Polo Sedan – Problemas e Reclamações

Polo Sedan 002

O VW Polo moderno tem seu irmão sedan chamado de Virtus, porém na antiga geração existia o Polo Sedan.

Eles compartilhavam tudo, desde as qualidades até os defeitos, e hoje podem ser encontrados por um preço atrativo.

Tem versões com bom desempenho e bom pacote de opcionais.

Se você pensa em comprar um, fique de olho no nosso texto de hoje, no qual trouxemos os principais problemas e defeitos do modelo.

O Polo Sedan foi um modelo vendido no Brasil por um bom tempo, sendo sucessor do Polo Classic, e estreou em 2002, com opcionais como ABS e Airbags, que eram raridade em carros desse segmento no Brasil.

Teve diversos motores em sua história, mas os mais marcantes foram o 1.0, 1.6 e 2.0, todos aspirados.

Com o 1.0 de 79 cv e 9,7 kgfm de torque, atingia velocidade máxima de 164 km/h e tinha aceleração de 0 a 100 km/h em 14,5s.

O 1.6 se saia melhor, tinha 101 cv, 14,3 kgfm de torque e acelerava de 0 a 100 km/h em 11,5s e com velocidade máxima de 180 km/h.

O 2.0 esbanjou desempenho, com 120 cv, 18,3 kgfm de torque, acelerava de 0 a 100 km/h em menos de 10s e tinha velocidade máxima de 200 km/h.

Se está pensando em comprar um Polo Sedan, fique de olho nos principais problemas:

Desempenho da versão 1.0 é fraco para o padrão atual

À época do lançamento, o motor era o 1.0 aspirado mais potente em produção, porém nem isso salva ele de ter um desempenho fraco nos dias atuais.

Mesmo não sendo muito ruim, pode ser um pouco cansativo para o uso no dia a dia, tendo desempenho fraco em arrancadas e girar muito em velocidade de cruzeiro na rodovia.

Lembrando que o Polo é de um segmento acima do Gol, Uno e etc., então não é justo compara-los.

Barulhos internos de acabamento

Polo Sedan 003

O Polo apresenta ruídos na rodagem, muitos são oriundos de peças plásticas mal encaixadas ou com os encaixes gastos.

O Problema é mais perceptível em ruas esburacadas, mas como boa parte delas são, se torna bem incômodo com o passar do tempo.

Teste o carro em uma rua ruim, e preste atenção nos ruídos emitidos pelo painel, forros de porta e porta-malas.

Suspensão precisa de reparo frequente

Alguns componentes da suspensão como amortecedores e buchas precisam de troca regular.

O conjunto frequentemente apresenta ruídos e estalos ao passar em lombadas e buracos.

O acerto mais firme contribui para estabilidade, porém incomoda alguns proprietários, que dizem que o carro poderia ser mais confortável.

Consumo um pouco alto

O consumo é um pouco elevado, especialmente na cidade, com médias na casa dos 6 km/l na cidade e 9 km/l na estrada, da versão 1.6 rodando no Etanol.

Fuja do modelo I-motion

Aqui começa uma polêmica, pois é um câmbio que tem muitos defensores, mas é inegável que ele apresentava problemas já quando era novo.

Agora com algumas unidades com bons anos de uso, o sistema certamente já sofreu um desgaste mais acentuado e irá dar manutenção em algum momento.

A manutenção é mais cara e complicada que de um câmbio manual, por isso a compra é bem arriscada.

Conclusão

Polo Sedan 001

O Polo Sedan é uma boa opção de compra de usado, pois traz itens essenciais por um preço mais convidativo que carros mais novos.

Prefira as versões com melhor desempenho, pois elas perdem um pouco menos valor e trazem muito mais prazer ao dirigir.

Fuja das unidades com câmbio I-motion, por mais que alguém diga que foi um ótimo câmbio, ele pode dar problemas, e se der vai sair mais caro para arrumar.

Opte por unidades conservadas em todos os quesitos, mas dê atenção especial aos acabamentos plástico, alguns deles são difíceis de encontrar hoje em dia e tem preço elevado.

A suspensão apresenta desgaste, leve em um local para um check-up ou ande ouvindo atentamente os barulhos emitidos.

google news2 Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



c12OrqyAeQ65CANuSaRgcOXX3cvWvBvO3VrU zKQNKMIjAIN28coKUHnlTgz76QZ90
Autor: Luca Magnani

Engenheiro mecânico na indústria automotiva, pós graduado pela Universidade da Indústria do Paraná em Engenharia de veículos elétricos e híbridos.