Home Etc Óleo do motor do meu carro: os diferentes tipos e mitos

oleo motor carro Óleo do motor do meu carro: os diferentes tipos e mitos




O óleo que lubrifica nossos motores tem muitas utilidades. Ele limpa o motor, retirando partículas resultantes do processo de combustão e as mantendo suspensas. Também refrigera o motor, retirando o calor das peças móveis e transferindo esse calor para o sistema de arrefecimento.

E por último e mais importante, o óleo lubrifica o motor, formando uma película entre as peças que se movem, reduzindo bastante o atrito entre elas. Temos basicamente três tipos de óleo. Mineral, sintético e semi-sintético. O mineral é obtido a partir de componentes do petróleo. O óleo sintético é obtido a partir de reações químicas. Já o semi-sintético mistura um pouco de cada.

Existem muitas perguntas que as pessoas se fazem, e muitos mitos instalados no mercado, para os quais temos de prestar a devida atenção. Veja:

1. Como devo escolher o óleo lubrificante para meu carro?
R: Para saber qual é o óleo lubrificante correto para o motor de seu veículo, veja no manual o que diz. Se seu carro for mais velhinho e você não tiver o manual, pode consultar o posto de combustível de sua confiança, ou acessar algum site de entusiastas do seu modelo na internet, e perguntar.

2. Qual o nível correto do óleo no carro?
R: Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, o nível correto se encontra entre os dois traços e não só no traço superior. Se o óleo fica abaixo do mínimo da vareta, o motor pode ser prejudicado por falta de lubrificação. No entanto, se o óleo fica acima do máximo da vareta, haverá aumento de pressão no cárter, podendo ocorrer vazamento e até ruptura de bielas, além do óleo em excesso ser queimado na câmara de combustão sujando as velas e as válvulas, danificando também o catalisador no sistema de descarga do veículo. Não devemos colocar óleo a mais no carro, no caso de veículos que estão baixando óleo, para “compensar”.

3. Quando devo completar o nível de óleo?
R: Depende. Se seu carro é novo, não existe a necessidade de verificar o nível do óleo com muita frequencia, pode ser a cada 30 dias. Já no caso de carros com mais uso, podemos reduzir isso para 15 dias, e no caso de modelos que estão baixando óleo, uma atenção constante é necessária.

4. Escuto dizer que óleo bom é aquele que não baixa o nível e não precisa de reposição. Isto é verdade?
R: Baixar o nível ou não depende mais de como o motor de seu carro está do que do óleo que está sendo usado. Inclusive é normal um pequeno consumo de óleo a cada 1.000 quilômetros rodados, que em alguns carros pode chegar até mesmo a 500 ml.

5. É verdade que o óleo de motor deve ser claro e o óleo de engrenagem escuro?
R: Hoje temos vários tipos de óleo disponível no mercado, e a cor de cada um depende dos materiais usados para o formar. Essa idéia não tem nada a ver.

6. O óleo mais escuro é também mais grosso?
R: Este é outro conceito errado.

7. Por que o óleo de motor fica escuro com o uso?
R: Por causa das partículas que se soltam dentro do motor. Isso é normal.

8. Quando devo trocar o óleo do carro?
R: Isso é outra coisa que você tem que verificar no manual do proprietário. Se você quiser trocar com mais frequencia do que o manual diz, não tem problema, só não pode fazer o contrário.

9. É verdade que o motor deve estar quente na hora de troca de óleo?
R: É bom sim, porque quando o óleo está quente, ele fica mais fino e tem mais facilidade de escorrer.

10. Quanto tempo devo esperar para medir o nível de óleo?
R: Quando paramos o carro é bom esperar pelo menos 5 minutos para ver o nível, para que o óleo escorra de volta para seu reservatório, e a medição não seja mal feita.

11. Posso aumentar o período de troca quando uso óleos sintéticos?
R: Os fabricantes não costumam dizer que você deve trocar com uma certa quilometragem se o óleo for mineral e outra se ele for sintético. Continue seguindo o que diz o manual.

12. O filtro de óleo também deve ser trocado quando trocamos o óleo?
R: Muitos manuais de proprietário especificam um intervalo maior para o filtro do que para o óleo. Mas uma prática que vem sendo feita por todos que gostam de cuidar do seu carro da melhor maneira é trocar o filtro de óleo sempre que se trocar o óleo. O filtro fica sujo por causa das partículas que ficam no óleo, e isso poderia causar danos ao motor. Alguns fabricantes já recomendam a troca do filtro a toda troca de óleo.

13. Qual a validade do óleo lubrificante do motor do meu carro?

R: O óleo não tem validade, porém recomenda-se trocar o óleo a cada seis meses, se o carro não rodar muito, como por exemplo nos casos de carros de colecionador, que são muito pouco usados. E também existem muitas pessoas que rodam pouco, como por exemplo 500 quilômetros por mês. Aí é melhor ir pelos seis meses do que pelos 5.000 ou 10.000 quilômetros.

14. Os óleos mais modernos podem ser usados por carros velhos?
R: Sim. Óleo melhor é bom para qualquer tipo de motor. Você pode usar um óleo superior ao que é recomendado para seu carro. O ponto é que a maioria das pessoas não faz isso, pois óleo melhor é óleo mais caro, muitas vezes chegando a 50 reais o litro.

15. Devo adicionar algum aditivo ao óleo para melhorar o desempenho do meu motor?
R: Não há necessidade de adicionar aditivos complementares ao óleo.

16. Posso misturar produtos de marcas diferentes?
R: É melhor não. Os óleos automotivos existentes no mercado são compatíveis entre si, não apresentando problemas quanto a misturas, mas o melhor é não usar misturas, para ter o melhor desempenho do seu óleo.

17. Qual a diferença entre o óleo mineral, semi-sintético e sintético? Eles podem ser misturados?
R: Os óleos minerais são obtidos da separação de componentes do petróleo, sendo uma mistura de vários compostos. Os óleos sintéticos são obtidos por reação química, havendo assim maior controle em sua fabricação, permitindo a obtenção de vários tipos de cadeia molecular, com diferenças características físico-químicas e por isso são produtos mais puros. Não é recomendado misturar.

18. O que significam os números (20W/40, 50, etc.) que aparecem nas embalagens de óleo de motor?
R: Estes números correspondem à classificação da SAE (Society of Automotive Engineers), que se baseia na viscosidade dos óleos a 100oC, apresentando duas escalas: uma de baixa temperatura (de 0W até 25W) e outra de alta temperatura (de 20 a 60). A letra “W” significa “Winter” (inverno, em inglês) e ela faz parte do primeiro número, como complemento para identificação. Quanto maior o número, maior a viscosidade, para o óleo suportar maiores temperaturas. Graus menores suportam baixas temperaturas sem se solidificar ou prejudicar a bombeabilidade. Ou seja, se seu carro requer 20W50, você pode usar algum óleo com o primeiro número menor que 20 e o segundo número maior, como 10W60. Mas nunca aproxime os números mais do que o recomendado. Por exemplo, não se pode usar 20W50 em um carro fictício que exige 10W60.

Os óleos também tem outra classificação, chamada API, composta de letras, veja o que ela significa:

Este é o grupo que elaborou, em conjunto com a ASTM (American Society for Testing and Materials), especificações que definem níveis de desempenho que os óleos lubrificantes devem atender. Essas especificações funcionam como um guia para a escolha por parte do consumidor. Para carros de passeio, por exemplo, temos os níveis API SL, SJ, SH, SG, etc.. O “S” desta sigla significa Service Station, e a outra letra define o desempenho. O primeiro nível foi o API SA, obsoleto há muito tempo, consistindo em um óleo mineral puro, sem qualquer aditivação. Com a evolução dos motores, os óleos sofreram modificações, através da adição de aditivos, para atender às exigências dos fabricantes dos motores no que se refere à proteção contra desgaste e corrosão, redução de emissões e da formação de depósitos, etc.. Atualmente, o nível API SL é o mais avançado.

Use sempre a letra recomendada pelo manual, ou alguma letra superior, nunca inferior.

[Fonte: Petro Negócios]


  • Rodrigo Laranjo

    Eber, muito obrigado por alertar esse bando de espertalhões o que todo mundo deveria saber: SIGA O MANUAL DO CARRO!!!!

    Se todo mundo seguisse o manual do carro, os Mareas 2.4 não quebrariam tanto.

  • marceloups

    Muito boa a matéria!!!! o que mais me chamou a atenção foi o tópico 18, ate entao eu nao fazia ideia do que significava essas siglas, isso tudo depois que eu fiz uma troca de óleo e colocaram um 15w50, eu costumo usar um 15w40. Alguem ai sabe a diferença e se vai trazer algum beneficio ou nao para o desempenho dele??? ah sim o motor do meu carro e o fire.

    Abraçosss

  • Márcio

    PQP, muito boa esta matéria. Esse tipo de reportagem só engrandesse esse belo site. Parabéns para quem teve a idéia.

  • Laércio

    Só para constar: o BR TECNO 15W40 semi-sintético que uso já é API “SM”, portanto melhor que SL.

  • lndnfsu2

    siga o manual!

    otima materia, bem didatica e sem palavras muito tecnicas!

  • lucas mendanha

    LEMBRANDO QUE OS MOTORES FORD ZETEC ROCAM 1.0 E 1.6, E DURATEC 2.0 E 2.3 16V USAM OLEO 5W30. USAR QUALQUER OUTRO OLEO MUDA COMPLETAMENTE O COMPORTAMENTO DO CARRO..

    E ISSO E COMPROVADO COM O PESSOAL DO FORDHP

  • http://www.noticiasautomotivas.com.br Eber

    obrigado pelos elogios, gente. e quem tiver mais dicas pode ir postando nos comentários, para nos ajudarmos mutuamente.

    :drinkk:

  • tscarani

    Muito bom!

    Eber, pode recomendar loja aqui? Óbvio que eu não tenho nada a ver com ela. É que eu compro filtro de óleo a R$9-10 lá, de marca boa, e tem pra praticamente qualquer carro, enquanto as lojas por aí querem cobrar R$20, 30 e até 40 pelo mesmo produto.

    Quanto aos óleos, recomendo os Lubrax. Já usei (em diferentes carros) o Tecno, semi-sintético, o Sintético (dã) e o Valora (Energy Saver). Os três são tão bons quanto os melhores e metade do preço, pelo menos por aqui.

    Uma ressalva quanto ao artigo: A Castrol GARANTE que TODOS os seus óleos são compatíveis entre si, mas, é claro, considerando-se sempre a especificação do pior dos envolvidos na mistura. Isso inclui minerais, semis e sintéticos.

    Outra ressalva: Se você colocar óleo de viscosidade muito baixa num motor antigo, acostumado com óleo de viscosidade alta, vai ter problemas, pois ele vai limpar alguns sedimentos maiores que já estavam consolidados no local, tendendo a levá-los pra áreas sensíveis do motor. Não é recomendado uma mudança brusca de viscosidade.

  • Powerbest

    [Comentario #151732 sera citado aqui]

    Eu vim saber disso um dia desses, eu uso para trabalhar um Escort ano 2001 c/ o motor Zetec Rocam 1.6 e uso o Castrol GTX Special semi-sintético 20W50 e nunca tive problemas, peguei este carro com cerca de 65000 km e atualmente ele está c/ 115000 km e ele ainda veio c/ GNV que uso sempre inclusive c/ o ar condicionado pois aki no RJ é bem quente e o carro é uma maravilha, bom mais vale a dica e também parabéns ao Eber pelo post!! Só mais uma pergunta, pois o meu carro não veio c/ manual vc sabe qual é o intervalo de trocas c/ o óleo 5W30 até pq este óleo é bem mais caro!! Abraços!!

  • heliofig

    [Comentario #151712 sera citado aqui]

    Assino embaixo de tudo de bom que foi escrito acima.
    Ah, essa matéria faz lembrar que as trocas de óleo feitas na garantia do carro são sempre com óleos de R$30 o litro (até mais), com óleos que podemos comprar por menos de R$10 o litro, com a mesma qualidade ou até melhores… Só porque são da concessionária!

  • Daniel

    Só uma pergunta! Se óleo não tem validade, porque então devo trocar a cada seis messes, há alguma explicação tecnica para isso?

  • Paulo Vitor

    Muito bom Éber!!! Ainda mais visto a dificuldade de se encontrar esse tipo de informações na internet. :clapp:

  • lucas mendanha

    [Comentario #151780 sera citado aqui]

    de 5 em 5 mil km.. normal mesmo…

    o meu motor e endura (fiesta 1.0 98), mas o pessoal la do forum que tem zetec e ja usou dos dois oleos, fala que a diferenca e clara… com o 5w30 recomendado pela ford, o carro fica mais solto, bebe menos e funciona mais liso…

  • Yuri

    Não é bem assim de “siga o manual” .
    NENHUM óleo suporta 10000km em uso urbano.
    Em uso exclusivamente RODOVIARIO qualquer óleo mineral suporta isso.
    Não existe hoje à venda um óleo que suporte acima de 7000 km em rodagem urbana, em motor algum.
    Todo óleo comercialmente disponível tem base mineral, o que difere é a incidência da aditivação. Essa base não suporta o massacre que é rodar em trânsito urbano por 10.000km.

    Os 15000km que aparecem no MANUAL são para uso em ESTRADA, onde o motor trabalha em fluxo máximo da bomba de óleo, refrigeração ideal, temperatura constante, etc…

    Alguns fabricantes indicam, por exemplo, troca de óleo a cada 10000km, mas fazem a ressalva no manual de que é necessário trocar a cada 4000, 5000km quando o uso for SEVERO, ou seja, o uso mais intensivo para um motor é o trânsito urbano, com baixa rotação, temperatura elevada e inconstante, etc.

  • Yuri

    É só observar que, em todo manual, existe uma observação quanto ao uso severo, ou, intensivo, que não é outra coisa a não ser o uso em cidades.

  • Rogério

    Ótima matéria!

    Atenção aos donos de modelos Fiat com novos motores Fire (1.0 65cv – Uno Economy e 1.0 75cv – Palio Economy, Siena Fire 2010, Palio ELX 1.0 2010 e Novo Siena ELX 1.0) e (1.4 86cv – Punto 1.4 e ELX, Novo Siena ELX 1.4, Palio ELX 1.4 2010, Strada Fire 1.4 2009 e Strada Trekking 1.4 2009. O óleo original destes motores é o 5W30 Sintético. A pouco tempo fui trocar o óleo do meu Siena ELX 1.4 2008 (em uma loja bem conceituada) e o vendedor não sabia que a especificação do óleo dos motores Fire havia mudado. Olho vivo pessoal!

    Recomendo também (em caso de uso "severo") substituir óleo e filtro a cada 7500 Km.

    Sempre fiz este procedimento. Já tive 3 Unos e 1 Siena (nunca tive nenhum problema com o motor destes modelos)

    • https://www.facebook.com/lestetaxi.precojusto Lestetaxi Preçojusto

      tenho um gran siena , fiquei assustado como baixa óleo essa carro eu estou colocando o recomendado 5w30 seleniun , tenho também uma meriva o qual uso qualquer oleo sendo 20w50 ele baixa mas bem menos . olha que a meriva é taxi motor com 400.000 kms siena tirei zero hoje esta com 26 .000.

  • Cebola

    [Comentario #151819 sera citado aqui]

    Não é a toa que tem engenheiros que passam anos estudando isso. E não vai ser nós meros leigos que devemos achar o que é melhor, por isso q concordo com vc Lucas M.

  • Rogério

    [Comentario #151975 sera citado aqui]

    Me esqueci da Nova Palio Weekend 1.4 e Trekking 1.4, também utilizam o óleo 5w30 sintético.

  • Luis.J.R.

    É verdade que para motores de 16v só é recomendado oleo sintetico e semi-sintetico!

  • Gadernal

    [olho de tandera on] Motor da foto = Honda Série B 16V DOHC :pao:

  • EduardoRN

    [Comentario #151714 sera citado aqui]

    Ih cara, o Rogério comentou que o óleo do Fire é 5w30 sintético e você tá usando 15w50. Segundo a matéria podemos usar um óleo com o primeiro n° menor mas nunca maior, se é que eu entendi direito.É melhor se certificar. :owmy:

  • Powerbest

    [Comentario #151819 sera citado aqui]

    Valeu amigo!!!

  • ggalleli

    Marea 2.4 AT tirado 0km já com 202.000 km e motor/cambio ainda originais. Rodo em média 5 a 6 mil km/mes. Troco óleo e filtro com 15000km como recomenda o manual e uso o Selenia K (semi-sintético). Troquei óleo do cambio com +/- 160.000km, direção hidráulica 180.000km, óleo de freio a cada 45000km. Faço sempre em concessionária. Tá lá no “livrinho”. É só seguir as manutenções programadas que carro nenhum dá problema!!!!!!

  • mario

    [Comentario #151712 sera citado aqui]

    cara tõ contigo. já tive marea week 2.0,ano 99, marea sedan 2.4 e agora uma marea week turbo é só alegria.agora se for usar oleo de 5 conto o litro, aí sifu.

  • mario

    Pessoal, aproveitando o ensejo dessa materia, gostaria de saber se aquele esquema para troca de oleo tipo “por sucção” é melhor do que por esgotamento? alquem poderia dizer? outra coisa,comecei a trocar oleo e filtro de oleo sempre juntos,acredito que seja mais saudavel para o motor.

  • Alípio

    Eu tenho um Polo 1.6 2004, sempre usava óleo 10w40, no manual permite-se usar 15w40, 10w40 e 5w40.
    sempre usava 10w40 e o carro fazia 10km/l na cidade e 14km/l na estrada, quando agora começei a usar 5w40 o carro faz 9km/l na cidade e 17km/l na estrada. em questão de desempenho não senti diferenças. agora vou usar só 5w40! muito satisfeito com os resultados, pois pego muito rodovias! :clapp:

  • tscarani

    [Comentario #151819 sera citado aqui]

    Isso acontece com qualquer carro :D
    O 5W30 reduz o atrito, diminuindo o gasto de combustível e deixando o carro mais solto.

    [Comentario #151830 sera citado aqui]

    Se tá no manual, não é seguir o manual?

    Mas os óleos BONS aguentam 10000km em uso severo fácil, fácil, desde que o motor seja de tecnologia relativamente nova.

    [Comentario #152036 sera citado aqui]

    Dois pequenos enganos aqui: A maioria dos carros não tem um único tipo de óleo no manual, mas sim uma faixa de óleos permitidos. 5W30 não é bom pra uso severo em climas quentes, por exemplo.

    E o outro engano: Praticamente TODO 5W30 é MINERAL. São óleos de última geração, que passam por uma aditivação pesada e suportam períodos de troca maiores do que a maioria dos outros óleos, mas são mineirais. Pode olhar na composição, onde estará “óleo lubrificante básico” ou “óleo lubrificante mineral”. Os aditivos são sintéticos, óbvio, mas em qualquer óleo os aditivos são sintéticos.

    Os que com certeza são minerais, que eu já conferi pessoalmente: Elf Evolution (e seu “companheiro” da Total), Lubrax Valora, Havoline Energy.

  • José Robson

    Sim …

    Existe uma FAIXA de´especificação aceita … e quase todos os 5W30 disponíveis são minerais … A Castrol e a Mobil têm 5W30 sintéticos, mas são muito mais caros (os 5W30 minerais já são caros, custam em média o preço dos 5W40 e 10W40 sintéticos e semi-sintéticos, respectivamente) …

    O Motor Zetec Rocam pede como especificação MÁXIMA 5W30 … Mas pode-se usar 10W40 sem NENHUM PROBLEMA e nem diferença ao rodar … Garanto isso … 15W40 já começa a gastar um pouco mais de combustível … Diferença mesmo se percebe com os 20W40, 20W50 e 20W60, que são, em geral, os óleos mais baratos do mercado …

    O Lubrax sintético 5W40 e o Lubrax SEMI-SINTÉTICO TECNO 15w40, ATENDEM PRATICAMENTE A QUALQUER ESPECIFICAÇÃO de motores disponíveis no mercado … Sempre uso um destes dois óleos …

  • Ricardo

    1- Nao é necessário verificar o nível do lubrificante de um carro novo cada 30 dias

    2- Meio litro de lubrificante a cada 1000km??? ë um motor 2 tempos? Nem o RX-8 que tem um motor Wankel consome tanto. Nao seria meio litroa cada 10.000km

    3- O período de troca do lubrificante evidentemente varia se é um semi-sintético ou sintético. Em média, um sintético suporta 50% mais quilometragem, ou o triplo (em relaçao a um mineral).

    4- Troque o filtro sempre que trocar o lubrificante, o preço do filtro é mínimo se comprado ao preço do motor, e os benefícios sao mais que compensadores.

    5- Mesmo que o motor fique parado, o lubrificante sintético suporta mais de 1 ano.Com pouco uso (ao redor de 250 km/mês) pode ser trocado com 2 anos.

    6- Nao se deve utilizar um lubrificante com maior grau de viscosidade do que o especificado pelo fabricante do veículo, exceto em motores com mais de 100.000Km em uso normal ou 75.000km em uso severo.

    7- A mais alta especificaçao API (American Petroleum Institute) é a SM (de 2004). Para o terceiro trimestre de 2010 a ILSAC prevê a certificaçao API da especificaçao GF-5, voltada para uma maior economia de combustível e menor emissao de poluentes, entre outros benefícios. Para os modelos 2011.

  • Ricardo

    1- Nao é necessário verificar o nível do lubrificante de um carro novo cada 30 dias.

    2- Meio litro de lubrificante a cada 1000km??? É um motor 2 tempos? Nem o RX-8 que tem um motor Wankel consome tanto. Nao seria meio litro a cada 10.000km?

    3- O período de troca do lubrificante evidentemente varia se é um semi-sintético ou sintético. Em média, um sintético suporta 50% mais quilometragem, ou o triplo (em relaçao a um mineral).

    4- Troque o filtro sempre que trocar o lubrificante, o preço do filtro é mínimo se comprado ao preço do motor, e os benefícios sao mais que compensadores.

    5- Mesmo que o motor fique parado, o lubrificante sintético suporta mais de 1 ano. Com pouco uso (ao redor de 250 km/mês), pode ser trocado com 2 anos.

    6- Nao se deve utilizar um lubrificante com maior grau de viscosidade do que o especificado pelo fabricante do veículo, exceto em motores com mais de 100.000Km em uso normal ou 75.000km em uso severo.

    7- A mais alta especificaçao API (American Petroleum Institute) é a SM (de 2004). Para o terceiro trimestre de 2010 a ILSAC prevê a certificaçao API da especificaçao GF-5, voltada para uma maior economia de combustível e menor emissao de poluentes, entre outros benefícios. Para os modelos 2011.

  • RONALDO

    PRECISO SABER QUE TIPO DE OLEO ESTA ESPECIFICADO NO MANUAL DO SIANA EX FIRE 2001 16V

  • Ricardo Magno

    Excelente reportagem, me esclareceu muitas das dúvidas que eu tinha.

    Mas tenho uma dúvida!

    Quanto é considerado de excesso de oléo em um carter?

    Ex: se passei 100 mls a 200 mls é considerado excesso e pode prejudicar meu veiculo?

    Obrigado!!!!!!!

  • ChuckCar

    Ola coloquei no meu carro um B12 Plus da Bardahl, muito bom e já vi teste do b12 é um aprimora dor sem igual.
    comprei pelo site deles http://www.lojabardahl.com.br/loja/index.php/

  • nilton

    posso completar com óleo 20w50w no meu carro usei 15w50w motor 1.8 no inverno???

  • Fábio

    Saberia nos explicar o que há de diferente entre os diversos fornecedores, pois encontramos diferenciação de preço entre fornecedores de uma mesma especificação e viscosidade? Ex.: 5w30 API SN. Encontramos preços de 20 a 70 reais…

  • clebson de paula

    o que é oleo mais viscoso e menos viscoso ?

    • João Carlos

      Mais viscoco = Mais grosso. Os números do óleo determinam sua viscosidade. O 1º número seguido do W é a viscosidade do óleo com motor FRIO. O 2º número é a viscosidade dele QUENTE. Quanto maior o número mais viscoso é o óleo.

  • gilmar santos

    gilmar santos, tenho um marea 1,8 16v ele baixa oleo do carter mas nao queima tipo um litro a cada 300km o que pode ser?

  • AdrianoRech

    Olá a todos!
    Em primeiro lugar gostaria de agradecer e dar os parabéns pela matéria muito elucidativa.

    Bom, tenho um polo 1.6 ano 2003 com 147 mil km rodados (pelo menos é o que mostra no painel, se foi adulterado já não sei pois peguei de terceiros ha um ano)

    gostaria de saber se posso passar a utilizar um óleo Lubrax sj 20w50 ou devo continuar a usar óleo 15w40 que uso?

    obrigado.