Usado da semana

Carro da semana, opinião de dono: Renault Fluence Dynamique 2012/2013

renault-fluence-2012-opiniao-dono-2-620x463 Carro da semana, opinião de dono: Renault Fluence Dynamique 2012/2013

Oi leitores do NA, meu nome é Eduardo Aleixo, tenho 26 anos, sou leitor antigo do blog. Minha primeira vez postando alguma coisa por aqui. Sou dono de um Fluence Dynamique 2012/2013 2.0 16v manual. Antes tinha um Gol G5 1.6 praticamente ‘pelado’, o carro não tinha ar, vidro elétrico, direção hidráulica, etc. Tinha apenas trava elétrica e alarme. Mas era um carro econômico e nunca deu problema com nada, as revisões estavam em dia e o carro em prefeito estado.



Já com condições melhores resolvi trocar de carro, estava à procura de um sedã médio apesar de andar só eu e mais uma pessoa, mais acho muito bom esse tipo de carro e também queria um carro com motor melhor, mais conforto e maior espaço interno. Testei Civic, Corolla, Peugeot 408, Cruze e por último o Fluence.

Na Renault fui muito bem atendido pelo vendedor, e assim que entrei no carro vi que era exatamente o q eu procurava, e o melhor quando fui ver o preço estava bem barato pelo que o carro tem. Já quase fechando negócio, ia levar um prata, mas de última hora, o vendedor me falou que o carro tinha algum tipo de problema e não teria ele prata, mas tinha um branco com bancos de couro e ia sair pelo mesmo preço. Levei na hora até mesmo por que acho muito bom os bancos de couro dele.

renault-fluence-2012-opiniao-dono-2-620x463 Carro da semana, opinião de dono: Renault Fluence Dynamique 2012/2013  renault-fluence-2012-opiniao-dono-1-620x463 Carro da semana, opinião de dono: Renault Fluence Dynamique 2012/2013

Agora falando do carro… Não demorou muito pra receber o carro, mais ou menos 1 semana e meia, conforme me falaram. Me apresentaram o carro e fui direto pro posto por que o carro estava com o tanquinho de partida a frio e o tanque quase vazio. No caminho para casa vi a diferença de sair de um carro pequeno e quase sem nada para um sedã médio, fiquei ‘louco’ com o carro, em relação a motor, conforto, isolamento acústico, o carro é muito bom mesmo nesses quesitos.

O motor ‘empurra’ o carro tranquilamente mesmo com o seu peso de 1.369 kg. Ele tem 140 cv (gasolina) e 19,9 kgfm e 143 cv (etanol) e 20,3 kgfm. O torque é muito bom e aguenta tranquilo o transito de Brasília. Agora o que eu não tenho que reclamar é o conforto do carro que é maravilhoso, a suspensão é bem acertada pra os asfaltos que temos por aqui, o ar dual-zone é ótimo e bem rápido, e os bancos muito confortáveis.

O consumo, pensava que ia me assustar com isso já que estava saindo de um carro que estava muito econômico. Mas até que foi tranquilo e ele tem uma coisa que até agora me deixa impressionado, ele tem um consumo ótimo com etanol, e com gasolina meio ruim, ele faz uns 8 km por litro na cidade com etanol e ar ligado, difícil até de acreditar, e com gasolina 10 km com ar ligado.

renault-fluence-2012-opiniao-dono-2-620x463 Carro da semana, opinião de dono: Renault Fluence Dynamique 2012/2013  renault-fluence-2012-opiniao-dono-1-620x463 Carro da semana, opinião de dono: Renault Fluence Dynamique 2012/2013  renault-fluence-2012-opiniao-dono-3-620x463 Carro da semana, opinião de dono: Renault Fluence Dynamique 2012/2013

Nunca andei na estrada com ele por isso não vou falar sobre isso. Já em relação ao pós atendimento. Não é tão bom, mais pensava que ia ser pior pelos comentários que vi sobre a Renault antes de comprar o carro, ele veio com um barulho no vidro e no cinto de segurança, deixei o carro um dia na concessionaria e me devolveram no outro, até me impressionei.

Ponto a Ponto

Desempenho: o motor é bom pro tamanho e peso do carro e proporciona rodar tranquilo na cidade, mais não empolga tanto para quem gosta de correr.

Estabilidade: ótimo, com ele já fiz curvas relativamente rápido e o carro fez sem problemas e sem entortar muito, e sem fazer barulho nos pneus.

Interatividade e Habitabilidade: O som dele é até de boa qualidade, poderia ser melhor, mas já que não sou muito fã de som alto, pra mim é tranquilo, não tem muitos porta objetos, mas o porta luvas é enorme e com refrigeração, os comandos são fáceis e não precisam desviar o olhar da pista. Como a versão que eu comprei não tem sensor de estacionamento, mandei colocar, mais acho q deveria ter por que além de ser bastante grande tem a traseira bastante elevada.

Consumo: não tive problemas com consumo, o carro faz 8 km com etanol, mais eu sou pé leve e ando tranquilo sem correr muito, já com gasolina quase nem coloco e faz 10 km geralmente (na cidade). Nunca peguei estrada.

Conforto: esse sim posso dizer perfeito, muito bom o isolamento acústico, bancos, direção elétrica bem calibrada, e etc. Recomendo muito por esse quesito.

renault-fluence-2012-opiniao-dono-2-620x463 Carro da semana, opinião de dono: Renault Fluence Dynamique 2012/2013  renault-fluence-2012-opiniao-dono-1-620x463 Carro da semana, opinião de dono: Renault Fluence Dynamique 2012/2013  renault-fluence-2012-opiniao-dono-3-620x463 Carro da semana, opinião de dono: Renault Fluence Dynamique 2012/2013  renault-fluence-2012-opiniao-dono-4-620x463 Carro da semana, opinião de dono: Renault Fluence Dynamique 2012/2013

Tecnologia: CD MP3 com conexão USB / iPod, AUX, Bluetooth e 4 alto falantes. A ‘chave’ é um cartão que abre o carro quando se aproxima e não precisa colocar em lugar nenhum pra ligar só apertar o botão star/stop por que ele tem sensor de presença, direção elétrica, cambio bem acertado de 6 marchas manual, ar dual zone, piloto automático e etc. acho que só falta uma central multimídia que existe no Fluence Privilege.

Acabamento: soft touch no painel quase todo e nas portas, apoio de braço em couro, e em partes da porta, matérias bem encaixados e de boa qualidade.

Design: é um carro bem conservador com linhas fluidas e bem imponente, não empolga muito o visual, mais é até um carro que chama a atenção de alguns.

Conclusão: Recomendo pra quem procura um sedã médio, além de ter muitos itens de série, é ótimo em relação a conforto e tem um consumo muito bom, e as revisões não são tão caras comparadas com a deu outros sedãs médios e o seguro também não chega a assustar. Pretendo ficar um bom tempo com ele, e até comprar outro depois. Obrigado pela oportunidade N.A. :)

  • rodrigobertoldo

    É o melhor custo/benefício do mercado. Eu só não coloco na minha lista de possíveis carros pq não tem revenda na minha cidade. Belíssima evolução hein, de um gol peladão pra um Fluence, parabéns!

    • BrenoTopGear

      Sempre a mesma ladainha: Otimo carro, custo beneficio, bla bla. Aí vem o "só que"…

      • Dragoniten

        Não tem "só que" neste caso.

        • Leandro1978

          "só não coloco na minha lista de possíveis carros pq não tem revenda na minha cidade", isto não é um porém?

          • Dragoniten

            Estamos falando sobre custo benefício, ou seja, comparando o CARRO com os concorrentes.

            A questão de revenda na cidade da pessoa é oooutro quesito a ser analisado.

            • Leandro1978

              Mas então esta "avaliação" de custo-benefício não vale para todos possíveis consumidores do carro, aqueles que moram em cidades que não há concessionárias da Renault e que não estão dispostos a se deslocarem até uma cidade em que há…

              • Dragoniten

                Sim, aí sim não tem como comparar, rs.

                Comparar carro invisível (Fluence) com Corolla e Civic complica um pouco pro Fluence, hahaha.

      • rodrigobertoldo

        Então vou comprar e viajar 150km cada vez que fizer a revisão.
        E se bater ou precisar levar na autorizada, mando um guincho levar por 150km, é só um detalhe.

        • Edson Roberto

          Segundo alguns comentaristas do NA, vc tem que pensar que nunca vai bater, que nunca irão de assaltar, que nunca irão fazer nada. Afinal, carro foi feito para andar não para bater né?

          Eu concordo com seu pensamento.

          • rodrigobertoldo

            O pessoal tem o corpo fechado! Nunca bate, nunca quebra, afinal carros são tão simples.
            Pra quê ter a revenda perto né? hehe…

            • dougkmt

              Eu não entendo quem compra um carro sem concessionárias na cidade. Não acho viável ter que se deslocar, sei lá, 50/150km pra fazer uma revisão. Não tem lógica!!

              No meu caso, que moro na grande SP, tem que pensar na logística pra fazer as revisões, pois tem que ser perto do trabalho ou de casa, senão vc acaba perdendo muito tempo e o trabalho fica comprometido. Até por isso acho ruim não atenderem no sábado, sendo somente vendas.

              • dudupruvinelli

                A VW tem um programa de revisões noturnas, das 19h às 8h, bem interessante. http://www.vw.com.br/pt/servicos/revisao_noturna….

                • dougkmt

                  Incrível, por que as outras marcas não fazem o mesmo?

                  O "problema" é que nenhuma das concessionárias da grande SP que faz o serviço noturno é perto da minha casa ou trabalho. Mas nesse link, vi que a VW também tem plantão de revisões no sábado. Ótimo saber disso, porque na Peugeot e Ford que tive contato, era somente em dia útil. Péssimo pra quem estuda e trabalha!!

              • jean power

                em são paulo tem renault a rodo …..

          • jean power

            se bater precisa dar pt ai pega valor da fipe kkkkkkkkkk

      • saosao

        Avaliar um carro com menos de 1 ano de uso não é parâmetro.n Tem que avaliar com 3, 5 anos….
        E outra, pra quem saiu de um Gol, até o Cobalt é maravilhoso.

        • jean power

          faz o seguinte site carrosnaweb o fluence tem grande nota de satisfação por parte de seus proprietarios

    • mmcinza

      Vindo de um gol para um sedã médio é natural o "encantamento' com o carro, pois afinal de contas, o salto é considerável

      Agora na boa, nada contra o depoimento, MAS (e não mais) dá para notar que ainda está na fase de namoro com o carro e nem passou por tantas aventuras com ele, para ter uma visão completa.

      Sequer ainda pegou estrada com o carro….

      • Edson Roberto

        Inclusive nem rodou mto com o carro…

        • saosao

          E inclusive nunca pisou fundo no acelerador.

    • Andrex2501

      Sim ótima opção! Se eu tivesse a vontade de adquirir um sedã médio, de certo essa seria a minha primeira escolha! Nesse caso a desconfiança com franceses não pega, pois possui mecânica e algumas outras partes Nissan, dando muita confiabilidade ao carro!

      Agora, um motor 2.0 flex, que faz 10 km/L na cidade e você achou nem tão bom?? Pra mim e pro q estamos acostumados por aqui, achei ótimo consumo!!

      • apneto

        Meu amigo, comprei um Cruze LT, AT, com 5000km, rodados, na gas, na veia boa, pé leve, 6,9 a 7,5 na cidade, controle de aceleração na estrada 100/110, faz 10, se um dia, na cidade fizer 10 faço uma festa.

        • Andrex2501

          Motores GM e seu famigerado excessivo consumo não contam nesse comparativo!

          • apneto

            Andrex, antes de comprar o cruze, eu tinha um Sandero e tinha, não, tenho a convicção que o fluence é um lindo e excelente carro. Minha primeira opção foi o Fluence, que eu já o namorava desde o lançamento. Fiz um teste drive no Fluence e no Cruze, AT ambos, no TD os consumos se equivaleram. Mas se na cidade a suspensão do Fluence leva vantagem, por ser macia, na estrada, a dura suspensão do cruze, ao meu sentir, dá mais segurança. E como é essa minha realidade, 140km de BR lotada de caminhões, td dia, preferi o cruze.

      • DCald

        ele é de Brasilia… o paraiso para o baixo consumo de combustivel

        • Marco A.

          Meu irmão tem um Fluence e aqui em BH que tem morro prá tudo quanto é lado, ele faz entre 7,5 a 7,8 no etanol, com ar ligado na posição "2" e na gasosa entre 9,7 e 10,2 km/L, dependendo do peso do pé. Ele (e eu principalmente) consideramos um consumo muito bom. Já meu pai também têm um Cruze um LT, ano 2012 e nas mesmas condições ele roda quase 3 km a menos. Os carros da GM também são bons, mas econômico mesmo, só o Classic e a dupla Onix/Prisma, pq o resto, pode preparar o bolso…

    • DCald

      O fato de não ter Renault na minha cidade, me fez desistir da Megane GT e possivelmente Fluence… a Megane GT já tinha parado de fabricar mas ainda se encontravam unidades a preço de fim de feira… compraria tranquilamente se não fosse o problema de concessionaria só a 200km (e com atendimento ruim, segundo um amigo que conhece a concessionaria).
      Acabei indo para o C4 hatch, muito bom tbm, mas com concessionaria por aqui.

      • rodrigobertoldo

        Comprar o carro sem ter a loja perto é um risco que prefiro evitar. Imagina você pegar o bendito do carro, e ele vem com algum defeito enjoado, daqueles que só indo várias vezes será descoberto, o que seria só dar uma passadinha na revenda acaba se tornando um transtorno, pois tem que ficar planejando quando pode ir, durante a semana não dá, é brabo…

        • Landrutt

          Também acho arriscado. Só compraria se na cidade em que eu morasse não tivesse nenhuma revenda, de marca nenhuma, claro. Só quem já teve um carro problemático sabe o transtorno que é, mesmo quando a concessionária é "do lado" de casa, imagine em outra cidade a 100, 200 km de distância ou mais. Em 2009 meu pai trocou seu Accord V6 por um Camry. Já foi confrontado com "dava pra pegar um 300C na época" ou "um alemão"…mas na época não tínhamos mais aqui em Natal concessionárias Chrysler ou da trinca alemã premium, e comprar um 300C e ter que levar o carro até Recife para uma simples revisão é, ao meu ver, inviável. Com os alemães, idem. Hoje isso não seria mais problema, já as marcas em questão se instalaram novamente na cidade – a MB chega em setembro.

          • rodrigobertoldo

            Eu considero muito o atendimento e a proximidade da concessionária na compra, pois esse relacionamento vai durar no mínimo enquanto o carro estiver na garantia. Aqui em Linhares tem Honda, Toyota, Chevrolet, Citroen, mas nada de Renault, então infelizmente descarto a marca como opção. Viajar até Vitória é inviável pra mim também, afinal são 150 km, mais o tempo de revisão e mais a volta. E ainda por cima torcer pra não dar defeito nenhum. Tem muito gaiato pra dar palpite, é claro que no preço de um Camry tu consegue uma BMW, ou uma Mercedes, mas serão os modelos mais simples, e o seguro e manutenção são muito mais altos.

    • dudupruvinelli

      Legal ler isso de um dono de Civic. Geralmente negam com todas as forças…

      • rodrigobertoldo

        Eu sou realista, gosto muito do Civic, mas é uma compra mais emocional do que racional. Eu tinha o modelo anterior que nem porta mala tinha, e sempre gostei. Tem seu defeitos, mas no meu caso sempre atendeu com sobra minha necessidade. A principal qualidade é não dar problema, isso é uma virtude que só quem tem pode atestar. Fora que acho um carro muito bom de guiar, além de ser bonito. Mas não finjo que é o melhor carro de todos, é o melhor que posso ter no momento. Se tivesse mais dinheiro, provavelmente iria para um Fusion do modelo novo, com motorzão de 6 cilindros de preferência… Só não gosto de SUV mesmo.
        .

  • dracconitos

    Belo carro, pena que tem preconceito com franceses..

    • HugoSW

      Aí que está… o pessoal tem problemas com marcas francesas, porém esse carro é da Samsung e tem motor e câmbio da Nissan. A única coisa que esse carro tem de francês é a logomarca da Renault e o pós-venda.

      • bauboni

        Segundo um vendedor da Nissan quando fomos comprar um Versa, o Fluence é "todo Sentra", motor, câmbio, chassis e etc.

        • duduguazzi

          Necas, o Motor e cambio (só o CVT) são o mesmo do Sentra, de resto ele deriva mesmo do Megane hatch europeu.
          Isso foi jogada do vendedor para tentar convencer que o Sentra era mesma coisa e mais barato.

        • bedotRJ

          Se vc fosse comprar uma Livina 1.6, ele diria prá vc que o carro é todo Renault? Muito cuidado com esses papos de vendedor.

        • DCald

          Regra nº 01 – Vendedor não entende nada de carro, PONTO!

          • Rato_FpolisSC

            Não é isso! Vendedor entende bastante, mas joga com isso para "iludir" o cliente. Muitas vezes se faz de bobo, em outras distorce as informações, conforme a necessidade e a ocasião.
            Desconhecimento não é a realidade na maior parte dos casos.

    • Brunocarro1998

      Infelizmente, o Fluence sofre por causa da PSA. A última faz o favor de manchar a imagem francesa, aí o povão acaba generalizando tudo;

      • MM_

        O Fluence sofre por causa do Fluence. É um bom carro, mas chgou oferecendo somente airbags a mais que os líderes de mercado e mais nada.

        Quando fui ver um, logo após o lancamento, nem controlador de velocidade o carro oferecia. E isso pq? A Renault quer economizar na azeitona.

  • dudupruvinelli

    O melhor CxB da categoria! Parabéns pelo carro! O isolamento acústico, motor, conforto são dignos de elogio! Conseguiu por uns 59k?

    • Eduardo Aleixo

      consegui ele por 58k xD

      • piloto

        Por Pessoa Jurídica, consegue por até menos, cerca de 53k o básico.
        =)

      • granrs78

        Hj um modelo CVT está por 60 mil. Para mim ele tem o melhor custo beneficio da categoria disparado.

        • Alexandre

          S[o que vc tem que pagar a diferenca de icms a tal substituicao tributaria.

          • Wellington Myph13

            Não se vc não vender ele com menos de 1 ano.

  • mgbalbo

    Nenhum ponto fraco ? Nada ? Esse consumo baixo é pelo fato de ser bem plana a cidade. Parabéns pelo salto de Gol pra Fluence.

    • Sigma7

      Achei que ele foi bondoso em relação ao acabamento. Acho que o painel merece uma crítica pelo excesso de plástico. No entanto com os outros ocorre algo parecido. Engraçado que meu Civic 2004 tem o painel emborrachado, já os "super-lançamentos" tem deixado a desejar nesse aspecto.

      • dudupruvinelli

        Excesso de plástico? Sem querer ser chato, mas é muito mais notável o plástico no Civic (em qualquer versão) do que no Fluence, que é somente na parte de baixo.

        • TacodeSinuca

          Verdade, o painel dele é quase que todo emborrachado,até nas portas da frente é emborrachado, peças de melhor qualidade que qualquer rival dele

      • granrs78

        Amigo, o painel do Fluence é macio ao toque, assim como nas portas. O acabamento desse modelo está acima do Civic, que nessa nova geração, piorou e muito com plásticos de aspecto de carro popular, só que bem encaixados, com excessão das portas, que continua macio ao toque.

      • Pedro_Rocha

        Para quem saiu de um Gol qualquer sedã médio será maravilhoso.

      • thales_sr

        Ele pode não ter ligado muito pra isso… Cá pra nós, ele tem razão.. rs

    • dudupruvinelli

      Eu colocaria como ponto fraco o teto muito caído para quem vai atrás, os bancos poderiam segurar mais em curvas e os pescoços de ganso no porta-malas.

      • piloto

        Esse pescoço de ganso é horrivel mesmo, mas é mais seguro que outros sistemas, que se por descuido deixar o dedo ali arranca fora sem esforço.

    • schneider1979

      Minha esposa tem um fluence como o avaliado; mesmo ano, manual também, só que cinza. Utilizo pouco o carro, mas posso dar algumas opiniões, até porque fizemos uma viagem de +- 1000 km no início do ano e dirigi a maior parte do percurso.
      – o consumo dele é apenas razoável; pelo menos com gasolina; A sexta marcha trabalha numa rotação muito alta na minha opinião.
      – Alguns detalhes do carro me desagradam, como os comandos naquela coluna fixa atrás do volante; para quem é o dono do carro creio que seja fácil de acostumar, mas para quem dirige eventualmente é muito ruim. Outra coisa que incomoda é o barulho da seta (tudo bem.. é um detalhe bobo; mas que é um barulho muito chato isso é.
      – Após 10mil Km rodados começaram alguns ruídos internos, nada muito grave, mas estão lá.
      – O conforto é condizente com a categoria; a suspensão um pouco macia demais, para o meu gosto; como possuo um jetta tsi, a diferença é bastante perceptível.
      No geral, o carro agradou bastante, principalmente pelo custo benefício, melhorado pela política de venda da renault para PJ.

      Parabéns pelo carro

      • Eduardo Aleixo

        Obrigado xD… realmente uma coisa q eu esqueci de comentar é que a rotaçao fica alta na sexta marcha! vlw xD

      • marciors01

        Depois que se acostuma com os comandos satélite atrás do volante tu não quer outra coisa, muito mais práticos e intuitivos do que as teclas no volante, sem mudar a posição das mãos no volante basta usar dois dedos para controlar tudo.

        • schneider1979

          Aí é que está… depois que acostuma. Os comandos no volante ficam visíveis, então quando você dirige eventualmente um carro, você olha e sabe onde estão os mais importantes.

        • vitimsl

          Concordo; o meu carro atual possui os comandos na coluna e o meu carro anterior era no volante e sou muito mais os comandos na coluna.

        • Rafaelndsilva

          Concordo!!!

        • DCald

          Já dirigi muito Renault com esse comando…
          Olha, prefiro o do C4 com o miolo fixo.

        • MM_

          Meu carro tem no volante e da minha esposa é satélite. Para mudar volume o satélite é melhor, mas para mudar de faixa ou de funcão, no volante é melhor.

          No satélite vc usa dedo indicador e médio. No volante somente polegar.

      • everton h. nogueira

        esse barulho auto da seta em funcionamento é característica de todos os Renault ( já tive dois e minha esposa atualmente um ) e ele realmente incomoda, quanto ao carro quando troquei de carro no ano passado ele era minha escolha de compra pelo porte e custo beneficio, mas a Renault foi a marca que menos quis pagar pelo meu usado que por sinal ERA Renault (Clio privilege 2007) acabei optando por um cruze na época pois pagaram muito mais pelo meu usado, contudo ainda acho o Fluence um ótimo carro.

      • Tejolo

        O meu primeiro vendi com mais de 120.000km, era os primeiros que sairam, e o atual está com metade do antigo. O único barulho que ocorreu foi o problema já conhecido do suporte de air bag de cortina, que em um dia de css arrumaram e nunca mais voltou. Estranho o de sua esposa estar com barulho logo aos 10.000km. Será que não é o mesmo caso do suporte do air bag?

        • schneider1979

          Valeu pela dica… na verdade nem sabia desse problema. Vou levar na ccs para averiguar.
          Obrigado

  • raulgodiano

    Eu tenho um CVT, esse carro tem alguns pontos fracos sim, mas sao minimos comparado com o beneficio .

    • spectrum84

      Quais pontos fracos que vc poderia citar?

  • Higo

    Eu também acho um bom carro, e com ótimo custo x beneficio. Caso eu comprasse um veiculo do segmento, este seria uma das opções.
    Também me chamou atenção a evolução do G5 (sem ar, DH) para um Fluence.

    Parabéns cara, pela ótima aquisição. Faça um bom proveito. Sucesso!

    • Eduardo Aleixo

      xD obrigado!!!

  • zeuslinux

    O carro realmente parece ser bom, mas pela sua idade, pelo pouco histórico de automóveis e pelo carro estar pouco rodado acho que faltou destacar algum ponto negativo observado.

    Não existe NENHUM carro que tenha só pontos positivos e todo mundo compra o pacote de coisas boas e coisas ruins levando em conta a relação custo-benefício. E o cálculo custo-benefício é basicamente uma média ponderada onde cada um estabelece os seus pesos para as notas de cada item.

    Nunca dirigi o Fluence mas dirigo o "primo" Sentra CVT e achei muito bom, pelo menos dirigindo na cidade. Não sei como é o comportamento do carro em estrada ou andando muito rápido.

    • Eduardo Aleixo

      realmente, meu segundo carro… mais realmente, nao tem muitos pontos negativos para falar, talvez pelo tempo q eu tenha ele, até hj nao deu nada! e o atendimento da renault eu pensava nao ia ser tao bom, mais fui tratado muito bem, e eles cumpriram com o q falaram! xD

      • zeuslinux

        Ainda me lembro a sensação que tive quando saí dos carros compactos, por coincidência também de um Gol 1.6, para entrar no segmento de carros médios. É OUTRA COISA, tanto que nunca mais tive um carro compacto e nem desejo ter.

        Vejo muita gente dando mais de 50 mil reais nos compactos "premium" e acho que com pouca coisa a mais se parte para um carro médio com muito mais conforto (por causa do espaço interno) e com mais estabilidade. Carro pequeno com muito motor é até perigoso, porque um carro mais largo e pesado tem mais estabilidade para se andar rápido.

    • DSCS

      Vc viaja nele a 160 na boa, com total segurança e conforto…

  • murilo

    O cara saiu de um gol pelado pra um Fluence e vcs querem que ele ache defeito? acho difícil viu.. quem sabe no próximo carro ele ache defeito..

    • dougkmt

      Isso é verdade.

      Os pontos negativos serão evidenciados com facilidade quando se conhece os concorrentes de preços equivalentes, ou até mesmo do segmento Premium. É aí que mora o perigo, vc vai lá e anda com BMW, MB e/ou Audi (alguns exemplos apenas, existem vários outros), depois pra voltar pro seu carro é desanimador, kkk'. Mas enfim, isso não é uma crítica ao Eduardo. Afinal, vc só muda seus conceitos se souber que tem algo melhor. Por isso sou a favor de testar vários concorrentes antes de fechar a compra.

  • João Cagnoni
    • marciors01

      Ele é francês e japonês, de coreano no máximo o desenho da dianteira e traseira, mas que também é usado no fluence ZE.
      Este carro é um megane III com motor, câmbio e suspensão traseira do sentra, mecânicamente estruturalmente este carro não tem nada de coreano, inclusive o interior é idêntico ao do megane III.

  • Filipe César

    É um bom carro e bem equipado pelo preço que oferece, mas aquele logotipo da Renault ali na grade já deixa muita gente com dúvidas. A Desvalorização deve ser bem alta também.

    • raulgodiano

      Desvalozição é igual aos carros do segmentos ( incluindo Corrola e Civic), entre 16 a 20%, segundo a tabela Fipe, a diferença é que o Fluence custa em media 65 mil e o Corrola e Civic mais de 80 ( com os mesmo equipamentos).

      • Vai vender seu carro na FIPE!!!
        Comparar Civic/ Corola com Fluence na confiança / revenda do carro é ter total desconhecimento sobre mercado ou fã de Frances. FIPE só serve pra concessionária autorizada jogar 20% a menos nas negociações.

        Carro Frances é engraçado, cheio de fãs na internet, mas na hora de deixar o dim-dim, vão sempre no Japonês.

        • PortoWF

          Aham…
          E isso pq vc conhece a vida pessoal de todos os comentaristas!!!

        • dougkmt

          A desvalorização é um dos critérios que fica por último na minha avaliação de compra. O importante pra mim é gostar do carro e olhar todos os dias para a garagem, e abrir o sorriso. O mesmo eu penso para cor, do que adianta vc comprar um carro prata ou preto se vc não gostar, apenas com o intuito de "É mais fácil para vender". Se eu fosse comprar um Sedan Médio e estipulasse um valor máximo para comprá-lo com mais equipamentos e segurança possível, pode ter certeza que Corolla e Civic estariam por último da minha lista. Quem faz questão de pagar pelo famoso pós-venda, seja feliz. Eu sou feliz pagando menos na compra.

          Ah, tenho um francês-argentino.

          • renanzacarias

            Por isso que eu comento do ciclo vicioso que é o mercado automotivo. Geral clama por inovação, e quando aparecem produtos de melhor custo-benefício, geralmente fora das marcas tradicionais, usam a desculpa da desvalorização. Ou seja, compram carro para o mercado, e não pra uso próprio.

      • dudupruvinelli

        Com os mesmos pinoia nenhuma, com muito menos equipamentos.

        • adolfofrota

          Pelo q eu sei, o civic top e o corolla não têm 6 airbags.

          • Thiago

            acho que ele quis dizer justamente isso, corola e civic tem menos equipamentos…

    • marciors01

      No nordeste talvez, no restante do pais não, até porque está vendendo bem.

      • acorda

        É verdade. Aqui em Cwb é tranquilo para vender um Renault. Meu cunhado passou o renault dele para um camarada vender e em 3 dias o carro foi vendido (isso porque era um logan do antigo).

        Já fui nas lojas para avaliar uma possível troca e não tive nenhum problema na aceitação do meu carro (sandero).

    • gcarlos

      Depende muito da região, em capitais e grandes cidades é mais fácil vender por um preço melhor.

    • ocduarte

      Filipe, desvalorização é bobagem quando você analisa que o cara pagou R$ 58.000,00 num Fluence 0 km, que já vem de série com 6 airbags e um monte de equipamentos e mimos que Corolla e Civic trazem por R$ 20.000,00 a mais. Essa é a conta que se deve fazer. Quanto é, em reais, 20% de desvalorização (supondo que o Fluence desvalorize mais) sobre R$ 58 mil? São R$ 11.600,00. Quanto é, em reais, 17% (uma média, vá lá…) de desvalorização num Corolla ou Civic de cerca de R$ 80 mil? R$ 13.600,00. Então, além de gastar menos na aquisição, você perderá em reais menos do que perderia com um dos concorrentes, somando então, teoricamente, uns R$ 22 mil reais a favor da compra de um Fluence, Racionalmente falando. Quem tem mais grana prá queimar e faz questão de pagar mais caro, vai de boa. Mas dizer que é porque desvaloriza menos, aí não cola. Eu mesmo posso servir de exemplo, já que deixei de seguir a opinião de amigos e de vendedores de carros e, ao invés de pagar R$ 50 mil numa SpaceFox ou Palio Weekend, adquiri uma Grand Tour. Meu seguro é baixo, o carro é muito mais espaçoso, equipado, seguro e refinado, fora outras vantagens. E adivinha? Já me perguntaram se venderia. Um vendedor da Renault, quando levei para revisão de 20 mil km disse que era rápido e fácil arranjar comprador prá ela. Pão quente, como dizem no mercado. Lembre que alguns caíram matando em cima de você porque comprou um Golf? Você não deixou de comprar um carro de que gosta por causa da opinião alheia, você seguiu o que achava melhor prá você,.

      • Filipe César

        Concordo. E você fez uma ótima compra, esse Megane GT é um excelente carro, e lembro quando estava custando acho que R$49 mil 0km, lindo carro, show, pena que saiu de linha.

        • dougkmt

          Lembro que nos últimos meses era possível ver anúncios nos jornais por R$ 47.990. Excelente carro comparado a SpaceFox (eca) e Palio Weekend (eca²)!!

      • acorda

        Falou tudo.

  • Claudio

    Tenho pena de quem tem preconceito com os franceses…minha experiência com renault e peugeot é das melhores, pessoal e através de amigos…Claro que com os franceses vc tem de ter mais cuidado na hora da manutenção…deve tratá-lo com carinho…manutenção em dia, com itens de qualidade, e ele NUNCA o deixará na mão…agora, se você é daqueles que coloca oléo mineral a granel de R$6,00 no carro, compre um gol…

    Não tenho do que reclamar em relação à peugeot e à renault…muito pelo contrário…quem fala mal é porque nunca teve, seja por preconceito, seja por impossibilidade financeira…408 e Fluence são os melhores em CxB da categoria…

    Parabéns pelo carrão!

    • everton h. nogueira

      assino embaixo.

    • gcarlos

      o problema é do fabricante também, se eles não tem um política agressiva de vendas, pra que venda um pouco mais e deixar de ser um produto de nicho, não vai, né? O pessoal compra um carro mas se quiser sair das CSS, não acha peças no paralelo ou é muito de difícil de achar, ou não tem CSS próxima da cidade do comprador, dá pra desanimar.

    • eduprogramador

      Concordo, ja tive varios carros da Peugeot , Citroen e agora tenho um fluence privilege… nao tenho do que reclamar

    • PortoWF

      cara eu gosto da Renault, acho que são carros muito honestos, já a Peugeot, bem, deixa pra lá!

    • saosao

      "deve tratá-lo com carinho"… já se contradisse todo.

      Para mim o carro é quem tem que satisfazer o dono em todos os seus desejos, dentro do seu limite, e não o contrário.
      Se seu carrinho está com dor de cabeça e não quer trabalhar hoje, vc vai pegar táxi e ver se no dia seguinte ele se anima?

  • adolfofrota

    Parabéns pelo carro. Ele está na minha futura, bem futura lista de compra. Mas, tenho um receio: lendo sobre o carro na internet, uma reclamação se tornou bem recorrente: problema na solda ou ausência de solda na coluna do carro (não me recordo qual seja), o que faz com que o carro apresente um barulho irritante. Me parece q a renault tem consertado com aplique de rebites. Meu receio é que essa solução que parece ser improvisada prejudique a segurança do carro. Não sei se foi um lote que veio com isso ou é um problema crônico que foi (ou ainda não foi) arrumado.

    • DSCS

      Este problema já foi sanado, os mais novos já não saem com o problema

      • adolfofrota

        Bom saber disso. Vi gente com carro 2012 com esse problema.

        • DSCS

          Complementando, foi um lote que veio com defeito, mas as concessionárias foram bem orientadas pela fábrica para corrigir de forma correta, e os 2013 já não aprecentam mais, testei bem o meu em situações de torção de carroceria e não escutei barulho algum.

          O problema é mesmo na fixação da coluna, que faz torcer, é um "estralo" bem alto e facilmente identificável ao passar em terrreno ruim, segundo um amigo que trabalha numa concessionária Renault e teve um com esse problema, o mais novo dele, 2013, também não tem o defeito….

          • adolfofrota

            Tvz tenha sido um problema de lançamento, pois sempre vejo alguns defeitos de carros quando são recém-lançados. Obrigado pelas dicas.

    • vcseng

      Tenho um fluence privillege com todos os opcionais, comprei em 2012, veio com o problema no tanquinho, e n coluna da porta, o do tanquinho mandei desativar o sensor, e da porta foi arrumado com arrebites internos (solda não se faz, pois cria pontos de tensão e corrosão no futuro), no mais tudo arrumado conforme o combinado, sempre me atenderam bem
      só tem um detalhe, o que o dinamique tem de macio o privillege tem de duro.
      Esta com 33milkm, até agora só as revisões e mais nada, tenho um amigo com um igual ao meu, esta com 51milkm, e também não tem nada.
      Comprei o meu no CNPJ tem 13% de desconto no preço de tabela.

      • adolfofrota

        Esse problema do tanquinho também é clássico, pois há várias reclamações na internet. Acredito que o modelo 2013 não tenha esse problema. Vou continuar pesquisando, mas minha intenção é pegá-lo "seminovo", pois essa é a minha prática, já que não tenho grana para um zero km. Obrigado pelas informações.

      • Tejolo

        Eu tenho um Privilege, não testei o Dinamic pois fazia questão do ESP, mas não acho duro, pelo contrário, acho muito confortável…. comparando com meu Civic então, parece outra categoria. Agora, se o Dinamic for realmente mais confortável, deve ser comparável com sedans grandes em termos de conforto.

    • CharlesAle

      Economia,viram que exageraram e poem as CSS para consertar,e pode ter mais falhas….

    • Brunocarro1998

      Tem vídeos que me desanimaram um pouco em relação ao Fluence (problemas, subindo no guincho e esse que eu vou postar), principalmente porque já recomendei esse carro. Muita gente já desistiu por causa desse vídeo [youtube OkpXO4PBFyI http://www.youtube.com/watch?v=OkpXO4PBFyI youtube]

      • luis_ten

        Preocupante isso, mas o descaso das empresas envolvidas é impressionante.

      • Rafa_el

        Rapaz, é carroceria rebitada, roda saindo…

        Meu Deus!

  • julinho76

    Lindo carro e de acabamento exemplar. Da renault o Fluence foge a regra de carro de origem romena. Entrei em um na concessionária para ver a qualidade dos materiais e me surpreendi. Da renault esse seria um carro que eu compraria.

  • AmmmmmP

    Não gostei do aliamento dos pedais, mas gostei do pedal do freio ser bem maior, apoiando bem o pé na hora de frear.

  • renato

    Quando da reposição de peças ou na venda do carro (alta depreciação) é que nota-se pq vende-se tanto Gol !

  • Rafael

    Não consigo gostar da frente desse carro… porém a traseira acho bem acertada. No mais, saiu de uma carroça pra um carro !

  • EU, acho a frente dele horrível, parece um sapo,e achei o espaço e a posição de dirigir muito ruim. Agora, não precisa de muito pra ser melhor que um Gol pelado.

  • Corvo

    Concordo com a maioria do postado. Na minha família temos um, mas é o privilege cvt com teto e xenon. O carro anda muito bem, o cambio cvt é excelente, bebe pouco (nunca ultrapassa as 2 mil rpm), a estabilidade é excelente, assim como o conforto e insonorização. Só poderia criticar o acabamento (que deixa um pouco a desejar) e a posição de dirigir bem baixa, que eu particularmente não curto…não mais, pra mim é o melhor custo-benefício da categoria. O problema tal vez seja a desvalorização. Perdeu tanto valor desde que foi comprado (Outubro do ano passado) que estamos seriamente pensando em ficar com ele e vender meu carro

    • O_Corsario

      Os dois primeiros anos são muito ruins para revender, pois se a diferença for pequena acaba valendo mais a pena pegar o zero. Acho mais negócio ficar um bom tempo com o carro, especialmente se vc gosta dele.

      • schneider1979

        Exato… a maior desvalorização ocorre nos 2 primeiros anos; justamente quando muitos trocam!! não consigo entender. Concordo que é muito mais sensato permanecer com um carro por um tempo maior. Na minha concepção 5 anos se o carro não apresentar problemas.

        • O_Corsario

          Acho que um dos motivos é o medo da manutenção. O cara pensa assim "ah logo vou ter que trocar pneus, fluído do freio, bateria, velas, talvez até discos e pastilhas, fica muito caro, melhor trocar".

      • Corvo

        Então Corsario, estou pensando em vender meu Fox e ficar com esse Fluence de meu pai, e ficar com o Renault por muitos anos…não vale a pena vender o Fluence por um preço tão baixo sendo que é o top de linha ainda com todos os opcionais (só esse pack premium custa uma grana). Pra você ter uma noção, esse carro foi pago R$ 75 mil em Outubro..hoje não querem pagar nele (particulares inclusive) mais de R$ 54-55 mil no máximo (e de tabela custa R$ 65 mil). E ele está só com 20 mil km…A desvalorização é assustadora. E pior que é um grande carro, vai entender o mercado…

        • Tejolo

          Relaxa, quando fui trocar meu Civic, com 2 anos e tirado zero, sem detalhes em outro Civic, a css não quis pegar…. ou pegava por 38k na troca por outro em preço de tabela (se não me engano, faz um tempo e não fico guardando valores), apenas mais de 40% de desvalorização. Tentei na Toyota, mas também mandaram mais baixo ainda, e só pegariam pois o dono da css é meu amgo. Portanto, todo carro médio desvaloriza na prática muito mais do que aparece na FIPE, pois o giro não é alto pelo valor, e para a css é problema manter valor em estoque sem girar. O negócio é ficar 5 anos no mínimo, ou pelo menos uns 120.000km, deixando as manutenções mais relaxadas após os 80.000km para abaixar o custo.

          • Corvo

            Sim..isso é verdade. Mas por isso que estou pensando em vender meu Fox, dar esse dinheiro pra ele e financiar sem juros o restante e ficar com ele por uns 5 anos…

            • Edson Roberto

              Pois é… e ta vendo que essa desculpa de grande depreciação cai por terra quando vemos pessoas como o rapaz acima? Pois é…

              Agora, será que os Fluence Privilege são baratos assim porque estão bons mesmo? Eu tenho minhas duvidas…. agora… e´facil achar o Dynamique por R$52000 em otimo estado.

              • Corvo

                Edson, acontece que a diferença de preço entre o Dynamique e o Privilege é muito grande. Para quem não entende nada de carro só mudaram as rodas entre as 2 versões. Mas controle de estabilidade e tração, (xênon e em alguns casos teto solar), bancos em couro, retrovisor eletrocrômico, espelhos rebatíveis eletricamente, GPS e acabamento diferenciado fazem diferença. Só acho que essa diferença de R$ 10 mil quase poderia ser um pouco menor

        • O_Corsario

          Não tem escapatória, todo carro top de linha com todos os acessórios vai desvalorizar muito.
          Aliás, de forma geral, carro usado está valendo cada vez menos, então isso é normal, como o amigo acima relatou inclusive com um civic.

          • Corvo

            Sim, isso acontece. Mas é quase certeza que vou vender meu carro de 5500 km rodados (acredito que vai rápido, isso espero) e ficar com o Fluence. Compensa ficar um tempão com o Renault

    • Wow02

      Corvo, o fluence tem ajuste de altura do banco. Ele fica beemm alto se você quiser… da uma olhada… Digo isso pois minha mãe prefere assim também

      • Corvo

        Sim, claro que tem regulagem, mas eu tenho 1.90 m de altura e para que a cabeça não encoste no teto só com o banco rebaixado..

    • Luiz Antonio

      É isso aí. A desvalorização é muito grande. Se analisarmos bem, a Renault nunca quer pagar um pouco melhor pelo seu "usado" mesmo sendo da Renault.
      Luiz Antonio

  • paulistadalapa

    "e o melhor quando fui ver o preço estava bem barato pelo que o carro tem".
    Imagino que o Sr deva ter comprado por R$ 45 mil reais? Esse seria o "barato"

    Brasileiro não tem jeito mesmo.

    • Eduardo Aleixo

      kk realmente… nao é barato, consegui ele por 58k, só achei barato pelo q ele oferecia. realmente, nao é barato, mais por aqui é meio dificil conseguir o q ele oferecia por esse preço, ainda mais sendo 0 km. xD

      • adolfofrota

        Pelo contexto brasileiro que fica subentendido, achei correto ele falar "barato".

        • raulgodiano

          Ja falei aqui no NA varias vezes meu cunhado pagou 55 mil em um Voyage "completo " e " automatico" , voce acha que pagar 58 no Fluence é caro?

          • paulistadalapa

            Os dois são caros… brasileiro viciou as montadoras. Se colocar um chevette caindo as portas por 50 mil e uma Tracker recém lançada por 80, vão dizer que a Tracker é barata, quando na verdade é o chevete que está caro. Inversão de valores altamente explorada pelo marketing.

      • DSCS

        O Corolla mais barato começa nos 70k e não tem CVT, então o custo-benefício é excelente, e se desvaloriza um pouco mais que o Corolla em alguns mercados, compensa porque vc comprou um produto tão bom e bem mais barato que o Toyota…

    • Ubaldir

      Poxa, meu amigo, mas vamos comprar carro onde, na China? O padrão de comparação tem que ser com o preço de carros praticado no Brasil. Não adianta ficar batendo nessa tecla de que "o preço no mercado americano é tanto, então está caro." Em relação ao que se pratica no mercado brasileiro, o Fluence é sim muito barato frente a seus pares de mercado. Não há outro tipo de comparação a fazer.

  • Arthiola

    O carro é bom, e pelo visto você está bem satisfeito. Acho que, na categoria dele, ficaria entre ele e o Cruze LT (os únicos que tem ESP desde a versão básica…), e, dependendo de como vai vir, o Sentra.

    • schneider1979

      O fluence não tem ESP na versão de entrada; só na privilege.

  • O_Corsario

    Por favor, façam revisão, o usuário não tem obrigação de ser redator mas o site poderia revisar o texto, pois ter que ler "mais" ao invés de "mas" num texto publicado é fogo.
    ENfim, bom relato, o grande problema é o salto de categoria, que deixa a gente maravilhado.
    Ah sim, acho que não sentiu o motor tão empolgante pois o gol peladão com motor 1,6 deve ser bem bom de guiar.
    Outra coisa, vc se incomoda com os instrumentos "deitados" no painel? Nunca entendi pq eles ficam quase a 45 graus….
    Ah se a Renault lançasse um Fluence Hatch…

    • Eduardo Aleixo

      Não xD… é tranquilo, não preciso ficar tirando as costas do banco pra mexer em ar, som…

      • O_Corsario

        Não, estou me referindo ao velocímetro e conta-giros, eles ficam num ângulo inclinado, é bem curioso.

        • Eduardo Aleixo

          ataa… nao tenho muito problema com isso, tenho 1 metro e 90, fica tranquilo para ver xD

    • TacodeSinuca

      Ele seria um Megane? xD

      • O_Corsario

        Hehehe pois é, existem rumores de um "Fluence hatch" que em teoria seria o mégane mas no caso tupiniquim seguiria versões, motorização e acabamento do fluence, o que, imagino, deve ser diferente do do mégane. MAs enfim, é só especulação, embora eu ache que a Renault conseguiria boas vendas com um destes com o mesmo apelo do fluence.

        • Brunocarro1998

          Esse projeto foi abortado. A Renault justificou que um novo Fluence já está sendo desenvolvido e o risco de hach não dar o retorno do investimento é grande.

          • Racer2001

            Onde você leu que o projeto do hatch foi abortado?

        • PortoWF

          Vc não perguntou pra mim mas como eu dirigi um Fluence por pelo menos 1 ano e meio posso dizer q a inclinação dos instrumentos do painel é algo que vc deixa de perceber com 2 horas de uso do carro.

          • Edson Roberto

            O que mais me chateou nessa posição é que ao bater sol vc passa a não enxergar nada, principalmente naquele cluster digital a direita.

            • PortoWF

              Estranho, no carro do Velho nunca percebi isso, e olha que Curitiba tb é conhecida por ter um maldito Sol de inverno que fica baixo a maior parte do dia.
              Pode ser pq o carro tinha Película.

            • Alexandre

              Eu sempre ando com a lanterna acesa para sanar esse problema

          • O_Corsario

            Obrigado pela resposta! Sempre vi por fotos e mesmo numa rápida visita numa concessionária, sempre achei estranho, mas deve ser questão de costume mesmo.

    • aleneo2

      Concordo com a parte de revisão do texto, em todas as avaliações encontro várias palavras incorretas mas não fico falando para nao acharem que to implicando, não é obrigação de quem enviou a avaliação mandar um texto perfeito, mas é obrigação sim do site revisar todo o conteúdo identificando palavras incorretas e frases que podem ser mal interpretadas.

      • Edson Roberto

        O problema é que alguns vem dando uma de doutor Pasquale nos comentários. Acho totalmente plausivel criticar o portugues da matéria. Nesse caso como moderador, o máximo que posso dizer é… depende do Eber para isso…rs

        • O_Corsario

          POis é, por um lado criticar erros é positivo, como "ágil" ao invés de "ágio", pois ensinar o outro não é nenhuma ofensa, lógico que quando isso é feito com intuito de desqualificar a pessoa é desagradável.
          Mas nos textos, valeria a pena rever com mais cuidado, só para escapar de erros tão comuns e chatos de ler.

  • DSCS

    Comprei um CVT 2013 para minha esposa, o câmbio é sensacional, está sempre na marcha certa, em regime de torque máximo, então a sensação é de estar num carro de motor bem maior, tão boa é a resposta nas retomadas….

    Antes de comprar fizemos test-drive em Corolla, Civic, Focus, dentre outros, e optamos pelo Fluence por causa do custo-benefício imbatível.

    É confortável, elegante, espaçoso, anda muito bem na cidade e estrada e o consumo é bom na cidade, não fazendo menos que 8 por litro em trânsito médio…

    Recomendo a quem pensar em comprar um sedan médio, antes de se decidir pelas outras marcas, a andar antes num Fluence, pois com certeza vai se surpreender…

    • PortoWF

      a galera aqui ja sabe minha opinião mas não canso de repetir, pra mim o CVT é o The Ultra Mega Blaster Mega Pika melhor cambio para 80% das situações de uso de um carro.

  • Duke

    Assim que chegar a 3 mil km rodados no meu J5 2013/2014 gostaria de expor minha opinião no blog.

    • gcarlos

      Com certeza, é muito válido, mais pelas primeiras impressões, por q 3k ainda é muito pouco uso.

      • Duke

        Concordo.
        Posterior a primeira revisão que é a de 3k.

        • PortoWF

          ué, e pq não fazer uma antes e outra depois?

  • Louis

    O carro deve ser bom. Mas as opiniões que eu mais gosto de ler são de carros bastante rodados, onde o dono conhece cada detalhe do carro.
    Carro rodado 10, 20 mil km, a tendência é lua-de-mel mesmo.

    • Tejolo

      O meu primeiro passou dos 120.000km, e o atual está na metade disso….eu não mudaria muito os elogios do texto publicado, o carro realmente é excelente, a diferença é que ambos eram automáticos e na versão Privilége. Ótimo carro, recomendo, mas se fosse comprar carro desta categoria hoje, aguardaria mais um ou dois anos para ver os lançamentos próximos e futuros antes de decidir, pois o fluence está em meia vida, deve receber um facelift em breve e certamente uma nova versão no máximo em 2015.

  • MarceloAmorim

    Serio candidato a ocupar minha garagem ano que vem,tenho visto 2012 MT por cerca de 42 mil reais.

  • Carlsson

    OK, mas vamos falar em valores?
    Quanto pagou, caro colega?
    Qual a quilometragem do carro hj?

    • Eduardo Aleixo

      Ja esta com 7 mil Km rodados. Custou 59 mil! xD

      • Carlsson

        Agradeço! Parabéns pelo carro

    • Eduardo Aleixo

      58 mil reais! xD

  • ac_martins

    Pensei até que era meu carro, sem sacos de lixo nos vidros, coisa rara.

  • carlos

    Prezados amigos, tenho um 2012/13 top com xenon e teto solar. O carro está com 34 mil Km e nada de dor de cabeça até agora. Anda bem, é silencioso, confortável, dá segurança nas ultrapassagens e é bonito/elegante ao meu ver. Apenas fiz as revisões e mais nada. Acho que mais uns 10 mil precisarei trocar os pneus, porém as pastilhas estão em meia vida segundo o técnico da css, bom para um carro com esse peso, cambio automático (CVT) e com a quilometragem citada. Confesso que me interessei por um fusion novo e na ford me ofereceram 58 mil pelo carro contra 101 pelo titanium FWD, e não achei a valorização desproporcional, sendo um carro francês. Não tenho problemas em indicar ser uma ótima opção de compra.

  • luk4z_sl

    Rapaz, sair de um Gol e ir para um Fluence é como ir da água para o vinho. Parabéns pela evolução e pelo carro :D

  • Antonio De Julio

    Faltou a pontuação das notas, rs rs

    No mais, belo relato.

  • gabriel8520

    So tem ponto positivo isso que desamina ler as avaliações feitas por leitores só existe pontos positivos, vc poderia informar pelo o menos quantos km andou com ele

  • Lanpenn

    Seu carro é bem econômico hein! Porque com a mijolina, águanol mais flex os carros daqui têm que fazer milagres…

  • eduprogramador

    Tenho um Fluence Privilege +teto e Xenon, É o melhor carro que ja tive , vim e um NEW CIVIC EXS 2010. O Desempenho é otimo assim como o conforto, o sistema de chaves é uma maravilha. Só consigo pensar em trocar hoje por outro Fluence ( talvez o novos focus Sedan, promete), pois o meu é preto e queria um Branco.
    O atendimento é otimo deu um problema de barulho no airbag de cortina e a Renault me deixou com uma Duster alugado durante o tempo de reparo. Atendimento pra mim no mesmo nivel ou melhor que o da Honda.

  • ederson hahn

    tenho 30 anos e fiz exatamente igual ele, tudo que ele falou eu assino em baixo, o meu é 12/13 e custou 58990,00 com couro, o carro é fascinante, o meu já esta com 20000 km, sem defeitos, impecavel, renault show

  • fpfor

    Belíssimo carro. Tive a oportunidade de alugar um quando passei 11 dias em São Luis… O carro é sensacional, melhor custo benefício disparado e ainda, nesses 11 dias, não senti saudade NENHUMA do meu carro…

  • Luciano

    O Fluence é, sem dúvida, a melhor opção em seu segmento, uma excelente compra, sob qualquer ponto de vista. Só não entendo porque a Renault não "aproveita" melhor o Fluence. Pouco marketing e um erro infantil: ainda não fez por aqui o facelift que já fez no exterior. A frente do Fluence vendido no exterior ficou linda e rejuvenesceu o carro. Aqui, nem sinal de anúncio de mudança. O Fluence só não vende mais porque a Renault não quer.

  • PortoWF

    Eu não sou Sherlock Holmes, mas fico intrigado com algumas coisas que tenho lido e visto aqui no N.A, principalmente na sessão "opinião do dono". No entanto como não posso afirmar nada, sairia por preconceituoso, visto isso, ficarei bem quieto na minha e acompanhado possíveis mancadas que um dia, alguém vai deixar escorregar.

    • dougkmt

      Algum exemplo seria…?

  • Edson Roberto

    E eu estou dizendo que os 2012/2013 foram resolvido esse problema da coluna……

    Além disso, para os que dizem que todo mundo comenta que quer e não compra… está ai muitos compradores felizes e sem problemas. Pois é né… mas a fama continua….

  • Nei

    Eu já estava escrevendo meu relato carro da semana com fluence tb 2012/2013 dinamique, cvt, que completou 1 ano e 16 mil km rodados neste mes. Mas creio q não faz sentido dois relatos do mesmo carro.

    Minha conclusão é que um carro bastante confortável, se não empolga para alguns, no meu ver não decepciona. É cheio de mimos. Hoje será muito dificil trocar de carro por um que não tenha chave cartão free hand e sensor crepuscular, não que seja o mais importante mas é aquela função que se usa todos os dias.

    Enfim, melhor custo-beneficio. Em um ano não tiver problemas. Fiz a revisão de 10.000km, e paguei os 208 reais de tabela no mes de março. Defeito particular não teve nenhum, mas no meu o tanque de partida a frio esvazia muito rapido, em torno de 2 tanques já acende a luz, "defeito" / caracteristica que aparece na maioria dos fluences. Ao menos não teria problema de gasolina envelhecer como aconteceu no meu antigo corsa. Tb apareceu barulho no vidro dianteiro. Tb comum nos fluences, especialmente em dias mais quentes. Todavia, era intermitente e quando fiz a primeira revisão já não fazia mais barulho e assim tá até hoje. talvez tenha se ajustado.

    Piloto automatico, Limitador de velocidade (alguns criticam a posição do botão de ativação no console, não vejo problema por não ser ao que se use com muita frequencia. Vidro-eletrico nas quatro portas com função one toutch em todas. subida dos vidros automatica usando botão na chave cartão (só o afastamento só trava as portas) ou apertando duas vezes o botão da maçaneta. farol de milha, ar digital dual zone, luzes e espelho no quebra sol, luzes no vão da porta. som com bluethoth para ligar o celular.

    Não sei porque no inicio meu S3 não funcionava no fluence (vi relatos iguais). ele fazia a conexão, depois fazia um barulho de estouro o radio inicializava e ficava assim. do nada passou a funcionar (o celular antigo nunca teve problema)

    Alguns questionam o tamanho dos botões do radio por ser pequeno, o que no meu caso não é problema alguma, e a posição dos controles do radio atras do volante. que tem que se acostumar, mas depois acho até melhor q no proprio volante.

  • Topboy

    Acabei de voltar da concessionária Renault e fiz o teste drive do Duster e do Fluence. Sem comparação. O Duster é um Sandero melhorado. Falo isso pq meu carro atual é um Sandero automatico sem AB2/ABS(motivo da troca prematura com apenas dois anos de uso). Tenho total conhecimento de causa. Já o Fluence parece ser de algum outro planeta para mim(imagine esses carros de luxo). Mesmo no curto trajeto, dei aquela socadinha no acelerador com a Duster. E aquela demoradinha na resposta do cambio automatico aconteceu. Ja com o Fluence o bagulho é doido, respondeu na hora. Esse cambio CVT é doido. Os dois carros pelo mesmo preço. Seguro parecido. Acho que tem coisas melhores no mercado, mas quero trocar logo de carro, meu Sandero vai pagar parte da entrada e vou ficar com um troco(faz sentido pra mim, ok, teria q explicar toda a situação economica pra vcs entenderem) e vou financiar o resto. Pelo que vejo, as condições de financiamento da Renault são imbatíveis. Se me lembro, para 40% entrada, taxa de 0,51 am em 36x. Do Duster é pior, aumenta 200 reais a parcela com a mesma entrada. O problema é que a Duster ja é modelo 2014 e o Fluence é o modelo 2013. Vai que muda alguma coisa séria. A concessionaria não me deu descontos interessantes(65900 é preço de tabela neh) e nao avaliou o meu carro de um jeito interessante. Se pagar mais milzinho no meu Sandero e incluir pintura metalica, couro e sensor de estacionamento no Fluence acho que fecho. Ou mesmo com esses itens da pra sair mais barato? Se alguém puder ajudar, agradeço. E repito, olhei outras taxas de financiamento por aí e todas foram piores. Acho que financiamento e vendas diretas seguram a Renault nesse quinto lugar, caso contrário já ficaria bem para trás da Hyundai(68% dos Sanderos vendidos são financiados, 48% HB20s). Outra coisa, no Folder do Fluence falam em pneus 205/55 ou 205/60 na versão Dynamique. Como assim "ou"? Li que os pneus 205/60 eram mais raros no mercado, motivos da sua substituição… Uma coisa q tb me incomodou no Fluence é que ele parece meio trambolhão, parece que tem excesso de carroceria(deu pra entender?), mesmo mal da Duster…

    • Nei

      não tive essa impressão de trambolhão não. a direção eletrica assistida facilita muito a manobra. mas se vc comprar o fluence coloque sensor de estacionamento de 8 pontos (frente e tras). foi a melhor coisa que fiz no meu. comprei no mercado livre mesmo por 130 reais e paguei 80 para instalar. Só não foi melhor pq não peguei o modelo de sensor que tem botão de mute para desligar o alerta de som. Tem hora que estaciono ou manobro o carro em alguns lugares que nem eu acredito,

    • Ubaldir

      Condições de financiamento melhores que as da Renault só mesmo na Peugeot. 408 eles fazem 30% de entrada com o restante em 24x com taxa zero. Tudo bem que isso é por força de mercado, já que o 408 não vende em terras tupiniquins. Mas pro bolso faz uma boa diferença. A tempo, o 408 também é um excelente carro, contanto que você não o queira automático. Automático só mesmo a versão Griffe THP com câmbio de 6 marchas. O de 4 marchas simplesmente mata todo o brilho do que o carro oferece. Aí é melhor ir de manual mesmo.

    • Felipe

      Estranho, estou com o meu a 2 meses e meio e é 13/14. Tabela era 60990, ja mudou?

      • Topboy

        Eu to de olho no automatico… Estranho q o vendedor falou q nao tinha disponivel 13/14, teria q considerar bem isso… O CVT ja esta pra la de 67000 pelo que vi… :(

    • Topboy

      Obrigado pelas respostas… To pensando ainda no Fluence, mas minha mulher considera mais a Duster, mas não ta muito convencida… As sugestões dela foram Palio Adventure, Honda City… Ai complica… Eu tava querendo um New Fiesta Sedan, mas o habitáculo é pequeno mesmo, nesse quesito seria um downgrade do Sandero. Sempre fui Xonado no Fluence. Se existe medo de desvalorizaçao do Fluence, imagine do 408, mas poderia considerar tambem… Pena q o 408 de entrada so tem dois airbags. Na linha 2014 parece q ja vai vir com cambo AT de 6 marchas para o 2.0. Mas se a peugeot oferece boas condiçoes,,vou pesquisar melhor, inclusive da Citroen, mesmo grupo. []s

  • JCS_2000

    Muito boa a avaliação. O carro é bom, mas precisamos ficar atentos para alguns defeitos. Veja o problema de quebra desta roda de liga. Veja link no youtube: http://www.youtube.com/watch?v=OkpXO4PBFyI

  • J.h

    Fluence uma alegria quando compra ,mais a alegria é maior ainda quando vende, e se quebrar ñ é so o carro
    Que quebra o dono tambem,kkkk, se ñ sair de linha talvez possa segurar um pouco preço,pq geralmente despenca na hora da revenda,mais no geral é um bom carro,,!!!!a melhor marca q existe na realidade é o "0 km"quero ver com 5 anos de uso p ver se presta de verdade!,,,

    • renanzacarias

      Pelo seu pensamento ele estaria mais feliz com o gol pelado. Nada pra quebrar, se quebrar é baratinho e vende super fácil.

  • Dcyno

    Tenho um Dynamique CVT 2012/13, fiz a revisão dos 10.000 km e fui bem atendido, no mesmo nível das outras marcas , aliás carro nota 10 não tenho reclamação até aqui.

  • tjbuenf_

    Senti um pouco de agonia na segundo foto vendo o carro parado em um plano inclinado de piso com pouco atrito…. enfim….

    Se eu fosse consumidor de sedan, certamente o carro estaria no topo da minha lista de opções, que seria bem curta, por sinal.

    Ao dono, que não se deixe levar por opiniões pouco construtivas. Quando fui comprar uma moto, muita gente veio falar para comprar Honda por mil motivos, mas estou muito feliz com minha Yamaha. Na hora de comprar o carro, era o mesmo papo para não comprar Ford e tudo mais, o que nem dei atenção. Devemos ter aquilo que gostamos e nos faz bem, apenas isso.

  • kikofar

    Legal o fato de ter comprado de forma racional. O Fluence é um bom carro. Eu particularmente acho o desenho externo controverso, mas no geral, o carro me agrada.

    Em relação ao relato, é claro que o salto de um carro de entrada para um sedã médio deixa a relação mais 'amorosa', uma verdadeira lua de mel. Pra evitar isso, o ideal é que o dono mandasse um relato após um período maior com o Fluence, para evitar os deslumbramentos iniciais, o que é extremamente natural.

  • Ubaldir

    O Fluence é ótima opção no mercado de sedãs médios. Muito racionalmente, sem pesar preferências de design, talvez só perca para o Peugeot 408 no custo x benefício. O coirmão franco-argentino além de ser vendido a preços mais módicos e a condições de parcelamento matadoras (até porque tem dificuldade nas vendas), ainda conta com o melhor acabamento interno disparado da categoria. Os painéis de porta do 408 dão um show em qualquer concorrente disponível no mercado.
    Voltando ao Fluence, só não me inclinei a adquiri-lo porque realmente o visual externo não faz o meu gosto um mínimo possível, e isso conta muito. Não dá pra chegar na garagem todo dia e "torcer o nariz" pro seu próprio carro. Mas é bem questão de gosto pessoal. Como automóvel, ótima opção, em especial na opção câmbio manual escolhida. Pra mim que já não gosta de câmbio automático, o CVT dá verdadeira ojeriza. A emoção de se guiar um carro com CVT é a mesma de se pilotar um carrinho de golfe, em minha opinião.
    Quem sabe numa compra futura eu olhe com mais carinho para um Fluence GT. Já andei sondando um numa concessionária. Se a Renault der um "tapa" na dianteira dele adotando a frente com a nova identidade da marca, acho que já passa a se encaixar mais com meu gosto pessoal. E aquelas "almofadas externas" na parte inferior lateral da carroceria no GT são muito melhores visualmente que na versão "civil". Se tem uma coisa que não entendo na Renault quanto ao Fluence "normal" são aqueles adereços laterais saltados da carroceria. Tem coisa muito menos controversa para colocar ali naquele lugar.

    • eduprogramador

      o Fluence CVT permite trocas sequencias emulando 6 marchas. Mais eu particularmente prefiro deixar no automatico , inclusive ele gerencia melhor do que eu consigo fazer no manual, as arrancadas no modo automatico sao mais rapidas

      • Ubaldir

        Ah, sim. Isso é questão de gosto meu mesmo, amigo. É coisa bem pessoal. Tem muito amigo meu que me acha "doido" de não querer câmbio automático nem de graça… rs. Mas acho que é meio "história de vida" mesmo. Anos demais acostumado com câmbio manual, entrar em curva bem engrenado e tracionado, andar com rotações muito baixas quando se quer, ter um controle mais efetivo de que marcha se está usando no carro e estranhar muito o uuuuuuuu dos carros automáticos nas arrancadas (maldito conversor de torque… rs). Em resumo, nada contra quem prefere o conforto dos automáticos em detrimento da "pegada" dos manuais.
        Quanto ao CVT com simulação de marchas, aí eu já concordo bem contigo. Pra que CVT se vai ficar tentando imitar um automático comum?
        Grande abraço.

  • saosao

    Pô, convenhamos, toda avaliação de carro com até 2 anos de uso (desde 0km) vai ter bem mais elogios!

    Quero ver depois de 4 anos como o dono se sente!

    • Forlan.

      Mui bien, acá em Argentina es mui bueno más de 4 años.

  • Marcelo

    Convenhamos que o consumo seja moderado, haja vista ser um veículo com câmbio mecâ

  • FernandoVW

    Legal Eduardo. Gosto muito do carro também. Só acho que ficou faltando alguns dados que ajudariam para diferenciar um "impressões" de uma avaliação de proprietário, como kilometragem percorrida, as revisões que foram feitas, preços etc. (além das correções citadas pelo Corsário)

  • dumaluf

    Me parece ser um bom carro, mas não gosto do estilo e ainda não compraria um frances, nao desse porte.

  • Juarez

    Tenho um Fluence Previlege desde abril/2011, está com 80 mil Km. O carro é excelente! Confortável, espaçoso, cheio de mimos. Não vivo mais sem o CVT, transmissão espetacular, sem o cartão que só precisa estar no bolso para o carro destrancar e trancar quando se aproxima ou se afasta, sensor de chuva, sensor crepuscular, retrovisor eletrocrômico, etc, etc. Nada a reclamar do carro. Meu próximo carro será outro Fluence, com certeza!

  • Joca Gotardo

    Excelente carro!
    Tenho um e compraria outro!

  • Medeiros

    Olá! Em termos de xP com veículos, trabalhei muito tempo na área de manutenção de veículos, tenho 52 anos, dirijo desde os 16, possuo veículos próprios desde os 18 e, desde então, troco-os com, em média, 02 anos em minha propriedade, o que normalmente corresponde a +/- 50.000Km por carro, mas alguns já cheguei a trocar com menos de 01 ano; nesses casos por questões de Segurança e/ou Conforto, pois viajamos muito. Aliás, por esse motivo, nossa predileção por carros faz-se pautada em 03 quesitos básicos: SEGURANÇA, CONFORTO e Robustez. Tivemos uma vasta gama de nacionais e importados, Sedans, SWs, Pick-Ups, SUVs, sempre médios e grandes, de montadoras como VW, GM, Ford, FIAT, Honda, Toyota, KIA etc. Como para nós o conforto e a SEGURANÇA, em particular, não têm preço, chegamos a vender, na década de 90, um importado nosso, 02 anos depois, com cerca de 50.000Km, por menos de 1/3 do valor que pagamos nele 0Km. Sem dor ou arrependimento nenhum, pois enquanto os nacionais engatinhavam nesses quesitos, para nós mais que importantes, o importado oferecera a nossa tranquilidade e o nosso bem estar em cada Km rodado. Em contraposição, aqueles que não nos atenderam nos mesmos quesitos, foram quase imediatamente trocados, na maioria das vezes com ínfima desvalorização, mas nosso total descontentamento. A questão é: O QUE VOCÊ VALORIZA PARA SI E/OU SUA FAMÍLIA? Respondida essa, escolha o seu modelo de Veículo, dentro das melhores opções disponíveis a atender-lhe(s). Obs.: Sendo curto e grosso, quem vier me falar do TEST-DRIVE como fator de conhecimento para julgarem-se a SEGURANÇA e CONFORTO de um veículo, desconhece do que está falando.
    Voltando…tínhamos, até 10 meses atrás, depois de um Civic e uma SW4 3.0 TD, 02 KIA: uma Sorento 3,5 V6 AWD e um Cerato E.222 EX3, ambos 2012; o sedan era para pauleira diária e eventuais viagens, em complemento à alguma necessidade de disponibilidade/calendário familiar. Mas depois de um grave acidente a 70Km/h, sem envolvimento de terceiros e com perda total do sedan, permanecemos com a Sorento, com seus multiplos itens de Segurança (ativos e passivos) e decidimos por adquirir outro Sedan, com aquelass mesmas assitências e SEGURANÇA. Sendo que, dentro do contexto "CxB" atual, acabamos por adquirir um FLUENCE Privilège com o Pack, que nada mas é que um projeto Coreano (SAMSUNG), de uma montadora Francesa (RENAULT) e, pior, fabricado na Argentina…rs…
    Pois bem, com 10 meses e 12.000Km rodados, os gastos resumiram-se aos de combustível e da Revisão de 10.000Km (R$ 222,00). E, Graças, como desejávamos, os fatores SEGURANÇA e CONFORTO do veículo, atenderam às nossas expectativas.
    Espero que nossa opinião possa ajudar a decisão de muitos, assim, e até por isso, irei prender-me nos pontos negativos do veículo. Na verdade, pelo que nos oferece X preço que pagamos, R$74,5K, foi uma EXCELENTE AQUISIÇÃO; mas em termos de consumo, comparativamente à Sorento, que é 3,5 V6 AWD e faz quase 9,5 Km/l na estrada, o FLUENCE é gastão, pois faz, quando muito, 10,8Km/l na mesma situação e é mais leve e 4×2; além disso: o GPS é "neandertal", não é Touch-Screen e tem os mapas BR mais que defasados, não possuindo vias (Ruas e Estradas), inauguradas há + de 10 anos(do interior de SP, por exemplo); outro é a ausência de molas pantográficas na articulação da tampa do porta-malas, ponto bastante negativo, pois os braços em forma de pescoço de cisne, restringem em muito a disposição das bagagens e o espaço aproveitável do volume; por fim, este negativo que vejo, mesmo considerando-o firula, pois em pouco compromete o conjunto: quem está habituado à hergonomia e design dos novos painéis, também com sua curvatura integrando-se às portas dianteiras, sentir-se-á desconfortável e, talvez, decepcionado com esse aspecto no Fluence. É isso!!.. Espero ter colaborado e desejo a todos felicidades em suas escolhas.

    • Luiz Antonio

      Não tenho dúvidas sobre o carro. Caí na tentação de sentar em um Fluence, e para quê! Só me entusiasmar.
      Tenho um Megâne ano/modelo 2011 – Dynamic com 30.000 km, sempre com revisões na Renault, e na tentativa de trocar, advinha: SÓ QUISERAM DAR POR ELE NA TROCA, R$29.000,00. UM ABSURDO, POIS PAGUEI ELE ZERO R$56.000,00.
      Luiz Antonio

      • Edson

        Vende logo. Também tinha um Megane 2010 e vendi por R$ 28.500,00 e na época paguei R$ 57.000,00. Comprei um Fluence CVT e gostei muito do carro. Nada a reclamar. A criançada adora o espaço no banco traseiro e o conforto. Colquei dois encostos de cabeça com DVD e jogos e a galerinha faz a festa nas viagens. O carro é excelente. Edson.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Send this to a friend