Fiat Hatches Manutenção Matérias NA

Fiat Argo – defeitos e problemas

Fiat Argo - defeitos e problemas

Com design expressivo e interior de aparência bem mais sofisticada que o Fiat Tipo mais recente na Europa, por exemplo, o Fiat Argo chamou a atenção, mas nem por isso passa batido quando o assunto é defeitos e problemas.


Lançado em 2017, o novo compacto da marca italiana é um projeto de desenvolvimento brasileiro e teve a pretensão de substituir ao mesmo tempo dois grandes modelos da empresa por aqui, o Palio e o Punto.

Utilizando uma plataforma derivada daquela usada pelo Punto, o Fiat Argo chegou por aqui com a nova geração de motores Firefly 1.0 de até 77 cavalos e 1.3 com até 109 cavalos, além do já conhecido 1.8 E.torQ Evo com até 139 cavalos.

Mas, diferente daqueles aos quais substituiu, o Fiat Argo adotou também câmbio automático de seis marchas, já que o automatizado GSR-Comfort é oferecido quando com o motor 1.3. Com bom nível de equipamentos, o modelo tem uma estrutura consistente.


No mercado, o Fiat Argo já vendeu 33.459 unidades de janeiro a julho de 2018, mas está bem abaixo de seu maior rival, o VW Polo, que emplacou na mesmo período 39.966 exemplares. Só em julho, o compacto ficou em sexto com 5.476 vendidos, enquanto o concorrente com 5.828, na quinta posição.

Com boa presença no mercado, o Fiat Argo não acumula apenas boas vendas, mas também diversos defeitos e problemas. Neste artigo, veremos o que os proprietários do modelo falam sobre esses casos.

Abaixo, temos relatos de sites de opinião, de reclamação e do fórum de proprietários do modelo. Impressiona a quantidade de casos aonde se apresentam três ou quatro defeitos ao mesmo tempo.

Além disso, o mais recorrente é de suspensão fazendo barulho, assim como de direção e do painel, especificamente dos difusores de ar centrais, sendo que em alguns casos a Fiat arrumou e em outros nem quis trocar a peça. O Start&Stop é outro item com várias falhas registradas.

Os proprietários também reclamam muito da quantidade de recalls para o Fiat Argo e do tratamento dado pela montadora e revendedores, algo que não é exclusivo da marca italiana, diga-se de passagem. Então, vamos aos defeitos e problemas do modelo:

Fiat Argo - defeitos e problemas

Fiat Argo – defeitos e problemas

Motor e câmbio

Alguns proprietários reclamam de formação de borra branca ou marrom na tampa do óleo do motor, sendo que em um dos casos, a Fiat teria analisado o óleo e disse estar tudo bem. Os donos dizem que não há mistura de óleo e nem redução no nível de água. Em todos os casos, o combustível é o etanol e a conclusão que chegaram é que a água presente no combustível evapora até a tampa junto com vapor de óleo.

Alguns reclamam também do consumo do motor 1.8, seja manual ou automático, dizendo que não passa de 13 km/l na estrada com gasolina e bem de 10 ou 11 km/l usando o etanol. No caso do câmbio, há relatos de ruídos indesejáveis no manual. Um caso relatou barulho de rolamento de embreagem.

No caso do automatizado, um proprietário disse que o câmbio funcionava de forma irregular e após “reaprendizado” do mesmo, voltou ao normal, mas em curto período de tempo, retornou com o mesmo problema. No mesmo caso, a caixa apresentou vazamento de óleo duas vezes. No 1.8 automático, reclamam que se perde nas marchas e troca no momento errado.

Já o sistema Start&Stop é outro item de reclamação de defeitos e problemas, onde os proprietários muitas vezes acabam desligando-o para não terem mais problemas. Há casos de falha, de não funcionamento durante longos períodos e, o que chama atenção, é que em alguns relatos, o item não foi verificado na concessionária (por esquecimento das mesmas), mas voltou a funcionar após correção de outros problemas.

Em média, quando resolvem verificar o Start&Stop, perdem-se dois dias, o que gera mais reclamação dos clientes. Em um caso, a falha no dispositivo que desliga e religa o motor de forma automática, quando engatado, não permite que o motor funcione novamente, sendo necessário dar nova partida.

Direção e suspensão

No Fiat Argo, muitos donos reclamam de ruídos e barulhos estranhos na suspensão dianteira. Em um dos casos, havia ruído metálico, mas a oficina autorizada disse ser “normal” no modelo. Outros falam em “estalos” no conjunto dianteiro e num dos casos, um dos amortecedores telescópicos empenou.

Outro caso semelhante, ambos empenaram e a revenda disse que era “normal” do produto. Então, o proprietário pediu ara andar no carro de test drive e não havia nenhum ruído estranho no conjunto. Não adiantou argumentar e a Fiat não substituiu os componentes, gerando enorme indignação no dono e nota de reclamação na internet.

A direção elétrica é outro item de defeitos e problemas que produz ruídos em alguns casos, sendo esses identificados como metálicos, mas que também a rede autorizada diz ser normal. Num caso absurdo, uma junta homocinética quebrou com 10 meses de uso e 10.000 km rodados, gerando uma parada de cinco dias no revendedor.

Fiat Argo - defeitos e problemas

Barulhos e ruídos diversos

Nessa parte, as reclamações são muitas. A principal é o painel, na verdade relacionada com os difusores de ar. Vários casos foram resolvidos, mas outros não, com negativa da montadora em arrumar as saídas de ar que simplesmente quebraram. Num caso interessante, houve infiltração de água no interior do veículo, mas a causa não foi o painel.

Até então, este estava normal, mas a revenda teve de tira-lo do lugar e na remontagem, ficou produzindo ruído elevado, que não posteriormente não foi corrigido pelo revendedor. O dono vendeu o carro após muito reclamar. Há casos de barulho também no ar-condicionado, fora falha no resfriamento e compressor queimado.

Também reclamam de folgas no banco do motorista e revestimento das colunas fazendo barulho. Ruídos nas portas traseiras também foram verificados, mas um caso chama atenção pela quantidade de problemas relativos ao acabamento. Um das portas traseiras (esquerda) não fechava e a revenda descobriu que se tratava da borracha de vedação com defeito.

No relato, muitos dias se passaram e junto com o problema havia também o desprendimento de borracha de teto, defeito nas fechaduras das portas e também na do bagageiro, sendo que em todos, era necessário imprimir força para fechar corretamente. Nada foi resolvido durante o relato na internet. Essa mesma porta já deu trabalho para outro cliente.

Alarme problemático

As molduras dos cintos de segurança também são alvo de reclamações, mas não chegam perto do famoso alarme. Como você já sabe, o NA já apontou erros no funcionamento desse dispositivo em avaliações de carros da Fiat, mas com os proprietários, em alguns casos a coisa é bem mais grave.

Num dos relatos, o dono diz que os vidros abrem e fecham sozinhos e que o mesmo ocorre no funcionamento das travas. Outro diz que o dispositivo sempre falha e que o veículo fica desprotegido. Isso porque são itens de fábrica, mas um caso chama atenção por causa do cliente ter adquirido um alarme na revenda por R$ 100 a mais que no site da Fiat e depois de tantos problemas, teve de vê-lo desligado.

É aquilo, por mais que seja um produto moderno, o Fiat Argo não tem como estar isento de reclamações e nem deveria, já que se trata de um veículo e nenhum escapa de defeitos e problemas. Pelo que se pode observar, falta atenção nos detalhes de montagem mecânica e de acabamento. Espera-se que isso mude um dia.

[Fonte: Reclame Aqui/Clube do Argo]

Fiat Argo – defeitos e problemas
Nota média 4.4 de 5 votos

  • Ricardo

    Do que adianta um interior moderninho mas mal montado.

    • Evandro

      Ah sim, melhor um VW arcaico e mais mal montado ainda…..

      • Cláudio Modesto

        Se tiver falando do gol ok. Não que sejam um primor, mas os carros da Fiat sempre foram assim.

        • Evandro

          Não só do gol, carro da VW tem plásticos que aparentam ser de péssima qualidade, meu jetta parecia de material reciclado, o gol que eu tive, pelo amor, nem precisava falar das rebarbas, plásticos mal encaixados (o jetta tbm era mto mal encaixado) e o golf antigo, pelo amor, os bancos pareciam de brinquedo…. Agora qto ao polo, não vi pessoalmente por dentro, mas pelas fotos me parece o mesmo banco que o usado no jurássico gol…

          • Marcelo Eugenio

            Não entendi… Você reclama do acabamento dos VW, inclusive da aparência, mas comprou três carros dessa marca?

            • Evandro

              Pois é, na vdd foram 4, em 2002 comprei um golf, gostei do carro pra época, em 2008 comprei um gol G5 pela fama de bom de venda e indestrutível, foi um fiasco, odiava aquele 1.0, ai me ofereceram na css um golf zero tbm, por uma diferença que ao meu ver justa, ai troquei, e em 2011 um amigo comprou um jetta tsi e me falou que o carro era um canhão de andar (de fato isso era mesmo), que pelo valor compensava e tal, ai acabei comprando, desde então não compro mais, nem sequer entro em uma css VW, qto a comprar carros, eu sempre troco de carro, já devo ter comprado uns 30 carros, se vc ver, a menor parte foi vw…

            • Murilo Soares de O. Filho

              Meu irmao reclama também, mas mesmo assim so compra VW, é fiel a marca.

          • Cláudio Modesto

            Em matéria de acabamento, concordo contigo, é cruel. Tive um golf VII alemão e esse tinha acabamento top. O polo parece um gol, desanima. Perderam a oportunidade de fazer um carro imbatível.

            • Murilo Soares de O. Filho

              O acabamento do Polo e bem montado, mas o aspecto do painel na cor clara, deixa a desejar, parecendo ser bem pobre nos modelos MSI.

            • Evandro

              Pois é, o golf que veio da alemanha era interessante mesmo, sem contar o preço, mas ai já viu no que deu né, a economia de custos, e se essa economia fosse revertida para o consumidor ainda vai, mas foi o oposto né, quem comprou o golf lá no começo, qdo era importado da alemanha em minha opinião fez bom negócio….

          • No Jetta, minha principal crítica era para os painéis das portas, completamente fora de padrão para o patamar de preço e de mercado em que o carro é vendido. Dava para se sentir em um Fox.
            Já no caso do painel, eu o achava bem montado e com ótimos materiais de revestimento, apesar de realmente não ser lá muito atrativo aos olhos. Era curtinho e pouco inspirado no design.
            Já o Polo antigo eu achava muito, muito bom em padrão de acabamento. Bem acima do que se podia ver em qualquer compacto da época (e mesmo nos de hoje). Os painéis de porta dele eram de longe melhores que os do Jetta G-6.
            Esse fim de semana estive com um amigo em um Polo highline que comprou para a esposa dele. É aquela coisa, muito plástico rígido de visual pouco convidativo, a cor cinza desses plásticos não ajuda (dá um ar ainda mais simplório ao interior do modelo), a falta de um acabamento lateral nos bancos dianteiros (deixa os trilhos expostos) é de doer as vistas… mas o padrão de montagem é muito bom, a faixa metalizada no centro do painel dá uma disfarçada legal, e o painel digital e a excelente tela de mídia acabam tirando a atenção para o baixo padrão de materiais utilizados. Goste-se ou não, é o rumo que a indústria automobilística vem tomando, mesmo em mercados desenvolvidos: cada vez mais economia em acabamentos e mais esmero em conectividade.

            • Evandro

              Então, o painel de porta era complicado mesmo, principalmente o puxador de porta, uma emenda ridícula, vivia enroscando minha aliança nela….

              • E nas curvas mais “fortes” para a direita eu apoiava minha perna esquerda nele… ela tal de dar estalo, deixando bem claro que ali estava um plástico bem vagabundo, mesmo.

                • Evandro

                  kkkk, comigo não sentia isso pq tenho uma estatura baixa talvez, o carro é um foguete de andar, mas esses detalhes, se vc parar pra pensar não sei se vale mto a pena, o meu eu tive muitos problemas elétricos em especial, então me desanimou completamente o carro e a VW por não resolver o problema, resultado, comprei um Focus, esse mesmo que sempre dá pau no PS, mas pra mim, vou te falar que adorei o carro, durante o tempo que fiquei com ele, nunca tive problemas, achava ele por dentro mto superior, o consumo era ótimo e tbm pra mim a potência, para um carro aspirado era mto boa, o PS comigo nunca deu um probleminha sequer, o carro tbm não, acho que vai da sorte, acredito que tive sorte com o Focus e azar com o Jetta…

                  • O meu era o 2.0 aspirado, portanto, nada de foguete… kkkk
                    Fiquei com ele 60 mil km, e ele se comportou bem. Problemas? Sim, uma pequena lista:
                    – rolamentos de roda dianteira trocados aos 7 mil km em garantia;
                    – tampa do cárter trocada aos 20 mil km em garantia por vazamento;
                    – vazamento no sistema de partida à frio por 2 vezes – arrumado em garantia, mas na segunda vez me recomendaram não colocar mais gasolina no tanquinho, uma vez que moro em região quente;
                    – troca do semi-eixo direito aos 40 mil km em garantia (homiciinética estalando);
                    – suspensão passou por reaperto em todas as revisões por conta de ruído (tipo uma batidinha de bieletas) que aparecia sempre, e retornava cerca de 20 a 3 mil km após o dito reaperto.
                    Nenhum dos defeitos me gerou ônus ou imobilização desproporcional do veículo, mas é uma lista numerosa, convenhamos.
                    Troquei por um C4 Lounge THP com o qual passei 4 anos e 70 mil km. Muito mais carro, acabamento incomparável, muito mais equipado. Teve cerca de uma ocorrência em cada revisão (10 mil km), sempre resolvida em garantia:
                    – aos 10 mil km repararam um ruído que o retrovisor externo fazia no rebatimento automático;
                    – aos 20 mil trocaram os amortecedores dianteiros por conta de uma batidinha de suspensão na coluna direita após queda em um grande buraco;
                    – aos 30 mil fizeram uma intervenção na direção por conta de um leve ruído em manobras;
                    – aos 40 mil trocaram o comando da distribuição por conta de um ruído com o motor frio.
                    No frigir dos ovos, ponto para o Citroen: a experiência com ele foi bem mais positiva que a com o Jetta, sendo que nas ocorrências (tanto em número quanto em gravidade) e na resolução delas, as marcas foram equivalentes.

      • Capitão Caverna

        Ué. o cara reclamou da fiat e o outro já achou que por tabela estava falando bem da vw?
        Que mente polarizada é essa????

        • Evandro

          amigo, a maioria aqui q corneta a fiat é pq gosta de vw, apenas isso

      • Incitatus

        Evandro a fiat não é melhor porque a vw não faz recalls quando devia e não ousa no design.

        Nem a vw é melhor porque a fiat faz um monte de recalls. Alias, nesse ponto sou mais fiat. Mete a cara e faz, não fica enrolando como vw, ford, etc. Fingindo que não tem defeito, que tem. O que a gente ganha sendo fã de marca? Eu troco minhas bigas a cada dois anos e não sou fiel a nenhuma marca, sou fiel ao meu dindin.

        • Evandro

          Entendo, só estou dizendo o que eu acho sabe? Não sou fiel ou fã de marca, tanto é que meu carro principal nem fiat é, mas ainda prefiro a fiat que a vw entende?

          • Incitatus

            Evandro, eu só tenho uma coisa que admiro na fiat. É que ela faz recall de boa. A gente sabe que as outras genéricas adiam ou nunca fazem. E não é de agora. Cadê o recall dos powershif? E outros mais. Mas f….. debater com fanático da vw, fiat, etc. Não dá pra acrescentar algum conteúdo interessante no meio de ignorantes e sabichões. As montadoras deviam contratá-los. Sabem mais que os Ceos, engenheiros de F1. Abraços.

            • Evandro

              KKKKK, vc tem razão

            • Evandro

              É vdd, vc está correto

    • TchauQueridos

      Kwid e Argo uma briga boa!!!

  • JOSE DO EGITO

    Pelo jeito ta mau esse PALIO MAROMBADO !

    • Ford Opala Attractive 200TSI

      O objetivo dessa sessão “defeitos e problemas” é justamente mostrar os pontos fracos do carro. Só não tem registros no Reclame Aqui carros com vendas ínfimas.

      Eu pude dirigir um Argo Drive 1.3 manual por 40 dias e posso dizer que o carro é excelente, um dos melhores que eu já dirigi, incluindo os mais caros. Da mesma forma, tenho acompanhado a sessão Longa Duração da QR com o Argo da mesma versão e o carro deles, que está com quase 60 mil km, tem tido uma performance muito boa.

      • Calibra vermelho 95

        Parece que vc é tratado como um criminoso achar o Argo um bom carro por aqui.

        • Ford Opala Attractive 200TSI

          Existe um blog que é pior. Até o dono do blog faz bullying em cima de quem fala bem de qualquer carro que não seja VW rsrs.

          • Henry Sax

            Conheço no instagram o CarnewsOficial… Horrível!!! Só tem fanboy VW

        • A bem da verdade, qualquer carro que você elogiar por na internet leva a uma boa possibilidade de represália por parte de alguns “torcedores” da indústria automobilística.
          Nunca vou entender “amor” por marca de carro. São empresas que só querem o seu amado dinheirinho no bolso delas. Devem ser tratadas como tal. Elogiadas por seus pontos positivos, criticadas por negativos, e escolhidas quando oferecerem aquilo que determinado cliente procura, simples assim.

          • JOSE DO EGITO

            Nao confio muito em projetos “jaboticaba”

            • E o Etios não é uma “jaboticaba” temperada com curry indiano, Zé? O nosso Yaris não deixa de ser uma “Jaboticaba”, também, uma vez que é uma adaptação ao nosso mercado do modelo vendido nos mercados desenvolvidos.
              É a vida. A GM ensinou ao nosso mercado que o que o nosso consumidor quer é um produto bem específico, desenvolvido com foco em custo mais baixo, menos tecnologia e manutenção mais fácil de ser feita fora da rede autorizada. As outras montadoras entenderam bem essa realidade depois do sucesso de Onix, Cobalt, Spin e cia.

              • JOSE DO EGITO

                Ubaldir vou ser mais especifico ainda:prefiro carros que tambem sao vendidos na europa,que e um mercado exigente ate com carros “baixo custo” ,Por exemplo so pra citar algums:SANDERO,POLO UP C3 (pensou que nao ia citar um da sua marca queridinha kkkkk brincadeira) e tambem o KA.Sao projetos muito alinhado com o mercado europeu,quanto ao ONIX,GOL,ETIOS so pra citar algums,sao projetos mais focados no regional,generalizando,esses sim sao verdadeiras “JABOTICABAS” claro que esses tem seus meritos tambem mas no meu ponto de vista estao aquem do que tem de melhor no mercado europeu

                • É… mas o Sandero é um carro bem específico para nações emergentes do leste europeu, o nosso C3 é um carro bem do estilo do que ocorre com o nosso Yaris, ou seja, bem “tropicalizado”, semelhante em formato mas bem distinto em estrutura e conteúdo com relação ao que está à venda no velho continente. Ou seja, tudo “meio jaboticaba”.
                  O Polo já é um tanto mais alinhado com o que há na Europa, apesar da boa diferença no que tange a acabamento interno e conteúdo de versões.
                  No fim, exatamente igual ao que é vendido lá fora só vindo importado direto do mercado de origem. O que é feito aqui dificilmente escapa de alguma adaptação de corte de custos.

                  • JOSE DO EGITO

                    SANDERO é vendido na Inglaterra,Portugal Espanha,França Italia e leste europeu ,por incrivel que pareça tem uma penetraçao global maior que o Polo

                    • Que isso, homi? Polo é o terceiro carro mais vendido da Europa atualmente. E é o décimo mais vendido no mundo em 2017, com mais de 650 mil unidades comercializadas. Em uma lista dos 50 mais vendidos o Dácia Sandero nem aparece. Nem de longe a penetração global do Sandero se aproxima à do Polo.
                      Em termos de Europa, a venda média do Polo é praticamente o dobro da do Sandero.

            • Randy Marsh

              Somos 2. Dou preferencia a carros importados, que tenham sua destinação aos mercado americano. Meu primeiro carro foi um focus mexicano 2.0 duratec, o meu segundo foi um arrempedimento , uma TR4, meu terceiro uma sportage e hoje tenho um EDGE

      • Rafael Rodrigo

        O maior problema que tenho visto no Argo até agora era a central que trava depois de ficar quente, tanto que a fiat já trocou a central por uma de 9 polegadas.

        • Ford Opala Attractive 200TSI

          Na verdade, até onde eu sei, a Fiat trocou a Central multimídia por uma questão de economia. Falei com um vendedor da Ccs Fiat e ele confessou que essa central 9″ é bem inferior, o som não é tão bom qto a outra e tem muito menos conectividade, além de ser opcional e não de série. Infelizmente.

      • RED FLAG

        Bom mesmo é o meu Opala 1992, nunca deu um Recall. E a GM garantiu que em 2018 não fará o famoso Facelift. kkkkk

        • Ford Opala Attractive 200TSI

          Parabéns pelo carrão !!

    • CharlesAle

      Sim..De fato os mesmos carros, só muda casca e interior..

  • Chris

    “Com boa presença no mercado, o Fiat Palio não acumula apenas boas vendas, mas também diversos defeitos e problemas. Neste artigo, veremos o que os proprietários do modelo falam sobre esses casos.” Não seria FIAT ARGO?

    • Pedro Henrique

      não não não, a matéria acertou e em cheio, é um PALIO mesmo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      em todos esses anos nessa industria vital, esse é o primeiro erro de matéria que acerta na mosca

      • Filipo

        Daqui a 3 anos, esse novo Palio, ops, Argo, sai de linha. É uma bomba atrás de outra!
        Daqui a pouco alguém virá falar de “FCA”. Mas estou aqui falando de Fiatiiiii. Fiatiiii é Fiatiii, não é Alfa Romeo, Lancia, Jeep, por mais que sejam do mesmo grupo.

        • Ford Opala Attractive 200TSI

          Eu acho que quem deveria sair de linha é o Mobi, maior furada da Fiat em anos. E o Uno, claro, que deverá ser substituído em 2020 por uma nova geração.

          • Filipo

            Mobi não deveria nem existir! Não consigo chamar aquilo de carro. Não é bom em nada.

          • Olha, Mobi foi o 14º nas vendas do primeiro semestre, com quase 25 mil unidades comercializadas, mais que 2,5 vezes mais que seu concorrente mais direto no mercado, que é o Up!, e não muito longe do Kwid (pouco mais de 29 mil unidades). Me parecem bons números para a Fiat. Não deve sair de linha tão cedo.
            Quanto ao Argo, produto novo em começo de produção. Normal que surjam defeitos de ajuste de produção em série. O Palio da última geração passou por isso, também. Não é o que deveria ocorrer, mas é comum em nossa indústria. O carro está seguindo de perto o Polo no top 10 do mercado, o que me parece de bom tamanho para a Fiat. Não acho que a marca estivesse esperando muito mais que isso.
            A tempo, a composição de modelos do Argo me parece mais abrangente que a do Polo, começando de patamares de preço mais acessíveis (não muito acima dos 40 mil). E se a minha percepção anda boa, me parece que o Polo de entrada (1.0 aspirado – faixa de 50 mil reais) tem tido vendas bem acanhadas, o que não acontece com o Argo Drive.

            • Verdades sobre o mercado

              Mobi não está vendendo mal, o problema é que ele matou o Uno(pois este foi reposicionado o preço para cima), ou seja, não foi uma boa estratégia pois não agregou vendas para Fiat. Apenas o Take up(versão mais simples) era concorrente do Mobi, com a saída dele de linha up e Mobi nem são mais concorrentes diretos.
              Quanto aos problemas, sim, novos produtos(inclusive os Toyota) estão sujeitos a alguns defeitos iniciais, mas normalmente nada de muito grave como é o caso do Argo e do Polo. Quanto a composição do Argo frente ao Polo, Argo está um degrau abaixo pois basicamente concentra fortemente as vendas no 1.0 e 1.3. As versões 1.8 praticamente não vendem mais nada, pois o Polo dominou nesta faixa. Eu também não levava fé no Polo 1.0 aspirado, mas até que ele está vendendo bem (obviamente menos que o Argo que é mais barato).

              • Eu quase não vejo Polo sem os emblemas “TSI” ou “MSI” nas ruas, por isso mesmo eu até frisei a questão de “minha percepção”. Não tenho nem ideia dos números de venda relativos às versões do modelo.

                • Verdades sobre o mercado

                  Inicialmente o Polo 1.0 aspirado (MPI) realmente vendeu bem pouco, mas passados alguns meses ele já está com uma venda bem interessante para um veículo 1.0 aspirado que começa em 50K (e que a maioria dos que rodam tem um pacote que elevam o preço em mais 3K). Eu tenho um 1.6 e não comprei o 1.0 pois pensei que ele poderia vender muito pouco e depois ficar com um mico na mão, mas hoje se fosse optar compraria o 1.0 aspirado(mesmo rodando apenas 800km por mês, o que não faria muita diferença no gasto com combustível), pois meu uso é 100% urbano e trânsito bem pesado, onde o 1.0 é mais econômico que o 1.6.

          • CharlesAle

            Concordo, apesar do Argo ser um novo Palio, é um bom carro.Mas o Mobi é um Uno piorado e podia muito bem sair de linha..

        • TchauQueridos

          A FIAT ta campeã em lançar produtos mal acabados e mal dimensionados.

    • Marcelo Martins

      Escreveram ARGO errado na matéria !!

  • anonbr666

    Basicamente reclamações de alguns barulhos e alguns problemas mais sérios com o Alarme. São coisas que infelizmente são normais a 99% dos carros em seu ciclo de primeiro ano de vendas.

    Nada comparável por exemplo aos problemas crônicos de Câmbio dos veículos Ford, ou outros problemas bem mais graves que ocorrem em carros recém-lançados.

    • Wrangler95

      São normais a 99% dos carros porque o consumidor aceita produtos de baixa qualidade construtiva. Simples assim.
      Quem não conhece a fama dos carros da Fiat, com suas falhas elétricas. Isso quando não são acometido de ocorrências mais graves de eletrônica.

    • Rafael Prado Izabel

      O FIAT tem problema sério de cambio, já teve recall e outras intervenções, mas não resolve ainda. A caixa de marcha ( melhor ferramentas ), pois tem folga enorme, choque de engrenagens terrível e não pode usar neutro com o carro em movimento!!! isso mesmo, a caixa em neutro tem barulho de caixa de ferramentas. Só está começando a fama de ruim assim como dualogic ou GSR!! Mas o pior mesmo é o SISTEMA ELÉTRICO, tudo de ruim ainda tem o Stat&Stop para piorar, o meu já pedi para trocarem as peças e é sempre negado e o sistema continua sem funcionar. Querem que eu pague pela bateria R$1280,00 para tentar resolver!! um absurdo a garantia FIAT, 3 anos nada é 3 meses e olhe lá!!

      • Fernando

        Carro não foi feito para andar em neutro, natural que apresente barulho numa situação de uso que não deveria ocorrer. Além de inseguro isto é mau uso do produto. Não ha nenhum problema sério de câmbio.

        • Rafael Prado Izabel

          Caso possua o carro é só observar o comportamento anormal do cambio da FIAT. Não tem explicação as folgas existentes. e no mais pode ser qualquer coisa andar em neutro, porém ele não deve apresentar nenhum ruído, barulho ou qualquer coisa!! Pois um cambio VW é um exemplo de perfeição e até mesmo os menos evoluídos digamos ( FORD, GM e até Renault) não apresentam comportamento como tal. E como está descrito acaba com qualquer conforto.

  • Eduardo Almeida

    Quando foi lançado eu disse a alguém: vamos estar o rosário de problemas que ele vai trazer daqui a 1 ano… dito e feito!

  • Louis

    É Fiat, normal todos estes problemas.

  • M7

    Novidadeiros sempre se lascam ao comprar carros no lançamento, sempre vêem com defeitos!!!
    O ideal é comprar de 1 a 2 anos após o lançamento, ou na primeira reestilização, assim o fabricante já corrigiu os defeitos mais graves.

    • Verdades sobre o mercado

      Trabalhei 21 anos em CSS das marcas Chevrolet, VW e Fiat, e é normal algumas unidades apresentarem alguns problemas no lançamento, mas normalmente não é nada grave e nem é algo generalizado, portanto não procede dizer que novidadeiros sempre se lascam, nem que os veículos sempre vêm com defeito.

      • M7

        Amigo, tbm trabalhei com carros por 7 anos e sei que é normal as primeiras unidades virem com problemas, por isso eu digo que aqueles que gostam de ser os primeiros a comprar um lançamento (novidadeiros), sempre se lascam. As marcas que vc citou, não têem o mesmo controle de qualidade e amostragem de componentes que marcas japonesas, por exemplo, isso é fato.

        • Verdades sobre o mercado

          a palavra SEMPRE é muito forte. Não são todas as unidades que saem com defeito. Comprei o Polo logo no lançamento e sim tive problemas de ruídos no porta-malas, porém participo do grupo do face e foi feita uma pesquisa com os proprietários sobre defeitos, e 25% relataram algum defeito e 75% que não tinha apresentado nenhum defeito, portanto não é verdade que “novidadeiros” SEMPRE se lascam e que os lançamento SEMPRE tem defeitos. Eu comprei em 2002 um Polo (tinha sido lançado há 3 ou 4 meses) e nenhum problema. Comprei um Novo Palio 2012 que era test-drive(primeiro lote de produção do modelo) da css que trabalhei e nenhum problema também.
          Quanto ao controle de qualidade dos japas X as 3 grandes teria que fazer uma pesquisa qualitativa, pois elas vendem menos, então tem que ver o % de defeitos sobre a quantidade produzida, e mesmo elas não são o supra-sumo da qualidade de produção (na média as redes de css Toyota e Honda tem um bom pós-vendas, melhor que as 3 grandes isso é inegável), outro dia conversando com um taxista que tem um Linea Dualogic perguntei se tinha tido algum problema com o câmbio ele informou que não, porém citou 2 colegas que tiveram problema com câmbio automático de Corolla, detalhe, um com 26.000km e outro com 42.000km.
          Durante meus 21 anos só vi um defeito crônico que o fabricante demorou para encontrar uma solução (foram mais de 2 anos): a suspensão traseiro do Grand Siena, todos os outros defeitos sempre foram corrigidos pelos fabricantes (inclusive uma mega troca de motores da VW).

          • M7

            Lógico que não podemos generalizar, mas, praticamente todos os lançamentos nos dias de hoje passam por Recall, seja por pequenos problemas ou por problemas mais sérios, que envolvem a integridade física dos ocupantes, isso é fato. Quanto as japonesas, o maior problema, foram os air bags defeituosos da Takata, que afetaram tbm outros fabricantes. Falando da Toyota especificamente, todas as peças e componentes passam por aferição no controle de qualidade e não por amostragem, como boa parte dos fabricantes, até onde eu me informei. Em casa já tivemos carros da Chevrolet, Fiat, Ford, Renault e agora Toyota e, é inegável a qualidade japonesa e tbm alemã na montagem e construção dos automóveis. Creio que a Fiat melhorou consideravelmente nos últimos anos, principalmente após se unir ao grupo Jeep, mas, penso que ainda está um passo atrás neste quesito.

  • Henrique12

    Alarme de microondas, tem que desligar mesmo, os ouvidos alheios agradecem.

    • Pedrov154

      Esse alarme vai do Mobi ao Compass, haha.

  • Lucas de Lucca

    Ué, o suprassumo do acabamento que dá um pau no Polo segundo alguns entendidos é cheio de barulho interno? Ué…
    É o famoso bonitinho mas ordinário. Me engana que eu gosto FIAT.

  • HugoCT

    Por isso não comprei o meu. Alias, não compro carro no ano de lançamento, isso é com todos, no primeiro ano é que as coisas aparecem de fato. Isso é com todos, tem outras monatdoras com problemas bem mais sérios, mas basta lembrar que não foram todos os veiculos, esses casos foram com uma parcela pequena, pois muitos elogiam o carro.

    • Chris

      Achei que acontecia só comigo, como aconteceu com o meu atual, prefiro aguardar 1 ano e meio ou mais.

    • Fábio A.

      Melhor coisa é esperar mesmo. No segundo ano ou terceiro o projeto já está mais maduro e a chance de dores de cabeça diminuem.

      • O Kwid é um exemplo disso… aluguei um 2017 na Unidas e me apavorei, aí por necessidade, recentemente aluguei outro na Unidas, mas modelo novo, com dois meses de uso, e é nitida a diferença de qualidade dos plásticos (melhores), freios, comunicação da direção com as rodas e embreagem mais acertada… parecia outro carro, agora bom para a categoria. Realmente carro de lançamento é furada.

  • thi

    primeiro , esse carro nunca na vida concorre com o polo , o polo tem porte , é maior …argo concorre com onix,ka e gol

    • Capitão Caverna

      O Argo é um Palio de batom.

    • A diferença de porte entre ambos é quase nula, e todos os citados fazem parte da categoria B, logo, concorrem entre si.

  • Calibra vermelho 95

    Como se outros concorrentes fossem perfeitos e fossem isentos de problemas. Aliás, o Polo tem uma enxurrada de reclamações no Reclame Aqui e também relatos de problemas na 4Rodas do mês de julho e nem por isso fico espalhando por aí “aiii tinha que ser VW”…
    Querem carro que beira a perfeição comprem um Rolls Royce.

    • Marcelo Martins

      Rolls Royce !!! meu sonho de consumo ….. Quem sabe na outra encarnação !!!!!!! rsrsrsrrs ……

    • Claudio Fiorini

      Vixi, Rolls Royce !!! Tenho dois aqui em casa e meus motoristas dizem que não é lá essas coisas…kkkk

    • Diego G. de Lima

      – Galvão?
      – Diga lá Tino.
      – Sentiu!

    • Capitão Caverna

      E quem tá falando de concorrente?
      A sua desculpa é essa?
      É cada um que aparece…

  • zarath rocha

    kkkk só li um pedaço de cada parágrafo e deu pena… resumindo… uma bomda. Quase um carro bomba.

  • Bruno Albuquerque

    O problema não é apresentar defeitos (todos carros tem). O problema é o pós-venda da FIAT que é horrível! FIAT eu não compro mais, apesar do Punto não ter apresentado problemas sérios nesses 6 anos de uso desde 0KM (“só” de acabamento: grilo na porta do motorista, volante descascando e apoio de braço do motorista descosturando. Atualmente, 44mil km rodados).

  • Michel Soares Pintor

    Problema todos os carros tem, ainda mais recém-lançado, o maior problema, pra mim, é o atendimento da FIAT em não checar/resolver prontamente!

    • Rafaelhsouza

      Sim, foi exatamente a percepção que tive quando estava pesquisando um carro para comprar e cheguei a considerar o Argo…muita gente reclamando que a Fiat ignora os problemas e se recusa ou cobra caro para trocar peças de veículos que ainda estão na garantia.

      • Dario Lemos

        Passamos por algo parecido, tivemos um Tempra 97, por sinal, um ótimo carro mas, diferentemente de um outro, ano 93, apresentava marcha lenta irregular e gerando consumo elevado. Durante o ano de garantia acho que levamos o carro umas 5X para resolver o problema e a solução apresentada pela concessionária era uma nova regulagem e que “não havia nada de errado” com o carro. Findo a garantia acabamos trocando-o (somente 5 mil km) por um Marea e, posteriormente, soubemos que a Fiat trocou a central (defeituosa) em garantia pois o novo proprietário era um funcionário da concessionária. Postura lamentável da montadora.

  • Fanjos

    Carro barulhento no Brasil é questão de tempo, aqui em SP pelo menos não temos mais ruas, só um monte de crateras, acho que só tanque de guerra foi feito para aguentar isso

    • Retrato do Papai

      o carro já chega na cc com barulhos, já que na viagem entre a fábrica e a cc ele recebe as pancadas que o caminhão cegonha toma no caminho…

      em relação a buracos aqui no RJ não tá muito diferente daí, já estamos preparados para dirigir na lua

    • REDDINGTON

      Infelizmente é verdade, qualquer fabricante pode testar carro aqui no BR, só não temos neve, o resto…

  • Guilhe

    Fiquei um bom tempo com um Argo 0km alugado, uns 50 dias, rodei uns 7000km e tive alguns problemas com o start & stop, aconteceu algumas vezes nas paradas do sinal, ele desligava e logo aparecia no painel que estava indisponível, daí tinha que girar a chave e ligar novamente, em umas duas vezes que isso aconteceu quando girei a chave para dar a partida, parece que deu um curto e o rádio desconfigurou todo. Em algumas situações ele morria na partida e tinha que enfiar o pé de novo na embreagem, daí religava rápido até, sem precisar girar a chave. Sem contar que em comparação a outros carros achei o start e stop um pouco lento e brusco, alguns carros vc quase nem percebe a partida. No mais achei um bom carro, sem mais problemas.

    • Cláudio Modesto

      A Fiat quando quer mexer com tecnologia mais avançada se enrola toda. Todos os carros que trouxeram inovação micaram, lembra do 5 cilindros?
      Isso é falta de P&D e investimento sério, ficam só requentando coisa velha. Essa é a regra no Brasil, parabéns pra VW que está trazendo coisas mais modernas, como turbo 3 cilindros, carroceria mais resistente e outras paradas. Só o preço que tá osso. Claro que todo produto tem margem de erro, mas erre com coisa nova.

  • Djalma

    O que irrita é aquela tradicional resposta dos fabricantes:”Isso é normal”; “isso é característica do carro”; e vai por aí!

  • Adauto Vieira Dias Júnior

    A FIAT sempre vai ter problemas com as saídas de ar! não conheço um carro da FIAT q a saída de ar nao seja lixo, quebra com qualquer regulagem. Isso q me afasta da FIAT, já tive 3 carros da marca, mas eu n penso nem tão cedo voltar a ter. Prefiro NOVO POLO ou esperar o NOVO ONIX 2020. Mais negocio.

  • Mariana Antunes

    Fiat e problemas no painel são sinônimos, em casa temos um Grand Siena que o painel parece uma escola de samba, range para todos os lados quando passa por ruas acidentadas, estalos na suspensão são bem comuns, mas na traseira. Enfim, o Argo é um novo modelo com velhos problemas da família Fiat.

    • CharlesAle

      Porquê de novo mesmo não tem nada..Argo é derivado do Palio.Basta colocar ambos em elevador e olhar embaixo, são o mesmo carro, naturalmente, os mesmos defeitos..

  • Cláudio Modesto

    É um carrinho de merd@ feito para o público certo. O interessante é que vende bem. Vão fazer algo de qualidade pra quê, se podem ter um lucro exorbitante vendendo um lixo lixo desses?
    A qualidade vai até onde o mercado consumidor exige.

    • Christian Balzano

      Concordo, se fosse um carro bom venderia na europa. Mas não, só para os porcos da América Latina. Pelo menos o Polo vende na europa como um carro básico, mas vende.

  • Evandro

    Olha, tenho um Argo que dei para o meu pai, ele fica o dia inteiro na rua para fazer os serviços de minha empresa, quase todos os dias uso ele para levar as crianças para o futebol, jiu-jitsu, etc, não tenho o que reclamar do carro, é muito bom, mto bem acabado para o preço, não gasta quase nada e ao meu ver parece ser bem construído, o carro está com 16.000km, e 9 meses de uso, nunca deixou na mão, somente dez uma revisão e alinhamento, confesso que esse problema de recall é um saco mesmo, deveriam testar melhor o produto e exigir mais da cadeia de fornecedores, esse Argo foi para fazer somente um de todos os recall´s, esse último do relé, fora isso tá td certo, lembrando que é um modesto Drive, 1.0, pé de boi. Antes usávamos um palio, depois uma fiorino e confesso tbm que nenhum deles deu algum problema, e para ser bem sincero, pela enésima vez, acredito que aqui, no Notícias Automotivas, existem muitas críticas a Fiat e só elogios a VW. Já tive um Jetta TSI e foi o pior carro da minha vida, completo lixo mesmo, me deixou na mão inúmeras vezes, problema elétrico, troca de chicote, alternador, bateria, lanternas, uma válvula, tampa do cabeçote, entre outros que não me lembro, fiquei 2 anos com essa “joça”, e desse tempo contados os dias que o carro ficou na css, foram mais de 6 meses, ridículo, fora esse jetta, já tive gol (que tbm sempre deu problemas, esse era o G5, morria sozinho, acelerando o carro e ele apagava td, motor fraco ao extremo, beberrão) e um golf (modelo antigo, que resolveu o meu problema de potencia que eu tinha no gol, mesmo sendo 1.6, mas carrinho retrógrado, em 2002 tive um golf, e em 2010 era basicamente o mesmo carro por dentro, trocando apenas alguns plásticos por “metal escovado”), por esses motivos, VW nunca mais, tanto é que estou para comprar uma pickup, fui ver todas, menos a Amarok, tenho nojo e revertério de VW…

    • Robinho

      idem, os tão elogiados VW (não sei aonde) só me deu dor de cabeça – e comprei um justamente pela fama de “inquebrável”, hoje compro um Argo (embora eu não quero) mas não compro um Polo.

      • Evandro

        pois é, foi essa a imagem q eu tive qdo comprei o meu gol g5 em 2008

  • Diego G. de Lima

    Eu já comentei anteriormente, mas o que mais me revolta é o tal do “é característica do produto”, “é normal”, isso em todas as marcas. Daí quando a css não dá jeito o cara vende um carro bichado pro próximo. Deveria ter uma lei que quando a Css não desse jeito em um problema a montadora era obrigada a recomprar o carro. É muito revoltante pagar por volta de 60000 mil e ter um produto problemático. 60000 mil não é dinheiro do pão.

    • Geraldo Xavier

      Infelizmente não tem lei que defenda o consumidor nesses casos.

      • Rafael Alves Dos Santos

        Claro que tem, segundo o código do consumidor, após três tentativas de resolver um mesmo defeito o consumidor pode exigir o dinheiro de volta ou um novo produto.

        • Geraldo Xavier

          O problema é que pra esses casos tem que acionar judicialmente. E pra isso até a justiça decidir o cara fica com o carro parado ou acaba se livrando do problema

          • Rafael Alves Dos Santos

            Não necessariamente necessita acionar judicialmente, vc pode acionar o Procon, uma coisa é não existir lei, outra coisa é o consumidor não exigir seus direitos. Já tive dois problemas solucionados em veículos depois de ameaçar exigir meu dinheiro de volta após duas tentativas de resolver.

            • Geraldo Xavier

              Mas trocaram o carro?
              Resolver o problema após ameaça eles até fazem. Trocar o carro é mais difícil

        • Diego G. de Lima

          É muita ingenuidade sua achar que é assim tão fácil. Quando se trata de carro qualquer artigo do código do consumidor pode ser meramente interpretado como “mal uso do condutor” ou “característica do produto”.
          O exemplo mais clássico é o do carro usado, antes de fechar o contrato é “te damos garantia de três meses” depois de fechado é o clássico “isso é peça de desgaste natural” ou “a garantia é cambio e motor”.

          • Rafael Alves Dos Santos

            E onde eu falei que as montadoras não vão colocar dificuldade? O que eu disse é que existe sim lei que defenda o consumidor de abusos, agora cabe ao consumidor fazer valer os seus direitos.

  • Marcelo Martins

    Na minha juventude se falava que FIAT significava ” Fui Idiota Agora é Tarde ” …..

    • Dario Lemos

      Ou “Feio Intrometido Atrapalhando o Trânsito”, rsrsrsrs!

    • Louis

      Até no exterior é conhecido como “Fix It Again, Tony”….

      • CharlesAle

        Há muitos anos, li que os Fiat chegaram a serem vendidos nos EUA( anos 70). Para eles(Americanos), umas porcarias..

    • SK15

      – Família Italiana Atrapalhando o Transito
      – Filial do Inferno Aqui na Terra

      Tem outros haha, mas sempre gostei de FIAT tanto que já tive 3 …

  • Andre Pestana

    Todo carro independente da montadora nos primeiros 2 anos depois de seu lançamento sempre acontece alguns problemas em algumas unidades que depois desse prazo as concessionárias já vão ter informações, históricos de problemas de determinados modelos e soluções para os problemas de determinados carros, mas o grande problema do grupo FCA e que as concessionarias do grupo tem um péssimo pós venda e possuem funcionários que não entende em nada sobre carro, apenas colocam uma pessoa dita simpática no atendimento e não hora que o cliente vai fazer uma reclamação de algum problema no carro tenta engabelar o cliente dizendo que é característica normal do veículo determinado barulho ou problema e não querem trocar peças defeituosas em garantia e o cliente fica irritado com a marca por causa das concessionarias da marca, diferente de outras marcas como Vw, Honda, Toyota, Hyundai que também acontece problemas parecidos mas pelo menos a concessionarias destas marcas tem uma boa vontade em solucionar o problema e o cliente fica satisfeito com a marca e o pós venda.

    • Ricardo

      No Brasil, carros são testados pelos consumidores, otários dos que compram nos lançamentos.

  • zeh

    muito tempo montando só Uno/ Palio…e que pacote de defeitos….quem não os tem, no modelo, teve sorte????

  • beto

    Aqui a exceção vira regra.

  • Renato Otto

    F I A T = Fui Iludido Agora é Tarde

    • Adolfo Piva

      F I A T = Fo&#….-se Isto Agora é Teu

  • SK15

    Bem tenho um Argo Precision 1.8 MT e desses defeitos só sofro com o Start & Stop, pois ele funciona quando quer simples assim já falei com a FIAT e a CSS e eles se dispuseram a arrumar mas pelos relatos melhor deixar quieto pelo que sinto o sistema não aguenta a carga da bateria ele funciona por 1 dia e depois no outro dia nada ai depois de 2 dia andando volta (ele está com outro defeito mas não deve ser problema do carro quando ele esta quase na reserva começa a engasgar deve ser sujeira no tanque) e o TiltDown perde a posição as vezes mas é fácil arrumar, eu quando fui trocar de carro (estava com um 208 1.2 carro horrível diga-se e pós venda pior ainda) fui atrás do famigerado Polo TSI 200 e não achei tudo isso não, mas o que pegou foi preço proibitivo (até pensei no Fox mas projeto antigo e UP! TSI um pseudo carro) fiz teste drive neles, fui na Ford ver Fiesta e Ecosport mas mehh fui na Nissan ver um Match CVT e por fim sem querer querendo na Fiat (apesar de gostar da marca) e o preço me surpreendeu com o $$$ que paguei nesse Argo “”bem completo”” porque é a versão quase topo só perde pro HGT pegaria no máximo o Polo MSI 1.6 que nem farol de neblina e espelhos elétricos tinha mesmo com todos opcionais sei que ele não passou pelo crash test mas pelo que senti no test drive é bem robusto acho que passaria sim. Um defeito que eu já esperava é ser gastar faz 6.5km/l (transito ruim) ~ 7.5km/l (transito moderado/bom) no ETANOL mas anda bem não passei sufoco nenhum e é bem gostoso de dirigir.

    • Christian Balzano

      Perdeu a chance do Polo 200 TSI, deveria ter avaliado melhor.

      • SK15

        Não acho, foi +10k de diferença para o Polo eu rodei todas as lojas da VW procurando uma boa oferta ou condição isso demorou uns 6 meses se quer saber não fecho negocio sem pensar bem … o seguro do Argo fico bem de boa pelo menos pra mim menos da metade do Polo e pelo que vejo dos comentários o consumo do Polo é só um pouco melhor que do Argo nada comparado ao UP! que tem motor de concepção parecida, em questão de desemprenho não achei tão superior o Polo sei que o Polo tem grandes predicados como o motor moderno, o teste de impacto mas tirando isso entrando dentro dele não me empolgo aquele painel plano aquela posição mais baixa de dirigir sem contar que olhando rápido de fora sempre acho que é um Gol. Como disse estou satisfeito com o carro não me arrependo.

        • Geruzzus Filho

          Engraçado essa de dizer que “Olhando o POLO se vê um GOL”. E Olhando o ARGO não se vê um PALIO não né? Sei…

          • SK15

            Não tanto … eu confundo o Argo com o HB20 (de traseira) as vezes eu vejo de longe acho que é um Argo mas é um HB20 isso é fato ocorre direto, principalmente no facelite novo que as lanternas do HB20 “imita led” … e mesmo se parecer um Palio na minha concepção é um visual menos cansado que o do Gol. Mas como disse na minha visão se as pessoas gostam não tem problema.

            • Geruzzus Filho

              O Palio é quase tão velho quanto o GOL e igualmente cansado. Eu não confundo hora nenhuma o POLO com o GOL pois existem muitos elementos gritantes que diferenciam um do outro. O Polo, se visto de frente, o indicador mais fácil é a quantidade de aberturas, o Polo tem três “bocas” o Gol apenas duas e menores, de lado o gol é redondo, o Polo é quadrado e vincado e os arcos das portas do Gol o denunciam imediatamente, além de muitos outros que não vou citar aqui.
              Parecidos todos os outros também são. Na FIAT, vistos de frente, ARGO e MOBI são gêmeos, na GM todos são Ônix, e na FORD todos são Fiesta. Não sou fã de marca nenhuma, mas essa de dizer que na VW os carros se parecem mais do que nas outras é lenda urbana, só não vê quem não quer.

        • Christian Balzano

          O único Polo que recomendo é o Highline com Tech II, com painel TFT, couro native e acessórios pra caramba. Mas o preço chega a 77 mil sem pintura metálica. Apesar do preço acho que vale a pena. Por exemplo, com 75 mil vc compra um Corolla 2015 XEI com 70 mil km rodados. E não tem as seguintes features do Polo Highline 2019: Painel TFT, controle de estabilidade e diferencial, DRL, detector de fadiga, porta-luvas refrigerado, chave presencial e botão start/stop, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, turbo com injeção direta de combustível, 20kgfm de torque a 2000rpm. Além de ter também os acessórios que carros de categoria superior, como o Corolla, tem: bancos em couro, retrovistor eletrocrômico, multimídia mais intuitiva e rápida que do japonês, controle de cruzeiro, borboletas para trocas manuais, faróis de neblina, câmera de ré, ar condicionado digital, saída de ar para os bancos traseiros (Corolla não tem), retrovisor com tilt-down, hill holder (Corolla não tem)… Ou seja, falar que os carros são caros no Brasil já virou clichê. O Polo é um excelente custo/benefício do mercado atual. Painel soft touch? Civic não tinha até a G9 e as pessoas não reclamavam. É um carro pra comprar e ficar muito tempo com ele.

          As outras versões do Polo são mais peladas mesmo, no mínimo Confortline com Tech II pra valer a pena.

          • Geruzzus Filho

            Eu recomendo todos. O Polo sempre será melhor em tecnologia e segurança do que os seus concorrentes equivalentes, de MESMA categoria e faixa de preço, e de alguns que estão em categoria superior mas com preços equivalentes, como o Corolla pelado de entrada.

  • Tadeu Menegardo

    Estranho, fui dono de vários carros da Fiat, Elba, Uno, Palio 99 (esse era o único beberrão), Palio 2001 (1.0 16V), Pálio 2003 9 (1.3), Pálio 2009 (1.4), Punto 2011 (1.6), este ainda em casa Todos vendidos com mais de 90 mil km. O Punto mesmo está em casa com mais de 100 mil Km, nunca tive problema. Acho estranho essa matéria. Primeiro o jornalista fala em diferença grande nas vendas, 6000 mil não é diferença grande para um carro que chegou agora.
    Não tem reclamações do Cronos???
    O Polo e o Virtus não tem reclamações?? O atendimento da WV sempre foi péssimo.
    Só não volto para Fiat por conta de ter um Corolla, que mesmo sendo peba (GLI), tem motor.

    • Verdades sobre o mercado

      O NA já fez este tipo de reportagem com vários modelos de diferentes marcas, isso acontece com qualquer veículo.

  • Alexandre Maciel

    Infelizmente essa marca, creio, nunca verá meu dinheiro. O negócio da Fiat parece ser montar carro totalmente pé de boi. Quando resolve montar algo mais elaborado acaba fazendo caca. Para completar, o atendimento das autorizadas em Fortaleza, segundo colegas de trabalho, é ridículo.

    • Christian Balzano

      Sim! O negócio da Fiat é Uno e Palio. Quando se atrevem fazer um Stilo, Tempra ou Marea o negócio ferra.

  • Robson

    A barulheira da suspensão dianteira aparentemente é herança dos Palio/Grand Siena, que sempre tiveram muitas reclamações nessa linha. Meu pai mesmo tem um Palio 2012 1.4 que desde 0KM tem suspensão dianteira barulhenta, com sempre a Fiat dizendo que era algo normal…

    • CharlesAle

      Argo é jabuticaba do PAlio, por isso os mesmos defeitos de suspensão..

      • Robson

        Eu sei, é que é complicado de aceitar que os caras usaram a mesma base, supostamente evoluindo e deixaram passar um problema cronico que sempre foi objeto de muita reclamação. Eu mesmo até cheguei a cogitar a compra de um “Novo Palio” em 2014, aquela versão SP que tinha até um preço interessante, mas depois de passar uma semana com o do meu pai, desisti imediatamente, eu não ia dar conta de conviver com aquilo.

  • Capitão Caverna

    E olha que ainda nem jogaram ele na mureta do crash test.

    • Christian Balzano

      Não jogaram porque sabem que vão levar 3 estrelas no máximo

  • Por experiência com amigos, de longe aqueles que mais reclamam de pós-venda são os que possuem modelos Fiat.
    Meu pai tem uma Palio Weekend 1.4. No caso dele até que a convivência é bem pacífica. O carro acabou de fazer 70 mil km e nunca deu “dor de cabeça”. Tirando os característicos ruídos de acabamento interno, o resto até que funciona bem dentro da normalidade.

  • Emygdio Carlos

    Caramba! Que abacaxi!

  • Jean Lehn

    Esse carro é um ERRO!

  • SDS SP

    Sempre quando eu vejo essas matérias, aparecem duas figurinhas típicas: o proprietário com o ego ferido que menciona defeitos em exemplares de outras marcas como tábua de salvação. Depois vem os haters (fanboys de outra marca) utilizar-se desse tipo de matéria como salvo conduto ao seu fanatismo e haterismo. No final é tudo farinha do mesmo saco.

    Galera, é apenas um carro, uma máquina feita pelo homem que está sujeita a desfeitos. Entendo à insatisfação dos proprietários que tiveram uma péssima experiência, mas isso também não é motivo para generalizar essa má experiência como verdade absoluta.

    • invalid_pilot

      Bingo.
      Igual a do Up! que rolou quebra pau astronômico kkkk

  • Abdallah

    Fiat sendo fiat, o carro até pode dar problemas, mas pós venda é tudo em qualquer negocio.

  • João Luiz

    Nenhuma novidade…

  • Wellington Myph13

    Uma pena, parece ser (e é, esses defeitos não são regra) um bom carro. Dispensaria o Start-Stop da Fiat, principalmente quando vi uma matéria de um cara em um Uno Evolution em testes falando que eles estavam demorando pra lançar porque os motores estavam indo pro vinagre antes dos 60mil KM por causa do sistema (E que depois essa matéria desapareceu da face da terra, kkkk)… Deve ser por isso também que deixaram de ofertar no 1.4 e colocaram no Firefly…
    Start-Stop da Fiat é um ser vivo… Ele funciona quando quer, e isso com relatos “próximos” do meu cunhado que tem um 1.0 e um cliente que tem um 1.3, ambos dizem que não entendem a lógica dele, não desliga quando deve, desliga em momentos errados e etc… Ambos não desligam o sistema porque não se incomodam, ele retoma normalmente o carro, mas é de lua…
    Não deixaria de comprar, mas por enquanto, ele não é a melhor escolha do segmento pra mim, mesmo sendo mais barato.

  • Murilo Soares de O. Filho

    Tenho um Argo Drive 1.3, sinceramente, não apresenta nada do que a matéria fala. Acabamento bom, suspensão, câmbio ( esse mesmo não sendo igual ao da Volks, que pra mim ainda é o melhor), ouve sim uma evolução em relação ao usado no novo Palio. Acho que muitos aqui simplesmente seguem o primeiro que reclama, mas nem ao menos entraram no carro…não tenho obrigação de tentar defender o carro, que ao meu ver tem no que evoluir, mas é bem superior ao Palio, pra quem chama de Novo Palio.

  • Henrique

    NUNCAAAAAAAA, MAS NUNCA MESMO QUE ESSA TRANQUEIRA VAI SUBSTITUIR O PUNTO, ALIAS ESSE SIM UM PURO SANGUE…… Que o diga as versões 1.8 e a TJET, Esse frankstein nasceu para quem precisa de carro, o punto para quem gosta de pilotar !
    Agora meu caro editor… dizer que esse carro, nasceu com uma proposta mais sofisticada que o Tipo na Italia, e demaissssss, parei….. ali

  • Thiago Alberto de Souza

    Tenho um Fiat e ando em outros fiat na empresa. É certeza de barulho interno. Pode levar na css pra desmontar todo e montar de qualquer jeito, que não resolve, se pegar fogo queima uma semana pelo tanto de espuma que meteram nas portas. Dizem que barulho de Fiat e catinga de C# ninguém tira… mas saindo da Fiat, tem que procurar o que é menos pior.. sempre teremos algo a reclamar.

  • TchauQueridos

    Alguns reclamam também do consumo do motor 1.8, seja manual ou automático, dizendo que não passa de 13 km/l na estrada com gasolina e bem de 10 ou 11 km/l usando o etanol.
    Nem tem motivo pra reclamar, todo mundo sabe que esse motor é jurássico. No Renegade então, melhor nem comentar…..
    O mercado tem opções muito mais modernas.

  • Hugo Henrique Souza

    “Design expressivo” é uma das expressões mais inexpressivas para expressar o desenho de um carro.

  • Wendell Miranda

    Mais um carro meia boca no Brasil…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email