Usado da semana

Carro da semana, opinião de dono: Honda Fit EXL 2015

Carro da semana, opinião de dono: Honda Fit EXL 2015

Olá leitores do Notícias Automotivas, venho aqui relatar um pouco da experiência que estou tendo com meu veículo adquirido em meados de março 2015. Inicia-se mais um episódio de “Opinião de Dono”, espero que gostem.


Primeiro vou apresentar o veículo em questão: Honda Fit EXL 2015 comparado 0 Km (atualmente com 10.000 km). A primeira revisão já foi feita, custou 360 reais (já com alinhamento e balanceamento) e durou 1 dia. O valor do veículo na época foi, aproximadamente, 68 mil reais (modelo 2015). O pagamento foi à vista. Sendo que entrei com um veículo usado, um Ford Fusion 2006 SEL (com teto) 88 mil km rodados comprado logo no seu lançamento por 90 mil reais. O valor da “troca” foi de 23 mil reais. Não cabe aqui dizer os problemas que o Fusion estava apresentando após quase 9 anos de uso. Apenas por citar alguns dos problemas: câmbio começando a dar “estalo”, painel de borracha descolando, disqueteira de 6 disco não funcionava mais e valor da próxima revisão na css Ford de “apenas” 8 mil reais se todas as trocas fossem feitas lá, além de alguns arranhados nos para-choques.

Voltando ao novo carro, aqui vale um adendo: itens opcionais que elevaram o valor do carro para quase 70 mil reais.

Carro da semana, opinião de dono: Honda Fit EXL 2015


– No exterior vocês poderão ver pelas fotos os LEDs diurnos com repetidores de seta que não são disponibilizados pela Honda do Brasil. Encomendei da Ásia na verdade, lá alguns Fits apresentam essa opção. Além disso, foram colocados protetor de portas laterais da própria Honda (temos um cadeirante na família e sempre ocorrem esbarrões na lataria).
No interior adicionei apoio de braços central original Honda. Para mim é “impossível” dirigir qualquer carro sem esse item, fico bastante desconfortável. Além de insulfilm e carpetes.

Agora falo para vocês sobre o motivo de ter escolhido um Honda Fit. Alguns podem estranhar sair de um sedan grande que era o Fusion para um monovolume pequeno. Bem, tentarei explicar. O principal motivo era a necessidade de troca imediata de um carro que atendesse nossa família, que agora faz uso de cadeiras de rodas, ou seja, precisávamos de um carro funcional e prático para o dia-a-dia. Precisávamos, entrar e sair de garagens apertadas, de achar vagas na rua facilmente, de deslocamento fácil, de acessibilidade. O porta-malas cabe exatamente 1 cadeira e o espaço interno é suficiente até mesmo para mim (1,90 metros). Fora isso, aqui em casa já temos outros 2 carros. Uma Freemont para viagens e um Peugeot 408 para rodar na cidade, ou seja, não tinha mais a necessidade de outro veículo de maior porte, o Fit atenderia perfeitamente os poucos quilômetros rodados diariamente (25km/dia).

Após essa introdução inicial sobre o carro e o motivo da compra, listarei um pouco da minha experiência com o veículo:

Carro da semana, opinião de dono: Honda Fit EXL 2015

Acabamento: O que posso dizer aqui é que o acabamento é satisfatório. O carro tem muito plástico, mesmo nessa versão que é a top de linha (ganha alguns “cromados”). Os bancos em couro e parte da porta amenizam essa sensação de “plástico para todo lado”, muito embora os encaixes sejam bons. Os mostradores, nessa versão, também são diferentes dos demais Fit’s (EX é igual) e se assemelham com o do Civic (acredito que a Honda deveria adotar ele em todas as versões, aquele mostrador em laranja das versões mais simples é de doer!! Uma outra coisa que merece atenção, por incomodar, é o ruído interno em altas velocidades.

Tecnologia Embarcada (ou a falta dela): Aqui é o que mais sinto falta no dia-a-dia. Faltam espelhos no para sol com luz (quem tem namorada/esposa vai entender). Apenas o vidro do motorista é automático, o restante tem que segurar para subir. Os limpadores de vidros só tem velocidade lenta, muito rápida e muito muito rápida, isso incomoda. Outro ponto que vale citar são os faróis que não apagam ao desligar o carro, nem mesmo a luz interna de leitura desliga.

Carro da semana, opinião de dono: Honda Fit EXL 2015

Motor e Câmbio: O motor 1.5 atende bem a demanda do meu dia-a-dia. Como ando dentro de bairros e não pego grandes avenidas, o consumo fica em torno de 8,5-9 km/l. Quando pego avenidas o consumo sobe para 10,5-11 km/l. Nunca peguei estrada com ele, mas creio que o motor suporte boas retomadas com até 3 pessoas e algumas bagagens, se estiver cheio, acho que o desempenho sofreria um pouco. Sobre o câmbio, algumas pessoas podem estranhar e até não gostar do modo como ele proporciona a aceleração continua (sem troca de marcha), mas para mim foi questão de costume. A posição em modo S dá um animo a mais em subidas e ajuda muito, é só pisar que liberam mais 2 mil RPM.

Suspensão: Aqui que o bicho pega. Nossa, como ela é dura!!!! pequenos ressaltos ou buracos já doem a coluna!! Realmente é o ponto fraco do carro, na minha opinião. A Honda poderia melhora, e muito, nessa parte.

Espaço Interno: Quando alguém olha por fora pode logo pensar que é um carro apertado. Na verdade eu, com meus 1,90m, me sinto muito bem dentro dele, inclusive no banco de trás. A posição de dirigir é boa e há regulagens de altura e profundidade do farol além de altura para o banco do motorista, todas manuais. O painel é agradável ao olhar. O sistema de rebatimentos dos bancos é muito bom e prático, dá para levar uma pequena mudança, bicicleta, cadeiras…

Carro da semana, opinião de dono: Honda Fit EXL 2015

Sistema de Entretenimento: Bom, o carro conta com um display que conecta via bluetooth o celular, há também entrada USB e AUX. No entanto, embora o display tenha câmera de ré, falta ainda um sistema de DVD/TV/GPS ou até mesmo um sistema de espelhamento. Acredito que para o ano de 2016 a Honda deva atualizar, assim como já fez no CITY.

Segurança: O carro tem 4 airbags e ABS, além do ISOFIX. Mas realmente, faltam Airbags Laterais de cortina e o ESP (não é um carro muito bom de curvas, se entrar muito rápido pode correr o risco de se perder…). Recentemente acrescentaram airbags de cortina no CITY.

Acredito que, por ser a versão top de linha do modelo e pelo preço que custa, poderiam estar inclusos muitos itens, como já citados:

Airbags de cortina
ESP
GPS sistema de navegação e entretenimento
Leds diurnos
Plásticos mais macios
Apoio de braço central
Faróis com acendimento automático
Suspensão mais confortável
Teto solar/panorâmico, como nos Fits/Jazz mundo a fora (um mimo, que poderia ser opcional)

Se eu fosse dar nota para o carro seria um 7,5. Tenho consciência que com 70 mil poderia comprar outros carros ou acrescentar um pouco para subir de categoria, mas a funcionalidade falou mais alto e nisso estou 100% satisfeito.

Comentem! Obrigado.

Por Cyro Laghi

Carro da semana, opinião de dono: Honda Fit EXL 2015
Nota média 5 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email