*Destaque Crossovers Listas Top 10 Mercado Preços

Top 10: os crossovers automáticos mais baratos do Brasil

crossovers-automaticos-mais-baratos-top-10 Top 10: os crossovers automáticos mais baratos do Brasil

A categoria do segmento de crossovers está em completa ascensão no mercado brasileiro. Para se ter uma ideia, entre janeiro e outubro deste ano, os dois carros mais vendidos da categoria conseguiram emplacar, juntos, quase 92 mil exemplares. O primeiro mais emplacado se posiciona como o oitavo automóvel que mais vendeu neste período no País. Ou seja, números bastante significativos.



Isso mostra que os brasileiros estão cada vez mais interessados em crossovers. E como em praticamente todos os segmentos acima dos modelos populares, há maior atração pelos carros equipados com câmbio automático. No ranking abaixo, listamos os dez crossovers com câmbio automático mais em conta disponíveis em nosso mercado (o mais barato deles custa menos de sessenta mil reais). Confira:

1) Chery Tiggo 2.0 AT – R$ 59.990

chery-tiggo-automatico Top 10: os crossovers automáticos mais baratos do Brasil

O crossover com câmbio automático mais em conta à venda no mercado brasileiro é um chinês. O Chery Tiggo se posiciona em primeiro lugar, com seu preço abaixo dos R$ 60 mil, e oferece um motor 2.0 litros a gasolina de quatro cilindros, que desenvolve 138 cv, a 5.750 rpm, e 18,5 kgfm, a 4.300 rpm, com uma transmissão automática de quatro marchas. O modelo alcança os 100 km/h em 15 segundos e tem velocidade máxima de 170 km/h.

Na lista de equipamentos de série, há airbags frontais, freios ABS com EBD, sensor de estacionamento traseiro, luzes de condução diurna em LED, lanternas traseiras em LED, rodas de liga-leve aro 16, direção hidráulica, ar-condicionado, trio elétrico, retrovisor interno com bússola, sistema multimídia, bancos revestidos em couro, banco do motorista e volante com ajuste de altura, controle de cruzeiro, volante multifuncional, entre outros.

2) JAC T5 1.5 CVT – R$ 69.990

jac-t5-cvt-2017-71 Top 10: os crossovers automáticos mais baratos do Brasil

Embora esteja em segundo lugar, o JAC T5 1.5 CVT empata com o Hyundai Tucson GLS 2.0 AT quando a questão é o preço. Ambos custam R$ 69.990. Todavia, embora sofra o preconceito de ser um carro chinês, o modelo é mais equipado. O motor é um 1.5 litro flex de quatro cilindros, que rende 125 cavalos de potência com gasolina e 127 cv com etanol, a 6.000 rpm, e torque de 15,5 kgfm e 15,7 kgfm, respectivamente, a 4.000 rpm.

Ele trabalha em conjunto com uma transmissão automática do tipo CVT, que oferece modo sequencial com seis marchas simuladas. O asiático vai de 0 a 100 km/h em 12,3 segundos e tem velocidade limitada a 192 km/h.

Nos itens de série, há airbags frontais, freios ABS com EBD, luzes diurnas de LED, monitoramento da pressão dos pneus, faróis e lanternas de neblina, Isofix, sensor de estacionamento traseiro, direção elétrica, ar-condicionado automático e digital, encosto de cabeça e cinto de três pontos para os cinco ocupantes, rodas de liga-leve aro 16, retrovisor interno antiofuscante, bancos em couro, sistema multimídia com tela sensível ao toque e Mirror Link, volante multifuncional, controle de cruzeiro, entre outros.

3) Hyundai Tucson GLS 2.0 AT – R$ 69.990

Hyundai-Tucson-GLS Top 10: os crossovers automáticos mais baratos do Brasil

O Tucson é o modelo mais antigo do segmento. Mas ainda assim, o carro continua marcando presença nas concessionárias da Hyundai. O crossover usa um motor 2.0 litros flex de quatro cilindros, que entrega 142 cv com gasolina e 146 cv com etanol, a 6.000 rpm, e 19 e 19,6 kgfm, respectivamente, a 4.500 rpm, atrelado a um câmbio automático de quatro velocidades. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 11,3 segundos, enquanto a velocidade máxima é de 174 km/h.

O carro é equipado com airbags frontais, freios ABS com EBD, ar-condicionado digital, faróis de neblina, sistema de som com entrada USB, retrovisores externos com rebatimento elétrico, trio elétrico, entre outros.

4) Peugeot 2008 Allure 1.6 AT – R$ 76.090

novo-peugeot-2008-NA-15 Top 10: os crossovers automáticos mais baratos do Brasil

Por pouco mais de R$ 76 mil, é possível levar para casa a versão de entrada com câmbio automático do Peugeot 2008. O carro oferece um motor 1.6 litro flex aspirado de quatro cilindros, que rende 115 cv com gasolina e 122 cv com etanol, a 5.800 rpm, e torque de 15,5 e 16,4 kgfm, respectivamente, a 4.000 rpm, com um câmbio automático de quatro marchas. A empresa diz que o modelo vai de 0 a 100 km/h em 11,9 segundos e alcança máxima de 177 km/h.

O 2008 Allure AT oferece airbags frontais e laterais, freios ABS com EBD, luzes diurnas de LED, faróis e lanternas de neblina, rodas de liga-leve aro 16, lanternas traseiras em LED, sensor de estacionamento traseiro, controle de cruzeiro, volante multifuncional em couro e com ajuste de altura e profundidade, paddle shifts, computador de bordo, ar-condicionado automático e digital de duas zonas, direção elétrica com assistência variável, trio elétrico, sistema multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, Apple CarPlay e MirrorLink, entre outros.

5) Ford EcoSport SE 1.6 AT – R$ 77.650

ford-ecosport-powershift-2016-3 Top 10: os crossovers automáticos mais baratos do Brasil

O EcoSport já foi líder do segmento, mas acabou sendo desbancado pelos novos modelos da categoria. Todavia, o carro continua sendo uma opção para quem busca um crossover com câmbio automático (ou automatizado neste caso). Ele é o único a trazer uma transmissão automatizada de seis marchas e dupla embreagem, que nesta versão está atrelada ao motor 1.6 litro flex de quatro cilindros, que gera 126 cv na gasolina e 131 cv no etanol, a 6.000 rpm, e tem torque de 15,3 e 16,1 kgfm, a 4.750 rpm.

Segundo a fabricante, o modelo acelera de 0 a 100 km/h em 11,8 segundos e tem velocidade máxima de 180 km/h.

A versão SE do Ford oferece airbags frontais, freios ABS, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, ar-condicionado, direção elétrica, trio elétrico, controle de cruzeiro, sistema multimídia SYNC com AppLink e Assistência de Emergência, rodas de liga-leve de 15 polegadas, volante multifuncional, faróis e lanternas de neblina, entre outros.

6) Chevrolet Tracker LT 1.4 Turbo AT – R$ 79.990

Tracker-2017-2 Top 10: os crossovers automáticos mais baratos do Brasil

Renovado recentemente, o Chevrolet Tracker se posiciona como uma das boas opções por dispor de motorização turbo. O modelo é equipado com um propulsor 1.4 litro turbo flex de quatro cilindros, que rende 150 cv com gasolina e 153 cv com etanol, a 5.200 rpm, e torque de 24 e 24,5 kgfm, a 2.000 rpm, com uma transmissão automática de seis velocidades.

O crossover compacto acelera de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos e atinge velocidade máxima de 205 km/h.

A versão LT é equipada com airbags frontais, freios ABS com EBD, sistema OnStar, faróis e lanternas de neblina, Isofix, luz de condução diurna, rodas de liga-leve aro 16, direção elétrica progressiva, ar-condicionado, volante multifuncional com ajuste de altura e profundidade, banco do motorista regulável em altura, controle de cruzeiro, sistema start/stop, trio elétrico, sistema multimídia MyLink com Apple CarPlay e Android Auto, entre outros.

7) Renault Duster Dynamique 2.0 AT – R$ 83.540

novo-renault-duster-2016-2 Top 10: os crossovers automáticos mais baratos do Brasil

Assim como o EcoSport, o Renault Duster carece de mudanças. Todavia, para quem busca um crossover automático com bom espaço interno, o modelo da marca francesa pode aparecer como uma boa opção. Neste caso, há a versão Dynamique, que usa um motor 2.0 litros flex de quatro cilindros, que desenvolve 143 e 148 cv, a 5.750 rpm, e 20,2 e 20,9 kgfm, a 4.000 rpm, com uma transmissão automática de quatro relações.

De acordo com a fabricante, o veículo atinge os 100 km/h em 11 segundos e tem velocidade máxima de 176 km/h.

Como item de série, a versão do Renault Duster conta com airbags frontais, freios ABS, luzes de condução diurna, faróis de neblina, ar-condicionado, volante revestido em couro e com ajuste de altura, direção elétrica, sensor de estacionamento traseiro, vidros, travas e retrovisores elétricos, rodas de liga-leve de 16 polegadas, sistema multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas e navegador GPS, comando de áudio e telefonia na coluna de direção, entre outros.

8) Nissan Kicks SV Limited 1.6 CVT – R$ 84.900

nissan-kicks-NA-53 Top 10: os crossovers automáticos mais baratos do Brasil

Um dos modelos mais recentes do segmento, o Kicks na versão de entrada SV Limited é o oitavo crossover com câmbio automático mais em conta disponível em nosso mercado. O modelo usa um motor 1.6 litro flex aspirado de quatro cilindros, que consegue entregar 114 cavalos de potência, a 5.600 rpm, e 15,5 kgfm de torque, a 4.000 rpm, com ambos os combustíveis.

Esse propulsor trabalha em conjunto com uma transmissão automática Xtronic do tipo CVT com função “Sport”. Segundo a marca, o carro vai de 0 a 100 km/h em 12 segundos e atinge velocidade máxima de 175 km/h.

Entre os itens de série, há airbags frontais, freios ABS com EBD, controle eletrônico de tração e de estabilidade, controle dinâmico de freio-motor (Active Engine Brake), controle dinâmico em curvas (Active Trace Control), assistente de partida em rampas (HSA), faróis dianteiros com assinatura em LED, ar-condicionado automático digital, chave inteligente presencial (I-Key) e painel de instrumentos com tela de sete polegadas.

Há também sistema multimídia NissanConnect com tela sensível ao toque de sete polegadas e navegador GPS, rodas aro 17, trio elétrico e volante multifuncional com revestimento em couro e ajuste de altura e profundidade, direção com assistência elétrica variável, faróis de neblina, Isofix e Latch para fixação de cadeirinhas infantis, alarme perimétrico, sensor de estacionamento traseiro, entre outros.

9) Jeep Renegade Sport 1.8 AT – R$ 85.990

jeep-renegade-2017-1 Top 10: os crossovers automáticos mais baratos do Brasil

O Jeep Renegade é um dos modelos mais vendidos da categoria de crossovers compactos e um dos que têm preços mais “salgados”. A versão de entrada com câmbio automático é a Sport, que usa um motor 1.8 litro flex de quatro cilindros, com 135 cv com gasolina e 139 cv com etanol, a 5.750 rpm, e torque de 18,8 e 19,3 kgfm, a 3.750 rpm, associado a uma transmissão automática de seis marchas.

Com as melhorias da linha 2017, segundo dados da Jeep, o Renegade Flex consegue atingir os 100 km/h em 11,1 segundos e velocidade máxima de 182 km/h.

A variante oferece airbags frontais, controle de estabilidade e de tração, alarme, controle de descida, Isofix para fixação de cadeirinhas infantis, controle de cruzeiro, rodas aro 16, chave canivete com telecomando, retrovisores elétricos, vidros e travas elétricas nas quatro portas, sensor de estacionamento traseiro, sistema de som com seis alto-falantes, direção elétrica, volante com ajuste de altura e profundidade, ar-condicionado, luzes de condução diurna, banco do motorista com ajuste de altura, volante com comandos do sistema de som e Bluetooth, direção elétrica, faróis de neblina, freio de estacionamento eletrônico, freio a disco nas quatro rodas com ABS, entre outros.

10) Honda HR-V LX 1.8 CVT – R$ 86.800

honda-hr-v-exl-NA-9 Top 10: os crossovers automáticos mais baratos do Brasil

Assim como o Renegade, o Honda HR-V se posiciona no topo das vendas do segmento e também é um dos mais caros. A versão mais básica do carro ficou com o décimo lugar neste ranking. O utilitário-esportivo japonês usa um motor 1.8 litro flex de quatro cilindros, de 139 cv e 140 cv com gasolina e etanol, respectivamente, a 6.300 rpm, e 17,3 e 17,4 kgfm de torque, a 5.000 rpm, com um câmbio automático tipo CVT.

Segundo a fabricante, o crossover vai de 0 a 100 km/h em 11 segundos e alcança velocidade máxima de 175 km/h.

Na lista de itens de série, há airbags frontais, freios a disco nas quatro rodas com ABS e EBD, controle de estabilidade, controle de tração, assistente de partida em rampas, freio de estacionamento eletrônico, lanternas traseiras em LED, vidros, travas e retrovisores elétricos, ar-condicionado, sistema de som com tela LCD de cinco polegadas, Bluetooth e quatro alto-falantes, volante com ajuste de altura e profundidade, banco do motorista com regulagem de altura, entre outros.

4.0

  • Brasil_MG

    A Honda como sempre metendo a faca com mais força…Não sei como pode HR-V ser tão simples e caro e ainda assim vender tanto…

    • Heitor Borges

      vão falar que é a revenda que é confiança do motor, que é a manutenção e por ai vai.. !

      • Brasil_MG

        Cara..o farol do HR-V é mais simples que do Fox, o prolongamento da lanterna traseira não acende, portas com acabamento simples, rádio de carro popular e por aí vai…

        • Gurgelando

          Acho que seus argumentos são pertinentes. Penso que o design é que pega o pessoal. É um carro bonito e imponente. Dá estatus… ele chega chegando. Não penso que esse deve ser o principal motivo para se comprar um carro, mas de forma geral as pessoas (ou nós) estão muito preocupadas com imagem.

          • Daniel

            HR-V pra mim é um carro como qualquer outro. Status pra mim é Mercedes, BMW, Jaguar, Land Rover, etc… hoje todos os carros estão com preços bizarros, mas a Honda é a mais fora da casinha de todas com seu Civic de 125k. 125k… num civic… carro que em países com um mercado maduro é considerado um carro quase popular, algo equivalente a um prisma joy ou um siena…

            • Brasil_MG

              A Honda está tabelando seus carros como se fosse uma Mercedes!

            • Tosoobservando

              quase popular nao amigo, popular mesmo kkk custam abaixo de 20 mil dolares, que se for fazer comparação de salarios (sem conversão de moedas) sai mais barato pra um americano assalariado comprar um Civic do que pra um brazuca comprar um Mobi! A nossa situação é das piores do planeta!

    • Boleta7

      Tem um H retinho na grade. Isso que faz vender

  • O JAC T5 parece uma opção modesta… alguém já fez TD?

    • Henrique Bittancourt Gouveia

      Já sim é gostei bastante…

    • O acabamento agrada aos olhos mas não ao toque; materiais pobres e duros. A suspensão traseira pula demais, o que incomoda bastante em pisos acidentados. No mais, até pode satisfazer…

  • Christian Balzano

    A Tracker parece ser o melhor negócio. O 2008 foi vacilo de não ter THP automático.

  • Martini Stripes

    Vão continuar com mimimi de que o Renegade é manco…

    • rogeriuslima

      Vou aguardar algum teste pra confirmar esses tempos, tá muito estranho.
      No teste da Quatro Rodas quando o Kicks foi lançado o Renegade fez 0-100 em 15,3 segundos, agora tão anunciando 11.
      O kicks que todos reclamam que é motor 1.6 fez em 11,9 e perdeu só pro HR-V (11) e 2008 thp (9,1)

  • Rodrigo

    Não imaginava que o Duster custasse tanto!!!

    • Robson Carvalho

      Uma pena, porque apesar de mais simples que os concorrentes (também foi lançado em 2011) é muito parrudo e aguenta muito bem o tranco, melhor que os demais. Além de ter o melhor espaço interno da categoria. Além disso, ainda é o 4×4 mais em conta.

      Tá na hora de Renault reposicionar o modelo num patamar de preços mais aceitável, especialmente agora que o Captur já está na pré-venda.

  • Louis

    Prefiro um bom sedan, “grudado” no chão, confortável e mais econômico.

    • Rodrigo Alves Buriti

      Idem, porém possuo os dois e prefiro andar no mais alto…principalmente depois que arranhei todo o protetor de carter numa espécie de “grand canyon” no chão de uma obra da prefeitura.
      O mais baixo, por mais confortável que seja e estável, não aguenta irregularidades…só uso quando sei a trajetória que vou pegar, ou quando não sei as vezes tenho que dar uma volta pelo bloco para evitar o trecho ruim…..ultimamente tá tenso.

  • Felipe

    Pena que a galera da PSA não sabe trabalhar… Eles tem um ótimo produto nas mãos, competitivo e com relação custo x benefício claramente boa!
    Óbvio que um motor como o THP cairia como uma luva no 2008, todavia, o preço final sofreria aumento… E com preço mais alto, há opções melhores.

    • oscar.fr

      E ainda por cima ele é vendido por 70 mil em preço promocional este Allure automático. Não há melhor compra que ele por esse preço.

      • Felipe

        Pois é… O que não alavanca esse carro é a própria PSA.
        Falta Marketing, falta estruturação da rede autorizada (Houve o fechamento de várias concessionárias Brasil afora), etc, etc…

  • Tosca16

    R$53.990 Chery Tiggo.

  • zekinha71

    Jac T5 quem?
    Se é pra jogar fora 70K, seu seja em uma old old Tucson.

    • Tosca16

      Daqui a dez anos este JAC não estará mais no mercado e o Old Tucson custando R$ 100.000,00 …

      • zekinha71

        E o pior é olhar o ranking de emplacamentos: Tucson 11.034, T5 743 no ano.

  • Duh

    Qual é o consumo do 2008 at? Pessoalmente é bem bonito, acabamento excelente (nível do Renegade, espanca o honda), peca por não ter 6marchas e por falta de esp (economia porca).

    • Daniel

      Também não tem barras de proteção laterais diagonais dianteiras.

      • Edson Fernandes

        Depende da versão. As versões com 4 ou 6 air bags possuem.

        • Daniel

          Não, não possuem.

    • Lofin

      Minha namorada tem o 208 1.6 AT.

      O consumo é elevado.

  • EDU

    O Tiggo esta sendo vendido a $53.990 Vi no site da Chery

    • Jurandir Filho

      E o 2008 tá por 69.990, mesmo preço do JAC

  • Antonio

    Não esperava mesmo que o Honda ficasse em posição diferente, mas em termos de preços, pra mim e o que tem melhor custo x benefício, isso olhando em desvalorização e utilização do veículo a longo prazo, pois em se tratando de Cross Over, que traduzido quer dizer “SOBRE” ou acima dos outros, o Honda realmente cumpre a esse papel proposto, em segundo eu ficaria com o JAC, e em terceiro com o Chery

  • Eduardo

    Nossa, o preço do Duster é absurdo… o acabamento é de carro popular.. o Honda custa muito e oferece bem pouco… pra mim a melhor opção aqui é o Tracker, esse motor turbo é bom e econômico, mas a GM mais uma vez veio com uma economia porca… o carro não traz até hj o controle de estabilidade e tração… até o KA tem… esse é nosso Brasil… e os carros cada dia mais caros…

  • Zé Mundico

    Desafio aos mais atentos:
    Perceberam alguma importante ausência nessa lista? Qual?
    Hoje mesmo já falei nisso em outro post.

    • Senti falta de vários nessa faixa de preço, como Jimny, T6, X60, mas acho que são todos apenas manuais, não?

    • Zé Mundico

      Acertou! Até chinês tem suv na praça e a Toyota dando bandeira nesse segmento altamente lucrativo.
      Difícil entender essa…

      • Tosoobservando

        Toyota demorou seculos pra entrar no segmento hatch, mesmo que la fora eles tem hatches a rodo, principalmente no Japão, ate em países vizinhos aqui oferecem e fabricam hatches, ae trouxeram aquela belezura do Etios. Estão analisando o mercado, e analisar pra Toyota denota anos e anos de pesquisa kkkkk

  • NaoFaloComBandeirantes

    Digamos que “Barato” é termo um tanto quanto forte!

  • Leandro Morais

    Antes que venham com bobagens…

    https://youtu.be/kgP2xNZiO-s

  • Joildo Dias

    Se o Chevrolet não vender bem agora, não vende nunca mais, acho que é o melhor, peca por não ter as sopinhas de letras e alguns detalhes, como sempre, nunca vai ter um carro completinho por um preço razoável, braaaaaassssiillllliisssss….

    • Hiboria

      É feito no Brasil?

      • Tosoobservando

        Mexico.

        • Hiboria

          Pois é, isso já tira muitos compradores mai conservadores.

  • Robson Carvalho

    Faltou nessa lista aí o novo SUZUKI VITARA na versão 4All, por R$ 89.990,00. Motor 1.6 de 126cv, Câmbio automático de 6 velocidades com trocas por Paddle Shift, freio a disco nas 4 rodas com ABS, EBD, BAS e BOS, Hill hold, isofix, Cruise control, Sistema Multimída com tela de 10” Wi-fi, com GPS, Sistema de entrada keyless, Sistema Star-Stop.

    MUITO melhor que certos hondinhas por aí!

    • Luis LC

      Se for de Vitara poe mais um troquinho e leva o S-Cross, muito mais carro

    • Edson Fernandes

      O problema é o preço… sendo um top 10 ele ficaria fora da lista.

  • Eduardo Motta

    Dessa lista ai, o HRV ainda é a melhor opção, melhor custo x beneficio, valor de revenda e excelente pos venda. O design é o mais bonito, tem status superior comparado aos outros, um bom acabamento e o motor pode não ser moderno, mas é super confiável e anda suficiente.

    Os chineses eu não compraria de jeito nenhum, por vários motivos, pós venda, valor de revenda, acabamento, design, status, etc etc…

    Tucson ultrapassado, Eco e Tracker não tem os atributos que o Honda tem, é só ver os problemas com o câmbio, coisa que não acontece com os Hondas…

    Renegade e Kicks seriam os dois maiores rivais do HRV. porém o fraco desempenho mecânico do Renegade e pecados no acabamento do Kicks deixam eles para trás (falta no Kicks entre outras coisas um descansa braço central, uma falha grave num carro de mais de 80 mil…)

    O motor do Kicks tb é inferior e a posição de dirigir é muito alta, diferente da posição mais esportiva do HRV, coisa que foi objeto de critica na 4 rodas desse mes..

    Enfim, sobrou o HRV, a Honda cobra caro, mas ele é mais carro…

    • Daniel

      Você está dizendo que o mais caro e mais pelado é mais “carro” pq é uma opinião pessoal sua e pq a 4Rodas corrobora? Hahahahaha
      Sério, quem ainda consome essa revista?

  • Erick

    Iria de JAC T5 com certeza. Preco bom e bom cambio CVT com 6 marchas. Os chinas (JAC e Chery) vieram pra ficar mesmo!

  • Erick

    Fora a desvalorizacao e a falta de pecas (mas a Chery e JAC tem investido muito para resolver esse problema), nao vi nenhum problema grave neles, so probleminhas que qualquer carro pode ter (vidro nao sobe, embreagem muito baixa…). JAC T5 seria o meu escolhido na lista.

    • Marcio Campos

      Tenho um Tiggo 2010/2011…cumpre ao que se propõe, a única coisa que lasca é a suspensão…sofre demais nessas vias brasilis…

      • Erick

        Acredito que ela ja tenha “abrasileirado” a suspensao, ja que os proprietarios do primeiro modelo do Celer reclamavam do mesmo problema. A Chery foi a que mais investiu pra conquistar o Brasil (fabrica e centro de distribuicao).

        • Edson Fernandes

          Sim, fizeram um trabalho de adaptação as nossas vias. Pra mim, eu gostaria de um Celer até 45000 com cambio CVT que já falei ao @disqus_iBviZCagQV:disqus que eu iria ver e poderia ser um forte interessado.

          • Tosca16

            Sim, e com o grupo CAOA vendendo Chery ano que vem o modelo sairá da rabeira do segmento.

            • Edson Fernandes

              Isso se a CAOA não vier a fazer como faz com a Subaru…

              • Tosca16

                Não, a mesma quer crescer no segmento de entrada, segundo pessoas nos grupos modelos como o apagado Celer não serão esquecidos, a CAOA vai fazer um marketing forte na linha, e por o Celer como carro-chefe até a chegada dos novos SUV’s… pelo que sabemos já tem cidade que a concessionária fechou e ao ligar para matriz da rede que revendia a marca a informação é que a CAOA irá assumir na cidade, dando a entender que não abrirão apenas revendas onde não se tinha Chery e sim também trocarão as redes em algumas cidades. A Chery fala como se fosse um novo “canal de distribuição”, dando a entender que poderá ser mais que apenas uma rede de concessionárias da marca, ao meu vê entregaria ao grupo CAOA as operações logísticas e o marketing da empresa, coisa que a Chery Brasil nunca soube fazer.

    • Erick

      Do Celer eu nao ouvi nenhuma reclamacao grave, so da suspensao ser macia demais. Celer esta nos meus planos para 2017. Ele é melhor e mais completo que Gran Siena (85 cv), Onix/Prisma 1.0, HB20, Ford Ka 1.0 e custa mais barato que todos eles. To pensando em ir a concessionaria Chery do DF. Estou entre J3 Turin e Celer nacional.

  • Bruno Costa

    Mesmo com ausência de alguns equipamentos, com o motor 1.4T a Tracker se tornou o melhor custo benefício da lista. Razoável equipamentos, ótima de motorização, ok de câmbio, só faltou refino mesmo e o principal, o ESP. Mas de resto, é a que cobra menos pelo que vale.

  • Lofin

    Existe Tucson manual?

  • João Cagnoni

    Fiquei de olho naquela bike em cima da Duster, mas a Duster eu passo… rsrs

  • Rafael Dias

    Botam Chery e Jac Motors, mas não botam Lifan. Se é pra botar os chineses, vamos ser justos então.

  • Edson Fernandes

    Olha confesso que incrivelmente por preço, o Tracker esta mais interessante. E se fosse considerar me arriscar com uma marca de menos tempo de mercado, seria com a Chery pelo preço muito convidativo.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend