Top 10: carros com injeção direta no Brasil

Top 10: carros com injeção direta no Brasil

Motores mais modernos já são realidade para alguns dos automóveis mais em conta disponíveis no mercado brasileiro.


Esses propulsores são dotados de componentes fabricados em alumínio, que diminuem o peso do conjunto, e uma série de outros recursos que conseguem melhorar o desempenho, aumentar a economia de combustível e diminuir as emissões de poluentes. Um desses itens é a injeção direta de combustível.

O sistema de injeção direta de combustível, que substitui a injeção indireta, faz com que a injeção de gasolina ou etanol ocorra diretamente no interior da câmara de combustão, ao invés do coletor de admissão, antes da válvula, no sistema convencional. Isso provoca um ganho de desempenho e também redução no consumo de combustível.

Selecionamos os 10 carros mais em conta equipados com motor com injeção direta no Brasil. Confira:

1) Hyundai HB20 Evolution 1.0 TGDI – R$ 83.390

Top 10: carros com injeção direta no Brasil

O lançamento da nova geração do HB20 no Brasil causou divisão nas opiniões, especialmente pelo visual controverso do modelo. Mas uma coisa ninguém pode negar: a Hyundai acertou em cheio ao atualizar o até então esquecido motor 1.0 turbo com a injeção direta.

A verdade é que isso tornou esse conjunto bem mais interessante do que víamos no HB20 turbo da geração anterior. Agora, o modelo entrega 120 cv e 17,5 kgfm de torque, disponíveis desde os 1.500 giros do motor.

Confira as mais de 150 listas Top 10 que temos no nosso site!

Com isso, o HB20 vai de 0 a 100 km/h em 9,6 segundos e tem velocidade máxima de 190 km/h. As médias são de 13,6 km/l na cidade e 17,6 km/l na estrada com gasolina e 8,6 km/l (cidade) e 10,3 km/l (estrada) com etanol.

2) Hyundai HB20S Evolution 1.0 TGDI – R$ 88.190

Top 10: carros com injeção direta no Brasil

A versão sedã do HB20 tem o mesmo conjunto e versão nessa lista, assim como seu irmão menor. Também com 120 cv e 17,5 kgfm de torque, o HB20S respira ainda mais aliviado ao ter esse propulsor, já que é mais pesado que o hatch.

Os números, porém, são um pouco diferentes: aceleração de 0 a 100 km/h em 10,7 segundos e máxima de 191 km/h. O consumo urbano é de 8 km/l com etanol e 12,1 km/l com gasolina, enquanto na estrada ele é de 10,8 km/l e 15,3 km/l, respectivamente.

3) Volkswagen Polo Comfortline 200 TSI – R$ 93.090

Top 10: carros com injeção direta no Brasil

Em terceiro lugar aparece outro modelo da Volkswagen. Com diversas versões com injeção direta, o Polo oferece o propulsor 1.0 TSI a partir da versão Comfortline. Ele é praticamente o mesmo motor usado no up!, mas com uma série de alterações, como um turbocompressor capaz de trabalhar com temperaturas mais elevadas e maior pressão, intercooler refrigerado por radiador auxiliar, entre outros.

No VW Polo, o 1.0 TSI rende 115 cv com etanol a 128 cv com gasolina, a 5.500 rpm, e 20,4 kgfm de torque, a 2.000 rpm. Este propulsor trabalha juntamente com o câmbio automático Tiptronic de seis marchas.

O modelo acelera de 0 a 100 km/h em 9,6 s e alcança 192 km/h. O consumo é de 8 km/l na cidade e 9,8 km/l na estrada com etanol e 11,6 e 14,1 km/l, respectivamente, com gasolina.

4) Volkswagen Virtus Comfortline 200 TSI – R$ 97.440

Top 10: carros com injeção direta no Brasil

Não são tantas opções de motores com injeção direta no Brasil, por isso essa lista tem vários representantes das turmas “1.6 THP” e “TSI”. O Virtus é mais um modelo da VW que tem essa tecnologia, e a versão mais em conta a oferecê-la é a Comfortline 200 TSI.

O conjunto é o mesmo do Polo: motor 1.0 TSI de 116/128 cv e 20,4 kgfm de torque, com câmbio automático de 6 velocidades. Com seu peso extra, a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 9,9 segundos, com máxima de 194 km/h. Já o consumo mostra como esses propulsores são eficientes: com etanol ele faz 7,8 km/l na cidade e 10,2 km/l na estrada, e com gasolina as médias são de 11,2 km/l e 14,6 km/l

5) Volkswagen Nivus Comfortline 200 TSI – R$ 100.050

Top 10: carros com injeção direta no Brasil

Outro representante da marca alemã, o mais recente Nivus também é oferecido apenas com uma única motorização. A versão de entrada do modelo da Volkswagen é a Comfortline 200 TSI, que entrega os mesmos 116/128 cv e 20,4 kgfm de torque dos outros modelos VW nessa lista. O câmbio também é o automático de 6 marchas.

Com seus 1.199 kg, o Nivus vai de 0 a 100 km/h em 10 segundos, com velocidade máxima de 189 km/h. O consumo continua sendo interessante, com 7,7 km/l com etanol 10,7 km/l com gasolina na cidade. Já na estrada, ele faz 9,4 km/l e 13,2 km/l, respectivamente.

6) Volkswagen T-Cross 200 TSI manual – R$ 105.690

Top 10: carros com injeção direta no Brasil

Em meio a tantos modelos da VW nessa lista, aqui temos uma opção interessante para quem realmente gosta de sentir o carro nas mãos. O T-Cross tem o mesmo conjunto visto em outros modelos, com versões com motor turbo 1.0 ou 1.4. Mas a opção que aparece em nossa lista tem um detalhe que os outros modelos da marca não tem: o câmbio manual.

Estamos falando do T-Cross 200 TSI, que tem propulsor 1.0 TSI de até 128 cv e 20,4 kgfm de torque, com câmbio manual de 6 marchas. A aceleração é beneficiada, pois é feita em 9,6 segundos, com máxima de 189 km/h.

O consumo urbano é de 8,5 km/l com etanol e 12,2 km/l com gasolina, enquanto na estrada o T-Cross manual faz 10,1 km/l e 14,5 km/l.

7) Peugeot 2008 Griffe 1.6 THP – R$ 118.990

Top 10: carros com injeção direta no Brasil

Em décimo lugar, a Peugeot aparece com o crossover compacto 2008 em sua versão topo de linha Griffe, que também usa o motor 1.6 THP flex de quatro cilindros e transmissão manual de seis marchas. Ele entrega os mesmos 166 cv com gasolina e 173 cv com etanol, a 6.000 rpm, e torque de 24,5 kgfm, a 1.400 rpm.

Segundo dados da Peugeot, o 2008 1.6 THP acelera de 0 a 100 km/h em 8,1 s e atinge 209 km/h. O consumo é de 7,1 km/l na cidade e 8,5 km/l na estrada com etanol e 10,7 e 12,4 km/l, respectivamente, com gasolina.

8) Chevrolet Cruze LT e Cruze Hatch LT – R$ 120.680

Top 10: carros com injeção direta no Brasil

A dupla da Chevrolet salva a marca ao aparecer na oitava posição, lembrando que ela decidiu lançar o Onix 1.0 Turbo sem a injeção direta. Com isso, o Cruze sedã e o Cruze hatch são os mais baratos a contar com essa tecnologia.

Ambos usam o mesmo motor 1.4 turbo de 150/153 cv a 5.200 rpm e 24/24,5 kgfm de torque a 2.000 rpm, associado ao câmbio automático de 6 marchas. Com ele, ambos chegam aos 100 km/h em 9 segundos e atingem 214 km/h de velocidade máxima.

O consumo do hatch fica em 7,6 km/l na cidade e 9,4 km/l na estrada com etanol, enquanto que com gasolina os números são de 11,1 km/l e 13,5 km/l, respectivamente. Já o sedã tem médias de 7,8/9,8 km/l com etanol e 11,3/14 km/l com gasolina.

9) Fiat Toro Endurance 1.3 Turbo – R$ 122.990

Top 10: carros com injeção direta no Brasil

Com a última atualização visual, a Toro também recebeu o novo motor 1.3 turbo de 180/185 cv a 5.750 rpm e 27,5 kgfm de torque a 1.750 rpm, que nesse caso é associado ao câmbio automático de 6 marchas.

Bem superior aos antigos motores flex usados pela picape, esse novo propulsor da Fiat leva a Toro de 0 a 100 km/h em 10,7 segundos e atinge uma máxima de 201 km/h. Além disso, tem médias urbanas de 6,6 km/l (etanol) e 9,7 km/l (gasolina), enquanto na estrada faz 7,9/10,7 km/l, respectivamente.

10) Renault Captur Zen – R$ 124.490

Top 10: carros com injeção direta no Brasil

Outro lançamento recente em nosso mercado que usa o conjunto motor turbo e injeção direta é o Renault Captur. Em todas as suas versões, o SUV vem com o propulsor 1.3 turbo da Mercedes-Benz, que entrega 162/170 cv a 5.500 rpm e 27,5 kgfm de torque a 1.600 rpm.

Assim como outros modelos citados nesse ranking, a atualização da motorização foi um grande avanço para o Captur, que agora chega aos 100 km/h em 9,2 segundos. A velocidade máxima é de 190 km/h.

Seu consumo também melhorou, ficando na casa dos 7,5 km/l na cidade e 8,3 km/l na estrada (com etanol) ou 11,1 km/l na cidade e 12 km/l na estrada (com gasolina).

Leonardo Andrade

Leonardo atua no segmento automotivo há quase nove anos. Tem experiência/formação em administração de empresas, marketing digital e inbound marketing. Já foi colaborador em mais de sete portais do Brasil. Fissurado por carros, em especial pelo mercado e por essa transformação que o mundo automotivo está vivendo.