Top 10: Sedãs médios mais potentes do Brasil (2022)

vw jetta gli 2023 novo

Os sedãs são ótimos para quem precisa de espaço para levar a família ou simplesmente gosta desse tipo de carroceria. Mas quais são os sedãs médios mais potentes do Brasil em 2022?


Mesmo com a saída de alguns modelos, como Nissan Sentra, VW Jetta 1.4 TSI e a geração anterior do Honda Civic, ainda temos muitas opções dentro desse grupo. E elas vão desde os mais vendidos até modelos premium, luxuosos e bem caros.

Para elaborar essa lista, olhamos para todos aqueles que poderiam ser encarados como um sedã médio. Normalmente, esse grupo conta com um entre-eixos próximo de 2,70 m, medida vista no Toyota Corolla, por exemplo.

Mesmo que alguns modelos abaixo sejam menores ou maiores, decidimos incluí-los por também serem uma boa opção para quem procura um carro desse tipo com números interessantes de desempenho.

Além de informar a potência máxima, também vamos citar o torque, aceleração, velocidade máxima, preço e principais equipamentos. Tudo isso pode ajudá-lo a ver qual a melhor opção para colocar em sua garagem.

Veja também: Sedãs compactos mais potentes do Brasil

Veja também: SUVs médios mais potentes do Brasil

Confira!

Confira as mais de 150 listas Top 10 que temos no nosso site!

10) Chevrolet Cruze 1.4 Turbo – 153 cv

chevrolet cruze midnight avaliacao 1

Nossa lista começa com um remanescente do grupo de sedãs médios mais vendidos por aqui, o Chevrolet Cruze. Ele ainda resiste junto com o Corolla, depois de ver a saída de concorrentes como Jetta 1.4 TSI, Honda Civic, Nissan Sentra e outros.

Um dos motivos para isso é exatamente seu conjunto mecânico, composto pelo elogiado motor 1.4 turbo de 150/153 cv e 24/24,5 kgfm de torque. Ele ainda conta com uma transmissão automática de seis marchas.

Com isso, o sedã médio da Chevrolet consegue acelerar de 0 a 100 km/h em 9 segundos, um tempo bem interessante para o segmento, além de alcançar uma velocidade máxima de 214 km/h.

Ele é vendido nas versões LT, Midnight, LTZ e Premier, com preços entre R$ 134.590 e R$ 161.430, vindo de série com seis airbags, sensor de estacionamento, rodas aro 17, controle de tração e estabilidade, MyLink de 7 polegadas, entre outros.

Confira também: O Cruze Midnight 2022 é a melhor versão do sedã?

9) Kia Cerato 2.0 – 167 cv

Kia Cerato 2022 1

O Kia Cerato continua sendo uma opção entre os sedãs médios, mas ele anda meio esquecido por aqui e emplaca pouco mais de 40 unidades por mês. Mesmo assim, sua potência máxima é superior ao Cruze.

Seu motor 2.0 16V entrega 157/167 cv e 19,2/20,6 kgfm, com câmbio automático de seis marchas. Sem turbo, ele tem desempenho inferior ao rival acima, levando 10,5 segundos para atingir 100 km/h e com máxima de 195 km/h.

Vem de série com A/C com saída traseira, volante multifuncional, rodas de 16 polegadas, seis airbags e multimídia de 8 polegadas, numa linha com duas versões e preços entre R$ 130.490 e R$ 146.190.

8) Toyota Corolla 2.0 – 177 cv

Toyota Corolla XEi 2020 2

Modelo mais vendido do segmento, o Corolla ficou ainda mais tranquilo com a saída da geração atual de seu rival Civic. Com isso, o sedã da Toyota já emplacou 12.835 unidades até abril de 2022.

Além disso, ele continua oferecendo uma linha interessante, que inclui as versões convencionais com motor 2.0 flex de 169/177 cv e 21,4 kgfm, aliado ao câmbio CVT de 10 marchas. A gama também tem as opções híbridas, menos potentes para focar no consumo.

Quando equipado com seu conjunto mais forte, o Corolla consegue acelerar até os 100 km/h em 9,2 segundos, com máxima de 205 km/h. Ou seja, um desempenho próximo ao Cruze com motor turbo.

Desde sua versão de entrada, ele vem com assistente pré-colisão, alerta de mudança de faixa, piloto automático adaptativo, farol alto automático, sete airbags e multimídia de 8 polegadas. Os preços variam entre R$ 146.390 e R$ 176.590.

7) JAC E-J7 – 193 cv

jac e j7 impressoes 24

Talvez você não esperasse ver esse modelo por aqui, mas o JAC E-J7 é um sedã elétrico que impressiona em diversos aspectos. O ponto negativo é que, como todo elétrico, ele custa caro: R$ 259.900.

Seu conjunto entrega 193 cv de potência e 34,7 kgfm de torque, levando apenas 5,9 segundos para atingir 100 km/h. Além disso, ele tem uma autonomia de 402 km, mas consegue atingir apenas 150 km/h de máxima.

Além da economia por km rodado, o JAC E-J7 vem com teto panorâmico, ar digital automático, multimídia de 13 polegadas, banco do motorista com aquecimento, seis airbags, piloto automático, entre outros.

6) Audi A4 2.0 TFSI e Audi A3 Sedan 2.0 TFSI – 204 cv

audi a4 2021 1

A primeira metade de nossa lista termina com uma dupla de origem alemã, que também dominam o topo desse ranking. Estamos falando do Audi A4 e do Audi A3 Sedan, que usam o mesmo conjunto mecânico.

Ele é composto pelo motor 2.0 TFSI de 204 cv e 32,6 kgfm de torque, aliado ao câmbio S-Tronic de sete velocidades e com sistema híbrido-leve de 12V (no A4). Esse propulsor foi recalibrado recentemente, ganhando 14 cv.

O Audi A4 chega aos 100 km/h em 7,3 segundos, enquanto o A3 Sedan faz o mesmo em 7,4 segundos, mas ambos tem máxima de 210 km/h. O irmão maior custa R$ 294.990, enquanto o menor sai por R$ 274.990.

Vale citar que a lógica seria colocar o A3 Sedan num segmento abaixo do A4, já que ele tem entre-eixos menor. Mas, como citamos no início da matéria, ele é uma boa opção para quem procura um sedã médio, então decidimos inclui-lo.

5) Volkswagen Jetta GLI – 230 cv

jetta gli 2023 2

Com a saída de quase todas as suas versões, o Volkswagen Jetta GLI foi o único que restou na gama. E isso é uma boa notícia para quem quer colocar o sedã na garagem, se você estiver disposto a pagar R$ 216.990.

Mesmo sendo tão caro, o esportivo sempre foi sinônimo de diversão entre os sedãs médios, pois vem com motor 2.0 TSI de 231 cv e 35,7 kgfm. Com câmbio de 7 velocidades, ele chega aos 100 km/h em 6,7 segundos e tem máxima de 249 km/h.

Sua lista de equipamentos tem seis airbags, ACC, bancos dianteiros com climatização e aquecimento (elétrico e com memória para o condutor), A/C dual zone, carregador wireless, painel digital, teto solar, entre outros.

Veja também: Atualizado, VW Jetta GLI 2023 parte de R$ 216.990

4) Jaguar XE 2.0 Turbo – 250 cv

jaguar xe 2021

O Jaguar XE é um dos sedãs na gama da marca inglesa, que ainda conta com os mais caros XF e XJ. Ele é vendido em diversas versões, sem preços divulgados e sempre com o mesmo motor P250.

Essa sigla se refere ao propulsor 2.0 Ingenium, que entrega 250 cv e 37,2 kgfm, sendo ligado ao câmbio automático de 8 marchas. Com tração traseira, ele leva 6,7 segundos para atingir 100 km/h e chega a 242 km/h de máxima.

Sua versão de entrada já vem com faróis automáticos em LED, rodas aro 18, alerta de pressão dos pneus, A/C dual zone, multimídia de 10 polegadas, câmera 360º, monitor de fadiga, seis airbags, entre outros.

3) Mercedes-Benz C300 – 258 cv

mercedes benz c300 amg 2022

O pódio dessa lista com os sedãs médios mais potentes do mercado brasileiro é dominado por modelos alemães, o que já era esperado. Na terceira posição temos o Mercedes-Benz C300, que custa R$ 396.900.

Esse sedã vem com um propulsor 2.0 turbo de 258 cv e 40,8 kgfm de torque, ligado ao câmbio automático de 9 marchas. Chega aos 100 km/h em apenas 6,3 segundos, além de atingir 250 km/h de velocidade máxima.

Sua lista de equipamentos é bem recheada, contando com teto panorâmico, visual esportivo AMG, rodas de 19 polegadas, câmera 360º, multimídia MBUX, A/C de três zonas, carregador wireless e bancos dianteiros elétricos com aquecimento e memória.

2) Mercedes-AMG A 35 Sedan – 306 cv

mercedes benz a 35 sedan amg 2022

O outro representante da marca por aqui é o Mercedes-AMG A 35 Sedan. Ele sobe bastante o nível de potência, afinal estamos falando de um legítimo esportivo. O preço também atinge outro patamar, começando em R$ 429.900.

Suas qualidades começam na lista de equipamentos, que recebe o visual AMG e ainda tem painel digital, bancos elétricos com memória, rodas de 19 polegadas, sistema MBUX, teto panorâmico, assistente de estacionamento, entre outros.

Mas o principal fica escondido debaixo do capô, onde o alemão tem um motor 2.0 turbo de 306 cv e 40,8 kgfm, com câmbio 7G-DCT. Esse conjunto é suficiente para levá-lo até os 100 km/h em apenas 4,8 segundos, com 250 km/h de máxima.

1) BMW M3 Competition – 510 cv

bmw m3 competition 2021 1

Tudo o que citamos até aqui já é mais do que suficiente, mas se você quer um sedã assustadoramente potente a melhor opção continua sendo o BMW M3 Competition, que sai por R$ 790.950.

Ele até pode ser usado no dia a dia, mas quando você pisa fundo no acelerador a coisa muda. Afinal, seu motor 3.0 turbo de 6 cilindros em linha tem 510 cv e 66,3 kgfm. Com tração traseira e câmbio ZF de 8 velocidades, ele chega aos 100 km/h em 3,9 segundos e atinge 290 km/h de máxima.

Suas modificações em relação a qualquer Série 3 incluem quatro saídas de escape, teto em fibra de carbono, bancos conchas e diversos modos de condução, sem deixar de lado o espaço para a família.

Top 10: Sedãs médios mais potentes do Brasil (2022)

  1. BMW M3 Competition – 510 cv
  2. Mercedes-AMG A 35 Sedan – 306 cv
  3. Mercedes-Benz C300 – 258 cv
  4. Jaguar XE 2.0 Turbo – 250 cv
  5. Volkswagen Jetta GLI – 230 cv
  6. Audi A4 2.0 TFSI e Audi A3 Sedan 2.0 TFSI – 204 cv
  7. JAC E-J7 – 193 cv
  8. Toyota Corolla 2.0 – 177 cv
  9. Kia Cerato 2.0 – 167 cv
  10. Chevrolet Cruze 1.4 Turbo – 153 cv

Autor: Viny Furlani

Formado em Gestão de Negócios, trabalha no segmento automotivo há mais de 18 anos. Em 2009, passou a escrever avaliações e notícias sobre carros, totalizando mais de 2.000 artigos, em vários sites. Além das matérias escritas para o NA, também cuida das mídias sociais do site.