Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

O Polo Sedan foi vendido no Brasil de 2002 a 2014, substituindo o Polo Classic, vendido por aqui de 1996 a 2002.


Você sabia que o Polo Sedan apareceu inicialmente em 1977 e que ele tinha o nome Derby? Esse foi um modelo derivado da primeira geração do Polo, que foi apresentada pela Volkswagen em 1975.

Atualmente, o Polo Sedan é chamado de Virtus, mas vamos falar do Polo Sedan que antecede ele.

Continue lendo para saber todos os detalhes!

Volkswagen Polo Sedan – 2002 a 2014

A quarta geração do Polo Sedan foi lançada em 2002, já como modelo 2003 no Brasil.

Durante sua longa estada conosco, o Polo Sedan desta geração passou por dois facelifts e conseguiu fazer sucesso mesmo em seu final de vida.

Atualmente o Polo Sedan se mantém como uma ótima opção no mercado de usados, por conta dos seus itens de série aliado a um projeto moderno e com conforto para passageiros e espaço para bagagens no porta-malas.

Tudo isso começou no final de 2002, quando o Polo Sedan foi apresentado. O projeto era novo e reluzente.

A versão sedan caminhava na mesma estrada de tijolos amarelos que o Polo hatchback. Ambos estavam em pé de igualdade com a Europa e o nosso Polo Sedan foi até exportado para o Velho Continente.

Mesmo sendo levemente menor que o Polo Classic, o novo Polo Sedan ganhava o consumidor por conta do seu amplo porta-malas de 432 litros declarados e também pelo fato de ter as dobradiças do tipo pantográficas, que não amassam as malas ou objetos maiores quando colocados no compartimento.

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

O Polo Sedan também era bem equipado com direção eletro-hidráulica e ar-condicionado, em duas versões de motor disponíveis a princípio: 1.6 litro com 101 cavalos e 2.0 litros de 116 cavalos – ambos de 8 válvulas.

Esteticamente, o Polo Sedan seguia o mesmo padrão do Polo, com seus faróis dianteiros redondos e separados, que lembravam vagamente certos carros da Mercedes-Benz da época.

O Polo Sedan ainda tinha uma grade diminuta filetada que abrigava o logo da Volkswagen ao centro.

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

O para-choque era idêntico à versão hatchback e não tinha muitos recursos estilísticos para fazer o modelo ser maior ou mais caro do que era.

O interior do Polo Sedan também era o mesmo do hatchback e contava com bons materiais no acabamento interno e a qualidade alemã sem rebarbas ou peças mal encaixadas, como acontecia em modelos de outras marcas.

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

O Polo Sedan sempre foi bem equipado de série, mas isso não significava exatamente que o modelo fosse um sucesso comercial.

Por conta do seu alto valor, o Polo Sedan passou a perder alguns itens ou trocá-los por outros mais baratos para se manter atraente no mercado nacional.

Isso aconteceu em 2004, quando o Polo Sedan trocou a direção eletro-hidráulica por uma apenas hidráulica, e outros pequenos mimos foram retirados para baratear o valor final do modelo.

No mesmo ano o Polo Sedan passa a receber a motorização flex e agora o motor 1.6 litro entregava 101 cavalos na gasolina e 103 cavalos no álcool.

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

Polo Sedan atualizado em 2007

Já para 2007 o Polo Sedan ganha a sua primeira atualização de estilo.

Saem de cena os faróis duplos redondos e entram no lugar um conjunto com formato mais retilíneo com uma pequena saliência para o farol principal.

A grade do Polo Sedan agora vinha em formato de “V” como já era vista em outros modelos da marca como Jetta e Passat.

Alguns itens novos passaram a ser de série como as rodas de liga leve de 15 polegadas e o sensor de ré, que vinham em todas as versões. Para 2009 o motor 2.0 litros passava a ser flex e agora contava com 116 cavalos na gasolina e 120 cavalos no álcool.

O Polo Sedan também passava a utilizar uma caixa de câmbio automatizada nas versões I-Motion e uma versão chamada E-Flex também entrou no cardápio do modelo.

Já para 2011, como linha 2012, o modelo ganhou sua última atualização de estilo.

Polo Sedan 2011, atualizado mais uma vez

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

O para choque do Polo Sedan perdia a grade em “V” em troca de um visual mais limpo com a grade filetada que unia os faróis e um novo desenho na parte inferior do para choque anunciava que o modelo havia chegado à sua idade avançada, por assim dizer.

Foi nesse mesmo ano que o modelo passou a ter airbags e freios com ABS de série em todas as versões.

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

Por aqui o Polo Sedan ficou em vigor até 2014 quando ele foi descontinuado sem deixar um sucessor direto, uma vez que também não teríamos a quinta geração do Polo Sedan, que em alguns mercados atendia pelo nome de VW Vento.

O seu sucessor foi apresentado no inicio desse ano e agora atende pelo nome de Virtus.

Volkswagen Polo Sedan / Vento – 2010 até hoje

A quinta geração do Polo Sedan não chegou a ser comercializada no Brasil, pois ainda tínhamos o Polo Sedan que chegou por aqui em 2002 e saiu de linha em 2014 como dito anteriormente.

Mas em outros países, como Índia, Malásia, México, Tailândia, Indonésia e África do Sul, o modelo existe sob o nome de Vento.

Já em mercados como na Argentina, Rússia, Jordânia, Tunísia e Emirados Árabes Unidos, ele é vendido como o Volkswagen Polo Sedan, sendo um derivado direto da quinta geração do Polo hatchback.

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

Este Polo Sedan utiliza a plataforma PQ25, que é uma atualização da PQ24, e ele divide componentes e visual com outros modelos do grupo Volkswagen como o Škoda Fabia. Tem ainda alguns irmãos, como o Škoda Rapid, Seat Toledo e o Volkswagen Santana chinês.

Por conta de usar uma plataforma tão intercambiável, o Polo Sedan consegue ser mais espaçoso que a versão hatchback e ter mais conforto e espaço dentro do porta-malas.

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

A versão Škoda Rapid e o Polo Sedan são basicamente idênticos, se limitando a detalhes estéticos e logotipo das empresas.

Já no caso do Seat Toledo e Volkswagen Santana chinês o modelo perde a terceira janela na coluna “C” em prol de um visual mais clássico e conservador.

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

No mercado indiano e mexicano a Volkswagen optou por vender o Polo Sedan com três opções de motorização, sendo a primeira um motor 1.6 litro a gasolina, outro 1.5 litro movido a diesel e por fim uma versão com motor 1.0 litro.

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

Atualmente, o Volkswagen Vento é vendido no mercado mexicano como o Polo Sedan de lá, no lugar do nosso Voyage, sendo o sedan de entrada da marca.

Por lá ainda não foram iniciadas as vendas do novo Virtus, que é derivado do novo Polo e que utiliza a plataforma MQBA0.

Suas outras variantes também são vendidas nos mercados correspondentes com apenas reestilizações locais para se adequar a nova linguagem visual de cada marca.

Um detalhe curioso da escolha do nome é que, além de ter sido usado no Polo Sedan, também já foi utilizado para definir a terceira geração do Volkswagen Jetta que foi vendida em alguns mercados entre 1992 e 1999.

Volkswagen Derby – 1977 a 1981

A primeira aparição do Polo Sedan dentro da gama Volkswagen foi em 1977 quando a marca decidiu que expandiria a família Polo.

Esteticamente o Derby era idêntico ao Polo hatchback até a coluna B, dali para trás o modelo tinha uma caída suave no teto para dar a ênfase de sedan.

Mas como se tratava do final dos anos 1970 e início dos 1980, modelos de quatro portas, mesmo que sedans, não eram muito bem vistos pelo público e pelo mercado como um todo, então o primeiro Polo Sedan teve apenas carroceria com duas portas.

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

A primeira geração do Volkswagen Derby foi apresentada para ser uma variante do Polo com mais espaço interno e mais volume no porta-malas.

Ele foi vendido em poucos mercados europeus, mas onde pisava tinha boa aceitação, pelo seu ajuste fino e pelo conforto oferecido aliado ao preço mais baixo, por ser derivado do Polo.

O modelo ainda ganharia uma segunda e terceira gerações, antes de mudar para Polo Sedan apenas.

Volkswagen Derby – 1981 a 1984

Se a primeira geração do Volkswagen Derby ficou em vigor durante quatro anos, a segunda geração não teve a mesma sorte.

O segundo Polo Sedan contava com faróis quadrados, grade retangular filetada e preta com o logo ao centro.

O estilo lembra muito do que vimos por aqui na primeira geração do nosso Gol, o Gol quadrado, tanto que o modelo serviu também de inspiração para outro sedan pequeno, o Voyage, pois se você olhar as fotos de ambos, certamente notará semelhanças entre eles.

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

A segunda geração do Volkswagen Derby ficou disponível para vendas por apenas dois anos, não tendo recebido o facelift do modelo hatchback que chegaria em 1990, com novos faróis e grade com desenho mais redondo e as melhorias no motor e no interior que o Polo recebeu.

Um novo Derby só seria visto na terceira geração de 1995, quando o modelo era vendido em alguns mercados como Polo Classic.

Volkswagen Polo Classic – 1996 a 2002

Se as duas primeiras gerações do Volkswagen Derby não tiveram muito sucesso, o mesmo não pode ser dito da terceira, que foi anunciada em 1995 e ficou no mercado internacional até 2005.

A terceira geração do Polo Sedan compartilhava poucas coisas com o modelo hatchback.

Apenas o conjunto frontal dianteiro era comum nos dois modelos, o restante era basicamente um Seat Córdoba – modelo similar da marca espanhola controlada pelo grupo Volkswagen que até chegou a ser vendido aqui no Brasil na época.

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

Se por um lado este Polo Sedan tinha a mesma aparência do modelo espanhol, por outro ele tinha toda a praticidade e conforto de um sedan compacto de quatro portas para o meio dos anos 1990.

Por aqui tivemos acesso ao Polo Sedan somente nessa geração. Na verdade foi nosso primeiro Polo em qualquer formato de carroceria.

O cenário automotivo nessa época era bem conturbado, pois a Volkswagen estava saindo de um longo contrato com a Ford – a Autolatina – e com a vinda do Polo Classic, ela acabou por eliminar Logus, Pointer e o Voyage quadrado.

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

A Volkswagen até estudou ter um novo Voyage derivado do Gol bola, mas os estudos não foram adiante por conta de custos.

E por já ter um modelo que basicamente teria a mesma função do sedan do Gol, o Polo Classic chegou como nosso primeiro Polo Sedan no final de 1996.

Enquanto na Europa o modelo vinha com opções de motores a gasolina de 1.4 litro e 1.6 litro, além do 1.9 litro a diesel, por aqui ficamos com o motor 1.8 Mi.

Mas o que levou a marca a fazer isso? Bem, embora ela tivesse no seu portfólio o motor 1.6 litro, algumas pesquisas apontavam que clientes em potencial não queriam um carro médio com um motor pequeno.

O primeiro Polo Sedan do Brasil era bem equipado – pra época – com as quatro portas e também com direção hidráulica por cerca de R$ 20.990.

A lista de opcionais para o Polo Classic era pequena, mas considerável, com ar-condicionado e comandos elétricos dos vidros, travas e retrovisores. Itens como freios com ABS e airbags não estavam disponíveis por aqui nem como opcionais.

Já para o ano de 1998, o Polo Classic ganhava a direção hidráulica, rodas em liga leve, toca-fitas, faróis de neblina e coluna de direção ajustável.

Tudo isso pelo valor competitivo de R$ 23.900. Em 1999, a Volkswagen introduziu novos opcionais como os freios com ABS e o airbag passava a fazer parte de lista de opcionais.

Até mesmo um teto solar entrou na lista, mas isso fez com que o modelo saísse um pouco da ideia original de ser o sedan básico da gama Volkswagen.

Na virada do milênio, o Polo Sedan ganhou poucas novidades, se restringindo apenas a novas opções de cores.

Atualização no visual

Foi apenas em 2001 que o modelo ganhou um tapa no visual, recebendo novas lentes nos faróis e novas lanternas traseiras, que agora deixavam o modelo em linha com a família Gol.

O interior também ganhava novidades com novas opções de tecido aplicado e apoios de cabeça para os passageiros do banco de trás. Antes de sair de linha, a Volkswagen tentou emplacar uma nova versão do Polo Classic.

Agora o modelo vinha equipado com o mesmo motor 1.0 litro de 16 válvulas da linha Gol. No sedan, o propulsor rendia 71 cavalos de potência ao invés de 69 cavalos, como era na linha Gol.

Polo Classic 1.0

A intenção era bater de frente com o Fiat Siena ELX 1.0 litro de 16 válvulas, mas como os resultados não foram nada satisfatórios, a marca decidiu vender aos seus próprios funcionários os modelos que restaram montados na fábrica.

Por aqui, o Polo Classic saiu de linha em 2002, com poucas vendas desde o começo e trazendo um resultado amargo para a Volkswagen.

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

Mas o mesmo não ocorreu em outros mercados. Na Argentina, o modelo ficou em linha até 2008, enquanto que no México (onde era vendido como Derby) ele durou até 2009.

Volkswagen Virtus

Depois dessa longa história no Brasil, finalmente chegamos à sexta geração do Polo Sedan, que agora ostenta um novo nome: Virtus.

Temos uma reportagem bem completa com todos os detalhes do Virtus, que você pode conferir aqui.

O modelo foi apresentado em 2018 e conta com todos os predicativos do Polo hatch, só que com mais espaço no porta-malas e para as pernas, além de aumentar o conforto para os ocupantes.

Mesmo utilizando a famosa plataforma MQB na versão A0, o Virtus consegue ser cerca de 9 centímetros maior que o irmão.

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

Isso se reflete no espaço no interior e um porta-malas bastante generoso, que fica na casa dos 521 litros. Ele também usa os mesmos motores disponíveis na gama Polo.

Isso significa que a versão topo de linha utiliza o moderno motor 1.0 litro turbo com 12 válvulas, que rende 128 cavalos com etanol e 116 cavalos com gasolina, além de ter um torque de 20,4 kgfm a 2.000 rpm.

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

Também está presente o motor 1.6 litro aspirado, que conta com 117 cavalos quando abastecido com etanol e 110 cavalos com gasolina.

Recentemente, tanto o Polo quanto o Virtus receberam a versão esportiva GTS, a única da gama a contar com o potente 1.4 TSI de 150 cv e 25,5 kgfm de torque, sempre com câmbio automático de seis marchas.

Para não dizer que a dupla da VW tem exatamente os mesmos motores, o Polo ainda conta com sua versão de entrada 1.0 MPI, entregando 84 cv e 10,4 kgfm, sempre com câmbio manual de cinco marchas.

Voltando a falar do Virtus, atualmente o modelo tem preços que começam na casa dos R$ 90.090 na versão 1.6 MSI manual, podendo chegar até R$ 109.740 na versão Highline 200 TSI com o motor 1.0 litro turbo e câmbio automático de 6 velocidades.

Se a versão escolhida for a GTS, prepare seu bolso, pois o valor inicial é de R$ 125.950. Completo, o sedã compacto nessa configuração chega a R$ 129.235!

Polo Sedan 2002-2014: história, versões, detalhes, motores

Kleber Silva

Kleber, 28 anos, designer e apaixonado por carros desde pequeno. Formado em design gráfico pela UNIP, ouvinte assíduo de música pop e master chef nas horas vagas.