*Destaque Crossovers Kia Lançamentos Linha 2018 Test Drive

Kia Sportage 2018: detalhes, fotos, versões, motor, preços

novo-kia-sportage-2017-impressões-NA-3-700x455 Kia Sportage 2018: detalhes, fotos, versões, motor, preços

Em quarta geração, o Kia Sportage 2018 chega ao mercado nacional com um visual bem mais agressivo e sofisticado, sendo importado da Coreia do Sul. Pouco maior que o anterior, o crossover fabricado na Coreia do Sul chega com preços sugeridos de R$ 112.990 (LX) e R$ 139.990 (EX).



O Kia Sportage surgiu em 1993 como o menor utilitário esportivo da marca sul-coreana, que foi desenvolvido com base no Mazda Bongo, uma van japonesa. Essa primeira geração do SUV foi interessante porque permitiu que a marca explorasse mais mercados com um veículo compacto, robusto e, acima de tudo, 4×4. Uma versão jipe com duas portas e parte do teto

Além da produção sul-coreana, o modelo foi produzido também pela Karmann em Ösnabruck, Alemanha. Por três anos, o famoso fabricante germânico atendeu a demanda do Sportage. Ele também foi produzido na Rússia. Originalmente com 4,12 m de comprimento, 1,73 m de largura, 1,65 m de altura e 2,65 m de entre-eixos, o SUV da Kia era equipado com equipado com motor diesel 2.2 de 65 cv (aspirado) e 2.0 a gasolina de 128 cv, além de câmbio manual de cinco marchas ou automático de quatro marchas, bem como tração 4×2 ou 4×4.

No entanto, o Kia Sportage da primeira geração também foi fundamental para conquistar os consumidores brasileiros. O modelo chegou aqui em meados dos anos 90. O motor diesel 2.2 de 65 cv foi considerado fraco, mas era o veículo mais barato com esse combustível no mercado nacional. Alguns anos depois, quando surgiu a versão Grand – que media 4,43 m de comprimento – o utilitário esportivo adotou um motor 2.0 turbo diesel com intercooler e 87 cv. O motor 2.0 de 128 cv continuou.

Dois anos antes de chegar a nova geração, o Kia Sportage foi retirado de linha e os estoques foram sendo diluídos no meio do caminho. Nessa época, por volta de 2002, a Kia Motors já estava sob o controle da Hyundai. Uma sinergia estava a caminho e o produto não poderia continuar. Assim, em 2004, surge a segunda geração, agora feita em plataforma compartilhada com o conhecido Hyundai Tucson.

Esse novo carro era alguns centímetros menor que o Sportage Grand anterior e tinha entre-eixos igualmente menor, mas motor e câmbio passavam a ser transversais. O visual era parrudo, mas pouco simpático e não agradou tanto quanto o Tucson no Brasil. Aqui, este Kia foi vendido com motores 2.0 Beta e V6 2.7 Delta. Lá fora teve motor diesel 2.0. Ele foi criticado pelos fãs do modelo em todo o mundo, pois havia perdido as capacidades off-road e era excessivamente maior. Ele também teve problemas de segurança, em especial o teto fraco em caso de capotamento.

Ainda assim, essa geração do Kia Sportage projetou o modelo em nível global, passando a ser feito na China, Malásia, Equador, Eslováquia, Rússia e Ucrânia, bem como a Coreia do Sul. Em 2010, a Kia Motors lançou a terceira geração, que fez o modelo ficar mais atraente aos olhos do consumidor, especialmente no Brasil. Aqui, foi o primeiro a ganhar motor 2.0 Flex de até 167 cv. Com visual bem esportivo, ele era um pouco maior e mais espaçoso.

A gama de motores era bem generosa, ganhando (lá fora) motores 1.6 GDI e 2.0 T-GDI, além de 2.0 e 2.4, todos a gasolina. Com diesel, o Kia Sportage assumiu os motores 1.7 CRDi e 2.0 CRDi. Desenhado por Peter Schreyer, ex-Audi, o SUV fez enorme sucesso até ser substituído pela quarta geração, com estilo “by Porsche”. Schreyer imprimiu um visual essencialmente alemão e com linhas que lembram muito os carros da marca esportiva.

Com faróis estilizados e elevados quase sobre o capô, o Kia Sportage 2018 emprega também faróis de neblina em LED com quatro projetores individuais, criando assim um aspecto bem mais esportivo ao modelo. Lanternas traseiras com assinatura em LED 3D também reforçam a esportividade das linhas.

A gama internacional de motores é muito parecida com a da geração anterior, mas aqui no Brasil, a importadora oficial decidiu manter o 2.0 Flex ao invés de adotar o 1.6 T-GDi de 177 cv, que chegou posteriormente no New Tucson. Esse é elogiado também por seu nível de segurança elevado e pacote de equipamentos generoso.

novo-kia-sportage-2017-impressões-NA-1-700x466 Kia Sportage 2018: detalhes, fotos, versões, motor, preços

Kia Sportage 2018 – detalhes

Impulsionado por um motor Nu 2.0 Flex de 156/167 cv a 6.200 rpm e 18,8/20,2 kgfm, o Kia Sportage 2018 vem com transmissão automática de seis velocidades e tração dianteira, mas agora com três modos de condução: Eco Drive, Normal e Sport.

No visual, chama atenção a frente musculosa e agressiva, que tem faróis em formato de bumerangue e projetores de LED na versão topo de linha EX. O capô com vincos pronunciados e o para-choque com quatro LEDs em função neblina de cada lado também chamam atenção. A grade remodelada em estilo dente de tigre, também reforça o apelo visual do Kia Sportage 2018.

Na traseira, o conjunto é robusto. As lanternas de LED são muito interessantes e reforçam a intenção de Kia de apresentar um produto mais sofisticado, de melhor aparência, não que o anterior fosse ruim, muito pelo contrário. As rodas de liga leve aro 19 polegadas e o teto solar panorâmico também contribuem na boa impressão que o Novo Sportage passa.

A versão EX traz ainda alguns itens prateados, tais como as barras no teto e as maçanetas, além de pequenos frisos no para-choque. O spoiler na tampa traseira dá um toque mais esportivo. Retrovisores com repetidores de direção e frisos cromados nas janelas são outros destaques.

Por dentro, o Novo Kia Sportage apresenta um acabamento melhor, destacando-se o novo painel com detalhes em preto brilhante e materiais emborrachados estendendo-se pelas portas.

Na EX todo o ambiente é revestido em couro, tendo ainda bancos dianteiros elétricos, mas o traseiro apresenta um defeito: cinto de segurança de dois pontos para o quinto passageiro. Um pecado grave em um carro que tem Isofix e um pacote de segurança invejável para seu preço.

kia-sportage-2017-impress%C3%B5es-NA-33-700x466 Kia Sportage 2018: detalhes, fotos, versões, motor, preços

Kia Sportage 2018 – novidades

O Kia Sportage 2018 tem conforto de sobra e ao volante mostra muito agilidade, pena que o propulsor não seja mais potente. No geral, agradou pela proposta. O desempenho é mediano, mas para quem não tem pretensões mais esportivas, o SUV da Kia atende bem. O nível de conteúdo é muito bom, assim como acabamento e espaço para pessoas e bagagem.

A diferença entre as versões LX e EX em termos de equipamento é grande, tanto que 70% das vendas até agora estão centradas no topo de linha, de acordo com a Kia Motors. Por conta do dólar e das cotas, a marca não terá uma oferta grande do modelo, cuja pretensão é vender 400 unidades/mês do Kia Sportage 2018. Como um todo, a Kia espera emplacar entre 10 mil e 11 mil carros em 2016, cerca de 35% menos que em 2015.

No mercado nacional, o Kia Sportage 2018 vendeu 2.875 unidades de janeiro a outubro, tendo emplacado 364 exemplares em outubro. A média de vendas fica em torno de 287 unidades, número bem abaixo da meta da empresa, que era vender 400 exemplares mensalmente. O problema da marca no Brasil é a importação do modelo, que sofreu bastante com a sobretaxa de 30% de IPI para carros importados e a imposição de cotas para venda de carros de fora, o que fez as vendas da Kia despencarem muito no Brasil nos últimos cinco anos.

Por conta disso, o Kia Sportage 2018 tem enfrentado dificuldades em emplacar mais por aqui. A saída seria a produção nacional e o grupo Gandini, representante oficial da marca no país, chegou a comprar um terreno da antiga empresa Marsicano na região de Itu-SP, onde fica a sede da empresa. No entanto, há um detalhe jurídico que impede a produção de carros da Kia no país, pois durante os anos 90, a Asia Motors – então pertencente à Kia – se associou com empresários brasileiros para construção de uma fábrica e produção das vans Towner e Topic.

No processo, houve importação com benefícios fiscais de um grande lote de veículos, mas com a crise asiática, a marca entrou em dificuldades e os representantes locais não honraram o acordo com o governo, deixando de levantar a fábrica e não recolhendo os impostos devido. Após muitos anos, o débito da Asia Motors com o governo federal alcançou R$ 1 bilhão e já pode estar em torno de R$ 2 bilhões. Como estava sob o controle da Kia, o governo entendeu que a marca é responsável pelo débito da empresa falida.

Com esse impedimento legal, Gandini não pode sequer montar em CKD carros da Kia no país, sob o risco de ter que arcar com a dívida bilionária. Como alternativa, a empresa decidiu investir na montagem em CKD no vizinho Uruguai, mas para o caminhão leve Bongo, igualmente prejudicado pela política fiscal do governo. No entanto, o Sportage não pôde ser fabricado naquele país por causa do acordo automotivo entre os dois países, que dificultaria o envio de um volume maior anualmente.

Agora, a alternativa para que o Kia Sportage 2018 chegue ao mercado brasileiro com condições melhores é o México, onde a Kia Motors construiu uma fábrica para abastecer o mercado americano e também alguns países latino-americanos, entre eles o Brasil. Sem imposto de importação e sem incidência de IPI majorado, a estratégia agora é traze-lo de lá. Além dele, o Kia Rio também chegará por via latina.

kia-sportage-2017-NA-8-700x377 Kia Sportage 2018: detalhes, fotos, versões, motor, preços

Kia Sportage 2018 – versões

  • Kia Sportage LX 2018
  • Kia Sportage EX 2018

Kia Sportage 2018 – equipamentos

O Kia Sportage 2018 na versão EX vem com controles de tração e estabilidade, alerta de tráfego lateral, aviso de ponto cego, câmera de ré (também no LX), assistentes de partida em rampa e descida, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, seis airbags, freios a disco nas quatro rodas e ABS com EDB.

No mais, o Kia Sportage 2018 tem multimídia com DVD e navegador GPS, Bluetooth, volante multifuncional com paddle shifts, freio de estacionamento por pedal, retrovisores com rebatimento elétrico, persiana de teto elétrica, saídas de ar-condicionado na traseira, ar-condicionado dual zone, retrovisor eletrocrômico, pedais de aço inox, soleiras exclusivas e iluminação interna por LED.

O espaço geral é muito bom, tendo o banco do motorista ajuste lombar elétrico, por exemplo. O conforto foi ampliado para o banco traseiro, que agora oferece mais espaço para pernas, difusor de ar e garante viagens mais tranquilas com o ajuste do encosto. O porta-malas do Kia Sportage 2018 ficou maior e agora tem 868 litros, tendo também cobertura e estepe aro 19.

Kia Sportage 2018 – preços

  • Kia Sportage LX 2018 – R$ 112.990
  • Kia Sportage EX 2018 – R$ 138.990

Kia Sportage 2018 – motor

O Kia Sportage 2018 utiliza basicamente o motor 2.0 Nu com tecnologia flex. O propulsor é construído todo em alumínio, tendo ainda duplo comandos de válvulas variável e injeção eletrônica de combustível indireta e com múltiplos injetores, além de pré-aquecimento do combustível para partida a frio.

Este propulsor motor 2.0 Nu entrega 156 cv com gasolina e 167 cv com etanol, ambos a 6.200 rpm e 18,8 kgfm na gasolina e 20,2 kgfm no etanol, ambos a 4.700 rpm. Os números são mediados e suficiente para uma performance apenas adequada. A transmissão é somente automática com seis marchas, mas com três modos de condução: Eco Drive, Normal e Sport. A tração é apenas na dianteira. Com este conjunto, o Kia Sportage 2018 vai de 0 a 100 km/h em 11 segundos com máxima de 175 km/h.

novo-kia-sportage-2017-impressões-NA-9-700x466 Kia Sportage 2018: detalhes, fotos, versões, motor, preços

Kia Sportage 2018 – desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h e velocidade máxima final 

  • Kia Sportage 2.0 2018 – 11 segundos e 175 km/h

Itu/SP – O evento de lançamento do Novo Sportage ocorreu na cidade-sede da Kia Motors do Brasil. Dirigimos a versão EX por trechos de ruas e estradas da região do Vale do Tietê. O motor 2.0 Flex tem boa disposição, mas com 1.570 kg, o Sportage 2017 não é exatamente leve para favorecer uma performance melhor.

Por conta disso, o propulsor exige giros mais altos para uma tocada adequada, trocando as marchas acima de 3.000 rpm e, em caso de uma condução mais esportiva, trocas entre 4.000 e 5.000 rpm. O câmbio tem mudanças suaves e tem relações de acordo com as pretensões do Nu 2.0.

novo-kia-sportage-2017-impressões-NA-6-700x466 Kia Sportage 2018: detalhes, fotos, versões, motor, preços

São 156 cv com gasolina ou 167 cv com etanol. O torque é pouco no derivado de petróleo, enquanto no vegetal, é apenas mediano. Surgindo a 4.700 rpm, elevam não só giro e ruído, mas também o consumo. A verdade é que não dá para fazer milagres. Essa é a proposta que ainda existe no segmento, onde boa parte dos rivais já partiu para turbo e injeção direta.

Apesar disso, o crossover sul-coreano se mostrou adequado no meio urbano, tendo suspensão bastante confortável, filtrando bem buracos, pedaços de asfalto e outras imperfeições. Na estrada, o Nu 2.0 Flex sentiu um pouco mais em ultrapassagens e retomadas, mantendo giro acima de 4.000 rpm e alcançando picos acima de 5.000 rpm.

kia-sportage-2017-impressões-NA-45-700x466 Kia Sportage 2018: detalhes, fotos, versões, motor, preços

Mas, moderando-se o pé, o ponteiro marca 2.200 rpm a 110 km/h. Em cruzeiro, o Sportage 2017 se mostrou adequado, mas em condução esportiva, não tem como ir muito além. No modo Sport, o giro fica acima de 4.000 rpm, mas sem disposição maior do motor, não apresenta o resultado esperado. No Eco Drive, a força se esvai rapidamente, sem mais indicado para cruzeiro em estradas mais planas.

O nível de ruído interno, por outro lado é bom, mesmo com o propulsor gritando lá no cofre. A suspensão oferece um bom equilíbrio, ainda mais com Multilink atrás. Mesmo sendo aro 19 polegadas, os pneus 245/45 se mostram bem adequados à proposta do carro e não passam a impressão de dureza. Ainda assim, o conjunto como um todo tem recursos de segurança adicionais na EX. Os freios são suficientes e bem progressivos, assim como a direção elétrica, que reforça a boa impressão ao dirigir.

Kia Sportage 2018 – consumo

Cidade

  • Kia Sportage 2.0 2018 – 6,0 km/litro no etanol e 8,7 km/litro na gasolina

Estrada

  • Kia Sportage 2.0 2018 – 7,5 km/litro no etanol e 11,0 km/litro na gasolina

kia-sportage-2017-impressões-NA-25-700x466 Kia Sportage 2018: detalhes, fotos, versões, motor, preços

Kia Sportage 2018 – manutenção e revisão

Junto com o lançamento do Novo Sportage, a Kia decidiu finalmente divulgar preços fixos de revisões, começando pelo utilitário esportivo. Nesse caso, as revisões com mão de obra são feitas a cada 10.000 km, custando assim R$ 224,64 (10.000), R$ 636,00 (20.000), R$ 449,64 (30.000) e R$ 1.035,47 (40.000). Ou seja, as quatro primeiras paradas para manutenção somam R$ 2.345,45. Outros modelos terão seus valores divulgados mais adiante.

A Kia Motors recomenda que a primeira revisão deve ser feita com 10.000 km e depois a cada 10.000 km. Em caso de uso severo do veículo ou menos de 5.000 km em 6 meses, a marca indica que seja feita troca de óleo do motor, filtro de óleo, filtro de ar e demais lubrificantes, além de alinhamento e balanceamento de rodas na rede autorizada. A tolerância para as revisões é de 500 km a menos ou a mais do previsto para manutenção.

Revisão

Custo

Quilometragem

Preços 2.0

10.000 km

R$ 224,64

20.000 km

R$ 636,00

30.000 km

R$ 449,64

40.000 km

R$ 1.035,47

50.000 km

R$ 636,00

60.000 km 

 R$ 449,64

Kia Sportage 2018 – ficha técnica

Motor

2.0 Nu

Tipo

Dianteiro transversal, Gasolina e Etanol

Número de cilindros

4 em linha

Cilindrada em cm3

1999

Válvulas

16

Taxa de compressão

12:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Gasolina: 156 cv @ 6200 rpm / Etanol: 167 cv @ 6200 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Gasolina: 18,8 kgfm @ 4700 rpm / Etanol: 20,2 kgfm @ 4700 rpm

Transmissão

Tipo

Automática 6 marchas

Tração

Tipo

Dianteira

Freios

Tipo

Disco ventilado / Disco

Direção

Tipo

Elétrica

Suspensão

Dianteira

McPherson, independente com barra estabilizadora, pneumática

Traseira

Multilink, pneumática

Rodas e Pneus

Rodas

Liga Leve aro 19 polegadas

Pneus

245/45 R19

Dimensões

Comprimento total (mm)

4480

Largura sem retrovisores (mm)

1855

Altura (mm)

1655

Distância entre os eixos (mm)

2670

Capacidades

Porta-malas (litros)

503

Tanque (litros)

62

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

480

Peso em ordem de marcha (kg)

1570

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

0,33

Kia Sportage 2018 – fotos

Viagem a convite da Kia Motors do Brasil.

4.0

  • vikey

    Aleluia as revisões tabelas estão vindo! Ponto pra Kia!

  • The Dark Side Of The Moon

    Esse Sportage é uma opção bastante superior ao seu irmão (de geração anterior) Ix35. As versões peladas custam o mesmo preço (110.000), e o Kia ganha por ter uma plataforma mais moderna, porte maior e acabamento melhor. As versões tops também custam o mesmo (135.000) e o Kia é bem melhor equipado e mais refinado, além de maior.

    No mais, eu não compraria nenhuma versão nem de Sportage nem de Ix35. As de entrada são peladas, com apenas 2 airbags e sem Esp, além de ar-manual, volante de plástico, bancos em tecido… Já a versão top é muito bem equipada, mas peca no powertrain. Já dirigi (inúmeras vezes, pois tenho um na família) Ix35 com esse 2.0 flex e ele anda pouco para a potência declarada, além do torque ser em altos giros. Outro defeito do Ix35 é a suspensão dura e a direção extremamente anestesiada (na estrada é um terror).

    • Rafael Henrique Arruda

      A Kia pecou no motor, ficou um carro de imagem, motor fraco para o peso do veículo, o que o deixa chato de guiar e muito beberrão, mas será o queridinho das madames e endinheiradas. Vale a pena esperar a nova geração do Tiguan, que está sensacional, tem motor, direção afiada, muita tecnologia, mas a suspensão é bem firme. Porém a VW com certeza irá vir com a faca na mão, podemos esperar algo entre R$160 mil e R$200 mil.

      • Fernando

        ja tive Tiguan e a suspensao é extremamente confortavel sem ser mole demais

  • The Dark Side Of The Moon

    N.A, agora o painel é emborrachado (de afundar o dedo ao toque)?
    Porque o anterior era todo em plástico duro como o ix35.

    • Felippe

      eu entrei em uma Sportage na css e ela tinha o painel revestido com um material que parecia couro

    • ricmoriah

      sim, incluindo a parte superior das portas, mas em menor grau.

  • Senhora Liberdade

    A kia acabou de ser reconhecida em uma pesquisa de qualidade nos EUA http: // www . forbes. com /sites/ davidkiley5/ 2016/ 06/ 22/ man-bites-dog-kia-tops-porsche-and-lexus-for-quality /#d0372ff5ced3

  • Senhora Liberdade

    A kia acabou de ser reconhecida em uma pesquisa de qualidade nos EUA desbancando ate a porsche http: // www . forbes . com /sites/ davidkiley5 / 2016 / 06/ 22/ man-bites-dog-kia-tops-porsche-and-lexus-for-quality / #d0372ff5ced3

  • afonso200

    200cv estaria de bom tamanho pelo preço

    • G.Alonso

      Pelo menos uns 180 cv de um 1.6 turbo com 28 kgfm de torque.

  • afonso200

    depois de ANOS no BR agora uma tabela de revisoes, mas deveria ser até 100mil km como hyundai

  • Renan

    Enfiam o motor que der / tiver para o Brasil. Lá fora contam com motores a diesel ou turbo, torcudos, com excelente consumo. Aqui temos isso aí: Manco e beberrão.

  • Mr Andrey

    Carrao , meu pai vai querer um ,eu vou andar hehehe

  • Filipo

    Pode ter ficado muito belo e bom carro, mas por este preço (LX) e não vir mais que o par de airbags exigidos por lei, cinto abdominal para o terceiro ocupante de trás, não ter ESP e ainda trazer este motor que o 1° mundo não quer mais? Bola fora, Kia!
    Até um Ka SEL tem ESP, TCS e cinto de três pontos para todos os ocupantes! Um carro desse preço só ter as bolsas obrigatórias? Nem Corolla e Civic de entrada trazem apenas 2.

    • Carfortal

      Civic de entrade e intermediario so tem 2 sim.

    • Edson Fernandes

      Filipo o Sentra na versão de entrada oferta sim 2 air bags apenas.

      • Filipo

        Verdade, obrigado pela correção.

  • Marcelo

    Daqui a pouco, vão fazer carros recheados de tecnologia que não passam de 70 km/h de velocidade final.
    Esse SUV sempre foi bonito, mas ordinário.
    E a Kia tem um mau gosto pra interior de carro que é surpreendente. Tudo monocromático cheio de espaços mal utilizados.
    Mas, pagar 135 mil cruzeiros por um carro desses com este motor e pouca segurança, só doido mesmo. Este motor na estrada, é arriscar a família. Ainda dizem que este motor é para economizar combustível. Economizar o quê, se ele faz horrorosos 6 km/l na cidade?
    Prefiro gastar isso comprando um alemão usado, por exemplo.
    Não tenho essa fissura de brasileiro por carro 0km.
    Sempre tive carros excelentes, comprados semi novos. Sim, o seguro é mais caro, mas nunca dá dor de cabeça. Meu carro faz 9 km/l na cidade com motor turbinado. Quando viajo, um conforto só e mega seguro. E paguei bem menos dos que esses 135 mil cruzados que esses coreanos estão pedindo aí.
    Quer carros mais baratos e melhores? Parem de comprar 0 km, que as montadoras vão reduzir seus enormes lucros.

    • Licergico

      se os 167 no kia são ruins imagina os 145 do rav2…

      • Marcelo

        167 cv só no álcool. Mas ninguém vai usar esse combustível, senão o carro vai virar a esquina do posto e tem que parar de novo pra abastecer….rs.
        Mas o RAV também é um absurdo de caro, fraco e mal equipado. Tem que ser muito fissurado em Toyota pra jogar dinheiro fora assim, apenas sob o pretexto de que marca japonesa é mais confiável. Todo carro é bom se você tratá-lo direitinho. Já tive todas as marcas e nunca tive problemas.
        Esse negócio de custo-benefício não rola pra mim. Se tem custo-beneficio, não há prazer, tô fora! Carro, pra mim, tem que dar prazer e segurança. Se quer custo-beneficio em carro, use o Uber, na ponta do lápis é muito mais em conta.
        Os japoneses não fazem o melhor carro do mundo, o que eles fazem é o melhor marketing do mundo

    • carroair33

      HYUNDAI E KIA nao conseguem entregar motores de qualidade ,olh OS HB20 ja esta dando um monte de problemas mecanicos a carapuça caiu HYUNDAI!!!!

      • Marcelo

        Design e marketing….é só isso que sabem fazer. Bonitinho, mas ordinário.
        Pelo preço de Hyundai 0km você pega um Jetta usado.

  • Alexandre

    encalhe.com

  • Edu Brussy

    CUIDADO!!! esta Sportage 2017 esta sendo vendido incompleto sem a central multimídia, ISSO MESMO este assunto esta um rolo e para quem comprou o carro no pré lançamento com a informação que a central multimídia chegaria esta semana, isso não aconteceu até o momento. Estão querendo entregar o carro sem este item e agora vieram com um termo para vc assinar que em até 30 dias eles instalam o equipamento. Ó correto seria não vender o carro sem ele estar completo UMA VERGONHA!!!! como pode uma empresa vender um carro divulgando todos os itens de serie e querer entregar incompleto. CUIDADO PESSOAL.

    • Rafael Neves

      Isso é verdade! meu amigo pegou uma EX na quarta feira e ela não vem com esse item… além disso não possui projetores em LED tb… são lâmpadas halógenas Sylvania.

  • TijucaBH

    Na parte onde diz que os concorrentes possuem motor turbo, fiquei quebrando a cabeça e nao encontrei nenhum. Rav4, Ix35, Vitara, Captiva e CRV possuem motor 2.0 aspirado (captiva 2.4)!

    • GABRIELCSFLORIPA .

      Audi Q3 tem 1.4T de 150cv e na versão básica custa praticamente o mesmo que a Sportage Top

    • Mayck Colares

      O 3008 tem motor turbo desde 2011, acorda Kia!!

  • Ailton

    Tem duas coisas que não aceito em um carro desse valor. Falta de esp e de cinto de trez pontas central no banco traseiro. Resumindo não compraria esse carro, nem na versão”top”.

  • RF

    E a versão GT, vem?? Com esse motor tô fora

  • Alvaro Augusto Rocha

    Nas fotos tem ao menos dois modelos em que os faróis de neblina são únicos de cada lado e não os de quatro lâmpadas de leds de cada lado e vocês nada mencionam sobre. Seia uma versão mais em conta ?

  • Rodrigo Rodrigues

    Só não compro por causa de pisca ridículo em baixo do parachoque traseiro.

  • Fernando Dias

    Esse motor NU é de 2009, precisa falar mais alguma coisa…

  • JCosta

    Na minha opinião, a frente da versão mais simples é mais bem resolvida.

  • Lucas086

    Muito bonita, gosto da Sportage de todas as gerações e essa ficou top, melhorou acabamento, só o motor que merecia um mais moderno, pq esse é só suficiente. A traseira ficou chique, mas faltava uns equipamentos na de entrada. Até que enfim hein Kia, revisões tabeladas. Deixei de fazer negócio em um Cerato só pelas revisões. Vamos esperar as revisões do Cerato agora.

  • FFSB

    Algo que me incomoda, sempre: “Em cruzeiro, o Sportage 2017 se mostrou adequado, mas em condução esportiva, não tem como ir muito além.”

    Caramba! Por acaso podemos utilizar os carros neste “modo esportivo”? Ruas e rodovias NÃO SÃO PISTAS. Já não bastam tantos acidentes e mortes?

    • Edson Fernandes

      Talvez foi a forma da avaliação colocar que o motor deveria ser revisto, mas sem dizer que é um motor ruim, mas que poderia melhorar se fosse um motor melhor otimizado ou até mesmo downsizing.

  • Danilo

    Queria ler sobre o carro, mas depois de ver a motorização desanimei totalmente kkkkkkk

  • Leonardo Dantas

    hmmm, forester XT com motor turbo de 240cv ou um sportage com motor de 150, deixa eu pensar…

  • valeria brito

    motor de geladeira!!!!!!!!!!!!!
    Pena o consumidor brasileiro ser tão idiota. Carro caro e com certeza é um perigo nas estradas onde esse motor de geladeira só faz barulho.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend