Pode rodar com o carro amassado ou batido?

carro batido amassado 1
carro batido amassado 1

Acidentes de trânsito podem acontecer com qualquer um, mas é bom saber lidar com as consequências de forma segura e em conformidade com a legislação de trânsito brasileira.

Quando um carro danificado é fruto de uma colisão, muitas dúvidas surgem, especialmente sobre a possibilidade de continuar circulando com o veículo.

Vamos ver alguns detalhes:

Pode rodar com o carro amassado ou batido?

Quando ocorre um dano veicular, é comum questionar-se se existe a possibilidade de continuar dirigindo ou se é necessário providenciar imediatamente a regularização de veículos.

Para saber se o carro pode continuar rodando, é necessário avaliar a extensão do dano:

  1. O dano veicular interfere na visibilidade do motorista?
  2. Existem partes do veículo com riscos de se soltarem durante a condução?
  3. Os sistemas de segurança e a sinalização estão funcionando adequadamente?
  4. O dano alterou de forma significativa a estrutura do veículo?

Se a resposta para qualquer uma dessas perguntas for “sim“, então a prioridade deve ser a regularização do veículo antes de retomar o trânsito nas vias.

Caso contrário, caso as condições de segurança estejam asseguradas, pode-se considerar a circulação até que os reparos sejam realizados.

É sempre importante ter em mente que mesmo com o carro amassado, se não houver comprometimento à segurança, a legislação permite que se faça a regularização dentro de um prazo adequado, evitando-se assim a imobilização do veículo.

carro batido amassado 2
carro batido amassado 2

Como a legislação brasileira aborda a circulação de veículos danificados

Com o objetivo de preservar a ordem, a segurança e o fluxo dos usuários da via, qualifica condições necessárias para que um automóvel circule, evitando riscos à coletividade.

Diretrizes do Código de Trânsito Brasileiro (CTB)

O CTB delineia as regras claras a serem seguidas por condutores de veículos danificados após ocorrências de trânsito.

Caso a integridade do veículo ou a segurança no trânsito esteja comprometida, medidas devem ser tomadas para que o veículo não continue a circular de forma ilícita, podendo, inclusive, ser removido do trânsito pela autoridade policial ou de trânsito, até que seja devidamente regularizado.

Condições de segurança e exigências para rodar

Segundo as normativas do CTB e as orientações de autoridades competentes como a Polícia Rodoviária Federal, a integridade mecânica e estrutural do veículo são de responsabilidade do condutor.

Qualquer sinal de comprometimento dos itens de segurança ou da estrutura que possa trazer perigos à circulação demanda atenção imediata.

Item Verificado Condição de Circulação Exigências Legais
Sistema de iluminação e sinalização Operante, sem danos visíveis Reparo ou substituição imediata de componentes danificados
Pneus Sulcos com profundidade acima da mínima Substituição caso não atendam aos padrões de segurança
Para-brisa Sem trincas ou quebras que afetem a visibilidade Reparo ou troca para manter a visibilidade adequada
Carroceria Estrutura alinhada, sem partes aerodinâmicas comprometidas Reforma estrutural para garantir estabilidade do veículo

 

Riscos de conduzir um veículo danificado

Comprometimento da segurança

Um veículo danificado pode apresentar falhas mecânicas inesperadas ou deficiências estruturais que aumentam a probabilidade de incidentes. Desde o alinhamento prejudicado, que pode alterar a trajetória do veículo sem aviso, até falhas em sistemas de segurança como freios e airbags, os perigos são diversos e cada aspecto deve ser cuidadosamente avaliado.

Implicações legais e infrações

A legislação de trânsito é clara quanto às normas para veículos circularem de forma legal. Conduzir um veículo que claramente não atende a esses padrões pode levar a multas e até a remoção do veículo das vias públicas.

Boatos e verdades sobre regularização de veículos após uma batida

É comum a disseminação de informações falsas sobre a regularização de veículo após ocorrências de trânsito, principalmente em plataformas digitais.

Desmentindo informações falsas sobre prazos de regularização

A afirmação de que há um prazo estipulado de 3 dias para a regularização de veículos após a detecção de uma infração em blitz é uma dessas inverdades sem respaldo legal. As regras para a regularização de veículo devem ser apuradas observando a gravidade da infração e a orientação dos órgãos competentes em cada situação específica.

O que dizem as autoridades de trânsito

As autoridades de trânsito são categóricas em suas diretrizes: veículos que ofereçam riscos à segurança devem ser abstidos de circular imediatamente, sem qualquer concessão de prazos adicionais para regularização.

Perguntas frequentes

É possível rodar com o carro amassado ou batido?

A circulação de um veículo danificado depende da extensão do dano e de como ele afeta a segurança veicular. Se não houver comprometimento da segurança, é possível rodar com o carro até que seja feita a regularização.

Quais os riscos de conduzir um veículo danificado?

Conduzir um carro danificado pode aumentar os riscos de novos acidentes e levar a infrações de trânsito caso o veículo não atenda às condições de segurança para a circulação.

Como a legislação de trânsito brasileira aborda a circulação de veículos danificados?

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), um carro que apresente riscos à segurança não pode circular e deve ser retirado da via até a regularização.

Quais são as coberturas do seguro DPVAT?

O DPVAT cobre indenizações por morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médicas originadas por acidentes de trânsito, independentemente da culpa.

Existem prazos legais para regularização de veículos após identificação de infrações em blitz?

Não há prazos legais para regularização de veículos em caso de infrações que comprometam a segurança veicular; o veículo deve ser recolhido imediatamente pela autoridade competente.

Quando é necessária a realização de uma perícia particular em acidentes de trânsito?

A perícia particular pode ser solicitada em casos de discordância sobre as circunstâncias do acidente para uso em possíveis ações judiciais.

google news2 Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



Autor: Eber do Carmo

Fundador do Notícias Automotivas, com atuação por três décadas no segmento automotivo, tem 18 anos de experiência como jornalista automotivo no Notícias Automotivas, desde que criou o site em 2005. Anteriormente trabalhou em empresas automotivas, nos segmentos de personalização e áudio.