Top 10: os sedãs automáticos mais baratos do Brasil

No segmento de sedãs, praticamente todos os modelos dispõem de versões com transmissão sem o pedal de embreagem. Para atender os consumidores que buscam mais conforto, as fabricantes oferecem seus automóveis na categoria com câmbio automatizado, automatizado de dupla embreagem, automático e automático tipo CVT.

Logo há uma variedade de modelos disponíveis no país. Porém, você sabe quanto custa o sedã automático mais barato do mercado brasileiro e, além disso, quais são os dez modelos mais em conta disponíveis por aqui?

Fizemos a seleção nesta lista que você pode conferir abaixo, onde consideramos apenas os carros com transmissão automatizada de dupla embreagem, automática convencional ou automática CVT.

Não consideramos como automáticos os carros com câmbio automatizado simples, os chamados GSR, Dualogic, I-Motion, Easy’R, etc. Eles não chegam nem perto do conforto dos automáticos verdadeiros. Para saber mais sobre a diferença, acesse: diferença entre câmbio automático e automatizado.

Veja:

1) Chevrolet Onix Plus 1.0 Turbo – R$ 68.390

Mesmo não tendo mais o Prisma, a Chevrolet continua oferecendo o sedã automático mais barato do país, o Onix Plus. E o modelo vem com várias novidades interessantes, além de seu visual.

A principal é o conjunto mecânico, com motor 1.0 turbo de 116 cv e 16,8 kgfm de torque aliado a uma transmissão automática de 6 marchas.

Na configuração mais barata com câmbio automático, o Onix Plus já vem equipado com seis airbags, controle eletrônico de estabilidade (com assistente de partida em rampa), ar-condicionado, direção elétrica, computador de bordo, lanterna de neblina, vidros elétricos nas quatro portas, entre outros.

Confira as mais de 150 listas Top 10 que temos no nosso site!

Leia também: os sedãs mais completos até 100.000 reais

2) Ford Ka Sedan SE Plus 1.5 AT – R$ 68.490

Top 10: os sedãs automáticos mais baratos do Brasil

Em sua linha reestilizada, o Ford Ka Sedan passou a oferecer a opção de câmbio automático. Este modelo oferece um eficiente motor 1.5 litro flex de três cilindros, que gera até 136 cavalos de potência e 16,1 kgfm de torque, atrelado a uma transmissão automática de seis marchas com conversor de torque.

Consegue acelerar de 0 a 100 km/h em 10,6 segundos e atinge velocidade máxima de 181 km/h. O consumo do carro é de 7,8 km/l na cidade e 10,1 km/l na estrada com etanol e 11 e 14,2 km/l, nesta ordem, com gasolina.

Nesta versão SE Plus automática, ele custa R$ 68,4 mil e oferece itens como ar-condicionado, encosto de cabeça e cinto de três pontos para os cinco ocupantes, direção elétrica, computador de bordo, volante e banco do motorista ajustáveis em altura, faróis de neblina, Isofix, piloto automático, sistema de som com comandos de voz, vidros dianteiros e travas elétricas, entre outros.

3) Toyota Etios Sedan X 1.5 AT – R$ 68.700

Top 10: os sedãs automáticos mais baratos do Brasil

O Toyota Etios Sedan é o terceiro sedã com câmbio automático mais em conta disponível no mercado nacional e também o único desta lista a dispor de uma caixa de quatro velocidades. Ele já foi retirado do site da marca pois sairá de linha, mas decidimos mantê-lo em nossa lista por ainda ter muitas unidades nas concessionárias.

Essa transmissão citada trabalha juntamente com um motor 1.5 litro flex de quatro cilindros, que rende 102 cv com gasolina e 107 cv com etanol, a 5.600 rpm, e torque de 14,3 e 14,7 kgfm, respectivamente, a 3.100 rpm.

De acordo com a fabricante, o compacto atinge os 100 km/h em 12 segundos e tem velocidade máxima de 186 km/h. Já o consumo, segundo dados do Inmetro, é de 8,4 km/l na cidade e 10,4 km/l na estrada com etanol e 12,2 km/l e 14,9 km/l, respectivamente, com gasolina.

A versão X do carro é equipada de série com airbags frontais, freios ABS com EBD, sistema Isofix para fixação de cadeirinhas infantis, cinto de três pontos para todos os ocupantes, direção elétrica progressiva, ar-condicionado, banco traseiro rebatível, vidros e travas elétricas, banco do motorista com ajuste de altura, rodas aro 14 com calotas, painel de instrumentos digital, entre outros.

4) Nissan V-Drive 1.6 Special Edition CVT – R$ 71.990

Top 10: os sedãs automáticos mais baratos do Brasil

Na quarta posição temos o Nissan Versa, vendido por R$ 71.990.

O sedã compacto da marca japonesa é dotado de um motor 1.6 litro flex de quatro cilindros, capaz de entregar 111 cv com gasolina ou etanol, a 5.600 rpm, e 15,1 kgfm de torque com ambos os combustíveis, a 4.000 rpm. Ele usa uma transmissão automática Xtronic tipo CVT.

Este aparato é responsável por levar o carro aos 100 km/h em 11,6 segundos e atingir velocidade máxima de 187 km/h. O consumo é de 7,8 km/l na cidade e 10 km/l na estrada com etanol e 11,6 km/l e 14,1 km/l, respectivamente, com gasolina.

A lista de equipamentos de série inclui airbags frontais, freios ABS com EBD, direção elétrica progressiva, ar-condicionado, volante com comandos de áudio e telefone, computador de bordo, banco do motorista com regulagem de altura, banco traseiro rebatível, volante com ajuste de altura, sistema de som com entrada USB e quatro alto-falantes, rodas de liga-leve aro 15, vidros e travas elétricas, cinto de segurança de três pontos para todos os ocupantes, entre outros.

5) Volkswagen Voyage 1.6 AT – R$ 76.490

Top 10: os sedãs automáticos mais baratos do Brasil

Assim como o Ford Ka Sedan (veja aqui opinião de dono sobre Ford Ka SE 2014/2015), o VW Voyage também ganhou recentemente a opção de câmbio automático – até então, ele tinha somente a opção do automatizado i-Motion monoembreagem. Este modelo é equipado com um motor 1.6 16V de até 120 cavalos e 16,8 kgfm, com a transmissão Tiptronic de seis marchas também usada em outros Volkswagen.

A marca diz que o sedã acelera de 0 a 100 km/h em 10,2 segundos e atinge velocidade máxima de 190 km/h. O consumo é de 8 km/l na cidade e 10,1 km/l na estrada quando abastecido com gasolina e 11,1 e 14,3 km/l, respectivamente, com gasolina.

Por pouco mais de R$ 76 mil, traz itens como ar-condicionado, banco do motorista ajustável em altura, banco traseiro com encosto rebatível, direção hidráulica, preparação para som com fiação, suporte para celular no painel, vidros dianteiros e travas elétricas, entre outros.

Pode receber itens opcionais como computador de bordo, alarme, sensor de estacionamento, chave canivete, retrovisores externos com tilt down, ajuste elétrico e luzes de direção integradas, faróis de neblina, vidros elétricos traseiros, travas elétricas, rodas de liga-leve, sistema multimídia com espelhamento de smartphones, volante multifuncional em couro, entre outros. Mas salta para R$ 82.790.

6) Toyota Yaris Sedan XL Live 1.5 CVT – R$ 77.990

Top 10: os sedãs automáticos mais baratos do Brasil

Sedã compacto mais refinado da Toyota, o Yaris Sedan beira os R$ 78 mil em sua versão automática mais barata. O modelo XL com motor 1.5 flex de quatro cilindros, de até 110 cv e 14,9 kgfm, com câmbio automático do tipo CVT que simula até sete marchas.

Vai de 0 a 100 km/h em 11,8 segundos e tem velocidade máxima de 173 km/h. Seu consumo é de 8,8 e 10 km/l com etanol na cidade e estrada e 12,6 e 13,8 km/l com gasolina.

É equipado de série com controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, faróis de neblina, alarme, Isofix, ar-condicionado, computador de bordo, direção elétrica progressiva, retrovisor interno eletrocrômico, piloto automático, descansa-braço dianteiro, faróis com acendimento automático, luzes diurnas de LED, trio elétrico, repetidores de seta nos retrovisores, rodas de liga-leve aro 16, sistema de som com Bluetooth, entre outros.

7) Hyundai HB20S Vision 1.6 AT – R$ 78.090

Top 10: os sedãs automáticos mais baratos do Brasil

Em sétimo lugar está o novo Hyundai HB20S na versão Vision 1.6, a mais em conta da linha equipada com transmissão automática. O renovado sedã compacto usa um motor 1.6 litro flex de quatro cilindros, que rende até 130 cv e 16,5 kgfm, atrelado a um câmbio automático de seis marchas.

O Hyundai HB20S automático tem consumo de 8,1 km/l na cidade e 10,4 km/l na estrada com etanol e, respectivamente, 11,5 km/l e 14,9 km/l com gasolina. Isso representou uma melhora significativa em relação ao modelo anterior.

A versão Vision 1.6 AT é equipada de série com direção elétrica, ar-condicionado, banco do motorista com ajuste de altura, volante multifuncional, computador de bordo, central multimídia com tela de 8 polegadas e conexão Apple CarPlay e Android Auto, piloto automático, apoio de braço para o motorista, entre outros.

8) Fiat Cronos Drive 1.8 AT – R$ 80.290

Top 10: os sedãs automáticos mais baratos do Brasil

A versão de acesso do Fiat Cronos automático aparece na oitava posição. Por R$ 80.290, o Cronos Drive tem motor 1.8 E.torQ flex de quatro cilindros, com até 139 cv e 19,3 kgfm, combinado ao câmbio automático de seis marchas.

O sedã acelera de 0 a 100 km/h em 9,9 segundos e atinge máxima de 196 km/h. Faz 7,2 km/l na cidade e 9,6 km/l na estrada com etanol e 10,3 e 13,3 km/l, respectivamente, com gasolina.

É equipado de fábrica com alarme antifurto, ar-condicionado, volante e banco do motorista ajustáveis em altura, central multimídia com espelhamento de smartphone, computador de bordo, câmera de ré, direção elétrica progressiva, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, volante multifuncional, monitoramento da pressão dos pneus, sensor de estacionamento, start/stop, painel de instrumentos com tela TFT de 3,5 polegadas, vidros dianteiros elétricos, travas elétricas, entre outros.

Tem opcionais como faróis de neblina, rodas de liga-leve aro 16, bancos em couro, banco traseiro bipartido, apoio de braço para motorista, vidros traseiros elétricos, volante em couro, paddle shifts, piloto automático, entre outros. Completo, vai para R$ 83.830.

9) Nissan Versa Sense 1.6 CVT – R$ 81.990

Top 10: os sedãs automáticos mais baratos do Brasil

Outra novidade em nosso mercado é o Nissan Versa renovado, que tem a versão Sense como sua opção mais barata com câmbio automático. Essa é a segunda configuração mais barata da linha, logo acima da Sense com câmbio manual.

Sem o pedal da embreagem, o novo Versa custa quase R$ 82 mil e vem com motor 1.6 de 114 cv e 15,5 kgfm de torque, sendo que sua transmissão é CVT e simula seis marchas. Além do visual bem mais interessante que o antigo Versa, agora chamado V-Drive, o modelo vem bem equipado.

A configuração citada aqui tem ar-condicionado, computador de bordo, volante multifuncional com regulagem de altura e profundidade, chave presencial, direção elétrica, seis airbags, controle de tração e estabilidade, piloto automático, sensor de estacionamento traseiro, sistema de som com rádio e entrada USB, entre outros.

10) Honda City LX 1.5 CVT – R$ 85.700

Top 10: os sedãs automáticos mais baratos do Brasil

Fechando nossa lista temos o Honda City, encarado por muitos como um sedã mais refinado que seus concorrentes por aqui. Tirando a versão de entrada, que tem câmbio manual, todas as outras tem o câmbio CVT, bem mais confortável que as caixas de transmissão convencionais ou automatizadas.

A partir da versão LX ela já pode ser encontrada, juntamente com itens como rodas de liga leve de 16 polegadas, direção elétrica progressiva, lanternas em LED, banco do motorista com regulagem de altura, ar-condicionado, câmera de ré, central multimídia com tela de 7 polegadas e conexão Android Auto e Apple Carplay, volante multifuncional com ajuste de altura e profundidade, luz de condução diurna em LED, entre outros.

O motor 1.5 do City rende 116 cv e 15,3 kgfm de torque.

Leonardo Andrade

Leonardo atua no segmento automotivo há quase nove anos. Tem experiência/formação em administração de empresas, marketing digital e inbound marketing. Já foi colaborador em mais de sete portais do Brasil. Fissurado por carros, em especial pelo mercado e por essa transformação que o mundo automotivo está vivendo.