Hatches Usado da semana Volkswagen

Usado da semana, opinião do dono: Volkswagen Gol 2009

Usado da semana, opinião do dono: Volkswagen Gol 2009

Boa tarde pessoal! Meu nome é Luis Paulo e tenho 27 anos. Frequento este site todos os dias desde 2010 e não encontrei até hoje nenhum portal que tenha tantas informações automotivas como este. Sou deslumbrado por carros desde que me entendo por gente, sendo que desde os cinco anos de idade já sabia os nomes de todos os modelos que existiam na minha cidade!


Venho através deste relato falar um pouco sobre meu carro, um Gol G5. Sou estudante, solteiro, trabalho e moro fora da casa de meus pais. Então precisava de um carro simples, mas que não me deixasse na mão como meu primeiro carro que tive. Há dois anos e meio comprei um VW Gol G4 2006 1.0 vulgo ‘pé-de-boi’, pois tinha apenas desembaçador traseiro, sendo comprado com 88.000 km e, rodando até 100.000 km, já não aguentava mais, já que a cada 200 km rodados, ele baixava cerca de 800 ml de óleo!

Usado da semana, opinião do dono: Volkswagen Gol 2009

Acredito que fui passado para trás pelo antigo dono, que era de outra cidade e nunca mais o vi. Coloquei-o à venda e mesmo com este “problemão” consegui vender. Muitos vão achar que fui desonesto, mas avisei tudo ao comprador, que o levou em um ‘mecânico’.


Este tal ‘mecânico’ disse a ele que era só encher o tanque com álcool e fazer uma viagem longa que descarbonizaria o motor e ele pararia de baixar óleo. Eu simplesmente lavei minhas mãos e vendi o carro. Com o dinheiro da venda na mão e mais um pouco que havia juntado, fui à procura de um carro usado barato, podendo ser Palio, Gol ou Fiesta, mas com o mínimo de conforto que não tinha no meu antigo veículo.

Usado da semana, opinião do dono: Volkswagen Gol 2009

Fui a agências, mas sempre me deparava com duas máximas: carro bom, porém caro, ou carro barato, mas em situação deplorável. No interior de Minas Gerais, onde resido, não se tem tantas opções e como não gostaria de pegar veículos de outros locais pela decepção passada anteriormente, por não entender muito da parte mecânica, era isso que tinha em mãos.

Depois de muita procura, encontro o carro que estou hoje: um VW Gol G5 2009 1.0 prata, o mesmo das fotos. Era de uma senhora que andava pouco e com quase sete anos de uso, estava com 38.000 km rodados originais. Todas as revisões e peças foram feitas ou trocadas na concessionária VW. Sei que isso não representa muita coisa hoje em dia devido às concessionárias, especialmente VW, não efetuarem um trabalho tão diferente assim, mas demonstrou o cuidado com o mesmo.

Usado da semana, opinião do dono: Volkswagen Gol 2009

É um veículo dotado do trivial: vidros elétricos dianteiros, travas elétricas, direção hidráulica, limpador e desembaçador traseiro, kit Trend, quatro pneus Pirelli 175/70/14 novos e um excelente estado de conservação. Comprei pelo valor de R$ 22.000,00. Alguns dirão que estava caro, mas procurava um carro de procedência e que me chamasse a atenção. Meu pai tem um Gol G5 2011 e sempre gostei bastante do design e da dirigibilidade dele.

Usado da semana, opinião do dono: Volkswagen Gol 2009

Em quase 1 ano e meio com este carro, já rodei cerca de 15 mil km e já consigo levantar alguns prós e contras:

Prós

– Esta geração veio para corrigir alguns problemas evidenciados na geração 4. A posição torta de dirigir foi corrigida mesmo ainda não estando 100%. Os comandos estão bem à mão e o acesso ao veículo é bastante cômodo. Tenho 1,88 m de altura e encontro uma boa posição de dirigir sem sacrificar o espaço atrás.

– Os engates do câmbio são super macios e o carro, mesmo sendo 1.0, é bastante eficiente e forte, além de econômico. Fiz uma média recentemente e ele fez 15,6 km/l na estrada. Achei um número muito bom. Nota: efetuei o percurso em velocidades entre 100 e 110 km/h. Já fiz o teste andando mais que isso e o consumo aumenta bastante – é difícil fazer médias em torno de 10km/l andando a 120km/h, por exemplo.

Usado da semana, opinião do dono: Volkswagen Gol 2009

– Outro ponto importante é a manutenção, que pode ser efetuada em qualquer local e a oferta de peças é bem grande, sendo possível manter o carro preventivamente de uma forma acessível, coisa esta que buscava em detrimento dos gastos que tinha em meu orçamento para o carro.

– A suspensão é um pouco dura e repassa as imperfeições do piso para dentro da cabine, mas coloco isso como um ponto positivo, pois viajo bastante – cerca de 300 km por semana em estrada – e isso é muito bom. Eu tenho o carro na mão, sei dos limites dele e isso é repassado diretamente a mim.

Meu irmão tinha um Palio Celebration 2011, bem mais macio por sinal, mas que na estrada você sentia o carro muito leve e qualquer guinada na direção poderia ser fatal. Sei que o Gol também não é um primor em estabilidade, mas comparado aos carros desta faixa, é o mais na mão.

Usado da semana, opinião do dono: Volkswagen Gol 2009

Contras

– Por viajar por longos períodos de tempo, percebo que o pedal do acelerador é muito alto em que o calcanhar tende a doer muito, necessitando parar para poder descansar com frequência. É um ponto de ergonomia que deveria ser verificado em uma nova versão.

– Por se tratar de um veículo em seu segundo ano de produção, sempre nos deparamos com defeitos ou anomalias presentes nas primeiras gerações e meu carro não foge disso. Sempre que falta um pouco de potência, principalmente em 2ª marcha, quando ele faz um barulho no motor, ou vulgo ‘TEC TEC’.

Vi em outros lugares que pode ser a gasolina, mas sei que não é isso, pois abasteço em postos de confiança e o barulho ocorre com frequência. Para se ter uma base, o carro do meu pai não faz esse barulho. Provavelmente deve ser anomalia de fábrica, mas que não afeta muita coisa. Apenas aquele barulho irritante.

Usado da semana, opinião do dono: Volkswagen Gol 2009

– Outra coisa que me tira do sério é ter que desligar o carro, tirar a chave e abrir o porta-malas. Meu carro não tem abertura elétrica nem botão no painel para isso. Então tenho que fazer todo este malabarismo caso alguém queira colocar alguma coisa no bagageiro. É uma economia tão porca que tiveram a decência de consertar isso na geração considerada 6.

– O barulho do motor é suave quando está abaixo dos 3.000 rpm. Com este giro, ele mantém 100 km/h na estrada e tudo certo. Mas se você pisa um pouco mais, principalmente a partir dos 3.500 rpm, o motor parece que vai explodir. Pode até não ser apenas culpa do isolamento interno, pois o motor é 1.0. Ainda assim, poderia ser melhor resolvido se comparado a outros carros do segmento.

Usado da semana, opinião do dono: Volkswagen Gol 2009

O seguro eu achei muito em conta. Conforme as descrições pessoais acima, consegui um valor anual de R$ 1.200,00 com cobertura total da Azul Seguros. Sei que não estou em nenhuma capital, mas achei muito barato e pertinente ao meu perfil.

Basicamente é isso. Estou muito satisfeito com o carro e espero daqui há uns dois anos vir a trocar novamente. Pretendo buscar um carro mais confortável e com pelo menos ar condicionado, que faz bastante falta no dia-a-dia e principalmente na hora de revender.

Fui sucinto na avaliação, mas espero poder contribuir com algumas informações sobre o veículo. É um carro popular com seus defeitos, mas na minha atual conjuntura tem servido com louvor ao que me proponho a fazer.

Usado da semana, opinião do dono: Volkswagen Gol 2009
Nota média 4.5 de 2 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email