*Destaque Combustíveis Listas Top 10

Top 10: melhores carros para instalar GNV

renault duster 2016 - Top 10: melhores carros para instalar GNV

Sobretudo pelas altas constantes nos preços dos combustíveis nos últimos anos, o GNV tem sido um dos queridinhos dos proprietários de carros de passeio no Brasil. A sigla é referente a Gás Natural Veicular, um combustível em forma gasosa constituído por hidrocarbonetos. Ele oferece como principal benefício uma economia de cerca de 50% em comparação à gasolina e de até 60% (em média) em relação ao etanol.


Além disso, o GNV é um combustível mais “amigo do meio ambiente” que a gasolina e o etanol. Ele emite 20% menos de dióxido de carbono (CO2) que a gasolina e 15% menos que o etanol.

gol 2013 com gnv 5 - Top 10: melhores carros para instalar GNV


Porém, esta bela economia de combustível e a menor emissão de poluentes acaba gerando um certo “prejuízo” em outros pontos. Entre eles, a perda de potência do motor em cerca de 3%, a perda de espaço para bagagem no porta-malas devido à instalação do cilindro (alguns veículos aceitam a instalação do kit na parte externa, como o Chevrolet Spin e o Renault Duster) e também a perda de garantia no motor caso o seu carro seja novo e conte com a cobertura do fabricante.

Tendo em mente esses pontos, selecionamos os 10 melhores carros para receber GNV no Brasil. Priorizamos modelos que tenham motores com boa potência e/ou torque, amplo porta-malas e preço de até R$ 70 mil. Confira:

1) Toyota Etios Sedan 1.5 – R$ 52.190

Toyota Etios 2018 11 - Top 10: melhores carros para instalar GNV

O Toyota Etios Sedan é um dos sedãs compactos com maior porta-malas do Brasil, perdendo para o Chevrolet Cobalt por apenas um litro. O compartimento de bagagens do modelo tem capacidade para levar até 562 litros.

Na motorização, o Etios Sedan oferece um 1.5 litro flex em todas as versões. Ele entrega 107 cavalos de potência e 14,7 kgfm de torque, com uma transmissão manual de seis marchas ou automática de quatro velocidades. É possível adquirir o sedã compacto da Toyota por a partir de R$ 52.190.

2) Volkswagen Voyage 1.6 – R$ 54.690

novo voyage 2017 NA 28 - Top 10: melhores carros para instalar GNV

Embora o propulsor do Voyage não seja um dos mais potentes desta lista, o modelo tem um bom porta-malas, superando inclusive o da irmã SpaceFox. O sedã compacto da Voyage oferece 480 litros no compartimento de bagagens.

O preço inicial do Voyage é de R$ 54.690 quando equipado com o motor 1.6 litro, entregando um custo benefício não tão bom assim. Este propulsor consegue entregar até 104 cavalos de potência e 15,6 kgfm de torque, combinado a um câmbio manual ou automatizado i-Motion, os dois de cinco velocidades.

3) Renault Logan 1.6 – R$ 55.250

renault logan 1.6 sce 2 - Top 10: melhores carros para instalar GNV

Outro sedã de porte compacto que esbanja um porta-malas amplo é o Renault Logan. Ele também conta com um motor 1.6 litro flex com boa potência para não gerar perda na instalação de GNV. É possível adquirir o Logan com motor 1.6 litro por a partir de R$ 55.250.

O motor usado no Logan consegue desenvolver 118 cavalos de potência e 15,9 kgfm de torque, com câmbio manual ou automatizado Easy’R, ambos de cinco velocidades. Já o porta-malas consegue comportar até 510 litros.

4) Hyundai HB20S 1.6 – R$ 57.265

novo hb20s 2016 15 - Top 10: melhores carros para instalar GNV

Versão sedã de um dos carros mais vendidos no mercado brasileiro, o Hyundai HB20S não tem um dos maiores porta-malas da categoria. São “apenas” 450 litros, mas o suficiente para instalar o cilindro de gás e ainda assim reservar um certo espaço para bagagens. O modelo tem preços que partem de R$ 57.265 nas versões com motor 1.6.

O HB20S usa um motor 1.6 litro flex de 128 cavalos e 16,5 kgfm, com transmissão manual ou automática, ambas de seis velocidades.

5) Fiat Grand Siena 1.6 – R$ 58.690

fiat grand siena 2017 1 - Top 10: melhores carros para instalar GNV

O Grand Siena também aparece nesta lista em sua versão com motor 1.6 litro. O curioso é que até pouco tempo atrás o sedã da Fiat era oferecido em uma configuração batizada de Tetrafuel, dotada de um motor 1.4 litro, que podia ser alimentado com etanol, gasolina brasileira (que ostenta 27% de álcool), gasolina pura (oferecida em outros países da América Latina e Europa) e gás natural veicular (GNV).

O motor 1.6 litro flex do Fiat Grand Siena rende até 117 cavalos e 16,8 kgfm, com um câmbio manual ou automatizado Dualogic Plus, ambos de seis velocidades. O porta-malas do carro tem capacidade para bons 520 litros. Quanto ao preço, o Fiat Grand Siena 1.6 parte de R$ 58.690.

6) Honda Fit 1.5 – R$ 58.700

honda fit 2018 NA 48 - Top 10: melhores carros para instalar GNV

É verdade que o Honda Fit não tem um porta-malas enorme como o do seu irmão City. No entanto, como você deve ter percebido, esta lista está repleta de sedãs. E embora os hatches tenham porta-malas de tamanho reduzido, resolvemos colocar um representante da categoria neste top 10 para atender quem busca este tipo de carro. E o Fit é o que melhor se encaixa neste quesito, já que oferece uma boa modularidade interna devido à configuração dos bancos.

Assim como o City, o Honda Fit é equipado com um motor 1.5 litro flex de 116 cavalos de potência e 15,3 kgfm de torque máximos em todas as versões. A transmissão é uma manual de cinco marchas ou automática do tipo CVT (continuamente variável). Este modelo possui um porta-malas com capacidade para 363 litros, o maior entre os hatches – embora o Fit também seja considerado um monovolume. Ele parte de R$ 58,7 mil.

7) Honda City 1.5 – R$ 60.900

honda city brasil - Top 10: melhores carros para instalar GNV

Seguindo a mesma linha do Honda Fit, o Honda City é equipado com um motor 1.5 flex de até 116 cavalos e 15,3 kgfm de torque, com um câmbio manual de cinco velocidades ou automática do tipo CVT (continuamente variável).

O City tem um porta-malas capaz de levar até 536 litros. Já o preço inicial do carro é de R$ 60,9 mil.

8) Chevrolet Spin 1.8 – R$ 61.990

chevrolet spin eco 2017 1 - Top 10: melhores carros para instalar GNV

O Chevrolet Spin tem o maior porta-malas entre os modelos compactos no mercado brasileiro. A capacidade do compartimento de bagagens da minivan é de elevados 710 litros. Por outro lado, o motor não é tão potente assim, com cavalaria equivalente a de um 1.6 litro.

O motor 1.8 litro flex do Chevrolet Spin tem capacidade para entregar 111 cavalos e 17,7 kgfm, com uma transmissão manual ou automática, ambas de seis marchas. A minivan parte de R$ 61.990.

9) Chevrolet Cobalt 1.8 – R$ 66.590

chevrolet cobalt 2017 4 1 - Top 10: melhores carros para instalar GNV

A exemplo do Spin, o Chevrolet Cobalt também não é umas das referências em potência na categoria. Porém, se destaca bastante quando o assunto é porta-malas. O compartimento de bagagens do sedã tem capacidade para nada mais, nada menos que 563 litros, se posicionando como o maior da categoria. Além disso, há um amplo espaço para os ocupantes.

A versão mais em conta do Chevrolet Cobalt parte de elevados R$ 66.590 e oferece um motor 1.8 litro 8V flex de quatro cilindros. Este propulsor rende até 111 cavalos de potência e 17,7 kgfm de torque e trabalha juntamente com um câmbio manual ou automático, ambos de seis velocidades.

10) Renault Duster 1.6 – R$ 69.990

Renault Duster 1.6 Xtronic CVT 1 - Top 10: melhores carros para instalar GNV

O segmento de crossovers compactos é um tanto quanto escasso quando o assunto são modelos por até R$ 70 mil. Uma das opções é o Renault Duster, que inclusive se posiciona como o carro com projeto mais antigo da categoria. O preço inicial do crossover com motor 1.6 é de R$ 69.990 – ou seja, praticamente no limite do valor idealizado para este ranking.

O Duster conta com porta-malas capaz de levar até 475 litros de bagagem, que não é afetado com o uso do kit de GNV, já que ele é instalado na parte externa do carro. Já o motor é um 1.6 litro flex de quatro cilindros, que pode entregar potência máxima de 120 cavalos e torque máximo de 16,5 kgfm, atrelado a um câmbio manual de cinco velocidades ou automático do tipo CVT (continuamente variável).

5.0
COMPARTILHAR:
  • Rodrigo Martins

    esqueceram do Nissan Versa.

  • Alvarenga

    Tô fora ! Acrescenta um peso danado, abastecer é um porre, piora o desempenho e aumenta o risco ( alguem ja fez crash tests com um veiculo modificado pra GNV ) ????

    • Pedro Henrique

      você pode dar um tiro no cilindro com um fuzil que não explode.

      • Leandro

        Nunca viu o video de um carro explodindo ao ser abastecido com gnv? Não tem uma fagulha. Mas a expansão do gás é devastadora. Foi num posto do rj

        • Pedro Henrique

          acidente acontece com qualquer combustível, vistoria anual e manutenção do gnv são exatamente pra prevenir qualquer problema em válvula/cilindro, mas, nada é 100%

          • Leandro

            Sério? Nunca vi um carro a gasolina, etanol ou diesel explodir ao serem abastecidos. Por que as montadoras não fazem carro a gnv?

            • Pedro Henrique

              elas fazem, não mais aqui, na europa tem sim, golf movido a CNG compressed natural gas

            • Lucas g.

              Tem o siena tambem que recebe o gnv de fabrica.

              • Edu

                Tinha até 2012, agora só usado.

            • CharlesAle

              Aliás um nicho que deveriam explorar, com esses aumentos exorbitantes da gasolina. Tudo que é de fábrica, original, é aceito sem problema nenhum. O ruim são adaptações..

              • TijucaBH

                o problema é que pra lançar um carro com GNV de fábrica, demanda muito investimento e tempo. Hoje uma montadora começa a fazer esse investimento e projeto pra lançar o carro daqui 2 anos por exemplo (tem que fazer muito teste pra homologação) sendo que daqui a 2 anos os Emirados Arabes podem ter duplicado a produção de petroleo, fazendo com que a gasolina caia pra 2,80, tornando inviável o uso o GNV. Agora com essa nova política de preços da Petrobrás, nao tem desculpa. O preço lá fora caiu, cai aqui também. O problema é que só tem subido… Daqui a pouco o Trump faz uma pressão pra cair!!! rsrs

            • Edson Fernandes

              Nunca viu? Nunca viu nenhum video de fumante ou rapaz usando celular em que ao colocar gasolina/alcool o posto simplesmente explodiu?

              O caso do GNV foi culpa do dono do carro. Ele precisava de manutenção nas linhas de bicos e local de colocação do item que adiciona gas. Como há muita pressão, essa vazou e gerou a explosão. Infelizmente mta gente tbm é negligente com o GNV.

              Por isso é melhor pagar caro e ter um bom do que ir em boca de porco.

              Outro ponto, muita gente qdo fala de ferrar com o GNV, retira um componente para sequer rodar na gasolina até o motor atingir a temperatura de trabalho…. isso DETONA com os componentes como velas e bobinas. (no futuro com esses itens ruins, o motor vai indo pro saco por sofrer as consequencias de uma queima ruim de um combustivel não liquido).

              • Leandro

                Aí a culpa foi do cigarro ou celular, não do carro! Já vi vários casos de gnv explodindo, tanto que a recomendação é sair do carro com gnv ao abastecer, já se perguntou o porque disso? Para salvar sua vida em caso de explosão!

                • Edson Fernandes

                  Independente do problema, é uma forma de acontecer isso tbm.

                  Se vc estiver com a manutenção totalmente negligenciada no seu carro a gasolina e a linha de combustivel estiver com vazamento, pode dar na mesma.

                  Só para te dar um exemplo: Quando tinha um Xsara, o regulador de combustivel deu problema.

                  Sabe onde caia combustivel? Acima da capa do motor. (que esquenta pra burro)

                  Eu obviamente deixei de usar o carro ao constatar o cheiro forte de gasolina. Mas pensou na possibilidade de ter um excesso de gasolina e aquilo pegar fogo? Pois é… se eu fosse negligente, a possibilidade seria grande.

        • CharlesAle

          Recebi o vídeo no zap. Impressionante a destruição! E um frentista se safou por muito pouco!

      • TijucaBH

        tiro de fuzil explode sim!!! Tiro de 38 realmente nao explode.

        • Pedro Henrique

          não explode, a menos que seja incendiaria ou tracejante.

    • sigma7777777

      Sobre os primeiros aspectos aí, eu dirji com tranquilidade e para mim não teria problemas quanto a isso, mas no trânsito percebo claramente como o brasileiro é apressado, às vezes para ganhar meros 5 segundos faz manobras arriscadas. O que me incomoda é a perda de porta-malas e inclusive não poder mais rebater os bancos.

  • Lucas Fernando

    O Siena tetrafuel funciona muito bem, se eu usasse muito o carro, eu provavelmente teria um.

    • Reinaldo

      Acho que não fabricam o Tetra fuel mais…

      • Marcelo Amorim

        Último a sair foi modelo 2016.

        • Fernando Marques

          Tenho um Tetrafuel 2014 com 250 mil km rodados e por hora só alegria. Muito econômico, mas muito fraco pelo motor ser 1.4. Na estrada faz absurdos 18 km por m3. Rende 210 km com 13 m3.
          Na cidade com o ar ligado 115 km e 125 sem ligar o ar.
          Bom projeto. Espero ter um equivalente no Cronos.
          Esse carro é táxi.

          • Edson Fernandes

            Eu nunca entendi sinceramente porque a Fiat não colocou o motor 1.8 GM ou então quando veio o motor Etorq 1.6 não substituiu. Eu já andei em taxi assim e ele é bem fraco! Me lembro do taxista desligando o ar condicionado para subir aclive acentuado! Foi bizarro!

            • Fernando Marques

              Realmente em alguns momentos é preciso desligar o Ar pra subir algumas ladeiras. O carro baixa muito a potencia, precisando desligar o ar eventualmente, apesar do bom escalonamento de marchas. Mas como uso o carro diariamente e rodo 200 km por dia, ele atende muito bem. Mesmo sendo o 1.4. Muito robusto.
              No meu ponto de taxi tem dois Voyages convertidos e ambos tiveram seus motores trocados com 350 mil km. Mas adianto que não foi por conta do gás somente, pois além dos Voyages 1.6, tem outros 3 VW com o mesmo motor e já estão mostrando cansaço e falhas graves. O principal deles é a perda de compressão do cabeçote, principal problema.
              Um motor totalmente novo foi comprado em duas ocasiões, em concessionária, uma vez por 3.800 e outra por 4.100, com 1500 reais de mão de obra pra troca.
              Já os Fiats, Honda e Nissam que temos lá nunca deram esse tipo de problema a ponto de trocar o motor.
              Espero eu não ser o primeiro!

  • Ricardo Sarti Elias

    Essa matéria é uma piada!
    Só levaram em conta o tamanho do porta-malas, se quer passaram perto de pesquisar e informar sobre a eficiência do propulsor com o novo combustível.
    Essa informação sobre a “perda de potência do motor em cerca de 3%” é puro marketing das empresas convertedoras. Quem já teve ou dirigiu carros adaptados ao GNV, mesmo com kits das ultimas gerações, sabe bem que não é só isso que se perde. Nem mesmo o Siena Tetrafuel tinha somente 3% de perda de potência, a jogada da Fiat era mudar o combustível sob a necessidade de mais potência.

    • Gio

      Também acho que poderiam ter considerado outras questões na hora de listar os melhores carros para o GNV, inclusive a facilidade de instalação, a adaptabilidade do kit ao veículo (instaladores geralmente dizem que alguns motores se “adaptam” melhor ao kit que outros) e até a aceitação do carro com GNV no mercado de usados posteriormente (alguns veículos encalham na revenda se tiverem GNV).

      Em relação a perda de potência, realmente parece ser maior que 3%. O Siena Tetrafuel não tinha o kit dos mais modernos, mas os números divulgados pela FIAT eram os seguintes: Com o motor 1.4 Fire Evo, desenvolve 85 cv com gasolina, 88 cv com etanol e 75 cv com GNV, todos no regime de 5.750 rpm. O torque é de 12,4, 12,5 e 10,7 kgfm.

      • Retrato do Papai

        75cv e 10,7kgfm, ou seja virou um 1.0… Que desgraça

        • Edson Fernandes

          Todos tem perda. Na epoca, ele era elogiado porque ofuncoinamento do carro era normal.

          Porém, é isso mesmo… ficava bem fraco.

  • Ricardo

    Só se paga para quem usa muito.

  • sigma7777777

    Dúvida: por que não há lançamentos de veículos GNV de fábrica? Certa vez li que a Volkswagen estava desenvolvendo um Golf GNV.

    • Edu

      Tem o Golf TGI (gás natural) mas não aqui.

  • Leandro

    Verdade. Se fossem só 3% seria imperceptível, e na prática dá pra sentir muito quando o carro está no gnv . Fora que não mencionaram a questão da manutenção, por ser um combustível seco, é necessário alternar com combustível líquido para não danificar peças. Como quase ninguém faz isso, comprar carro com gnv usado é sinônimo de dor de cabeça.

    • Daniel

      esses 3% é papo de vendedor de kit GNV.
      Já ficou comprovado que esse negocio é encrenca. Até a Fiat desistiu do Tetrafuel (que custava R$ 10mil a mais que a versão 1.4 flex).
      Nos kits mais “modernos” a falta de potencia não aparece tanto pq, se vc pisar bem, o sistema passa para a gasolina/etanol.
      Na pratica, tem que rodar uns 60-70mil km para o kit “se pagar”, que é mais ou menos a média de tempo que o pessoal fica com um carro.
      Agora, os fatores subjetivos (estorvo no portamalas, dinamica piorada – e consequentemente segurança, motor falhando – tem que levar toda semana pra regular!hehehe) vão acompanhar o coitado do carro para o resto da vida.

      Mas dono de carro GNV adora dizer: “eu ‘ponho’ 20 ‘real’ de Gás e rodo o final de semana inteiro”… Ou ainda: “com 50 ‘real’ de GNV eu vou e ‘vorto’ do trabalho a semana toda”… (WHAAAAT?!?!?!?!?!?!?)

      Sim, só quem não sabe fazer contas vai de GNV.
      Com o valor de instalação de GNV (uns 4mil a 5 mil reais) vc compra uns mil litros de gasolina, que, dependendo do seu carro, dá pra rodar uns 10 a 15mil km, pra muita gente, isso é um ano inteiro!
      Como o GNV não é de graça, muitos fazem o “investimento” e levam anos pra recuperar o que gastaram.

      Dai vão dizer “mais tem desconto no IPVA”… tá, mas tem o gasto com a vistoria anual (sem contar a encheção de saco!), os gastos maiores com manutenção (velas, cabos de velas, filtros, etc que tem que ser trocado em intervalo menor)

      Eu rodo bastante, já fiz as contas diversas vezes… E, não fecha para o lado do GNV. Hj apelei pra motor turbo, meu proximo passo é hibrido ou eletrico… aquele que a conta fechar na epoca da proxima troca. (com o aumento da gasolina em meados do ano passado, a conta passou a fechar para o hibrido, mas tinha acabado de comprar um turbinho (downsizing) .

      • Leandro

        Perfeito.

      • Fernando Marques

        Cara, não concordo muito com seu ponto de vista. Mas alguns sim.
        O gás só vale pra quem toda mais de 100 km por dia. Menos que isso é rasgar dinheiro. Fora que tem os pontos corretos como dinâmica piorada (pelo peso extra e também suspensão enrijecida), mas não pela manutenção. Ela ocorre naturalmente como um carro sem o kit. Não vamos entrar no mérito de instalação mal feita pois já se tem o cerne do problema que é a instalação mal feita. Feita instalação corretamente, o motor funciona muito bem. A troca pro combustível líquido pra fins de lubrificação também já era. Não precisa. E eventualmente vai se rodar com o combustível líquido por falta de gás.
        Com a melhoria dos motores, o gnv pode entrar em desuso. Mas no caso do táxi, um turbo tem manutenção mais complexa e há poucos que dominam, além da falta de ofertas pra nós com essa motorização.
        Esperamos que o Virtus possa começar a deslanchar o motor turbo nos táxis.

        • Daniel

          Pra ficar no 0 a 0, teria que ser entre 130 e 150km/dia (claro que varia de carro pra carro, preço dos combustíveis, etc…)
          Pra mim, a dor de cabeça não vale a pena…

          Pra valer a pena vc tem que ficar mais tempo com o carro, que estará mais rodado, e consequentemente com manutenção mais frequente tbm….

          As vezes vale mais a pena buscar um modelo mais econômico e trocar com frequência maior pra não deixar a manutenção pesar.

          • Fernando Marques

            Concordo plenamente. Precisa rodar bem, pra compensar a conversão. Senão é um gasto extra sem retorno. Mas pra quem roda muito, vale a pena demais fazer esse tipo de ajuste.

      • CharlesAle

        Aqui no ABC, nem taxista usa mais isso. Vai no álcool baratinho e pronto..

        • Daniel

          E tem uma galera dos taxis partindo pra Hibridos. Já vi Prius e Fusion Hybrid.

          Sei que são promessas e nem sempre se concretizam… mas, se vier os eletricos prometidos pra esse ano, eu pego um (e-golf/leaf/bolt) com uma autonomia de 300km já me atendia pra ir e voltar de sao paulo todo dia (260km)

      • Basil Sandhurst

        Aplaudindo de pé o seu comentário… Perfeito! @danieleduardocaldeira:disqus
        Abs

      • Janduir

        Pra quem roda pouco realmente não compensa… mas no meu caso que não sou taxista, mas rodo 30.000km por anos e fico em média 4 anos com o carro compensa sim. 120.000km no meu Vectra Elite 2010 eu gastaria com gasolina hoje por volta de R$55.000,00 (gasolina hj 3,89 e fazendo 8,5km/l). Pra rodar 120,000km no gnv eu gasto R$25000,00 (consumo 11km/m e gnv a R$2,29). Economia de 30 conto. Quando vendo o kit eu reinstalo o kit. Acha que posso estar fazendo contas errada e tomando prejuízo? Já faço isso desde os anos 2000 e já passei por Corsa, Civic – Corolla – Astra e atualmente tenho um Vectra Elite 2010…

        • Daniel

          No seu caso essa diferença das autonomias tá muito grande, isso é uso cidade?

          Vc está no perfil que comentei acima para o Fernando Marques… (quem roda bastante e fica muito tempo com o carro), mas, a manutenção tbm é mais onerosa. Ou seja, vc economiza, mas tem mais dor de cabeça e parte da economia vai embora nas manutenções. Fora confiabilidade menor. Na hora de revender o carro tbm perde mais valor, mas, sendo um carro mais velho, a diferença não é tão grande.
          Prefiro trocar o carro ali por volta dos 60mil km (antes das manutenções de correia, amortecedores, pneus, etc)… essa grana da manutenção vai pra pagar a diferença pro 0km. É outro nivel de confiabilidade em relação a carros com km mais alta e tempo de uso. E, toda vez que vou trocando, vou agregando novas tecnologias e segurança.

          Eu rodo 30mil/ano (esse ano vai aumentar bastante, pra 45 ou 50mil) e não fecha a conta do GNV pra mim. Para hibrido já está fechando… mas, espero pelos eletricos que prometeram pra esse ano.

          • Janduir

            Normalmente no gnv o consumo é 30% a mais do que na gasolina. Essa média de 8,5km/l de gasolina e 11 no gnv é para o transito aqui do Abc Paulista. Já uso desde os anos 2000, nunca tive problemas de cabeçote, mas sempre procurei ter carros que se dão bem com o gnv. Sei que a Kombi antiga o cabeçote é sabidamente abreviado pelo uso do gnv. Mas linha chevrolet por exemplo, quando eles lançaram o Astra Multipower em 2005, eles confiaram tanto em seu cabeçote que não alteraram em nada, ao contrário da Fiat que reforçou o cabeçote do Siena tetrafuel. Revenda, eu sempre compro carros seminovos com no máximo 50.000km e quando vou revender o carro, removo o kit e nunca tive dificuldade pra revender (Vou no Anhembi em SP)… só saio do gnv para um elétrico…

      • Diego

        Pleno conhecimento, parabéns!

      • Pedro Henrique

        eu tbm ja fiz as contas e o GNV não fecha, ainda fica caro pro meu rodar, se eu rodasse mais, talvez…
        e na hora de trocar esse ano consumo foi um fator muito importante mas eu não tenho bala na agulha como provavelmente você tem pra cogitar um hibrido… fui de turbinho, que pra minha condição me satisfaz, pego rodovia, as vezes uma ultrapassagem, morrinho e a força do turbinho faz diferença nessas horas, no consumo ta me agradando também mas eu ainda sinto que falta um “Q” que provavelmente é um hibrido… se tivesse condição provavelmente escolheria um prius

      • sepchampions

        Se a conta não fecha pra vc é pq troca de carro rápido. Meu tio já economizou dinheiro de uns 3 motores novos. Em uns 2 anos vc paga o investimento no gás

        • Daniel

          Pois é, como rodo relativamente bastante, a cada 2-3 anos, no maximo, estou trocando de carro pra manter sempre nivel baixo de manutenção. Pra mim, sai mais em conta que colocar GNV e ter que ficar preso com o carro pra o kit compensar… dai o carro começa a chegar em km de manutenções mais caras e cada vez mais fico preso ao carro.
          Prefiro gastar grana de manutenção na troca de carro, pois “patrimonializo” o dinheiro…

      • Negociasom Instrumentos

        Aqui na família compramos em 2015 uma Palio Weekend ELX 1.4 2006 com 83.000km com GNV já instalado pelo valor de R$20.000 (na época vimos outra igual sem o sistema por 19.000). Hoje está com 122.400 km, claro, rodamos pouco com o carro aqui no Rio de Janeiro. Com um cilindro cheio (o que custa menos de R$50,00 por aqui) percorro no mínimo 200 km com ar ligado, em percurso misto cidade x estrada. Não temos condições de comprar um carro novo aqui. Manutenção sempre em mecânicos de confiança. Já fizemos sim algumas manutenções no sistema de GNV, como troca de simulador de sonda e alguns outros equipamentos nesse período, mas nada exorbitante. O carro nunca nos deixou na mão, e não temos a menor vontade de trocar de carro (que outra perua na mesma faixa de preço poderíamos ter?). Rumo aos 200.000km!!! O segredo está na manutenção preventiva.

        Mas o que quero dizer com isso é que na minha opinião, vale a pena ter carro com GNV desde que o kit já venha instalado no carro e seja de boa procedência. Não sei como funciona no caso do carro ser novo, aí a galera já comentou bastante aí embaixo.

        Peço desculpas se o texto ficou prolixo, mas pode ser legal pra quem quer pegar um usado.

      • Oswaldo Oliveira

        boas,

        pesquisei muito antes de instalar o GNV na minha sportage, paguei bem menos do que estes 4/5 K que vc fala, no local mais cara estava na faixa de 3.5 K um kit com 15 mt3, certamente perdi espaço no porta malas mas é um posta malas grande , e pelo meu carro ser um 2.0 não tem muita perda de potência, nunca desliguei o ar numa subida.

        concordo que quem roda 10 K ano, certamente não vale o investimento, mesmo que vá ficar com o carro por uns 5 ou 6 anos,

        existe o preconceito de por esse tipo de veículo, principalmente num pais que as pessoas costumam falar sem qualquer conhecimento do que está falando, e acredita nas realidades de outros.

        no Br não pode-se usar diesel em carro de passeio, coisas de um passado remoto, mas nada mudou,

        num pais que muita coisa que não faz sucesso no mundo todo, aqui passa a ser o must/top.

        o governo só quer tirar dinheiro de alguma forma do povo, e não dá incentivo real a um combustível renovável, pouco poluente, eficiente e barato.

  • Razzo

    Os melhores veículos para instalação do Kit GNV são aqueles que permitem a instalação do cilindro embaixo do veículo (e não no porta-malas).

    • cepereira2006

      A Montana dá para fazer isso. Já vi várias, o pessoal tira a estepe e põe na caçamba ou atrás do banco.

      • Razzo

        Atrás do banco já é mais arriscado.

  • Lord Saboteaur

    Melhor carro seminovo para instalar GNV: Hyundai Santa Fe 2012 3.5 V6 4×4 5 lugares.

    • Marcelo Duarte

      ahuahuhuahuhahauuhauh

  • Guilherme Paschoal Barbosa

    Quando comprei minha Ford Ranger XLS 2.5 flex 2013 ela contava com cobertura de fabrica para instalação do GNV além de um excelente “porta malas”. Considero o melhor carro para instalação do kit.

  • Marcelo

    Com o kit 5ª geração o motor trabalha em melhores condições pois neste kit há uma central que “clona” os parâmetros originais do funcionamento da injeção e não tem como deixar de rodar sem o combustível liquido pois só entrará o
    GNV na queima depois que o motor atingir a temperatura de trabalho pré determinado.Vale lembrar que a eficiência do uso deste combustível esta na instalação depende de uma convertedora competente com profissionais capacitados.

  • João Holmes

    Outro dia vi uma Duster com a suspensão traseira levantada uns 10 cm e um acabamento plástico inteiriço embaixo do parachoque traseiro. Na hora achei que seria um compartimento extra para o porta-mala, mas agora penso que seriam cilindros de gás. Alguém já viu algo parecido, não o cilindro embaixo do porta-mala, mas um acabamento para esconder os cilindros?

  • Lucas086

    Tenho um primo que pegou uma hilux 2013 gasolina, colocou gás, diz que não quer outro carro, agora andando parece uma pampa, fraca é ela kkkkk mas diz ele que ficou “economica”.

  • Basil Sandhurst

    Com todo o respeito aos comentários…
    Jamais um carro meu verá um bujão de GNV nem em fotografia. Se não for frotista ou Uber a curva de economia não compensa jamais a aporrinhação de instalar e arrastar aquela geladeira na mala do carro (seu flamante 1.6 fica igual a um 1.0).
    Abs

    • Janduir

      Nunca deve ter dirigido um carro com kit 5 geração bem instalado…

      • Basil Sandhurst

        Cara, sou um entusiasmado por carros. O comportamento do conjunto fica totalmente comprometido. Peso excessivo em cima de um eixo do carro, molas devem ser endurecidas e o motor trabalha em rotação acelerada para entregar no máximo 2/3 da potência original.
        Respeito sua opinião, mas não obrigado.

        • Janduir

          Pra quem roda pouco ou troca de carro rápído concordo que não compensa. Mas imagine um motorista de taxi que rode 350.000km até trocar de carro (km normal aqui em SP). Prefere gastar num Corolla AT com consumo de 8.5km/l gasolina a R$3,89 a quantia de R$160.176,00 ou pra rodar a mesma km fazendo 11km/m R$72863,00 (gnv a 2,29). Diferença de quase 90 conto. Ainda assim iria preferir rodar essa km na gasolina? E perder 2/3 da potência? No máximo um kit bem instalado se perde de 10 a 18%, e ainda se pode configurar o kit pra em altas acelerações ele injetar gasolina (ai elimina a suposta falta de potência)…

          • Basil Sandhurst

            Cara, novamente vc está chovendo no molhado. No meu comentário eu inicio ” Se não for frotista ou Uber a curva de economia não compensa”.
            Só vale a pena nesse caso, ao contrário não.
            Estamos vendo o mesmo assunto de ponto de vista oposto.
            Abs

  • Rômulo Júnior

    Sou taxistas, já tive um Ford focus 2012 2.0 a gás, ficou bastante econômico más compensava na manutenção, o motor trabalha muito quente e seco, o óleo baixa mais rápido, a água do radiador baixa mais rápido, junta do cabeçote ou cabeçote tem problemas mais rápido, inclusive meu carro teve problemas no cabeçote, o peso gastava muito os pneus traseiros e por ter suspensão multlink o focus sofria pq gastava bastante a parte interna dos pneus,sem contar q é uma manutenção a mais com uso do gás.
    Resumindo hoje ñ uso mais gás, troquei por um carro mais eficiente.

    • Janduir

      Água do radiador baixa mais rápido ou não se usava aditivo? Recomendo assistir aos vídeos no youtube da Lael Centro Automotivo e veja como deve ser uma boa instalação e ele mostra também as más instalações…

      • Rômulo Júnior

        Sempre uso água destilada de radiador com aditivo, nas especificações de quantidade de água e aditivo correto.

        • Janduir

          Sim, mas como some água? O que tem a ver o gnv? Talvez algum vazamento em alguma mangueira. Atualmente minha esposa tem uma Ecosport 2010 AT com gnv 5 geração (está com 83.000km e usa gnv desde os 15.000km), e tenho um Astra Elite 2010 também com gnv e não temos nenhum problema… Desde os anos 2000, já rodei quase 500.000km com gnv em 5 carros e nunca tive problemas de cabeçote, etc. Somente o desgaste de pneus…

          • Rômulo Júnior

            Tem a ver q o motor esquenta mais principalmente em trânsito, meu focus era táxi rodava muito, oq sua esposa rodou desde de 2010 com a ecosport eu rodo em menos de um ano,não tem como comparar um carro q roda muito todo dia com carro de passeio,em toda oficina e até mesmo os colegas do ponto era unânimes, baixa óleo e água por conta do gás pois meu carro não apresentava nenhum tipo de vazamento, só deu uma melhorada considerável, quando meu mecânico aconselhou mudar o óleo 10w30 sintético indicado pela Ford para um 15w40 + um bardal.
            Sou de Pernambuco instalei na líder gás em Recife, a marca do gás não lembro pois já vendi o gás com a nota fiscal,era de segunda geração, eu sempre fazia a manutenção preventiva a cada 6 meses.
            Eu ñ pretendo ter gás novamente,

            • Janduir

              Amigo, se aqui na grande SP de 10 instaladores, 2 fazem o correto, imagina no resto do Brasil. Aqui taxista e motorista uber que usa gnv é mato (R$2,29 gnv contra 3,89 gasolina). Dos taxistas que conheço que reclama, todos mandaram num péssimo instalador, que infelizmente é maioria. Se tivesse ai no seu lugar, com certeza optaria por um carro 3 cilindros ou hibrido. Depois dê uma olhada no canal da Lael Centro Automotivo no youtube e veja como deveria ser uma instalação padrão… mas que infelizmente poucas convertedoras seguem no Brasil. Abs

              • Rômulo Júnior

                A instalação do gás foi de confiança, pois levei em outros profissionais e confirmaram a qualidade, carro hybrido kkkk Tá muitô caro um prius ou fusion, tô com um golf 1.0 tsi comfortline, consigo fazer na estrada até 19km/h,gás nunca mais

                • Pedro Henrique

                  e na cidade faz quanto? e com transito mais pesado faz quanto?

                  • Rômulo Júnior

                    No trânsito pesado mesmo eu consigo fazer até 12 km/l, vc consegui economizar bastante por conta das 6 marchas e do bom torque em baixa q não tem necessidade de esticar marchas.

                    • Pedro Henrique

                      nada mau

                • Fabricio

                  legal.. esse golf é manual?

                  • Rômulo Júnior

                    Sim,manual de 6 marchas, automático só a highline.

      • Rômulo Júnior

        E no focus não foi questão de má instalação, pois instalei o gás em uma oficina de confiança e credibilidade na região

        • Janduir

          Por curiosidade, qual marca e geração do kit usou? Foi em SP? Aqui na grande SP, de 10 instaladoras que conheço, apenas 2 trabalham corretamente, removendo coletor pra instalar os bicos. A maioria fura no local…

  • Diego

    Maior ilusão do mundo se chama instalar um KIT GNV esperando economia. O GNV é um combustível seco que não lubrifica as partes móveis do motor, por isso que apresenta desgaste severo, a temperatura de funcionamento do propulsor sempre estará bem acima quando comparado com Etanol ou Gasolina, não adianta ligar no Etanol, faça a seguinte pergunta, quando você está na estrada seu carro está consumindo GNV, não tem como aquele combustível líquido utilizado a 3 horas atrás ou mesmo a 10 minutos fazer efeito no tempo de utilização do Gás, essa coisa de que ligando no combustível líquido vai lubrificar é uma inverdade.

    Você tem que instalar o KIT, nesses carros citados tem que ser o de 5º geração, pelo menos 4 mil Reais, depois tem as revisões anuais ( tirando pelo RJ onde é cobrado 290 Reais ), manutenção que deve ser mais frequente, principalmente em relação ao KIT, mais um custo, desvalorização do veículo, ninguém instala um kit gnv para rodar 100 km por mês, são carros altamente rodados, peças de desgaste natural como amortecedores, embreagem e coxins nunca entram na conta da manutenção, simplesmente as pessoas que idolatram os semi-novos ignoram estes itens e não comentam, rodam com amortecedores vazando, coxim estourado….os tais corollas da vida, dai vem a desvalorização que muitos não contabilizam.

    Soma-se ao fato de a cada 5 anos ter que ser feito o reteste do cilindro e de que hoje o GNV está muito caro, tem locais que já cobram 2,99, grande economia…no final das contas você gasta mais do que se tivesse utilizando gasolina.

    • zekinha71

      Eu que o diga, tive uma Ranger que veio com GNV e toda a economia que fiz em 2 anos, foi pro brejo quando o cabeçote trincou, na época pra consertar custou 3.5k.

  • Marcondes Barroso de Oliveira

    Faltou o criterio principal, consumo! Quanto mais o carro consumir, maior a economia (em termos absolutos) de dinheiro, e como o preço de instalação é mais ou menos fixo… (as blazer vortec tão ai pra comprovar)

  • Edu

    No texto eu trocaria “mais amigo do meio ambiente” por “menos inimigo”.

  • Celso

    Tenho um Siena 1.8 GNV 2003. O que pega são as revisões anuais, um custo não desprezível, e pra passar nelas tem que poluir dentro dos limites e não é qualquer oficina que faz isso, são oficinas especializadas que não cobram nada barato. Gera economia se o carro for gastão e/ou você rodar bastante. Meu carro é 1.8, não sinto diferença no desempenho. Teoricamente, sem a injeção de combustível líquido, as válvulas de admissão trabalham em temperatura maior, o q não ocorre nos carros com injeção direta já preparados para essas temperaturas maiores.

  • carlos4carros

    Acho que vou precisar instalar GNV no meu Bugatti Chiron. O motorzinho 8.0 W16 de 1521 cv bebe muito.

  • Henrique12

    GNV é vida! Era critico dele, mas depois que instalei descobri a benção que é pra viagens longas, gasolina só na cidade.

  • Luis LC

    Pra levar GNV em que ser feio!!! É isso?

  • Fabricio

    A matéria deveria ser na minha opinião, sobre os carros que ficam bem com gnv.. que se adaptam bem, que não dão dor de cabeça.. Quais carros que quando adaptados pra gnv dão menos problemas… quais seriam os recomendados. Apenas espaço e potência/torque do motor não significa muita coisa.. Acho eu… Eu mesmo gostaria muito de saber quais os carros que ficam realmente bons no gnv.. que não incomodam.. etc…

    • sepchampions

      Os carros da GM são os melhores pra gás. Cobalt, clássic, corsa, prisma.

  • Diversão com a Raquel Quel Ven

    A culopa de usarmos gnv e do governo maldito e miserável que cobra impostos altos nos preços dos combustíveis aqui nesse país. Lá fora o combustível e acessível a todos, aqui os brasileiros se defendem como podem.

  • Miguel Silva

    GNV é uma bomba ambulante. De vez em quando explode um. ainda mais que pessoalquer economizar e coloca kits baratinhos de empresas desconhecidas, nao faz a manutençao adequada , etc. Se gnv é tao bom assim por que o mundo nao o usa amplamente? O absurdo preço de nossa gasolina é que criou essa jabuticaba.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email