Home Marcas Citroen Citroen DS3: avaliação completa

citroen ds3 fotos 2 Citroen DS3: avaliação completa




O mercado brasileiro tem uma boa dose de responsabilidade pela invenção da linha DS pela Citroën. Foi aqui nos trópicos, no início dos anos 90, que a marca francesa experimentou a imagem de sofisticação, que não sentia desde meados dos anos 70, quando foi absorvida pela Peugeot Société Anonyme, a PSA.

Naquela época, exatamente, saíram das linhas da fábrica do Quai de Javel, já rebatizado de Quai André Citroën, em Paris, na França, as últimas das 500 mil unidades do DS produzidas em 20 anos – número assombroso para um modelo de alto luxo e tecnologia.

A memória desses anos de glamour vem sendo reavivada pela divisão DS, criada em 2009, com o lançamento do compacto DS3. E o Brasil, apesar de ser germinal no projeto, só agora recebe os primeiros exemplares do modelo – enquanto na Europa já estão nas ruas os projetos subsequentes, o hatch médio DS4 e o crossover médio-grande DS5.

citroen ds3 fotos 1 Citroen DS3: avaliação completa

Mesmo que tenha buscado no passado suas referências de requinte, a Citroën apostou em linhas e conceitos futuristas para sua nova divisão. Um desses recursos moderninhos é a personalização do carro através da combinação de cores e de adesivos, que podem ser aplicados tanto no interior quanto na carroceria, como ocorre com o Mini Cooper e com o Fiat 500.

E estas composições são ainda mais valorizadas pelo teto “flutuante”, impressão provocada pelo fato das colunas serem pintadas de preto ou ficarem ocultas atrás dos vidros. O toque mais charmoso é dado pela chamada “barbatana de tubarão” na lateral, formato aproximado da parte da coluna central que aflora em relação à área envidraçada.

As linhas frontais e traseiras também são cheias de detalhes e são uma espécie releitura da atual identidade de marca da Citroën. Na frente, grandes faróis triangulares começam na metade do para-lama dianteiro e se afilam bruscamente em direção à parte frontal.

citroen ds3 fotos 3 Citroen DS3: avaliação completa

A grade consiste de duas barras cromadas que formam o “double chevron”. Ela fica no topo da grande entrada de ar contornada por um grosso friso cromado e é ladeada pelos faróis de neblina redondos e por leds em uma linha vertical, que compõem a iluminação diurna. A traseira é um pouco menos burilada, com a tampa do porta-malas bem lisa e duas lanternas quadrangulares com detalhes cromados.

A ponteira de escapamento dupla, na lateral direita, também faz um bom efeito estético. Mas também é um prenúncio de que o DS3 tem uma proposta esportiva, além de um design bastante atrevido. E, de fato, o compacto da Citroën tem um conjunto mecânico de grande capacidade.

A plataforma é a da nova geração do C3, lançado também em 2009 e utilizada no Brasil pelo C3 Aircross e Picasso. Sob o capô, o propulsor 1.6 16V THP, da família Prince, desenvolvido em conjunto com a BMW – a sigla THP vem de Turbo High Pressure, ou turbo de alta pressão.

citroen ds3 fotos 4 Citroen DS3: avaliação completa

Nesta configuração, ele desenvolve 165 cv a 6 mil giros e 24,5 kgfm entre 1.400 e 4.500 rpm, com um overbooster que adiciona 2 kgfm por 25 segundos quando a acelerador é pressionado acima de 90% do curso total. O gerenciamento é feito por um câmbio mecânico de 6 marchas e auxiliado por controles de tração e estabilidade. Segundo o diretor geral da Citroën, Francesco Abbruzzesi, este trem de força faz do DS3 um carro “mais econômico que o Gol 1.0 flex”.

O arsenal tecnológico do DS3 ainda inclui seis airbags, ABS com EBD, controle de cruzeiro com limitador de velocidade, sistema de som com Bluetooth, etc. Tudo envolto numa atmosfera de luxo, aprimorada pelo ótimo acabamento típico da Citroën.

Para o DS3, a marca francesa aposta novamente, na medida do possível, na boa relação custo/benefício. Apesar de ser sido um tanto atrapalhado pelo adicional de 30 pontos no IPI no início do ano – o que atrasou por meses seu desembarque no Brasil –, o DS3 chega por R$ 79.900.

citroen ds3 fotos 5 Citroen DS3: avaliação completa

Este valor deixa o recém-chegado em vantagem no confronto com outros modelos estilosos em faixas de preço próximas. Casos do Mini Cooper, do Audi A1 e do Hyundai Veloster, que estão na mira da Citroën para poder alcançar as 250 unidades mensais que deseja.

Primeiras impressões – Aula de esportividade

Itu, São Paulo – Não é difícil perceber a ferocidade de um carro, antes mesmo de pisar no acelerador pela primeira vez, diante da seguinte equação: 1.165 kg empurrados por um motor de 165 cv e torque de 24,5 kgfm já aos 1.400 giros. Mas além do motor forte, a esportividade do DS3 é ainda mais instigada pela estabilidade impressionante.

Claro que isso tem a ver com a plataforma compacta da PSA, que tem boa rigidez torcional e um entre-eixos de 2,46 metros, que não privilegia tanto o espaço interno mas dá grande agilidade em curvas. Tem também a ajuda do bom ajuste de suspensão.

citroen ds3 fotos 6 Citroen DS3: avaliação completa

Para o Brasil, ela recebe a configuração designada “Mundo”, que se mantém rígida, mas busca dar um pouco mais de curso, para enfrentar buracos, valas e quebra-molas. O que torna o DS3 mais interessante é a permissividade do controle eletrônico de estabilidade.

E isso ficou logo explícito no Kartódromo de Itu, numa pista que é bem travada, mas capaz de reproduzir em escala algumas solicitações de um autódromo. O ESP do DS3 permite que o motorista/piloto brinque um pouco com o modelo. E quando o controle entra em ação, chega como quem diz: “nessa você teria dançado”.

Aí freia rodas e esvazia o motor, sem se importar com melindres. Essas intervenções – não preventivas, mas corretivas – são uma espécie de aula prática. E permitem que se busque os limites da pista e do carro no sentido inverso. Em vez de ir num crescente até chegar ao máximo possível, pode-se começar bem acima do razoável e buscar até onde pode ir antes que o ESP venha lhe puxar as orelhas.

citroen ds3 fotos 7 Citroen DS3: avaliação completa

Em outros ambientes, o DS3 também se saiu bem. No trânsito pesado de São Paulo, a direção elétrica se mostrou leve e precisa, a suspensão filtrou bem as irregularidades, sem baques mas também sem anestesia. O isolamento acústico e a atmosfera de luxo e conforto tornam a vida a bordo agradável.

Impossível não perceber os olhares curiosos e/ou cobiçosos direcionados ao carro – situação que deve se manter mesmo depois de passada a novidade, já que as vendas devem ser bem limitadas. Pelo preço de arredondados R$ 80 mil, o sistema de som não impressiona.

citroen ds3 fotos 8 Citroen DS3: avaliação completa

citroen ds3 fotos 9 Citroen DS3: avaliação completa

Na estrada, a “dureza” da suspensão do DS3 é mais bem-vinda. O carro é absolutamente neutro e é preciso ficar atento pois o propulsor não dá avisos de esforço. E o motor turbo sobra. Ele leva o DS3 a velocidades bem acima da permitida. Literalmente, assobiando.

Ficha Técnica – Citroën DS3 Sport Chic

Motor: A gasolina, dianteiro, transversal, 1.598 cm³, quatro cilindros em linha, turbo, com quatro válvulas por cilindro. Injeção eletrônica multiponto e acelerador eletrônico.

Transmissão: Câmbio manual de seis marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira. Oferece controle eletrônico de tração.

Potência máxima: 165 cv a 6 mil rpm.

Aceleração 0-100 km/h: 7,3 segundos.

Velocidade máxima: 219 km/h.

Torque máximo: 24,5 kgfm entre 1.400 e 4.500 rpm.

Diâmetro e curso: 77,0 mm x 85,8 mm. Taxa de compressão: 11,0:1.

Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, com triângulos inferiores, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora. Traseira com barra de torção, com molas helicoidais, amortecedores telescópicos hidráulicos e barra estabilizadora. Oferece controle eletrônico de estabilidade.

Pneus: 205/45 R17.

Freios: Discos ventilados na frente e sólidos atrás.

Carroceria: Hatch em monobloco com duas portas e cinco lugares. Com 3,94 metros de comprimento, 1,71 m de largura, 1,48 m de altura e 2,46 m de distância entre-eixos. Oferece airbags frontais, laterais e de cortina de série.

Peso: 1.165 kg em ordem de marcha.

Capacidade do porta-malas: 280 litros.

Tanque de combustível: 50 litros.

Produção: São José dos Pinhais, Brasil.

Lançamento mundial: 2009.

Lançamento no Brasil: 2012.

Itens de série: Ar-condicionado automático, vidros e travas elétricas, direção com assistência elétrica, travamento das portas por controle remoto, rodas de liga leve de 17 polegadas, airbags frontais, laterais e de cortina, freios ABS, leds de iluminação diurna, rádio/CD com Bluetooth, apoio de cabeça central traseiro, alarme perimétrico.

Opcional: Bancos em couro (R$ 2.900).

Preço: R$ 79.990.

Por Auto Press



Se você não está vendo os comentários, desabilite extensões do tipo Adblock (que impedem a exibição dos comentários), ou adicione nosso site como exceção.