Etc Governamental/Legal

Carro rebaixado vai poder rodar sem problemas!

Carro rebaixado vai poder rodar sem problemas!

Fãs de tuning e de carros rebaixados têm um grande motivo para comemorar! A resolução 262 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que começa a valer agora dia 1o de maio de 2008, vai permitir com que carros de passeio circulem com a suspensão rebaixada ou elevada, desde que ela não seja regulável.


Só que aí começa a burocracia. O dono do carro deverá pedir uma autorização ao Detran antes de fazer a modificação e, em seguida, submeter o carro à avaliação de um dos institutos técnicos credenciados pelo Inmetro, que vão dar um Certificado de Segurança Veicular.

A altura nova do carro deverá ser declarada no documento do carro.

Carro rebaixado vai poder rodar sem problemas!


A resolução é meio fraca. Pois ela não define exatamente os tipos de modificações que serão permitidas. Se for deixar as pessoas cortarem molas, ou esquentar elas, a segurança ficará bem comprometida. Uma dúvida que muitos têm é se quem já tem a suspensão alterada poderá regularizar a situação do veículo.

Segundo o Detran, assim que a norma entrar em vigor, eles irão consultar o Denatran para saber como proceder.

Carro rebaixado vai poder rodar sem problemas!

Se você quiser andar de carro rebaixado sem o tal certificado, continuará sujeito a pagar multa de 127 reais. As seguradoras que não gostaram muito da idéia. Pois alegam que um carro rebaixado pode ter mais chances de sofrer um acidente, por causa de estabilidade comprometida. A Porto Seguro, por exemplo, garante que continuará recusando carros com a suspensão alterada.

Veja os detalhes da resolução 262 do Contran que falam sobre carros rebaixados:

O CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO – CONTRAN, usando da competência que lhe confere o art. 12, inciso I, da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que instituiu o Código de Trânsito Brasileiro – CTB, e conforme Decreto n° 4.711, de 29 de maio de 2003, que trata da coordenação do Sistema Nacional de Trânsito, resolve:

Art. 1º Estabelecer as modificações permitidas em veículo registrado no Órgão Executivo de Trânsito dos Estados ou do Distrito Federal.

Parágrafo único: Os veículos e sua classificação quanto à espécie, tipo e carroçaria estão descritos no Anexo I da Resolução 261/07-CONTRAN.

Art. 4º Quando houver modificação exigir-se-á realização de inspeção de segurança veicular para emissão do Certificado de Segurança Veicular – CSV, conforme regulamentação específica do INMETRO, expedido por Instituição Técnica Licenciada pelo DENATRAN, respeitadas as disposições constantes na tabela do Anexo desta Resolução.

Art. 6º Na modificação da suspensão, não será permitida a utilização de sistemas de suspensão com regulagem de altura.

Parágrafo único: Para os veículos que tiverem sua suspensão modificada, deve-se fazer constar no campo das observações do Certificado de Registro de Veículo – CRV e do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo – CRLV a nova altura do veículo medida verticalmente do solo ao ponto do farol baixo (original) do veículo.

Art. 8º Ficam proibidas:

I – A utilização de rodas/pneus que ultrapassem os limites externos dos pára-lamas do veículo;

II – O aumento ou diminuição do diâmetro externo do conjunto pneu/roda;

III – A substituição do chassi ou monobloco de veículo por outro chassi ou monobloco, nos casos de modificação, furto/roubo ou sinistro de veículos, com exceção de sinistros em motocicletas e assemelhados.

[Fonte: G1]

Carro rebaixado vai poder rodar sem problemas!
Este texto lhe foi útil??

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email