TOP 10: Os carros esportivos mais baratos do Brasil (2022)

Quais são os carros esportivos mais baratos do Brasil? Bem, o nosso país nunca teve uma fartura de opções de modelos deste tipo, e ultimamente não tem sido diferente. Os carros esportivos são poucos, caros e na sua maioria importados.


Nesta nova lista TOP 10 temos os carros esportivos mais baratos do Brasil. Vamos considerar os modelos com proposta de esportividade e com tocada mais rápida, e não apenas uma versão com visual alusivo ao tema. Se focássemos em modelos apenas com visual esportivado, teríamos até mesmo populares nesta lista.

Veja também a lista dos carros esportivos até 50.000 reais

Alguns desses carros esportivos baratos nem mesmo possuem visual esportivo, como é o caso de alguns sedãs, que são modelos mais sóbrios mas que tem um motor potente debaixo do capô.

Eles possuem ajuste de suspensão mais rígido, incluindo até conjunto mais sofisticado sob o chassi em relação à versão de entrada. Isso sem contar bancos e o próprio desempenho do mesmo. Outros possuem visual e proposta nesse sentido, mas com desempenho condizente.

As potências vão de 152 cv a mais de 220 cv na lista abaixo, sendo que cada um aproveita da melhor forma a cavalaria disponível. Há modelos turbinados nessa faixa de preço e que ficaram de fora, pois ainda conservam foco no conforto.

Veja também: carros esportivos populares

Assim, temos na lista TOP 10 com os carros esportivos mais baratos do Brasil:

1) Renault Sandero RS 2.0 – R$ 99.290

Confira as mais de 150 listas Top 10 que temos no nosso site!

Sem dúvidas, o Renault Sandero R.S. 2.0 é a opção mais barata do mercado nacional em termos de esportivos. O hatch de origem romena foi buscar na divisão de alta performance da Renault na França o pacote necessário para converter-se em um carro de pegada realmente agressiva.

Apesar de parecer apenas um Sandero com pacote visual e motor grande, o R.S. 2.0 recebeu diversas modificações estruturais e mecânicas para ter uma performance digna de esportivo.

O modelo conta até com modos de condução, que alteram o funcionamento do motor F4R 2.0 que, ainda assim, tem somente 145 cv na gasolina e 150 cv no etanol, entregando 20,2 e 20,9 kgfm, respectivamente. Assim, o hatch vai de 0 a 100 km/h em 8 segundos e tem máxima de 202 km/h.

2) Peugeot 2008 Griffe THP 1.6 Turbo – R$ 125.990

Peugeot adota sistema de cashback e anuncia outros benefícios no BR

Infelizmente, o Peugeot 208 GT saiu de linha no Brasil, mas a marca francesa ainda tem outro modelo que pode proporcionar alguma diversão parecida ao volante, o 2008 THP.

Esse motor está disponível apenas na versão topo de linha Griffe. Ele tem 1,6 litro e entrega 165 cv com gasolina e 173 cv com etanol, entregando também torque de 24,5 kgfm a partir de 1.500 rpm.

Com câmbio automático de seis marchas, ele tira um pouco da esportividade vista no 208 GT, que tinha câmbio manual. O Peugeot 2008 THP acelera de 0 a 100 km/h em 8,8 segundos e tem velocidade máxima de 209 km/h.

Sua lista de equipamentos inclui seis airbags, central multimídia com Apple Carplay e Android Auto, teto panorâmico, ar-condicionado de duas zonas, entre outros.

3) Citroën C4 Cactus Shine THP 1.6 Turbo – R$ 135.590

Com o mesmo conjunto mecânico do Peugeot 2008 na versão acima, o C4 Cactus oferece uma tocada que impressiona em sua versão topo de linha Shine. Debaixo do capô está o conhecido 1.6 THP de 173 cv e 24,5 kgfm de torque, associado ao câmbio automático de seis velocidades.

A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em apenas 7,3 segundos, sendo ainda mais rápido que o conterrâneo da Peugeot. A velocidade máxima também fica um pouco acima, chegando aos 212 km/h.

Assim como esses números de desempenho, o preço também é um pouco superior. O pacote de equipamentos inclui sistema de frenagem automática, alerta de colisão, alerta de saída de faixa, seis airbags, rodas de 17 polegadas, bancos em couro, entre outros.

4) Volkswagen Jetta GLI – R$ 205.590

Renovado, o Jetta é vendido no Brasil apenas com motorização turbo. As versões mais baratas eram equipadas com o 1.4 TSI de 150 cv, mas não podiam ser chamadas de esportivas. A configuração que realmente merece essa designação é a topo de linha GLI 350 TSI, a única ainda disponível.

Essa opção é equipada com o mesmo motor da anterior 2.0 TSI Highline, mas agora com 230 cv e 35,7 kgfm de torque. A transmissão é automática e tem seis velocidades, num conjunto que leva o sedã de 0 a 100 km/h em 6,8 segundos, com máxima de 250 km/h.

Mesmo não sendo barato, o Jetta GLI (veja aqui Jetta GLI: impressões ao dirigir) tem um conjunto capaz de deixar muitos modelos mais caros para trás.

5) Volvo S60 T4 – R$ 209.950

O Volvo S60 T4 utiliza o mesmo powertrain do V40 T4, mas muito antes deste, terá uma nova geração, feita sobre a plataforma escalável SPA, a mesma dos S/V/XC90. O motor Drive-E 2.0 continuará na próxima geração e provavelmente com os mesmos 190 cv e 30,6 kgfm, mas com câmbio automático de oito marchas.

Atualmente, ele porta uma caixa de seis marchas. Mesmo assim, vai de 0 a 100 km/h em 7,1 segundos e tem máxima de 220 km/h.

6) MINI Cooper S 2.0 – R$ 229.990

O MINI Cooper S é um pequeno indomável, um verdadeiro kart. Pequeno, baixo e rápido, o hatch britânico chega em nova geração sobre a plataforma UKL da BMW, ostentando igualmente um motor B48 2.0 TwinPower Turbo com 192 cv e 30,6 kgfm a 1.250 rpm.

Esse motor modular do fabricante alemão, controlador da inglesa, vem com câmbio automático Steptronic de seis marchas e tração apenas dianteira.

Com uma pegada bem agressiva, o MINI Cooper S permite acelerar de 0 a 100 km/h em 6,7 segundos e atingir máxima de 233 km/h. Dotado de suspensão rebaixada e firme, o esportivo inglês tem bancos envolventes, multimídia MINI ConnectedDrive com serviços online, volante de três raios, modos de condução, HUD, entre outros.

O cluster também é digital e o ambiente é claramente exótico, remetendo ao clássico dos anos 60.

7) Audi A3 Sedan S-Line 2.0 – R$ 249.990

O Audi A3 Sedan na versão S-Line tem motor 2.0 TFSI de 190 cv e 32,6 kgfm, que substituiu o antigo EA113 1.8 TFSI de 180 cv, entregando uma performance bem superior com câmbio de dupla embreagem S tronic de seis marchas.

Esse conjunto permite uma aceleração de 0 a 100 km/h em 7,4 segundos com máxima de 248 km/h.

Veja mais: Audi A3 Sedan e Sportback S line a partir de R$ 249.990

8) BMW 320i GP – R$ 298.950

Renovada recentemente, a nova BMW 320i GP continua sendo uma opção interessante para quem espera um bom desempenho. O modelo tem motor 2.0 turbo de 184 cv e 30,6 kgfm de torque, capaz de levá-lo aos 100 km/h em 7,1 segundos, especialmente graças à transmissão automática de 8 marchas. A velocidade máxima é de 235 km/h.

Mas se o desejo for por uma performance ainda melhor, a Série 3 tem ainda a versão 330i Sport, com o mesmo motor 2.0 turbo calibrado para entregar 258 cv e 40,8 kgfm de torque, o que diminui o tempo de 0 a 100 km/h para 5,8 segundos e aumenta a velocidade máxima para 250 km/h.

9) Chevrolet Camaro – R$ 490.000

A penúltima posição por aqui é de um modelo que briga diretamente com o décimo colocado. Estamos falando do Chevrolet Camaro, que custa R$ 490 mil e apresenta a conhecida proposta dos muscle cars dos EUA.

Ele vem com motor 6.2 V8 de 461 cv e 62,9 kgfm de torque, associado ao câmbio automático de 10 marchas. Isso o leva de 0 a 100 km/h em apenas 4,2 segundos, com máxima de 290 km/h.

10) Ford Mustang Mach 1 – R$ 545.000

É claro que nossa lista acabaria em valores fora da realidade para a maioria dos brasileiros. Também é um fato que na faixa de R$ 200 mil a R$ 300 mil temos vários SUVs que entregam uma boa performance. Mas nossa lista exige que o modelo seja esportivo, ou pelo menos calibrado de forma que possa entregar mais esportividade.

Por isso, o décimo colocado é o Ford Mustang, vendido por aqui na versão Mach 1 por R$ 545.000. O valor é alto, mas o sorriso ao dirigi-lo é garantido. São 483 cv e 56,7 kgfm de torque extraídos de seu motor 5.0 V8. A transmissão é automática e tem 10 velocidades, o que leva o esportivo aos 100 km/h em apenas 4,3 segundos, com velocidade máxima de 250 km/h.

Galeria de fotos dos 10 esportivos mais baratos do Brasil:

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.

Deixe um comentário