Linha 2019 Pickups Preços Volkswagen

Amarok 2019: preço, consumo, versões, motor (e detalhes)

Amarok 2019: preço, consumo, versões, motor (e detalhes)
Volkswagen Amarok 2019

A Volkswagen Amarok 2019 é uma das mais variadas opções de picapes médias à disposição dos consumidores brasileiros. O modelo se sobressai pelo motor V6 de 225 cavalos que equipa as configurações mais caras. Com ele, a Amarok 2019 se posiciona como a mais potente da categoria.

Além disso, o modelo da Volkswagen é recomendado para aqueles que buscam por uma picape para uso predominantemente urbano. Afinal, o veículo tem ajustes de direção e suspensão que priorizam o conforto ao rodar no asfalto. Em determinadas situações off-road, a Amarok 2019 também pode se sair bem com o uso da tração integral 4Motion.


Atualmente, a Volkswagen Amarok 2019 pode ser encontrada nas versões de acabamento S, SE, Trendline, Highline e Highline Extreme, com motores 2.0 TDI turbo, 2.0 TDI biturbo e 3.0 V6 biturbo, câmbio manual ou automático e sempre com tração 4Motion nas quatro rodas com reduzida.

Conforme mostra o configurador da VW, a picape tem preços que partem de R$ 117.990. A versão mais potente e completa, por sua vez, pode beirar os R$ 200 mil. Confira abaixo todos os detalhes do modelo:

Amarok 2019: preço, consumo, versões, motor (e detalhes)


Volkswagen Amarok – história

Nascida em 2010, a Volkswagen Amarok não foi a primeira picape média da marca, como muitos acreditam. Em janeiro de 1989, a empresa anunciava na Alemanha um novo produto, bem diferente do que os europeus estavam acostumados, a picape Taro.

O produto tinha como missão ser um intermediário entre a multivan Caddy e o furgão Transporter. Mas, havia um detalhe importante, não era um VW em essência.

A Volkswagen Taro era a quinta geração da Toyota Hilux, já que a VW não tinha uma picape e a japonesa precisava entrar no mercado europeu. Assim, a parceira entre as duas empresas durou até 1997.

Nesse período, a picape recebeu motores a gasolina de 1.8 a 2.4, além de duas opções diesel com 2.4 e 3.0 litros. Ela teve versões com cabine simples ou estendida, bem como dois tamanhos, chegando a ter 3,095 m de entre-eixos na versão 4×4. Ela nunca foi vendida no Brasil.

Após 13 anos de ausência do segmento, eia que a Volkswagen retoma seu lugar na categoria com um novo produto, chamado Amarok. Coincidentemente ou não, a nova picape tem a mesma distância entre-eixos da Taro 4×4.

Com design assinado por Walter de Silva, o produto foi endereçado para produção na Argentina e na Alemanha, embora recentemente tenha ganhado uma linha de montagem na Argélia.

O projeto havia surgido em 2005 e durou cinco anos em gestação. Quando surgiu, foi avaliada pelo Euro NCAP e ganhou quatro estrelas. A produção em Wolfsburg começou depois da argentina, feita em General Pacheco.

Assim como a concorrência, a Volkswagen considerou o uso de motor a gasolina para a Amarok, mas apenas um 2.0 TSI de 160 cv e 30,5 kgfm foi disponibilizado para o modelo na Europa. Nos demais casos, o propulsor era o 2.0 TDI.

Este motor diesel inicialmente foi oferecido com 122 cv nas versões de acesso e 163 cv nas mais potentes. No entanto, a Volkswagen Amarok ganhou uma atualização de motor que permitiu subir esses números para 140 cv e 180 cv, respectivamente.

Mas, em setembro de 2015, estourou o escândalo do Dieselgate nos EUA e após os 475 mil carros TDI acusados de burlarem os testes de emissão, a empresa confessou que 11 milhões de carros estavam adulterados, entre eles sua picape média.

Como o 2.0 TDI virou o pivô da história, a Volkswagen decidiu retira-lo do portfólio de motores da Amarok em alguns mercados da Europa. A única alternativa foi usar o V6 3.0 TDI, que também esteve envolvido em caso semelhante com carros da Audi, Porsche e da própria VW nos EUA.

No entanto, sua correção é mais fácil que no 2.0 TDI. Por isso, o enorme motor passou a ser oferecido com potências entre 163 cv e 224 cv.

Diferentemente das concorrentes, a Volkswagen Amarok foi projetada para se aproximar muito de um automóvel em sua condução.

Por conta disso, além da maciez ao rodar e do conforto, a picape não utiliza um sistema tradicional de tração 4×4 com reduzida, mas um dispositivo de acoplamento integral com distribuição de força controlada eletronicamente, não exigindo que se faça a mudança de 4×2 para 4×4 manualmente.

Há somente um bloqueio de diferencial para manter 4×4 em situações de off road. Com câmbio Aisin de oito marchas, a primeira serve como reduzida em casos mais exigentes. Na versão manual, o sistema também permanece da mesma forma.

Ainda assim foram adicionados controle de descida e demais assistência tanto para asfalto quanto para uso em terra ou lama. Todo o trabalho é gerenciado eletronicamente.

Amarok 2019: preço, consumo, versões, motor (e detalhes)

Volkswagen Amarok 2019 – detalhes

Por fora, a Volkswagen Amarok 2019 tem um estilo muito conservador e simples, especialmente porque o modelo é vendido sem acessórios, exceto na versão Extreme. Assim, sem estribos laterais, santântonio, barras de teto ou capota marítima, o modelo mais parece um veículo de frota de serviço, mesmo na versão Highline.

A atual recente incorporou LEDs diurnos, por exemplo, mas quando completa tem faróis bi-xênon, para-choque traseiro cromado, rodas de liga leve aros 18 e até 19 polegadas, bem como retrovisores cromados ou em preto brilhante.

No interior, o painel da Volkswagen Amarok 2019 é igualmente simples e funcional, contando com novos difusores de ar, acabamento em materiais resistentes, mas não evoluiu em termos de qualidade percebida.

O quadro de instrumentos apenas dispõe de um display colorido, mas cumpre bem seu papel. O volante semelhante ao do Golf já poderia ter sido mudado, mas não é ruim.

Quanto à multimídia, a Volkswagen Amarok 2019 oferece a Discover Media, que tem sistemas do Google Android Auto, Apple Car Play e MirrorLink para aparelhos LG, Samsung e HTC. Na versão Highline, câmera de ré e navegador GPS, mas uma tela maior seria interessante.

Outro ponto fraco é fonte USB, tendo apenas uma num carro tão grande.

A Volkswagen Amarok 2019 tem caçamba com material abrasivo e resistente, acompanhando mudanças no segmento, onde já pudemos ver algo semelhante na Nissan Frontier.

Amarok 2019: preço, consumo, versões, motor (e detalhes)

Volkswagen Amarok 2019 – novidades

A última novidade da linha Volkswagen Amarok 2019 foi a chegada do novo motor 3.0 V6 TDI a gasolina, que está disponível nas versões Highline e Highline Extreme. Trata-se do propulsor mais potente usado atualmente em uma picape média.

O 3.0 V6 TDI é dotado de injeção direta common-rail e turbocompressor de geometria variável. Ele consegue desenvolver 225 cavalos de potência, entre 3.000 e 4.500 rpm, e torque de 56,1 kgfm, disponível entre 1.500 e 2.500 rotações.

Em comparação com o 2.0 TDI biturbo dos modelos Trendline e Highline automáticos, o ganho é de 25% em potência (45 cv) e de 31% no torque (13,3 kgfm).

Junto a ele está uma transmissão automática de oito marchas, a mesma já usada nas outras versões da picape. Há ainda o sistema de tração permanente nas quatro rodas 4Motion.

De acordo com dados da Volkswagen, a nova Amarok V6 2019 consegue acelerar de 0 a 100 km/h em oito segundos e atinge velocidade máxima de 190 km/h.

Entre os equipamentos, há freios a disco nas quatro rodas com diâmetro de 332 mm na frente e 300 mm atrás e sistema de freios “Post- Collision Brake” (sistema de frenagem automática pós-colisão) que aciona os freios automaticamente numa batida para reduzir a energia cinética residual.

Ainda entre os itens, a picape dispõe de indicador de perda de pressão dos pneus, airbags frontais e laterais, Isofix, faróis bi xênon com luzes de condução diurna em LED, faróis de neblina com luz de conversão estática, volante multifuncional em couro com paddle shifts, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, ar-condicionado digital Climatronic com duas zonas, sensores de luz e chuva, bancos em couro “Vienna” com ajustes elétricos nos dianteiros, entre outros.

Outra novidade da linha Amarok 2019 é justamente a volta da versão especial Highline Extreme, agora somente com o 3.0 V6 de 225 cv, transmissão automática de oito marchas e tração 4Motion.

Esta opção se diferencia pelas rodas de liga-leve de 20 polegadas com acabamento diamantado, calçadas com pneus 225/50 R20, estribos laterais de alumínio, santantônio esportivo com o nome da versão, tapetes internos em carpete com o logotipo da versão e bancos revestidos em couro exclusivo.

Há também a opção de pintura da carroceria na cor metálica Azul Ravenna, exclusiva desta versão. Há ainda a tonalidade sólida Branco Cristal, as metálicas Cinza Indium e Prata Sirius e a perolizada Preto Mystic.

Amarok 2019: preço, consumo, versões, motor (e detalhes)

Volkswagen Amarok 2019 – versões

A atual linha da Volkswagen Amarok 2019 está disponível nas seguintes versões:

  • Volkswagen Amarok S CS 2.0 TDI MT 4×4 2019
  • Volkswagen Amarok S CD 2.0 TDI MT 4×4 2019
  • Volkswagen Amarok SE CD 2.0 TDI MT 4×4 2019
  • Volkswagen Amarok Trendline CD 2.0 TDI AT 4×4 2019
  • Volkswagen Amarok Highline CD 2.0 TDI AT 4×4 2019
  • Volkswagen Amarok Highline CD 3.0 V6 TDI AT 4×4 2019
  • Volkswagen Amarok Highline Série Extreme CD 3.0 V6 TDI AT 4×4 2019

Volkswagen Amarok 2019 – equipamentos

Volkswagen Amarok S 2019

Segurança: airbags frontais, freios ABS off-road com ASR, EDS, EBD, BAS e RBS, controle eletrônico de estabilidade, controle de tração, controle automático de descida, assistente de partida em rampas, faróis de neblina, lanterna de neblina, faróis duplos, sistema de frenagem automática pós-colisão, entre outros.

Conforto e tecnologia: direção hidráulica, ar-condicionado Climatic, volante com regulagem de altura, banco do motorista e passageiro dianteiro com ajuste manual de altura, bancos em tecido Austin, vidros com acionamento manual, travamento manual das portas, dois alto-falantes dianteiros e encosto de cabeça e cinto de segurança de três pontos e Isofix (na versão cabine dupla), entre outros.

Visual: retrovisores e maçanetas na cor preta, para-barros, para-choque dianteiro na cor da carroceria, para-choque traseiro em preto com estribo integrado, retrovisores externos com ajuste manual interno, rodas de aço aro 16 com pneus de uso misto 245/70 R16, entre outros.

Volkswagen Amarok SE 2019

Segurança: sistema de alarme com comando remoto “keyless” e imobilizador eletrônico.

Conforto e tecnologia: retrovisores externos com acionamento elétrico e aquecimento, banco traseiro com encosto basculante e assento bipartido basculante, descansa-braço central com porta-objetos, friso horizontal no painel em “deep inox”, chave principal e reserva do tipo canivete com comando remoto, vidros e travas elétricas, sistema de entretenimento “Media Plus” com AM/FM, CD player, Bluetooth, entradas USB, SD Card e auxiliar, quatro alto-falantes e dois tweeters, entre outros.

Visual: rodas de liga-leve de 16 polegadas.

Amarok 2019: preço, consumo, versões, motor (e detalhes)

Volkswagen Amarok Trendline 2019

Segurança: luzes de condução diurna nos faróis e faróis de neblina com luz de conversão estática.

Conforto e tecnologia: volante multifuncional revestido em couro, computador de bordo, piloto automático, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, regulagem elétrica da altura dos faróis, sistema de entretenimento “Composition Media” com Android Auto, Apple CarPlay e MirrorLink, bancos em tecido Kemisu, alavanca de câmbio e de freio de estacionamento em couro, entre outros.

Visual: retrovisores e maçanetas na cor da carroceria, moldura das caixas de roda na cor da carroceria e rodas de liga-leve de 17 polegadas com pneus 245/65 R17.

Volkswagen Amarok Highline 2019

Segurança: travamento mecânico do diferencial traseiro, airbags laterais, faróis bi xênon com luzes de condução diurna em LED, indicador de perda de pressão dos pneus, faróis com acendimento automático e função “coming and leaving home”, entre outros.

Conforto e tecnologia: volante com paddle shifts, bancos em couro “Vienna”, bancos dianteiros com ajustes elétricos, ar-condicionado digital Climatronic de duas zonas, câmera de ré, sensor de chuva, retrovisor interno eletrocrômico, central multimídia Discover Media com navegador GPS, entre outros.

Visual: capa dos retrovisores parcialmente cromadas, para-choque traseiro com estribo integrado e rodas de liga-leve de 18 polegadas com pneus 225/60 R18.

Volkswagen Amarok Highline Série Extreme 2019

Conforto e tecnologia: computador de bordo com display “Premium Color” e tapetes internos em carpete com o logotipo da versão.

Visual: rodas de liga-leve de 20 polegadas com pneus 22/50 R20, santantônio esportivo na cor da carroceria, estribos laterais em alumínio e capa esportiva dos pedais.

Volkswagen Amarok 2019 – preços

Confira abaixo os preços da linha Volkswagen Amarok 2019:

  • Volkswagen Amarok S CS 2.0 TDI MT 4×4 2019: R$ 117.990
  • Volkswagen Amarok S CD 2.0 TDI MT 4×4 2019: R$ 132.990
  • Volkswagen Amarok SE CD 2.0 TDI MT 4×4 2019: R$ 141.990
  • Volkswagen Amarok Trendline CD 2.0 TDI AT 4×4 2019: R$ 158.690
  • Volkswagen Amarok Highline CD 2.0 TDI AT 4×4 2019: R$ 173.990
  • Volkswagen Amarok Highline CD 3.0 V6 TDI AT 4×4 2019: R$ 187.990
  • Volkswagen Amarok Highline Série Extreme CD 3.0 V6 TDI AT 4×4 2019: R$ 197.930

*Preços com base no configurador online da Volkswagen em novembro de 2018.

Amarok 2019: preço, consumo, versões, motor (e detalhes)

Volkswagen Amarok 2019 – motor

A versão S da Volkswagen Amarok 2019 segue equipada com o motor 2.0 litros TDI a diesel, que consegue entregar 140 cavalos de potência e 34,7 kgfm de torque, associado a um câmbio manual de seis velocidades. De acordo com a empresa, a picape alcança os 100 km/h em 12,8 segundos e tem velocidade máxima de 166 km/h.

Nas versões SE, Trendline e Highline usam o 2.0 litros a diesel, com dois turbocompressores, que rende até 180 cv e 40,8 kgfm com transmissão manual de seis marchas (versão SE) e 42,8 kgfm com caixa automática de oito relações nas demais configurações. Há ainda sistema de tração integral 4Motion na Volkswagen Amarok 2019.

Na linha 2019, a Volkswagen Amarok nas versões Highline e Highline Série Extreme chega com o novo motor 3.0 V6 TDI, que é capaz de entregar 225 cavalos de potência e 56,1 kgfm de torque, associado a um câmbio automático de oito velocidades e tração integral 4Motion com diferencial Torsen.

Amarok 2019: preço, consumo, versões, motor (e detalhes)

Volkswagen Amarok 2019 – desempenho

  • Volkswagen Amarok CS 2.0 TDI MT – 12,8 segundos e 166 km/h
  • Volkswagen Amarok CD 2.0 TDI AT – 10,9 segundos e 179 km/h
  • Volkswagen Amarok CD 3.0 TDI AT – 8,0 segundos e 190 km/h

A Volkswagen Amarok 2019 tem uma posição de conduzir muito confortável, dotada de bancos elétricos ergoComfort com acabamento em couro garante um conforto extra, envolvendo o corpo de forma excelente e garantindo melhor dirigibilidade.

Rodando a 110 km/h, o “polêmico” propulsor roda a 1.800 rpm, o que gera conforto e economia. Na condução, o propulsor 2.0 TDI de 180 cv e 42,8 kgfm garante boa performance à picape, entregando disposição mesmo nas retomadas mais agressivas, assim como nas saídas fortes.

A Volkswagen Amarok 2019 tem direção leve e precisa, além de suspensão com ajuste bem mesclado entre conforto e estabilidade. O câmbio automático de oito marchas – da Aisin – continua com mudanças suaves e em dia com as prestações apresentadas pelo 2.0 TDI. Os freios são suficientes e o conforto ao rodar é o mais próximo de um automóvel entre as picapes.

Diferentemente de outras, a Amarok 2019 tem tração 4×4 permanente, a chamada 4Motion. Toda a gestão de tração é eletrônica e permite ao modelo transpor vários obstáculos no fora de estrada com força de sobra e controle de tração devidamente ajustado para cada situação.

As opções adicionais são o bloqueio do diferencial traseiro e controle de descida.

Sem ser bruta, a Volkswagen Amarok 2019 tem boa dirigibilidade e aptidão para o fora de estrada. A versão Extreme é um “up” a mais para quem deseja uma picape personalizada, mais focada no lazer.

O motor V6 3.0 TDI com 224 cv, que só deverá chegar no ano que vem e que, sem dúvidas, trará ao modelo uma performance ainda melhor.

Amarok 2019: preço, consumo, versões, motor (e detalhes)

Volkswagen Amarok 2019 – consumo

Cidade

  • Volkswagen Amarok CS 2.0 TDI MT – 8,5 km/litro no diesel
  • Volkswagen Amarok CD 2.0 TDI AT – 8,9 km/litro no diesel
  • Volkswagen Amarok CD 3.0 TDI AT – 8,4 km/litro no diesel

Estrada

  • Volkswagen Amarok CS 2.0 TDI MT – 9,3 km/litro no diesel
  • Volkswagen Amarok CD 2.0 TDI AT – 9,2 km/litro no diesel
  • Volkswagen Amarok CD 3.0 TDI AT – 8,8 km/litro no diesel

Amarok 2019: preço, consumo, versões, motor (e detalhes)

Volkswagen Amarok 2019 – manutenção e revisão

Revisão

Custo

Custo

Quilometragem

Preços 2.0 TDI

Preços 3.0 TDI

10.000 km

R$ 530,46

R$ 637,79

20.000 km

R$ 950,70

R$ 1.113,23

30.000 km

R$ 889,26

R$ 1.024,19

40.000 km

R$ 950,70

R$ 1.113,23

50.000 km

R$ 889,26

R$ 1.051,79

60.000 km

R$ 950,70

R$ 1.113,23

Volkswagen Amarok 2019 – ficha técnica

Motor

2.0 TDI

2.0 TDI

3.0 TDI

Tipo

Dianteiro, longitudinal, Turbo e Diesel

Dianteiro, longitudinal, Turbo e Diesel

Dianteiro, longitudinal, Turbo e Diesel

Número de cilindros

4 em linha

4 em linha

6 em V

Cilindrada em cm3

1968

1968

2967

Válvulas

16

16

20

Taxa de compressão

16:1

16:1

16:1

Injeção eletrônica de combustível

Direta

Direta

Direta

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Diesel: 140 cv @ 3500 rpm

Diesel: 180 cv @ 4000 rpm

Diesel: 225 cv @ 4500 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Diesel: 34,7 kgfm @ 1600 rpm

Diesel: 42,8 kgfm @ 1750 rpm

Diesel: 56,1 kgfm @ 2000 rpm

Transmissão

Tipo

Manual 6 marchas

Automática 8 marchas

Automática 8 marchas

Tração

Tipo

4×4

4×4

4×4

Freios

Tipo

Disco ventilado / Tambor

Disco ventilado / Tambor

Disco ventilado / Disco

Direção

Tipo

Hidráulica

Hidráulica

Hidráulica

Suspensão

Dianteira

Braços sobrepostos, barra estabilizadora

Braços sobrepostos, barra estabilizadora

Braços sobrepostos, barra estabilizadora

Traseira

Eixo rígido

Eixo rígido

Eixo rígido

Rodas e Pneus

Rodas

Aço 16 polegadas

Liga leve aro 18 polegadas

Aço 19 polegadas

Pneus

245/70 R16

255/60 R18

255/55 R19

Dimensões

Comprimento total (mm)

5254

5254

5254

Largura sem retrovisores (mm)

1944

1944

1944

Altura (mm)

1821

1834

1821

Distância entre os eixos (mm)

3097

3097

3097

Capacidades

Porta-malas (litros)

1280 / 1814 (cabine simples)

1280

1280

Tanque (litros)

80

80

80

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

1134 / 1139 (cabine simples)

1134

1134

Peso em ordem de marcha (kg)

2036 / 1901 (cabine simples)

2036

2036

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

ND

ND

ND

Volkswagen Amarok 2019 – fotos

Amarok 2019: preço, consumo, versões, motor (e detalhes)
Nota média 3.8 de 5 votos

Leonardo Andrade

Leonardo Andrade

Leonardo atua no segmento automotivo há quase nove anos. Tem experiência/formação em administração de empresas, marketing digital e inbound marketing. Já foi colaborador em mais de sete portais do Brasil. Fissurado por carros, em especial pelo mercado e por essa transformação que o mundo automotivo está vivendo.

  • vicegag

    Deve ser porque colocaram o V6 diesel….não!?!
    VWB malandrinha.

    • Fabio Marquez

      A versão com motor V6 vai encostar nos 200k, vai ser nicho do nicho, pois dificilmente os clientes de Hilux SRX vão compra-la, aliás já não compram a versão Highline que custa 10k a menos…

    • Dafomg

      Acho que não, é porque a maioria aceita pagar de trouxa e continua comprando carro mesmo tendo aumento todo mês.

  • Marcel

    Coincidentemente ou não vi uma propaganda da Amarok recentemente na tv(o que não é comum deste tipo de carro), deve ser para pagá-la que aumentaram o preço. rs

  • leomix leo

    Fanjos chega na sexta a noite, dia de tomar uma gelada e comer um petisco, mais não, ele prefere aumentar até 4k em uma Pickup que acho linda mais o povo insiste em dizer que não presta.

    • Pedro Henrique

      acho bonita também, das pick ups é a que mais parece com carro…
      mas pelo que já vi pessoalmente o espaço pra quem vai atrás n é lá essas coisas não, sem contar o preço como toda pick up..

      • V12 for life

        Somente a Ram 2500 tem espaço descente no banco de trás.

        • Pedro Henrique

          po mas dai é um senhor pulo em…
          sair de um 2.0 turbodiesel pra um 6.7 cummins diesel… isso que nem deu pra ver o preço no site mas deve ser proporcional a diferença de motor kkkkkkk
          é praticamente um caminhão o negócio

          • Evan

            Sim, a RAM custa 250 mil temers em SP, estão comparando ouro com areia.

          • Luciano RC

            A RAM 2500 é caminhão… por isso vende pouco.

        • Pablo Henrique

          Nada a ver. A Ranger (meu parâmetro) tem espaço mais que “descente”. Não andei na Amarok então não sei como ela é. A RAM já está no nível “sala de estar”.

          • Luciano RC

            Hoje eu considero a Ranger a melhor picape do mercado.

            • Danilo Soave

              O único problema da Ranger é a “Ford”

    • Fanjos

      Opa…desculpa a demora, ressaca braba.

      Perdi mais algum aumento gostoso ou esta pela ordem por enquanto?

  • Lucas

    A melhor caminhonete que já tive até o momento (já tive todas, exceto a frontier e a ranger). Faz curva como um sedã, anda muito, tem câmbio muito suave e é silenciosa. Realmente só troco por outra.
    Não usando muito severamente como um caminhão 3/4 pra carregar 1 ton de saco de cimento todo dia e revisando direitinho, é a melhor de todas sem comparação.

    • Leandro Neri

      ai que tá o problema! ela e feita para andar na cidade! quem usa para trabalho compra Hillux…

      • Dp Som

        pois eh, mas no conjunto ainda prefiro a Ranger, principalmente pela segurança, e por ser a mais equilibrada no geral…

        • Lucas

          É uma boa, mas se for a do facelift, A versão até 2016 é extremamente lerda por causa do câmbio, acho que isso mata o conjunto do carro.

          • Luciano RC

            A nova veio com pacote de equipamentos para enterrar a concorrência. Ainda acho que não vende por falta de marketing da Ford.

      • Lucas

        Não é pra cidade. Ela aguenta tranquilamente uso severo, mas com moderação, inclusive a tração dela é a melhor dentre toda a concorrência. Porém ela te entrega desempenho, conforto e segurança.
        A Hilux até 2015 aguenta todo tipo de tranco, mas anda pouco, é barulhenta e tem uma suspensão que parece um pula-pula.
        Depende de como o comprador vai utilizar.

        • Lukoh

          “Já tive TODAS, exceto Frontier e Ranger”
          “Ela aguenta uso SEVERO, mas com moderação”

          Hmmmm…. acho que entendi!!!!

          • Lucas

            Todas exceto duas, ou tu queres que eu escreva os nomes delas? Fica mais fácil pra você entender?
            Uso severo esporádico é diferente de uso severo diário. Pegar trilha pesada no fim da semana e no resto dela usar o carro na cidade caracteriza uso severo esporádico.
            Rebocar uma lancha de 2 toneladas numa viagem de 10 dias é uso severo, mas uso severo durante 10 dias (esporádico).
            Levar sacos de cimento pra alguma construção no sítio durante alguns dias depois voltar a utilizar normalmente na cidade é uso severo, porém esporádico.
            Tá difícil de sacar?

            • Vc ja teve ate Fiat Toro ou Ram ?

              • Lucas

                infelizmente não. A toro eu nem cogito porque beira os valores das picapes médias, mas a Ram é um sonho de consumo.

                • Luciano RC

                  Problema da RAM é ser caminhão no doc. Eu cheguei a pensar em pegar uma, porém não da pra usar em SP>

                  • Lucas

                    além disso ela faz 3 ou 4 km por litro. Pra mim nao compensa de forma alguma.

                    • Luciano RC

                      No Diesel, igual um modelo V6 a gasolina.

            • Evan

              Pessoal tem problema pra interpretar texto. Se preocupe não.

  • Ricardo Blume

    Essa é a linha 2018 chegando. Linha nova, preço novo.

  • Martini Stripes

    Comecem a colocar os reajustes em percentual…

    • Jefferson Ferreira

      Fica meio complicado colocar em percentual já que os preços tem alterações praticamente a cada mês… O correto mesmo é por valor!

  • octavio cesar godoy

    Camionete para mim: Ram 1500, cade voce? o resto uma porcariadas que eu tive todas uma porcaria

  • Edson Fernandes

    Fica claro a escolha da Toro ultimamente. Olhja o preço que custam essas bem menos equipadas. O pessoa pelo jeito tem deixado de lado.

    • Diogo Augusto

      Faz sentido, a Toro não é tão ”parruda” como as picapes médias (isso é meio óbvio), no entanto, a versão topo dela custa o mesmo ou o menos do que as versões super básicas dessas picapes médias… pra quem SÓ usa picape pra trabalho, essas versões pé-de-boi das médias até são boas, agora, pra quem usa para leve trabalho e passeio, a Toro é uma escolha bem melhor por ser muito equipada, e ter o motor 2.0 a Diesel que até é bom, assim a pessoa usa o conforto dela para o dia-a-dia e a forcinha do motor 2.0 para levar algumas coisas na caçamba de vez em quando e ir pra roça…
      Agora as Toro 1.8 são meramente ilustrativas, pois o 1.8 diferente do 2.0 a diesel, é bem lerdo para um carro como a Toro

  • Fanjos

    Teve prosperidade em outros modelos tb não?

  • Mr. Grecco

    Ta vendendo bem, aumenta mais um pouco.
    Ja começou a maior ofensiva da história, achei que estavam exagerando, daqui a pouco os carros da VW pegam outra fama: carros que passam muito tempo em pátio (resseca borrachas, desagrega pneus, acumula poeira, oxida peças)… rsrsrsrs

  • ObservadorCWB

    Bonita, mas não é para trabalho…quem ainda insiste que é “forte” sugiro pesquisar no youtube a brincadeira do cabo de guerra. A Amarok perde em TODAS. Motor não é forte, não traciona bem, no barro então deixa muito a desejar. Picape de Shopping.

    • Luciano RC

      Ela focou naquele consumidor que nunca vai colocar numa trilha. Uma grande parte dos proprietários usam na cidade mesmo.

      Quem procura um modelo mais on-road, está ai a picape idela.

  • Igor Pricandi

    Isso aqui está virando um car.bos.t disfarçado? Amarok “ganha” aumento? Inserções subliminares foram criadas pelo governo stalinista. Jornalistas deveriam parar de inventar. Deveriam simplificar e sapecar sempre “Montadora X aumentou os preços do carro Y”. Sem firulas. Só car.bos é que a vw “aprecia”. Bom, nem é mentira, a vw aprecia os lucros dos seus preços altos. Por isso, acho que o slogan deveria mudar para DAS ALTO. Falo de boa porque tenho um vw na garagem, sou fã da marca, e ela não precisa nem desses preços, tão pouco de blogs pagos se fazendo passar por órgão de imprensa. Então, NA não use dos mesmos artifícios, são desnecessários. O cara chega na concessionário e não “aprecia”, tão pouco “ganha”. Ele paga, e caro.

  • Ricardo Gasparino

    Meu parente tem loja de peças para veículos diesel no interior e ele diz que se fosse depender de vender peça pra Hilux, ele quebrava! Agora Ranger e Amarok ele ama! Ele disse que vende peça que nem sabia que existia.

    • Ernesto

      Será que é por que dono de Toyota leva o carro na concessionária? E as demais, no caso Ford e VW, suas concessionárias não têm o mesmo atendimento?

  • Luccas Stringger

    Não existe a Amarok 2019.Essas são todas 2018.

  • Carlos Couceiro

    Estou na nona Amarok e não troco por nada, só vou continuar mudando de ano. Comprei a primeira em 2013 e me apaixonei. Para mim a melhor picape do mercado sem dúvida. Claro que tudo é uma questão de gosto. E gosto se discute.

  • Luiz Carlos

    Vi muitos comentários aqui. Além de algumas analises técnicas cada um tem sua preferência.
    Já andei em todos os principais modelos das novas pic ups. A Toro está abaixo dessas que estamos falando. não pode nem entrar em discussão, apesar do designer e tecnologia , mas é um franksteim, nem piuck up e nem automovel e preço caro. A Ranger é uma boa opção, forte e com bons opcionais, mas não é nada econômica. A Hylux ainda é a campeã de vendas e com credibilidade por estar a tantos anos no mercado, mas ficou para trás, falta espaço interno e continua com aquele barulho característico, e ou melhor, alguns modelos encostaram de vez. A Frontier quando usava motor MWM tinha percentual de venda garantida agora descendo a ladeira… Falta espaço interno na parte traseira e opcionais. A L200 coitada , chiparam o motor pra dar potencia e ficou uma porcaria, continua no chassi antigo estreito , inconcebível.
    A Ram está num patamar acima, numa outra categoria, não dá pra comparar.
    Vejo a Amarok como a melhor escolha. Economica, silenciosa, macia de andar, bonita e com opcionais que faltam na maioria das camionetes.
    Levando-se em conta que a maioria dos usuários andam mais de 90% do tempo em asfalto, eu falei a maioria, ela se comporta muito melhor que as demais. Claro que há pessoas que usas a camionete exclusivamente no trabalho e ela dá conta do recado. Não vou discutir aqui quem anda com ela em estradas lamacentas e atoleiros do Pantanal ou Amazônia porque teríamos que colocá-las à prova. Só estou analisando o dia a dia da MAIORIA ABSOLUTA dos usuários
    Ops.
    Faltou a S10 que veio com tudo, se assemelha a Amarok em conforto e macies. Tem motor confiável e é econômica, boa estabilidade, uma boa opção

  • Rjotinha

    Estou na minha terceira Amarok. Com as duas primeiras rodei cerca de 90.000 km em cada sem nenhum problema. Agora não resisti e comprei a V6 logo que saiu. O painel está agora bonito, o das outras duas era feio. Os bancos são muito confortáveis, o traseiro leva três pessoas com conforto em viagens longas. Viajei com a 2014 de Penedo-AL onde moro até Foz do Iguaçu com 05 pessoas a bordo com muito conforto. Lembra minha viagem de Penedo ao Rio de Janeiro em 1987 no meu Landau. Mesmo espaço, conforto semelhante, capô grande na frente e enorme espaço para bagagem. Já com essa nova, V6, adoro deixar para trás as hilux e sw4 com seus motores de máquina de costura. Meu pai dizia que quem gosta de motorzinho é dentista.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email