*Featured Avaliações Sedãs Toyota

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

O Toyota Camry é um dos carros mais vendidos da marca japonesa em todo o mundo e, aqui no Brasil, tem sua presença garantida, mesmo que seja apenas em um nicho.


Embora seja um sedã médio nos EUA, aqui ele é considerado grande e, infelizmente, muito caro. Do modelo 2019 para o 2020, ele aumentou de R$ 206.200 para R$ 245.990!

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

Sabe o que mudou? Nada… Ele continua sendo o bom sedã executivo, dotado de muito espaço interno e algumas regalias para quem manda e ausências para quem obedece, desde 2018.

Entre itens de luxo e uma sensação de carro de frota, o Toyota Camry XLE conta com um V6 3.5 bem forte, mas que cobra seu desempenho em consumo na cidade. Vejamos.

Por fora…

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

O Camry é um sedã tipicamente feito para o mercado americano, tendo um porte bem avantajado que, ainda não é o maior que há por lá, já que existe o Avalon.

Com visual expressivo, o sedã executivo da Toyota conta com faróis full LED e luzes direcionais, além de grade em “V” e para-choque com enorme boca, que ainda sustenta faróis de neblina em LED.

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

A carroceria é bem musculosa, em especial na altura das colunas C, dando ao carro um aspecto mais robusto e elegante. As portas traseiras grandes também ajudam no acesso ao interior.

Na traseira, as lanternas em LED são grandes e dão volume ao conjunto, que ainda chama atenção pelos dois escapes cromados. As rodas aro 18 são elegantes e vêm com pneus 235/45 R18.

Por dentro…

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

O ambiente do Toyota Camry XLE é um misto de requinte e funcionalidade, tendo materiais soft no painel e portas, além de acabamento em couro preto e apliques em madeira.

Já o painel tem um belo design, mas não foca muito em telas digitais, tendo isso apenas para o display multifuncional entre os mostradores do cluster e a multimídia.

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

Esta vem apenas com CD/DVD, GPS nativo, TV Digital e câmera de ré, além de Bluetooth e uma tela de 8 polegadas. Android Auto e Car Play? Esqueça.

Se não empolga pela mídia e nem pela falta de um monitoramento em 360 graus, pelo menos tem um ar condicionado condizente com a proposta, tendo 3 zonas de climatização.

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

Vem ainda com um sistema S-Flow, direcionado o ar apenas onde há alguém sentado. Além disso, vem com a tecnologia de filtragem de ar Nanoe, eliminando muitas impurezas externas.

Falando em clima, o Camry XLE vem ainda com um display digital no apoio de braço traseiro, onde o dono pode ajustes temperatura, persiana traseira e encosto dos bancos (2).

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

Sim, o Camry tem tais ajustes para quem vai atrás, mas o motorista pode manipular a persiana elétrica. Nas portas traseiras, existem ainda telas antissolares manuais para proteção.

Elas permitem alguma discrição, ainda mais num carro que não tem teto solar, outra ausência sentida, mas que faz sentido para a maioria dos clientes brasileiros: facilita a blindagem.

Partindo então de que o dono vai estar atrás, o motorista conta com ajustes elétricos em seu assento e no do passageiro, mas sem nenhuma memória.

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

Também não há aquecimento ou ventilação dos assentos. Atrás, porta-copos retrátil e duas entradas USB.

Na frente, apesar de não ter alguns itens, o condutor pelo menos conta com coluna de direção ajustável eletricamente.

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

Esta vem com modo de acesso, recuando para que o motorista entre ou saia, mantendo a posição anterior. Os retrovisores são rebatidos eletricamente.

No porta-malas, o espaço é bem grande, já que são 593 litros, mais do que suficiente para a proposta do sedã.

Por ruas e estradas…

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

Feito sobre a plataforma TNGA (GA-K), o Toyota Camry é um carro muito gostoso de dirigir e realmente é focado no conforto, mesmo não tendo a mesma agilidade do Novo Corolla.

Para mover mais de 1,6 tonelada de aço de alta resistência, o Toyota vem com um V6 3.5 Dual VVT-i com injeção direta e indireta (D-4S) e ciclo Atkinson.

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

Ele entrega 310 cavalos a 6.600 rpm e 37,7 kgfm a 4.700 rpm, responde bem mesmo em baixas rotações, afinal, a cavalaria é tão grande que compensa o lag inicial.

Esse motorzão vem com uma caixa automática de oito velocidades e tração dianteira. Silencioso e suave em funcionamento, o V6 3.5 é esperto quando se exige dele.

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

Num carro como o Camry, ele se encaixa bem na proposta, ainda mais com o preço alto que ele carrega. Nos EUA, no entanto, a XLE só tem o 2.5 a gasolina com 206 cavalos.

Então, com 310 cavalos, o Camry XLE “brasileiro” sobra em aceleração, partindo bem rápido nas saídas e com vigor de quem está puxando bem menos peso.

Pisando fundo, o sedã executivo da Toyota é só prazer ao volante, respondendo rápido ao pedal e com trocas de marchas bem eficientes.

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

Nem é preciso ir até 6.000 rpm ou mais para provar sua força, que nunca é jogada de forma abrupta, sendo sempre bem filtrada e entregue com suavidade.

Como não é um carro esportivo, o modo Sport chega a ser um detalhe nesse conjunto realmente forte, mas ainda assim, é legal sentir o V6 roncando com alto giro.

Optando-se pelo modo manual, dá para extrair um algo a mais, mas apenas para saber que, embora anda muito e rápido, o Camry XLE é de todo modo, um carro comportado.

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

Rodando na estrada, o ponteiro marca baixos 1.600 rpm, aproveitando as oito marchas bem escalonadas e o torque disponível.

Na cidade, impressiona os momentos em que o ponteiro simplesmente despenca para 1.000 ou 1.100 rpm, sem sequer parecer fraco ou estar pedindo marcha.

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

Com esse conjunto motriz, o Toyota Camry XLE não poderia deixar de agradar. Em rodovia, conseguimos ver que o D-4S funciona bem, fazendo 12,2 km/l.

Contudo, na cidade, nunca conseguimos fazer mais do que 5,5 km/l de média em uma cidade litorânea totalmente plana. Sim, ele bebe muito na cidade, mesmo com o indicador de economia aceso.

Seu tanque de 60 litros, nesse caso, daria apenas para 330 km… Quando pegamos o carro, com tanque cheio, dava menos de 400 km de autonomia.

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

Bom, para quem vai gastar ainda mais após uma blindagem, isso é um mero detalhe. Na direção, elétrica, o Camry XLE chama atenção pela boa receptividade aos comandos.

Com conforto no início da fila de atributos, esse Toyota vem com uma suspensão bem acertada para o asfalto americano, mas por ser macia, sofre menos por aqui.

A dinâmica de condução é de um carro para pessoas de maior idade e que não possuem pretensão de andar esportivamente (como o Corolla…), sendo elogiável nesse caso.

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

Mesmo em curvas rápidas, ele tende a sair um pouco de traseira, mas isso é totalmente corrigível graças à suspensão traseira Double Wishbone.

Além disso, a posição de dirigir é correta e confortável, dando ao motorista uma ampla visão da estrada, graças às enormes janelas dianteiras e colunas A afuniladas.

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

Nessa parte, o Camry realmente se destaca, já que a visibilidade lateral é muito maior que quase qualquer sedã abaixo ou acima dele.

Portando rodas aro 18 com pneus largos, flutua bem (no bom sentido) na estrada, sendo verdadeiramente um carro para quem pega boas rodovias, raras no Brasil.

Tendo um bom nível de ruído a bordo e com turbulência exterior minimizada, o Camry agrada muito em velocidades altas.

Por você…

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

O Toyota Camry XLE é um carro focado. Ele é direcionado para um público cativo, que vem de outras gerações (ele teve 11) e que quer um carro até certo ponto discreto.

Por ser um Toyota, não exibe o luxo de marcas premium, como a irmã Lexus, mas ainda assim traz recursos vistos apenas em sedãs de alto luxo e com preços três vezes mais altos.

Seu motor é forte e capaz e imprimi-lo em fugas rápidas se necessário. Embora tenha “apenas” 4,885 m de comprimento, o espaço para as pernas atrás, é bom.

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

Os recursos de discrição e conforto realçam a proposta desse executivo japonês, que já vendeu milhões de unidades pelo mundo, onde tem sete fábricas dedicadas à sua produção.

Apesar de seu preço comprar bons sedãs de luxo alemães e suecos, o Camry tem seu fã-clube e é para esses que ele se dedica, com porte, conforto e desempenho. Para eles, está valendo!

Medidas e números…

Ficha Técnica do Toyota Camry XLE V6 3.5

Motor/Transmissão

Número de cilindros – 6 em V

Cilindrada – 3.456 cm³

Potência – 310 cv a 6.600 rpm (gasolina)

Torque – 37,7 kgfm a 4.700 rpm (gasolina)

Transmissão – Automática com 8 marchas e mudanças na alavanca

Desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h – 7,0 segundos

Velocidade máxima – 225 km/h

Rotação a 110 km/h – 1.600 rpm

Consumo urbano – 5,5 km/litro

Consumo rodoviário – 12,2 km/litro

Suspensão/Direção

Dianteira – McPherson/Traseira – Multilink

Elétrica

Freios

Discos dianteiros e traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus

Liga leve aro 18 com pneus 235/45 R18

Dimensões/Pesos/Capacidades

Comprimento – 4.885 mm

Largura – 1.840 mm (sem retrovisores)

Altura – 1.455 mm

Entre eixos – 2.825 mm

Peso em ordem de marcha – 1.645 kg

Tanque – 60 litros

Porta-malas – 593 litros

Preço: R$ 245.990

Toyota Camry XLE V6 3.5 – Galeria de fotos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • luiz

    única coisa que esse carro tem de luxo é o preço, de resto não passa de um sedã qualquer de uma marca generalista….. no entanto, não há dúvidas que é um bom carro, porém, 245 mil reais é simplesmente uma piada, Toyota.

    • Tosca16

      Rapaz, se não fosse o preço muito acima do real valor do carro pela tecnologia que oferece, seria sem dúvidas o V6 que vc poderia manter; primeiro que não dá pau, segundo que pelo preço que é, as revisões tão a preço de banana… mas se precisar de uma peça, já sabe, deve ser uns 6 meses pra chegar.

      • Thiago

        Pelos R$ 80.000,00 de diferença em relação ao passat dá para comprar quase 2 motores sobressalentes.
        Antes de comprar o passat fui ver esse carro ao vivo, junto com accord e fusion e digo que todos eles não valem 1 centavo mais do que os 160 mil do passat, aliás, pior em muitos quesitos.
        Sem que falar que no mercado de usados o preço derrete como gelo, muito mais que os outros carros da mesma categoria, pois ninguém pagará 1/3 a mais pelo carro.

        • th!nk.t4nk

          O Camry é bem broxante realmente, apenas um “Corollão”. O Fusion tem interior bem popularzão também, mas na época em que tive o carro ainda via vantagem no conforto e motor. Posteriormente fiquei com um Passat por 2 meses, e finalmente caiu a ficha de que é praticamente outra categoria de carro. Pra valer a pena Camry e Fusion, só se for realmente pagando muito mais barato do que no Passat (e olhe lá).

          • Edson Fernandes

            A diferença é que ao menos o Fusion tem recurso pra caramba perto desse Camry.

            Eu ficaria entre o Passat e o Fusion. Não acho que compensa o valor pedido em Camry e Accord. (e ainda entre esses dois eu ficaria com o Accord pq é realmente atualizado e leva u mmotor 2.0 que nõa deixa a desejar por esse V6 da Toyota)

          • Thiago

            Minha família teve 2 fusions, o primeiro AWD V6 2010 e o segundo FWD, 2013, que rodou mais de 150 mil km até 2019, quando foi trocado pelo passat.
            No camry não andei, até porque não tinha sequer o carro no showroom e os vendedores não faziam questão nenhuma de vender o carro. O máximo que consegui foi um catálogo, que tive que pedir ainda por cima porque os vendedores tinham apenas 1.
            O fusion 2019 que vem para o Brasil é praticamente igual ao 2015, mudando apenas alguns acabamentos, revelando ser um projeto datado.
            O passat é superior em quase tudo ao fusion, ficando apenas a suspensão do fusion um pouco melhor no solo lunar brasileiro e o sistema de som que é pouca coisa melhor.
            No preço, 161 mil do passat contra 176 mil do fusion, que já saiu até de linha e nem tem mais à venda eu acho.
            Quando estive na Alemanha em 2018, aluguei um fusion perua (SW) 1.5T titanium e rodei com ela mais de 1.500 km passando por República Tcheca e Áustria (em todas as locadoras da Alemanha quando falava que passaria pela República Tcheca só permitiam alugar ford, mazda e opel ou então bloquear 35.000 euros no cartão e assumir o risco de furto ou roubo porque o seguro não cobria). O motor 1.5 é bom, mas pena de alta nas viagens e bebe bastante.

        • Denis

          Hoje um Camry sai a R$ 245 mil….. Daqui uns cinco anos, vai a R$ 100 mil…… E mais cinco (dez anos) 60 mil reais (é mole) kkkkk

        • TijucaBH

          Thiago, na minha opinião voce está quase correto, pois pra mim o Camry vale uns 10k no max acima do Passat. O VW tem a vantagem de ter um consumo bem abaixo do Toyota mas por outro lado o japonês depois de 10 anos parece que tem 3 além das peças serem bem mais em conta do que o alemão. Preço por preço eu iria de Camry. O Passat sendo 10k mais barato eu iria jogar uma moeda pro alto pra decidir, mas considerando o preço atual de ambos, nao precisa nem pensar 2x, é Passat sem sombra de dúvidas!!!!

          • Thiago

            Depois de 10 anos o passat deve dar bem mais dor de cabeça que o camry, que envelhece melhor.
            Aliás, acho que depois de 5, no máximo 6 anos, o passat já começa a dar uns sustos e o camry vai mais tranquilo.
            A segunda revisão da passat , de 20.000 km já saiu R$1.300,00 completa com lavagem e geometria/balanceamento.
            A revisão do meu civic EX-L G10 de 40.000 km saiu R$2.000,00 completa, mas sem troca das pastilhas de freio.
            Vejo muitos recomendando “restos de rico” com 10 anos nas costas que zero km custam R$500.000,00, só podem ser abastecidos com pódum, com mecânica que dá problema, que cada parada na oficina custa R$ 5.000,00 em peças, isso só é vantagem para o dono da oficina ou para quem é rico e quer ter um carro mais antigo caro.
            Se todo mundo tivesse grana para manter e fosse fácil como falam por aí, não veríamos tantos veículos parados na oficina “aguardando peças”.

            • TijucaBH

              Exatamente!!! Falando em resto de rico e falta de peças, por incrível que pareça, esses carros depois que saem da garantia é mais facil de achar peça desde que o carro tenha sido bem vendido nos EUA. Um tio meu comprou um Camry zero km 2014. Toda peça que ele precisa, pede direto nos EUA e em 10 a 15 dias a peça está aqui no Brasil. Dependendo da peça que voce precisar de um carro nacional, pode demorar mais do que isso…

        • Denis

          Se fosse só o Camry, até a SW4 mais completa a Toyota está a transformando na espécie de Land Rover Evoque. Até quando vai o limite da Toyota????? (vide também Hyundai e Kia).

        • fsjal

          Tive um Fusion Titanium AWD e a única coisa que vendia o carro era o custo x benefício. Quando comprei, em 2014, paguei um preço bom, muito abaixo dos concorrentes. E gostei muito do carro. Só que o pós venda da Ford na minha cidade era de chorar.
          Quanto mais o preço dele se aproximava do Passat ao longo dos anos, mais as vendas caíam.
          É um carro que até hoje tem um pack tecnológico muito bom, que o Camry não tem, por exemplo (ainda mais considerando que o carro é de 2013), mas de todos eles, o Passat é mais sólido, mais carro.

          O Camry não justifica nem de longe o preço. Não passa de mais um devaneio de montadora japonesa no Brasil.

    • Gabriel Camilo

      Pode abaixar 100 mil desse carro que ainda está caro, 120 mil era o preço “ideal” para o Camry. Pelo valor que é cobrado, dou muito mais preferência a um SUV como o Outlander 2.2 diesel.

      • leomix leo

        Corolla de 140 esse nunca será 120.

        • Gabriel Camilo

          “o peço ideal” amigo, eu sei que nunca será 120.

      • Paulo Lustosa

        Até a Outlander tá acima do preço

      • TijucaBH

        Sua analise de 120k é considerando a renda (ou a falta dela) dos consumidores brasileiros. Nem mesmo zerando imposto de importação esse carro chegaria nesse preço. Infelizmente nao são os carros que estao caros, é nossa renda que nao acompanhou. Faz um teste simples: em 1995 um carro popular custava cerca de 10 mil reais. Isso sem air bag, abs, vidro e trava elétricos, radio, ar condicionado, direção hidráulica, etc. Use um app do banco central chamado calculadora cidadão pra calcular esses 10 mil reais em 25 anos corrigidos por qualquer índice que vai ver que o carro ficou foi mais barato e se considerarmos os itens que vem a mais hoje em dia como abs, air bag, etc, o carro fica ainda mais em conta.

    • Denis

      Como foi falado no primeiro paragrafo, “O Camry é um sedã tipicamente feito para o mercado americano, tendo um porte bem avantajado, ainda que, não é o maior, pois acima dele existe o Avalon.” Aqui no Brasil, o Camry é visto apenas como um sedã topo de linha da Toyota, que não significa exatamente o luxo ao extremo da montadora. Acima do Camry, os únicos capazes de suprir a denominação “luxo” são os modelos da Lexus que carregam a soberania do grupo Toyota aos melhores do mundo (vide Mercedes Benz, BMW, Audi, Jaguar, e entre outros…..) Mas voltando o Camry no Brasil, realmente acho um abuso por parte da Toyota elevar tanto o preço de um carro que simplesmente não tem em nada com termo “top de linha”. Como um carro desse nível da Toyota fica devendo um teto solar????? Pior que isso é o modelo não obter os aplicativos Android Auto e Car Play que são as tendencias do momento, até um modelo popular dispõem deste serviço. Só mesmo o motor 3.5 V6 se salva com um carro de porte grande e pesado, assim sendo capaz de suprir um desempenho satisfatório de uma mecânica e engenharia fabulosas que somente a Toyota sabe. De resto, para mim o Camry cumpri o papel assim como o Corolla, tendo o visual tiozão careta, de espaço interno farto, bem carregado de equipamentos, sem muitas regalias ao luxo, de motor bem vigoroso e sobretudo um preço absurdamente caro para os padrões e níveis da Toyota.

    • Bruno Vasconcelos

      O Camry É O CARRO MAIS MACIO E AO MESMO TEMPO ESTÁVEL QUE JÁ DIRIGI, É COMO UMA NAVE ESPACIAL FEITA COM BOLAS DE SILICONE NA SUSPENSÃO!!! O motor v6 empurra mais que esportivos em geral, quando vc vê chega na esquina como se fosse um cavalo manga larga em disparada mas dócil freia que nem ferrari, é tudo perfeito!!!

  • afonso200

    Nos EUA tem o Sport. Com interior aço escovado e couro vermelho em tudo. E teto solar

    • MarcosGojira

      E eu achando que não dava pra ficar mais brega

      • Aires Jone

        Mas acho que ficou bom. Devias ver.

    • Edson Fernandes

      Eles optaram por trazer uma variante intermediaria. Por isso inclusive é tão mal equipada.

  • Vinícius Guerra

    A Toyota como já enfoquei em meus comentários, está majorando muito os seus preços, ela vai acabar perdendo mercado.

    O Yaris e o Corolla subiram de preço sem necessidade alguma. Eu sou empresário e não aumento meus preços, se ganha dinheiro, é no volume de vendas, ai está o segredo, daqui a pouco encalha, vão ter que dar descontos, o maior problema chama-se ganância desses empresários que surfam nessa onda que tudo está caro e tem consumidor que ainda corrobora com tal atitude.

    • TchauQueridos

      “se ganha dinheiro, é no volume de vendas” exatamente isso que as montadoras mais populares fazem.
      Toyota e Honda não ganham com volume, ganham vendendo a confiabilidade que outras não possuem.

      • MarcosGojira

        Esse negócio de confiabilidade ja é passado, amigo.
        Até chinesas estão prestando bom pós venda ao consumidor hj em dia.

    • Sino Weibo

      Sim a tendência da Toyota e outras marcas é só ter um modelo, ou 2 no máximo que vende relativamente bem, o resto da linha é peso morto.

    • Ernesto

      Você sendo empresário deve saber que não existe uma única receita para o sucesso.

  • Tosca16

    Sei que o Na parou e já disse que não voltará com as avaliações em vídeo, mas é difícil mesmo que eu curta ler as matérias competir com os canais de Youtube. Enquanto leio aqui, já tinha visto a avaliação do canal A Roda, por exemplo.

    De resto, excelente carro mas tem suas mancadas… num país onde New Azera chegou por 270 mil, o Camry tá barato; fora que é muito mais muito mais carro que as SW4 da mesma Toyota, o cara que pega uma SW4 Diamond e deixa o Camry na concessionária deve ter muita mais muita falta de noção.

    • Victor Freire

      ou um sítio. ou viaja muito.

    • Gabriel Camilo

      Sim amigo, porém experimente colocar o Camry na BR-153 em Goiás ou Tocantins e vê quantas vezes ele vai parar mais que a SW4, se não for para abastecer (sim, rico pensa em economia também) será para desempenar uma roda ou trocar um pneu estourado. A verdade é que a realidade brasileira quase impossibilita as pessoas de terem um sedã grande como o Camry, seja por causa da falta de infraestrutura ou pelo exagerado preço dos combustíveis.

      • leomix leo

        Tenho que concordar com vc, esses suvs estão tomando conta do mercado, pois as vias não são nada boas, tenho um Hatch e um sedã, sofro na cidade e em algumas estradas, creio eu que um SUV seja minha próxima compra, e com cautela, pensando em uma manutenção mais em conta.

        • Gabriel Camilo

          É o mais racional se formos colocar estes quesitos na balança, infelizmente não é apenas por modismo que os SUV’s estão interessantes hoje em dia, e sim por necessidade. Praticamente todas as marcas disponibilizam um modelo a venda, então opções não vão faltar para seu gosto e bolso.

      • Tosca16

        Pra quem utiliza das faculdades 4×4 do modelo, entendo; me refiro a quem comprar uma SW4 pra rodar na cidade, num grande centro, tal como vejo aqui; trambolho pro trambolho, um sedan além de mais confortável tem uma tocada mais esportiva.

        • JP

          Na verdade, no dia a dia a SW4 vai ser mais prática, embora um pouco menos confortável. É mais econômica, tem maior autonomia, não vai raspar em quebra-molas, rampas e valetas. Pelo perfil do pneu dificilmente vai raspar a roda na guia ou ser avariado. É menor em comprimento que o Camry, porta-malas tem litragem teoricamente semelhante mas tem formato mais utilizável. Pode eventualmente levar 7 pessoas. A visibilidade dianteira é melhor. Manutenção e revenda mais tranquila. As vantagens do Camry vão ser o espaço para pernas, menor vibração, desempenho e possivelmente o conforto de rodagem (nunca dirigi um), que serão mais bem explorados em rodovia.

        • Gabriel Camilo

          O amigo @disqus_Kte3fUQGGR:disqus disse tudo, no dia a dia existem outros fatores além de conforto e esportividade para serem observados, ainda mais no Brasil, e é por isso que a SW4 se torna a compra mais interessante neste comparativo nosso.

    • radiobrasil

      Eu vi ONTEM no A Roda… gosto dos videos do J.A

  • JDeliberador

    Camry e Azera ditando os novos preços dos sedans grandes.

    Lexus ES 300h com motor elétrico + 2.5 sendo feito na mesma plataforma [ou seja, não perde nenhum predicado do Camry sobre espaço, suavidade, conforto, silêncio à bordo] e de quebra muito mais desing, requinte e tecnologia por R$255.000, parece uma melhor escolha. Ainda mais, que, por sorte, pode encontrar os dois no showroom da mesma concessionária

    • Tosca16

      CAOA quer que a HYUNDAI pegue mesmo as operações da marca, não é possível que tenha alguma razão explicável para todos os importados HYUNDAI tenham preços tão fora da realidade.

      • MonHoe

        Nem o dólar nas alturas explica os valores do Santa Fé

    • Tosca16

      Eu vejo os Lexus aqui, rapaz; parece que eu estou em 2020 e eles já uns 10 anos luz a frente de nós… mas a Lexus é um peso morto, e acho que nem a Toyota faz questão de vender aqui.

  • Vitor C

    Preço de BMW 330i M sport, para mim em termos de carro não tem nem oque pensar.
    Tem que gostar muito da Toyota para pagar isso em sedan generalista.

    • Paulo Lustosa

      Foco, porte e público alvo dos dois carros são totalmente diferentes, fora que lá fora o Camry com essa mecânica custa mais caro que as 330i. O cara que tem foco total em conforto e espaço passa longe da 330i e procura esses carros, e até pouco tempo atrás, a 300C.

      • Vitor C

        Nos EUA a série 3 básica parte de mais de 40 mil dólares, enquanto um camry v6 em versão top de não chega a custar 35 mil dólares.

        Na Europa o Toyota com esse motor nem é vendido, apenas o híbrido e mesmo assim uma série 3 básica é mais cara, a 330i m sport consideravelmente mais cara então.

        Pode me apontar em qual mercado o camry tem esses valores absurdos?

        A nova 330i é mais rígida, mais está longe de ser desconfortável, nem
        Falo da surra que da no Toyota em montagem, materiais e tecnologia embarcada.

        • TchauQueridos

          XSE – 35k MSRE.
          Absurdo esse preço no brasil e ainda não vem a versão top XSE.

          • Vitor C

            Exatamente, enquanto isso passat que é concorrente direto desse carro está sendo vendido a 160 mil.

            • MonHoe

              Com mais tecnologia embarcada, motor mais econômico e acabamento melhor.

        • Paulo Lustosa

          Acabamento das novas eu ainda não entrei pra não opinar, mas o acabamento de montagem da geração anterior e da E90 são bem mais porcos. Questão de espaço interno não tem o que discutir, o Toyota é bastante superior ao série 3. E durabilidade também, pois os B47 e as mecânicas anteriores não tem fama de confiáveis. Enfim, eu com esse dinheiro não olho nenhum destes citados, iria direto pra uma E250 17/18 que é mais carro que os três e tem o porte pau a pau com o do Camry e Azera, mesmo o Azera sendo um Full Size.

          • Vitor C

            Entendo seu ponto, mas apenas para nem ficar apenas na BMW uma C250 também pisa nesse camry, é super confiável, extremamente comfortável e luxuosa.

        • MonHoe

          Na Inglaterra o Corolla custa mais que a Hillux e aqui o contrário, somos muito feitos de trouxa.

      • MarcosGojira

        300c e Camry não são da mesma categoria (full-size/ mid-size)

        • Paulo Lustosa

          Deixei claro que somente o 300C é Full Size, mas o série 3 é um Compact, ou seja, não é do mesmo porte da Camry e nem do 300C

      • Sino Weibo

        Em nenhum lugar um Camry custa mais que um BMW 330i, kkk kra ta viajando, o Camry é carro ultra generalista da Toyota, alias eles inclusive tem um carro acima, o Avalon.

        • Paulo Lustosa

          Avalon é full size. E por experiência própria, BMW não é sinônimo de conforto com o série 3, principalmente tomando como base o M-Sport.

          • Sino Weibo

            O consumidor desse tipo de carro é totalmente diferente. Quem compra BMW pega um serie 5. O que eu disse é que na faixa dos BMWs la fora a Toyota oferece o Avalon, que é o carro mais completo e luxuoso da marca, o Camry é generalista, so nao e mais que o Corolla.

  • Emygdio Carlos

    Carro perfeito para os grandes centros!

    • Rodrigo Santos

      Para rodovias eu diria. O trânsito nos grandes centros são hostis a carros grandes (por falta de espaço), sem falar na absoluta ausência de fluidez.

      • Emygdio Carlos

        Você tem toda a razão!

        Eu fiz uma brincadeira.

        Você já imaginou essa banheira se deslocando pelas vielas do Jardim Ângela?

        A gente já tem dificuldade com uma bicicleta!

        Rss…….

  • Eng. Mecânica 2014

    Paga 245 e em um ano vende por 145, com muito esforço. É engraçado que exclusivamente pro Camry, a fama da Toyota não emplacou no Brasil, ao contrário dos irmãos Corolla e HIlux. Vai entender a cabeça de brasileiro: “Toyota só é Toyota” se for pra comprar determinados carros da marca.

    • MonHoe

      Os carros da Toyota que vendem aqui são os que por anos fizeram parte do fetiche nacional, por isso so a Toyota fazer um Etios maquiado, não adianta, tem que ter o a percepção do mercado. Por isso ela se dá o luxo de cobrar na SW4 o valor da Prado e tem gente pagando achando que é um ótimo negócio.

      • Eduardo Zacchi

        MonHoe, o pior é que a SW4 não é bom negócio, é ÓTIMO!!! Aqui em Americana/SP é muito negócio…
        Ela (SW4) tem liquidez, tem facilidade de venda e deprecia menos que qualquer carro desse segmento e faixa de preço.

        Meu primo tá na 4ª SW4 e não troca por outro modelo!

        • MonHoe

          Do ponto de vista econômico pode ser, mas como produto ela é bem inferior a carros do mesmo valor

    • D34D P00l

      É que o camry está muito fora do preço, se custasse uns 160 ia vender que nem água.
      Similar ao Yaris também muito fora do preço.

      • Eng. Mecânica 2014

        Sim, mas todos os carro da Toyota estão fora de preço, todos. E o mercado aceita pagar o sobrepreço sem problema algum em Corolla, Hilux, Sw4 e afins – menos no Camry,

  • Dr. Sinistro

    Passat é MUITO melhor.

  • RicardoVW

    Um Corolão! Cadê os haters da VW para criticar que os carros são todos iguais!?

    • Pedro Henrique

      mas esses são iguais e são bonitos, os da vw são iguais e feios kkkkkkkkkkkkkkkk

      • RicardoVW

        Novo Corolla bonito! Haha

      • Edson Fernandes

        Eu já acho os VW bonitos e acho a atual geração do Corolla bonito. Já o Camry, Yaris e Etios não me agradam nenhum pouco.

  • Victor Freire

    não tenho dúvidas de que é um ótimo carro, mas sempre foi caro demais.

  • Costarlc

    Não vale o valor cobrado em relação ao que oferece.

  • Vargézio

    Aí sim, que nave.
    Sonhar não custa nada.
    Vou sonhar que custa 150 mil

  • Alexandro Vieira Lopes

    passat é bem melhor

  • Bandit

    O que já era um absurdo de caro agora fica impraticável, mesmo que tenha o ótimo v6 durável da toyota não justifica pagar quase 80 mil a mais pelo camry frente ao passat.

  • G. de F.

    Sabe aquela parte do hino nacional, “(…) deitado eternamente em berço esplêndido (…)”. Faz lembrar bem da Toyota, seus produtos e valores pedidos. Apesar da reconhecida fama de baixa manutenção, qualidade, discrição e todas as demais de conhecimento público e notório, o que justifica um aumento de 45.000,00 numa geração em comparação a anterior?

    E mais. Quem compra um carro nesse valor espera algo a mais não é mesmo? Não ter memória de bancos, aquecimento/ventilação dos bancos, num veículo deste nível, é difícil de acreditar.

    Talvez até o problema não seja o veículo, mas sim o seu posicionamento no nosso mercado. Se você pensa em comprar um carro de luxo, um Toyota passaria pela cabeça como primeira escolha? Dificilmente.

  • Spyjet

    Não é à toa que ano passado vendeu menos que Audi A4, Volvo S60, BMW Série 5, Porshe Panamera, Honda Accord, Marcedes Classe E, e Jaguar XE…..Não vale o que a Toyota pede por ele!

  • Marcus Vinicius

    A Land Cruiser Prado é bem vinda ao mercado brasileiro com uma motorização mais forte que a SW4 !

    • yurieu

      Só a Toyota Brasil vende esse ônibus SW4 como único suv off road.

  • Augusto

    Eu compraria se pudesse!

  • 😎.

    Custa 40 mil a mais que um Honda Accord(!) que já é bem caro.

  • Whering Filho

    “Sensação de carro de frota”? Só se for por causa do design (direto dos anos 90). Carro de frota é Etios sedã, Yaris sedã (até o Corolla já serve da táxi por aqui).

  • Renato

    Desde quando um carro de 37.000 dólares é considerado médio nos EUA? Tá faltando informação correta ai. Pessoal acha que so existe o Brasil no mundo, e a velha mania de depreciar os carros japoneses.

    • JP

      É médio no tamanho. Acima dele, na linha Toyota, há o Avalon.

  • Compro Vidro de Perfume Vaziou

    Que loucura pagar esse valor, se for pra investir em longevidade por 250mil melhor ir logo para uma Mercedes!!

  • Felipe Alves

    Se tivesse a grana, não compraria!

  • Fabio Coniglian

    pesquisando bastante , eu adquiri um honda accord v6.(2014) 70 mil reais!! praticamente 10 mil a mais que um civic exr do mesmo ano. pesquisei camry, fusion, azera… o mais proximo seria um camry, em confiabilidade, mas o consumo e o design menos tiozão me fez pender pelo accord. o carro faz medias de 14 ou 15 km/l na estrada andando normalmente, se quiser andar devagar e com o “econometro” ligado chega próximo de incríveis 17km/l !!! na cidade consigo entre 7.5 e 8. peguri um carro na casa dos 50mil km rodados e em estado de zero km. pelos preços praticados nos zero km, talvez pensaria num passat, embora ainda ache o accord mais atualizado e interessante… mas na faixa de preço do accord 0km eu talvez optaria por um volvo v60, mas inegavelmente o accord usado é uma opção fantastica, estou muito satisfeito com o carro!!

  • Juliano De Bortoli

    Vai ter uns 10 desses no Brasil, da frota da Toyota.

    • renato dantas

      Cê tá exagerando vamos somar uns 3 no máximo.

  • Diego Berri

    Se tem louco pra gastar 280k em uma sw4, vai ter louco pra comprar isso aí…

  • renato dantas

    what?, Really?, num sei falar inglês mas não sou bobo de pagar quase 248,000,00 bolsoletas por este Corollão.

  • Eduardo Zacchi

    Quem faz questão de ter um ótimo carro japonês em casa e tem condições de pagar R$ 245.000,00 num carro desses acho que vale considerar o Lexus ES300h que é híbrido, é feito na mesma plataforma, só que muito mais exclusivo, com muito mais luxo (acabamento premium de verdade, com reputação invejável e nível de satisfação dos proprietários lá em cima) e sistema híbrido.

    Só acho…

    • Carlos Henrique Kroeber

      Plataforma do ES300H é do Avalon,e não do Camry

  • Carlos Henrique Kroeber

    Passa dos 1 milhão de quilometros com muita facilidade

  • Carlos Henrique Kroeber

    A grande verdade é que esse segmento de sedans grandes está morto no Brasil.
    Não vende nada e a maioria das pessoas está a comprar SUVs nessa faixa de preço

  • Carlos Henrique Kroeber

    Toyota está maluca.
    Pouca diferença para um ES300H que faz 22,5 km/l na cidade para cima,tem piloto automático adaptativo,freio autonomo, alerta de tráfego lateral e de ponto cego.

    • Saraiva

      Bote maluca nisso

  • Carlos Henrique Kroeber

    Nesse preço,eu compraria o Honda Accord 2.0 Touring,que ficou bem equipado

  • Bruno Vasconcelos

    Como é? Nao tem Andoid Auto nem Apple CarPlay? Nao tem Waze no painel? E vcs dizem que nao tem MESMA AGILIDADE DO COROLLA?? Mas o carro tem 310CV, ja andei de Camry e ANDA MUITO MAIS QUE COROLA!!! Não ficou claro se nos USA tem versão com 310cv. Por favor, melhorem os textos e informacoes!!! O Camry É O CARRO MAIS MACIO E AO MESMO TEMPO ESTÁVEL QUE JÁ DIRIGI, É COMO UMA NAVE ESPACIAL FEITA COM BOLAS DE SILICONE NA SUSPENSÃO!!!

  • fsjal

    mais um carro japonês que não vale o que custa.
    nenhuma novidade

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email