro de um contexto.
      Um Audi A6 é melhor que um Celta? Claro. Mas é outro segmento, muito mais exigente, muito mais CARO, então o julgamento há de ser diferente.

  • PKuster

    O Duster até que possui um desenho lateral bom e impressionam seus pára-lamas bem largos. Pena é a feiúra da frente, grade e faróis, que mata o carro – qualquer "designer" amador faria coisa bem melhor. Além da falta de acabamento das portas, na parte do retrovisor, assim como Sandero e Logan – uma coisa tão simples e barata de resolver.

  • cartrash

    Essa questão de nota para o acabamento é relativo. É questão de custo-benefício de cada versão.

    As versões 1.6 de entrada são mais baratas, mas possuem um visual (sem nada cromado, sem volante e câmbio de couro, sem roda de liga) tão simples que o acabamento lembra Sandero e realmente assusta.
    Para esta versão de quase 70k, o acabamento é ruim porque entra num segmento superior, mas para a versão 1.6 Dynamique de 57k, que tem o mesmo acabamento top, fica ok, e melhor do que o acabamento da Ecosport.

  • granrs78

    A materia fala que o Duster é o único utilitario compacto com sistema 4×4, só que esqueceram que a Ecosport tambem tem uma versão 4×4. Vamos corrigir isso aí, né?

    • Salazar1966

      Certo, mas nesse caso você paga 80K em um Fiesta!

      • DaniloSouza

        Bom, pra mim um Ecosport 4×4 completo com tudo que tem direito (incluindo air-bag e abs), me sai a 55k, um preço MUITO melhor que o Duster. Melhor pagar 55k num Fiestão 4×4 que quase 70k em um Sanderão, né?

  • gui_cds

    Gosto desse carro. Tem um igual ao da matéria aqui na minha cidade, que passa por mim de vez em quando e sempre chama a atenção.

    Se fosse pra mim escolher um tipo de SUV, seria com este estilo "jipão", robusto e quadrado do Duster.

    E, é claro, como todo carro no Brasil, não vale o que é cobrado.

  • thales_sr

    Sim, verdade. A rigor, deveria se chamar Crossover. Ou Crossdresser… rsrs
    SUV é SW4 e Blazer.

    • radiobrasilcombr

      Blazer promete!

      • thales_sr

        Realmente, mas hoje em dia num animo com carro alto não. Tanto carro pequeno bom, mais barato, mais potente, mais confortável que carro grande… Esses 60k do Duster pra mim se tornam um 408, Fluence, ou até mesmo um New Fiesta (e ainda embolso um troco pra pagar IPVA, seguro, combustível…)

        • radiobrasilcombr

          Eu só comprava sedans… desde o saudoso Vectra B.
          Aí meu barato e pelado Vectra Expression 2010 só me deu dor de cabeça, com inumeros defeitos e problemas. Fui atrás de um carro mais seguro e confortável. Fazendo o test-drive do Cruze encontrei na css um Captiva seminovo. Resultado, mais barato que o Cruze 0km, mais confortável. E NÃO QUERO mais carro baixo, adoro meu crossover.

          • thales_sr

            Fiz o caminho contrário: Meu pai tem fazenda e portanto dirigi muito carro grande. Até que tive o meu… Por sinal, um GM Celta. Agora tenho um VW Polo, e embora carro alto tenha a vantagem de se dar melhor em nosso asfalto lunar, o carro "pequeno" ganha em preço, desempenho, consumo… Sempre que vejo um Crossover ou SUV que eu acho legal, quando olho o preço penso "dá pra pegar carro xxx yyy zzz com esse preço…", enfim, é questão e gosto mesmo.

    • marciors01

      SWA e blazer não são suv, são camionetes, visam exclusivamente trabalho e não oferecer conforto ao ocupante.
      O duster é um suv, de pobre mas é um suv.

      • thales_sr

        SUV: http://en.wikipedia.org/wiki/Sport_utility_vehicl
        "Termo genérico para designar um veículo que se assemelha a uma station wagon, mas feito em um CHASSI de caminhão leve (nossas caminhonetes grandes)".
        http://en.wikipedia.org/wiki/Crossover_(automobil
        "Veículo construído na plataforma de um carro, combinando itens de um SUV e de um carro de passeio".
        Olha quem tá na lista… Dacia Duster…

        Caminhonete tem caçamba, o que não é o caso de SW4, quem tem caçamba é Hilux. Da mesma forma, Blazer (agora Trail Blazer) e S10.

        • DaniloSouza

          Povo viaja chamando esse treco de SUV.

  • Landrutt

    Comparando ao vivo com o EcoSport quadradão, dá uma surra em porte. Sem exageros, parece um carro de nível superior. Por dentro ambos se equivalem em qualidade de acabamento, o Eco tem interior de aspecto mais antigo mas o nível de ambos é exatamente o mesmo, plásticos duros, de baixa qualidade e ásperos por todo lado e aparência pobre. Não compraria a versão 4×4 de nenhum dos dois, são caras demais para carros do nível deles, se ao menos fossem mais refinados…não valem a pena. A versão Freestyle do Eco anda sendo vendida por cerca de 50 mil reais, até menos se o comprador tiver paciência, lábia e jogo de cintura pra negociar, e o Duster compatível com ela, o Dynamique 1.6, por mais de 58 mil, sem nenhum tipo de desconto, no máximo brindes ignóbeis, então era de se esperar que o Eco voltasse para a liderança. Acho que a Renault tem muito com o que se preocupar com a chegada do novo EcoSport, muito mesmo. Se a versão XLT ou Freestyle vier por cerca de 60 mil reais, quase o mesmo preço da sua Dynamique, é quase certeza que a vida do Duster ficará bastante complicada.

  • http://www.antoniodejulio.com.br Antonio De Julio

    Problema é a nova Eco vir cara (mais cara) e levar o preço da Duster pra cima.

  • rafaelfldo

    Pera aí… O Suzuki SX4 não é muito mais carro que essa aberração romena? Por que ele nem sequer é citado como concorrente? É um verdadeiro 4×4 urbano que encara bem um off-road leve. Ainda tem um design bem interessante e custa a partir de R$ 61.500!

  • Mc_

    R$ 68.790 pra andar de Duster

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Gabriel_Nint

    Minha mãe me agradece toda semana por ter mostrado o i30 pra ela e ter mandado ela fazer um test-drive no 1.6 Dynamic. Comprou o i30 na hora, acabamento muito melhor, mais equipamentos, mais motor, couro e o melhor, automático. Tudo isso pelo mesmo preço da 1.6 manual.

  • Diegorji

    Você paga 66 mil Reais para encarar um painel parecido com um Sandero de 26 mil ??? Olha esse interior que simples, coisa louca, prefiro manter meu usado a ter que comprar um carro desses. Que mercado decadente esse nosso. Quando vejo um carro desses sinto que paramos no tempo.

    • AutoIng

      Já viu o painel do Ecosport? É pior ainda, um paredão de plástico fosco. Por incrível que pareça o painel do Duster ainda é um pouquinho melhor.

  • andreHHX

    Na minha opinião o carro é bacana e tem uma proposta interessante, o que está errado é o preço dele, mas isso é um defeito que acompanha todos os nossos carros. Só acho que o automático poderia ter 5 marchas (pra melhorar retomadas em certas velocidades) e versão com tração 4×4 com bloqueiro.. aí seria perfeito.

    Então, se tivesse um Duster 2.0 AT 5 marchas 4×4 por R$ 55.000,00 eu comprava na hora. Ainda seria uma exorbitância comparando com o Tucson 4×4 (nosso iX35) que custa 24 mil dólares nos Estados Unidos, mas 55 mil estaria mais coerente com o nosso mercado.

    Por fim, nunca andei, mas aposto que o Duster tem uma ótima pegada em estradas de terra, pois tem suspensão elevada e macia, rodas grande e pneus de perfil alto, além de um curso um pouco mais longo na suspensão

  • rjuniorce

    O que é melhor?….. Um Duster top automático ou um Fluence automático ? O Preço é bem semelhante.

  • PHRROCHA

    Só eu que nao consigo achar o Duster melhor que a ECO em quase nada (talvez o porte e nem é tanto assim)?

  • LHortega

    Sério, não sei como deram nota 8 em design. Puta bicho feio! Nota 6 estaria bom para tamanha feiura. Unido com o acabamento interno, acaba com o carro.

  • fernandoriviera

    Em velocidades acima de 110 o barulho interno incomoda prefiro um sedã nunca vou usar na lama

  • macaense

    Não entendo a implicância com a mania dos franceses de unir os controles (vidros, travas, pisca-alerta) no console central. Eu particularmente gosto muito dessa tendência.

  • Carlos

    este carro tá parecendo o gol, todo mundo mete o pau, mas aqui em Brasília tá cheio, vc vê duster pra todo lado

  • Levy Silverio

    Neste dia 7 de setembro de 2013, tive uma decepção muito grande com minha Duster 4wd 2013 com quase dois meses de uso. Estava em Serranópolis, Goiás, numa estrada arenosa. Ao me deparar com um carro atolado na mesma via, parei e simplesmente dei ré. O carro se desenvolveu super bem como sempre tinha se apresentado. Porém, um pequeno e substancial detalhe colocou tudo a perder. Como as vias arenosas formam dois sulcos e o famoso facão no meio, a Duster começou a arar a areia e deslocou para-lamas, para-choques, a "proteção frontal" (aquela carenagem da frente que vem com os faróis adicionais), os gradis e demais aparatos que compõem toda a frente do veículo. Paramos imediatamente e desparafusamos tudo, mas já era tarde. Tinha danificado o pára-choque que resulta na necessidade de troca de todo o conjunto, pois a Concessionária Tecar Renault Goiânia não garante que todas as peças possam se re-encaixar novamente. Acionei o seguro, e tudo deve ser restabelecido, mas como poderei eu re-utilizar o mesmo veículo para acessar à Reserva Ecológica Porto das Antas da qual sou co-proprietário? Por que a Renault nem a Tecar me advertiram das limitações do veículo? Por que tal surpresa teve que ser particular e tão decepcionante? Estou tentando falar com a Renault.