Usado da semana

Carro da semana, opinião de dono: Chevrolet Corsa sedã 2011

Carro da semana, opinião de dono: Chevrolet Corsa sedã 2011

Olá leitores do NA, meu nome é Paullo Oliveira, sou de Maceió-AL. Acompanho o blog desde 2007, acesso cerca de 4 vezes por dia e desde que surgiu, sempre tive vontade de mandar minha opinião sobre meu carro, mas a preguiça sempre falou mais alto. Porém hoje resolvi compartilhar com vocês minha experiência com meu Corsa Sedan Premium. Além dele tenho dois companheiros, um Celta Life VHC Flexpower 2005/2006 2p Vermelho Lyra e um Fiesta Sedan Class 1.6 Rocam 2012/2013 Preto Ebony.


Bom, vamos ao que interessa. Como já disse anteriormente o carro é um Corsa Sedan Premium R7C 1.4 Econo.Flex 2010/2011 retirado 0km em 5 de maio de 2010, a começar posso dizer que não foi muita vantagem adquirir o modelo 2011 pois nada foi acrescentado, pelo contrário, foram retirados os suportes dos encaixes dos cintos dos bancos traseiro e o cinto de segurança central antes de 3 pontos foi substituído pelo famigerado de 2 pontos.

Carro da semana, opinião de dono: Chevrolet Corsa sedã 2011

Pagamos na época R$ 40.000 redondos pelo modelo que era a versão mais completa possível na época chamada de R7C que tem como diferencial pneus mais largos (185/60), rodas em liga leve aro 14, cobertura plástica da boca do porta-malas, faróis e lanternas de neblina. Porém mesmo sendo a versão mais completa o carro infelizmente não dispõe de itens como vidros elétricos traseiros, airbags ou ABS. Fora outros itens que foram retirados pela Chevrolet ao longo dos anos, como cinto central de 3 pontos, sobre tapetes de borracha, teto solar, central BCM, luzes de leitura dianteiras e traseiras, alarme volumétrico e etc.


O carro atualmente está com cerca de 80.000 km rodados e tem se mostrado um carro bem resistente e confortável, o motor 1.4 não esbanja torque e potência, mas dá conta do recado e anda praticamente junto com o Fiesta Sedan 1.6 Rocam que temos em casa. Daqui em diante vou separar essa avaliação por tópicos para facilitar a leitura e entendimento.

Carro da semana, opinião de dono: Chevrolet Corsa sedã 2011

Itens de série: Ar condicionado; direção hidráulica; travas elétricas com comando central; alarme perimétrico com comando integrado a chave; vidros elétricos dianteiros com one touch, anti esmagamento, alivio de pressão e subida automática pelo alarme; rodas de liga leve aro 14 com pneus Pirelli P6000 (terríveis por sinal) na medida 185/60R14; faróis e lanternas de neblina; retrovisores externos elétricos; maçanetas, retrovisores e frisos na cor da carroceria; TID (Visor com informações de data, hora, temperatura externa e do rádio original -quando equipado-); bancos revestidos em tecido especial com porta revistas na parte traseira; bancos traseiros bipartidos com dois níveis de inclinação; preparação para som; detalhes internos prateados; alarme sonoro de faróis ligados e chave esquecida na ignição; dentre outros que não me vem à memória agora.

Exterior: Bom, não é de se esperar transpiração de modernidade de um carro lançado em 2002 e levemente reestilizado no fim de 2007 -reestilização essa que lhe caiu bem-, porém o carro não tem cara de obsoleto, o design é limpo e harmônico, herança dos bons tempos onde nossos Chevrolet nacionais eram da Opel.

Carro da semana, opinião de dono: Chevrolet Corsa sedã 2011

Interior/Habitabilidade/Conforto: O interior no geral é bem acabado (bem melhor que do Fiesta), conta com revestimentos agradáveis visualmente e nem tanto ao toque como o caso do freio de mão, além de riscarem com facilidade. Tenho 1,80m e me sinto bem confortável dentro dele, o espaço interno é ligeiramente maior que dos seus concorrentes na época (Fiesta, Voyage e Siena) e o porta malas de 432 litros me atende muito bem. No geral é um interior sem extravagâncias, contando basicamente com o essencial, os bancos são confortáveis e o do motorista possui ajuste de altura, o ar condiciona refrigera bem a cabine e o tecido espumado das portas garante um pouco mais de conforto. Porém, ao mesmo que tempo que confortáveis, os bancos dianteiros cansam um pouco a lombar depois de um longo tempo de uso e não oferecem quase nenhum apoio lateral, o que te leva a sensação de que irá voar pela janela ou cair no banco do passageiro em curvas mais rápidas e travadas. Há revestimento em praticamente todos os lugares, soleiras internas plásticas, cobertura dos trilhos dos bancos junto as soleiras e etc., porém cobram seu preço por esse cuidado visual e acabam batendo bastante, em ruas de paralelepípedo chega a ser incômodo. A suspensão está mais voltada para o conforto que para firmeza, aguenta bem o tranco já que chegou às 80.000km vendendo saúde, mesmo já sendo rigidamente exigida e por várias vezes excedendo sua capacidade de carga.

Motor/Câmbio/Desempenho/Comportamento Dinâmico: O motor é o velho conhecido 1.4 VHC Econo.Flex que dispõe de 99/105cv a 6000 rpm e 13,2/13,4kgfm a 2800 rpm na Gasolina e Etanol respectivamente. Empurram bem os cerca de 1.050kg do Corsa que como já disse antes, anda junto com o Fiesta 1.6 que temos aqui. Meu Corsa tá fazendo pouquinho menos de 12s no 0-100km/h e chegando a cerca de 200km/h de velocidade final (velocidade final não é um forte desse motor), o motor tem um bom arranque e não nega fogo, as retomadas são um pouco tímidas e o funcionamento é áspero. O câmbio não ajuda muito na velocidade final, é bem curto e os engates são um pouco duros, a manopla não tem uma pegada muito anatômica. No quesito comportamento dinâmico, ele é um carro agradável de guiar, porém se o foco é uma condução mais esportiva, o Fiesta se sai bem melhor. A direção do Corsa não é muito direta e ele tem uma tendência a sair de traseira e de dianteira, ao acelera forte no meio de uma curva, sente-se bem a dianteira querendo passar reto. Nesse quesito anterior, cito até mesmo o celta como sendo mais divertido de guiar. Os freios tem uma boa progressividade, porém travam mais facilmente que os do Celta. Alguém que more ou conheça bem Maceió, sabe que aqui tem o acesso do condomínio Aldebaran, que tem umas curvas em ladeira bem travadinhas, chego a entrar nelas variando entre 100km/h e 120km/h, a carroceria rola menos que a do Celta -que inclina bastante-, porém no Celta a sensação de controle é maior, você sente o carro mais na mão.

Carro da semana, opinião de dono: Chevrolet Corsa sedã 2011

Consumo: Não lembro qual a última média que fiz usando o combustível derivado da cana por fazer muito tempo que não faço uso dele por conta de estar bem desvantajoso por aqui. Mas na gasolina, a média tem ficado em 9,5km/l na cidade no trânsito, ar condicionado ligado 100% do tempo com trocas de marcha entre 2.500 e 3.000rpm para o melhor aproveitamento do torque. Na estrada faz entre 13 e 16km/l com AC ligado, tendo essa grande margem de variação por conta de quanto se pise no acelerador, mas numa velocidade de cruzeiro de 120km/h fica em torno de 14,5km/l

Pontos positivos: Cuidado com o acabamento; Design limpo e harmônico; Conforto; Motor

Pontos negativos: Comportamento dinâmico; Falta de apoio lateral nos bancos; Depenado pela Chevrolet.

Carro da semana, opinião de dono: Chevrolet Corsa sedã 2011

Carro da semana, opinião de dono: Chevrolet Corsa sedã 2011

Manutenção e defeitos apresentados: Desde 0km nunca fiz revisões na concessionária, sempre fiz as trocas de óleo a cada 7.000km e sempre por sintético 5w30 junto dos filtros. As revisões eu fui ajudado pelo fórum do Corsa Clube, pego a lista do que deve ser trocado e revisado e levo pro meu mecânico de confiança. Como já é de conhecimento geral, esses motores tem manutenção simples e barata e são bem robustos, basicamente até agora só foram trocados itens básicos, como correia dentada, filtros, óleo e pneus (está agora no 3º jogo). De problemas fora do habitual posso citar a troca prematura do kit de embreagem por mal uso, terminais de direção e no mês passado o ar diminuiu bastante a eficiência, foi descoberto um pequeno vazamento na mangueira, solucionado com o reparo da mesma e uma carga de gás.

Veredicto final: É um carro muito bom, tem um desempenho compatível com a proposta, um design harmonioso e que não está tão ultrapassado como a idade sugere, considerei Voyage e Siena na época e o Corsa foi o que me melhor me atendeu em basicamente todos quesitos. Apesar dos pequenos incômodos, estou muito satisfeito com o carro e recomendo. Começo do ano que vem ele dará adeus por conta da alta quilometragem e entrará no lugar algo basicamente do mesmo nível, sendo os candidatos a substituto dele, Hb20S Premium 1.6MT, Voyage Highline 1.6MT, Prisma LTZ 1.4MT e Grand Siena Essence 1.6MT.

Carro da semana, opinião de dono: Chevrolet Corsa sedã 2011

Bom, desculpem se o texto foi longo demais, mas espero ter explicado bem sobre o carro. Fiquem a vontade para tirar qualquer dúvida.

Abraço!

Carro da semana, opinião de dono: Chevrolet Corsa sedã 2011
Nota média 5 de 2 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email