Veículos Comerciais

Caminhões: EUA x Brasil

caminhoes-eua-x-brasil-1-620x620 Caminhões: EUA x Brasil

Faz muitos anos que sou apaixonado por caminhões. Essa paixão começou a se desenvolver na infância. Assisti incontáveis vezes o filme “Falcão o campeão dos campeões”, pois nunca me cansava das cenas em que apareciam os cavalos mecânico americanos da década de 80 e 90.



Também não perdia um episódio da série Carga Pesada, em que os personagens Pedro e Bino dirigiam caminhões da VW como Titan e Constellation. Porém incrivelmente sempre me sentia atraído pelos filmes de caminhão americanos. Outro exemplo é o filme “Estrada Alucinante”.

Descobri então que admirava mais os filmes de caminhão americanos não pela qualidade da imagem ou pelo roteiro. Mas sim devido aos caminhões utilizados neles. Freightliner, Mack, Peterbilt…caminhões que além de terem muita utilidade, contam também com muita robustez e um desenho que intimida qualquer um.

Ao começar a observar no cenário brasileiro de caminhões, pude perceber que as coisas eram e são totalmente diferentes do cenário americano. Enquanto os grandes cavalos mecânico americanos sugerem muita força e robustez, os brasileiros sugerem apenas modernidade e leveza. Mas afinal quais consequências causam essas diferenças?

A primeira delas é a do conforto. O caminhoneiro americano tem conforto ao dirigir e muito mais conforto na hora do descanso. Já o caminhoneiro brasileiro tem conforto ao dirigir, porém na hora de descansar o conforto é simples. Normalmente há somente uma sólida “cama” acolchoada atrás dos bancos, na verdade muito espremida para alguém acima dos 90 KG.

caminhoes-eua-x-brasil-2 Caminhões: EUA x Brasil

Na nova geração do Mercedes Actros, há uma espécie de beliche, sendo até confortável o descanso. Só que como na maioria dos caminhões de cabine reta, o aperto é algo que pode se apresentar, dependendo do tamanho do motorista. Resumindo a grande desvantagem dos caminhões brasileiros, é a falta de espaço entre bancos e leito. Gerando um desconforto ao motorista que descansa.

caminhoes-eua-x-brasil-3 Caminhões: EUA x Brasil

Já em um caminhão americano, o assunto é totalmente outro. Os fabricantes realmente mostram que a prioridade é o conforto do motorista. Em um Freightliner Cascadia, por exemplo, há de série geladeira, micro-ondas, televisão, guarda-roupas e armário para mantimentos. A cabine desenhada com grandes proporções revela que no interior do cavalo mecânico há mais que um caminhão. Há uma “casa móvel”.

A preocupação em fabricar um caminhão confortável foi tanta, que a Freightliner projetou um cinto de segurança no leito de descanso. Embora pareça inútil, foi bem pensado, pois se, por exemplo, o acompanhante quiser descansar durante a viagem, ele poderá ir com conforto e mais segurança. Os caminhões americanos contam com inovações como luzes de cabine embaixo do painel, porta copos, e controles de cruzeiro (piloto automático).

Outro grande diferencial dos pesados americanos é o interior em dezenas de combinações de cores. Desde a cor creme, até a vermelha com faixas em diversas tonalidades. Em grande parte dos modelos de caminhões americanos, bancos de couro são de série.

caminhoes-eua-x-brasil-4 Caminhões: EUA x Brasil

Os caminhões oferecidos no Brasil também têm suas vantagens em relação aos americanos. Um exemplo disso é o painel do Iveco Stralis NR. Sua modernidade e tecnologia são tão fortes que chega a lembrar carros de luxo alemães.

Nos americanos o desenho do painel de instrumentos não harmoniza com o conforto e requinte que eles oferecem. Porém parecem e são mais precisos que os painéis mais modernos. Isso se dá devido a fácil leitura que esses instrumentos permitem.

caminhoes-eua-x-brasil-5 Caminhões: EUA x Brasil
Painel Iveco Stralis NR

caminhoes-eua-x-brasil-6 Caminhões: EUA x Brasil
Painel Freightliner Cascadia

Agora, mais do que nunca, a indústria de caminhões no Brasil se mostra preocupada. As fabricantes dizem que 2012 foi um ano ruim de vendas. A Volvo, por exemplo, teve uma queda de 15% nas vendas, em relação ao mesmo período em 2011. As montadoras investem em inovações estéticas desnecessárias, e por fim os modelos acabam sem exclusividade nenhuma em relação aos concorrentes.

Um Volvo FH16, pode ser facilmente confundido com seu antecessor FH12. Um Mercedes Actros é a cópia do seu irmão Axor, e ambos são muito semelhantes ao Iveco Tector. Então com tantas opções iguais no mercado, ou o cliente opta por comprar sempre o que estiver mais em conta e tiver mais vantagens, ou por comprar um modelo usado; já que já há tantos anos, as marcas de caminhões brasileiras insiste em trazer caminhões com o design na mesmice de seus concorrentes, e modelos anteriores.

Por Jefter Marcos

  • fabioalisson

    Interessante a matéria. Realmente os EUA devem ter caminhões bem melhores, assim como possui carros melhores e por preços muito mais justos que no Brasil. Podia ter comparado os preços também.

    • Zetros1833

      Discordo totalmente, os caminhões aqui no Brasil são tão sosfisticados quanto os vendidos na Europa e nos EUA. São veículos que estão equiparados com o que há de mais avançado na Europa, diferentemente do segmentos de carros de passeio.

      • angrymasterleaguenerd

        os caminhões na Europa têm airbags, não? Não me lembro de um que tenha no Brasil

        • Zetros1833

          Os mais luxuosos e mais caros aqui tbm tem, como por exemplo, o Actros 2646LS Megaspace e os FH mais caros.

      • Paulo Correa

        Acho que vc nao leu bem a materia, pois esta relatando sobre espaço e conforto para o motorista na hora de descançar, mas mesmo assim se for por tecnologia estamos um pouco atras mesmo, trabalhei nos U.S.A por 5 anos, e estou voltando de novo. Se um dia vc tiver a oportunidade de conhecer pessoalmente e ate dirigir um caminhao americano, vc sabera do falo. Abraço

    • Alexandre Zaleski

      Ô gente ! Esse cara que escreveu esse artigo disse que há alterações estéticas desnecessárias ? Disse que os caminhões são parecidos ? hein ????????

      Vai entender de caminhão, depois poste isso na internet, seu doido !

  • Leandro1978

    Bastante interessante a matéria. Em relação ao seriado Carga Pesada, na primeira versão, entre 1979 e 1981, Pedro e Bino utilizavam um Scania, se não me engano o L110, e eram de verdade. Posteriormente foram substituídos pelos Chrysler. No seriado mais recente, fizeram duas cabines: uma de verdade, onde ficava o motorista, e uma outra cenográfica, onde ficavam Stênio Garcia e Antonio Fagundes, cercados por câmeras.

    • Cassianoccm

      eles usavam um 141 V8

      • ror

        Era um Scania LK 141 V8 cara – chata

      • Leandro1978

        Valeu pela correção. Eram aqueles "cara-chata" laranja, né? Eu lembro de ter uma miniatura praticamente perfeita, abria as portas, o volante e rodas dianteiras viravam, tinha suspensão e a cabine era móvel, para acesso ao motor. Tinha duas carretas, uma aberta, como no seriado e outra fechada, tipo baú. Infelizmente acabei perdendo-a.

        Quanto ao Chrysler, você lembra qual era o modelo? Pois só lembro deste Scania.

  • AlanDieg

    Voce fez uma abordagem interessante sobre o conforto. Trabalhei algum tempo em oficina mecanicas diesel, sendo assim entrei em varios caminhoes. Um dos que me chamaram a atençao foi os modelos da International, que no Brasil foram fabricados pela Agrale sob licença da matriz americana. Estes dispunham de um painel recheados de comandos, algo que nunca tinha visto antes, alem de possuir uma cama enorme e com ar-condicionado. Nunca vi isso em um MB, Volvo ou outra marca nacional.

    • ahsoliveira

      na verdade os primeiros International eram bem desconfortáveis, a vantagem mesmo era a cama que era uma cama um pouco maior que a de solteiro comum mas a cabine era muito dura não tinha suspensão independente para cabine coisas que já eram comuns na época para modelos Scania, Volvo e Mercedes…

    • Zetros1833

      É que vc não entrou num Actros, num FH ou num Scania Highline ainda.

  • Rodrigo_V_U

    algumas besteiras juntas….

    1- nos EUA, a lei deles mede apenas o tamanho da carreta, no Brasil e na Europa, a lei mede o tamanho da composição total, por isso estes caminhoes imensos americanos e sub-utilizados, usando traçados puxando carretinhas de 2 eixos, na boa sem peso algum … vai ver não aguentariam um rodotrem de nove eixos com 77ton de PBTC (sabe o que é PBTC?)

    2- piloto automático? pff, fala sério, isto existe no Brasil desde 1900 e guaraná com rolha

    3- nos EUA, os caras ainda usam CAIXA SECA ….. aqui 70% da frota vendida hj em dia nos pesados é com caixa automatizada

    4- se fosse pra usar um exemplo brasileiro, não usasse um Iveco que o assoalho é na altura dos bancos, usasse um Volvo ou Scania que tem quase 2m de altura útil interna.

    5- camas? beliche existe desde 1994 com a chegada do FH ….. e as camas são bem confortáveis pra quem mede mais de 1,80m……

    post bem xinfrin, feito por "apaixonado por caminhão" que nunca entrou em um, quem dirá ter DIRIGIDO um…..

    • Sias

      Cara eu conheço por "caixa seca" o câmbio que não tem marchas sincronizadas, inclusive eram assim os caminhões que dirigi no exército. Lá nos EUA são assim?

      • Rodrigo_V_U

        a lider de mercado em transmissões nos EUA é a Eaton, com sua linha Fuller.

        boa parte da gama da Fuller era seca (Não-sincronizada) …. isso até bem poucos anos atrás…. afastei-me do ramo de caminhoes nos últimos 5 anos, então não sei dizer ocmo está hoje, mas não deve te rmudado muito em tão pouco tempo.

        • Sias

          Interessante ainda usarem assim atualmente. Os únicos caixa seca que conheci (e dirigi) foram aqueles, eram uns Ford F350, se não me engano. Bem "trabalhoso" dirigir um.

        • Filipe Augustus

          Esse cambio da Eaton é o mesmo de alguns modelos Volkswagen Constelation ?

          • Zetros1833

            Os Constellation usam caixa ZF de 16 velocidades.

            • Filipe Augustus

              Os Constellation utilizam a caixa ZF apenas nos modelos mais pesados, os leves usam da Eaton, eu sei porque lá na empresa que eu trabalhava os modelos leves, não tinham a caixa ZF.

              • Zetros1833

                Não existe Constellation leve. Os Constelaltion são modelos médios, semipesados e pesados. A linha de leves da VW é a Delivery(cabine antiga) que usam caixa ZF. Somente os caminhões Constellation 13.190, 15.190 e 17.190 usam caixa Eaton, assim como os da linha Worker(cabine antiga) é que utilizam caixa Eaton sincronizada com trambulação a cabo, diferente da Eaton caixa-seca utilizada pela Ford nos Cargo de anos atrás.

                • Filipe Augustus

                  Eu me referi aos Constellation leves, como versão de acesso, não que eles sejam pequenos, acho que vc não me entendeu ;)

                  • Zetros1833

                    Eu entendi…é como te falei: os modelos leves são os Delivery. Os Constellation são os médios 13.190 e 15.190 e os semipesados 17.190 e 24.280. Os extrapesados são os cavalos-mecânicos 19.330, 25.390, etc..

                    De qualquer forma, a caixa Eaton desses Constelaltion toco, é diferente da caixa-seca utilizada nos caminhões mais antigos. Ela é até mais robusta, mas ficou obsoleta.

                    • Sias

                      Mas nenhum é mais caixa seca, não? Estive olhando o site da MAN/VW e os que olhei são todos com marchas sincronizadas.

                    • Zetros1833

                      Nenhum é caixa-seca. Aliás, somente a Ford utilizava caixa-seca nos Ford Cargo extra-pesados, mas tbm deixou de utilizá-la. A VW sempre utilizou caixas sincronizadas nos Constellation.

        • Zetros1833

          Nos EUA, a Eaton oferece tbm caixa automatizada. Antigamente, a Ford utilizava em seus Cargo, a caixa-seca, ou seja, sem sincronização, da Eaton, mas nos novos Ford Cargo, a caixa Eaton conta com anéis sincronizadores.

    • Caio_Ferrari

      Imaginei que o post estava simples demais.

      Há alguns caminhões americanos, em especial os Peterbilt que usam Cabines bem ultrapassadas e lotadas de botões. Enquanto no Brasil, a linha européia de caminhões é bem mais moderna. O comentário do post de que os antigos são melhores de se ler me pareceu algo bem "síndrome de vira-latas"

      Acho que um dos poucos mercados de coisas com rodas aqui que está atualizado e moderno é o de caminhões.

      • angrymasterleaguenerd

        embora haja diferença para os europeus. Não tão gritante como nos carros

    • ahsoliveira

      eu gosto deste fazem ótimas matérias, mas achei um post muito fraco também, meu pai foi caminhoneiro e minha infância e adolescência foi dentro de cabines de diversos modelos. Sinceramente os caminhões TOP que temos aqui não deve em nada para os Top americanos, certo eles tem mais espaço, um mesa Legal interna, mas de resto é bem equiparado exceto os câmbios os nossos chegam a ser melhores a única vantagem que vejo nos caixa seca é que como eles possuem menos, possuem menos pontos que possam dá defeito, porém os comuns e autotomizados são tão confiáveis quanto hoje.

      • Alexandre Zaleski

        Eu acredito que os caminhões oferecidos aqui devem em dois lados: tanto para os europeus, quanto para os americanos. Enquanto, de um lado, não possui as cabines espetaculares, também não possuem toda a tecnologia que é oferecida na Europa. Isso também deve ser levado em consideração. E por exemplo, o Volvo oferecido nos EUA, é completo, tecnológico e tem a super cabine…O Volvo oferecido na Europa, é completo, tecnológico, e tem a cabine mais espaçosa também (eu sei porque eu medi uma cabine de caminhão europeu com uma trena, e ela é até 20 cm mais comprida, fiz de caso pensado em uma viagem para a Europa).

    • rpasini1

      Até o fato de falar que como o visual dos caminhões é parecido, a pessoa decide em comprar pelo mais barato. Isso é absurdo, caminhão não é um carro de passeio, é algo utilizado pra transportar carga, a empresa vai escolher o que melhor atende as necessidades.

    • Zetros1833

      Sem falar que ele usou o Freithliner que pertence à Daimler. Outro equívoco é o Actros, que além de ser de origem alemã, já fabricado no Brasil desde o final do ano passado na fabrica da Mercedes em Juiz de Fora.

      Inclusive, o Actros é o único no Brasil com cabine piso plano e com cabine com 1,92 m de altura do piso plano ao teto. O motor do Actros é um V6 12 litros, com 456 cv e 2200 Nm de torque.

    • Paulo Correa

      rsrsrsrsrs…. So rindo mesmo… Nao aguentaria puxa rodo-trem com 77 ton? Se vc nao lé, ou nao assisti a video, reportagens, por favor nao diga BOBAGEM, no U.S.A. eles tem rodo-trem e ate maiores que rodo-trem, e tem tambem uam GRANDE diferença, lá existem ESTARDAS que comportam o peso, coisa que aqui, bem sem comentarios. Vc sabe pq usam "caixa seca"? Durabilidade MUITO maior. Bem se vc acha rui, a "caixa seca" pode ate ser, mas para os fracos de cambio. Trabalhei 5 anos nos U.S.A. e depois de mese de ferias no Brasil estou voltando. S e um dia vc tiver a oportunidade de conhecer por dentro e dirigir u m caminhao fabricado la, acho que vc reve os seus conceitos. Ah! Estava esquecendo, la as carretas sao praticamente todas de dois eixos, os eixos sao bem na traseira da carreta, e os containers tambem tem de todo peso como no Brasil, ou vc pensou que so carregam isopor e algodao nos contaimers nos U.S.A.? Abraço, procure se informar melhor

  • HFHoltz

    Interessante que no passado (talvez uns 20 anos atrás) a maioria dos caminhões tinham esse "narizão" como dos americanos, hoje são quase todos de "frente chata" como dos europeus.

    • CharlesAle

      Isso é devido as leis que impôem limites ao comprimento total do veiculo,

      • Zetros1833

        E tbm à capacidade de carga ser maior. Os únicos caminhões bicudos hj no país são os Mercedes Atron 1319, Atron 2324 e Atron 1635.

    • 3ic

      E eu acho mais interessante esteticamente um cara chata que um torpedo….Na dec de 80/90 ficava babando com os europeus e seus caras chatas e torcia o nariz para nossos torpedos

  • diogo_rs6

    É uma matéria pertinente entretanto infelizmente o caminhão norte-americano será sempre algo exclusivo dos americanos. No resto do mundo – Europa inclusive os caminhões são todos caras-chatas e com certo nível de simplicidade na cabine. Todo este nível de conforto traz certo sacrifício a capacidade utilitária destas máquinas – seja comprimento ou mesmo o PBT do veículo. Se você analisar o mercado de caminhões ao redor do mundo – o caminhão bicudo (com o capô) só continua restrito ao mercado norte-americano (Canadá e México)

    Entretanto se analisar no mercado de usados, verá que não é difícil ver gente que adaptou um colchão dentro das cabines.

    Sobre o mercado de caminhões, por se tratar de meros veículos utilitários não se deve esperar muitas mudanças ou diferenciações estéticas das cabines – design é um dos itens menos prioritários para um transportador, seja ele empresário ou autonômo, tanto é que os veículos passam mais de década sem uma "nova geração". No caso da Volvo com o FH, o projeto da cabine original data da década de 90. Com o passar dos anos ela foi sendo reestilizada e aprimorada para manter um pouco do apelo. Somente no ano de 2012 é que foi desenvolvida uma cabine totalmente nova – já disponível na Europa. Publicações especializadas falam no novo FH no Brasil em cerca de 2/3 anos.

    E outra, o mercado de caminhões só desaqueceu em 2012 por causa do Proconve P7/Euro 5. Tanto é que a mesma legislação é que trouxe o recorde de vendas de 2011. Acredito que o mercado estará "normalizado" em termos de demanda em 2013 ou em 2014

    • angrymasterleaguenerd

      Se eu me lembro corretamente, os "bicudos" também têm grande mercado na Austrália

    • sandro juliana

      esqueceu da australia que usa bastante caminhoies bicudos , freightliner, mack, kenhorth, volvo e até iveco power star

      • sandro juliano

        na australia e nova zelandia, tem bicudos e carachatas tipo americano, são aqueles cara -cata que os E.U.A não fabricam mais

  • GilsinhoGT

    Eu amo caminhões também… gosto até mais do que os carros… porém essa diferença entre os caminhões do Brasil e dos EUA vem de vários fatores…. posso citar, por exemplo, um caminhão com cabine estendida que mais parece um Motor Home. Lá é normal ter caminhões assim devido a facilidade que esses caminhões tem para trafegar… estradas mais extensas, com melhor qualidade de asfalto, postos de paradas enormes, locais de entrega de fácil acesso e muitas outras regalias que só um caminhoneiro nos EUA pode ter ao viajar. Aqui é o contrário… tanto que os caminhões bicudos (como o 113H, 1938, 111S dentre outros) estão parando de ser fabricados aqui, enquanto lá nos EUA são os que mais vendem. Aqui muitas estradas são estreitas, postos de parada mal modelados, locais de entrega de difícil acesso, e para poder trabalhar aqui só os caminhões como Costellation, Actros, série R da Scania, dentre outros. Caminhão para o Brasil está sendo somente para fazer seu dever: Transportar e nada mais.

  • roberto_araujo

    Blindagem nível V deveria ser item de série nos caminhões brasileiros.
    Já conheci alguns caminhoneiros que foram mortos por bandidos por pura maldade, pois já haviam se rendido e entregado a carga, mas mesmo assim foram executados pelos criminosos.

  • CharlesAle

    Essa marca,Freightliner ,pertence ao Mercedes,e um de seus motores é feito no Brasil pela MBB,nos EUA,as distâncias são imensas,e isso influiu no modelo de caminhão,oferecer conforto ao motorista,os caminhões Brasileiros são modernos,e devem bem pouco de tecnologia aos Europeus,aliás,isso é louvável no Brasil,os caminhoneiros reclamam é do alto preço dos caminhões,e não dos caminhões em si,que satisfazem com sobras as exigências dos motoristas Brasileiros,o que pega é grana para comprar e também fatores do Brasil mesmo,como violência,frete baixo,diesel caro,péssimas estradas etc…

    • Castle_Bravo

      As distâncias não diferem tanto assim não, se compararmos costa à costa que seria a maior distância de lá, é praticamente igual ao que seria por aqui de Porto Alegre à Fortaleza, por exemplo e com nossas estradas garanto que é bem mais demorado fazer essa viagem. =/

    • Zetros1833

      A Mercedes exporta o motor OM-460LA para a Freightliner nos EUA.

  • ahsoliveira

    o problema é que os caminhões brasileiros são modelos Europeus adaptados as distâncias percorridas não são tão grandes assim, logo é mais lógico e funcional caminhões com cabines frontais, economizam espaço, os caminhões Top de linha no Brasil são muito confortáveis, FH com cabine XL, Scania linha R, Actros, TGX, só não possuem o mesmo espaço e mimos dos americanos, hoje você encontra geladeiras, TV/DVD e tomadas suficientes para ligar pelo menos um forno elétrico.
    Sinceramente este interior do iveco é ruim!
    bom é desta versão 2013, que já está sendo fabricada aqui: <img width="550" src="http://blogdocaminhoneiro.com/wp-content/uploads/2012/09/iveco-stralis-hi-way-2.jpg"&gt;
    e do atual FH acho bem fluído e ergonômico: <img src="http://images01.olx.pt/ui/4/67/44/1267007683_76026344_2-volvo-fh-12-460-Porto.jpg"&gt;
    <img src="http://n.i.uol.com.br/carros/images/2009-06/volvo_fh_painel.jpg"&gt;
    Mas o FH 2013 que deve ser fabricado aqui no Brasil, mas já vendido na europa é show:
    <img src="http://www.encontracarros.com/upload/volvo-caminhoes/volvo-fh-2013-04.jpg"&gt;
    <img src="http://www.encontracarros.com/upload/volvo-caminhoes/volvo-fh-2013-03.jpg"&gt;
    bota no chinelo muito carro de "luxo", se bem que quando começar a ser fabricado aqui deve perder alguns destalhes com certeza

  • WolfpackVF1

    Srs. é muito clara as diferenças entre o mercado americano, suas leis e consumidores comparado com o brasileiro. Aqui a lei de comprimento máximo para o caminhão conta a partir do parachoque dianteiro ao parachoque traseiro, nos Estados Unidos não, a lei começa a contar apnde termina a cabine. Isso levou a extinção os caminhões bicudos. Hoje só se cmpra caminhões cara chatas. Outro fator aqui o dono da frota pouco liga pro conforto de seus motoristas, por lá existem mais motoristas autônomos que fazem do seu caminhão seu segundo lar. Por lá também é mais barato comprar um cavalo mecânico, diferente daqui. Por lá existe grande rede de apoio ao viajante, áreas de descanço com conforto e segurança. O motorista por lá teme a lei, 70 milhas e sempre do lado direito da pista, nunca, mas nunca saem de lá. Educação forçada, mas eficiente. Freightliner é de propriedade da Daimler Mercedes, assim como Mack da Volvo. Ambas produzem por suas marcas com os bicudos do passado. O lider por lá é a Kenworth, que vc pode ver espalhada por países da América Latina como México (fábrica), Colombia e Chile.

  • WolfpackVF1

    Você nunca verá nada próximo da porcaria dos FIAT Iveco nos Estados Unidos. O que um caminhoneiro quer é gastar pouco com combustível, peças e manutenção barata e durabilidade da máquina.

  • hugogyn94

    Os caminhoes americanos sao lindos e gigantes parece um hotel 7 estrelas.

  • MARCELOCAR

    Matéria interessante. Na minha opinião existe um abismo que separa o Brasil dos EUA, principalmente no que diz respeito a educação, cultura, economia e tecnologia. Ainda vamos demorar quase um século para podermos chegar próximo deles. Os caminhões são apenas um pequeno exemplo.

  • AF1979

    Falou-se no texto que caminhão cara-chata não é adequado para fazer cabines tamanho monstro, só que há exemplos que contradizem isso:

    <img width="700" src="http://www.carsbase.com/photo/International-9800_mp431_pic_39875.jpg"&gt;

    E mesmo em caminhões de projeto europeu, nada impede que haja cabines dignas de um bruto americano:

    <img width="700" src="http://lh4.ggpht.com/-1krq5C2wuU8/SJix4aeSExI/AAAAAAAABXg/ox3vK-d991Q/s800/ford%20cargo.jpg"&gt;

    Lembro-me também que no começo dos anos 1990, a VW chegou a fabricar um caminhão com um leito maior e cheio de detalhes. Infelizmente não me lembro do nome desse modelo. Porém, infelizmente há dois detalhes que prejudicam que tenhamos leitos melhores: a tal lei que considera o comprimento total da composição (o que obviamente fará com que se prestigie caminhões que no máximo tenham uma cama atrás) e a existência de brasileiros no mundo, pois estes não agem conforme a normalidade das sociedades humanas preconiza e acabam pondo a perder toda e qualquer boa iniciativa (vide arraigamento de ABS e airbag apenas e tão somente porque a lei obriga em vez de por livre e espontânea pressão dos cidadãos).

    • Pedro Evandro

      Como se faz para acessar o motor de um cara-chata leito como esse? Pois, não dá para levantar a cabine para frente.

      • AF1979

        Imagino eu que tenham feito um sistema bem reforçado para que a cabine suba, algo mais reforçado do que o de costume, tal qual ocorre em um 9800 (ainda que a favor desse haja o fato de a cabine ser de alumínio):

        <img src="http://motoburg.com/images/international-9800i-05.jpg"&gt;

  • Eddu13

    Aqui no Brasil antigamente tinha o International 9800. Se não me engano a marca voltará ao país.

  • VRJunior

    E que venha a DAF com seus caminhões europeus e mentalidade americana.

    • Zetros1833

      A DAF tem mentalidade européia. Como já foi dito acima, são duas culturas totalmente diferentes.

      • Alexandre Zaleski

        Que tem mentalidade europeia nada ! Pegaram o jeitinho brasileiro, e só vão oferecer até a SpaceCab no Brasil .. uns sacanas, não concordam ?

        • andre

          Vão trazer a linha antiga, aprenderam mesmo o jeitinho brasileiro.

  • ror

    A grande diferença Brasil x EUA no setor de caminhoes, é que aqui segue-se assim como na maioria do mundo o modelo europeu de transportes que limita o comprimento total da composição. Nos EUA era assim mas a lei mudou e passou-se a limitar apenas o semi-reboque e não o cavalo-mecânico junto, este pode ter qualquer tamanho.
    Mas lá nos EUA reparem que não existem composições como Bitrens ( composição de 6 eixos), Bitrenzões ( 9 eixos), Tritrens ( 9 eixos), Rodotrens ( 9 eixos), sendo estes de 9 eixos com comprimento total de 30 m. http://2.bp.blogspot.com/_dIN5g0Orxl8/TNhiYWautKIhttp://dc375.4shared.com/img/RD3-BaXa/s7/538_-_bi

    É devido ao tamanho gigantesco dessas composições que o cara-chata reina por aqui. Imaginem um bicudão com uma cabine enorme puxando um Bitrenzão?

    • 3ic
      • sandro juliano

        eu ja vi um NH puxando rodo trem

    • Kleina

      Um bitrem é muito grande e desnecessário, além de ser difícil de manobrar, e isso é ter o jeitinho brasileiro de querer mais com pouco que no caso é apenas um caminhão. Nos EUA Justamente valorizam o conforto e mobilidade do motorista com qualidade. Esse é o problema do Brasil: querer muita produção sem se importar com quem está levando e isso acaba prejudicando muita gente.

      • jonathas

        nos EUA usam rodotrens tambem cara
        a propria walmart usa muitos la nos eua
        mas deve levar em conta que la as pistas são planejadas para terem o maximo de retas e curvas bem abertas

  • ror

    Ah!! Outra grande diferença entre as cabines americanas e europeias: as cabines americanas são feitas inteiramente em alumínio (capô de fibra geralmente), enqto as cabines cara-chatas européias e brasileiras lógicamente são feitas inteiramente em aço, com a tampa frontal em plástico de alta resistência e no caso do Stralis o teto tbém é em plástico reforçado com fribra de vidro.
    Como um fã de caminhões espero ter esclarecido algumas dúvidas.
    Feliz Ano Novo!

    • Kleina

      Uma coisa é que nos EUA apesar do material, o teto é muito alto e o metal normalmente é altamente revestido em couro ou algum tecido. Pode não ter tanta resistência, mas lá ninguém tem que se preocupar com isso, porque não tem buracos, e outras coisas. Além disso o que falta em resistência sobra em conforto. Mas, em todo caso, se quer competir em relação aos 2 fatores existem muitos caminhões Peterbilt (que eu não me lembro qual) que superam facilmente até na potência os fabricados no Brasil.

  • Felix_S

    Legal ver um post sobre caminhões pesados. Mas como não conheço nada do assunto…. A única coisa que sei é que nada a ver falar sobre "inovações estéticas desnecessárias" (não se compra um caminhão como a gente compra carro)

  • Interessante o post, mas me parece que seu ponto de vista é de quem vai usar o caminhão como veículo de turismo, e não de carga.

    Quanto ao tamanho dos mesmos, acredito que a razão para termos caminhões menores seja a mesma dos carros: não temos estradas nem cidades comparáveis ao que os EUA tem (em qualidade, em principalmente, dimensões). Portanto, um monstro americano não conseguiria fazer uma das "mini-rotatórias" das nossas cidades.

  • WolfpackVF1

    Caminhão pesado é VOLVO e em segundo SCANIA. O resto vem bem atrás. Quem compra Iveco é o mesmo consumidor que tem um Palio na garagem, pobre que não tem recursos para gastar com qualidade :)

    • tiago90j

      Não é Possível afirmar que quem compra um palio ou iveco é pobre, agora, é possível afirmar que VOCÊ é pobre, e não digo financeiramente, pobre de educação e respeito ao próximo.

      • 3ic

        Verdade..na hora da blitz é que vemos muitos "ricos" e seus carroes sendo rebocados por falta de pagamento do IPVA….

  • johnnyburanelo

    legal o post
    parabéns
    tive a oportunidade de fazer um test drive no actros da mercedes, na versao importada e em um scania,
    impressionante
    o mercedes era automatico, painel com otimo acabamento muito, muito conforto, tecnologia altissima
    diferente dos mercedes q meu pai dirigia nos anos 80 e que iamos buscar calcareo para a lavoura la no MT ;)
    impressionante a evoluçao dos caminhoes brasileiros

    • Zetros1833

      O Actros já é fabricado no Brasil. O pecado da Mercedes, foi a demora em trazê-lo importado e a fabricá-lo aqui, pois mercado para esses caminhões luxuosos tem aqui.

      Atualmente, o Actros é fabricado nas versões 6X2 e 6X4 em Juiz de Fora. Estão em testes tbm as versões 2660 V8 do atual Actros e 1851 do novo Actros.

      Como vc disse, os caminhões brasileiros evoluiram muito mesmo. E o melhor, equiparados com os que são vendidos na Europa como o Atego, Axor e Actros da Mercedes, os VM e FH da Volvo, os R da Scania e os Tector e Strallis da Iveco, além dos TGX da MAN.

    • Eduardo Felipe

      elipede carga e implementos rodoviários,mas sempre quando converso com as pessoas que são motorista ou caminhoneiros vejo uma certa discordância sobre opiniões nas revistas que leio.De qualquer forma queria saber sua opinião à respeito.

  • shdn2010

    Ainda acho que o painel do Painel Freightliner Cascadia é bem mais acertado do que o iveco.

  • Marco_Aurelio

    Até que enfim a International fez um caminhão que não se pareça pré-histórico, porque vamos combinar, aqueles rebites à mostra são horríveis, dando a impressão de que o bruto é da década de 50.

  • WolfpackVF1

    O Rei das estradas é o Volvo FH que ficará melhor ainda em breve, os demais caminhões brigam pelo segundo posto. Tecnologia, segurança e eficiência incontestável do Powertrain. Não fizeram ainda nenhum caminhão no Mundo que bata os Volvo. http://m.youtube.com/watch?v=zuZ13QkbEpo&feathttp://m.youtube.com/watch?v=QGcAOEbaJ1E&deskhttp://m.youtube.com/watch?v=6k1WdzSHBfc#/watch?vhttp://m.youtube.com/watch?feature=relmfu&v=dhttp://m.youtube.com/watch?v=4DvGHnuJvKM&feathttp://m.youtube.com/watch?feature=relmfu&v=Uhttp://m.youtube.com/watch?feature=relmfu&v=ghttp://m.youtube.com/watch?v=XqvM39WCpfM&feathttp://m.youtube.com/watch?feature=relmfu&v=L
    Nenhum caminhão pesado apresenta tanta tecnologia e inovação quanto os novos Volvo FH.

  • AlanDieg

    Não podemos deixar de falar do Volvo americano, que tbm eh lindo!
    E quem tiver interesse no Brasil, é so entrar em contato, rsrs
    http://www.socaminhoes.com.br/index.php?pg=7&amp;…

    • ahsoliveira

      interessante! mas ele não enfrenta problemas de excesso de comprimento? foi importado novo para o Brasil? não sou comprador mas só por curiosidade fica em torno de quanto um desse ano?

  • AlanDieg

    Não podemos deixar de falar do Volvo americano, que tbm eh lindo!
    Vi alguns quando fui a Bolivia, e por la, estes modelos são comuns!
    http://volvo-reviews.com/image/9012c7a3

  • ror

    Só cavalo-mecânico com cab. cara-chata pra puxar um implemento desses sem passar no limite de comprimento total. http://www.youtube.com/watch?v=-x1e815uSX4&fe

  • LuisRenatoJoia

    Até os caminhoes eua são melhores!Mais os cavalos mecanicos da volvo são lindos.

  • Antonio_Brust

    Aqui o reinado ainda é da Scania Jacaré e do MB 1519 caixa seca, hehehehe

  • matheusspiderr

    Aconselho esse video pro pessoal que fica falando do tamanho dos caminhões no Brasil, nele vem explicado todas as dimensões.
    http://youtu.be/fiKjNTyKX-U

    e também no youtube o canal Vlog18rodas que é de um Brasileiro que trabalha como Caminhoneiro nos EUA.

  • matheusspiderr

    Aconselho esse video pro pessoal que fica falando do tamanho dos caminhões no Brasil, nele vem explicado todas as dimensões.
    http://www.youtube.com/watch?v=fiKjNTyKX-U

    Procurar também por Vlog18rodas no youtube.

  • 3ic

    Pela lógica, os caminhões europeus são melhores projetados que os americanos pelo motivo de atender necessidades globalmente enquanto os americanos, devido a suas dimensões, so atendem a mercados que tenhma estradas compativeis

    • Zetros1833

      Exato. Só atende ao mercado americano.

  • angrymasterleaguenerd

    Os americanos fazem caminhões parecidos (em tamanho) com os Ategos da Mercedes?

  • Zetros1833

    Uma coisa que o post não disse, é que nos EUA, o cliente pode montar seu caminhão com outras opções de motores diferentes da marca do caminhão. Tem caixas de câmbio variadas tbm.

    A Freightliner por exemplo, oferece os motores Caterpillar, Cummins ou Mercedes-Benz para seus caminhões.

  • Jason

    Uma vez um amigo meu respondeu a um anúncio nos EUA para o emprego de caminhoneiro. Ele ia dirigir um International, mas a proposta de emprego era de 30 dias na estrada para 10 dias de descanso em casa.

    Isso explica o porquê dos caminhões americanos serem maiores e mais confortáveis. Como o país é de proporções continentais, o motorista leva dias para cruzar de um lado ao outro. Portanto, o motorista vai passar mais tempo, praticamente morando no caminhão. Não que aqui no Brasil a realidade seja muito diferente: O país também é grande, o transporte de mercadorias é majoritariamente rodoviario. E existem motoristas dirigindo 30 dias por mês, às vezes 16h por dia. E calculo que o custo do transporte lá também seja bem diferente do que é aqui. Talvez até com mais valorização pro profissional do volante.

    A potência dos caminhões americanos pode não impressionar, mas as máquinas lá são feitas para ter um torque enorme! Vejam o tamanho das carrocerias de lá, comparadas com a daqui! É enorme mesmo!

    Não dá pra comparar caminhões americanos com os de outros países do mundo. São dois pesos e duas medidas.

    • Zetros1833

      A potência impressiona tbm, pq são caminhões de até 600 cv ou mais.

  • Adriano_Silva

    De forma quase que geral comparar os caminhões da América o norte com os da América do sul é pedir para entrar em depressão.

  • 3dimensional

    Achei legal o post pois sempre curti demais o visual dos caminhões americanos também e nunca entendia o pq de não serem adotados por aqui…
    Falando em tecnologia realmente os europeus não devem nada, mas em relação ao visual…

  • Fabio

    Achei bem legal o post, pessoal comentando, opiniões diferentes devem ser respeitadas. Resumidamente numa frase a diferença do mercado brasileiro e americano: o dia que o povo tiver maior nível de instrução no Brasil, que tivermos maior distribuição de renda, daí virá melhores estradas, mais apoio na estrada, caminhões melhores… enquanto o povo for submisso A TENDÊNCIA É QUE PERDURE esta situação por décadas e décadas. PEDALA BRASIL!!!!!!

  • demetrio

    Eu acho que nunca vai melhorar sistema de caminhões e estradas na terra Brasil. É uma pena que ainda estamos na idade da pedra em termos de rodovia e caminhões.

  • Ademarcio

    Dizer que os caminhões brasileiros são semelhantes uns aos outros não faz sentido e mostra uma falta de conhecimento no assunto pois no mercado americano as marcas também competem com produtos muitos semelhantes vale citar como exemplo a Paccar que é detentora das marcas Peterbilt e Kenworth que tem produtos identicos com pequenas mudanças estéticas para diferenciar um modelo do outro como o Peterbilt 579 e Kenworth t680 por exemplo

  • alessandro

    Não precisa ir muito longe, pois em todos os países latinos há caminhões classe 8. Se duvidam vão à Argentina, Paraguai, Bolívia, Colômbia, Chile, etc. Por lá os pesadões norte-americanos rodam normalmente. E tudo com motorzão com mais de 425cv.

    Por aqui se deixassem, as montadoras (todas, começando pela VW e Ford) colocariam apenas um banco, e o motorista teria que dormir na rede. E o governo cobraria imposto da rede se ela tivesse ar-condicionado.

  • demetrio

    Não temos caminhões, não temos nem carro de passeio autos só temos um pais mal administrados, não temos rodovias, não temos posto de parada area de descanso no brasil é feita no acostamento enquanto nos EUA é completamente diferente fora da rodovia e com segurança, e com todo conforto possivel ;.aqui se tu vai parar um poquinho, tens que ter cuidado para não ser roubado. Isso nós temos de fartura.

  • Emanuel Schott

    Isso acontece porque no Brasil há um limite de comprimento do conjunto cavalo + carreta, ai as fabricantes espremem a cabine pra conseguir carregar uma carreta mais comprida. Nos EUA o limite só existe na carreta, não importa o comprimento do cavalo, o que deixa as montadoras mais livres pra estender o cavalo e colocar todo o conforto extra.

  • mauror

    Quem é caminhoneiro de verdade, nos não quer só tecnologia,quer conforto e segurança.Vou falar as diferenças.O caminhão bicudo te da mais segurança no caso de uma batida simples,você não está sentado em cima da roda dianteira, recebendo o primeiro impacto.
    Só para subir no caminhão já da trabalho,imagine ele encostado no muro,e quando dá problema no motor tem que levantar a cabine,se tiver algum objeto solto ,vira uma bagunça.Fora o ponto cego do lado direito na escada.Ter painel de instrumento mecânico,é melhor ,dá mais confiança,e fácil manutenção.Cabine pequena não cabe nada,não da para colocar geladeira, micro ondas,forno elétrico,tv,dvd,gps,armário,etc…
    Você preferi dormi numa cama de casal ou de solteiro.
    A diferença do tamanho. é porque na europa, a distância é pouca.
    No brasil o que as empresas querem é quantidade e volume,quem dorme no barraco dorme em qualquer lugar,quem come no lixo,come em qualquer lugar,o asfalto fraco,da mais manutenção,
    Hoje você morre amanha tem outro….

  • mauror

    caminhão tem que ter cara de caminhão.

  • Mario Pontes

    nao quero me intrometer na conversa, mas concordo plenamente com o rapaz que escreveu a materia, e quem nao sabe o que esta dizendo nao o diga, pois boca fechada nao entra mosca, o brasil tem que avancar muito para se equiparar com os caminhoes americanos, aqui todos os caminhoes que viajam costa a costa ja vem com todos estes opcionais, e nem prcisam ser modelos caros, ai no brasil coitado dos motoristas que encalharem em alguma destas merdas de estradas, que temos ai, pois seu caminhao nao lhes oferece conforto nenhum, enao falo isto porque nao estou ai, amo o meu pais tanto quanto voces, isto e apenas a realidade dos fatos, quanto aos caminhoes europeus nao sei tanpouco se tem tanto conforto quanto os deste pais onde estou, me perdoem se disse algo errado nao foi minha intencao agredir ninguem, obrigado

  • Mario Pontes

    engracado as pessoas, este moco que disse que os caminhoes do brasil estao ao nivel europeu e americano, por acaso conhece europa e estados unidos, por que pela firmeza com que ele fala ate parece que conhece, sim ou nao? se nao conhece aqui , para de discutir, pois ai voce nao estara baseado em nada, porque eu posso lhe dizer uma coisa apenas, ver pela internet e uma coisa e ver ou dirigi-los ou pelo menos viajar neles pessoalmente e outra coisa totalmente diferente, eu posso lhe garantir, os caminhoes brasileiros estao ficando muito bons mas ainda nao compete com os europeus como voce frizou e muito menos com os americanos, nem em preco e nem em conforto ou dirigibilidade. por favor nao me entendam mal, e que eu tenho esta experiencia, pois ja viajei de caminhao ai no brasil e aqui fora tambem e olha os daqui de fora sao realmentew carros de luxo comparados aos do brasil. qualquer motorista ai do brasil que dirigir um destes se apaixona imediatamente. e nao estou falando apenas de uma marca, pois todas competem entre si.

  • Lucas Vieira

    Actros cópia do Axor… que é parecido com o Tector… meu Deus, esse entende de caminhões mesmo…

    Devia estudar primeiro a legislação dos dois paises pra saber o porquê da diferença das cabines leito…

  • Cristhov Alves

    a diferença e que os caminhões brasileiros tem um padrão europeu onde se justifica o conforto na hora de dirigir, lá as viagens internacionais são na sua maioria bem menores que no brasil, lá onde a maioria dos motoristas dorme em hotel, já o padrão americano unifica os dois, conforto pra dirigir e descansar pois os profissionais encaram viagems longas enfrentando regiões isoladas por hora(a mesma dificuldade dos motoristas brasileiros) moramos em um pais continental mas usamos veículos adaptados pra viagens de media distancia.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend