Top 10: Carros com teto solar até 40 mil reais (2022)

hyundai i30 teto solar

O teto solar é um item bem apreciado em um carro, mesmo que a alta incidência de sol no Brasil o torne quase dispensável para muita gente. Ainda assim, na hora da venda é um dispositivo que valoriza o automóvel.


Cara na aquisição, a abertura superior acaba tendo seu custo diluído na revenda do veículo. O custo varia de R$ 5.000 a R$ 10.000, dependendo da marca, modelo e proposta do carro, mas no mercado de usados quase tudo é possível, até mesmo ter um carro com teto solar pagando até R$ 40.000 por ele.

(Entre carros novos, o dispositivo pode ser encontrado em carros acima de R$ 97.000, inclusive em compactos.)

Entretanto, até R$ 40.000, isto seria como um sonho para muita gente. Ao invés de adquirir um carro popular seminovo por esse valor, que tal um usado com teto solar elétrico e outros itens de luxo? A alternativa pode parecer arriscada para muita gente, mas tem suas vantagens.

Nesta lista Top 10, temos modelos de alguns segmentos e que dispõem do teto solar elétrico. Entre eles, existem até aqueles que possuem teto solar panorâmico, ampliando ainda mais a iluminação natural no habitáculo e a entrada de vento.

Confira abaixo nosso Top 10 de carros com teto solar até 40 mil reais (veja também Top 5: Carros zero até 50 mil (2022)), com o valor da tabela Fipe como referência e imagens meramente ilustrativas.

Veja aqui: Top 10: SUVs até R$ 80 mil (2022)

Veja aqui o Top 10 até R$ 60 mil

Confira as mais de 150 listas Top 10 que temos no nosso site!

Veja aqui os carros com os piores nomes

Veja aqui os carros que são micos desejáveis

1) Nissan Tiida SL 1.8 2012 – R$ 35,2 mil

nissan tiida 11

O Nissan Tiida SL 1.8 2012 era a versão mais completa do hatch compacto “grande” que a marca japonesa importava ao mercado brasileiro. Pode-se adquirir um modelo desse com teto solar elétrico por pouco mais de R$ 35 mil, o que é um valor bem em conta, considerando-se o carro.

Com 4.295 mm de comprimento, 1.695 mm de largura, 1.545 mm de altura e 2.600 mm de entre eixos, o Nissan Tiida SL 1.8 2012  tem tamanho de hatch médio, mas sua plataforma é de compacto. Tanto que sua versão sedã foi substituída pelo Versa.

Ainda assim, oferece um bom espaço interno com bancos bem envolventes, especialmente atrás. Fora isso, a altura interna é boa, mas o porta-malas abriga apenas 289 litros.

Equipado com o motor MR18DE, o Nissan Tiida SL 1.8 2012  entrega 125 cavalos com gasolina e 126 cavalos no etanol, ambos a 5.200 rpm, sendo uma exceção à regra de paridade de potência da marca.

O torque era de 17,5 kgfm a 4.800 rpm, independente do combustível. Com câmbio manual de seis marchas, precisa de 9,6 segundos até 100 km/h e a final é de 195 km/h. Os consumos eram de 7,0/8,7 km/l no etanol e 10,5/12,9 km/l na gasolina, respectivamente cidade/estrada.

2) Lifan X60 VIP 2014 – R$ 39,6 mil

lifan

Lifan X60 é um SUV compacto chinês, montado no Uruguai, que quando novo custa em torno de R$ 70 mil, mas nesse caso, o preço encontrado no mercado pode ficar abaixo de R$ 40 mil, mesmo na versão VIP, a mais completa.

Tem motor 1.8 de 128 cavalos e 16,8 kgfm, bem como câmbio manual de cinco marchas, por este preço.

Com freios ABS e EDB, o Lifan X60 VIP tem, além do teto solar elétrico, bancos em couro, direção hidráulica, ar-condicionado, trio elétrico, rodas de liga leve aro 16 polegadas, multimídia com câmera de ré, sensor de estacionamento, faróis de neblina, DVD player, USB, Bluetooth, GPS, banco traseiro bipartido, volante em couro multifuncional, ajuste elétrico dos faróis, entre outros.

O SUV chinês mede 4.325 mm de comprimento, 1.790 mm de largura, 1.690 mm de altura e 2.600 mm de entre eixos. O porta-malas do Lifan X60 VIP tem 405 litros e o tanque, outros 55 litros.

Com a mecânica oferecida, o modelo vai de 0 a 100 km/h em 11,2 segundos e tem máxima de 170 km/h. Faz 8,7 km/l na cidade e 11,3 km/l na estrada.

3) Fiat 500 Prima Edizione 1.4 16V 2012 – R$ 39,8 mil

fiat 500 prima edizione

Pouca gente deve se lembrar dele, mas existiu. O Fiat 500 Prima Edizione 1.4 16V 2012 pode ser encontrado por R$ 39,8 mil e vem com teto solar elétrico Skywind. Na época, custava R$ 50.450 e somente 500 foram vendidos no Brasil.

O principal diferencial dessa versão, que acabava de chegar do México, era o visual personalizado e bem emocional.

Com faixas laterais pretas, o Fiat 500 Prima Edizione 1.4 16V 2012 ainda tinha para-choques esportivos, faróis de neblina, rodas de liga leve aro 16 polegadas diamantadas e bem esportivas, calçadas com pneus 195/45 R16. O spoiler no teto também era em preto brilhante, enquanto os freios a disco nas quatro rodas tinham pinças vermelhas.

Por dentro, o painel vinha na cor da carroceria: cinza, vermelha ou branca. Tinha volante multifuncional, alavanca de câmbio esportiva, logotipia exclusiva no painel e nos bancos em couro de dois tons, tendo ainda ar-condicionado automático e sistema de áudio com Blue&Me.

O motor era o Fire MultiAir 1.4 16V com 105 cavalos a 6.250 rpm e 13,6 kgfm a 3.850 rpm. Seu 0 a 100 km/h era de 10,2 segundos com final de 183 km/h. Fazia 10,2/12,5 km/l, respectivamente, na cidade/estrada com gasolina.

4) Peugeot 408 Feline 2.0 2012 – R$ 40,5 mil

Peugeot 408 Latam 2011–15

Por R$ 40.521, é possível comprar um “salão móvel”. O Peugeot 408 Feline 2.0 2012 não era a versão mais completa do sedã médio da marca francesa, mas é um carro com muito espaço interno e porta-malas generoso com 526 litros.

Medindo 4.690 mm de comprimento, 1.815 mm de largura, 1.519 mm de altura e 2.710 mm de entre eixos, ele é feito sobre a base PF2, apelidada de “mutante” dentro da empresa.

Seu motor EW10 2.0 16V Flex entregava 143 cavalos na gasolina e 151 cavalos no etanol, ambos a 6.000 rpm, tendo ainda bons torques de 20/22 kgfm a 4.000 rpm, respectivamente. O lado ruim era o câmbio automático AL4 com apenas quatro marchas, que limitava a performance. Falando nela: 0 a 100 km/h em 11,9 segundos e máxima de 208 km/h.

O consumo nunca foi seu forte: 6,1/7,6 km/l no etanol e 7,9/11,6 km/l na gasolina, respectivamente cidade/estrada. Apesar disso, era bem completo.

Tinha airbag duplo, airbags laterais, teto solar elétrico, ar-condicionado dual zone, CD player e USB, Bluetooth, volante com hastes satélites na coluna de direção para mídia/telefonia e piloto automático com limitador. O cluster de fundo branco chama atenção.

5) Nissan Sentra SL 2.0 CVT 2012 – R$ 40,7 mil

nissan sentra 2012 7

Geração anterior à última vendida por aqui, o Nissan Sentra SL 2.0 CVT 2012 tem oferta de R$ 40.730. O sedã que não tinha cara de “tiozão” como o modelo visto hoje em dia, com 4.567 mm de comprimento, 1.790 mm de largura, 1.512 mm de altura e 2.685 mm de entre eixos, oferecendo 442 litros no porta-malas, além de bom espaço interno.

Bem funcional, o Nissan Sentra SL 2.0 CVT 2013 era a versão mais completa e isso significava ar-condicionado automático, direção elétrica, trio elétrico, bancos em couro, volante com comandos de mídia e telefonia, piloto automático, sistema de som com CD player, computador de bordo, entre outros.

Chamava atenção por sua alavanca de transmissão CVT XTronic posicionada junto ao painel, como numa minivan ou SUV familiar.

Equipado com motor MR20DE aspirado e flex, o Nissan Sentra SL 2.0 CVT 2012 também era destaque por manter a mesma potência e torque para ambos os combustíveis, entregando assim 143 cavalos a 5.200 rpm e 20,3 kgfm a 4.800 rpm.

A caixa CVT permitia ao Nissan Sentra SL 2.0 ir de 0 a 100 km/h em 10,3 segundos e com final de 190 km/h, mas mesmo com a característica de linearidade e economia do câmbio de polias e correias de aço, o sedã fazia com etanol somente 6 km/l na cidade e 8,1 km/l na estrada. Com gasolina, 9 km/l e 11,7 km/l, respectivamente.

6) Hyundai i30 2.0 AT 2010 – R$ 41 mil

Hyundai i30 Worldwide FD 2007–10

O hatch médio vendido pela CAOA no Brasil, chegava da Coreia do Sul com motor potente e equipamento razoável. Podendo ser encontrado por R$ 41.080, o Hyundai i30 2010 tinha motor 2.0 a gasolina de 145 cavalos a 6.000 rpm e 19 kgfm a 4.600 rpm, contando com câmbio automático de quatro marchas.

Dessa forma, o Hyundai i30 2010 acelerava até 100 km/h em 10,6 segundos e tinha velocidade final de 195 km/h. Na cidade, o hatch médio fazia 8,9 km/l, enquanto na estrada obtinha 10,1 km/l.

Ele tinha 4,245 m de comprimento, 1,775 m de largura, 1,480 m de altura e 2,650 m de entre eixos. O porta-malas tinha 340 litros, enquanto o tanque oferecia 53 litros.

Vinha com airbag duplo, airbags laterais, CD player, ar-condicionado, direção elétrica, trio elétrico, freios ABS, piloto automático, alarme, bancos em couro, teto solar elétrico e faróis de neblina.

7) Hyundai i30 CW 2011 – R$ 41,1 mil

hyundai i30 cw 1

Se o i30 chamava atenção dos jovens por seu estilo e proposta, a perua Hyundai i30 CW 2011 não era diferente. Podendo ser adquirida hoje por pouco mais de R$ 41 mil no mercado de usados, a familiar da marca sul-coreana era tão jovem quanto o hatch e é hoje uma das raras peruas recentes que podemos comprar no Brasil.

Além do teto solar elétrico para diversão em família, a Hyundai i30 CW 2012 tinha bancos em couro, sistema de som com Bluetooth e CD Player, ar-condicionado automático, volante multifuncional, direção assistida, retrovisores com repetidores de direção, rodas de liga leve, faróis de neblina, sensor de estacionamento, retrovisor interno eletrocrômico, airbag duplo, airbags laterais, piloto automático, entre outros.

Seu bagageiro tem 415 litros, além de 53 litros no tanque. Medindo 4.475 mm de comprimento, 1.775 mm de largura, 1.565 mm de altura e 2.700 mm de entre eixos, a Hyundai i30 CW 2012 surgiu com mais espaço interno que o hatch, justamente para oferecer mais conforto aos ocupantes.

A mecânica é a mesma deste último, fazendo de 0 a 100 km/h em 12 segundos, com a mesma final. O consumo era de 8,8/12,5 km/l, respectivamente cidade/estrada.

8) Ford Focus Titanium 2.0 2012 – R$ 41,2 mil

Focus1

Por bem menos que alguns concorrentes, é possível adquirir um Ford Focus Titanium 2.0 2012.

Veja aqui: Opinião de dono sobre Focus Titanium 2014

O modelo ainda é o da segunda geração, que assim com a primeira e a posterior, era feita na Argentina. O hatch médio em sua versão mais cara vinha com teto solar elétrico e, na oferta encontrada na internet, tinha valor bem abaixo da Fipe.

Com visual sóbrio, sem grande apelo esportivo ou luxuoso, o Ford Focus Titanium 2.0 2012 vinha com o motor Duratec 2.0 Flex, que entregava 143 cavalos na gasolina e 148 cavalos no etanol, ambos a 6.250 rpm.

Os torques eram de 18,8 e 19,5 kgfm, obtidos em elevados 5.250 rpm. A transmissão, nesse caso da oferta, é automático. Completo, tinha ar-condicionado, direção eletro-hidráulica, bancos em couro, rodas de liga leve aro 16, entre outros.

Medindo 4,351 m de comprimento, 1,840 m de largura, 1,497 m de altura e 2,640 m de entre eixos, o Ford Focus Titanium 2.0 2012, com caixa manual, vai de 0 a 100 km/h em 10,4 segundos e com velocidade máxima final de 205 km/h. No etanol, ele fazia 6,4 e 8,1 km/l, respectivamente cidade e estrada. No derivado de petróleo, ele entregava 9,2 e 11,7 km/l, na mesma ordem.

9) Renault Fluence Privilége 2.0 2012 – R$ 41,9 mil

Renault Fluence 2009–12 1

O sedã médio da marca francesa também é uma boa opção entre os 10 carros com teto solar até R$ 40 mil. O modelo sucedeu o famoso Megane e foi a última proposta deste segmento para a empresa no Brasil, já que o futuro, pelo menos na região, é ter o SUV-cupê Arkana como seu sucessor.

Nesta versão topo de linha, o Renault Fluence Privilége 2.0 2012 tinha não só teto solar elétrico, mas também vinha com detalhes interessantes, como a chave eletrônica em forma de cartão, herdada do Megane.

Tinha ainda quatro airbags, controle de tração, controle de estabilidade, assistente de partida em rampa, rodas de liga leve aro 17 polegadas, bancos em couro, multimídia com GPS e câmera de ré, faróis de neblina, sensor de estacionamento, entre outros.

Com motor M4R, o Renault Fluence Privilége 2.0 2012 entregava 140 cavalos na gasolina e 143 cavalos no etanol, ambos a 6.000 rpm. Os torques eram de 19,9/20,3 kgfm a 3.750 rpm, tendo transmissão CVT com seis posições virtuais de marcha.

Oferecendo amplo espaço e 530 litros no porta-malas, o francês ia de 0 a 100 km/h em 9,9 segundos e tinha máxima de 195 km/h.

10) Fiat Bravo Sporting 1.8 2013 – R$ 42,4 mil

fiat bravo sporting

O Fiat Bravo já se despediu, inclusive na Itália, sendo o último modelo médio da marca italiana no Ocidente. O hatch, nesse caso, vem com teto solar Skywind, que faz o vidro semi-panorâmico deslizar sobre a carroceria e não dentro dela.

O E.torQ 1.8 entrega 130 cavalos na gasolina e 132 cavalos no etanol, tendo 18,4/18,9 kgfm e transmissão manual de cinco marchas. Com isso, ele vai de 0 a 100 km/h em 9,9 segundos com final de 193 km/h.

No consumo, o Fiat Bravo Sporting 1.8 faz 6,5 km/l na cidade e 7,6 km/l na estrada, com etanol. Na gasolina, os números são de 9,1/10,8 km/l, respectivamente.

Além do teto solar, o Fiat Bravo Sporting 1.8 vinha com sistema de entretenimento Blue&Me, ar-condicionado com saída no banco traseiro, bancos personalizados, direção elétrica com modo City, vidros elétricos, travamento central elétrico, retrovisores externos com ajustes elétricos, retrovisor interno eletrocrômico, sensor de estacionamento, faróis de neblina, rodas de liga leve, alarme, rebatimento elétrico dos retrovisores externos, entre outros.

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.