Home Etc Os americanos e seus carros

carros americanos 1 Os americanos e seus carros




Conhecido pelo padrão de vida elevado, o povo americano nunca esteve preocupado com desperdício. A despreocupação se refletia nos automóveis, que não economizavam em metal e em polegadas cúbicas no motor. Porém, depois da primeira crise do petróleo eles se tornaram mais eficientes, a ponto de consumirem combustível tanto quanto – ou menos que – europeus e asiáticos.

Tomando como base os dados da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (padrão deste artigo), verifica-se que os “carros da casa” sempre tiveram consumo contido. Há vinte anos atrás, Ford Taurus e Chevrolet Corsica, ambos com motorização de três litros, seis cilindros e câmbio automático (de três marchas no GM), eram tão econômicos quanto o elogiado Toyota Camry e bem mais que o Hyundai Sonata. E com potência e torque maiores, Chevrolet Lumina 3.1 V6 e Taurus 3.8 V6 bebiam tanto quanto o Honda Accord de quatro cilindros.

Em 2010, na categoria dos sedãs pequenos com motores de dois litros, quatro cilindros e câmbio automático, os americanos mostram valores próximos aos dos rivais estrangeiros. O Ford Focus 2.0 tem um consumo combinado (cidade/estrada) de 11,9 km/L, enquanto Chevrolet Cobalt 2.2 faz 11,5. Toyota Corolla 1.8 e Kia Cerato 2.0 conseguem 12,5 km/L. Apesar da despresível derrota, entre os esportivos populares o Cobalt SS de 260 cavalos dá o troco e é mais econômico que Civic Si, Golf GTi e Hyundai Genesis Coupe 2.0, mesmo com 50 cavalos a mais.

O segmento dos médios (que são grandes para o Brasil) é o mais popular naquele país. Para ele, motores potentes e econômicos são desenvolvidos, já que a guerra pelo consumidor é acirrada e o assunto do momento é ecologia. Entre as versões com seis cilindros, sempre com transmissão automática, Malibu e Fusion bebem tanto quanto Toyota Camry, Nissan Altima, Honda Accord, Kia Optima e Hyundai Sonata. Entre as versões híbridas, o Fusion supera todos, sendo 15% mais econômico que Camry e Altima equivalentes.

carros americanos 2 Os americanos e seus carros

Um dos carros mais desejados do país é o mais econômico da classe

No segmento dos utilitários grandes e luxuosos, o Escalade AWD com um V8 de 6,2 litros e 403 hp é mais econômico que Audi Q7 4.2 FSI (350 hp), Lexus LX570 (383), Mercedes GL550 (382) e Infiniti QX56 (315). Em emissão de CO² o Cadillac empata com Q7 e desbanca o restante. Já a Chevrolet Avalanche 5.3 V8 (320) tem consumo rodoviário menor que a Honda Ridgeline 3.5 V6 (250). E para provar que V8 americano é eficiente, tem-se outro exemplo: Corvette.

carros americanos 3 Os americanos e seus carros

O Corvette com 505 hp bebe como um sedã V6 de luxo

Com o LS7 de 505 hp ele faz 10,2 km/L na estrada, número melhor que os de Nissan GT-R (485), Ferrari California (450) e Lamborguini Gallardo (560). Na estrada, até o Viper com um V10 de 8,4 litros (600) é mais econômico que o aclamado GT-R. E pasmem: os dois motores americanos possuem baixa potência específica, aspiração natural e COMANDO NO BLOCO!

carros americanos 4 Os americanos e seus carros

O motor de 556 hp do CTS-V

E para completar a prova de economia: CTS-V (556) empata com E63 (517) e supera M5 (500); Camaro V6 (304) supera Genesis Coupe (306) e Nissan 370Z (332); Lincoln MKX (265) perde por 0,42 km para o RX350 (275) e desbanca GLK350 (268), Q5 3.2 (270), Infiniti FX35 (303); CTS 3.6 (304) fica à frente de BMW 535i (306), Mercedes E350 (268), Acura TL 3.5 (280) e Infiniti M35 (303); e por fim, Pontiac Solstice GXP (260) supera Mazda Miata (170).

carros americanos 5 Os americanos e seus carros

Lincoln MKX e Cadillac SRX só perdem por 0,42 km/L para o Lexus RX350

Como se vê, o problema dos carros americanos não é eficiência, pois são moderados na hora de beber. Há vinte anos Ford e Chevrolet já ofereciam carros econômicos. No entanto, os consumidores sempre preferiram utilitários grandalhões; e esse é o problema.

Diego de Sousa





Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.