*Destaque Híbridos Manutenção Matérias NA

Quanto custa $$$ manter um carro híbrido?

Quanto custa $$$ manter um carro híbrido?

Embora pertençam a um segmento pouco explorado pelas fabricantes no mercado brasileiro (sobretudo por conta da falta de incentivos fiscais por parte do governo), os automóveis híbridos já figuram na lista de interesses de parte dos consumidores em nosso País. Esses modelos levam a vantagem por na maioria das vezes serem baseados em carros convencionais (como é o caso do Ford Fusion Hybrid), entregando todos os recursos desses modelos, mas com o diferencial de entregar um consumo extremamente melhor – que na maioria das vezes se equipara ou até mesmo supera os carros populares mais em conta.


O que é um carro híbrido?

Acredito ser algo difícil, mas pode ser que você ainda não tenha visto falar mais profundamente sobre automóveis híbridos. Como o próprio nome indica, esses modelos misturam dois tipos de motores em sua mecânica. Um deles é movido a combustão (normalmente a gasolina), enquanto o segundo é movido a eletricidade com alimentação por uma ou mais baterias que costumam se posicionar sob o assoalho da cabine ou no porta-malas.

Esses dois propulsores podem ou não funcionar simultaneamente. Em velocidades mais baixas, o automóvel utiliza somente o motor elétrico para se locomover. Entretanto, quando o condutor “cutuca” o pedal do acelerador ou até mesmo mantém uma velocidade mais elevada, o motor a combustão entra em ação para proporcionar o desempenho desejado.


No caso de modelos exclusivamente híbridos, o motor a gasolina serve ainda para recarregar as baterias – alguns exemplares utilizam ainda a energia gerada durante as frenagens para recarregado o conjunto. Já em modelos híbridos do tipo plug-in, as baterias recuperam sua energia numa tomada externa.

Quanto custa $$$ manter um carro híbrido?

Qual é o carro híbrido mais barato do Brasil?

Falando no geral, o atual automóvel híbrido mais em conta oferecido no mercado brasileiro é o Ford Fusion Hybrid de primeira geração. O sedã médio/grande híbrido foi lançado em nosso mercado no fim de 2011 pela bagatela de R$ 134 mil. Entretanto, hoje é possível encontrado no mercado de usados por algo em torno de R$ 55 mil – ou seja, quase três vezes menos que a cifra cobrada na época pela marca. Parte desta desvalorização “monstruosa” é devido à escassez de modelos híbridos no mercado e também pela falta de interesse e conhecimento de outra parte dos consumidores.

Esse modelo é equipado com um motor 2.5 litros de quatro cilindros a gasolina, o mesmo usado no Fusion convencional, mas com 158 cavalos de potência e 18 kgfm de torque, além de uma unidade elétrica, resultando numa potência combinada de 193 cv. O conjunto inclui ainda uma transmissão automática do tipo CVT (continuamente variável). De acordo com a Ford, o Fusion Hybrid 2012 consegue acelerar de 0 a 100 km/h em 9,1 segundos.

O consumo do modelo, ainda seguindo os dados divulgados pela marca, é de 16,4 km/l na cidade e 18,4 km/l na estrada. Neste caso, o motor elétrico é utilizado em velocidades inferiores a 95 km/h. Há também o sistema de freios regenerativos, que recupera até 94% da energia para recarregar a bateria de níquel-metal (posicionada atrás do banco traseiro do carro) do motor elétrico.

Nos equipamentos, o Fusion Hybrid oferece recursos como sete airbags, controle de estabilidade, sensores de luz e chuva, piloto automático, teto solar elétrico, abertura das portas por teclas, banco do motorista com regulagem elétrica em 10 posições, monitoramento de ponto cego, câmera de ré, sistema SYNC com comandos de voz e jukebox com 10 GB, painel de instrumentos com elementos analógicos e digitais, entre outros.

Quanto custa $$$ manter um carro híbrido?

Quanto custa manter um Fusion Hybrid?

Tudo bem, o Ford Fusion Hybrid tem uma ótima relação custo benefício entre os carros usados. Entretanto, será que realmente compensa adquiri-lo levando em consideração o custo de manutenção? Infelizmente, há poucos detalhes a respeito dos custos de manutenção (incluindo revisões) do Fusion Hybrid de primeira geração. Ainda assim, vamos tomar como base o sedã híbrido, mas em sua segunda geração de ano/modelo a partir de 2013, que está disponível no mercado de usados por R$ 80 mil.

Conforme mostra o site da Ford, a primeira revisão do Fusion Hybrid de seis meses ou 5.000 km custa R$ 244; a segunda com 12 meses ou 12.000 km, também R$ 244, a terceira com 24 meses ou 20.000 km, R$ 784; a quarta com 36 meses ou 30.000 km, R$ 452; a quinta, com 48 meses ou 40.000 km, R$ 1.296; e a sexta com 60 meses ou 50.000 km, R$ 452. Normalmente, os exemplares mais baratos do Fusion Hybrid seminovo já rodaram cerca de 80.000 km. Para a revisão desta quilometragem, a Ford pede R$ 1.296.

Para efeito de comparação, o Ford Fusion convencional com motor 2.0 litros EcoBoost em revisões com preços de R$ 384, R$ 384, R$ 1.016, R$ 660, R$ 1.296, R$ 660 e R$ 1.588, respectivamente. Ou seja, em todos os casos, a manutenção do Fusion Hybrid é bem mais em conta que as do Fusion movido somente a combustão. E o restante dos itens também seguem a mesma linha, já que ambos os modelos compartilham boa parte dos componentes. A grande questão é a bateria…

No entanto, se você se interessa por um carro híbrido 0 km, há o Toyota Prius por R$ 126,6 mil. A marca cobra R$ 240 pela primeira revisão, R$ 625 pela segunda, R$ 440 pela terceira, R$ 990 pela quarta, R$ 567 pela quinta e R$ 1.060 pela sexta. Como comparação, as revisões do Corolla têm preços de R$ 272, R$ 625, R$ 440, R$ 900, R$ 425 e R$ 600, respectivamente. Ou seja, há pequenas diferenças nos valores entre os dois modelos, que podem ser compensadas pelo consumo mais baixo do híbrido.

E as baterias? Precisam ser substituídas?

Depende. De acordo com o próprio fabricante norte-americano, a bateria foi projetada para durar por todo o ciclo de uso do carro e a empresa dá uma garantia de oito anos para o equipamento – ou seja, caso você adquira hoje um Fusion Hybrid 2012, ainda terá a garantia da bateria por mais dois anos. Na ocasião de lançamento do primeiro modelo, a Ford revelou que nenhum carro híbrido comercializado nos Estados Unidos precisou trocar a bateria – lá, os modelos movidos a combustão e eletricidade existem desde 1999.

No entanto, caso você adquira um Fusion Hybrid 2012 com a intenção de utiliza-lo por longos anos, é preciso tomar cuidado com a bateria. Caso ela dê algum problema, você precisará desembolsar nada mais, nada menos que R$ 35 mil para substituí-la numa concessionária da Ford, valor suficiente para adquirir um popular 0 km hoje em dia.

Quanto custa $$$ manter um carro híbrido?

E aí, vale a pena comprar um híbrido usado?

Se você realmente deseja adquirir um carro híbrido para economizar combustível, a compra acaba sendo válida. Como mostramos, um Ford Fusion Hybrid tem o mesmo custo de manutenção que o Fusion a combustão. Sendo assim, você dificilmente terá gastos maiores com manutenção e irá sentir uma boa diferença no posto de combustível.

Entretanto, recomendamos que você adquira um modelo mais novo que tenha a bateria coberta pela garantia por bons anos. Afinal, ser surpreendido com uma conta com valor extremamente elevado para fazer a manutenção do seu carro não deve ser nada convidativo.

Quanto custa $$$ manter um carro híbrido?
Nota média 5 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email