*Destaque Matérias NA

Motor com 3 cilindros: vantagens e desvantagens

ford-new-fiesta-2018-NA-1

Hoje em dia o motor três cilindros já virou praticamente uma obrigatoriedade entre os automóveis compactos recém-lançados no mercado. São poucos os modelos de entrada que ainda resistem ao velho propulsor de quatro cilindros (o Chevrolet Onix e o Chevrolet Prisma, que lideram em suas categorias, são alguns deles). O porquê disso? Os propulsores três cilindros apresentam mais benefícios do que malefícios, sobretudo para o bolso do consumidor.


Porém, você realmente sabe como funciona um motor três cilindros e as reais vantagens e desvantagens apresentadas por ele? Respondemos essas dúvidas logo abaixo. Confira:

O que é um motor três cilindros?

Pode parecer estranho este papo para pessoas que não possuem tanta “afinidade” com a mecânica. Porém, a retirada de um cilindro no motor de um veículo representa (juntamente com uma série de outros fatores) o aumento da potência e de torque, redução no consumo de combustível, entre outros.

Em uma breve explicação, num motor de pouca capacidade cúbica e ainda com uma quantidade menor de cilindros, o rendimento superior a uma unidade de quatro cilindros com a mesma capacidade cúbica é devido ao menor atrito criado dentro do cilindro, no processo de abertura e fechamento das válvulas e na biela com o virabrequim, por exemplo.


Além disso, eles estão sendo amplamente utilizado pelas fabricantes de carros compactos pois, além de utilizarem somente três cilindros (diminuindo o número de pistões, anéis, bielas, válvulas e molas, por exemplo), são mais curtos (diminuindo os custos no processo de fundição de bloco e cabeçote) e têm um processo produtivo menos complexo, sobretudo para posiciona-los no compartimento do motor do carro.

vw-motor-mpi-tres-cilindros

Quais as vantagens de um motor três cilindros?

Mais leve: por ser mais compacto e utilizar uma quantidade menor de materiais, o motor tricilíndrico também consegue ser mais leve que um propulsor de quatro cilindros equivalente. Em média, uma unidade de três cilindros consegue ser 30 quilos mais leve. Isso afeta diretamente o peso final do carro, além de beneficiar alguns outros pontos, como é o caso da manutenção em oficinas e alivio do esforço da suspensão dianteira.

Mais eficiência: outra grande vantagem de um propulsor de três cilindros é a eficiência maior, tanto no consumo de combustível como nas emissões de poluentes. Isso é possível devido às mudanças no formato da câmara de combustão e da cabeça dos pistões, resultando em menores perdas pelo sistema de escape.

Fora isso, eles costumam usar o comando de válvulas variável, uma tecnologia que melhora a maneira em que os gases entram e saem da câmara de combustão.

Menos atrito: como citado no tópico anterior, os propulsores de três cilindros conseguem trabalhar com menos atrito – num propulsor convencional, 20% da potência gerada é utilizada para combater o atrito. Ou seja, há um maior aproveitamento da potência do propulsor, resultando em respostas mais vigorosas.

Maior desempenho: um desempenho maior e melhor pode ser notado ainda por alguns outros itens, como a já citada injeção de combustível acoplada ao sistema de admissão de ar e o comando variável de válvulas.

volkswagen-polo-2018-avaliação-NA-31

E as desvantagens?

Maior vibração: esta é, sem dúvidas, uma das maiores desvantagens de um motor três cilindros. Como ele é dotado de um número ímpar de cilindros, há uma assimetria na distribuição de massas e forças, tornando mais difícil o seu balanceamento. Tanto é que muitas fabricantes estão dando atenção maior aos coxins de sustentação do propulsor – o EcoSport 1.5, por exemplo, tem vibração do motor similar a um conjunto de quatro cilindros.

Maiores níveis de ruído: tal característica não é uma desvantagem que afeta diretamente a condução do veículo, mas é considerada como algo desagradável por boa parte dos condutores. No entanto, é fato que os motores três cilindros conseguem emitir um barulho bem mais intenso que um carro da mesma categoria dotado de um propulsor de quatro cilindros. Uns veem tal ruído como semelhante à de um carro esportivo, enquanto outros assemelham com o de um cortador de grama.

renault-kwid-2018-impressões-NA-32

Quais as vantagens de um três cilindros turbo?

Se o três cilindros aspirado já apresenta uma série de vantagens, uma unidade dotada de turbocompressor consegue se sair ainda melhor. Usando o Ford Fiesta 1.0 EcoBoost como exemplo, ele consegue entregar praticamente o mesmo nível de potência que o 1.6 aspirado, mas leva vantagem por entregar os 17,3 kgfm de torque (1,5 kgfm a mais) já a partir de 1.400 rpm, sendo mais rápido sobretudo em arrancadas.

Fora isso, ele consegue se sair bem justamente nas vibrações e ruídos e oferece ainda uma maior economia de combustível. Além disso, o IPI do carro é menor em 4% em relação às versões 1.6 devido á “litragem” do motor – porém, ainda assim é mais caro que a versão aspirada equivalente por usar um motor importado.

renault-kwid-2018-NA-60-1

Qual o carro mais barato com três cilindros? E o mais caro?

Atualmente o carro mais barato com motor três cilindros à disposição dos consumidores brasileiros é o hatch subcompacto Chery New QQ, que é dotado de um 1.0 litro flex capaz de gerar 74 cavalos de potência com gasolina e 75 cv com etanol, a 6.000 rpm, e torque de 9,7 e 10,1 kgfm, respectivamente, a 4.500 rpm. Ele está disponível com preços que partem de R$ 27.290.

Já o mais caro é o crossover médio premium MINI Countryman, que oferece um propulsor 1.5 litro de três cilindros a gasolina, com quatro válvulas por cilindro e tecnologias como turbocompressor, injeção direta e duplo comando de válvulas, capaz de entregar 136 cv, a 6.000 rpm, e 23,4 kgfm, a 1.250 rpm. O modelo pode ser encontrado por a partir de R$ 144.950. Confira a lista de todos os carros com motor três cilindros no Brasil clicando aqui.

volkswagen-polo-2018-avaliação-NA-82

Seria possível a construção de um motor de um ou dois cilindros?

Sim, não seria como é possível um motor de pelo menos dois cilindros. A Fiat comercializa alguns de seus modelos no mercado europeu com motores dotados da tecnologia TwinAir, que contam com dois cilindros, 875 cm³ e cerca de 85 cavalos de potência. Pelo menos neste caso, há o uso de tecnologias que possibilitaram a redução de perdas por bombeamento e atrito entre as peças, beneficiando o consumo de combustível e a redução das emissões de CO2.

Há também a Renault, que apresentou em meados de 2014 um motor a diesel dois tempos também com apenas dois cilindros, capaz de entregar entre 48 e 68 cavalos de potência e de 11,5 a 14,8 kgfm de torque. No entanto, ao que tudo indica ele segue sendo testado, visto que ainda não chegou ao mercado.

Porém, tal tipo de motorização ainda não está disponível em automóveis oferecidos em nosso mercado por ser mais complexa e cara para ser produzida (um motor bicilíndrico precisaria de coxins ou árvore de balanceamento mais robustos e modernos para diminuir as vibrações ainda maiores). Fora isso, seria necessário o uso de um volante com massa ainda maior para compensar a inércia do funcionamento irregular do propulsor. Logo, a complexidade e inviabilidade de um motor monocilíndrico seria ainda maior.

Logo, se os motores três cilindros estão cumprindo bem as suas funções, pelo menos por ora não seria necessário um propulsor bicilíndrico. Mas não se assuste caso veja algo do tipo futuramente.

COMPARTILHAR:
  • delvane sousa

    Interessante que nas motocicletas é comum o uso de 1 a 4 cilindros numa vasta gama de modelos oferecidos no mercado. Parece que os fabricantes tem mais facilidades em superar as dificuldades técnicas nas motos. Nem sempre, pois no caso de 3 cilindros há queixas. De vibração a exemplo das triunph vendidas aqui.

    • Jorge Castro

      Nas motos os motores giram bem mais q em carro e c vc notar quanto maior a quantidade de cilindros mais eles giram pois e mais facil arrancar giros de motores com mais cilindros pois fazer um motor de dois girar como um de quatro sai mais caro

    • Glaucio Lima

      Mas nas motos comuns a vibração é muito alta. Você sente cada movimento do motor 😂 são liquidificadores com rodas

    • KOWALSKI

      Fora que um mono cilindro ia sofrer até quase morrer pra fazer um carro passar dos 90 km/h.

  • alfista

    O motor 2 cilindros 875 fiat multi air e turbo fo i. Considerado o melhor motor compacto do mundo.

  • JOSE DO EGITO

    E a durabilidade do motor 3C é maior,menor ou igual aos outros motores?

    • T1000

      a durabilidade é igual, visto que o dimensionamento das peças é feito especificamente para ele.

      • th!nk.t4nk

        Tanto é que estao à venda em grande volume no mercado europeu há muitos anos, e até o momento nenhum desastre. Pelo contrário, virou o padrão geral pra baixas cilindradas.

  • Fanjos

    O isolamento acústico e a estabilização da vibração dos motores 3 cilindros melhorou muito, no Novo Polo vc não sente vibração nenhuma e mal escuta o motor já no meu antigo Up! era só pisar e vc já escutava aquele Triiiiiiimmmmmm Triiiiiiimmmmmm Triiiiiiimmmmmm, sem contar que o volante parecia que tinha parkinson

    • TFSI

      uaeuiaehiuaehuiaehiuaehuea e o Polo, Fanjos, é tudo aquilo que a galera fala? Ainda não consegui fazer o test drive em um Highline :(

      • Fanjos

        Eu desisti do carro quando iam atrasar mais um mês, peguei o Golf mesmo.

        • TFSI

          Outro mundo, não tem nem comparação. Pegou a versão 1.0 TSI mesmo? Algum pacote de opcional?

          • Fanjos

            Highline 1.4 + teto + pacote elegance + pintura metálica 98k

            • TFSI

              Falei sobre a 1.0 TSI porque foi a que você tinha em mente no Polo. E aí, o que estás achando do carro?

              • Fanjos

                É bem bacana, e não tem nenhum dos pontos fracos do acabamento do Polo, os bancos são muito bonitos e confortáveis, mas realmente a dirigibilidade do Polo é muito próxima do Golf, eu diria que em termos de dirigibilidade o Polo tem 75% ou 80% do Golf, o Polo com aro 16 é mais macio que o Golf que tem aro 17, não sei como seria o Polo com aro 17 que aliás seria o modelo que eu iria pegar, provavelmente ficaria mais duro tb.
                Quanto ao acabamento realmente o Polo está muito longe do Golf, uns 40%.
                Então no quesito direção, ele é mini Golf, em questão de acabamento o Polo é Golzão, pq não chega nem próximo do Golf, é uma diferença gritante comparando Polo Highline com Golf Highline.

                • TFSI

                  Eu só lhe digo uma coisa: você fez um belo de um negócio, inclusive em relação ao desconto, na compra desse carro. O carro em si eu nem falo nada, falta muito ainda para o Polo chegar no Golf. Projeto alemão, a essência da MQB, não é à toa que o carro é isso tudo. Parabéns e curta a máquina com moderação na cidade e na estrada até 120 rsrs

                  • Fanjos

                    Tks

                    • Guilherme Coelho

                      Fiquei doido para fazer o mesmo e pegar um golf nesse valor em vez do polo. Porém é extremamente dificil achar o golf ou jetta em estoque. E os poucos 16/17 que achei em estoque (só em minas, no rj ngm tem esses carros) eles não baixam 1 centavo.
                      Essa promocão parece q só se acha em são paulo. Você comprou o seu aonde ?

                    • Fanjos

                      Css Brasilwagen, apesar que a Alta, Marte e Comeri estavam com preços bem próximos

                • Ricardo Blume

                  Incompreensível todo esse preço que a VW decidiu colocar no modelo ao longo dos últimos três anos. Um carro de primeira linha morrendo graças a essa ridícula política de preços da marca. O Brasil precisa de modelos assim, mas com os preços praticados fica impossível.

                  • Fanjos

                    Pois é, se ela estivesse vendendo nos valores que esta cobrando agora, até venderia um pouco mais, mas dificilmente venderia muito também, essa moda dos SUVs é uma praga, o pessoal prefere mini SUV derivado de carro compacto do que um sedan ou hatch médio pelo mesmo valor que é de categoria superior, situação que não tem o que fazer… eu não aceito nem ferrando.

                • Thiago

                  Parabéns pela escolha.

            • CharlesAle

              E o item de série mais importante: aumentos$$$..rsrs

              • Fanjos

                Aumentei… 20 mil xD

            • Pedro Neto

              Porque não esperou a fertilização

              • Fanjos

                Acho que estava mais próximo de o Sol virar uma gigante vermelha do que esse Polo sair.

                • Pedro Neto

                  Se foi para o Golf esperasse mas um pouquinho pra pegar o reestilizado

                  • Fanjos

                    Não vai ter esses 24k de desconto rs

            • Galeroso

              Fanjos conseguiste um bom preço nesse Highline hein!? Comprou ele recentemente? Eu vi que versões 17/17 estão sendo oferecidas a um ótimo preço, pois não lançaram o modelo 2018.

              • Fanjos

                Assim como o Jetta tb esta tendo bastante abatimento, para quem não se importa com as lanternas novas do Golf da para conseguir preço bom.

                • Antunes

                  Eu tambem tinha reservado um polo high com tudo dentro, mas atrasou tambem, no fim das contas peguei um jetta highline 2.0tsi 16/17 com teto e pacote premium por 108 mil temers, ja sei que o novo vem caro mesmo kkkkk

            • Unknown

              Vc gastou quase R$20 mil a mais do que pretendia, mas pegou um caro bem superior, sem dúvidas. Espero que tenha somente alegrias com o novo veículo.

              • Fanjos

                Tks
                Esses 20k a mais eu pagaria de boa no Polo se ele ganhasse o acabamento, teto e motor do Golf,entao acho que valeu, pq o Golf tem mais que essas 3 coisas

        • Contador

          Ótima escolha Fanjos! Ao meu ver o Polo parece ser um bom carro, mas em questão de acabamento ele deixa a desejar…. Então você não perdeu nada!

    • T1000

      no hb20 o isolamento acustico sempre foi muito bom e não se sente vibração alguma.
      ruído e vibração tem mais a ver com o projeto do carro que problema do motor.

      • TFSI

        Isso eu digo com total propriedade, embora seja o 1.6 da minha noiva. O carro não treme, você não sente vibração do carro ligado, mesmo com o ar condicionado acionado. Agora em compensação ao motor, ele invade a cabine quando exigido. O 1.0 é assim também?

  • carloscomp

    Uma questão técnica: motores de maior cilindrada tem durabilidade maior que os de menor cilindrada?

    Pergunto pois já li que os V6 e V8 tem alta durabilidade pela alta litragem.

    • Andrew B.

      Já que temos muitos engenheiros por aí, daqui a pouco teremos a resposta detalhada.

      Menos giro, mais durabilidade. Vide motores Diesel.

      • Pedro Neto

        Isso mesmo

    • afonso200

      sim, motores V8 trabalham com giro la em baixo devido a torque abundante, pra se chegar a 80km/h nem passa dos 1700RPM muitas vezes. claro aoplado a cambo automatico de 5 ou 6 marchas, muitas banheiras americanas chegam facil aos 600mil km….segredo, trocar oleo a cada 5mil km. ou 6 meses, rigorosamente e o filtro tambem

      • Celso Rabello

        Acredite, trocar o óleo antes do recomendado pelo fabricante é jogar dinheiro fora!!! Trocar com 5mil km sem necessidade não aumenta a durabilidade do motor, o óleo estará com todas as condições de ser usado e trocar antecipadamente é inútil…vai jogar óleo bom fora…

    • Thales Sobral

      Rapaz motor maior normalmente equipa carro mais caro, que pode arcar com maior custo de fabricação. Tu não vai ver motor de carro popular usando Inconel, por exemplo.

      • T1000

        extamente, usam materiais melhores, não tem a ver com regime de giro do motor.

        • Pedro Neto

          Mas o que define a vida útil a principio e o numero de ciclos (voltas por minuto ou atuação) e Isso tem td a ver sim com a rotaçao

          • RIP Brazil

            Tribologia tem esses paranauês aí…

          • th!nk.t4nk

            Entao Pedro, mas essa comparaçao só seria válida se você tivesse motores usando as mesmíssimas soluçoes de engenharia e de materiais. Num motor feito pra girar, tudo é reforçado. Como o Thales disse, a durabilidade acaba sendo relacionada ao custo principalmente. Montadora nenhuma seria louca de lançar no mercado europeu algo de durabilidade inferior em substituiçao ao que já funciona bem, isso seria suicídio da marca. Onde a questao aperta é no Brasil, porque o custo fala mais alto. Nesse caso específico daria pra questionar sim, nas economias locais de projeto (que infelizmente sabemos que acontece frequentemente). Mas que eu saiba os motores 3 cilindros até o momento nao se mostraram mais problemáticos que os 4 cilindros no país nao, e muitos já rodaram algumas centenas de km a essa altura.

            • Pedro Neto

              Comparo dois motores com mesmos materiais mesma construção etc. O número de volta. Principio e o que conta. Depois todas as considerações que vc fez. Tenho o manual da Bosch. São só 600pgs. Tb som engenheiro e ja fui mecânico

              • th!nk.t4nk

                Sim, nesse caso específico (usando as mesmas soluçoes e materiais) concordo que a tendência é que a durabilidade caia. A questao é se no Brasil estao fazendo muitas economias de projeto com esses motores, ou nao (essa info realmente nao tenho). De resto, no mercado de usados os 3 cilindros têm procura e valorizaçao normal aqui na Europa, mesmo após muitos anos de mercado. Mas é um mercado específico, onde raramente pisam na bola.

    • Celso Rabello

      Carlos, a durabilidade está ligada à maneira como o motor é usado e como ele é dimensionado. Explico: um motor que funciona sempre com cargas muito altas (alta potencia especifica) está trabalhando sempre com pressões internas muito altas. Normalmente ele foi projetado para isso, porem os motores de maior cilindrada (V6 ou V8) não precisam funcionar sempre com altas cargas (pressão interna alta) para conseguir atingir potencias mais altas, por isso eles funcionam sempre com mais “folga” em relação aos seus limites. Porem se usados em condições muito agressivas sempre, a durabilidade também vai diminuir. Quando projetamos um motor, levantamos qual é o ciclo de carga média de uso (duty cycle em inglês) que mostra quão agressiva será a aplicação. Os carros de rua, normalmente tem ciclos pouco agressivos, já os motores diesel de veículos de carga estão sempre sendo mais exigidos e o ciclo de carga deles é mais agressivo. Obvio que uma manutenção bem feita, seguindo as recomendações do fabricante também ajuda a estender a durabilidade.

  • KevinGR

    Achei explicação muito raza e de certa forma até errônea. Foram explicadas as vantagens que motores mais modernos, com VVT e injeção direta, possuem contra motores menos modernos.

    Não foi explicada claramente a vantagem de um motor três cilindros perante um de quatro ou mais cilindros de mesmo nível tecnológico.

    Se eu fosse leigo, após ler essa matéria, iria me questionar porque a bugatti não usa um motor de três cilindros no chiron, já que motores de 3 cilindros são mais eficientes e de melhor desempenho.

    • afonso200

      e a durabilidade, motores pequenos 3 cilindros usa-se muito giro pra ganhar velocidade,,,, V8 nao passa nem dos 1700 pra se chegar aos 80km/h devido ao torque forte e a caixa de cambio AT

      • JOSE DO EGITO

        Essa questao ninguem responde:o MOTOR 3C tem uma durabilidade maior ou menor em relaçao ao 4C ?? sera que aqui nao tem nenhum ENGENHEIRO pra falar sobre o assunto???!!

        • T1000

          a durabilidade é igual; o que determina a durabilidade é a qualidade das peças e vedações.

        • KevinGR

          Nesses motores pequenos, 1.0 – 1.5, a durabilidade é a mesma, as peças são dimensionadas e o motor todo projetado para isso.

          se fosse um motor maior, 2.0 por exemplo, eu já duvidaria da durabilidade devido as vibrações causadas pela maior massa de cada pistão nesse arranjo, que demandariam um belíssimo trabalho de engenharia e produção para que a durabilidade não fosse comprometida (esse é o motivo de não se ver motores 3 cilindros grande inclusive).

          • Rodrigo

            Exato, além do que geralmente os motores 3 cilindros tem construção quadrada ou subquadrada para privilegiar o torque. Sendo assim nele é possível manter uma boa dirigibilidade sem exigir altas rotações.
            No 1.0 TSI da VW por exemplo, a marcha lenta está em 1000 rpm e o torque máximo é entregue entre 2000 e 4500 rpm. São raríssimas as vezes em que se faz necessário passar de 5000 rpm pra ganhar mais velocidade.

    • Thales Sobral

      Pois é, também acho que na intenção de não deixar muito complicado o texto, acabam inserindo certos “estigmas” que não são necessariamente reais.

    • Nnoitra

      A matéria esqueceu de mencionar o mais relevante sobre este assunto. Um motor 1.0 de 4 cilindros possui 250 cilindradas em cada cilindro, e o motor 1.0 de 3 cilindros possui 333 cilindradas em cada cilindro, a cilindrada ideal é 500 cilindradas por cilindro, ou seja, o motor 1.0 de 3 cilindros chega muito mais próximo da cilindrada ideal, por isso os motores de 3 cilindros possui uma tendência intrínseca de entregar um rendimento melhor do que os motores de 4 cilindros, mas isso não quer dizer que a desvantagem técnica dos motores de 4 cilindros, não possa ser contornada com novas tecnologias ou pontuais avanços técnicos e tecnológicos.

      • Celso Rabello

        Nnoitra, não sei de onde você tirou esta informação de que existe uma cilindrada “ideal”…qualquer parâmetro no projeto do motor tem seus prós e contras e temos uma grande variedade de configurações possíveis e todas elas tem vantagens e desvantagens. Também não é verdade que motor de 3 cilindros tem tendencias a entregar melhor rendimento…isso também depende de muitos outros fatores além do numero de cilindros. O tema é complexo e longo mas se quiser falar mais sobre isso é só falar. Abraço

  • Marcio Souza

    Enquanto o veículo elétrico não vinga de vez, o downsizing é tendência global devido a busca dos fabricantes em buscarem a redução de emissões dos seus motores para atenderem as legislações que vem se tornando cada vez mais severas. Mas chegará um momento em que não será mais possível atender requisitos de emissões e ai entram os elétricos ou híbridos. Mas no Brasil, com certeza, o governo vai se curvar as montadoras para não apertar na legislação. Só que tem o lado das exportações, pois outros mercados serão mais exigentes e ficará difícil sobreviver apenas de mercado doméstico.

    • Pedro Neto

      O Brasil tem uma solução facil.hibrido plugin com motor a etanol turbo com injeção direta e 170 por litro. De quebra inclui no pacote a garagem fotovoltaica

      • Marcio Souza

        Sonho em ter um veículo elétrico, mas aqui no Brasil será sonho por mais umas décadas. Híbrido na minha opinião é um paliativo, pois além de continuar poluindo o ar, vc continua refém das refinarias.

  • Thales Sobral

    O mais caro com 3 cilindros não seria o BMW i8?

    • Nnoitra

      Talvez o BMW i8 não seja considerado por ser híbrido.

      • Alberto

        Na Europa já roda o X1 e X2 dentre outros com o mesmo motor do mini,1.5 turbo de três cilindros.
        Show de motor.

    • Cristiano

      Pois é, não deixa de ter motor 3 cilindros. E o i3 tem tem um motor 2 cilindros.

  • Luis Fernando Pozas

    Poderiam ter feito uma menção honrosa ao visionário Gurgel, que já nos anos 80 visualizava o downsizing, e o city car, no seu BR800, BICILÍNDRICO.

    • RIP Brazil

      Um “visionário” que é “amigo do rei”?
      Ixplíkeççe por favor…

      • Luis Fernando Pozas

        vc é confuso…

  • Nnoitra

    Entre os motores 1.0 de 3 cilindros aspirados, o Firefly é sem dúvida o melhor. Por ser sincronizado por corrente de titânio não demanda substituição de correia dentada e tensionador, possui comando variável que simula o ciclo Atkinson para economizar combustível, faz a recirculação dos gases de escape para abreviar o período da fase fria, possui o maior torque entre todos os motores 1.0 aspirados, possui o melhor consumo entre os motores 1.0, e o segundo melhor desempenho entre os motores 1.0 aspirados de 3 cilindros, e o nível de vibração é o menor entre os motores 1.0 de três cilindros.

    • MarcioMaster

      Na teoria sim mas na pratica não. Estou a 10 mil KM com um mobi – antes era um UP, então falo com propriedade, o motor é muito fraco, a baixa é horrorosa e irritante, a ponto de ser perigoso em cruzamento, o firefly só respira acima das 3000 rpm e more aos 5500 rpm, muito fraco. O consumo na cidade no picado é ruim, ou seja, igual ao de um clio 1.0 16v ou UP. Positivo tem dois pontos, a vibração que é bem menor que o VW e o consumo na estrada é muito bom. Na pratica perde em tudo para um celta 1.0 VHCE (comparo com esse pois acredito serem o mesmo segmento). Para fechar com chave de ouro, esse motor não empurra um Argo nunca.

      • FPC

        Bom saber,apesar de não trocar o meu por um Mobi, mas talvez por um Argo. Vou continuar no up! mesmo, ano que vem vou de TSI, se Deus quiser!

      • JOSE DO EGITO

        Mas se um EA211 apirado empurra um POLO como o FIREFLY nao impurra um ARGO ??

        • MarcioMaster

          A minha definição de empurrar pode ser bem diferente, rsss. Até anda, mas é irritante, não vai no polo tambem não, embora a baixa do VW 3 C seja bem melhor, mas ainda é um 1.0 “empurrando” um carro maior feito para motores maiores e vendido como de entrada por conta do desconto para motores 1.nada.

          • Pedro Neto

            Fiz teste drive nos dois. Gostei do Polo, já o Arco 1 litrinho…

      • Thiago prado

        Teste 4rodas o argo andou mais que o Polo e outra ja tive experiência com esse motor no uno e o carro anda forte e super econômico fiz média de 9,7km no etanol com ar condicionado ligado na cidade

        • MarcioMaster

          Acredito que andou mais que o Polo, mas não estou me referindo à 0 a 100 kmh e sim a baixa morta do motor.

    • Thiago prado

      Verdade andei em uno 2017 que carinho esperto carro anda igual com ar condicionado ligado ou desligado

  • Thiago Pessoa

    Já tive contato com carros de 3 cilindros (Up aspirado, Ka, Sandero). Há de se registrar que os carros possuem excelente comportamento dinâmico. Porém, não sei se vocês percebem também uma característica que detestei em todos eles, tentarei expressar essa sensação que eu sinto. Não que os motores pequenos de 4 cilindros sejam elásticos, mas vejam bem: nos 3 cilindros, a marcha lenta é alta demais, você não consegue andar a menos de 1500rpm sem que isso exija uma redução da marcha, ao passo que em qualquer motor de 4 cilindros você trafega com 1000 giros sem que isso atrapalhe (creio que por conta da característica da alta vibração do tricilindrico), apesar de que não haverá força de retomada.
    E outra. Você gira o motor próximo do limite, 5000 ou 6000rpm, e a sensação que dá é que estamos ainda nas 3500 ou 4000 rotações de um motor de 4 cilindros. Voce quer esticar mais e pensa que o motor tem muito mais pra girar, mas já é o limite. Enfim. Por tudo isso que eu não teria ainda um carro de 3 cilindros, por eu achar que essas duas características afetam bastante o prazer de minha condução.

    • Fabio Gambela

      Qual deles vc achou ter melhor desempenho?

      • Thiago Pessoa

        O que mais me agradou foi o Ka.

      • Thiago Pessoa

        O Ford Ka foi o que mais gostei pelo conjunto. Mas o Up acelera igual.

    • Vanesso

      Até hoje só andei em um carro 3 cilindros, o Golf 1.0, e achei horrível. Tinha que passar marcha o tempo todo pois a rotação logo chegava nos 5000 rpm. E se normalmente em um 4cc eu estaria em 3a a 60km/h, o painel do Golf já me pedia para passar para a 5a marcha. Para que gosta de câmbio manual e passar marcha o tempo todo, 3cc é bom. Pra mim, nem pensar.

    • Cristiano

      O Sandero tem o mesmo ronco estranho do Kwid? Pergunto isso pelas diferenças entre os modelos. O Kwid me chama atenção pelo ronco, mas não de uma forma positiva. kkkkk

  • Roberto

    Na verdade quem ganha com o motor de 3 cilindros é o fabricante. O fabricante ganha porque necessita utilizar menos material, menos peças a serem produzidas, menos peças em estoque nas revendas, etc.
    Nem sempre a economia obtida pelo fabricante na produção de um veículo é repassado para o consumidor final.
    O que importa para o consumidor é o custo de aquisição, custo das revisões, gasto com combustível, desempenho etc.
    É muito difícil imaginar que exista algum consumidor que prioriza a escolha do carro pelo fato dele ter 3 cilindros ou 4 cilindros.

    • Eu no momento.

    • Nnoitra

      Concordo.

    • Emanuel Schott

      Motores 3 cilindros são mais econômicos, mais potentes e demandam menos dinheiro na hora da manutenção (tem menos peças pra quebrar ou pra trocar).

      Consumidor também ganha ao optar por um motor desses.

      • Roberto

        Eu, como consumidor, não me preocuparia com o custo de manutenção com o motor do meu carro.
        Hoje em dia, os motores duram muito sem qualquer problema. Muitos carros rodam mais de 150.000 km sem qualquer problema com o motor. Desta forma, não haveria vantagens na manutenção de um carro com um motor de 3 cilindros antes de uns 5-7 anos.
        Quanto a um motor de 3 cilindros ser mais econômico, mais eficiente e mais potente, isso tem a ver com as novas tecnologias envolvidas. Quanto mais recente o desenvolvimento do projeto do motor, mais eficiente ele é.
        Infelizmente, alguns fabricantes nacionais ainda insistem em produzir veículos com motores de 4 cilindros projetados há várias décadas (evidentemente, estes eram menos eficientes) e, assim não podem ser comparados com os modernos motores de 3 cilindros.
        Meu próximo carro pode até ser um de 3 cilindros, mas isso não é porque o motor é melhor. Um bom motor de 4 cilindros pode ser tão bom quanto a um bom de 3 cilindros.

        • Emanuel Schott

          Ter um cilindro a menos é uma das coisas que faz o motores mais modernos serem mais potentes e econômicos.

    • Alberto

      Em casa temos um Prisma LTZ 1.4 aut. e um KA 1.0 três cilindros.
      Em performance,o KA da de dez, anda bem e é mais econômico.Fizemos diversas viagens com o KA ,
      mantenho fácil velocidades permitidas ,andando dois adultos uma adolescente e uma criança ,com ar ligado.
      Pra Curitiba,saindo de SP,nas condições citadas acima,fiz 17 km/l gasolina.
      A vibração sentida ,é em ponto morto,mas não incomoda.Eu prefiro carros com três cilindros,quando for motor
      pequeno. Andei em uma Ecosport 1.5,esse novo motor três cilindros,adorei,muito boa. Também fiz um teste drive no Polo 200 TSI,que obra prima!Tenho 53 anos e o KA foi nosso primeiro Ford.
      Tive diversos Fiat,VW e GM. Não reclamo de nenhum.
      Abs

  • renato dantas

    Não acreditei nos câmbios automatizados e deu com os burros `na água (algumas montadoras o abandonaram), não acredito nos motores de 3 cilindros quando a Mercedes, Audi, Toyota, Honda, BMW e GM fizerem seu motor 3 cilindros vou passar acreditar.

    • Samuel Novais

      BMW usa um 3 cilindros no i8 hibridy

      • renato dantas

        Com ajuda de um motor elétrico certo.

    • Cristiano

      BMW usa o 1.5 de 3 cilindros em substituição ao motor Prince. É conhecido como B38 e tem versões a diesel e gasolina, usa nas séries 1, 2, 2 active tourer, 3, X1 e nos MINI One (nesse é 1.2), Cooper, Clubman e Countryman, além de uma versão desse mesmo motor no i8 (com 228 cv).

  • Ricardo Blume

    Vieram para ficar. Já rodei em alguns 3 cilindros e eles me agradaram muito. Econômicos e com boa desenvoltura na estrada. Jamais pensei que viessem com tanta força a ponto de praticamente dominar um segmento.

  • Marcos Tadeu

    O motor 1.2 3 cilindros da psa e disparado o melhor.

  • Rodrigo

    Eu tenho um Golf TSI Comfortline com motor 1.0 3 cilindros e não sinto vibração alguma. Quer dizer, apenas quando liga a segunda ventoinha do radiador vibra um pouco o volante. Mas sentia isso em todo carro que tive.

  • Thiago prado

    Esses dia tava com um uno firefly alugado que ronco massa desse motor

  • Pedrob

    A eficiência é exatamente a razao entre a potencia util do motor e o consumo de combustivel. Num motor tricilindrico as perdas por atrito sao menores (menos partes moveis) trazendo a potencia e eficiencia para niveis mais altos. Discordo com a diferença de peso citada na materia, na casa de 30kg. Acho que nesse quesito nao da para dar todo o credito dessa reducao de pes para a quantidade de cilindros pois acredito que esse delta esteja muito ligado ao fato de que os motores tricilindricos tem desenvolvimento mais recente, fazendo uso mais extensivo do aluminio e outros materiais mais nobres e alivio de massa. Acredito que se comparar,por exemplo, os motores 1.5 dragon da ford e o 1.5 NR da Toyota não deva ser algo na casa de 30kgs.

  • Cristiano

    Carro mais caro com motor 3 cilindros é o BMW i8, e o i3 usa motor 2 cilindros (de moto). Outro tipo de tecnologia, eu sei, mas não deixam de ter 3 e 2 cilindros respectivamente.

  • Celso Rabello

    Caro Leonardo Andrade, com todo respeito seu texto contem alguns erros conceituais. A retirada de um cilindro no motor de um veículo não está, necessariamente ligado ao aumento da potência e de torque e de redução no consumo de combustível. As vantagens em peso e menor complexidade realmente existem, porem em relação ao desempenho, a diminuição do numero de cilindros não é importante, mas sim outras tecnologias mais recentes aplicadas neles. Teoricamente um motor de 4 cilindros (de mesma cilindrada que um de 3 cilindros) tem potencial de maior desempenho. O atrito também diminui mas este numero de 20% não é verdadeiro. O atrito é responsável pela perda de 5 a 8% em cargas parciais e 3 a 5% em plena carga. A redução de 4 para 3 cilindros (entre motores de mesma cilindrada) diminui o atrito global do motor entre 15 e 18% apenas (e não 25%). As maiores perdas são sempre pelo calor liberado pelo escapamento e perdido pela necessidade de arrefecimento. A eficiência portanto está ligada a outros fatores. A maior vibração esta associada a menor regularidade de torque. No ciclo útil de 2 voltas temos menos combustões por isso a irregularidade é maior, por isso também é preciso aumentar a rotação de marcha lenta. O som do motor está associado à frequência de saída dos gases de escape a às vibrações do conjunto. Estes parâmetros são DIFERENTES em motores de 3 e 4 cilindros, não necessariamente maiores ou menores..Se quiser podemos explorar mais este assunto, é só falar. Abraço

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email