Fiorino Furgão: preço, equipamentos, motor, consumo, revisão

Fiorino Furgão: preço, equipamentos, motor, consumo, revisão

Um dos comerciais leves mais vendidos na história de nosso mercado, o Fiorino Furgão resiste ao tempo e continua sendo uma opção interessante para diversos tipos de negócios nos centros urbanos.


O modelo da Fiat tem 40 anos de mercado e já passou por diversas mudanças em seu visual, na motorização e até mesmo teve uma versão picape. Em todo esse período, acumula 30 anos na liderança de seu segmento.

Tendo apenas o Peugeot Partner e o irmão Doblo Cargo como concorrentes, o Fiorino Furgão reina absoluto em seu segmento, oferecendo um custo-benefício difícil de combater. Além disso, rumores indicam que a Fiat planeja uma nova geração para o seu campeão de vendas.

Confira todos os detalhes do Fiorino Furgão!

Fiorino Furgão – detalhes

Fiorino Furgão: preço, equipamentos, motor, consumo, revisão

Visualmente, o Fiorino Furgão não mudou muito nos últimos anos, especialmente depois das mudanças promovidas na linha 2014 devido à obrigatoriedade do airbag duplo e freios ABS no mercado brasileiro.

Esse estilo é visto até hoje no Fiorino 2021, agradando quem busca um veículo totalmente voltado para o trabalho entre os modelos mais modernos, apesar de alguns problemas. Mas a verdade é que ainda vemos muitos exemplares de sua geração anterior, que era baseada no Uno Mille.

Por outro lado, é mais raro encontrar um modelo da primeira geração, aquela inspirada no Fiat 147 e que era produzida em Betim (MG) e na fábrica de Córdoba, Argentina. Além disso, também chegou a fazer parte da linha da Seat, antes dela ser comprada pela Volkswagen.

Essa geração permaneceu no mercado até 1988, quando a primeira grande mudança apareceu: a segunda geração baseada no Fiat Uno. A mudança veio em boa hora e trouxe novidades como um baú mais espaçoso, cabine elevada e design mais moderno.

Um fato marcante dessa geração foi o lançamento da versão picape, que seguiu até 1997 ao ser substituída pela Strada. Além dela, outra versão menos famosa tinha janelas laterais e visava o transporte de passageiros.

Até 2013, o Fiorino Furgão seguiu todas as novidades visuais do Uno e ganhou melhorias específicas, como a adição de uma porta lateral corrediça para facilitar o transporte de cargas. Em todo esse tempo, o motor 1.3 foi amplamente usado pela marca.

Leia também sobre o Fiorino 2021.

A geração atual e a inspiração no novo Uno

Fiorino Furgão: preço, equipamentos, motor, consumo, revisão

Com visual cansado e sem novidades há muito tempo, o Fiorino Furgão teve uma oportunidade de ouro em 2014.

Aliás, foi uma oportunidade dupla, pois ao mesmo tempo que o governo brasileiro anunciava que todos os veículos novos deveriam sair de fábrica com airbag duplo e freios ABS, a eterna líder de vendas VW Kombi saía de cena e deixava seu posto para quem quisesse tomá-lo. E a Fiat não perdeu tempo.

Com tudo isso, a marca italiana aproveitou para renovar o visual de seu furgão, que agora seria baseado no Novo Uno. Isso significava um desenho totalmente renovado e a manutenção de boas características para o transporte de cargas, como a suspensão traseira com mola semi-elíptica.

O lançamento oficial veio em outubro de 2013, durante a Fenatran, e comprovou o que todos esperavam: o Fiorino Furgão era exatamente igual ao Novo Uno na parte dianteira. Além disso, seu baú melhorava o espaço interno e as lanternas eram inspiradas no Doblo.

Fiorino Furgão: preço, equipamentos, motor, consumo, revisão

A dianteira tinha o estilo arredondado que a Fiat apresentou no hatch, com faróis que invadem levemente a lateral, vincos discretos no capô e uma boa abertura no para-choque. Um detalhe característico são as três aberturas na grade, entre o logotipo da marca e o farol esquerdo.

Em sua lateral, o renovado Fiorino Furgão mantinha o aspecto arredondado nas caixas de roda e tinha um friso de proteção com o nome “Fiorino” na parte inferior. As maçanetas e espelhos também eram pretos, enquanto as rodas eram sempre de 14 polegadas, com pneus 175/70 R14.

Já na parte traseira, o Fiorino Furgão se distanciava um pouco do Novo Uno para se inspirar no Doblo.

Além das lanternas verticais, ele tinha um visual bem simples, com versões sem qualquer abertura na traseira ou com janelas, um item opcional assim como a abertura na divisória interna.

Compartimento de cargas maior e novo motor

Fiorino Furgão: preço, equipamentos, motor, consumo, revisão

Mas era dentro de seu compartimento de cargas que o Fiorino Furgão mostrava suas qualidades. Sua capacidade havia crescido em 30 kg, chegando aos 650 kg. Além disso, ele havia crescido no comprimento (+ 200 mm), na largura (+ 21 mm), na altura (+ 27 mm) e no entre-eixos (+ 140 mm).

O acesso ao compartimento também foi facilitado com o sistema que trava as portas a 90º em relação à carroceria, permitindo ainda uma abertura total se necessário.

Para aproveitar o espaço deixado pela Kombi, a Fiat fazia questão de mostrar as muitas adaptações que o Fiorino Furgão poderia ter, servindo praticamente para qualquer tipo de negócio.

Fiorino Furgão: preço, equipamentos, motor, consumo, revisão

E por dentro da cabine? Bem, ali você veria exatamente o mesmo que a marca mostrava no Novo Uno. Volante, painel, quadro de instrumentos, botões, alavanca de câmbio e o acabamento geral eram exatamente os mesmos, e isso era um ponto positivo.

O único detalhe que os diferenciava era a ausência do espelho retrovisor interno. Obviamente esse item não faria sentido num furgão, mas para a maioria dos motoristas é um detalhe peculiar.

Para compensar a falta desse item, o motorista tinha uma área de visão frontal ainda maior e espelhos laterais ampliados, além dos sensores de estacionamento traseiros como opcionais.

Debaixo do capô, o Fiorino Furgão guardava outra novidade: a troca do motor 1.3 pelo 1.4 Evo, que entregava até 88 cv de potência e 12,5 kgfm de torque, sempre com câmbio manual de cinco marchas.

Novas versões completam a linha

Fiorino Furgão: preço, equipamentos, motor, consumo, revisão

Para aumentar ainda mais sua liderança no segmento, o Fiorino Furgão 2017 chegou com a nova versão Hard Working, que custava R$ 60.390 (a versão básica custava R$ 53.340) e trazia mais equipamentos de série.

Enquanto o Fiorino Furgão de entrada era mais básico, a nova configuração trazia direção hidráulica, ar-condicionado, faróis de neblina, banco do motorista com regulagem de altura, vidros e travas elétricos, computador de bordo e outros.

Além disso, a Fiat aproveitou a linha 2017 para acrescentar ao Fiorino Furgão de entrada novos itens, como brake light e retrovisores externos com comando manual interno.

Algum tempo depois, em maio de 2020, outra novidade chegou para a família: a versão ambulância do Fiorino Furgão, por R$ 99.790. Essa opção mantinha o motor 1.4 de 88 cv, mas trazia uma série de itens que a deixavam pronta para o uso de remoção simples (quando não há risco de morte).

As novidades incluíam mudanças no compartimento traseiro, como um novo isolamento térmico e acústico, revestimento no teto e nas laterais em plástico e um novo piso.

Além disso, ela vinha com maca retrátil de 1,80 m, armário, banco para acompanhante, sirene eletrônica, sinalizador em LED, suporte para cilindro de oxigênio e soro plasma, sistema de ventilação e exaustão, grafismo de ambulância, entre outros.

Fiorino Furgão – novidades

Fiorino Furgão: preço, equipamentos, motor, consumo, revisão

O lançamento da nova Strada vai provocar uma série de mudanças em toda a linha da Fiat, como a marca já confirmou. Além dos veículos de passeio, isso também incluirá o Fiorino Furgão, que deve ser renovado até 2022.

As opções da Fiat nesse caso poderiam incluir o lançamento de uma geração inteiramente nova, mas ela deve mesmo aplicar as mudanças vistas no Uno atual para revitalizar o furgão por dentro e por fora.

Isso significa que seu visual ficará mais moderno, mas não será algo totalmente novo para os brasileiros.

Por dentro as mudanças serão ainda mais notáveis, tendo até a opção de uma central multimídia. Além de usar a plataforma da nova Strada, o furgão vai ganhar o motor 1.3 Firefly em sua versão mais cara, mantendo o atual 1.4 na opção de entrada.

Fiorino Furgão – versões

  • Fiorino Working 1.4 Flex 2021
  • Fiorino Endurance 1.4 Flex 2021
  • Fiorino Ambulância 1.4 Flex 2021

Cores disponíveis: Branco (sólido).

Fiorino Furgão – equipamentos

Fiorino Furgão: preço, equipamentos, motor, consumo, revisão

Fiorino Working 1.4 Flex 2021 – motor 1.4 de 85/88 cv e 12,4/12,5 kgfm de torque, com câmbio manual de cinco marchas.

ITENS DE SÉRIE: Alerta de manutenção programada (luz espia), Apoios de cabeça dianteiros com regulagem de altura, Assoalho em carpete, Aviso sonoro de cinto de segurança banco motorista, Bancos dianteiros reclináveis, Bancos revestidos em tecido, Barra de proteção nas portas, Bolsa porta-objetos nas portas, Brake-light, Cintos de segurança dianteiros retráteis de 3 pontos, Cobertura da alavanca (empunhadura) do freio de mão, Console central parcial com porta-copos, Drive by Wire (Controle eletrônico da aceleração), Fiat Code 2ª geração, Frisos de proteção laterais com inscrição Fiorino, Ganchos para amarração de carga, HSD (High Safety Drive) – Airbag duplo (motorista e passageiro) e Freios ABS com EBD, Hodômetro digital (total e parcial), Iluminação no compartimento de carga, Indicador digital de temperatura da água, Indicador digital do nível de combustível, Inibidor de marcha à ré, Luz de leitura dianteira com interruptor na porta lado motorista, Novo motor Fire 1.4 EVO 8V Flex, Para-choques na cor preta, Parede divisória em chapa, Portas traseiras assimétricas sem vidro, Predisposição para som (2 alto-falantes dianteiros, 2 tweeters e antena), Proteção parcial das laterais internas, Quadro de instrumentos com iluminação branca, Relógio digital, Retrovisores externos com comando interno mecânico, Retrovisores externos na cor preta, Rodas de aço estampado 5.5 x 14″ + Pneus 175/70 R14 (Baixa resistência a rolagem), Tomada 12V, Vidros climatizados verdes, Volante espumado e Válvula antirrefluxo de combustível.

OPCIONAIS:

  • Kit Confort (R$ 3.300) – direção hidráulica e volante com regulagem de altura.

Fiorino Endurance 1.4 Flex 2021 – motor 1.4 de 85/88 cv e 12,4/12,5 kgfm de torque, com câmbio manual de cinco marchas.

ITENS DE SÉRIE: itens acima + Ar-condicionado, Computador de Bordo (distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso), Conta-giros, Direção hidráulica, Faróis de neblina, Porta-luvas iluminado, Travas elétricas, Vidros elétricos dianteiros com one-touch (subida e descida) para motorista e Volante com regulagem de altura.

OPCIONAIS: nenhum.

Fiorino Ambulância 1.4 Flex 2021 – motor 1.4 de 85/88 cv e 12,4/12,5 kgfm de torque, com câmbio manual de cinco marchas.

ITENS DE SÉRIE: itens acima + Armário sobre a cabine, Banco do acompanhante com dois postos, Grafismo de ambulância, Iluminação em LED, Isolamento térmico e acústico em manta, Maca retrátil de 1,80 metro de comprimento, Piso em compensado naval revestido em ABS, Porta-pranchetas, Revestimento lateral e de teto em plástico ABS, Sinalizador em LED, Sirene eletrônica, Sistema de ventilação e exaustão e Suportes para cilindro de oxigênio e soro plasma.

OPCIONAIS: nenhum.

Fiorino Furgão – preços

Fiorino Furgão: preço, equipamentos, motor, consumo, revisão

  • Fiorino Working 1.4 Flex 2021 – R$ 77.190
  • Fiorino Endurance 1.4 Flex 2021 – R$ 86.290
  • Fiorino Ambulância 1.4 Flex 2021 – R$ 112.490

A famosa escalada de preços dos modelos vendidos no Brasil também foi vista no Fiorino Furgão, mas de forma mais discreta. Ele havia sido lançado em sua nova geração, na linha 2014, por R$ 38.540.

Vale lembrar, porém, que esse era o valor do modelo sem qualquer item opcional. Para adicionar o ar-condicionado, a marca pedia R$ 3.098, enquanto a direção hidráulica custava R$ 2.023 adicionais. Outros itens como sensor de estacionamento, rádio, faróis de neblina, travas e vidros elétricos também eram cobrados à parte.

Mas falando sobre seu preço inicial, no mesmo ano esse valor já havia subido para R$ 41.850 (R$ 49.905 com todos os opcionais). Em maio de 2015, a marca anunciou a chegada da linha 2016 com outro reajuste, dessa vez começando em R$ 46.580.

Nos anos seguintes, a história foi a mesma, com os valores iniciais subindo constantemente até chegar nos valores atuais, que você viu acima. Mesmo assim, o Fiorino Furgão continua sendo uma das opções mais baratas do segmento.

Seu rival interno, o Doblo Cargo, custa R$ 99.490 e vem com motor 1.8 16V de 132 cv e 18,9 kgfm de torque, com câmbio manual de cinco marchas. O outro concorrente é o Peugeot Partner, que custa R$ 88.990 e oferece o propulsor 1.6 16V de 122 cv e 16,4 kgfm, com transmissão manual de cinco marchas.

Fiorino Furgão – motor

Fiorino Furgão: preço, equipamentos, motor, consumo, revisão

O motor usado pelo Fiorino Furgão mudou com o passar do tempo. Na década de 1980, ele usava um propulsor 1.3 de 59 cv e 10 kgfm de torque, com câmbio manual de cinco marchas, e também o 1.5 de 70 cv e 12,2 kgfm, com o mesmo câmbio.

Em meados da década de 1990, além do motor 1.5 o Fiorino Furgão também tinha a opção 1.0, que produzia apenas 56 cv e 8,2 kgfm de torque.

Nos anos 2000, o motor 1.5 foi atualizado para entregar 76 cv e 12,1 kgfm, enquanto o propulsor 1.3 Fire passou a ter 65 cv e 11 kgfm.

Em 2007, a Fiat atualizou novamente o motor 1.3 para torná-lo flex, entregando 70/71 cv e 11,4/11,6 kgfm, ainda com o câmbio manual de cinco marchas.

Finalmente, em 2014 o Fiorino Furgão passou a utilizar o motor 1.4 Evo, que produz 85 cv com gasolina e 88 cv com etanol, tendo torque de 12,4 ou 12,5 kgfm, respectivamente.

O que não mudou foi o câmbio, que continua manual e com cinco velocidades.

Fiorino Furgão – desempenho

  • Fiorino 1.3 (1988) – 19 segundos e 135 km/h
  • Fiorino 1.5 ( 1989) – 16 segundos e 145 km/h
  • Fiorino 1.0 (1995) – 16 segundos e 138 km/h
  • Fiorino 1.5 (2000) – 13,5 segundos e 147 km/h
  • Fiorino 1.3 (2003) – 14,5 segundos e 143 km/h
  • Fiorino 1.4 (2014) – 11,9 segundos e 158 km/h

Fiorino Furgão – consumo

Fiorino Furgão: preço, equipamentos, motor, consumo, revisão

CONSUMO CIDADE:

  • Fiorino 1.4 – 7,5 km/l com etanol e 10,7 km/l com gasolina

CONSUMO ESTRADA:

  • Fiorino 1.4 – 8,3 km/l com etanol e 12,1 km/l com gasolina

Fiorino Furgão – manutenção e revisão

Revisão

Custo

Quilometragem

1.4

10.000 km

R$ 384

20.000 km

R$ 480

30.000 km

R$ 688

40.000 km

R$ 656

50.000 km

R$ 424

60.000 km

R$ 1.400

Fiorino Furgão – ficha técnica

Motor

1.4 Evo

Tipo

Dianteiro, Transversal e Flex

Número de cilindros

4

Cilindrada em cm3

1.368

Válvulas

8

Taxa de compressão

12,35:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Potência Máxima

85 cv a 5.750 rpm (gasolina) e 88 cv a 5.750 rpm (etanol)

Torque Máximo

12,5 kgfm a 3.500 rpm (gasolina) e 12,5 kgfm a 3.500 rpm (etanol)

Transmissão

Tipo

Manual de 5 marchas

Tração

Tipo

Dianteira

Freios

Tipo

Disco ventilado (dianteira) e tambor (traseira)

Direção

Tipo

Sem assistência ou hidráulica

Suspensão

Dianteira

McPherson

Traseira

Eixo rígido

Rodas e Pneus

Rodas

Roda de 14 polegadas

Pneus

175/70 R14

Dimensões

Comprimento total (mm)

4.384

Largura (mm)

1.643

Altura (mm)

1.900

Distância entre os eixos (mm)

2.717

Capacidades

Capacidade de carga (kg)

650

Tanque (litros)

58

Peso vazio em ordem de marcha (kg)

1.151

Peso bruto total (kg)

1.801

Vão livre (mm)

174

Fiorino Furgão – fotos

Viny Furlani

Formado em Gestão de Negócios, trabalha no segmento automotivo há mais de 17 anos. Em 2009, passou a escrever avaliações e notícias sobre carros, totalizando mais de 2.000 artigos, em vários sites. Além das matérias escritas para o NA, também cuida das mídias sociais do site.