Manutenção Preços Toyota

Revisão Toyota: preços $$ e detalhes

Revisão Toyota: preços $$ e detalhes

A Toyota tem um plano de revisão para sua gama de produtos no Brasil que é premiada pelo atendimento e prestação de serviços, começando pela recepção e inspeção de itens do veículo, que inclui nível de fluido, bateria, calibragem dos pneus, óleo do motor, luzes internas e externas e ar-condicionado.


A marca japonesa também oferece uma agenda online para agendamento de serviços, executados sempre na rede autorizada, sendo eles inspeção de boas-vindas, revisões periódicas, serviços de preço fechado, recall, pneus, alinhamento, balanceamento, lavagem e higienização do ar-condicionado. A rede ainda executa outros serviços, tais como substituição/troca de lâmpadas, disco de freio, filtro de ar-condicionado, filtro de ar do motor, pastilhas, borracha do limpador de para- brisa e pneus.

A Toyota ainda tem o chamado Preço Fechado com serviços específicos e preços disponíveis no site da marca, sem relação com as revisões programadas, no caso para troca de óleo com ou sem filtro, troca de pastilhas, palhetas de limpador, kit de suspensão dianteira, troca do filtro de ar-condicionado, entre outros. Serviços expressos são feitos em pouco tempo. Já a assistência é 24 horas com os serviços relativos a esse tipo de apoio ao cliente.

Todas as revisões são feitas a cada 10.000 km, mesmo nos modelos diesel. A Toyota ainda parcela as revisões em até 3 vezes sem juros. A marca tem preços na média do mercado para Etios, Etios Sedan, Corolla, Prius, Camry e RAV4, mas Hilux e SW4 possuem custo elevado em revisões, superior ao de alguns concorrentes. De qualquer forma, pelo volume de vendas da dupla, os clientes estão dispostos a pagar mais por isso.


Etios

Revisão Toyota: preços $$ e detalhes

O Toyota Etios atualmente tem preços de revisão na média do mercado. No início, o compacto da marca japonesa tinha custo bem abaixo dos concorrentes, assim como HB20 e March. Agora, ele está na casa de R$ 2,8 mil para revisões até 60.000 km, sendo executadas a cada 10.000 km. As paradas aos 40.000 km e 60.000 km, são as mais caras e a primeira, assim como em outras marcas, não possui mão de obra integrado ao preço, que pode ser parcelado em três vezes sem juros.

Revisão

Custo

Custo

Quilometragem

Preços 1.3

Preços 1.5

10.000 km

R$ 232,44

R$ 232,44

20.000 km

R$ 480,00

R$ 480,00

30.000 km

R$ 399,00

R$ 399,00

40.000 km

R$ 699,00

R$ 699,00

50.000 km

R$ 375,00

R$ 375,00

60.000 km

R$ 660,00

R$ 660,00

Total

R$ 2.845,44

R$ 2.845,44

Etios Sedan

Revisão Toyota: preços $$ e detalhes

O sedã compacto da Toyota segue o mesmo padrão e valor das revisões do modelo hatch e assim como neste, a marca não diferencia o motor e nem o câmbio utilizado, lembrando que o Etios tem motores 1.3 Dual VVT-i com 88 cavalos na gasolina e 98 cavalos no etanol, além de 12,5 e 13,1 kgfm, respectivamente. No caso do sedã, há somente o motor 1.5 Dual VVT-i com 102 cavalos no primeiro e 107 cavalos no segundo combustível, assim como 14,3 e 14,7 kgfm a 3.100 rpm, respectivamente. O câmbio é manual de seis marchas, mas o automático tem apenas quatro velocidades.

Revisão

Custo

Quilometragem

Preços 1.5

10.000 km

R$ 232,44

20.000 km

R$ 480,00

30.000 km

R$ 399,00

40.000 km

R$ 699,00

50.000 km

R$ 375,00

60.000 km

R$ 660,00

Total

R$ 2.845,44

Corolla

Revisão Toyota: preços $$ e detalhes

O sedã médio mais vendido do país e também entre os modelos de três volumes tem um custo de revisão bem interessante, sendo equivalente ao de muito compacto que custa praticamente três vezes menos.  Com R$ 3.254,04, o proprietário tem seis revisões até 60.000 km, sendo que a quarta é a mais cara, custando quase R$ 900. Como nos outros modelos da Toyota, o Corolla não diferencia as versões com motor 1.8 Dual VVT-i de 139 cavalos com gasolina e 144 cavalos no etanol ou 2.0 Dual VVT-i com 143 cavalos no primeiro e 154 cavalos no segundo combustível, tendo sempre transmissão CVT Multidrive com simulação de sete velocidades.

Revisão

Custo

Custo

Quilometragem

Preços 1.8

Preços 2.0

10.000 km

R$ 272,04

R$ 272,04

20.000 km

R$ 624,00

R$ 624,00

30.000 km

R$ 438,00

R$ 438,00

40.000 km

R$ 897,00

R$ 897,00

50.000 km

R$ 426,00

R$ 426,00

60.000 km

R$ 597,00

R$ 597,00

Total

R$ 3.254,04

R$ 3.254,04

Prius

Revisão Toyota: preços $$ e detalhes

O híbrido mais vendido do mundo tem um custo com revisões acima do Corolla e da linha Etios, bem como do mais luxuoso Camry. Alguns dos preços são parecidos com os do sedã médio, mas a sexta revisão é muito cara, custando R$ 990. Em compensação, a primeira é mais barata, ficando apenas acima do Etios. Não há nenhuma especificação diferenciada em relação à revisão do Prius, mas como o modelo possui motor Atkinson 1.8 Dual VVT-i de 99 cavalos e motor elétrico integrado, além de CVT eletrônico, então muitos sistemas precisam ser trocados e verificados, especialmente a bateria de níquel hidreto-metálico.

Revisão

Custo

Quilometragem

Preços 1.8

10.000 km

R$ 239,49

20.000 km

R$ 624,00

30.000 km

R$ 438,00

40.000 km

R$ 897,00

50.000 km

R$ 510,00

60.000 km

R$ 999,00

Total

R$ 3.707,49

RAV4

Revisão Toyota: preços $$ e detalhes

Usando o mesmo motor 2.0 Dual VVT-i do Corolla, o já antigo RAV4 entrega 145 cavalos somente na gasolina e 19,1 kgfm a 3.600 rpm. Equipado com transmissão CVT de sete marchas virtuais, o SUV de porte médio tem custo de revisão de até R$ 4.211,49 nos primeiros 60.000 km. Alguns dos valores são parecidos com os de Corolla e Prius, mas a sexta revisão é realmente muito elevada, custando nada menos que R$ 1.698. Ou seja, mais cara que quatro revisões juntas.

Revisão

Custo

Quilometragem

Preços 2.0

10.000 km

R$ 239,49

20.000 km

R$ 597,00

30.000 km

R$ 390,00

40.000 km

R$ 897,00

50.000 km

R$ 390,00

60.000 km

R$ 1.698,00

Total

R$ 4.211,49

Camry

Revisão Toyota: preços $$ e detalhes

O Toyota Camry estranhamente não tem seus preços de revisão divulgados no site da marca. Por isso, entramos em contato com a assessoria de imprensa e conseguimos os valores abaixo, mas somente até 50.000 km. De qualquer forma, a informação vale como uma referência. Até a quinta parada, o valor é equivalente ao do Corolla, mas não ficaríamos surpresos se chegar perto de R$ 5 mil no total. De qualquer forma, a nova geração chega bem interessante e com um potente V6 3.5 Dual VVT-i com injeção direta de combustível, 310 cavalos e 37,7 kgfm, tendo ainda câmbio automático de oito marchas.

Revisão

Custo

Quilometragem

Preços 3.5 V6

10.000 km

R$ 396,99

20.000 km

R$ 624,00

30.000 km

R$ 552,00

40.000 km

R$ 1.143,00

50.000 km

R$ 552,00

Total

R$ 3.267,99

Hilux

Revisão Toyota: preços $$ e detalhes

No caso da Hilux, as revisões são mais caras que as da S10 no caso do motor diesel 2.8 1GD com 177 cavalos e 45,9 kgfm, que alcança surpreendentes R$ 6.277,99 até 60.000 km. No caso da versão 2.7 Dual VVT-i com 159 cavalos na gasolina e 163 cavalos no etanol, o modelo tem custo em torno de R$ mil, aumentando um pouco mais no caso do 4×4, que demanda quase R$ 400 a mais. A picape média da Toyota tem câmbio de seis marchas, tanto manual quanto automático.

Revisão

Custo

Custo

Custo

Quilometragem

Preços 2.7 4×2

Preços 2.7 4×4

Preços 2.8 4×4

10.000 km

R$ 342,94

R$ 346,44

R$ 574,99

20.000 km

R$ 729,00

R$ 798,00

R$ 987,00

30.000 km

R$ 624,00

R$ 648,00

R$ 1.080,00

40.000 km

R$ 1.407,00

R$ 1.599,00

R$ 1.617,00

50.000 km

R$ 624,00

R$ 648,00

R$ 849,00

60.000 km

R$ 1.275,00

R$ 1.355,00

R$ 1.170,00

Total

R$ 5.001,94

R$ 5.394,44

R$ 6.277,99

SW4

Revisão Toyota: preços $$ e detalhes

Por fim, o SUV de porte grande da Toyota tem custo de revisão semelhante ao da Hilux Flex 4×2, mas no caso do mesmo motor 2.7 com transmissão manual ou automática e a tração nas rodas traseiras. Embora já fora da linha 2019, a extinta versão V6 4.0 Dual VVT-i de 238 cavalos ainda está presente no site. Já a versão diesel 2.8, que vem somente com câmbio automático de seis marchas e tração 4×4 com reduzida, tem custo com revisões até 60.000 km de R$ 6.285,99. São exatamente R$ 8,00 de diferença para a picape, tornando-se assim o plano de manutenção mais caro da marca.

Revisão

Custo

Custo

Custo

Quilometragem

Preços 2.7 4×2

Preços 3.5 V6 4×4

Preços 2.8 4×4

10.000 km

R$ 342,94

R$ 309,49

R$ 574,99

20.000 km

R$ 729,00

R$ 777,00

R$ 987,00

30.000 km

R$ 624,00

R$ 654,00

R$ 1.080,00

40.000 km

R$ 1.407,00

R$ 1.799,00

R$ 1.617,00

50.000 km

R$ 624,00

R$ 642,00

R$ 849,00

60.000 km

R$ 1.275,00

R$ 891,00

R$ 1.178,00

Total

R$ 5.001,94

R$ 5.072,49

R$ 6.285,99

Revisão Toyota: preços $$ e detalhes
Nota média 5 de 1 votos

33 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

  • Interessante.
    São custos que muitos esquecem de ver quando vai comprar um veículo.
    Um custo necessário!
    Só fico triste quando aparece um “Ixipertinhuu” que gosta de passar a manutenção do veículo pro “segundo dono” sem fazer uma revisão até uns 50.000
    Complicado…

  • Dizem que a Toyota vende bem, pois uns dos critérios são os baixos preços das revisões. No entanto a Hilux e a SW4 com relação aos demais concorrentes tem o preço final mais salgados entre eles…

        • Notícias Automotivas escreveu: “O Toyota Etios atualmente tem preços de revisão na média do mercado. No início, o compacto da marca japonesa tinha custo bem abaixo dos concorrentes, assim como HB20 e March. Agora, ele está na casa de R$ 2,8 mil para revisões até 60.000 km, sendo executadas a cada 10.000 km. As paradas aos 40.000 km e 60.000 km, são as mais caras e a primeira, assim como em outras marcas, NÃO POSSUI MÃO DE OBRA integrado ao preço, que pode ser parcelado em três vezes sem juros.” — na CSS há “pacotes de serviços com MO incluída, segue o que pedi para uma Hillux: “Os preços relativos ao Serviço Preço Fechado Hilux são específicos aos serviços aqui descritos, têm validade de 01/04/2018 até 30/09/2018 e são aplicáveis aos veículos Hilux em todo o território nacional. Os preços incluem peças e lubrificantes genuínos Toyota e mão de obra da sua rede de concessionárias. Para as peças genuínas adquiridas e instaladas na rede de concessionárias, a Toyota oferece um ano de garantia para casos de defeito de produto e/ou serviços de instalação das peças. *O “Kit da Suspensão Dianteira (Lado Direito e Lado Esquerdo)” contemplam a troca das seguintes peças: amortecedor dianteiro, porca, suporte da suspensão, apoio de mola e rolamento do batente. **Na “Troca de óleo com filtro”, a mão de obra é grátis.”…… MAS AS REVISÕES NORMAIS A MO CONTINUA SENDO COBRADA À PARTE Ou ganhou um Bônus…ou esqueceram de cobrar (o que duvido) .. ou está nas duas primeiras revisões.

          • Mão de obra inclusa nas revisões da Toyota. Retirado do site: Os preços relativos ao Plano de Manutenção Corolla têm validade de 01/04/2018 até 30/09/2018 em todo o território nacional, incluem as peças e lubrificantes genuínos Toyota e mão de obra da sua rede de concessionárias.

  • Este é um dos motivos do sucesso da marca: caro para comprar, mas fácil de manter. Daí no mercado de usados é um sucesso, pois já depreciou, se tornando razoavelmente acessível e igualmente fácil de manter.

  • Para vc ver como são as coisas….

    O custo de revisão do Corolla é dito como barato porque o carro é caro que já inclui no preço final.

    Aí por curiosidade, entrei na Renault para ver o do Fluence:
    10000km – 408,50
    20000km – 481,50
    30000km – 408,50
    40000km – 578,40
    50000km – 429,20
    60000km – 834,40
    Total – 3140,50

    Curiosamente, a de 60000km do Fluence não faz sentido custar tudo isso, mas esse é o preço.

    Interessante que todas as marcas sem exceção abrem mão de outros itens que poderiam citar na troca. E tanto Toyota como Renault não citam a necessidade de troca de oleo da transmissão CVT.

  • Vemos assim em detalhes o por quê da superioridade das montadoras japonesas sobre as alemãs: marcas como a Toyota prezam não somente pela qualidade de construção, mas ainda pelo custo de manutenção.

    • Qual a pouca tecnologia em relação aos concorrentes? Tecnologia de pouca utilidade não vende. Assistente de faixa, de estacionamento, sem utilidade. Principalmente para quem gosta de dirigir. Motor turbo ainda é um mico tá aí o histórico para mostrar. São coisas de pouca utilidade. Quem não tem conteúdo tem que oferecer essas tecnologias de utilidade duvidosa para não fechar as portas. O Corolla não deve nada a nenhum concorrente em qualidade. O mercado nacional, não, mundial está aí para comprovar.

  • O custo total de propriedade de um Toyota continua bastante desvantajoso perante os rivais.
    Veja que para o consumidor não vale a pena ver só os custos de compra do veículo ou só das manutenções periódicas. Tem que somar tudo!
    E aí, o que temos:
    À exceção da linha Etios, que o consumidor brasileiro, milagrosamente, rejeita, por ser horroroso, a Toyota vende seus carros por valores muito superiores à concorrência, praticando descontos quase risíveis.
    Não só isso, vende seus veículos desprovidos de itens comuns a quaisquer dos rivais. Pelo preço de um Corola de entrada, completamente capado de itens de série, compra-se um rival intermediário e até em sua versão top de linha.
    Mas aí, o iucauto consumidor, que troca de carro a cada dois anos, vê que as revisões do Corolla, em 60 meses saem R$ 1.500,00 mais baratas que as do concorrente… E, escolhe o japonês, pelado, menos potente, menos seguro, menos cômodo, menos tudo…
    Ele não faz o cálculo Valor de aquisição do veículo + custos de revisões, mas acha que tá na vantagem.
    Em tempo, se era pra economizar, caberia ao consumidor chorar um bom desconto em qualquer concorrente de entrada (que é mais equipado que qualquer Toyota também de entrada), economizar dezenas de milhares de reais e até se livrar de financiamento, dependendo do caso.

    • Perdão , mas não concordo com a frase ” Etios , que o consumidor brasileiro , milagrosamente rejeita , por ser horroroso” …. primeiro porque beleza é uma coisa muito subjetiva ( vc o acha feio , mas tem muita gente , assim como eu , que o acha bonito – principalmente o hatch ) , e então convenhamos que opiniões sobre beleza , são apenas opiniões , e cada um tem a sua …… segundo , onde vc ouviu falar que o consumidor brasileiro rejeita o Etios ???? …. a Toyota tá vendendo exatamente o que sai da fábrica e só não vende mais , por problemas de produção ….. e outra coisa muito mais importante que “beleza! de carros …. o Etios é um carro econômico , fácil de manter , com seguro barato , tem ótima dirigibilidade , uma excelente mecânica , relativamente seguro , e não é um carro caro ( principalmente o 1.3 X e o 1.5 XS ) ….

      • Prezado Luis Carlos, em nenhum momento coloquei em cheque as qualidades do Etios. Eu apenas, tão somente, explicitei o motivo do Etios vender abaixo do que a Toyota projetou: o carro é rejeitado por ser considerado feio. Você pode não acha-lo feio, mas assim como o Corola tem fama de inquebrável, o mercado, no geral, rejeita o projeto indiano da Toyota. Senão vejamos:
        O Etios, a exemplo de todos os Toyotas colocados no mercado brasileiro nessa década, foi lançado com um pacote de equipamentos muito aquém dos concorrentes e com o preço mais elevado de todos. A Toyota confiava que o modelo poderia concorrer no mercado mais disputado do país pelo simples peso de sua reputação. O resultado: O Etios teve que ser comercializado com sucessivos, generosos e crescentes descontos, ao contrário dos demais produtos da marca. A Toyota, reconhecendo a estratégia completamente equivocada que adotou com seus compactos, passou a aplicar alterações anuais na linha Etios, tanto nos equipamentos quanto, principalmente, na estética de sua linha de entrada. É notório que a Toyota tem uma tradição de ser conservadora em seus produtos, alterando o mínimo necessário seus veículos, em curto prazo. Não foi assim com a linha Etios, a qual teve que ser sucessivamente alterada, focada em baixo custo de aquisição e manutenção, visando a própria sobrevivência. Ora, se o carro atendesse plenamente as expectativas da Toyota, por quais motivos a referida fabricante iria despender tanto tempo e dinheiro com sucessivas e significativas mudanças?
        a Toyota tá vendendo exatamente o que sai da fábrica e só não vende mais , por problemas de produção
        A Hyundai vende tudo o que sai de fábrica. A GM vende tudo o que sai de fábrica. A Ford vende todos os Ka que saem de fábrica… e daí? A diferença é que esses produtos são vendidos em muito maior escala, pois são muito mais procurados pelos consumidores de compactos. Simples assim! Veja que não estamos tratando aqui de um nicho de mercado, como de carros esportivos ou de veículos 4×4. Falamos da maior fatia do mercado brasileiro, um dos maiores do mundo.
        A Toyota vende exatamente o que sai de fábrica por trabalhar usando a estratégia japonesa just in time. Se há pouca demanda, adequam a produção à pouca procura por seu produto, evitando ociosidade produtiva. Se a procura fosse alta, iriam se adequar à nova realidade, ampliando a produção, de forma proporcional.
        Na minha opinião, o Etios é hoje uma (boa) opção racional para quem procura gastar pouco com um compacto. Se aumentar de preços, despenca nas vendas.

      • Tenho o Etios Hatch 2016/ 1.3. Feliz da vida com ele, já tive de outras marcas e não me deu a satisfação que o Etios me dá. Acho bonito (comparando com os demais, principalmente o quadro de instrumentos em posição central). Como vc disse, gosto é particular. Tinha minhas dúvidas quanto a dirigibilidade, é um carro ágil para o meu gosto de dirigir e amei. Fiz testes com veículos de câmbio automático e não gostei, adoro a troca de marchas. É um carro confortável dentro das minhas reais necessidades, não tive problemas até o momento, revisões em dia e o custo/benefício é excelente. Sem a necessidade de mais comentários por ser um Toyota. Claro que de 2017 para cá a Toyota fez alguns ajustes importantes na linha Etios, mas isso é para outro momento quando assim exigir a troca do mesmo, considerando que ele está com 38 mil km rodados e sem problemas. Ah! tenho 63 anos, sou uma senhorinha que vive o tempo atual, dirijo desde os 13 e com CNH desde os 18 anos. Portanto: dirigir um veículo que corresponda a adoração que tenho por estradas ainda é um privilégio na vida.

      • 2018. Compare os itens de segurança ATIVA da versão Assaltis, a mais equipada, que custa praticamente R$ 120.000,00 e compare com os rivais:
        Jetta Highline;
        Focus Titanium Plus;
        Civic Touring;
        Cruze LTZ2.
        Detalhe: todos os carros acima possuem performance superior ao Corolla, o que também se reflete em maior segurança em ultrapassagens;
        Todos os carros citados estão alinhados com o que é oferecido em mercado exigentes.
        Aproveite pra verificar o que um Corolla de entrada, nos EUA ou na Europa, possui e compare que o Corolla fabricado aqui.
        Não vou nem comparar com o Fusion, pra coisa não ficar mais feia pro japa…

        • “Pelo preço de um Corolla de entrada…”…veja você então os equipamentos de segurança do Corolla mais básico. E dê uma olhada na pontuação dele no Latin NCap.

  • As próprias montadoras levam os consumidores a não se interessarem por fazer revisões nas concessionárias após os 60000 km por não divulgar seus preços nem tabelá-los. 60 k km hoje é pouco em muitas regiões do país .

  • Fiz a revisão semana passada da minha hilux flex 4×4 de 10k.
    Ao chegar lá informaram que o preço era o dobro do que está escrito aqui e no site da toyota.
    Ae eu tive que que mostrar pelo meu celular o site da toyota o valor da revisão para acatar o valor que estava lá.
    Depois vieram com um papo dizendo que tinha esquecido de tirar o valor da mão de obra que colocaram por engano.
    Ou seja, se não se ligar, o consumidor vai acabar pagando valores maiores do que os fixados pelo fabricante.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email