Comprando e Vendendo Matérias NA Mercado Segurança Tecnologia

Por que carros blindados usados são mais baratos?

carro-blindado-1024x576

Ele é um SUV de luxo ou mesmo um sedã de alto valor, mas o que chama atenção é o preço bem abaixo da tabela. Anúncios com estas características são comuns em sites de classificados de venda pela internet, mas há um detalhe importante nesses casos, o termo “blindado”. Para muita gente que procura um carro usado de luxo e não tem pretensões extras quanto à segurança, acaba ficando decepcionado diante daquela oferta irresistível.


Mas, por que carros blindados são mais baratos? Um dos motivos é esse. A maioria das pessoas não quer arcar com os custos extras de manutenção de uma blindagem, que altera a estrutura do veículo e especialmente seu peso, tornando inviável para muita gente ter um carro desse tipo na garagem.

O desgaste acentuado dos conjuntos de suspensão e freios, que não foram projetados para o peso extra dos materiais de proteção, bem como o consumo mais elevado por conta do deslocamento extra de pessoas e carga, torna o carro blindado ideal apenas para quem precisa mesmo se proteger. A performance também é comprometida e o conforto, já que apenas a janela do condutor geralmente abre. Nesse caso, comprar um carro desse tipo se torna um bom negócio, mas que exige cuidados, entre eles o custo da delaminação (ruptura do revestimento de policarbonato dos vidros) e perda de transparência, que é bem cara para substituição.

Como existe a lei da oferta e da procura, se há baixa demanda por esse tipo de carro, a tendência é a de redução nos preços para facilitar sua aquisição. Porém, há mais coisas envolvidas. A cotação desse tipo de automóvel é complicada, pois o mercado não tem como definir o quanto foi gasto em cada blindagem e nem o valor que o veículo vale de fato com a tecnologia que foi empregada. E ele não é estática. Ou seja, ela não fica presa ao carro sem exigir manutenção.


Como poucos fazem a manutenção preventiva no sistema de blindagem do veículo, o mercado acaba entendendo que a maioria está “no estado” e sem qualquer garantia de que ainda continua eficiente. Ou seja, se você procura um carro blindado e não tem certeza de que ele está devidamente protegido, das duas uma: ou você desiste da compra ou exige um valor ainda menor para compensar uma futura revisão ou substituição de componentes. Isso tudo ajuda a empurrar o preço do blindado usado para baixo.

Quanto mais antigo, mais difícil fica para termos uma noção de preços. Com até 10 anos, ainda algumas empresas se arriscam a estabelecer valores, mas o certo é que não há uma cotação precisa. Por isso, existem enormes discrepâncias de preços no mercado. Assim, o mesmo carro sem blindagem e no mesmo estado acaba sendo oferecido no mercado de usados com preço maior, enquanto o similar blindado nas mesmas condições custa bem menos.

blindagem

 

Desvalorização acentuada

A desvalorização acentuada chega a 50% em alguns casos, especialmente de carros importados, que geralmente perdem muito mais valor com o passar dos anos. A blindagem só acentua essa tendência, o que faz com que carros caros e blindados sejam vendidos por preços irresistíveis. O problema é que existem diferentes tipos de blindagem com custos variados e isso, assim como ocorre com os equipamentos extras ou opcionais, não entra na formação de preço de carro usado.

Então, mesmo que o nível de blindagem seja elevado e que sua proteção esteja em dia, pouco ou nada fará para alterar para cima do valor do carro em comparação com uma blindagem mais fraca e em condições inferiores em outro veículo similar. No mercado, se fala em vida útil limitada da blindagem, quando na verdade a degradação por causa do tempo só existe na parte dos vidros, que é a mais frágil do sistema. Isso também ajuda a empurrar ladeira abaixo os valores de blindados mais antigos.

Outra tendência é que aquisição de automóvel blindado zero km ao invés de usado na grande maioria dos casos. Isso permite ao cliente escolher o carro desejado e o nível de proteção que precisa, bem como fazer o orçamento de acordo com o que quer gastar. Para os usados, resta apenas uma desvalorização menos acentuada nos primeiros quatro anos de uso, pois depois disso acaba tendo como destino mofar nos pátios e salões de lojas multimarcas ou concessionárias.

toyota-hilux-processo-blindagem-1024x768

Brasil, líder em blindagem

Todo aquele dinheiro gasto na hora da blindagem quando zero km, se perde em pouquíssimo tempo. E não é pouco dinheiro, pois em média uma blindagem de bom nível custa na casa de R$ 50 mil. Em alguns casos, isso representa 50% do valor do carro. Esse é o custo de se proteger no Brasil, que é o líder mundial na blindagem de automóveis, tanto que alguns fabricantes de veículos decidiram faze-lo por conta própria, achando nisso um novo filão no país.

Atualmente, o país conta com 400 empresas registradas no Exército – que é quem regulamenta esse mercado – mas as próprias empresas dizem ser 200 blindadoras. O que se sabe, também através do braço terrestre das forças armadas, é que o Brasil registrou a venda de 16 mil carros com proteção contra tiros em 2017, mais que o dobro do segundo colocado mundial, o México, que emplacou 7 mil no ano passado. Para 2018, a previsão é de alta de 25%, alcançando a marca de 20 mil carros blindados.

Realmente, trata-se de um recorde triste para o país, pois isso é reflexo da própria insegurança no Brasil. Se de um lado o cidadão perde, de outro surge uma indústria para ganhar com isso. No caso das montadoras, elas trabalham com parceiras certificadas pelo Exército, já vendendo o carro novo com a proteção em nível que o cliente apenas escolhe. BMW, Land Rover e Volkswagen, por exemplo, usam esse tipo de parceria. A Audi é a única que vende um blindado de fábrica, que é o Q5 importado do México. As demais, no entanto, não possuem empresas homologadas para esse serviço.

No Brasil, a blindagem de nível III-A – com proteção contra projeteis de calibres .44 e 9 mm – é quase padrão, sendo responsável por 95% do mercado. Esse nível é o máximo permitido para uso civil no Brasil, de acordo com o Exército. Porém, infelizmente não são raros os casos onde o fuzil é utilizado contra condutor e passageiros no país. Lá fora, as montadoras e empresas especializadas possuem níveis de proteção contra rifles, fuzis e metralhadoras, bem como bombas de diversos tipos.

Mas somente carros de luxo são blindados? Desde o começo dessa matéria, falamos de automóveis luxuosos com preços irresistíveis quando usados, mas a verdade é que mesmo carros comuns e até populares já estão sendo blindados no Brasil. Carros como Fiesta e Fit, por exemplo, possuem procura para blindagem, assim como picapes leves, como é o caso da Saveiro. Segundo as blindadoras, há um limite mínimo de potência para que o carro possa deslocar com agilidade o peso extra da blindagem, sendo no caso 115 cavalos.

blindagem-bmw

Comprando um blindado usado

Para ter um carro blindado usado, o ideal é procurar um carro cuja empresa que realizou o serviço seja credenciada pelo Exército e renomada no setor, sendo descrita no Certificado de Blindagem do veículo. Verifique o interior para ver se não há sinais de entrada de água ou mofo, pois a umidade estraga a aramida usada na blindagem. Observe a montagem e o estado do acabamento, por causa da desmontagem do veículo e veja se o vidro elétrico funciona em velocidade compatível com um carro comum, lembrando que abrem apenas parcialmente (75%).

Teste todos os sistemas elétricos do veículo (especialmente o ar-condicionado) e observe alinhamento das peças da carroceria e se há deformidades aparentes na estrutura, o que indicaria fadiga. Vidros escuros, azuis ou espelhados não são películas, mas foram adicionados durante a blindagem e hoje são raros. Sua substituição é impossível por conta disso.

Observe a delaminação dos vidros, que podem apresentar bolhas de ar de no máximo 2 cm. Manchas brancas ou trincas nos vidros não possuem concerto. Faça um test drive e observe o comportamento do carro, que precisa ser neutro como em um carro comum, especialmente a suspensão. Se for pneumática, teste os niveladores. Se a dúvida for maior, leve em um profissional especializado nesse tipo de carro. Faça uma revisão da blindagem após a compra para ver se tudo está em ordem.

 

COMPARTILHAR:
  • Louis

    Quando era permitido o porte de armas, não havia tanta violência…

    • ObservadorCWB

      Hoje ainda é permitido…..todo ladrão/traficante/segurança de político tem a(s) sua(s)…

      • Rodrigo

        eles são bandidos por isso, por fazerem algo que não é permitido.

        • Catucadao

          exatamente o jogo de azar é proibido quando não é legalizado bem por ai….

      • zekinha71

        Frequentador de baile funk de milícia também pode ter seu fuzil que não é crime, só ver a galera que soltaram por ser “ficha limpa”.

    • Eu sou a favor de ter uma arma em casa, que hoje é permitido. Mas porte pode ser complicado, imagina você parado no sinal e sendo abordado por um criminoso. Aí você atira nele mas na reação rápida você erra um tiro que acerta uma pessoa do lado. Você seria culpado pela lei? Seria um crime com dolo ou sem dolo? Arma usada em locais com muitas pessoas pode ser complicado, sempre vai ter uma vítima que não tem nada a ver com a situação. Outro exemplo hj é muito normal filhos pegarem o carro dos pais sem autorização e sem cnh e algumas vezes cometem atropelamento , e o dono do carro não é responsabilizado, ao menos nunca vi acontecer. Como essa situação ficaria no caso de uma arma? Em tempo, fala se muito em ter o direito de ter uma arma se você é um cidadão de bem, mas se alguém tem multa de trânsito por dirigir bêbado ou andar pelo acostamento tem direito a porte de arma? Um cidadão pode portar arma quando estiver sob efeito da bebida? E se for pego nessa situação o que acontece? Perde o porte para sempre ou só por um mês?

      • KOWALSKI

        Fora que o registro de arma de fogo ‘porte dentro da propriedade do titular’ é permitido entre aspas. Não existe um critério sério e acessível para obter o porte no caso de cidadão comum. Fora que a renovação nem sempre é aprovada, ou seja, arbitrariedade total da PF.

      • Nicolas_RS

        Por favor…Mas que discurso mais B0XXX, existe uma coisa chamada inteligência, tomada de atitudes/ações, avaliar a situação, mira, preparo físico e psicológico! E não pega casos isolados, e besteiras e queria colocar como regra!

        Aqui um vídeo, CLARISSIMO de como tem que agir quando tem uma arma apontada para a cabeça! https://www.youtube.com/watch?v=oebui0EYghg

        https://www.youtube.com/watch?v=Ru2J_NtipII (em melhor qualidade)

        • RIP Brazil

          Isso aí. São essas vacinas que curam os bandidos.
          Vacina “Ponto 45” já faz um bom resultado.
          :D

          • RIP Brazil

            Às vezes é necessário uma “dose” maior, vide o vídeo do traficante Maquinho no hospital, quero dizer, o reflexo do tronco espinhal dele.
            A vacina foi no rosto dele.

        • Mas a pergunta é a seguinte, se nesse caso do video um dos tiros atingisse outra pessoa inocente no outro lado da pista (pelo que percebi alguns tiros não atingiram o bandido) de haveria dolo ou não no caso de uma baixa de um inocente? É só uma pergunta mesmo.

          • Nicolas_RS

            Isso vai do preparado da pessoa e da situação! E logico que deve ser investigado caso acerte algum inocente! E caso mostrasse “falta de inteligência”, punir o responsável!

          • Iran Borges

            O nome disso é aberratio ictus, vulgo “erro sobre a pessoa”, e já existe no código penal. Ocorre quando o agente, ao invés de acertar a pessoa que pretendia, atinge pessoa diversa.

        • Gil de Piento

          Só lembrando que Bolsonaro foi assaltado armado e teve sua arma e sua moto levadas pelos assaltantes.

          Fora que a maior parte das mortes é de pessoas que nunca terão dinheiro para comprar uma arma. A violência mortal ocorre mesmo nas periferias, e vem tanto dos criminosos sem quanto dos com farda (um estudo sobre os crimes de 2006 apontou que na região metropolitana de SP até 80% dos policiais estavam envolvidos com crime organizado). Inteligência é olhar a realidade, os números, entender o contexto geral, ao invés de pegar um vídeo da exceção e usar como regra.

          • Nicolas_RS

            EEEEEEEEEEEEEEEEE???? Quem disse que é uma “ciência exata”? Vai estudar um pouquinho, não pegue casos isolados e queria colocar como regra! ESTUDE! No mundo todo Porte e Posse de armas diminui a violência! Tenho um tio que mora em Canoas, na rua de dele TODO SANTO DIA, VARIAS pessoas foram assaltadas! E TODOS AS RESIDENCIAS da RUA foram assaltadas! Não estamos falando da corrupção da PM, do crime organizado e etc, e sim do Estatuto do Desarmamento!

            • Gil de Piento

              Você diz para não pegar caso isolado e usa o seu tio e a rua dele como exemplos? Eu que tenho que estudar?

              • Nicolas_RS

                Tem sim que estudar, são dezenas de casas, e centenas de pessoas que passam todo dia! Não é uma pessoa, nem uma casa, são dezenas de casas e centenas de pessoas que são assaltadas em vários dias.

      • Louis

        Olha, sou a favor do porte de armas, mas concordo que antes as leis têm que ficar muito rígidas. Não dá para permitir geral. Tipo, atirou sem necessidade, apontou arma só para ameaçar em briga, 10 anos de cadeia! Sacar a arma só em último caso, atirar para matar e em legítima defesa. Se as pessoas fossem realmente responsabilizadas e punidas pelos seus próprios atos, este país seria um lugar muito melhor.

    • Gurban

      Cade sua fonte, colega?
      Qdo a lei entrou em vigor, em 2003, a queda da taxa de homicidios foi de quase10% instantaneamente (fonte: Atlas da Violência – 2017)… mas deve ter sido coincidencia, neh?!

      • José Barbosa

        E, curiosamente, a de suicídios teve um considerável aumento. Será que foi coincidência?

        • Gurban

          A galera ficou depressiva por nao poder andar armada, dai deu nisso!

      • Nicolas_RS

        Olha a fonte, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Só faltou pegar do “Sou da Paz”.

        E vai ver uns vídeo do Bene Borbosa e vera o do pq teve esse redução de 10%! Mas eu te digo! Antes do Estatuto do Desarmamento entrar em vigor em 2003, já teve uma redução, ai os órgãos usam como se fosse por causa do Estatudo, mas não foi! Se ver gráficos da violência de 2003 vera isso!

        • RIP Brazil

          Nicolas_RS.
          Pelo menos ele não usou “estatísticas” do brasil247, kkk

      • Louis

        Em um primeiro momento pode até ter tido uma queda nos homicídios porque diminuiu muito as armas em circulação, mas o que aconteceu no longo prazo? Isso que estamos vendo hoje, todos bandidos armados tocando terror nas pessoas, indo na certeza de que não haverá reação.
        Eu até seria a favor do desarmamento, SE o estado fosse capaz de punir e retirar de circulação os bandidos. MAS sabemos que isso jamais irá acontecer por aqui, só a polícia sozinha não consegue dar conta pois “enxuga gelo”, não temos justiça. Portanto, sou a favor do direito a legítima defesa e defesa da propriedade privada.

        • Gurban

          Esse é o caminho… Desarmamento ajuda? Sim. Sozinho, ele resolve? Lógico que não.
          E, segundo algumas estatísticas globais, tem menor relação com policiamento/justiça e maior com desigualdade social e educação.
          15 anos depois, as taxas de homicídio estão qse iguais aos níveis pre-estatuto pq qse nada pra combater causas foi feito. Com crise, desigualdade piora ainda mais.
          Na Colômbia dos 90s, por exemplo, regularam armas e álcool e a queda foi de 35%.
          Enfim, a questão é complexa e negar o impacto positivo da restrição (por pura ideologia) não ajuda.
          Discutir quais outras medidas tomar pra endereçar de fato deveria ser o foco.

          • Louis

            Esse lance de violência causada por desigualdade social não cola ! Mesmo na época em que tínhamos emprego em abundância, os crimes continuavam! Se desigualdade social fosse desculpa, eu iria roubar uma Ferrari e matar seu dono porque eu nunca pude ter uma !
            Aliás, há muita desigualdade social porque há desigualdade de inteligência, é a lei da natureza, contra isso não podemos lutar.

    • Lucas

      Antes da “PROIBIÇÃO” do porte de armas eu lembro, o Brasil era um país de primeiro mundo, ninguém roubava e nem matava, a polícia funcionava corretamente e a educação nem se fale, as escolas públicas eram melhores que as particulares… Saudade desse Brasil do porte de armas… Ah, tem mais! O Rio de Janeiro era uma maravilha!

      • Louis

        Pare de tentar distorcer o que eu disse, ridículo.

        • Luis Carlos Saccon

          E a discussão de carro blindado ficou prá depois ….. kkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Gustavo Wiegand

        Quando meu avô tinha minha idade, existia 2 policiais por subprefeitura na área rural, hoje tem 1/4 do que tinha na época. Não adianta permitir o porte quando não se tem a cultura armada e não pode desarmar sem a infraestrutura para tal coisa.

    • Rafael Santos

      não adianta vc ter uma arma se ao usá-la vc poderá ser preso/processado. As pessoas tem que mudar essa mente de que “ah tenho uma arma, então estou seguro”. Se vc acerta um vagabundo e ele não morrer, prepare o lombo, a ju$tiça brasileira virá com tudo para f**** com sua vida.

  • Gran RS 78

    Minha amiga comprou um Compass Limited OKm e mandou blindar. Sem dúvida que a segurança é o maior atrativo desses modelos, mas mesmo ela, que é leiga no assunto de carro, está desanimada pelo consumo alto e desempenho fraco do modelo depois da blindagem.

    • tech76

      Mas o Compass na versão a gasolina já tem consumo alto e desempenho fraco, para a categoria, mesmo sem blindar. Acredito que o ideal da categoria pra blindagem seja no Equinox, com motor 2.0T de 262cv.

      • Gran RS 78

        Concordo com vc. Mas com a blindagem piorou e muito isso.

    • Thiago

      Gasolina ou diesel?

      • Gran RS 78

        2.0 gasolina.

        • Doug_bc

          No caso, se ela queria desempenho, devia ter passado longe do Compass.
          Blindar só piorou.
          É um excelente carro mas bebe demais e não anda tanto assim pra justificar o consumo.

  • Catucadao

    blindagem deixa o carro mais fraco ou seja fica uma porcaria

    • 1945_DE

      Nenhum carro blindado fica mais fraco. A potencia e o torque continua a mesma. O que muda é a relação peso potência. Mas peso para o mesmo torque = a menor desempenho e maior consumo. O que se deve fazer é escolher um carro realmente potente ou um que permita um remapeamento para aumentar potencia e torque.

  • Léo Dalzochio

    Pensa num Land Rover, que por si só já é uma árvore de natal com pouco uso, com seus 10 anos e, blindado!

    • Thiago

      Um cliente meu logista pagou 50% da fipe em uma assim. Mesmo as sem blindagem dão problema, a elétrica do carro é péssima.

      • rafa.prebianca

        Um veiculo que não se dá bem em nosso mercado, infelizmente.

  • Ubiratã Muniz Silva

    acredite quem quiser, mas aqui no Brasil existe até um smart fortwo blindado (quê?). E está à venda.

    • Matthew

      Já vi Hyundai HB20 sedã zero quilômetro e blindado no showroom da concessionária. Achei completamente absurdo. Pra mim o fato de ser um carro “normal”, acessível​ e de certa forma popular já seria motivo suficiente pra torná-lo um carro discreto e consequentemente seguro em relação a essa questão da segurança. Na minha cabeça carro blindado ainda era algo restrito a modelos de luxo pra pessoas realmente endinheiradas, mas pelo visto até um simples Hyundai HB20 chama a atenção dos marginais.

      • Antunes

        Ja vi new fiesta sedan mexicano blindado e fox trend tambem tambem kkkkk

  • Para quem compra um blindado usado é complicado também. O comprador não tem como saber se aquela blindagem ainda está “funcionando” ou não. Ou seja: só mande blindar se você não está preocupado com a revenda.

    • Hugo Victor

      Mas a questão, é: Comprar um carro sem blindagem e ter certeza que a bala atravessaria em caso de tiro, ou comprar um blindado (mais barato até) com o ‘risco’ de segurar uma bala?
      Eu votaria na segunda opção.
      O gasto extra é o preço que se paga pela possível proteção.

      • Se for pensar nesse sentido, de “se funcionar, funcionou”, aí com certeza a segunda opção é interessante. Mas aí tem que se considerar também o desgaste que várias peças do carro devem ter sofrido, por conta do peso extra.
        Tem que por na balança e ver se vale a pena.

        • Hugo Victor

          Pois é.
          Moro em Fortaleza, (que é praticamente o novo Rio de Janeiro) e ainda pretendo pegar um blindado usado. O maior atrativo do carro certamente é o preço.
          Vejo na internet os “especialistas” fazerem vídeos afirmando que não vale a pena pegar um blindado usado, somente novo. Ok, pra ser 100% seguro, lógico que só novo.
          Mas um Honda Fit 2010 usado (blindado) está de R$37mil e um C3 1.6 blindado 0km está de R$100mil. É o preço de um não-blindado com a possibilidade de estar um pouco mais seguro.

          O que realmente não entendo, é como as pessoas compram Hilux de mais de R$200mil e não se preocupam com blindagem, só com seguro. Já vi pessoas com BMW X5 andando com vidro aberto e som ligado no trânsito daqui. Fico espantado com a falta de noção.

          • Tem gente que é mais “desligada” com essas questões de segurança. Se eu morasse em uma cidade violenta, com certeza também me preocuparia. De certo eu também consideraria a compra, assim como você.

  • RTS Serviços

    Fazer o que né, a cada 4 pessoas assassinadas no mundo, 1 é brasileiro (por volta de 26%)…. só que somos (brasileiros) só 0.5 % da população do mundo (dados da ONU)…. ou seja guerra civil não declarada!!!

    • RTS Serviços

      uma verdadeira carnificina!!!! Ano passado foram assassinadas mais pessoas no Brasil do que na guerra da Síria

      • RTS Serviços

        e devemos isso em grande parte ao caçhaceiro de são bernardo e seu plebiscito de desarmamento, que da mesma forma que o seu ídolo fez (Hitler), mais que dobrou a criminalidade… Quem duvida que o ídolo dele é o adolfo, convido a ver a entrevista que o molusco deu a playboy em 1979…

    • TT 230

      Nós somos 2.7% da população mundial. (208 milhões de 7.6 bilhões).

      E a cada 10 pessoas assassinadas no mundo, 1 é brasileira.

      Contínua altíssimo, mas esses são os dados mais próximos da realidade.

    • Mas a maioria dos assassinatos no Brasil são contra pessoas envolvidas com tráfego (ficha policial ) ou pessoas próximas às vítimas. Nessa situação blindado não ajuda nada. É só lembrar dos crimes mais famosos do Brasil, Susane, goleiro Bruno, caso Nardone, aquele empresário da York entre outros, em ambos um carro blindado não ajudaria em nada.

      • RTS Serviços

        Isso não procede , eu ja tive familiares absolutamente corretos que foram mortos a sangue frio por menores de idade, para levar um carro popular…. eu ja tive 3 vezes uma arma apontada na cabeça, minha esposa grávida teve uma arma apontada para a barriga por menor de idade tambem por um celular… desculpe, mas morrem pessoas inocentes de todos os tipos também…e são maioria….

        • Louis

          Também já tive arma apontada para minha cabeça , a primeira quando eu tinha uns 7 anos de idade. Já perdi as contas de quantas vezes fui assaltado. Já tive carro alvejado por tiro em tentativa de assalto. Isso que eu nunca fui ao RJ, estou falando só do estado de SP! Só quem passa por isso sabe do que estamos falando, abala muito nosso psicológico.

      • José Barbosa

        Sério que você acredita nisto? E, ainda que 100% dos assassinatos fossem cometidos apenas contra envolvidos em drogas, mereceriam as pessoas morrerem?
        A droga até tem muito efeito na criminalidade, mas muito é colocando pessoas comuns como vítimas.

      • sigma7777777

        *tráfico

    • zekinha71

      Não se preocupe Junho está chegando e o povo só vai estar preocupado com os amarelões e o churrasco na laje pra comemorar as amareladas.
      E depois em defender seu candidato corrupto nas eleições, depois as compras de fim de ano, depois as férias e depois o Carnaval, daí vai começar a se preocupar com o problemas do país.

  • Linkera

    Faltou mencionar um item muitíssimo importante sobre a revenda de um blindado que pesa muito na hora da decisão da compra: quando usado, carros blindados simplesmente não são aprovados em nenhuma seguradora. Passou de 5 anos de uso, esqueça o seguro,porque seguradora nenhuma pega estes carros devido ao alto custo de reparo em caso de colisão.

    • Marciofilho Santos

      eu tenho um Astra 2007 blindado e está assegurado pela Porto!! a unica exigencia era que os vidros nao estivessem delaminados e eu nao tenho cobertura de vidros e da blindagem.

      • Lareiro

        Você paga muito mais caro em relação a um comum? E o prêmio?

      • Linkera

        Então me passa o contato do seu corretor porque eu tenho um amigo que tem um i30 2011 com blindagem IIIA e não ta conseguindo seguro pra ele de jeito nenhum rsrs

        • Marciofilho Santos

          Opa vamos lá (11) 4238-1880 Alice. com relação a cobertura, unica perda do premio é a blindagem e os vidros que nao sao cobertos, de resto tudo igual ao carro original

  • Lareiro

    Não é só levantar as mãos, entregar o carro e dar o carro por perdido?
    A vítima tem que ser muito rápida e com sangue frio para ver qual o calibre da arma né.

    • Antunes

      Me fecharam na jacu pessego e ja desceram atirando, se eu nao tivesse de blindado tinha morrido

    • Gustavo Wiegand

      E desde quando levantar as mãos para um tiro? Infelizmente aqui na minha região para se defender precisa ficar fora da lei. Mesmo para minha cidade que não tem nenhum confronto de tráfico e pouquíssimos roubos, é necessário andar armado, e nem utilizar armas não letais pode, só resta ficar a margem da lei, podendo ser preso por se defender.

  • El Gato Negro

    “Faça uma revisão da blindagem após a compra para ver se tudo está em ordem.”

    Acho que o autor quis dizer “antes da compra”, não é?

  • Ricardo Blume

    E a tendência é ficar cada vez pior.

  • Ricardo Blume

    Triste realidade. Me envergonha morar em um país que é líder em venda de blindados. Somos um país onde a grande maioria é do bem, trabalha e paga suas contas. Não merecemos esta realidade por culpa da incompetência de poucos.

  • RIP Brazil

    Isso, confiem em qualquer SER GLASS…
    kkk

  • Mauro Banqueiro

    Ta se mal

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email