BMW Crossovers Linha 2020

BMW X1 2020: preço, consumo, equipamentos, revisão (e versões)

BMW X1 2020: preço, consumo, equipamentos, revisão (e versões)

O BMW X1 2020 é o atual utilitário-esportivo premium mais vendido no mercado brasileiro, se mantendo na liderança nos últimos três anos. E para seguir vendendo bem, a marca alemã anunciou recentemente a renovada linha 2020 do SUV médio com mais equipamentos de série e novos detalhes visuais.


Por a partir de R$ 196.950, o X1 2020 oferece uma boa dose de equipamentos de série e motorização eficiente, com um motor 2.0 litros turbo flex de 192 cavalos, câmbio automático de oito marchas e tração dianteira nos modelos sDrive20i e até 231 cavalos de potência e tração xDrive nas quatro rodas na configuração xDrive25i Sport.

De acordo com dados da Fenabrave, o BMW X1 conseguiu registrar 4.257 exemplares ao longo de 2019, o que lhe rendeu a 20ª colocação entre todos os SUVs e a liderança entre os modelos premium. O modelo atualmente compete com outros alemães, como o Audi Q3 e o Mercedes-Benz GLA, além do recém-lançado sueco Volvo XC40.

BMW X1 – história

O BMW X1 nasceu em 2009 como uma proposta de sport utility vehicle (SAV) na concepção da marca alemã, complementando a linha de utilitários esportivos da marca, que começou no final dos anos 90 com o X5, passando pelo X3 e depois pelo X6, todos estes de fabricação americana.

Isso é um dos diferenciais do X1 em relação restante da gama, pois ele nunca foi fabricado nos EUA.

A primeira geração chegou a ser feita em Toluca, México, bem como Alemanha, China, Índia, Indonésia, Tailândia e Rússia.

Conhecida como E84, essa geração do BMW X1 agregava a plataforma do BMW Série 1 da época, tendo assim motor e transmissão em longitudinal com eixo cardã e diferencial traseiro, provendo de forma nativa a tração nas rodas traseiras, mas com versão xDrive, que tem também força nas rodas dianteiras.

Com capô longo e túnel central interno elevado, o BMW X1 correspondia aos demais modelos da marca bávara em termos de dirigibilidade e performance, podendo assim receber motores de quatro ou seis cilindros em linha, aproveitando ao máximo a gama de powertrains da empresa, embora nunca tenha recebido um V8.

Tecnicamente até seria possível, mas o custo seria elevado demais. Essa primazia ficou apenas para os grandes X5 e X6.

BMW X1 2020: preço, consumo, equipamentos, revisão (e versões)

Foi um dos últimos BMW a ter motor aspirado, tendo sido equipado com o N46 2.0 e o N52 3.0, bem como transmissão manual ou automática de seis marchas. O X1 também teve o motor diesel N47 2.0 com uma ou duas turbinas.

Próximo do fim, ganhou a caixa ZF 8HP de oito marchas. Em 2015, essa geração saiu de linha na gama da BMW, mas sua plataforma foi mantida pela joint-venture com a chinesa Brilliance, que criou um SUV elétrico baseado no X1 e exclusiva do mercado local.

Da água para o vinho, a nova geração do BMW X1 trocou a plataforma do Série 1, de tração traseira, pela UKL da MINI, que tem tração dianteira nativa com motor e câmbio transversais. Apesar do estilo ficar bem próximo do modelo antigo, o SUV ficou 2 cm mais curto e perdeu 9 cm de entre eixos.

O espaço interno melhorou, mas a configuração FWD não agradou aos puristas, que viram uma perda do DNA da marca, algo já visto na minivan BMW Série 2 Active Tourer.

O túnel central foi rebaixado e a alavanca ficou bem grande, enquanto o cluster diminuiu de tamanho, mas ficou bem anos 70, tanto em grafismo como em volume, mas ainda assim é estranho para os mais jovens. Essa alteração de plataforma, no entanto, trouxe um problema.

Diferentemente do maior X3, o Novo X1 não pode levar um seis em linha no cofre. O motor 2.0 no SUV ficou limitado a 231 cv. Na gama BMW, a versão mais potente do B48 não passa de 252 cv.

O crossover ganhou também o B38, um 1.5 de três cilindros, além do 2.0 diesel. A caixa automática agora só com oito marchas, além da manual de seis. Essa segunda geração também ganhou espaço no Brasil, passando a ser feita em Araquari-SC.

A plataforma UKL2 permitiu que o BMW X1 aumentasse de tamanho, ganhando este uma versão longa para o mercado chinês, passando a ter 2,78 m de entre-eixos (1 cm a mais que o E48) e 4,56 m de comprimento.

Também na China, o BMW X1 Le surgiu como uma versão híbrida, sendo equipada com motor 1.5 Turbo e um motor elétrico de 95 cv, garantindo assim autonomia de 60 km no modo elétrico, além do carregamento externo da bateria. No geral, o modelo tem de 116 cv (1.5 diesel) até 231 cv (xDrive25, xDrive25d e xDrive25Le).

O modelo serviu de base para o BMW X2, que ficou acima do X1 e tem a mesma plataforma UKL2, mas é um pouco mais volumoso e agressivo, focando no consumidor jovem.

BMW X1 2020: preço, consumo, equipamentos, revisão (e versões)

BMW X1 2020 – detalhes

Embora com alguns centímetros a menos e com entre-eixos bem mais curto – ficando mais equilibrado em estilo, o BMW X1 2020 conseguiu preservar muito da identidade do antigo X1 E84.

Faróis duplos Full LED com LEDs diurnos, chamam atenção assim como  os faróis de neblina elevados dotados de diodos emissores de luz. O para-choque vem com protetor central em cinza e a grade dupla cromada.

O BMW X1 2020 é visualmente mais baixo do que a realidade, tendo belas rodas de liga leve aro 18 ou 19 polegadas com pneus 225/50 R18 ou 225/45 R19. Os retrovisores possuem repetidores de direção e rebatimento elétrico.

As lanternas são dotadas de LEDs e divididas pela tampa do porta-malas, cuja abertura tem acionamento elétrico nas versões X-Line e Sport. Há duas saídas de escape cromadas, bem como barras longitudinais e teto solar panorâmico.

Bem retrô, o cluster vem com velocímetro, nível de combustível, conta-giros e econômetro bem próximos, mas há um display multifuncional para o computador de bordo. O grafismo é clássico e com iluminação branca.

BMW X1 2020: preço, consumo, equipamentos, revisão (e versões)

O BMW X1 2020 tem poucos comandos físicos, focando quase tudo em uma tela elevada, mas ainda não sensível ao toque.

Seu comando fica entre os assentos com  um comando com várias funcionalidades do BMW Connected Drive, incluindo navegação, serviços conectados e personalização da iluminação interna, podendo ser branca ou vermelha. Não há câmera de ré, apenas gráficos coloridos.

A alavanca de transmissão é elevada e apresenta posições de marcha iluminadas no pomo. Os modos de condução Sport, Comfort e Eco Pro estão no console central com os comandos dos freios de estacionamento eletrônico e controle de descida.

Ar-condicionado dual zone, comandos físicos da multimídia e botão de partida com desativação do Start&Stop são alguns outros itens presentes no interior, cujo desenho das portas é agradável, assim os detalhes em alumínio escovado na parte central do painel e o acabamento com matérias emborrachados.

O volante multifuncional em couro tem boa pegada e paddle shifts para trocas manuais. Os bancos apresentam ajustes elétricos de série e com duas memórias para o condutor, bem como são envolventes e seguram firme o corpo através das abas laterais ajustáveis eletricamente.

Quem vai atrás tem ainda difusores de ar e conjunto completo de apoios, cintos e Isofix. Com 505 litros, o bagageiro tem excelente espaço e estepe fino. Abertura e fechamento automático pode ser feito tanto pelo interior, quanto pela chave ou maçaneta externa.

BMW X1 2020: preço, consumo, equipamentos, revisão (e versões)

BMW X1 2020 – novidades

A linha 2020 do BMW X1 já está disponível nas concessionárias com boas novidades. O crossover médio premium ficou mais equipado, mas ainda assim segue sendo comercializado pelos mesmos preços da linha anterior. O modelo tem preços que partem de R$ 196.950.

As novidades começam pelo visual, onde o BMW X1 2020 recebeu uma nova grade, que segue a tendência de outros modelos da marca. O para-choque também mudou, abandonando os faróis de neblina redondos para ter luzes horizontais.

Na traseira, as lanternas foram redesenhadas e a saída de escapamento ficou maior. O visual é completado com novas rodas, que são de 18 ou 19 polegadas, dependendo da versão.

Por dentro, a principal novidade é a central multimídia de 10,25 polegadas nas versões mais caras, compatível com Apple Car Play. A lista de equipamentos continua bem farta, incluindo itens com ar-condicionado automático digital, faróis em LED, bancos dianteiros com ajustes elétricos, entre outros.

BMW X1 2020: preço, consumo, equipamentos, revisão (e versões)

BMW X1 2020 – versões

O BMW X1 2020 pode ser encontrado atualmente em três versões de acabamento diferentes: sDrive20i GP, sDrive20i X-Line e xDrive25i Sport. As duas primeiras estão disponíveis com um motor 2.0 litros turbo flex e tração dianteira, enquanto a terceira oferece um motor mais potente e sistema de tração nas quatro rodas.

  • BMW X1 sDrive20i GP 2020
  • BMW X1 sDrive20i X Line 2020
  • BMW X1 xDrive25i Sport 2020

BMW X1 2020 – equipamentos

BMW X1 sDrive20i GP 2020: equipado de série com ar-condicionado automático digital, espelhos retrovisores externos com memória, aquecimento e rebatimento, volante esportivo multi-funcional e revestido de couro, abertura e fechamento automático do porta-malas, direção Servotronic, Comfort Access (entrada e saída do veículo sem chave), pacote interno de conveniência e pacote de luzes internas, pneus run-flat, câmera de ré, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, sensor de chuva com acionamento automático do farol baixo, piloto automático, rodas de 18 polegadas, entre outros.

BMW X1 sDrive20i X-Line 2020: itens acima + assentos dianteiros esportivos com regulagem elétrica e memória, Sistema de Navegação Plus, Head-up Display e teto solar panorâmico.

BMW X1 xDrive25i Sport 2020: sistema de áudio Hi-Fi e rodas de liga-leve de 19 polegadas.

BMW X1 2020: preço, consumo, equipamentos, revisão (e versões)

BMW X1 2020 – preços

Confira os preços de toda a linha do BMW X1 2020 para o mercado brasileiro:

  • BMW X1 sDrive20i GP 2020: R$ 196.950
  • BMW X1 sDrive20i X Line 2020: R$ 216.950
  • BMW X1 xDrive25i Sport 2020: R$ 235.950

BMW X1 2020 – motor

A BMW possui agora uma nova geração de motores chamada B. Essa linha inclui no X1 basicamente o motor B48 2.0 TwinPower Turbo, embora o modelo tenha opção do B38 1.5 TwinPower Turbo de 136 cv ou 116 cv no diesel.

O primeiro motor, ele oferece uma resposta surpreendente, mesmo em baixos giros.

O propulsor é oferecido em duas versões no BMW X1 2020, sendo uma com 192 cv a 5.000 rpm e 28,5 kgfm a 1.250 rpm. A outra entrega 231 cv e 35,7 kgfm, respectivamente nas mesmas rotações da versão mais fraca.

Ambos são flex, mas a primazia na eficiência é do derivado de petróleo, projeto original do motor. Esses propulsores possuem injeção direta de combustível e o controle variável das válvulas, incluindo o duplo-VANOS, além de turbocompressor com intercooler.

Com este B48, o BMW X1 2020 tem somente caixa de transmissão automática de oito marchas, desenvolvida pela japonesa Aisin e montada em transversal, assim como o motor.

No X1 xDrive25i, ela provê também tração nas rodas traseiras através de diferencial dianteiro de acoplamento viscoso, eixo cardã e diferencial traseiro de deslizamento livre, que envia a energia para as rodas através de semieixos articulados.

BMW X1 2020: preço, consumo, equipamentos, revisão (e versões)

BMW X1 2020 – desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h e velocidade máxima final 

  • BMW X1 sDrive20i 2020 – 7,7 segundos e 225 km/h
  • BMW X1 xDrive25i 2020 – 6,5 segundos e 235 km/h

O BMW X1 2020 tem uma proposta voltada para o asfalto. O motor modular B48 2.0 TwinPower Turbo é elogiável, mesmo sendo flex, entregando 192 ou 231 cv a 5.000 rpm e 28,5 ou 35,7 kgfm a partir de 1.250 rpm, seja lá qual for o combustível.

Muito elástico e sempre tem todo o torque máximo de forma instantânea, o B48 tem funcionamento suave e respostas muito rápidas, mesmo no modo Eco Pro, que normalmente atenua bastante sua performance, garantindo tanto economia quanto o desempenho esperado.

Rodando a 110 km/h, o ponteiro do BMW X1 2020 marca 2.000 rpm, o que é muito bom para conforto e economia, mas o SUV não é tão silencioso quanto se espera, reproduzindo muito ruído de atrito entre pneu e asfalto. Bom, pelo menos num nível inaceitável para um BMW.

No desempenho, o modo Eco Pro dá uma pequena retardada na resposta. No Comfort, o BMW X1 2020 responde mais prontamente e garante prazer ao dirigir, mas se a ideia é ter uma tocada esportiva, então a faixa vermelha no modo Sport não é problema.

Tudo contribuído pelo excelente câmbio de oito marchas com engates suaves, rápidos e no tempo certo, praticamente imperceptíveis no dia a dia.

O conjunto – tanto com tração dianteira quanto nas quatro rodas – garante excelente distribuição de torque nas mais variadas situações, grudando o BMW X1 2020 no chão. Há um excelente equilíbrio dinâmico, reforçado pelo modo Sport em condução mais agressiva.

A direção é muito leve e direta. O ajuste da suspensão é firme – especialmente no modo Sport – mas as estradas de terra não são seu forte.

BMW X1 2020 – consumo

Cidade

  • BMW X1 sDrive20i 2020 – 7,0 km/litro no etanol e 10,3 km/litro na gasolina
  • BMW X1 xDrive25i 2020 – 6,6 km/litro no etanol e 9,4 km/litro na gasolina

Estrada 

  • BMW X1 sDrive20i 2020 – 9,0 km/litro no etanol e 13,0 km/litro na gasolina
  • BMW X1 xDrive25i 2020 – 8,1 km/litro no etanol e 11,5 km/litro na gasolina

BMW X1 2020: preço, consumo, equipamentos, revisão (e versões)

BMW X1 2020 – manutenção e revisão

A BMW não tem um programa de manutenção e revisão baseado em revisões pré-definidas, tais como a cada 10.000 km, por exemplo. Ela se baseia na tecnologia CBS (Condition Based Services), que vai a bordo dos automóveis.

Com ela, a marca monitora de forma remota e constantemente o estado de alguns componentes, entre eles óleo de motor e fluidos dos veículos, informando com quatro semanas ou 2.000 quilômetros de antecedência, quando uma manutenção é necessária.

Os pacotes de manutenção da BMW são divididos em dois, podendo ser utilizados pelo cliente, exclusivamente, na primeira e na segunda manutenção, sendo estas indicadas pelo sistema CBS (Condition Based Service) no display central do veículo.

O pacote BMW Maintenance 1 inclui:

substituição da quantidade de óleo recomendada pela BMW, troca de filtro de óleo, mão de obra e leitura da chave e reset do CBS. Preço: R$ 660,16.

O pacote BMW Maintenance 2 ActiveFlex (há outro para motores exclusivamente a gasolina) inclui:

substituição da quantidade de óleo recomendada pela BMW, troca de filtro de óleo, troca do filtro de combustível, troca do microfiltro do ar-condicionado, substituição da bateria da chave, mão de obra, leitura da chave e reset do CBS. Preço: R$ 1809,73.

BMW X1 2020 – ficha técnica

Motor

sDrive20i

xDrive25i

Tipo

Dianteiro transversal, Turbo Etanol e Gasolina

Dianteiro transversal, Turbo Etanol e Gasolina

Número de cilindros

4 em linha

4 em linha

Cilindrada em cm3

1998

1395

Válvulas

16

16

Taxa de compressão

11:1

11:1

Injeção eletrônica de combustível

Direta

Direta

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Gasolina: 192 cv @ 5000 rpm / Etanol: 192 cv @ 5000

Gasolina: 231 cv @ 5000 rpm / Etanol: 231 cv @ 5000

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Gasolina: 28,5 kgfm @ 1.250 rpm / Etanol: 28,5 kgfm @ 1.250 rpm

Gasolina: 35,7 kgfm @ 1.250 rpm / Etanol: 35,7 kgfm @ 1.250 rpm

Transmissão

Tipo

Automática 8 marchas

Automática 8 marchas

Tração

Tipo

Dianteira

Integral

Freios

Tipo

Disco ventilado / Disco ventilado

Disco ventilado / Disco ventilado

Direção

Tipo

Elétrica

Elétrica

Suspensão

Dianteira

McPherson, independente com barra estabilizadora

McPherson, independente com barra estabilizadora

Traseira

Multilink

Multilink

Rodas e Pneus

Rodas

Liga Leve aro 18 polegadas

Liga Leve aro 19 polegadas

Pneus

225/50 R18

225/45 R19

Dimensões

Comprimento total (mm)

4439

4439

Largura sem retrovisores (mm)

1821

1821

Altura (mm)

1612

1612

Distância entre os eixos (mm)

2670

2670

Capacidades

Porta-malas (litros)

505

505

Tanque (litros)

61

61

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

590

600

Peso em ordem de marcha (kg)

1485

1540

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

ND

ND

BMW X1 2020 – fotos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email