Chevrolet Manutenção Matérias NA SUVs

Chevrolet Tracker – defeitos e problemas

Chevrolet Tracker - defeitos e problemas

O Chevrolet Tracker é um SUV compacto que a General Motors vende no mercado nacional desde 2013.


O modelo é o segundo com esse nome por aqui, mas não tem relação direta com o primeiro, que era o Suzuki Grand Vitara, embora ambos sejam utilitários esportivos. Um dos mais vendidos do mercado, o modelo tem defeitos e problemas?

O modelo importado do México é vendido pela Chevrolet com três versões (LT, Premier e Midnight), todas equipadas com motor 1.4 Turbo com 150 cavalos na gasolina e 153 cavalos no etanol, além de até 24,5 kgfm. O câmbio é automático de seis marchas e a tração dianteira.

Com carroceria volumosa, embora compacta, o Chevrolet Tracker se destaca pelo visual com LEDs diurnos, multimídia MyLink com On Star, sistemas Google Android Auto e Apple Car Play, visual diferenciado na versão Midnight, teto solar elétrico, entre outros. Antes da atualização, o modelo tinha motor 1.8 de até 144 cavalos e o mesmo câmbio, mas com estilo próximo do Cruze antigo.


Entretanto, o Tracker tem algumas coisas que os donos reclamam, desde freio traseiro a tambor até ausência de sistemas importantes, como controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, sensores de chuva e crepuscular, sensor de estacionamento, entre outros. O porta-malas pequeno também é outra característica considerada ruim no produto. Mas, entre os defeitos e problemas, dois itens chamam atenção.

Um não é nem defeito e nem problema, pelo menos não tecnicamente, mas em termos práticos, atrapalha muito a vida, segundo os donos. Este é o Start&Stop, que não pode ser desativado. A crítica é a mesma dos donos de Cruze. A outra é a qualidade dos discos de freio, que empenam com facilidade.

Chevrolet Tracker – defeitos e problemas

Chevrolet Tracker - defeitos e problemas

Discos de freio empenados

Os discos de freio do Chevrolet Tracker estão entre os poucos defeitos e problemas recorrentes do modelo. Vários relatam mencionam a mesma coisa, um trepidar incômodo durante as frenagens. Mas, não é a atuação do ABS. Os donos dizem que os discos realmente empenam e com baixa quilometragem, geralmente entre 10.000 e 20.000 km.

O fato é que o problema já é tido como crônico no SUV compacto e virou matéria de duas importantes revistas especializadas, onde outros relatos apontam a mesma coisa. Com o empenamento dos discos, o desconforto e a perda de eficiência é notada rapidamente.

Um dos donos de Tracker diz em sua reclamação em site dedicado, que trata-se de um vício de produto, conforme o Código de Defesa do Consumidor. Ele teve seu carro verificado por uma concessionária, que constatou o defeito e se prontificou a troca-los dentro da garantia, mas exigiu o pagamento da mão de obra.

A GM chegou a fazer um recall de freio do Tracker com quase 8 mil chamados, mas tratou-se somente da tubulação de freio. Além do problema nos discos, a demora pela peça também gera reclamação, sendo que o item é importado e levaria dias para chegar ao Brasil, segundo atendimento técnico em alguns relatos.

Qualidade da pintura

Chevrolet Tracker - defeitos e problemas

Outro defeito apontado por alguns donos de Chevrolet Tracker é a qualidade na pintura.

Muitos relataram defeitos no acabamento externo e peças de tons diferentes, assim como riscos aparentes, descascando e outros problemas, que exigiram reparo antes mesmo de sair da concessionária, segundo alguns relatos.

Não se sabe se parte dos defeitos são oriundos do transporte, mas em 2017, pelo menos mais de 300 unidades do Tracker teriam sido prensados e destruídos por seguradora no Rio Grande do Sul, após danos gerados durante o transporte marítimo entre o México e o Brasil, atribuídos à contaminação por água do mar.

Atuação do Start&Stop

Chevrolet Tracker - defeitos e problemas

O item é um sistema de desligamento automático do motor, quando o carro para com o câmbio engatado. É um recurso para reduzir o consumo de combustível e geralmente usado em motores maiores ou mais potentes. No caso do Chevrolet Tracker, com motor 1.4 Turbo, o Start&Stop vem de série.

No entanto, o que era para ser um item elogiável, já que contribui para economia, é considerado por alguns donos de Tracker como estando entre defeitos e problemas do carro. Muitos reclamam que ele não pode ser desligado, o que é verdade. Mas o motivo para as queixas é outro, sua atuação.

Os donos dizem que ele entrar a qualquer toque no pedal do freio, atrapalhando mesmo em manobras. Alguns relatam trancos no religamento, causando enorme desconforto.

O sistema já foi mencionado aqui na matéria do Cruze – defeitos e problemas – e da mesma forma, os proprietários dizem que a solução é colocar o câmbio em modo manual ou ligar o desembaçador do para-brisa. Outros dizem que basta colocar na velocidade 1 do ventilador.

Entretanto, quando questionada pelos clientes, a GM diz que o projeto do motor 1.4 Turbo contempla desde o início o uso do Start&Stop e que ele é um recurso importante para redução de consumo.

Barulhos e consumo

Chevrolet Tracker - defeitos e problemas

Os donos de Chevrolet Tracker dizem que, entre os defeitos e problemas do modelo, os barulhos estão presentes. Alguns reclamam da suspensão excessivamente firme nas versões LTZ e Premier, que usam rodas aro 18 polegadas. Assim, boa parte das imperfeições são reproduzidas no interior.

Também há relatos de ruídos no painel e parte do acabamento. Mesmo com os vidros fechados, alguns relatam que o ruído de vento é bem audível no habitáculo.

Outros ruídos externos, como rodar dos pneus, também são reproduzidos no interno e incomodam alguns donos. A tampa traseira, sobre o compartimento de bagagem, também é uma fonte de ruído, segundos proprietários que se queixam.

No modelo anterior, com motor 1.8 Ecotec, uma das reclamações mais frequentes é o alto consumo, especialmente com etanol, variando de 5 a 6 km/l na cidade e de 7 a 8 km/l na estrada. Também existem queixas quanto ao consumo com gasolina, variando de 7 a 8 km/l na cidade e pouco mais de 10 km/l na estrada, sempre com ar condicionado ligado.

Como se trata de um motor aspirado em um carro bem pesado, no caso do Tracker LTZ 1.8, o propulsor necessita de mais esforço para mover os 1.390 kg do SUV compacto.

Ar condicionado fraco

Chevrolet Tracker - defeitos e problemas

Entre os defeitos e problemas relacionados com o Chevrolet Tracker, o ar condicionado é citado com certa frequência em unidades do modelo mais recente, já atualizado. A reclamação no geral é que o dispositivo de climatização não gela de acordo com a necessidade.

Alguns dizem que ele desliga sem motivo e religa novamente, enquanto outros comentam que ele não é eficaz quando o tempo está bem quente, esfriando muito em dias mais amenos ou frios, o que incomoda devido ao clima presente em diversas regiões do país.

Também comentam que, conforme a rotação sobe, a temperatura interna cai, mas se a rotação diminui, o interior volta a esquentar. O problema até virou tópico em fórum dedicado ao modelo. Em alguns casos, as falhas de funcionamento foram resolvidas na rede autorizada.

Outras reclamações

Chevrolet Tracker - defeitos e problemas

Os donos de Chevrolet Tracker também reclamam da capacidade de frenagem, sendo que alguns apontam o uso de tambores nas rodas traseiras como causa disso. Alguns dizem que o sistema parece pouco dimensionado para o desempenho e porte do utilitário esportivo compacto.

O fato não tem relação com os casos de empenamento dos discos e nem com a falta de controle de estabilidade, que passou a ser item de série somente em fins de 2018.

Outro item apontado como tendo falhas em vários casos é a multimídia MyLink. Apesar da crítica em não ter um navegador GPS nativo, os donos que reclamam, dizendo que o sistema falha e que o sistema OnStar, mesmo pago, não funciona corretamente.

Então, o Chevrolet Tracker é um utilitário esportivo que chegou ao país devendo muito itens e gerando reclamações com isso. Itens básicos eram negados ao produto, que demorou para embalar nas vendas por aqui. Com peso acima da média, foi preciso um motor mais potente para que o mesmo tivesse um desempenho adequado.

Fora as muitas ausências, o defeito nos discos de freio do primeiro modelo marcaram sua presença por aqui, enquanto reclamações quanto ao sistema Start&Stop são características do segundo modelo, que apenas recentemente teve o pacote de segurança completamente instalado.

Ainda assim, muitos elogiam o estilo do Chevrolet Tracker, o bom consumo do motor 1.4 Turbo e o espaço interno, apesar do porta-malas limitado.

O desempenho do propulsor atual também é outro ponto que muitos apreciam no SUV da General Motors, que em março terá a nova geração revelada na China e que deve começar a ser produzida no Brasil em dezembro.

Chevrolet Tracker – defeitos e problemas
Nota média 5 de 2 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • carloscomp

    Não apresentando problemas de motor e câmbio já é uma grande coisa. Eu tenho pé atrás com motores turbo modernos com injeção direta, especialmente para ficar de 5 anos pra frente.

    • SDS SP

      Nesse caso o cuidado deve ser redobrado com os exemplares usados, ainda mais se o carro teve mais de um proprietário, sendo que à probabilidade de ter passado por algum cupim de ferro aumenta.

    • Pedro Henrique

      precisa de 5 anos pra da bucha não…
      basta por gasolina comum preferencialmente a mais barata que tu achar pela cidade, coisa de um ano se não der sorte na primeira abastecida…
      turbo + injeção direta é o seguinte, tem três opções.
      a mais segura, pegar zero km
      a intermediaria pegar com pouca rodagem ainda com longo período de garantia ex: carro 2018/2019 com sla até 10 mil km.(preferencialmente na css da marca)
      a menos segura mas ainda dentro de uma segurança, comprar de um conhecido que sabe que fez a manutenção religiosamente e abasteceu sempre em posto de qualidade com gasolina aditivada ou pôs aditivo.

      fora disso é roleta russa.

      • Hodney Fortuna

        A gasolina brasileira como é sabido, a pior do Mundo detona qualquer carro! Não há motor avançado que suporte a médio prazo esse lixo combustível!

        • Pedro Henrique

          o problema não é a gasolina em si, porque pela quantidade de etanol ela até ajuda na limpeza do motor e em motores flex não trás prejuízo algum além de maior consumo, tirando isso ela é igual a de qualquer outro país.
          o problema ta na adulteração desta.

    • Nicolas

      Defeitos de todos os turbos injeção direta (exceção GTI com dupla injeção) é a carbonização das hastes da válvulas de admissão que em algum momento podem travar. O óleo do respiro dos vapores do óleo lubrificante que são queimados junto com a gasolina provocam essa carbonização. Quem quizer vida longa precisa limpar essas válvulas com 40~50 mil Km e trocar o óleo sempre. Nos carros sem injeção direta o spray da gasolina lava as hastes valvulas de adimissao assim há pouca carbonização.

    • Andre Pestana

      Se usar gasolina aditivada e a cada 6 meses usar um aditivo direct clean em 1 tanque cheio para garantir a limpeza do sistema dificilmente vai apresentar problemas, o problema começa quando usa qualquer outra coisa que não seja gasolina(nos somente a gasolina) ou Etanol(nos flex). No meu carro que tem injeção direta e turbo sempre usei nas 75% das vezes gasolina aditivada e não tive nenhum problema neste 4 anos de uso.

    • Mayck Colares

      Vou dar meu relato…
      Em casa temos uma Chevrolet Tracker 2018 comprada na Chevrolet Autonorte há 4 meses. Completou 5 mil km há poucos dias. Liguei para a concessionária Chevrolet Autonorte de Montes Claros onde me foi informado que a troca de óleo era obrigatória se não perderia a garantia. Viajei 270 km (pois onde moro não tem concessionária Chevrolet) ao chegar ainda confirmei com o atendente Alex, que novamente me informou que se não fosse feito a troca de óleo obrigatória seria perdido a garantia. Liguei na central Chevrolet pra informar sobre o assunto e me avisaram que isso não é verdade, que é apenas se o carro for submetido a condições severas. Abri imediatamente uma reclamação contra essa conduta da concessionária de enganar seus clientes. Essa enganação vai me custar no mínimo 500 reais (entre a troca de óleo, do filtro de óleo e o meu deslocamento de 270 km pra vir e 270 pra voltar). Isso é inaceitável.

      • GPE

        Era só ler o manual… e se ainda tivesse dúvida, ligava antes de viajar pra central da chevrolet

  • Louis

    Pesa quase 1400 kg? Não tem como ser econômico mesmo… Pior é que pesa tudo isso e ainda é apertado. É o preço de andar na modinha.

    • Ricardo

      Golf pesa isso e não é gastador porque é moderno.

      • KevinGR

        O golf 1.4 tsi pesa exatamente 1.218Kg, bem distante dos 1400

        • Chap

          Como eu queria que meu Focus pesasse só isso hehe.

          Meu consolo é que tem carros muito piores, como o Compass kkkkk.

        • Geraldo Xavier

          Sem contar o arrasto aerodinâmico. Mas fã da vw é cego e nem leu que o problema de consumo é com o motor 1.8.

      • Nicolas

        Para explicar os 18Km/l do Golf Tsi precisa olhar o que fizeram para atingir isso. Cada detalhe foi projetado para ganhar algo, modelo de pneu, tipo de rolamento, regeneração de energia quando freia, etc, etc, etc, não é só o motor.

    • afonso200

      Meu Azera ´pesa 1640kg vazio (sem gasolina, sem liquido radiador, sem 11litros de oleo de cambio) sem ninguem dentro

    • Hodney Fortuna

      Acha ruim o peso? A Old Tucson pesa 1600 kg e usa o motor do i30. Na gasosa o carro faz 6km/l.

      • Nicolas

        Tenho uma Tiguan AllSpace pesa 1550 Kg, 710l porta malas, espaço traseiro é quase o dobro do meu Golf Tsi. Mesmo nova faz 14Km/l na estrada de média com gasolina, Golf faz 17Km/l no mesmo percurso. Tiguan faz 0-100 Km/h em 9s e chega a 198 Km/h. Golf faz em 8,5s e 212Km/h de máxima.

        • Hodney Fortuna

          Parabéns pelo carro mas, a Old Tucson para a sua Tiguan Allspace é comparar o Brasil com os EUA.

          • Nicolas

            Realmente, a Tiguan coloca meu Golf no bolso, que achava ótimo. Sempre torci o nariz para SUV, mas a Tiguan me surpreendeu. Já andei de Compass, HRV, RAV, não gostei. Gostei muito da Cherokee nos EUA, mas aqui custa dobro de uma Tiguan com espaço talvez menor. Achei o acabamento da Cherokee melhor que da Porsche Cayenne de um amigo, fiquei decepcionado.

      • nbj

        Tenho uma Old Tucson Flex que faz isso mesmo. 6 km/l na cidade e 9 km/l na estrada, sempre na gasolina. Sem forçar muito! Mas não me arrependo da compra, pois é um carro muito prático, confortável e de manutenção barata.

        • Hodney Fortuna

          Sim, carro muito bom! Minha irmã possui uma 2016 também. versão GLS Top.

  • Ricardo

    Barulhos é padrão de carros nacionais, parece impossível não termos com nossas ruas esburacadas, mas penso, a Europa é cheia de ruas com paralelepípedos, será que por causa disso os carros de lá também apresentam tantos barulhos!?

    • th!nk.t4nk

      Essas pedras na Europa são bem alinhadas, além de não terem cantos vivos. Mesmo os carros de suspensão mais firme passam bem sossegados por elas. Fora isso, o único carro europeu barulhento que já andei era um March antigo. De Polo pra cima é um silêncio só. Tem a ver com a qualidade de montagem, a rigidez estrutural (projeto) e os materiais utilizados, mas com certeza esse pavimento horrível do Brasil detona até com os melhores carros.

      • Ricardo

        Polo é padrão europeu, outros carros, mesmo de R$ 100.000, apresentam barulhos.

        • Dod 2019

          Polo padrão europeu só se for o antigo porque o novo faz mais barulho no interior que escola de samba.

          • th!nk.t4nk

            Fabricação e montagem no Brasil são muito porcos. Mesmo que fosse o mesmíssimo carro (e a gente sabe que nao é, porque sempre rolam adaptaçoes), dificilmente iriam conseguir produzir com a mesma qualidade. E juntando o pavimento ruim, pronto. Só por milagre pra nao ficar barulhento depois de um tempo.

            • Piston head

              É de se presumir que um carro fabricado por aqui passe por um processo de leitura ”topográfica” inexistente nos importados, o que teoricamente faria do veículo mais preparado para o nosso solo. A parte engraçada é que é exatamente o contrário, nacionais são sempre os mais barulhentos!!

          • JOSE DO EGITO

            Pessoal esquece que a tampa traseira é barulhenta ,algo do tipo,que vem de serie nos polos

        • Geraldo Xavier

          Não sabia que o polo Europeu tinha o mesmo acabamento interno de gol igual ao polo Brasileiro.

          • SDS SP

            Acabamento do Old Polo dava uma surra no Gol. É até covardia comparar um com outro.

            • Geraldo Xavier

              Estou comentando do novo polo

              • SDS SP

                Aí não tem jeito. Mas ainda sim é melhor do que o Gol.

    • Valdemar Matos

      Tive um civic 2009, rodei quase 260.000km em 9 anos e nenhum barulho, tirando as vezes que a ccs desmontou o painel para fazer o procedimento do rangido da embreagem, mas era resolvido e não voltava. C3 era uma bateria de escola de samba, Palio Adventure 2002 não lembro de grilos ou outros barulhos.

  • SDS SP

    Sempre que vejo essas matérias, aparecem proprietários com o ego ferido e normalmente não costumam frequentar este espaço.

    • Matafuego

      Os caras não entendem que nenhum produto é perfeito. Sempre é possível fazer uma matéria dessas com qualquer carro.

  • Jhon

    Tracker ou Renegade? Estou começando a pesquisar um carro nesse estilo para minha mãe e esses dois são os que ela mais gostou.

    • Ford Opala Attractive 200TSI

      Cada um tem suas qualidades. O Renegade certamente tem melhor acabamento e mais refinamento. O Tracker tem melhor desempenho e consumo.

    • bpassoni

      Uma vantagem muito clara para o Renegade, em meu ponto de vista, é o fato de possuir freio a disco nas 4 rodas e suspensão independente. E sobre o motor 1.8 ele dá conta do recado e não possui consumo elevado, quando peguei estrada com um fez tranquilamente 13km/l no etanol andando a 100, 110km/h (óbvio que o consumo depende da maneira em que cada um dirige).

      Sobre o Tracker não posso opinar pois nunca andei em um, mas acho o desenho muito agradável e o motor 1.4 turbo deve ser bem bacana.

      No mais, o correto é levá-la para um test-drive e ver como ela se sente no banco do motorista, posição de dirigir, tamanho dos espelhos retrovisores, etc.

      • Chap

        Suspensão McPherson na traseira não é mérito. Uma solução que não é usada por praticamente nenhum fabricante por não ser o mais adequado para o eixo traseiro. Se fosse o multilink do Toro…

      • Unknown

        Nunca que um Renegade 1.8 faz 13Km/l no etanol!!!!

        • TchauQueridos

          Pensei exatamente isso.
          O amigo deve ter se confundido.

          • Unknown

            Estes números na gasolina são aceitáveis, mas no etanol, impossível!

        • Edgar

          Se fosse 13 na gasolina, já seria fantástico!!! No etanol, nem pensar

        • Geraldo Xavier

          Descida de serra amigo

          • Mr. Pennybags

            Na banguela, né?

            • Geraldo Xavier

              Banguela gasta mais que engrenado

      • Cassio

        13 km/l no etanol a 100-110?
        Fiquei com um alugado alguns dias e nem na gasolina faz isso…

      • GPE

        Kkkkkkkkkkkkkkkk

        13 na gasolina eu ja estaria achando bom demais

    • Miguel

      Tracker vai mudar daqui a pouco, só vale a pena se ela quiser um desconto nessa versão que logo sai de linha..rs
      Renegade é mais moderno, refinado, embora realmente no motor ele seja inferior, mas é só isso.
      Pra sua mãe acho que o motor dará conta tranquilamente, até porque o Jeep não é um carro esportivo, e deve aguentar os trancos na cidade melhor que o GM. Design subjetivo, mas vai que…rs

  • Dod 2019

    O Tracker é um dos piores custo x benefício do segmento. Espaço interno dos piores, porta-malas de hatch compacto, projeto já antigo no final do ciclo de vida, acabamento fraco, embora tenha melhorado muito se comparado ao do modelo pré-face lift. A versão de entrada custa acima de 90k e é pelada de fazer pena.

    • Daniel Teixeira

      Defina esse termo pelada. Porque tem controle de cruzeiro, o mesmo conjunto motor/câmbio da premier, a mesma multimídia, vidro com um toque nas 4 portas, controle de tração e estabilidade, regularem altura do farol, banco traseiro bipartido, farol de milha, drl e sistema de rastreamento. A premier tem apenas as rodas maiores, mas os pneus são mais baixos, o que se torna menos confortável que a versão de entrada. Tem teto solar, chave presencial, câmera de ré e bancos em couro.
      Para mim não vale a pena é a premier que você paga quase 15 mil a mais e não leva quase nada.
      A vantagem da Chevrolet é na troca, valorizam muito o seu carro na hora da troca.

  • dsralves .

    Gosto do estilo, do motor, da excelente visibilidade e dos equipamentos de conforto da Tracker Premier, mas a quantidade de reclamações é de desanimar qualquer um. Seria minha escolha se não tivesse visto tantas reclamações de proprietários.

    • Joe Fernando Takeda

      cara , se tu gosta compra , não de bola para opinião , em 2014 eu ia comprar um tracker mais quando fui pesquisar outros carros todos falavam do golf 1.4tsi que tinha o melhor cambio e tal comprei o golf e nao é que justamente o cambio quebrou , agora todos falam de carro japones que nao se em comoda e tal , comprei um civic 2017 1 ano estragou a bateria , engraçado que antes deles eu tive um cerato , andei 4 anos e nunca tive problema algum ! acho que tem que ter sorte tambem !

      • Joãozinho

        Tem que ter cautela com a fonte das pesquisas.

        A maioria dos comentaristas (e até mesmo editores de blogs, vídeos no Youtube) é fanático por potência, e sempre vai indicar os carros turbo da Volkswagen e assim por diante.

        Isso na prática é uma balela, nem todo mundo usa o carro para viajar e/ou grande parte dirige tranquilamente.

        Pode ver aqui, 99% diz que Renegade não presta, SW4 não presta, Compass Flex não presta, agora um questionável Golf GTI com bancos de “Festa de São João”, esse sim seria ótimo para uma família de 4 pessoas.

        • carloscomp

          Muitos motoristas de teclado

      • Unknown

        “Estragar” a bateria é comum, em qualquer veículo. Apesar que com 2 anos de fabricação não era para ter dado problema, ainda…

        • Geraldo Xavier

          Com 1 ano?
          Bateria de marca boa tem que durar 3 anos

          • SDS SP

            Em condições normais de uso dura até mais.
            Mas já vi gente estragar bateria ligando e desligando o carro durante um período de trânsito pesado.

            • Geraldo Xavier

              Aí o defeito está sentado no banco

          • Unknown

            Com certeza, a minha última durou quatro anos e meio. Troquei semana passada. AC DELCO.

      • Ricardo Moreira

        Próxima vez que for comprar um carro passa antes numa benzedeira…

        • Joe Fernando Takeda

          Care se eu te disser que no primeiro dia que peguei o Civic , fui mostrar o carro para meu cunhado , na hora de sair da garagem o portão baixou em cima dele arranhou e amassou todo o porta mala e o teto , um mes depois minha esposa foi entrar em casa o portão fechou na lateral , com menos de 1000 km o carro já estava destruído !

          • Joe Fernando Takeda

            Um portão era no meu sogro de contra peso ,o outro era em casa , de correr no trilho !

          • JOSE DO EGITO

            Aproveita a fase e joga na loteria que vc ganha!

          • Santana

            Não mostro mais carro para cunhado.

  • Domenico Monteleone

    O problema do Tracker é quando a gente compara ele com o irmão Buick Encore, dá até vergonha.

    • 4lex5andro

      No line up da GM, a Buick está pra Chevrolet, como a Lincoln pra Ford, ou a Lancia está/estava pra Fiat, é uma marca de qualidade superior dentro do grupo.

  • Ric53

    Puxa, essa história da qualidade de pintura dos GM mexicanos vem desde a época do Captiva

  • Marcus Vinicius

    O problema é não ser nacional e não ter uma versão com apelo off-road com tração 4×4

  • Mayck Colares

    Temos um em casa, premier comprado zero ano passado. Realmente o Stark stop age a todo momento (tenho um compass e ele funciona só de vez em quando e da pra desligá-lo). O start stop da tracker age tão rápido que ao parar em vagas de estacionamento ele já desliga antes de colocar o câmbio no P, fazendo ele religar novamente pra depois desligar (o que pode ser feito é apertar o botão de desligar, que o motor se mantém desligado e colocar o câmbio no p). O ar gela pouco mesmo, em épocas mais quentes já cheguei a pensar que estava quebrado (o carro tem pouco mais que 5 mil km). O motor é muito bom, à frente da maioria dos concorrentes. O interior é bem pequeno, principalmente a largura.

    • Marcus Vinicius

      O Stark veio do Homem de Ferro

  • afonso200

    sou mais um Creta

    • Daniel Teixeira

      Só tem um problema… beberrão demais…

      • JOSE DO EGITO

        sao 2 problemas : manutençao cara

  • Joãozinho

    Estranho ter teto solar (que é inútil) e não ter ar-condicionado digital.

    • 4lex5andro

      No Brasil que é um país quente e ensolarado o ano todo, desde SP até o Oiapoque, o teto solar, em geral é inútil mesmo. Um bom ar digital seria imprescindível em qualquer carro zero nesse país.

  • Bernardo Rodrigues

    Comprei o modelo Premier para minha esposa, fiquei um dia dirigindo o carro. Concordo em parte com a matéria: Ar condicionado fraco, falta de GPS e falta de sensor de chuva. Gosto bastante do torque.

  • Licergico

    R$ 55k no Chile versão de entrada .

    • 4lex5andro

      Sorte do Chile que ficou com a escola de Chicago no seu regime militar, enquanto Brasil, Argentina e Uruguai seguiram a cartilha desenvolvimentista, e hoje estão endividados.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email