Fiat Marea (1998-2008): Sua história e má fama no Brasil

Fiat Marea UK spec 186 09.1996–08.2002

Depois do Fiat Tempra, a marca italiana lançou no Brasil o Fiat Marea.

Com ele, ela tentou usar modernidade e um desempenho esportivo para cativar os consumidores de sedans médios e tentar finalmente emplacar um modelo de sua linha dentre os mais vendidos do país.

Mas infelizmente sabemos que não foi com o Fiat Marea que a empresa chamou a atenção no segmento.

Infelizmente, o resultado não foi dos bons, e o modelo acabou sendo visto por muitos como uma verdadeira “bomba”.

Vamos analisar a história do Fiat Marea, antes falando um pouco dos seus irmãos hatch.

Versões

Tanto o Fiat Marea quanto a Marea Weekend foram lançados em duas versões de início, sendo elas a ELX e HLX.

O motor para ambos era o mesmo, o 2.0 litros de 20 válvulas que rendia 142 cavalos e tinha torque de 18,1 kgfm. O modelo também teve um motor 2.4, com as mesmas 20 válvulas, com 160 cavalos e 21 kgfm de torque.

Pouco tempo depois a Fiat apresenta uma versão de entrada, o Fiat Marea SX com o motor 2.0 com uma potência menor, rendendo apenas 127 cavalos.

Uma versão esportiva foi apresentada utilizando o mesmo propulsor das versões ELX e HLX, mas com um auxílio do turbo, o motor agora rendia 182 cavalos e tinha torque máximo de 27 kgfm.

Fiat Marea UK spec 185 09.1996–08.2002

Motores

Resumindo os motores, em ordem crescente de potência:

  • 1.6 16v de 106 cavalos e 15,4 kgfm de torque
  • 2.0 20v de 127 cavalos e 17,9 kgfm de torque
  • 1.8 16v de 132 cavalos e 16,7 kgfm de torque
  • 2.0 20v de 142 cavalos e 18,1 kgfm de torque
  • 2.4 20v de 160 cavalos e 21 kgfm de torque
  • 2.0 20v com turbo, 182 cavalos e 27 kgfm de torque

Daqui a pouco vamos falar dos motores 1.6 e 1.8.

Visual do Fiat Marea nacional e facelift

No quesito visual, todos os modelos do Fiat Marea eram idênticos aos modelos europeus até meados de 2002, quando o modelo saiu de linha na Itália.

Nessa época ele recebeu um discreto facelift no nosso mercado para aguentar até o final de sua vida em 2008. Saiam de cena os faróis com máscara negra, e entram no lugar um conjunto com lentes transparentes.

Os para choques do Fiat Marea também recebiam pequenas melhorias, assim como as lanternas traseiras e tampa do porta malas.

O detalhe curioso para esse facelift foi que a Fiat pegou a traseira do Lancia Lybra e praticamente a transplantou para o Fiat Marea sedan.

O visual do “novo” Fiat Marea ficou moderno e elegante, mas faltou criatividade na hora de fazer um desenho novo, ou mesmo vontade de gastar mais com uma estamparia nova.

Fiat Marea BR spec 2006

A versão Fiat Marea Weekend era sem dúvidas o modelo que mais chamava atenção por conta das suas lanternas altas e com moldura cinza separando as luzes em gomos.

Já o sedan era discreto, mas cumpria bem seu papel de um familiar médio da Fiat no mercado nacional.

A versão turbo do Fiat Marea contava com freios novos, feitos especialmente para a versão. Além disso a suspensão foi revista para deixar o modelo mais firme e garantir maior aderência ao modelo na hora de fazer curvas mais fechadas.

Na versão turbo o Fiat Marea fazia o 0a100 em 8,1 segundos e atingia a velocidade máxima de 220 km/h, colocando-o entre os modelos mais rápidos de sua época.

Fiat Marea 1.6 e 1.8 de entrada

Antes de receber o facelift em 2002, o Fiat Marea recebia uma versão de entrada com o motor 1.8 litro que vinha emprestado do hatch Brava HGT, que vinha com 127 cavalos.

Em 2001, um ano antes das modificações estéticas o modelo passou a oferecer um câmbio automático de quatro velocidades e o motor 2.0 de 20 válvulas aspirado deixa de ser produzido.

Já para 2005 uma nova versão de entrada era posta a venda e agora o modelo SX vinha com o motor 1.6 de 16 válvulas com 106 cavalos, que veio da versão de entrada do Brava.

Fiat Marea Weekend BR spec 186 2005–07

O fim do Fiat Marea e a má fama

Já próximo do fim de linha a linha Marea perde várias versões e passa a oferecer apenas a de entrada Fiat Marea SX para ambas as carrocerias que ficaram em vigor até 2008.

Depois de mais de 60 mil unidades vendidas de ambas as carrocerias, o Fiat Marea se despedia do mercado nacional, e deixava a passagem aberta para o Linea, o sedan derivado do Punto.

Front panel Fiat Brava Worldwide 182 10.1995–10.2001

Mesmo sendo um bom sedan com bom espaço interno e uma perua familiar bem moderna, o Fiat Marea pecou por ter manutenção cara para os padrões franciscanos (ou desleixados) dos brasileiros, principalmente para os motores com 20 válvulas e alguns até ganharam a má fama de carro bomba por conta das manutenções malfeitas que ocasionavam em grandes problemas

Muitos queriam usar óleo 20W50 em um motor que era moderno e não suportaria essa aberração.

Mesmo assim o Fiat Marea conseguiu vender razoavelmente bem, sem disputar a liderança do segmento, é claro.

Foram quase 10 anos de vendas para uma dupla que se despediu de forma quase silenciosa, mas que se a marca tivesse investido em outras versões de motorizações no lançamento e capacitado melhor suas revendas, o resultado poderia ter sido completamente diferente do que conhecemos atualmente.

Perguntas frequentes

Qual é a história do Fiat Marea no mercado automotivo brasileiro?

O Fiat Marea, também conhecido como Fiat Type 185, chegou ao Brasil em 1998 como um veículo de porte médio, sucedendo o Fiat Tempra. A história do Marea no país se estendeu até 2007, quando foi substituído pelo Fiat Linea.

Como foi a chegada e aceitação do Fiat Marea no mercado nacional?

O Fiat Marea foi lançado com a expectativa de modernizar o segmento de sedãs médios e oferecer uma alternativa esportiva graças à versão Turbo. Inicialmente, recebeu uma boa recepção especialmente por sua tecnologia e design.

Quais versões do Fiat Marea estavam disponíveis no Brasil?

As versões variavam desde a básica SX, passando pela intermediária ELX, até a mais equipada HLX. O Marea Turbo representou o ápice em termos de desempenho, oferecendo características esportivas acentuadas.

Como era o design e qualidade de construção do Fiat Marea?

O Fiat Marea destacava-se pelo seu design moderno e elegante, com linhas arredondadas e exclusivos faróis elipsoidais. O interior apresentava um acabamento predominantemente plástico, mas com durabilidade e estética apreciáveis. As versões mais completas ofereciam acabamentos em couro e outros itens de conforto.

Quais foram os principais avanços técnicos e mecânicos do Fiat Marea?

Os motores Fivetech do Fiat Marea, de cinco cilindros e 20 válvulas, foram um destaque técnico do modelo, proporcionando um excelente desempenho. A versão Turbo em particular, com 182 cv, deixou uma marca no segmento pela sua potência e dirigibilidade.

Como o Fiat Marea se posicionava no contexto automotivo brasileiro?

O Fiat Marea chegou ao Brasil com o objetivo de competir diretamente com modelos estabelecidos como o Chevrolet Vectra e o Toyota Corolla. Ele ofereceu uma alternativa robusta e tecnologicamente avançada no segmento de sedãs médios, enfrentando desafios e conseguindo um grupo fiel de entusiastas.

Qual foi a performance de vendas do Fiat Marea no Brasil?

As vendas do Fiat Marea no Brasil foram moderadas. O carro nunca alcançou a liderança no segmento, mas se manteve estável, graças às opções de motores e sua versão perua diferenciada. A ascensão de concorrentes como o Corolla e o Civic acabou impactando negativamente as vendas, levando ao seu fim de produção em 2007.

Quais inovações o Fiat Marea trouxe para o mercado brasileiro?

O Fiat Marea foi pioneiro em várias áreas, incluindo a Marea Weekend no segmento de peruas. Ele trouxe avanços em segurança, como airbags laterais e sistemas de comando de som no volante, além de oferecer recursos como ABS e suspensão independente com barra estabilizadora.

Como foram as campanhas publicitárias do Fiat Marea?

As campanhas publicitárias do Fiat Marea concentraram-se nos aspectos de tecnologia avançada e desempenho esportivo, buscando atrair um público que valorizava características inovadoras e robustez. A eficácia dessas estratégias ajudou a manter o veículo competitivo no mercado.

Existem diferenças entre os modelos Fiat Marea vendidos no Brasil e os internacionais?

Sim, os modelos Fiat Marea vendidos no Brasil e internacionalmente mostram certas diferenças. Embora compartilhassem a plataforma e algumas opções de motores, o Marea brasileiro não incluía as versões a diesel disponíveis na Europa. Além disso, houve adaptações mecânicas e de design para atender melhor às condições e preferências locais.

Ficha Técnica

Fiat Marea Turbo – 2.0 litros 20 válvulas – 2002

Motor: transversal, 5 cilindros,20V, duplo comando com variador de fase, injeção multiponto sequencial e turbo compressor

Cilindrada: 1997 cm3

Diâmetro x curso: 82×75,6mm

Taxa de compressão: 8,5:1

Potência: 182 cavalos a 6000 rpm

Torque: 27 kgfm a 2750 rpm

Câmbio:  manual de 5 marchas, tração dianteira

Dimensões: comprimento, 439,3 cm; largura, 254 cm; altura, 145 cm; entre eixos, 254 cm

Peso: 1310 kg

Porta-malas: 430 litros

Tanque: 63 litros

Suspensão dianteira: independente, McPherson

Suspensão traseira: braços oscilantes longitudinais

Freios: disco ventilado na frente e sólido atrás, com ABS

Pneus: 195/60 R15

Fiat Marea SX – 1.8 litro 16 válvulas – 2002

Motor: Dianteiro, transversal, 1.8 litros, 4 cilindros em linha, 16 válvulas

Número de válvulas por cilindro: 4

Eixo de comando de válvulas: Dois no cabeçote com variador de fase na admissão

Cilindrada: 1.746,96 cm3

Potência máxima (cavalos / rpm): 132 / 6.500

Torque máximo (kgfm / rpm): 16,7 / 4.000

Combustível: gasolina

Câmbio:  manual de 5 marchas; tração dianteira

Direção: Tipo pinhão e cremalheira, com assistência hidráulica

Embreagem: Monodisco a seco com mola a disco e comando mecânico

SUSPENSÃO

Dianteira: McPherson com rodas independentes, braços oscilantes inferiores transversais, com barra estabilizadora; amortecedores hidráulicos, telescópicos de duplo efeito; molas helicoidais

Traseira:  Com rodas independentes, braços oscilantes longitudinais, barra estabilizadora; amortecedores hidráulicos, telescópicos de duplo efeito; molas helicoidais

DESEMPENHO

Velocidade máxima: 210 km/h

Aceleração de 0 a 100 km/h: 8,6 s

CONSUMO

Cidade: 9,2 km/l

Estrada: 13,8 km/l

Tanque de combustível: 63 litros

DIMENSÕES EXTERNAS

Comprimento: 4.393 mm

Largura: 1.741 mm

Altura: 1.434 mm

Distância entre eixos: 2.540 mm

Peso: 1.300 kg

Carga Útil (Com Condutor): 480 kg

Rodas / Pneus: 6,5J x 15 / 195/60 R 15

Capacidade do porta-malas: 430 litros

Fiat Marea

google news2 Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



Autor: Eber do Carmo

Fundador do Notícias Automotivas, com atuação por três décadas no segmento automotivo, tem 18 anos de experiência como jornalista automotivo no Notícias Automotivas, desde que criou o site em 2005. Anteriormente trabalhou em empresas automotivas, nos segmentos de personalização e áudio.