Top 10: os sedãs automáticos mais baratos do Brasil (2022)

No segmento de sedãs, praticamente todos os modelos dispõem de versões com transmissão sem o pedal de embreagem.


Para atender os consumidores que buscam mais conforto, as fabricantes oferecem seus automóveis na categoria com câmbio automatizado, automatizado de dupla embreagem, automático e automático tipo CVT.

Logo há uma variedade de modelos disponíveis no país. Porém, você sabe quanto custa o sedã automático mais barato do mercado brasileiro e, além disso, quais são os dez modelos mais em conta disponíveis por aqui?

Fizemos a seleção nesta lista que você pode conferir abaixo, onde consideramos apenas os carros com transmissão automatizada de dupla embreagem, automática convencional ou automática CVT.

Não consideramos como automáticos os carros com câmbio automatizado simples, os chamados GSR, Dualogic, I-Motion, Easy’R, etc. Eles não chegam nem perto do conforto dos automáticos verdadeiros. Para saber mais sobre a diferença, acesse: diferença entre câmbio automático e automatizado.

Confira!

1) Chevrolet Onix Plus 1.0 Turbo – R$ 90.340

Mesmo não tendo mais o Prisma, a Chevrolet continua oferecendo o sedã automático mais barato do país, o Onix Plus. E o modelo vem com várias novidades interessantes, além de seu visual.

Confira as mais de 150 listas Top 10 que temos no nosso site!

A principal é o conjunto mecânico, com motor 1.0 turbo de 116 cv e 16,8 kgfm de torque aliado a uma transmissão automática de 6 marchas.

Na configuração mais barata com câmbio automático, o Onix Plus já vem equipado com seis airbags, controle eletrônico de estabilidade (com assistente de partida em rampa), ar-condicionado, direção elétrica, computador de bordo, lanterna de neblina, vidros elétricos nas quatro portas, entre outros.

Leia também: os sedãs mais completos até 100.000 reais

2) Chery Arrizo 5 RXS 1.5 Turbo CVT – R$ 90.490

Talvez ele nem seja considerado por quem procura um carro nesse segmento, mas o Arrizo 5 tem boas qualidades que podem te convencer. Uma delas é o preço, praticamente igual ao Onix Plus.

Além disso, o modelo da Chery vem com motor 1.5 turbo de 147 cv com gasolina e 150 cv com etanol, além de 21/21,4 kgfm de torque, respectivamente. Esse motor está ligado ao câmbio CVT de 9 marchas simuladas.

Na lista de equipamentos, a versão única RXS vem com luz diurna, faróis com guia de LED, lanternas de LED, rodas aro 17, sensor crepuscular, câmera de ré, volante multifuncional com regulagem de altura, direção elétrica e piloto automático.

Vem ainda com controle de tração e estabilidade, indicador de pressão e temperatura dos pneus, alarme, partida por botão, freio de estacionamento eletrônico com Auto Hold, multimídia de 7 polegadas com Android Auto e Apple CarPlay e computador de bordo.

3) Toyota Yaris Sedan XL 1.5 CVT – R$ 95.680

Sedã compacto mais refinado da Toyota, o Yaris Sedan beira os R$ 96 mil em sua versão automática mais barata. O modelo XL com motor 1.5 flex de quatro cilindros, de até 110 cv e 14,9 kgfm, com câmbio automático do tipo CVT que simula até sete marchas.

Vai de 0 a 100 km/h em 11,8 segundos e tem velocidade máxima de 173 km/h. Seu consumo é de 8,8 e 10 km/l com etanol na cidade e estrada e 12,6 e 13,8 km/l com gasolina.

É equipado de série com controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, faróis de neblina, alarme, Isofix, ar-condicionado, computador de bordo, direção elétrica progressiva, retrovisor interno eletrocrômico e piloto automático.

Tem ainda descansa-braço dianteiro, faróis com acendimento automático, luzes diurnas de LED, trio elétrico, repetidores de seta nos retrovisores, rodas de liga-leve aro 16, sistema de som com Bluetooth, entre outros.

4) Volkswagen Voyage 1.6 AT – R$ 97.490

Assim como o Ford Ka Sedan (veja aqui opinião de dono sobre Ford Ka SE 2014/2015), o VW Voyage também ganhou recentemente a opção de câmbio automático – até então, ele tinha somente a opção do automatizado i-Motion monoembreagem.

Este modelo é equipado com um motor 1.6 16V de até 120 cavalos e 16,8 kgfm, com a transmissão Tiptronic de seis marchas também usada em outros Volkswagen.

A marca diz que o sedã acelera de 0 a 100 km/h em 10,2 segundos e atinge velocidade máxima de 190 km/h. O consumo é de 8 km/l na cidade e 10,1 km/l na estrada quando abastecido com gasolina e 11,1 e 14,3 km/l, respectivamente, com gasolina.

Por pouco mais de R$ 97 mil, traz itens como ar-condicionado, banco do motorista ajustável em altura, banco traseiro com encosto rebatível, direção hidráulica, preparação para som com fiação, suporte para celular no painel, vidros dianteiros e travas elétricas, entre outros.

Pode receber itens opcionais como computador de bordo, alarme, sensor de estacionamento, chave canivete, retrovisores externos com tilt down, ajuste elétrico e luzes de direção integradas, faróis de neblina, vidros elétricos traseiros, travas elétricas, rodas de liga-leve, sistema multimídia com espelhamento de smartphones, volante multifuncional em couro, entre outros. Mas salta para R$ 105.520.

5) Hyundai HB20S Platinum 1.0 Turbo AT – R$ 100.590

Em quinto lugar está o novo Hyundai HB20S na versão Platinum, a mais em conta da linha equipada com transmissão automática. O renovado sedã compacto tem motor 1.0 turbo de 120 cv e 17,8 kgfm de torque, com câmbio automático de seis marchas.

O Hyundai HB20S automático tem consumo de 8 km/l na cidade e 10,8 km/l na estrada com etanol e, respectivamente, 12,1 km/l e 15,3 km/l com gasolina. Isso representou uma melhora significativa em relação ao modelo anterior.

A versão Platinum 1.0 Turbo AT é equipada de série com direção elétrica, quatro airbags, ar-condicionado, banco do motorista com ajuste de altura, volante multifuncional, computador de bordo, central multimídia com tela de 8 polegadas e conexão Apple CarPlay e Android Auto, piloto automático, apoio de braço para o motorista, entre outros.

6) Nissan Versa Sense 1.6 CVT – R$ 102.005

Outra novidade em nosso mercado é o Nissan Versa renovado, que tem a versão Sense como sua opção mais barata com câmbio automático. Essa é a segunda configuração mais barata da linha, logo acima da Sense com câmbio manual.

Sem o pedal da embreagem, o novo Versa custa R$ 102 mil e vem com motor 1.6 de 114 cv e 15,5 kgfm de torque, sendo que sua transmissão é CVT e simula seis marchas. Além do visual bem mais interessante que o antigo Versa, agora chamado V-Drive, o modelo vem bem equipado.

A configuração citada aqui tem ar-condicionado, computador de bordo, volante multifuncional com regulagem de altura e profundidade, chave presencial, direção elétrica, seis airbags, controle de tração e estabilidade, piloto automático, sensor de estacionamento traseiro, sistema de som com rádio e entrada USB, entre outros.

7) Honda City EX 1.5 CVT – R$ 106.300

Na sétima posição, temos o novo Honda City, encarado por muitos como um sedã mais refinado que seus concorrentes por aqui. A nova geração tem o câmbio automático em todas as versões, aliado ao motor 1.5 de 126 cv e 15,8 kgfm de torque.

De série, ele vem com rodas de 16 polegadas, controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas, seis airbags, câmera de ré, alerta de pressão dos pneus, luzes diurnas, lanternas em LED, sensor crepuscular e faróis de neblina.

Tem ainda piloto automático, ar-condicionado digital com saída traseira, partida por botão, multimídia de 8 polegadas com Android Auto e Apple CarPlay, volante multifuncional, entre outros.

O novo City faz 9,2 km/l na cidade e 10,5 km/l na estrada com etanol, enquanto que com gasolina seu consumo é de 13,1 km/l e 15,2 km/l, respectivamente.

8) Volkswagen Virtus Comfortline 200 TSI AT – R$ 112.120

Virtus Comfortline 2020

Essa lista tem sido atualizada com um número cada vez maior de modelos acima de R$ 100 mil, e um deles é o Virtus. Aliás, o modelo da VW está bem acima desse patamar, pois perdeu suas versões 1.6.

Com isso, a configuração Comfortline é a mais barata da gama, lembrando que todas tem câmbio automático. Aqui temos ainda o conhecido motor 1.0 TSI de 128 cv e 20,4 kgfm, enquanto a mais cara GTS usa o 1.4 TSI de 150 cv.

Com motor de 1,0 litro, o sedã alemão faz 7,8 km/l na cidade e 10,2 km/l na estrada com etanol, além de 11,2 km/l e 14,6 km/l, respectivamente, com gasolina.

Mesmo sendo a versão mais barata, ela já oferece quatro airbags, direção elétrica, assistente de partida em rampas, sensor de estacionamento, ar-condicionado, controle de tração e estabilidade, rodas aro 15, multimídia VW Play, start/stop, entre outros.

9) Honda Civic LX 2.0 AT – R$ 126.200

Subindo de categoria, nossa lista já entra na lista de sedãs médios. O mais barato deles atualmente é o Honda Civic LX, modelo que já pede uma atualização em nosso mercado, apesar de ainda vender relativamente bem.

Com câmbio automático CVT em todas as versões, ele ainda tem o motor 2.0 flex de 150/155 cv e 19,3/19,5 kgfm de torque. Apenas a opção topo de linha Touring que usa o motor 1.5 turbo de 173 cv.

O Civic LX tem médias com etanol de 7,2/8,9 km/l (cidade e estrada), enquanto que com gasolina ele chega a 10,5/13 km/l.

Ele vem equipado com seis airbags, câmera de ré, alerta de pressão dos pneus, lanternas em LED, chave canivete, piloto automático, ar-condicionado digital, volante em couro, entre outros.

10) Chery Arrizo 6 GSX 1.5 Turbo CVT – R$ 128.490

Fechamos nossa lista com outro sedã automático que você talvez veja muito pouco nas ruas, o Chery Arrizo 6. Assim como seu irmão já citado, ele vem com motor 1.5 turbo de 150 cv e 21,4 kgfm, ligado ao câmbio CVT de 9 marchas.

Seu consumo urbano é de 7,6 km/l com etanol e 11 km/l com gasolina, enquanto na estrada ele faz 9,4 e 13,3 km/l, respectivamente. Acelera de 0 a 100 km/h em 9,9 segundos e tem máxima de 190 km/h.

Ele oferece rodas de 17 polegadas, seis airbags, controle de tração e estabilidade, indicador de pressão e temperatura dos pneus, bancos e volante com revestimento premium, sensor crepuscular, ar-condicionado, direção elétrica, entre outros.

Autor:

Deixe um comentário