Usado da semana

Carro da semana, opinião de dono: Chevrolet Cruze LT 2012

chevrolet-cruze-lt-2012-usado-da-semana-2-620x465 Carro da semana, opinião de dono: Chevrolet Cruze LT 2012

Meu nome é Guilherme, tenho 30 anos e moro em São Paulo. Acompanho o Notícias Automotivas há alguns anos e gosto bastante do trabalho de vocês. Gostaria de passar aos demais, que também acompanham o NA, minha experiência com o Chevrolet Cruze.



Apenas para dar um certo contexto, sempre gostei de sedans. Meu carro anterior era um Civic LXS mecânico 2008. No ano passado decidi que estava na hora de trocar de carro, principalmente por dois motivos: (I) estava na hora de trocar pneus, pastilhas de freio e embreagem do Civic, que se aproximava dos 60 mil Km e (II) queria um carro automático pois estava cansado do anda-e-para de SP.

Testei quase todos os sedans médios disponíveis no mercado. Apenas deixei de fora o Corolla por ser um projeto muito antigo e mais caro que os demais, mesmo que acabe entregando menos. Após pesar os prós e contras de todos eles, concluí que o Cruze era a melhor compra.

chevrolet-cruze-lt-2012-usado-da-semana-3-620x465 Carro da semana, opinião de dono: Chevrolet Cruze LT 2012

Isso por alguns motivos: (I) na versão básica, era o único a disponibilizar de série controles de tração e estabilidade, (II) o câmbio automático tinha seis marchas, (III) não era o mais caro, (IV) tinha 4 air bags… Enfim, o melhor custo-benefício. Por falar em custo-benefício, creio que todas as versões de entrada ou intermediária de qualquer carro sempre são as melhores.

Bom, vamos ao Cruze. Logo no primeiro final de semana que peguei o carro viajei para Araçatuba, uns 1100 Km entre ida e volta. Foi uma ótima oportunidade de avaliar vários aspectos. Nessa viagem notei que o carro era econômico. Com gasolina, fiz uma média de 13 Km/l (hoje em dia, com o motor amaciado, em situação semelhante ele faz 14 Km/l).

No álcool (me recuso a chamar de etanol), faz 10 Km/l. Notei também que o controle de cruzeiro, que mesmo não sendo adaptativo, é muito bom, mantendo a velocidade sem oscilações. O Cruze se mostrou muito silencioso em velocidade de cruzeiro, o que mostra um bom isolamento acústico. Fiquei com uma boa primeira impressão.

chevrolet-cruze-lt-2012-usado-da-semana-4-620x465 Carro da semana, opinião de dono: Chevrolet Cruze LT 2012

Essa boa impressão inicial se mantém até hoje, mas após ter rodado quase 30 mil Km, aprendi muito mais sobre o carro. A começar pela “tocada” dele, que é mais voltada para o conforto do que para esportividade, principalmente se comparada com o Civic. Muito disso está relacionado à suspensão traseira, que não é Multilink, mas sim semi independente, por barra de torção. A carroceria rola um pouco nas curvas fechadas. Nada que assuste, mas um Civic ou um Focus são mais “na mão”.

O carro é pesado, mas o motor casa muito bem com o câmbio e o conjunto funciona bem. Aliás um dos pontos altos do Cruze, sem dúvida, é o câmbio automático de seis marchas. Pelo número de marchas, proporciona giros baixos em velocidade de cruzeiro (2.600 rpm a 120 Km/h), ajudando no consumo e silêncio. Além disso sempre encontra a marcha certa para manter torque o suficiente e faz trocas muito suaves. Interessante é o recurso que usa um inclinômetro para segurar uma marcha mais baixa em descidas, que ajuda a economizar os freios.

Em relação ao interior, o carro tem um bom acabamento e vários itens de conforto. O espaço interno é apenas adequado (até 4 adultos vão bem). O porta-malas também é só adequado (450 l). Apesar de carro ser confortável, os bancos poderiam ser um pouco mais macios. Não que sejam duros, mas em viagens muito longas cansam um pouco.

chevrolet-cruze-lt-2012-usado-da-semana-5-620x465 Carro da semana, opinião de dono: Chevrolet Cruze LT 2012

E tem a questão inexplicável do ar-condicionado: ao ligar apenas a ventilação, sem a climatização, as vezes o sistema começa a gelar, de forma que se faz necessário ligar e desligar no botão para parar. Já reclamei na revisão dos 10 mil e 20 mil Km, mas ninguém faz ideia do que acontece. Por sorte essa situação não acontece com o ar-condicionado ligado (ele não fica desligando com o sistema ligado) então, apesar de chato, não chega a ser um problema grave.

Outra coisa que não agrada é a rede de concessionárias, ainda mais se comparada com a rede da Honda (que é a melhor que já vi). A não ser que se leve impresso do site da GM o que deve ser feito em cada revisão, as concessionárias tentam empurrar um monte de coisas desnecessárias. Atendo-se apenas ao que aos itens que a GM manda, os preços são razoáveis.

(Observação do NA: No relato do leitor, o comportamento das concessionárias usadas por ele é exatamente o mesmo das que usamos em nossa Avaliação 365 do Onix… não conseguem encontrar causas para problemas e sempre querem cobrar muito acima do preço de tabela das revisões.)

chevrolet-cruze-lt-2012-usado-da-semana-1-620x465 Carro da semana, opinião de dono: Chevrolet Cruze LT 2012

Já que estou falando de aspectos negativos, cito também o consumo urbano. Se o Cruze é econômico na estrada, na cidade a situação é diferente. Tanto faz se no tanque tem álcool ou gasolina, ele faz de 4,5 a 6 Km/l, dependendo do trânsito.

No mais, desde que peguei o carro até hoje, notei outros aspectos positivos e negativos. Para resumir os principais aspectos do Cruze são:

Positivos

– Câmbio automático,

– Consumo rodoviário,

– Equipamentos de segurança,

– Desempenho satisfatório,

– Seguro barato.

Negativos

– Inconsistência do ar-condicionado,

– Suspensão traseira por barra de torção,

– Consumo urbano,

– Rede de concessionárias.

Por Guilherme Moreno

4.0

COMPARTILHAR:
  • Lucas lgn

    Quanto ao ar condicionado ligar sozinho, isso é o desembaçador automático, possuo um Cruze SP6 e apresenta a mesma caracteristica.

    Para desativar acesse o menu de configuracoes do carro pelo botao "menu" no radio e va procurando nas configuracoes do veiculo a opcao desembacador automatico e desative.

    É possivel regular tambem a "pressa" com que o ar condicionado chega a temperatura selecionada quando utilizada a opcao "auto"

    Um abraco
    Se der faco um video demonstrativo e coloco o link aqui ;)

    Quanto am cambio at acho bastante indeciso e lento :(

    • Diego

      Acho que certas pessoas não leram o manual, HUR HUR(O DONO DO CRUZE), husahusahuasuhas

      • tonyecs

        Pior é o próprio pessoal da concessionária não saber disso, hehehehe.

      • andre

        Acho que pouquíssimas pessoas leem o manual.

        • Guilherme Moreno

          E o pior é que li, mas não achei nada sobre isso… Lá consta que tem, mas dá a impressão que estão falando do ar automático… Enfim, fiz o que o primeiro post falou e funcionou.

    • Edson Roberto

      Obrigado pela opinião :)

      Como é bom saber que isso é configuravel. Para mim, isso seria perfeito…. pois no meu carro atual eu uso mto isso. Nada mais natural que fará o carro funcionar adequadamente. Por conta disso, agrada ao fato de que o carro então não tem esse problema como já fora relatado anteriormente.

    • adolfofrota

      Se isso for verdade e sua dica der certo, é inconcebível os mecânicos da GM "ignorarem" esse detalhe.

      • Gustavo

        Também possuo um Cruze LT 2012/2012 configuração R7D e o que o amigo falou acima do ar é isso mesmo, é só ter um pouco mais de trabalho e ler o manual, basta configurar o desembaçador do parabrisa que vem de fábrica habilitado para desembaçar automaticamente.
        A quatro patas também cometeu esse erro de não ler o manual.

    • RegueiraMD

      pois é, uma resposta simples e que resolve o problema de muita gente que acha que o manual é enfeite pro porta luvas, inclusive a quatro rodas que saiu publicando que isso era um problema só por preguiça de ler (ahh a ironia…)

      Concordo que falta informação da CCS mas uma lidinha de manual pelo dono do carro também não mata, não demora mais que uma horinha…

    • gcarlos

      Q beleza, se resolver vc tá melhor q o pessoal da autorizada.

      • Gustavo

        Mecânicos de autorizadas são fracos, independente de montadora, o pós venda da GM é horrível.
        Na minha opinião os carros da GM são excelentes, principalmente a mecânica, mas o pós venda é lixo.

        • Pil

          Celta, Classic, Onix, Prisma, Cobalt, Spin, Montana, excelentes? Onde?

          • Bruno Alves

            Esqueceu do Agile…

            • Car

              ele tava falando de carros, dai o Agile não entra :D hehehehe…..

          • XandeeM

            O Cobalt é feio,isso não o torna um carro ruim.

        • Y07

          Gustavo, tenho 3 GM… Podem não ser grandes carros, mas concordo com você que em mecânica são excelentes… E o criticado AGILE não me deixa na mão, incrível, como a turma adora falar mal.

          Mas o pós vendas é uma merda desde a época do Monza.

  • jttrainer

    otimo carro, se eu estivesse procurando algum medio seria ele ou o fluence! parabens pela compra, se lhe agrada, é isso o que importa

    • Malonekell

      Também amigo! Daqui há alguns anos pretendo comprar um sedan médio, e dentre os vários que temos hoje, eu ficaria entre cruze e fluence, apresentam um bom custo beneficio, procuraria um semi-novo, pouco rodado e cambio manual (sou apaixonado por cambio manual, é questão de gosto).

      • Fabio

        Cara não pega o manual. Eu pensava assim tb, comprei para minha esposa um automatico. E hoje eu tb gosto. O cambio manual tem seu charme mas no dia a dia, qdo vc pega o carro sem pensar em curtir só pensando em te conduzir mesmo, o automatico é melhor. Mais tranquilo.

        Eu uso um manual de outra marca e posso te falar, cada um tem seu lugar, mas na maior parte do tempo andar de automatico é melhor. E para aqueles que acham que eu esqueci da troca "manual" que o cambio automatico do cruze possui saiba que em 2 anos só usamos por curiosidade. Não é necessário.

        • XandeeM

          Fechei um Manual 13/13 pra buscar amanhã,espero ficar satisfeito.

      • jttrainer

        faz bem! certissimo

  • BOBO_NAO

    Parabéns pelo carro, eu também tenho um civic lxs manual e pretendo pegar um outro automático, não necessariamente outro civic, e sua opinião foi muito bem vinda, apesar de ter ouvido que algumas caixas do cruze automático andaram dando dor de cabeça aos donos.

    • Também tenho um Civic, no caso é um LXL 2011 AT. Quando o Cruze foi lançado eu curti o carro, pensei até em pegar um.. mas o que mata mesmo é esse pós-venda da GM.

      Estou a mais de 2 anos com o Civic (peguei 0km), e o atendimento da Honda é realmente muito bom, e esse é o principal fator em que me faz manter o carro até hoje. Sem contar tambem que o carro é muito bom. Vai ser uma difícil decisão na hora da troca por um carro de outra marca, visto que nao curti muito o Civic 2014.

  • TacodeSinuca

    Bom relato, fiz um test drive com o cambio mecânico no Hatch LT, e sabe, eu gostei mais do que o Automático.
    Acho que é questão de gosto, e talvez porque falte um pouco de potencia, esse carro merecia um motor 2.0 para usar melhor esse automatico

    • Herbet23

      Ou trazer o 1.4 Turbo… andaria muito bem e beberia menos que o 1.8, inclusive.

      • Leandro1978

        Apesar de achar que o desempenho dele com o 1.4 turbo ficaria muito interessante, acho que a GM acertaria mais se fizesse um 2.0, com algo em torno dos 160 cv. Neste segmento, a cilindrada conta muito, vide as vendas do Civic 2.0.

        • Herbet23

          Cilindrada conta por questão de marketing… Um 1.4T teria máximo torque numa faixa maior de giros e, assim, teria um desempenho próximo ou melhor que um 2.0…

    • BOBO_NAO

      Se for um 2.0 igual ao de Jetta , tem passagem.

  • Leandro1978

    Carro interessante. Boa compra. Dentre os novos sedans médios, acho-o um dos mais bonitos, embora, visualmente, prefira o Jetta, mas aquele motor da versão de entrada… Em relação ao ar condicionado, lembro que o modelo testado pela Quatro Rodas no Longa Duração também teve problemas com o ar condicionado (não lembro se era o mesmo, mas reclamaram de problemas nele). Um conhecido teve uma Captiva 2.4 e também teve problemas nas concessionarias. Pelo visto, parece ser um problema "crônico" da rede. Tanto que a vendeu e pegou um Civic LXR (o modelo anterior à Captiva era um City, preferiu voltar à marca).

    • RegueiraMD

      o "problema" do AC não existe, é só preguiça de ler manual… é o desembaçador automático funcionando…

      • everton h. nogueira

        isso sem contar que dependendo de quanto vc regula a temperatura interna da cabine ele se estiver com o sistema de ventilação ligado, o sistema deixa o clima da cabine sempre na temperatura que esta registrada no sistema, eu possuo um do mesmo ano lt automático e concordo com quase tudo postado pelo dono da matéria só discordo do consumo na cidade o meu faz tranquilamente 8.5 mas só uso gasolina etanol nem pensar ai ele bebe mais do eu.

        • epicentro01

          Também faço 8 Km/l no meu.

        • Juliano Santos

          Tenho um igual ao da matéria, inclusive na cor cinza Rusk e faço 8,5 a 9 km/l com gasolina na cidade!

  • João

    6 km/l na cidade faz a minha santa fé 3.5 V6

    como me disseram na Toyota esses dias… "de que adianta o corolla ter 6 marchas se com 4 ele faz 12 na cidade" kkkk

    • Fabio

      Corolla é carro para uma pessoa mais velha, mais tradicional. E esse é o perfil de quem anda menos, acelera menos. Então nada mais justo para quem anda devagar consumir menos. Diferença de verdade no consumo quem faz é o motorista.

      Os vovôs que andam de corolla aí vão fazer essa autonomia até na Captiva hahaha

      • Bittencourt

        Exato! Meu velho, que parece uma velha dirigindo, faz 10 na cidade, com gasolina, no Cruze LT automático dele…não que seja econômico, mas o Cruze eh mais econômico na cidade do que o do relato, sim…vários proprietários já relataram isso…

      • gcarlos

        Pelo viisto ainda existe muitos vovôs com grana pra comprar Corolla. Acho q o Corolla se enquadra no perfil de uma pessoa mais tradicional, q não gosta de chamar atenção. Se ele fosse do tipo ´´esportivo´´ q não se enquadrariam no perfil de muita gente. Acredito q o comprador do Corolla não seria um potencial comprador de um Civic(acho eu), e por aí vai.

      • andre

        Discordo, pois passei 15 dias com um XEi e fiz várias vezes 10km/l, eu mesmo não acreditava pois era bem mais econômico que meu corsa 1.8.

    • Daniel

      Tenho 38 anos e possuo em Corolla fazendo média 9,8km/l na cidade. Olha que não devagar!

    • Pil

      Corolla 12 na cidade onde? Só se for em Brasília onde não há trânsito. Corolla é o pior carro da categoria: é pelado, caro, suspensão por eixo de torção, 4 marchas, péssimo na proteção de crianças (1 mísera estrela no Latin Ncap) etc. Só tem desvantagens.

  • paulistadalapa

    Ótimo carro, confortável, macio e com ótimo motor. Quem estiver procurando ganhar milésimos de segundos no 0 a 100, compre um foguete ou um 911 e seja feliz. Esse Cruze é ótimo para a família.

  • Guilherme Moreno

    Lucas lgn, obrigado pela dica. Vou tentar fazer isso…

    abs,

  • PortoWF

    Meu Deus, 6 km/l.
    Meu Astra fazia 7km/l no Alcool com ar ligado e eu achava ruim.
    Aí, chamavam de Monzatec.

    • dionatan moras

      pare seu astra ao lado do cruze sport6 e veja que é o monza ehehehhe

      • Leandro1978

        Caraca, três viagens no tempo em uma única frase…rs…

        • XandeeM

          kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • PortoWF

        Para arrancada ou para mostrar pras gatinhas?
        Pq se for pra arrancar, desculpa mano, mas ia ficar feio pra vc.

        • dionatan moras

          Está na hora assista menos velozes e furiosos , no mundo real nós pagamos a gasolina e Cruze é superior ao Astra em todos os aspectos isso é fato.

    • Pil

      Astra 7 km/l com álcool, com ar condicionado ligado, só se for na estrada. na cidade faz 4 km/l.

      Menos amigão, menos, o pessoal daqui manja de carro, não é desinformado não.

      • PortoWF

        Pena q eu não tenho mais as notas de combustível.
        Claro que faz rapaz e o meu não era o único.

      • jaderf

        Se voce tinha um que fazia isso, nao fazia uma boa manutençao dele…com certeza faz, fizemos uma viagem longa (+ de 2000km) fomos com um stilo 1.8 16v e um astra sedan gl 1.8. Andando na velocidade permitida quase sempre, +-entre 100-120km/h, fizemos quase 14 km/l com o stilo e 13,5km/l no Astra.
        Cidade, nunca abaixo de 8,5-9 km/l.

    • BrunoEB

      Tenho um Astra 2011.Não tem como comparar os 2 modelos em tecnologia e acabamento.Porém o Astra com seu motor "monzatech" ainda surpreende vários carros novos.Na minha opinião ficaria com o Astra.

    • Claro que o Cruze é melhor que o Astra, sobretudo na questão segurança. Possuo um Astra 2011/2011, último modelo, o de 140cv, com ar digital, AB2, freio traseiro a tambor e sem ABS, ou seja, não é seguro como um Cruze.
      Porém, em relação ao consumo, faço entre 7/7,5 de álcool na cidade com ar ligado (SJCampos/SP) e quase 10 com gasolina nas mesmas condições.
      Ainda acho o Astra um excelente carro, sua tocada é muito agradável e atende bem quem quer andar "na boa" como quem quer desempenho.
      E, para terminar, paguei R$ 34mil em um carro com 18.000km. Só para comparar, pelo preço eu conseguiria um Onix, Fox ou Fiesta, todos 1.0 !!

  • dudupruvinelli

    Gostei do relato, comprou de forma racional e inteligente, como deve-se fazer. Também achei os bancos MUITO duros quando vi na concessionária. Ainda não tive a oportunidade de dirigi-lo porque nenhuma concessionária de Porto Alegre tem o carro para test-drive. Parabéns pelo carro! Conseguiu por quanto?

    • Go Jony Go

      É mas é um carro automático , com muito mais opcionais do que o astra e sem falar que é maior e mais pesado . O Cruze é muito Louco, Além de ser bonito e parrudo. Eu Tenho um e é perfeito, muito ágil no trânsito por que o Câmbio tem mudanças rápidas e imperceptíveis a puxada dele é bem forte nas saídas , como o carro é pesado o consumo fica nesse patamar e o que não é ruim , pois o carro entrega muita satisfação para quem tem e esse detalhe passa fácil, na estrada é que vemos o quanto o carro é bom , e a noite com o visual do interior do veiculo ? faróis iluminam muito .. são tantas coisas boas para falar do carro que ia ficar digitando aqui por mais de 1 hora.

  • Rodriggo2012

    Quase comprei um ano passado mas depois da avaliação da minha meriva e o agiu cobrado pela concessionaria de minha cidade desisti.Parabéns pela aquisição.

  • Esse consumo na cidade esta bem alto hein. Mais parabéns pela compra.

  • aledalloglio

    O que mais me chamou atenção foi você dizer em trocar embreagem do civic com 60 mil km?? Tu levava esse teu antigo civic fazer "arrancadão" todo final de semana? o.O
    Meu carro (Megane Sedan 2.0) desde 0km está com 140mil hoje quase 7 anos depois, e com a mesma embreagem lisinha…
    Parabéns pelo Cruze!

    • Andre Dias

      Tanto no Civic quanto no Fit daquela época esse é um problema comum, infelizmente.

      • Rafa_el

        Meu fit de 2007 troquei com 92k. Apesar de estar dura não estava nas últimas, mas troquei preventivamente.

        E, realmente, achei muito estranho trocar com 60k.

        • Cesar

          Meu fit 06 está com 130K e ainda está com embreagem original. Dura muitoooo….

    • MarceloAmorim

      Tem que ver questao de hábitos e de onde circula…se for uma cidade que nem Salvador,cheia de ladeiras,as chances sao bem maiores de a embreagem ir pro saco mais cedo.

    • flaviomm

      Faz um relato sobre seu carro.

      Tenho um Sentra CVT com 130 mil kms.

    • Herumor_

      ou foi pra não dizer que trocou o carro só pq os pneus estavam velhos (pratica muito comum no brasil)

  • HenriqueHJ

    4,5 a 6 de consumo?!?!

    E eu reclamando que o sentra faz 8,5 na cidade.

    • JCS_2000

      Cara o meu SANTANA EVIDENCE 2.0L 1996 a Gasolina com injeção eletronica arcaica EFI-MULTIPONTO faz 8.0Km/l na cidade. Esses motores flex de hoje são um verdadeira porcaria.

  • Duda1565

    Parabéns pelo carro amigo! Eu comprei recentemente um Sport6 LT automático, e estou muito satisfeito com o carro.
    A questão do ar condicionado, isso é uma configuração de desembaçamento automático, que pode ser retirada em "configurações de conforto". Eu por sinal, adorei isso, tanto o desembaçamento dianteiro e traseiro, como o limpador automático. É o tipo de coisa que você só vê que vale, depois de ter. Antes eu não dava bola.
    Quanto ao consumo, o meu tem feito 8,7km/l em Porto Alegre, e está com 1.400 km (no mesmo trecho eu fazia 9km/l com uma Fielder automática). Na estrada, se ir até 100Km/h. tem feito mais de 15, mas à partir de 120, cai abaixo dos 13.

    • Pil

      Duda, mas isso tudo sem ar ligado, certo. Com ar ligado bebe muito mais!

      Esse Ecotec 1,8 bebe muito, seja na cidade ou na estrada.

      • Duda1565

        Sim Pil, aqui no Sul estamos usando ar apenas para desembaçamento ultimamente.
        Mas os 9 que a Fielder fazia, também era sem ar.

    • Ricardo

      Como foi dito pelo colega, este final de semana na estrada com 4 pessoas, porta mala cheio, andando a 140km/h, ar ligado o consumo foi de 11km/l, na cidade de BH tenho conseguido fazer 8km/l com ar ligado e no anda e para. Pra quem andava em um gol GV 1.0 que fazia 8,5km/l sem ar e na estrada a 140km/l, 1 pessoa, sem bagagem, sem ar ligado fazia os mesmos 11km/l estou bem satisfeito.

  • Jonelex

    Ótimo carro , prioriza o conforto e tem um desenho bonito, na minha opinião é a melhor escolha pra quem tem família na categoria dele.

  • cristiano machado

    a empurroterapia das concessionárias da Chevrolet já é bastante conhecido por todos, tipo… trocar pastilhas em revisões de 7.500km e por aí vai

  • beier

    Tenho um Cruze LT 2013 e estou muito satisfeito com o carro. Antes de me decidir pelo carro da GM olhei as opções que o mercado apresentava e no final a decisão ficou entre o Fluence e o Cruze e acabei optando pelo Cruze por achar que ele tem um visual mais moderno.
    Com relação ao ar-condicionado acho também que é uma questão de configuração pois o meu não apresenta o problema relatado, No item consumo o meu, na cidade, tem oscilado entre 9,5 a 9,8 km/lt na gasolina. Etanol ainda não usei. Na unica vez que peguei estrada,com 4 adultos e bagagem e ar-condicionado ligado a média ficou em 12,5 km/lt.

  • Arthiola

    Sem dúvida, o Cruze junto com o Fluence tem o melhor CxB da categoria nas versões básicas… ótima escolha, parabéns!

  • radiobrasilcombr

    Consumo de Captiva Ecotec no ciclo urbano… alto mesmo.

    • zeuslinux

      Esse consumo em cidade do Cruze está estranho. Minha Captiva 2.4 não faz menos que 5,5 km/l de gasolina na cidade por mais que o trânsito esteja congestionado e por mais que tenha o pé pesado nas acelerações, e acredito que o câmbio AT de 6 marchas seja o mesmo que o do Cruze, além da Captiva ter uns 200 ou 300 kg a mais e bem menos aerodinâmica. Na estrada ela também fica bem mais econômica. Já percebi que esses novos motores da GM são "giradores", gostam de giros mais altos para ficarem mais econômicos e potentes.

      Quanto á empurroterapia nas concessionárias Chevrolet eu confirmo que existem. Ainda não testei o nível de resolução de problemas porque não tive nenhum defeito no carro até agora (um pouco mais de 1 ano de uso).

      Esses problemas mais complicados de diagnosticar muitas vezes são resolvidos com atualizações de software (firmwares), já que esses carros modernos têm muita eletrônica a bordo. O problema é que os fabricantes (incluindo Honda e Toyota) não divulgam que existem essas atualizações de software, como acontece com placas-mãe de computador e vários outros equipamentos modernos. E aí junta a falta de organização e de conhecimento dos técnicos de concessionárias para não fazerem isso nas revisões programadas pelo menos.

      Hoje mesmo eu fiz atualização da BIOS de meu microcomputador e melhorou algumas coisas. Seria legal se pudesse fazer isso nos nossos carros também.

      • fysaad

        Pois é.. O Cruze tem uma atualização do software de câmbio que melhora as trocas de marcha e o consumo. Tem também um comunicado interno da GM solicitando a verificação do nível de óleo do câmbio automático. Contudo as concessionárias ignoram essas coisas fazendo com que os proprietários fiquem nervosos com problemas cuja solução já foi encontrada. O Cruze tem software pra uma porrada de sistemas do carro mas muitos mecânicos desconhecem isso e não verificam se há atualizações.

  • vitimsl

    É um excelente carro e, pelo que entendi do ar cond., não é um defeito e sim uma configuração, como disseram outros colegas acima (o mais legal é que nem os caram que cuidam do carro, no caso as concessionárias, sabem disso). Os primeiros Cruze tinham um problema mesmo no ar, mas não tinha a mesma caracteristica do seu caso. O consumo na cidade esta alto, mas isso depende se vc pega muito engarrafamento ou nao, ainda mais em São Paulo. No mais, bom relato e parabens pela compra, esse carro seria a minha opção nesta categoria.

  • Andre Dias

    Nunca dirigi o 1.8, mas aluguei um 1.4 turbo nos EUA e não achei o desempenho muito bom, tive que usar bastante as trocas sequenciais para conseguir o desempenho que queria. Mas está na média dos outros sedãs médios nessa faixa de preço.
    O consumo urbano, assim como o antigo Vectra, é assustador.
    PS: Outra coisa não relacionada ao Cruze mas que você comentou e que não posso deixar de comentar também (sempre comento) é a baixa vida útil da embreagem dos Civics e Fits dessa época, que você falou que trocaria aos 60mil km. Tenho familiares e conhecidos que tem tanto Fit quanto Civic e precisaram trocar embreagem com menos de 50mil km, um deles mais de uma vez. A Honda nunca teve a decência de admitir essa falha grave, e sempre culpou os consumidores pelo "uso indevido".

    • vitimsl

      Pelo que já li, o problema é no cilindro hidraulico. Em muitos casos, ele apresenta defeito, enrigecendo o pedal e ate mesmo rangidos aparecem. Nem sempre é o plato/disco.

    • gcarlos

      Quando ao kit de embreagem do civic 2007/ evitem os xing lings, pois tem
      deles q não sequer encaixe as estrias do disco no eixo piloto (a medida deles é diferente dos Japa IRONIC MODE, é claro)

  • Rafael

    E eu achando q meu Jetta tsi estava bebendo mto. O Jetta faz 8.0 na pódim (só uso ela) na cidade. Ainda não testei na estrada. Tinha um focus 2.0 MT que fazia 9.5 e achava beberrão. Esses carros da GM bebem demais como sempre foi. E o desempenho nunca foi muito satisfatório tirando astra, opala 4.1 e omega 4.1 e 3.0V6. Abss

  • Dan

    Qto ao consumo, não é muito diferente do civic automatico. tenho um civic 2010 automatico e faz, na cidade, (A) 5 km/l e (G) 7km/l.

  • fabioalisson

    Parabéns pelo carro. Se fosse comprar um médio hoje, o Cruze provavelmente estaria entre as 3 prováveis escolhas.

  • jao_simonetti

    Quanto teu Civic fazia na cidade? Na minha, que é interior, o Cruze faz 6 no etanol e 8 na gasolina. O meu Civic faz 1 km/l a menos, respectivamente.

    • Guilherme Moreno

      Meu Civic fazia uns 5 a 6 Km/l… não era melhor que o Cruze.

  • MecanicoDigital

    Gostei muito do Cruze, e gostei também do relato, honesto e mostrando os prós e contras do carro. Com certeza o Cruze está na minha lista de opções.

  • Rafael

    4 km/l chega a beirar o absurdo… só por isso já descartaria o carro na compra…

  • Paschoalpca

    Parabéns pelo carro e pelo relato. Concordo com você, chamar Álcool de Etanol é piada!

  • Guilherme Moreno

    Percebi que muitos ficaram indignados com o consumo urbano, mas levem em conta que eu moro em SP e pego um trânsito horroroso todos os dias. Fico mais parado do que andando.
    Se alguém mora em outras cidades com menos trânsito, naturalmente conseguirá um consumo melhor.
    Mas, independente disso, o carro poderia ter um start-stop para melhorar a situação.

    • vitimsl

      Comparar consumo é complicado mesmo neste caso… Mas muitos não entendem, preferem criticar. Vc chegou a fazer alguma atualização no cambio?

      • Guilherme Moreno

        Não fiz… Mas o carro está com 29 mil Km e vou perguntar sobre isso na próxima revisão.

        • vitimsl

          Se puder, faça um novo (breve) relato sobre a atualização, se obteve resultados positivos. Valeu!

    • Fabio

      Verdade.

      Eu ando com o meu cruze sempre no automatico aqui em Brasilia e ele faz 11,8 com o ar condicionado tb no automatico o tempo todo. Aqui tem seus horarios de transito ruim, mas não deve ser nada comparado a sampa. Outro detalhe, aqui é só plano, o motor não faz esforço nenhum. Ja percebi que o automatico sempre deixa na marcha mais alta e vai tranquillo, fino.

  • granrs78

    Sempre gostei de carros GM, e o Cruze é um dos modelos que me agradou muito, pois tem um visual esportivo e moderno. Parabéns pelo carro, e concordo que em relação ao pós venda da GM, eles precisam urgentemente de umas aulas com os concessionários Honda, que até hj foram os melhores que eu já vi.

  • VITOR

    Pessoal tenho um CRUZE LT 2012, tive problemas com um barulho muito chato vindo da roda traseira do lado traseiro. Parecia lata batendo. Levei em uma concessionária informaram que era o amortecedor quebrado. Trocaram (garantia). Agora o barulho surgiu novamente só que de forma mais suave, porém me incomoda muito. Levei na concessionária e agora falaram que são as pinças dos freios. Vão colocar um graxa nas pinças que aguenta as altas temperaturas do Brasil.

  • AF1979

    Muito disso está relacionado à suspensão traseira, que não é Multilink, mas sim semi independente, por barra de torção. A carroceria rola um pouco nas curvas fechadas. Nada que assuste, mas um Civic ou um Focus são mais “na mão”.
    R: Façamos uma correção, pois barra de torção é elemento elástico (poderia ser uma mola helicoidal, um feixe de mola ou outra coisa), enquanto eixo de torção é uma configuração de suspensão que pode ter como elementos elásticos uma mola helicoidal (a maioria dos carros) ou barra de torção (como era o caso do Citroën Traction Avant).
    Aqui acabamos tendo o problema da configuração de eixo de torção escolhida pela GMB para cá, que reflete a opção que se fez no Velho Mundo de o Cruze ficar sempre por baixo do Astra em qualquer lugar onde os dois sejam vendidos, algo que é facilitado por também serem fabricados em lugares diferentes, o que diminui as variações dentro de uma mesma fábrica mesmo se pensarmos que ambos são feitos sobre a plataforma Delta.

    Uma solução para melhorar o comportamento dinâmico do carro e que não faria um acerto de suspensão visando conforto deixar o carro menos na mão seria usar a especificação de suspensão do Cruze americano, que, por ser feito na mesma fábrica de onde sai o Buick Verano (basicamente um Astra D em versão sedã), acaba sendo obrigado a ter uma suspensão mais sofisticada para reduzir custos gerais com variações. A coincidência é que, a exemplo do Astra D na Europa, o Cruze é concorrente direto do Focus Mk3, o que significa que a melhoria na suspensão é uma forma de não ficar distante.
    A suspensão traseira do Cruze americano segue tendo eixo de torção, mas acrescenta o chamado paralelogramo de Watt, configuração que conhecemos aqui no Brasil pelo Passat I, mas que só agora foi adotada para eixos de torção em H (o do Passat I é em U). Com isso, o eixo fica menos sujeito às oscilações a que uma suspensão é submetida e o paralelogramo de Watt acaba tendo um controle mais apurado do posicionamento da suspensão do que teria uma barra Panhard, por exemplo (paralelogramos de Watt também são usados em carros com eixo rígido e molas helicoidais, como ocorria com as últimas gerações de Ford Crown Victoria e Lincoln Town Car). Segue uma fotinho da tal configuração que o Cruze daqui muito bem poderia ter usado:

    <img width="570" src="http://i45.tinypic.com/2z6s7sy.jpg"&gt;

    Não se esqueçam de que essa configuração de eixo de torção foi estreada no Astra D justamente com o intuito de permitir que o modelo da Opel continuasse aferrado ao eixo de torção, mas ainda assim pudesse ser considerado algo do primeiro time dos médios-pequenos europeus e continuasse próximo de Golf e Focus.
    Além dos Estados Unidos, o Cruze australiano também usa paralelogramo de Watt. Um detalhe interessante é notar que é uma configuração que não ocupa mais espaço do que ocuparia um eixo de torção convencional, com o paralelogramo ficando dentro do perímetro normal de tal suspensão.

  • O_Corsario

    LEgal a avaliação, bem objetiva e racional.

  • LuisRenatoJoia

    Gosto do cruze apesar que ele é um puco gastão mesmo!Prefiro o manual.

  • webmotors

    o design já está ultrapassado

  • Adriano_Silva

    Ótima avaliação, realista e pratica, sintetizou bem os pontos favoráveis e os desfavoráveis do carro, a GM só precisa torná-lo mais confortável ou mexer nos bancos, consumo na cidade acho que não tem muito o que fazer não.

  • Otavio

    De fato as revisões nas concessionarias são um roubo, na revisão de 30.000 de meu astra 2010 me cobraram 1.200,00 reais, absurdo, e pelo jeito esta é a politica da GM. Vou trocar meu carro em breve e já descartei qualquer Chevrolet. O Cruze não me agrada com aquele farolzinho e lanternas traseiras bem feias, além deste motor ridículo. Adeus GM.

    • Fabio

      Olha eu fiz revisão 30 mil do meu cruze a um mes atras. Foi somente troca de olea 230 reais. Não me empurrarm nada.

      E olha que meu filho quebrou a saida de ar, eles trocaram na garantia sem nem cogitar cobrar. Eu fiquei satisfeito. Mas acompanho todo o serviço, sempre

      • Guilherme Moreno

        Qual concessionária foi?

        • Fabio

          Jorlan do SIA

  • Grizzi

    Guilherme, gostei do relato parabens…. estou muito interessado em comprar um, fui a concessionaria ver de perto e descobri que o Hatch alem de 2000 reais a menos ele tem um porta malas mais "flexivel" pois o sedan tem 2 braços da tampa do porta malas que impede o uso integral pois por exemplo uma mala brande pode até entrar mas a tampa não fecha !!!!

    Duvida cruel, hoje tenho um Linea e o que gosto muito mas não consegui ver no cruze são as funçoes do computador de bordo, voce me passar as funçoes?

    abraços

    • Guilherme Moreno

      O computador de bordo não tem muitas funções. Tem as seguintes: Consumo médio, Autonomia, Velocidade média e odômetro parcial.

    • Fabio

      O Linea tem mais funções. O computador de bordo do cruze é bem básico, nisso é bola fora.

  • apneto

    Comprei um cruze LT e já sofro com a Chevrolet; não entregam o carro, eram 7 dias pra a entrega, virou 14 e hj fiz um escarcéu e me prometeram que amanhã, como sem falta, terei uma posição definitiva da data da entrega, pode ? já estou com quase com saudade da Renault, pois pelo menos disseram "dia tal" e no dia marcado entregaram o Sandero de minha esposa.

  • _ROPERCAV_

    Gostei do relato, tb tenho um LT R7D 2012, eu tenho feito médias melhores de consumo.

  • fpfor

    Pude guiar um Cruze LTZ automático, e o cambio é muito bom quando as marchas vão aumentando.
    A reduzida de terceira pra segunda da um tranco bizarro típico de veículos automáticos 4 marchas. Fora a lerdeza pra trocar, em algumas subidas o veículo era burro e ficava com o giro lá embaixo, mas não trocava a marcha.

  • ac_martins

    Seu Cruze consome apenas um pouquinho a mais que meu New Fit 1,5 AT, tanto em estrada como cidade. Claro que o modo de guiar influencia, e costumo andar rápido, sobretudo em estrada, por isso acho que o Cruze gastaria mais na minha mão. E a rpm de quinta marcha a 120 reais no Honda é idêntica.

    Depois da onda dos carros flexíveis, aprendi bem cedo (tive carro flex desde o surgimento), que não interessa mais o tamanho e tecnologia aplicada ao motor, consomem quase tudo igual, um pouco a mais um pouco a menos que não vai deixar ninguém mais rico ou mais pobre. Mas tem o lado bom, pode-se escolher o maior ou mais potente motor que caiba na hora da compra, sem preocupação com o consumo.

  • Pedro Saddi

    Atualmente tenho um Cruze Automático e percebi muita gente com uma imagem negativa do Corolla, então vamos às minhas considerações: meu carro anterior foi um Corolla 1.8 automático, e o cambio, apesar de seu limitado número de marchas, é extremamente mais confortável e decidido que o do Cruze.

    O motor do Corolla aparenta mais potência, mas nesse ponto a falta de mais 2 marchas torna ele pesado para sair da imobilidade. Ainda assim aparenta ser mais rápido que o Cruze.

    A suspensão do Corolla é simplesmente muito mais macia que do Cruze. E temos muito menos ruído de rolagem (achei exagerado no Cruze).

    Enfim, os vovôs tão muito mais por dentro que nós, vulgos "conhecedores" de carro.

    • Duda1565

      Também saí de um Corolla (Fielder) para o Cruze.
      Concordo com a questão do câmbio. O do Cruze não me deixa na mão, mas sentia da Fielder mais decidido.
      Da suspensão, novamente concordo, mas prefiro o estilo mais firme do Cruze. Faço curvas com muito mais segurança, e o ruído interno é menor.

  • Madison

    Pra um Cruze LTZ mais ou menos 79k não seria melhor pegar uma S10 Flex só pra andar na cidade já que ela está fazendo 7km/L ???

    • Duda1565

      Onde o Cruze faz 7, a S10 vai fazer 5…e sem metade do conforto!

  • carlos_g

    Troquei recentemente um Cruze LTZ por um Civic EXR. Eu gostava bastante do Cruze, mas me incomodava o fato dele ser muito largo e também a indecisão do câmbio automático. Apesar do câmbio do Cruze ser teoricamente mais moderno, o comportamento dele comparado ao Civic é infinitamente inferior, principalmente nas reduções de 3a. para 2a. Marcha. E a vantagem da 6a marcha desaparece também na questão do consumo, o Civic é de 10 a 15% mais econômico que o Cruze e hoje está apenas com 1300 km. O Civic possui menos "firulas" tecnológicas, mas pra quem busca esportividade e prazer ao volante é uma opção melhor. Se a escolha for por conforto com alguma esportividade, o Cruze vai agradar mais.

  • Cara que consumo monstruoso é esse na cidade? Meu Cruze faz 8.5 com gasolina e o seu 6? Tem algo errado ai…
    E você elogiou esse negócio de ele segurar a marcha em descida. Pra mim isso é uma bosta, odeio essa coisa de o cambio reduzir marcha em descida, segura demais o carro =s

  • Tiuju

    Parabéns pela compra! Foi um dos relatos mais sinceros que já li aqui no N.A.

    A questão do consumo urbano, já não posso opniar, pois tenho um Corolla e faz com ar ligado na gasolina 7.5km/l na cidade. cidade com aclives e semáforos… acho normal um consumo desse, visto que quanto viajei para DF, lá na cidade o carro fez 11km/l. Meu carro está com 50mil km rodados. até agora nenhum problema fora do normal, revisão super barata, está muito mais barato manter ele do que um gol g5 1.6 que tinha antes.

    Uma coisa te digo, nunca compraria um carro somente pelo custo beneficio, ford/renault/pegeout/citroin passaria longe… hoje em dia se fosse pensar em trocar de carro, não compraria civic por causa do painel, ficaria entre um cruze e um corolla. O que eu gastaria a mais no corolla, seria diluído no valor de seguro/revisão/combustível… é algo a se pensar, mas acima de tudo, aproveite seu carro, afinal é seu e é o que te agrada!

  • Alexdebrito

    Tinha um LTZ 2012, só o que achei ruim foram o isolamento acustico, na estrada é muito barulhento apos os 120km, e o botão do ar que dependendo da posição pega no joelho. e os bancos duros.

  • Miguel

    As Concessionárias nem sempre conseguem encontrar causas para problemas e ainda querem cobrar acima do preço de tabela das revisões. Consumo elevado para tanta inovação, o Astra com seu velho 2.0, consome menos e tem mesma potência, além de usar óleo mais barato, diminuindo o preço das revisões.

  • Tácilo

    Tenho um Focus 2004, 2.0, com câmbio automático (4 marchas) e faz 8 dentro da cidade.

    E é verdade, já ouvi falar bastante desse 1.8 com câmbio automático, é no máximo 6 por litro na cidade. Inclusive o Cobalt com esse 1.8 (automático), também faz 6 por litro na cidade.

    Brincadeira né dona Chevrolet!!!

  • Fabiano

    Pior carro da década, beberrão, barulhento e 1.8!!! Sem contar o acabamento de merda!

    Fiz um teste drive, ao acelerar em uma ladeira além de ser lento parecia que o motor estava sentado no banco do passageiro, tamanho barulho. Nem terminei o teste!

  • Rapha Costa

    Pretendo adquirir um agora no mês que vem, na versão Sport6. Porém as concessionárias aqui da minha cidade (Florianópolis/SC) estão exigindo um sobrepreço por conta de dar o carro como entrada. De R$ 62.900,00, estão pedindo na versão LT manual R$ 68.990,00.
    Um aumento de R$ 6.000,00 no carro. Um absurdo!!

  • Rapha Costa

    Pretendo adquirir um agora no mês que vem, na versão Sport6. Porém as concessionárias aqui da minha cidade (Florianópolis/SC) estão exigindo um sobrepreço por conta de dar o carro como entrada. De R$ 62.900,00, estão pedindo na versão LT manual R$ 68.990,00.

  • Rodrigo

    Olá Eber, parabéns pelo carro, eu tenho um Sport6 da mesma cor que esta com 5.000km, moro em SP e pego marginal todos os dias, transito praticamente parado como comentou, no meu caso o consumo fica em (4.6 A) e (6.6.G) usando sempre o cambio no D, não uso o sequncial quase nunca.
    Um ponto que gosto muito e você não comentou é o retrovisor eletrocromico, na marginal a noite não sou mais incomodado com farol alto!
    O Som eu acho bom, mas um carro como este deveria vir de série com um som melhor, o meu é o LT e não vem com multimidia, até falando nisto, me pediram 6K pelo multimidia na CC, sendo que fora o valor é 1,5k. Absurdo! Abraços

  • DT_Pantera

    o meu focus automático faz 8,5 na cidade e eu achava ruim….agora já tô achando bom….

  • PAPA

    O que mais incomoda no Cruze é a batida seca do eixo trazeiro . Se for por causa do tipo da suspensão do carro´só será solucionado se se traca-la e isso a GM não vai fazer, pois trata-se de mudar o projeto do carro. Talvez colocando-se material de vedação acústica no porta mala o problema possa ser resolvido (vou fazer isso no meu,um Lt) Se funcionar, faço tambem numLTZ, que deixei de compra hoje, por esse motivo.De resto todas as considerações são de caráter meramente pessoal, não técnica.

  • Eduardo

    Eu vou comprar um mecanico! Queria saber opnião?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email