Mercado

Quando o carro pedido não é entregue ou demora demais para chegar

Em épocas de grande demanda, atraso na entrega de um automóvel ocorre com mais frequência. Mas isso não significa que – mesmo em época de recessão, como atualmente – o consumidor não terá problemas para receber o carro que pediu.

Muitos vendedores acabam empurrando carros do estoque por conta do volume que a concessionária obrigatoriamente tem de receber. Ainda assim, muitos consumidores decidem esperar um pouco mais para ter modelo, versão e equipamentos desejados.


Afinal, é um direito assegurado pelo próprio fabricante, que investe muito dinheiro na criação de pacotes de opcionais e no configurador. Mas, depois de escolhido o carro desejado e feito o acordo de pagamento, o consumidor pode acabar esperando muito mais do que o combinado para ter seu veículo em mãos. Isso sem contar que o carro escolhido pode nem mesmo chegar ao destino.

Quando o carro pedido não é entregue ou demora demais para chegar

Como resolver?


Alguns concessionários podem – de forma leviana – estar vendendo carros que não serão entregues, uma manobra geralmente feita por empresas que estão falindo. Então, antes de visitar um concessionário, o consumidor deve “investigar” sua situação. A recomendação de amigos e parentes é válida, assim como consulta sobre reclamações do revendedor.

Além disso, uma segunda recomendação é que, na hora da compra, o consumidor deve exigir que o prazo de entrega seja especificado em contrato, pois isso servirá de prova em caso de um eventual atraso ou não recebimento do veículo. O atraso em um prazo estabelecido entre as partes é quebra de acordo, perante a justiça.

Para não ficar a ver navios, o consumidor geralmente tem três opções para resolver o problema do atraso ou da não entrega do bem. Uma delas é o forçamento da entrega por parte da loja, que imediatamente deverá executar. Outra saída é o recebimento de um modelo correspondente. E, por fim, recebimento dos valores pagos corrigidos e de forma integral.

Quando o carro pedido não é entregue ou demora demais para chegar

A recomendação principal antes desses casos, é que o consumidor faça um acordo amigável (partir para a ignorância não vai adiantar nada) com a concessionária e/ou fabricante. Ambos são responsáveis pelo problema, podendo – em caso de não entendimento – responderem juntos ou em separado num processo judicial, conforme prevê o artigo 34 do CDC (Código de Defesa do Consumidor).

O consumidor ainda tem direito a ressarcimento por perdas e danos, caso o atraso ou o não recebimento do veículo prejudique sua vida pessoal ou profissional. Buscar uma resposta do fabricante é o ponto de partida inicial, valendo também a entrada do Procon, se o problema não for resolvido.

Acordos verbais sobre prazo de entrega ou outros serviços até podem ser considerados, mas a prova documentada e assinada pelas partes não pode ser questionada em uma ação de reparação.

[Fonte: Revista Quatro Rodas]

Quando o carro pedido não é entregue ou demora demais para chegar
Nota média 5 de 1 votos

64 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

  • Tenho um amigo que esperou quase 5 meses para chegar um Gran Siena da maneira que ele quis. Depois de 3 meses ele ia toda semana na concessionária. Quase que infartou de raiva. É muita paciência… Eu prefiro ou pegar um modelo +- do que eu quero ou fico na espera que se por acaso chegar um modelo do qual eu queira, eu vou ver… Reservar? Nunca!

    • Penso da mesma forma… e por isso que odeio carro com pacotes de opcionais. Prefiro versões fechadas com um ou outro opcional no maximo.

      Carro especial assim vc tem o risco de ser enrolado e pra piorar não vai ganhar 1 real na revenda com o pacote “especial”.

    • Por isso eu acho a politica de opcionais um retardo enorme, ainda mais com carros de grande rotatividade.
      Você vai, todo feliz e monta o carro que quer, com os opcionais que quer, ai você pede uma cotação e recebe algo como “não temos um carro igual ao que você deseja, temos o carro na configuração tal com os opcionais tais, caso queira o carro na configuração desejada, o tempo de espera é de em média 60 dias”.
      Podemos pegar como exemplo o Golf quando existia a Confortline 1.4 TSI. Era quase impossível encontrar o carro com o pacote Exclusive sem o teto solar (coisa que acho inútil), caso quisesse o carro com o pacote mas sem o teto solar, teria que esperar a rodo, então praticamente todo Golf que tinha a venda ou era Exclusive/Premium com Teto Solar ou não tinha ele sem.
      Moral da história, configurar carro não serve de nada, pois a montadora faz X unidades do modelo com os opcionais que ela acha que vai sair mais, caso a sua configuração seja diferente das “padrões”, pode esperar sentado se quiser o carro.

    • Mas é um problema de um país que maltrata o comprador. Quem já viajou aos EUA já viu concessionárias que são verdadeiros prédios. Vc encontra, nos cinco ou seis andares o carro que quer, na cor escolhida e com os opcionais desejados. Aqui na banânia as CSS possuem um ou dois carros de cada modelo na loja e alguns já vendidos em pátios. E isso que estávamos em quarto, quinto ou sexto lugar em número de vendas no mundo. Antes da DiLLma claro…..agora eLLa está ferrando com tudo.

  • Bom….
    Até hoje, quase 40 dias após a compra de um high up TSI, estou aguardando a entrega!
    A concessionária me ligou hj dizendo que meu carro está na cegonha, á caminho, e que a entrega deve ocorrer até a próxima 6a feira.
    O high up TSI só é vendido sob encomenda, segundo vários concessionários consultados, mas liguei pro SAC da VWB e eles negaram essa informação.
    Estranho. …

    • Pode ser que eles tenham faturado o seu carro só este ano para poder comprar o carro da montadora com preço mais barato (modelo do ano passado). Não estou afirmando que tenha feito isto, mas é uma possibilidade! Confira a nota fiscal do carro quando lhe for entregue…

      • Obrigado pela dica, mas comprei o carro em 4 de janeiro, justamente por querer um ano/modelo 2016.
        Havia vários 15/16 em estoque, mas dá versão move. Como queria a high e fiz questão do ano/modelo 2016, tive que encomendar mesmo. No ato da compra, me deram o prazo de 20 dias corridos, o que não ocorreu.
        Alegaram que houve um pequeno atraso no início da produção e o meu estava programado para ser fabricado somente no dia 26/01.
        Eles buscaram no estoque da fábrica, mas exigi o ano/modelo que queria, a cor que queria e o acabamento interno que queria.
        Era um direito meu que não abri mão, e esse atraso eu já esperava, mas poderiam ter me avisado, afinal confiei meu dinheiro num carro da marca.
        Vamos ver se me entregam mesmo na próxima 6a.
        Novamente, obrigado pelas dicas
        Abs

      • Você está atrás de uma versão em especial? Logo no lançamento o cara me conseguia o Move Up com o pacote opcional pelo preço do básico, e com pouca espera… Foi na Maracar da Tancredo Neves.

  • Também não espero. Até porque tenho um único carro e dependo dele. Já vi amigo usar o antigo dele nos 3 meses de prazo e já hora de entregar desvalorizaram feio o carro dele. Depois de muita briga ele acabou ainda ficando com prejuízo de 500 reais do acordo inicial.

    • Sempre é feita a reavaliação na data da entrega. O negócio é o consumidor deixar claro que o valor pago é o da primeira avaliação, e exigir que esteja escrito no contrato.

  • O problema de uma situação dessas é que a concessionária depende do fabricante , que tem muito mais poder em mãos. Se o fabricante atrasar a entrega quem acaba levando a culpa é o concessionário. É como eu assumir um empréstimo e de uma hora pra outra a minha empresa atrasa o pagamento (isso aconteceu com funcionários estaduais do RS). Acaba sendo um círculo vicioso.

    • Mas nesse caso o SAC da montadora até orienta sobre o atraso e vc nota que a concessionaria não é a culpada. O problema é quando fazem de sacanagem. Ou pra te empurrar um modelo proximo do estoque ou por problemas financeiros mesmo.

  • Nunca tivemos esse problema, os carros que compramos ou foram tralhas peladas baratissimas que ninguem quer (incluindo um uno azul geladeira velha horroroso em 1996) ou carros jurássicos fim de linha em promoção.

  • Quando lançou o Fiat Bravo no Brasil eu encomendei um…
    Lembro até hoje o jeito que montei:
    Cor branca + Bancos em couro (marrom) + teto solar duplo + sistema de conectividade + airbags laterais e cortina
    Nunca vi o carro, depois de quase 3 meses, desisti da compra

    Aliás, vale aqui uma observação… Não sei Pq a FIAT faz esses pacotes de opcionais extensos se nunca entregam

  • Não espero mais do quê 30 dias por um carro, é querer muito um carro esperar 60, 90 dias por um carro que não tem nada de especial… existe N modelos, cores, concessionárias… só procurar que achará um carro do seu e por um preço até menor do quê do quê a concessionária mais perto… e com essa crise, esperar muito por um carro é loucura, as concessionárias estão abarrotadas de carros.

  • Eu sempre me estrepo porque gosto das versões mais completas e cores “diferentes”. Tente comprar um carro azul, só aí já demora. Tente comprar New Fiesta azul, Fit azul ou ainda alguns Fiats com cores bem diferentes. O vendedor sempre diz “ih, esse não vem”, “esse não vem mais”, “vai demorar 120 dias”. Mas essas cores estão lá no catálogo. Mês passado, um amigo meu queria o Focus, mas na cor azul. Então, ele ficou no queria e ainda não trocou o carro atual.

    • Na Ford o Fiesta azul vem sim, e rápido. É só o vendedor ficar de olho, acompanhando os que estão sendo produzidos de forma avulsa (sem ter sido pedido pelas concessionárias) e “capturar” o carro se encontrá-lo. Depois disso em 1 semana o carro tá entregue.

    • Na concessionária Volvo Open Point em Curitiba perguntei do V60 azul e foi a mesma coisa, vendedora falou que ia demorar meses, mas não sei pq cores ‘mais convencionais’ viriam em menos tempo, sendo que todos vêm da Suécia.

      Tenho uma amiga que esperou 6 meses pra chegar uma C200 azul.. e mesmo assim acabou não vindo. Depois de esperar tanto ela pegou uma C200 marrom, muito, mas muito bonita a cor… E o engraçado é que ela não liga pra carro, mas nas Mercedes ela se apaixonou.. e disse que quase pagou 40 mil a mais pra pegar uma C250 só por causa do banco de couro vermelho… mas desistiu, achou insanidade.

  • Ah, isso de receber e não entregar, pelo menos no começo do ano passado, estava ocorrendo na concessionária Ford Caiuás de Itapetininga, interior de São Paulo. Não sei se isso está ocorrendo hoje ainda ou se faliram ou se voltaram ao normal.

  • Bah… bem o que acabou de me acontecer…

    Cheguei numa concessionária VW do PR com 165 no bolso, em dinheiro (no banco, na verdade), e pedi um Passat 2016 Cinza Indium com teto e pacote premium, preço X, prazo de entrega 30 a 70 dias… acordei e dei 3 mil de sinal (ou arras como prefiram).

    Passados uns 20 dias levei meu Jetta TSI pra avaliar. Primeira decepção, avaliaram muito mais abaixo do que a BMW Euro Import em Curitiba tinha avaliado. Mas não desisti, afinal tinha mais 50 dias pra vender o Jetta,

    Nisso já perguntei do meu carro (o Passat), o vendedor entrou no sistema da concessionária e explicou que eu estava numa lista de espera (a nivel Brasil) pelo carro… Indaguei que posição eu estava

    _Não Sei Senhor!!

    E me enrolou em que chegaria no prazo. Aguardei.

    Deu 30 dias, mandei mensagem via waths, e meu carro? Em que pé está?
    Veio a mensagem, sinto muito, não entendo a VW só trás Confortline para o Brasil e não há expectativa para o seu chegar. Sendo que vai passar do prazo, NUNCA ANTES TINHA ACONTECIDO!!! Me desculpe!

    Porra, VSF, marquinha lixo, lixo, lixo, 10 mil vezes lixo, nascida pra vender Gol e Fox…

    Baita carro alemão, mas com eficiência brasileira de entregua… um merda literalmente.

    Resumo da ópera, vendedor me pediu pra esperar até o final de fevereiro pra saber quando vão poder entregar o carro que eu pedi.

    VW, PQ VCS BOTAM UMA PORRA DE CONFIGURADOR NO SITE SE NÃO CONSEGUEM ENTREGAR O CARRO???

    Mas apesar de tudo, acho que sou um corno automotivo pq gosto dos modelos da VW (não da eficiência brasileira), pq perdi o tesão no novo passat, e estou de olho num CC usado com 300 cv, pq esse tem a pronta entrega.

    VW, vcs são um lixo!!!

  • Um amigo meu encomendou um Jaguar do novo Azul ( claro ), não me recordo como chamam lá, ele pediu alguns opcionais o que tornou o modelo mais exclusivo, esperou 3 meses, chegou na loja outro azul, a loja só se deu conta do erro do vendedor quando ele foi lá retirar o mesmo. Resumindo não tem outro no Brasil com a mesma configuração, então agora eles querem mais 3 meses, ele é advogado e dos bons, quero vê o que vai acontecer. Sinceramente não imagino o que faria no lugar dele.

  • Fui olhar o HRV e era assim.. Esperar, prazo incerto, sem garantia de preço, ágio, arras de 5 pau no ato da reserva.
    Só otário compra assim.
    Comprei um outro carro (Toyota) à pronta, com desconto de 5500 na tabela, na cor desejada, sem papo furado, Comprado de manhã e entregue à tarde
    (HAI TOYOTA ITAJAÍ-SC)
    Depois o vendedor da honda ficou ligando… Foi um prazer imenso dizer que tinha comprado um Toyota
    E no final vi o quanto ia me arrepender de motorzinho 1.8
    Também fui na VW e o Golf é só do jeito que eles querem… SE quiser escolher opcionais é com reserva, sem desconto… Mas credo, vão achar outro trouxa que implore pra comprar o carro.

    • Duas coisas em uma negociação de carro que me fazem levantar da mesa NA HORA: ágio e frete para compra de um carro. Se o vendedor me fala que tem que dar dinheiro para uma dessas coisas, eu simplesmente vou embora sem nem me despedir.

    • Também desisti do HRV por causa do ágio, cheguei a encomendar e pagar o sinal, acreditando que na hora do vamos ver me fariam o preço tabelado.
      Nesse meio tempo (um mes depois) fui fazer TD no Golf. Voltei na ccs da honda e falei com o gerente de vendas, que afirmou que não faria o preço de tabela. Pedi meu sinal de volta e fui na VW arrematar o Golf.
      Pelo preço de um HRV intemediário, peguei um carro mais completo, com teto solar, cambio DSG, motor turbo, 5 air bags a mais.
      Estaria arrependido com um CVT, quase cedi ao apelo “suv”…

  • Também estou nessa situação, no final de novembro fiz o pedido de um cross up! TSI na cor branca por venda direta (desconto de funcionário), e até agora nada, o prazo que me deram é para semana 10 ou seja, final de fevereiro e já entrando no mês de março (primeiramente informaram, e inclusive está no contrato de reserva que o prazo eram de 60 dias a partir da data do pedido), o foda de tudo é que estou sem carro (meu anterior deu perda total). De um a dois, ou o carro está com muitos pedidos ou eles devem estar priorizando as vendas no varejo (cheguei a ligar em algumas ccs e quase todas elas não tinham esse carro em estoque). Enfim, haja paciência!

  • Fui encomendar um Golf Variant Azul Night, Interior Bege, Pacote elegance ou exclusive(tinha opção ainda!!) + teto, o vendedor riu quando eu terminei :O
    Saí da loja com um Passat Variant Premium Usadinho (Azul night – A cor escolhida, mas com interior preto 2014) pelo mesmo preço. Quem sabe esse não é o sinal para você pegar um CC :D

  • O estranho disso tudo é que a Anfavea diz que o estoque de carros está alto com não sei quantos dias de estoque.

    Entretanto, leio vários relatos de pessoas falando que querem comprar carros mas tem que esperar entre 60 e 120 dias para receber o carro desejado.

    O argumento lógico é que são configurações específicas que não estão em estoque. Supondo que isto seja verdade, porque quando vou em uma concessionário só tem carro na cor branca? Onde estão os carros de outras cores?

    O que eu quero concluir é que provavelmente o estoque está alto de carros que as pessoas não querem comprar, logo as fábricas estão prevendo a demanda errada e produzindo opções indesejadas.

  • O maior desperdício de dinheiro é comprar carro pelado e ficar enchendo de opcionais de fábrica.
    Por isso sou favorável à composição de itens por versões (via de regra básica, intermediária e completa). Todos ganham: a montadora pq não precisa ficar mexendo toda hora na linha de produção, o Concessionário porque consegue planejar bem a oferta à demanda e o consumidor porque vai levar aquilo que precisa e que pode pagar.
    É claro que depois pode colocar acessórios (rodas, rádio, adereços estéticos, etc. ), mas como acessórios instalados no pós-venda.

  • É realmente um saco ter que ficar esperando por um carro 0km. Eu nunca fiz isso, comprando sempre o carro que estava em estoque para pronta entrega. Também não pago 1 centavo de ágio ou a título de reserva.

    O meu carro atual eu só achei em São Paulo capital do jeto exatamente que queria. As concessionárias paulistas sempre recebem muito mais carros, principalmente nos segmentos mais caros e a dica que dou é essa: compre em São Paulo e pague o frete caso você more no Sul/Sudeste. Aliás, muitas marcas de luxo só têm concessionárias lá.

    As montadoras deveriam ter um canal para encomenda de carros com configurações menos comuns. Me lembro que a Fiat muitos anos atrás tinha um canal em que você encomendava exatamente o carro que queria diretamente da fábrica e escolhia a concessionária onde iria ser entregue. Se não me engano era o lançamento do Uno Mille.

  • O lado bom do semi-novo ou usado é que acha o mesmo modelo com vários pacotes de opcionais que já estão amortizados na desvalorização inicial quando 0 km,e o melhor leva o carro na hora se quiser,claro que alguns são mais difíceis de achar,como series especiais ou limitadas a uma certa tiragem.

  • 30 dias depois de vencido o prazo de entrega, e diante da falta de resposta da concessionária – que passou a me tratar como um incômodo – e descumprimento do que foi pactuado em relação ao preço do carro usado que eu daria na troca, tentei solução amigável. Frustrada pela falta de caráter da gerência, resolvi no berro, ligando para a polícia ainda no showroom. Recebi o sinal qie paguei de volta, cancelei a compra e ainda afastei pelo menos uns três compradores em potencial.

  • Todo brasileiro deveria ter o texto de Rudolf von Ihering (A luta pelo direito) como livro de cabeceira.

    Não custa lembrar o que fala o Código Civil:

    Das Arras ou Sinal

    Art. 417. Se, por ocasião da conclusão do contrato, uma parte der à outra, a título de arras, dinheiro ou outro bem móvel, deverão as arras, em caso de execução, ser restituídas ou computadas na prestação devida, se do mesmo gênero da principal.

    Art. 418. Se a parte que deu as arras não executar o contrato, poderá a outra tê-lo por desfeito, retendo-as; se a inexecução for de quem recebeu as arras, poderá quem as deu haver o contrato por desfeito, e exigir sua devolução mais o equivalente, com atualização monetária segundo índices oficiais regularmente estabelecidos, juros e honorários de advogado.

    Art. 419. A parte inocente pode pedir indenização suplementar, se provar maior prejuízo, valendo as arras como taxa mínima. Pode, também, a parte inocente exigir a execução do contrato, com as perdas e danos, valendo as arras como o mínimo da indenização.

    Art. 420. Se no contrato for estipulado o direito de arrependimento para qualquer das partes, as arras ou sinal terão função unicamente indenizatória. Neste caso, quem as deu perdê-las-á em benefício da outra parte; e quem as recebeu devolvê-las-á, mais o equivalente. Em ambos os casos não haverá direito a indenização suplementar.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email