Top 10: Os carros chineses mais caros do Brasil (2022)

byd tan 2022 6

Apesar do forte preconceito em diversos mercados, os carros vindos da China estão conquistando cada vez mais espaço por aqui. Mas você sabe dizer quais são os chineses mais caros do Brasil em 2022?


Talvez ainda seja difícil para alguns ver que um modelo chinês custa tão caro quanto um carro alemão ou norte-americano, mas a invasão dos elétricos vindos desse país asiático fez com que os valores alcançassem outro patamar.

Pensando nisso, decidimos fazer uma nova lista top 10 para descobrir quais são os mais caros. O resultado surpreende a qualquer um, especialmente quando vemos que eles variam entre R$ 160 mil e quase R$ 488 mil!

Por outro lado, ao detalhar cada um desses modelos vemos a nítida evolução que os carros da China apresentam. Além da tecnologia desenvolvida por lá, as diversas parcerias com marcas tradicionais ajudou muito.

Em nossa lista, temos apenas uma versão de cada modelo (sempre a mais barata), com os preços divulgados pelas próprias marcas. Confira o ranking completo e nos diga qual deles você considera ter o melhor custo-benefício!

1) BYD Tan EV – R$ 487.590

byd tan 2022 3

A BYD é uma marca mais conhecida no setor de ônibus, mas ela promete fazer barulho ao entrar no segmento de passeio. Aliás, podemos dizer que esse objetivo já foi alcançado, especialmente pelos preços de seu produto de estreia no Brasil.

Confira as mais de 150 listas Top 10 que temos no nosso site!

O BYD Tan EV já é vendido em outros mercados, mas por aqui ele desembarcou da China em fevereiro de 2022 com preço promocional sugerido de R$ 487.590. Sim, é um valor realmente assustador.

Para justificar, a marca deixa claro que entrega um SUV com muitas qualidades. Começando pelo seu trem de força, o chinês elétrico tem dois motores (com 245 cv e 272 cv) que entregam 517 cv e 69,4 kgfm de torque.

Os dados de fábrica indicam uma aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 4,6 segundos, com máxima de 186 km/h. A bateria de 86,4 kWh tem autonomia combinada de 437 km e garantia de 8 anos, enquanto o veículo é coberto por 5 anos ou 500.000 km.

Outro ponto chamativo, e necessário nessa faixa de preço, é a lista de equipamentos. Ela inclui painel digital de 12,3 polegadas, multimídia de 15,6 polegadas (que pode ser vertical ou horizontal), bancos em couro, teto de vidro panorâmico e ajustes elétricos de profundidade e altura para o volante, que ainda tem aquecimento.

Além disso, esse modelo de 7 lugares tem faróis full LED, rodas de 22 polegadas, bancos dianteiros com ajustes elétricos, aquecimento e ventilação, A/C dual zone, carregador wireless, seis airbags, câmera 360º, piloto automático adaptativo, alerta de tráfego cruzado e muito mais.

Com tudo isso, além do visual pensado pelo ex-chefe de design da Audi, você acha que ele merece a posição de chinês mais caro do Brasil?

2) BYD Han EV – R$ 450.000

byd han ev 2

Se parecia óbvio para a marca chinesa entrar em nosso mercado pelo segmento de SUVs, ela surpreendeu ao anunciar que seu outro produto por aqui seria um sedã elétrico de luxo. Estamos falando do BYD Han EV.

Além do nome, outras similaridades entre os dois irmãos aparecem nos elevados preços (ainda não confirmado pela marca, mas acima de R$ 450 mil), nos números de desempenho e na farta lista de itens de série.

O BYD Han é grande, com 4,98 m de comprimento e 2,92 m de entre-eixos. Mas isso não é problema para seus dois motores elétricos, que entregam 494 cv e 69,3 kgfm, chegando aos 100 km/h em 3,9 segundos.

A bateria de 77 kWh entrega uma autonomia de 550 km nessa versão, sendo que a marca ainda tem uma opção de 222 cv que pode rodar 605 km. Por aqui, teremos apenas a mais forte (e mais cara).

Além do acabamento de alto padrão, ele tem uma enorme tela central de 15,3″, painel digital de 12,3″, teto solar panorâmico, aquecimento e ventilação para todos os ocupantes, som premium com 12 alto-falantes e rodas de 19 polegadas.

A lista segue com nove airbags, câmera 360º, piloto automático adaptativo, alerta de saída de faixa, controle de tração e estabilidade, faróis adaptativos, retrovisores com aquecimento e rebatimento elétrico, entre outros.

3) JAC iEV330P – R$ 369.900

jac iev330p

Se a BYD é uma novidade para os brasileiros, a JAC se apresenta como uma das chinesas mais conhecidas por aqui. Isso faz com que ela tenha nada menos que 6 dos 10 modelos dessa lista, a maioria de sua linha de elétricos.

O primeiro continua sendo bem raro nas ruas, afinal estamos falando da única picape chinesa e elétrica em nosso mercado, a iEV330P. Além do nome complicado, talvez seja difícil pagar quase R$ 370 mil por ela, por isso a marca mira clientes corporativos (o aeroporto de Guarulhos e a CPFL já demonstraram interesse).

Seu motor elétrico entrega 150 cv e 33,7 kgfm de torque, com autonomia de até 320 km. Ela tem tração traseira e bateria de 67,2 kWh, num conjunto com custo de rodagem por quilômetro cinco vezes mais baixo que uma picape a diesel, segundo a marca.

Apesar do acabamento mais simples, ela tem câmera de ré, faróis e lanterna de neblina, alerta de pressão dos pneus, sensor de estacionamento, ar-condicionado, direção assistida, rodas aro 18, volante multifuncional e sistema de som com USB e Bluetooth.

4) JAC E-J7 – R$ 264.900

jac e j7 avaliacao na 1

A seguir temos outros dois modelos da JAC que cobram exatamente o mesmo se você quiser colocar um deles em sua garagem. O primeiro é o JAC E-J7, que chegou em novembro de 2021 por R$ 264.900.

Outro fruto da parceria com a Volkswagen, esse sedã de porte médio-grande tem 4,76 m de comprimento e 2,76 m de entre-eixos, além de 520 litros no porta-malas. Sendo bem ousada, a JAC afirma que seu sedã é maior, mais potente e ainda mais barato que um BMW 320i GP.

Confira também: Elétrico JAC e-J7 agrada na proposta, não em conteúdo

E o que os números dizem? Bem, o chinês tem um motor elétrico de 193 cv e 34,7 kgfm, que o leva até os 100 km/h 6,4 segundos e dá uma autonomia de 400 km. Além disso, ele gasta o equivalente a 1,2 litro de gasolina a cada 100 km.

Por ter apenas uma versão, ele vem com teto solar panorâmico, multimídia de 13″ com Android Auto e Apple CarPlay, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, bancos em couro, A/C digital automático com saída traseira e sistema de som com 8 alto-falantes.

A lista continua com seis airbags, porta-malas automático, controle de tração e estabilidade, faróis em LED, piloto automático, sensor crepuscular, câmera de ré e muitos outros equipamentos.

5) JAC E-JS4 – R$ 264.900

jac e js4

O outro representante da JAC Motors nessa lista que também custa quase R$ 265 mil é o E-JS4, um SUV elétrico que também trouxe diversas inovações graças à parceria com a Volkswagen.

Sucessor do iEV60, esse modelo tem 150 cv e 34,7 kgfm de torque, que o levam até os 100 km/h em 7,5 segundos. Além disso, a marca destaca que sua bateria de 55 kWh entrega uma autonomia de 420 km.

Ele vem de série com seis airbags, ar-condicionado automático e digital com saída traseira, painel digital, teto solar panorâmico, multimídia de 10,25″ com Android Auto e Apple CarPlay, câmera de 360º com visão 3D e bancos dianteiros com aquecimento.

O E-JS4 ainda tem controle de tração e estabilidade, monitoramento de pressão dos pneus, DRL em LED, faróis automáticos em LED, piloto automático, freio de estacionamento elétrico, entre outros.

6) Chery Tiggo 8 – R$ 201.990

chery tiggo 8 1 1

O primeiro modelo a combustão dessa lista aparece apenas na sexta posição, o que mostra bem a direção que as marcas chinesas estão dando em diversos mercados.

O Chery Tiggo 8, que custa mais de R$ 200 mil, tem tido sucesso por aqui. Em 2021, ele emplacou 10.462 unidades, sendo o 14º SUV mais vendido do país e ficando à frente de modelos como VW Taos, Renault Captur e Honda WR-V.

Sua lista de equipamentos inclui A/C dual zone com tela digital de 8″ e saída traseira, direção elétrica, bancos dianteiros elétricos, piloto automático, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, sensor crepuscular, alerta de tráfego cruzado e teto solar panorâmico.

Além disso, o SUV de sete lugares tem rodas de 18 polegadas, seis airbags, monitor de pressão e temperatura dos pneus, partida remota com acionamento da climatização, carregador wireless, painel digital e multimídia de 10,25″ com Android Auto e Apple CarPlay

Debaixo do capô, o Tiggo 8 usa um motor 1.6 turbo com injeção direta, que entrega 187 cv e 28 kgfm de torque. Com câmbio automático de dupla embreagem e sete velocidades, ele chega aos 100 km/h em 9 segundos e tem 180 km/h de máxima.

7) Chery Tiggo 7 Pro – R$ 193.790

tiggo 7 pro 1 1

Aos poucos, a Chery está renovando sua linha e acrescentando a designação “Pro” a diversos modelos. Esse foi o caso do Tiggo 7 Pro, que chegou por aqui no final de 2021 e hoje custa R$ 193.790.

Além do visual renovado, ele tem porte ligeiramente maior, ganhando nesse quesito dos rivais Compass, Taos e Corolla Cross. O porta-malas também ficou maior e agora oferece 450 litros.

Ele vem com faróis full LED, rodas aro 18, multimídia de 10,25″ com Android Auto e Apple CarPlay, A/C digital dual zone, câmera 360º em 3D, tampa elétrica do porta-malas, partida remota com acionamento do A/C, carregador sem fio e painel digital.

A lista segue com monitoramento de ponto cego, alerta de tráfego cruzado e de colisão traseira, piloto automático, bancos dianteiros elétricos, assistente de partida em rampa e de descida, teto solar panorâmico e seis airbags.

Outra novidade foi a adoção do motor 1.6 TGDI de 187 cv e 28 kgfm, com câmbio automático de 7 velocidades. É o mesmo conjunto do Tiggo 8, mas chegando aos 100 km/h em 8,1 segundos e com máxima de 180 km/h.

8) JAC iEV40 – R$ 189.900

JAC iev40

Voltando a falar de modelos elétricos, nossa lista termina com outros três representantes da JAC. A oitava posição tem o iEV40, que infelizmente segue numa escalada de preços e hoje já custa quase R$ 190 mil.

O crossover elétrico tem 115 cv e 27,5 kgfm de torque, com tração dianteira, autonomia de 300 km, aceleração de 0 a 100 km/h em 11 segundos e velocidade máxima de apenas 130 km/h.

Ele vem com A/C automático, bancos dianteiros com aquecimento, rodas de 16 polegadas, câmera 360º com visão 3D, sistema de som com Bluetooth, USB e espelhamento de celulares, direção elétrica, sensor crepuscular, piloto automático e apenas dois airbags.

Assim como em outros modelos, aqui a JAC destaca as vantagens econômicas de ter um elétrico. Por exemplo, o iEV40 tem um custo aproximado de R$ 7 a cada 100 km rodados, além de oferecer um plano de manutenção até 6 vezes mais barato que concorrentes convencionais.

9) JAC E-JS1 – R$ 164.900

jac e js1 7

A nona posição é do JAC E-JS1, que chegou ao Brasil como o modelo elétrico mais barato em nosso mercado. Mesmo assim, seu preço parte de R$ 164.900, lembrando que ele também tem a versão aventureira EXT, que custa R$ 179.900.

Ele vem com chave presencial, sensor de estacionamento, bancos em couro, A/C automático digital, painel digital, multimídia de 10,25″, Bluetooth, direção elétrica, controle de tração e estabilidade, piloto automático adaptativo, câmera de ré e apenas dois airbags.

Por ser um modelo voltado para o uso urbano, não espere números tão impressionantes quanto outros elétricos citados anteriormente. O E-JS1 tem 62 cv e 15,3 kgfm, que são suficientes para levá-lo aos 100 km/h em 10,7 segundos.

Além disso, ele apresenta uma autonomia de 302 km, com recarga rápida em eletropostos em 1 hora. Em casa, numa tomada convencional, o tempo de espera chega a 11 horas.

10) JAC T80 – R$ 159.990

jac t80 1

Fechamos nossa lista com outro modelo que a JAC apostou forte por aqui, especialmente para brigar com os coreanos. Mas o tempo passou e parece que o JAC T80 ficou um pouco esquecido dentro da marca e no mercado em geral.

Pelo menos ele tem um preço bem menor que seu rival Tiggo 8, que também leva sete passageiros. Outra vantagem aqui é o motor 2.0 turbo, que entrega 210 cv e 30,6 kgfm de torque. Com câmbio automático de seis marchas, ele empurra o T80 de 0 a 100 km/h em 9,2 segundos e tem máxima de 217 km/h.

Disponível em duas versões, ele vem de série com bancos em couro, A/C digital dual zone, multimídia de 10″ com Bluetooth, chave presencial, câmera 360º, seis airbags, controle de tração e estabilidade, sensor de chuva e crepuscular, rodas de 18 polegadas, entre outros.

A configuração mais cara (R$ 163.990) acrescenta teto solar panorâmico, bancos dianteiros com refrigeração e aquecimento (o motorista tem ajustes elétricos, memória e massageador), painel digital e som premium de 280 watts e 10 alto-falantes.

Top 10: Os chineses mais caros do Brasil (2022)

  1. BYD Tan EV – R$ 487.590
  2. BYD Han EV – R$ 450.000
  3. JAC iEV330P – R$ 369.900
  4. JAC E-J7 – R$ 264.900
  5. JAC E-JS4 – R$ 264.900
  6. Chery Tiggo 8 – R$ 201.990
  7. Chery Tiggo 7 Pro – R$ 193.790
  8. JAC iEV40 – R$ 189.900
  9. JAC E-JS1 – R$ 164.900
  10. JAC T80 – R$ 159.990

Autor: Viny Furlani

Formado em Gestão de Negócios, trabalha no segmento automotivo há mais de 17 anos. Em 2009, passou a escrever avaliações e notícias sobre carros, totalizando mais de 2.000 artigos, em vários sites. Além das matérias escritas para o NA, também cuida das mídias sociais do site.