*Featured Citroen Crossovers Lançamentos Linha 2018/2019 Test Drive

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores

O Citroën C4 Cactus chega ao mercado nacional com proposta de ser o principal produto da marca para o segmento de SUV, ocupando o lugar do Aircross, que continua a ser vendido, mas na base de entrada.

Assim, com preços a partir de R$ 68.990, o modelo desembarca no Brasil sendo feito em Porto Real-RJ.


Com pré-venda já iniciada, o Citroën C4 Cactus traz um novo layout em sua atualização de meia vida, que deu ao compacto uma proposta mais global e menos exótica em termos de estilo, visto que o anterior não foi vendido no Brasil.

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores


Feito sobre a plataforma PF1, a mesma do Citroen C3 e do Aircross, o Citroën C4 Cactus tem porte compacto com 4,17 m e 2,60 m de entre-eixos, oferecendo 320 litros no porta-malas.

Oferecido nas versões Live, Feel e Shine, o Citroën C4 Cactus tem sete configurações de conteúdo, duas opções de motor e duas de transmissão.

Existem seis cores externas e 14 combinações.

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores

Na mecânica, o Citroën C4 Cactus vem com motor 1.6 VTi com a até 122 cv no manual e 118 cv no automático, que tem seis marchas e quatro modos. O 1.6 THP de até 173 cv, que vai 0 a 100 km/h em 7,3 segundos (com etanol) e tem máxima de 212 km/h.

A Citroën não divulgou os preços da Feel Business, enquanto a versão Shine 1.6 com motor aspirado não será mais oferecida.

Con ângulos de entrada e saída de 22° e 32°, respectivamente, o Citroën C4 Cactus tem altura livre do solo de 22,5 cm e calibração para enfrentar a dureza de nossas estradas com e sem pavimento.

O mix de vendas do crossover nas principais versões será de 25% na Feel Auto, 20% na Feel Pack e 20% na Shine THP.

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores

Bem equipado, o crossover da marca francesa traz ao segmento sistema de segurança ativa, tais como frenagem automática de emergência, alerta de mudança de faixa, alerta de colisão, detector de fadiga e aviso de descanso.

Além disso, na versão Shine, que tem motor 1.6 THP, o C4 Cactus traz o sistema Grip Control, que é um controle com modos de condução em terrenos de baixa aderência.

O Citroën C4 Cactus também traz multimídia com Android Auto e Car Play, bem como painel digital, ar-condicionado automático, bancos em couro, rodas de liga leve aro 17 polegadas, faróis de neblina com função curva, assistente de partida em rampa, controle de estabilidade, controle de tração e assistente de partida em rampa.

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores

Em termos de entretenimento, o Cactus também traz o sistema de som Arkamys Hi-Fi, Bluetooth, câmera de ré, sensor de chuva, sensor crepuscular, retrovisor eletrocrômico, sensor de pressão dos pneus, controle de cruzeiro com limitador, entrada sem chave e partida por botão.

Citroën C4 Cactus – Detalhes técnicos

Vamos aos detalhes técnicos do produto.

O Citroën C4 Cactus – assim como na Europa – mede 4,170 m de comprimento, 1,714 m de largura, 1,534 ou 1,563 m de altura e 2,600 m de entre-eixos.

Pesando de 1.135 kg a 1.225 kg, o crossover tem 320 litros no porta-malas e mais 55 no tanque de combustível.

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores

Na mecânica, o Citroën C4 Cactus brasileiro tem o motor 1.6 16V VTi com 115 cavalos na gasolina e 118 ou 122 cavalos, respectivamente nas versões automática de seis marchas ou manual de cinco velocidades.

Na primeira opção, o torque é de 16,1 kgfm tanto na gasolina quanto no etanol, enquanto o segundo tem 15,5/16,4 kgfm, respectivamente.

Nas opções mais completas, o Citroën C4 Cactus tem ainda o 1.6 THP Flex com 166 cavalos na gasolina e 173 cavalos no etanol, além de 24,5 kgfm nos dois combustíveis. Ou seja, sem segredos quanto à motorização, já usada em outros modelos da marca.

O câmbio nesse último caso é somente automático de seis marchas, igualmente com modos Eco e Sport.

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores

O Citroën C4 Cactus é oferecido nas versões Live e Feel com motor 1.6 e câmbio manual, bem como Feel, Feel Business e Shine com mesmo motor, mas dotadas de transmissão automática.

Por fim, as Shine 1.6 THP e Shine 1.6 THP Pack são as mais completas e potentes. Estas duas, por sua vez, possui discos de freio no eixo traseiro.

Quanto às rodas, apenas a versão Live 1.6 tem rodas de aço com calotas e aro 16 polegadas, tendo pneus 205/60. Nas demais, rodas de liga leve aro 17 polegadas em cinza fosco (Feel) ou diamantada com  detalhes preto brilhante (Shine), ambas com pneus 205/55 R17.

Em todas, os pneus são Pirelli Cinturato P7 ou Goodyear Efficient Grip. O estepe tem aro 15 polegadas com pneus 185/60 R15.

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores

Citroën C4 Cactus – Conteúdo das versões

C4 Cactus Live – Motor 1.6 de até 122 cavalos, câmbio manual de cinco marchas, mais airbag duplo, luzes diurnas em LED, cintos e apoios de cabeça completos, Isofix, Top Tether, alerta de cintos, freios ABS com EDB, lanternas com efeito 3D, trio elétrico (apenas motorista one touch), luzes de frenagem de emergência, ar-condicionado, direção elétrica, rodas de aço aro 16, computador de bordo, indicador de mudança de marcha, volante com ajustes de altura e profundidade, Bluetooth e USB, banco do motorista com ajuste de altura, Airbumps laterais, painel digital e barras longitudinais no teto.

Opcionais: multimídia Citroën Connect com tela de 7 polegadas mais Android Auto e Car Play, comandos no volante e 4 ato-falantes/2 tweeters.

C4 Cactus Feel – Itens acima, mais motor 1.6 de até 118 cavalos e câmbio automático de seis marchas ou manual de cinco marchas, inclui além alarme perimétrico, controles de tração e estabilidade (Auto), assistente de partida em rampa (Auto), faróis de neblina, faróis de neblina com função curva (Auto), sensor de pressão dos pneus (Auto), câmera de ré, econômetro (Auto), regulador de velocidade e limitador (Auto), vidros One Touch, opcionais da Feel, padronagem dos bancos diferenciada, retrovisores na cor do carro, moldura branca nos faróis e Airbumps, rodas de liga leve aro 17 e banco tripartido.

C4 Cactus Shine – Itens acima, mais motor 1.6 THP e câmbio automático de seis marchas, inclui ainda airbags laterais, alarme volumétrico, Grip Control (modos de terreno e condução), retrovisor eletrocrômico, sensor crepuscular, entrada sem chave, botão de partida, sensor de chuva, ar-condicionado automático, volante em couro, bancos em couro (exceto Shine 1.6 aspirado), painel soft touch, maçanetas na cor do carro, barras no teto exclusivas e rodas de liga leve aro 17 exclusivas.

C4 Cactus Shine Pack – Itens acima, mais airbags de cortina e ADAS (alerta de saída de faixa, alerta de atenção ao condutor, alerta de descanso, frenagem automática de emergência e alerta de colisão.

O Citroën C4 Cactus será oferecido nas cores Branco Banquise e Vermelho Aden (sólidas), Cinza Alluminium, Cinza Moondust, Preto Perla Nera e Azul Esmeralda (metálicas). O Branco Nacré é perolizado.

O Branco Banquise é de série nas versões Live e Feel, enquanto a Shine recebe o Preto Perla Nera. Esta última versão também tem pintura em dois tons opcional.

Citroën C4 Cactus – Preços

  • C4 Cactus Live 1.6 – R$ 68.990
  • C4 Cactus Feel 1.6 – R$ 73.490
  • C4 Cactus Feel 1.6 Auto – R$ 79.990
  • C4 Cactus Feel Pack 1.6 Auto – R$ 84.990
  • C4 Cactus Shine 1.6 THP Auto – R$ 94.990
  • C4 Cactus Shine Pack 1.6 THP Auto – R$ 98.990

Citroën C4 Cactus – Galeria de fotos

Citroën C4 Cactus – impressões ao dirigir

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores

Finalmente apresentado, o Citroën C4 Cactus chega ao mercado brasileiro com uma proposta de preço para cobrir praticamente toda a faixa do segmento de SUVs compactos. Apostando em estilo, espaço, performance e segurança, o modelo parte de R$ 68.990 e vai até altos R$ 98.990.

Caracterizado por um perfil baixo, largo e fluído, o Citroën C4 Cactus surge com um bom leque de opções, embora a PSA segure uma das opções mais importantes, a Feel Business para frotistas e PCD, talvez por conta da demanda que não será atendida de imediato.

Como se sabe, o mercado anda observando filas longas nesse caso.

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores

Bom, mas para o grande público, o Citroën C4 Cactus entrega as opções Live – que tem até um bom conteúdo – Feel e Shine. Mudanças “de última hora” fizeram com que a versão Shine 1.6 Auto morresse antes de nascer, surgindo assim o Feel Pack, que adiciona alguns itens que faziam parte da opção excluída. Assim, a Shine agora só pode ser adquirida com motor 1.6 THP.

Aliás, falando em motor, embora houvesse uma versão 1.6 Auto no evento de lançamento, esta estava isolada e não pôde ser testada. Então, ficará para uma nova oportunidade.

No caso dessa motorização, para relembrar, dispõe de 118 cavalos no automático e 122 cavalos no manual, sendo que este último não recebeu atualização do propulsor, algo já visto em C3 e Aircross.

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores

Citroën C4 Cactus – impressões visuais

O Citroën C4 Cactus é um crossover acima de tudo. Não se pode dizer que tenha o estilo de SUV, mas como atende as normas do Inmetro para obter a classificação de utilitário esportivo (tem ângulos de entrada e saída com 22°/32° e 22,5 cm de vão livre), ele é considerado pela montadora como tal.

Ainda assim, apesar de parecer ter um porte como do Nissan Kicks ou Hyundai Creta, o crossover da marca francesa em realidade é menor. Essa impressão se deve ao teto baixo e área envidraça reduzida em relação aos concorrentes.

Isso torna-o mais longo visualmente e como tem frente bem arredondada e traseira truncada, o conjunto acaba enganando nesse aspecto, o que é bom para o produto.

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores

O capô é curto e as luzes diurnas são em LED e cumprem sua função, segundo a Citroën. Também apresenta um conjunto ótico simples, com farol monoparabola e pisca integrados.

A grade com o duplo chevron é interessante em termos de estilo, assim como a grade centralizada e os faróis de neblina emoldurados com cores do teto, por exemplo. O aspecto do para-choque é parrudo.

O mesmo em relação ao traseiro, que torna o conjunto mais robusto visualmente. As lanternas duplas em LED com efeito 3D foram uma solução boa para preencher o enorme vazio do modelo anterior, o europeu.

Mais interessante, porém, é o logotipo novo da Citroën, com fundo preto, que destaca bem a marca.

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores

Os retrovisores tem bom tamanho e os Airbumps chamam pouca atenção. Já as rodas de liga leve estão em harmonia com o conjunto.

A mescla de cores é sim, um dos grandes atrativos do Citroën C4 Cactus, que reúne 14 combinações com tetos coloridos, assim como espelhos, molduras e batentes laterais, mas as maçanetas são em preto brilhante. Não tem teto solar e isso não parece fazer falta, exceto na versão completa, que tem um preço alto.

Por dentro, esqueça o europeu. O ambiente é novo e exclusivo para a região, trazendo um cluster digital monocromático que é “suficiente” para as pretensões do crossover.

O volante tem boa empunhadura e úteis comandos de mídia e telefonia, mas o piloto automático ainda é na coluna. Múltiplos ajustes, bom. A multimídia tem tela de 7 polegadas e intuitividade.

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores

Sem dar voltas, apresenta todas as funcionalidade de forma clara e objetiva. Android Auto e CarPlay são bem-vindos. Câmera de ré tem boa visualização e não é difícil acionar os itens de segurança do carro pela tela.

Nela, os modos de piso do Grip Control também são apresentados, enquanto logo abaixo existem alguns comandos físicos de climatização.

Botão de partida é um plus no Cactus Shine, assim como o Grip Control e uma tomada de 12V. O porta-copos é bom e o console tem bom acabamento em preto brilhante e alavanca estilizada com seletor em escada.

Modos Eco e Sport se apresentam. Um pequeno porta-trecos fica entre os bancos e o porta-luvas tem espaço mediano, diferente de outros compactos da Citroën.

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores

As portas apresentam bom aspecto, mas possuem plásticos duros texturizados e forração parcial em tecido. O painel tem uma barra horizontal com material soft, mas a tonalidade cinza não agradou muito.

Os bancos são diferentes do europeu, mais altos e “cheios” para ampliar o ambiente e segurar melhor o corpo.

O espaço interno é bom, especialmente atrás, tanto em altura como em largura e espaço para pernas. Já o porta-malas de 320 litros é pouco para um SUV e ainda possui vão reduzido por causa da tampa menor, que não vai até perto do assoalho.

No geral, com exceção de alguns detalhes pontuais, o ambiente do Citroën C4 Cactus agradou.

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores

Citroën C4 Cactus – nossa avaliação

Ao volante, o Citroën C4 Cactus também teve pontos altos e baixos, mas pendendo muito mais para os primeiros.

Com direção elétrica extremamente, porém, progressiva, o crossover passa a impressão de ter menos que o peso declarado, ainda mais quando se começa a acelerar o 1.6 THP Flex, que tem 166 cavalos na gasolina e 173 cavalos no etanol.

Forte e casado com o câmbio Aisin de seis marchas, o propulsor impulsiona bem o Citroën C4 Cactus, rapidamente elevando o giro, mas em proporção desigual ao percebido ao volante.

Ou seja, mesmo que ele vá até 3.000 rpm, ele acelera vigorosamente mais rápido que isso, atingindo rapidamente 100 km/h. Oficialmente, o faz em 7,3 segundos.

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores

Sem comentários quanto à capacidade do mesmo, o motor é (muito) mais do que suficiente para atender o Citroën C4 Cactus no que lhe for imposto.

Retomadas e desacelerações são muito boas, especialmente no modo Sport, mas mesmo no Eco, não se intimida na hora de responder. Basicamente o primeiro dobra a rotação, enquanto o segundo atenua 1/3.

No Drive, o câmbio sempre mantém o motor em no máximo 2.000 rpm, chegando mesmo a 1.500 rpm na estrada, mas com isso, uma incômoda ressonância com fortes graves no escape invade o habitáculo de trás para frente.

Usando o modo manual, consegue-se manter o motor um pouco mais cheio e com ruído adequado. Rodando a 110 km/h, ele mantém 2.000 rpm.

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores

Em termos de dirigibilidade, o carro está sempre na mão com uma direção gostosa, mas a suspensão tem calibração muito macia e, apesar de absorver razoavelmente as imperfeições do solo, acaba tornando-o muito suscetível a oscilações indesejáveis.

Nas curvas, apesar disso, mantém-se até que bem, sem grandes inclinações, graças à largura maior e altura menor que o padrão.

Na terra, ele desenvolve muito bem, mas é preciso saber usar os modos de terreno para que a condição do local não afete a performance e a segurança do veículo. Os freios cumprem bem seu papel, tornando a condução mais ágil em situações que exigem sempre o pedal esquerdo.

Nesse primeiro contato, o Citroën C4 Cactus foi bem no que lhe foi proposto.

Citroën C4 Cactus – Galeria de fotos do modelo ao vivo

Evento a convite da Citroën. 

C4 Cactus 2019: preços, versões, equipamentos e motores
Nota média 3 de 9 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email